Página 1 dos resultados de 23 itens digitais encontrados em 0.019 segundos

Síntese de Esteróides análogos da androstenodiona: potenciais inibidores da aromatase.

Costa, Saul Campos Pereira da
Fonte: Universidade de Coimbra Publicador: Universidade de Coimbra
Tipo: Tese de Doutorado
POR
Relevância na Pesquisa
76.48%
A observação de que aproximadamente 35% dos cancros da mama são dependentes da concentração de estrogénios, sobretudo tecidulares, estimulou grandemente a investigação, no sentido da obtenção de métodos que limitassem a sua produção. Até à data duas abordagens têm sido aplicadas na clínica : o uso de anti-estrogénios e a redução da sua síntese com inibidores da aromatase. Este trabalho teve como objectivo fundamental a criação de novos potenciais inibidores esteróidicos da aromatase. Na parte introdutória, capítulo I, é feita uma breve descrição da aromatase e do mecanismo de aromatização, descrevendo-se em seguida os diversos tipos de inibidores usados. Depois, em face de toda a conjuntura existente, propõe-se a síntese de três tipos diferentes de novos esteróides análogos da androstenodiona, duplamente funcionalizados em posições reconhecidamente activas. Assim no segundo capítulo, é descrita a síntese do 1.º tipo de esteróides da série androstano, funcionalizados conjuntamente a C-4 e C-7, concretamente o 7a-alil-4-hidroxi-androstenodiona (7a-alil-4-OHA) e do seu derivado, o acetato de 7a-alil-4-OHA. São apresentadas duas vias possíveis para as respectivas sínteses. No 3.º capítulo o objectivo consistiu em funcionalizar simultaneamente as posições 7 e 19...

Design e Síntese de Esteróides Inibidores da Aromatase

Silva, Elisiário José Tavares da
Fonte: Universidade de Coimbra Publicador: Universidade de Coimbra
Tipo: Tese de Doutorado
POR
Relevância na Pesquisa
76.57%
As estatísticas actuais efectuadas em vários países do Mundo Ocidental indicam que aproximadamente uma em cada dez mulheres contrai cancro da mama durante a sua vida e que cerca de 60% destes cancros estão directamente relaccionados com os níveis de estrogénios circulantes na corrente sanguínea, apesar da relação causa-efeito continuar desconhecida. A biossíntese dos estrogénios no organismo humano faz-se por intermédio da aromatase, uma enzima do grupo dos citocromos P450, e, por esse motivo, a sua inibição tem revelado ser uma abordagem terapêutica de elevado sucesso no tratamento dos cancros da mama estrogénio-dependentes, especialmente após a menopausa. No capítulo I da dissertação "DESIGN E SÍNTESE DE ESTERÓIDES INIBIDORES DA AROMATASE", além de algumas considerações gerais relativamente ao cancro da mama, são estudados os principais compostos desenvolvidos como inibidores da aromatase, apresentando-se o estado da arte relativamente à sua concepção e síntese. No capítulo II, no sentido de contornar algumas das limitações dos processos descritos na literatura, são planeadas e desenvolvidas duas novas e eficientes estratégias alternativas de síntese do Formestano. Este composto é um dos mais potentes e inócuos esteróides inibidores da aromatase da actualidade tendo sido introduzido recentemente em alguns países na prática clínica para o tratamento do cancro da mama. No capítulo III é estudada a reactividade química dos precursores do Formestano preparados nas estratégias de síntese desenvolvidas...

Aromatase inhibitors in breast cancer: the discovery of new computational design and biochemical evaluation

Neves, Marco André Coelho das
Fonte: Universidade de Coimbra Publicador: Universidade de Coimbra
Tipo: Tese de Doutorado
ENG
Relevância na Pesquisa
56.31%
Continuous exposure to high levels of endogenous estrogens is associated with increased risks of developing breast cancer. In this sense, aromatase, the cytochrome P450 enzyme involved in the conversion of androgens, testosterone and androstenedione, into estrogens, estradiol and estrone, is an important target for the endocrine treatment of breast cancer in postmenopausal women. Aromatase inhibition is achieved either with compounds structurally related to the androstenedione substrate or with non-steroid inhibitors. Moreover, increasing evidence suggests that compounds mimicking the products of catalysis, such as endogenous estrogens as well as natural polyphenols, are able to bind into the aromatase active site as competitive inhibitors. Computer-assisted drug design refers to the application of informatics on the discovery and optimization of biologically active compounds. In this work we took advantage of several molecular modelling tools, combined with a fast and accurate biochemical evaluation assay, to the discovery and rational at an atomic level, of the anti-aromatase properties of new molecules. The first objective of this study was to explore the structure-activity relationships of emerging new classes of aromatase inhibitors such as estrogens and their endogenous metabolites...

Design, synthesis and structure-activity relationships studies on steroidal aromatase and 5α-reductase inhibitors as anti-tumors

Varela, Carla
Fonte: Universidade de Coimbra Publicador: Universidade de Coimbra
Tipo: Tese de Doutorado
ENG
Relevância na Pesquisa
76.76%
O cancro é dos problemas de saúde pública com maior incidência a nível mundial. Dos diferentes tipos de cancro, o cancro de mama e da próstata são dos mais frequentemente diagnosticadas na Mulher e no Homem, sendo que um número significativo deles são hormono-dependentes. O cancro de mama é das doenças mais comuns nas mulheres e constitui a principal causa de morte por cancro na população feminina, em todo o mundo. Desde há muito que se sabe que a maioria deste tipo de cancro depende de estrogénios, para o seu desenvolvimento e crescimento. Entre as diversas opções terapêuticas disponíveis, a terapia endócrina de controlo da produção de estrogénios tem sido o princípio orientador seguido durante mais de um século. Na biossíntese de estrogénios existe a enzima aromatase e a sua inibição constitui uma forma muito eficiente de tratar esta doença. Atualmente, tem-se observado uma evolução significativa no desenvolvimento dos inibidores da aromatase. A recente elucidação da estrutura cristalina 3D da enzima constitui um importante ponto de viragem, já que esclareceu as bases estruturais para a especificidade da interação da enzima com o seu substrato. Este esclarecimento mostrou que se estabelecem ligações de hidrogénio entre os átomos de oxigénio dos grupos carbonilo em C-3 e C-17 e resíduos específicos de aminoácidos...

Cancro da mama e inibidores da aromatase : avaliação biológica do exemestano na linha celular MCF-7aro

Melo, Soraia Miliza da Cruz Santiago Mamede de
Fonte: Universidade de Coimbra Publicador: Universidade de Coimbra
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
116.57%
Breast cancer remains a public health issue on a global scale, and there is an important general trend to increase more specific interventions to obtain efficacious treatment, with less toxic side effects. Estrogens are pivotal in the growth and development of normal and neoplastic mammary tissue, and mediate their action via the estrogen receptors (ER). Based on this knowledge there are several therapeutic approaches to block estrogen actions: use of estrogen receptor modulators (SERMs), like tamoxifen, and estrogen receptor downregulators (SERDs), such as fulvestrant, which directly target estrogen receptors; or use of aromatase inhibitors (AIs). Aromatase is responsible for the final step of estrogen biosynthesis, and its inhibition has been considered as an important target in the treatment of estrogen-dependent breast cancer. In fact, the use of synthetic AIs has shown to be an effective alternative to the classical treatment with tamoxifen, for post-menopausal women with ER-positive breast cancer. Exemestane is a potent third-generation steroidal aromatase inhibitor used in cancer therapy. However, its mechanism of action as AI in cells is not totally understood neither is the eventual development of resistance in some patients. This work allowed the study of the in vitro effects of exemestane...

Update on the etiology, diagnosis and therapeutic management of sexual precocity; Atualização em etiologia, diagnóstico e manejo da precocidade sexual

BRITO, Vinicius Nahime; LATRONICO, Ana Claudia; ARNHOLD, Ivo J. P.; MENDONÇA, Berenice Bilharinho
Fonte: Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia Publicador: Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia
Tipo: Artigo de Revista Científica
ENG
Relevância na Pesquisa
46.1%
Precocious puberty is defined as the development of secondary sexual characteristics before the age of 8 years in girls and 9 years in boys. Gonadotropin-dependent precocious puberty (GDPP) results from the premature activation of the hypothalamic-pituitary-gonadal axis and mimics the physiological pubertal development, although at an inadequate chronological age. Hormonal evaluation, mainly through basal and GnRH-stimulated LH levels shows activation of the gonadotropic axis. Gonadotropin-independent precocious puberty (GIPP) is the result of the secretion of sex steroids, independently from the activation of the gonadotropic axis. Several genetic causes, including constitutive activating mutations in the human LH-receptor gene and activating mutations in the Gs protein a-subunit gene are described as the etiology of testotoxicosis and McCune-Albright syndrome, respectively. The differential diagnosis between GDPP and GIPP has direct implications on the therapeutic option. Long-acting gonadotropin-releasing hormone (GnRH) analogs are the treatment of choice in GDPP. The treatment monitoring is carried out by clinical examination, hormonal evaluation measurements and image studies. For treatment of GIPP, drugs that act by blocking the action of sex steroids on their specific receptors (cyproterone...

Ação do inibidor da aromatase no tratamento do leiomioma uterino na menacme; Use of aromatase inhibitor for leiomyoma of the uterus treatment in patient during menacme

Hilário, Sandro Garcia
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 18/09/2007 PT
Relevância na Pesquisa
96.45%
Foram estudadas 20 pacientes na menacme portadoras de leiomioma uterino, sintomáticas, que utilizaram anastrozol na dose 1 mg/dia por três meses consecutivos. Durante o tratamento acompanhou-se o volume do conjunto úteroleiomiomas com ultra-sonografia, no momento inicial e após um mês e três meses do início do uso da medicação. Além disso, foi observada a evolução da sintomatologia relacionada ao leiomioma (hipermenorréia, dismenorréia e metrorragia), presença de sintomas ligados ao hipoestrogenismo e dosagens séricas de FSH, estradiol, colesterol total e frações, triglicérides e glicose. Obtivemos redução média do volume do conjunto útero-leiomiomas de 9,32% até 31%. Houve diminuição significante dos sintomas relacionados ao leiomioma do útero. Não ocorreram sintomas ligados ao hipoestrogenismo. Não se comprovou modificação significante dos demais parâmetros estudados. Concluiu-se que o inibidor da aromatase, o anastrozol, na dosagem utilizada, foi efetivo na redução volumétrica do conjunto útero-leiomiomas, além de proporcionar significativa melhora dos sintomas relacionados a essa doença, sem alterar, no entanto, os valores de FSH, estradiol, colesterol total e frações, triglicérides e glicose.; We studied 20 patients in menacme with leiomyoma in the uterus...

Alterações morfológicas e hormonais das gônadas e da hipófise da garoupa Epinephelus marginatus (Teleostei: Serranidae) durante a inversão sexual; Morphological and hormonal alterations in the gonads and pituitary of the dusky grouper Epinephelus marginatus (Teleostei: Serranidae) during the sex inversion

Rodrigues Filho, Jandyr de Almeida
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 14/05/2010 PT
Relevância na Pesquisa
56.22%
A inversão do sexo em peixes hermafroditas sequenciais (protândricos ou protogínicos) ocorre em decorrência de diversos fatores, dentre eles, fisiológicos, genéticos, podendo ser ainda decorrência do comportamento social. Nos peixes hermafroditas marinhos as alterações sexuais são acompanhadas por alterações anátomo-funcionais das gônadas, coloração e comportamento dos animais. A espécie Epinephelus marginatus (garoupa verdadeira), serranídeo da fauna nativa e amplamente difundida no litoral brasileiro, é um hermafrodita protogínico que apresenta dificuldade na manutenção de indivíduos do sexo masculino em seus cardumes e, além disso, encontra-se na lista de espécies sobreexplotadas. Utilizando-se técnicas de inversão sexual induzida, em cativeiro, para a obtenção de machos, este trabalho teve como objetivo estudar as alterações de alguns tecidos endócrinos durante o processo de inversão sexual, utilizando tratamentos com inibidores de aromatase (AI) e metiltestosterona (MT) em animais jovens. Ao longo de 90 dias de experimento a utilização do AI e do MT promoveu uma aparente desorganização da arquitetura gonadal padrão, massiva degeneração das células germinativas femininas, surgimento de centros melanomacrofágicos...

Avaliação ultra-sonográfica da função endotelial em usuárias de letrozol e tamoxifeno; Ultrasound assessment of endothelial function in users of letrozole and tamoxifen

Nastri, Carolina Oliveira
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 16/09/2009 PT
Relevância na Pesquisa
66.36%
Entre as mulheres brasileiras, a principal causa de mortalidade são as doenças cardiovasculares, seguida em freqüência pelo câncer, sendo o mais comum o de mama. É bastante conhecida a associação de câncer com eventos tromboembólicos, mas pouco estabelecida sua relação com os demais eventos cardiovasculares. Para estudar estes eventos desde suas alterações primordiais, como a lesão e disfunção endotelial e a formação da placa aterosclerótica, vários métodos têm sido utilizados. É clara a associação entre câncer, em especial o de mama, com lesão endotelial e risco cardiovascular. A terapia endócrina para tumores de mama com receptores hormonais positivos é amplamente usada tanto de forma paliativa no câncer de mama metastático, quanto na adjuvância, para tumores iniciais. O tamoxifeno (TMX) tem sido usado como droga de escolha com este propósito há cerca de 30 anos com boa eficácia e perfil razoavelmente seguro. O desenvolvimento do os inibidores de aromatase (IAs) de terceira geração promoveu estudos comparativos que têm demonstrado superioridade dos IAs em relação ao TMX na adjuvância, favorecendo seu uso tanto em substituição, quanto de forma seqüencial. Em geral, os IAs são tão bem tolerados quanto o TMX...

Inibição da atividade das enzimas 5-alfa redutase e aromatase na prostata do gerbilo da Mongolia; 5-alpha reductase and aromatase enzymatic activies inhibition in the Mongolian gerbil prostate

Lara Silvia Corradi
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 24/01/2008 PT
Relevância na Pesquisa
46.27%
Os andrógenos têm papel central na biologia da próstata, mas os estrógenos também podem afetar o crescimento e a diferenciação desta glândula. Em tecidos específicos do corpo, a proporção entre andrógenos e estrógenos pode diferir significativamente daquela encontrada no plasma sanguíneo. As concentrações intracelulares desses esteróides nos tecidos alvos são reguladas pelo metabolismo local de hormônios, altamente dependente de enzimas específicas metabolizadoras de esteróides, como a 5α-redutase (5α-r) e a Aromatase (aro). Na próstata, a ação androgênica é acentuada devido à conversão de testosterona em dihidrotestosterona por ação da enzima 5α-r, enquanto que a aro é responsável pela aromatização da testosterona em estrógenos. Assim, a síntese local destes esteróides assume grande importância em doenças que acometem tecidos glandulares, como o câncer de próstata, onde níveis anormais de hormônios promovem o desenvolvimento e o aumento de ocorrência de malignidades. Desse modo, os papéis dos andrógenos e estrógenos ativados podem ainda ser melhor compreendidos na manutenção das interações homeostáticas epitélio-estromais prostáticas. Estudos com inibidores específicos destas enzimas vêm sendo desenvolvidos a fim de se tentar esclarecer os reais papéis enzimáticos na manutenção da fisiologia prostática...

Dosagem sérica de vitamina D como fator preditivo do estado da massa mineral óssea em mulheres em uso de inibidores de aromatase; Blood measures of vitamin D are an effective way to follow bone mass reduction of women in treatment for breast cancer with aromatase inhibitors

Ana Karina Bartmann
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 28/08/2012 PT
Relevância na Pesquisa
96.7%
Introdução: O uso de inibidores de aromatase para o tratamento de longo prazo de pacientes com câncer de mama com receptores hormonais positivos tem sido considerado uma boa maneira de controlar a doença em termos de recorrência e metástases. Infelizmente, no entanto, os inibidores de aromatase podem reduzir drasticamente a massa óssea mineral. Devido a este fato, hoje em dia tem sido considerado de extrema importância a realização de exames complementares para a avaliação do status ósseo como marcadores do metabolismo ósseo e densitometrias ósseas. A vitamina D é de especial interesse em termos de câncer, uma vez que poderia ser bom preditor do desenvolvimento não só da osteoporose, mas também de eventual recorrência tumoral. Material e Métodos: A fim de verificar a relação entre a densidade mineral óssea (DMO) e valores de vitamina D foram avaliados níveis de vitamina D e cálcio no sangue, além de densitometrias ósseas e calciúria de 24 horas de 147 pacientes com diagnóstico de câncer de mama - 80 pacientes em uso de inibidores da aromatase e 67 pacientes em uso de tamoxifeno (grupo controle). As pacientes foram estratificadas por tempo de utilização da medicação: <1 ano, 1-2 anos, 2-3 anos, 3-4 anos e 4-5 anos. Vinte e um pacientes com baixa densidade mineral óssea e os valores baixos de vitamina D sérica foram tratadas com suplementação oral de 800 UI/dia de vitamina D durante 1 ano. Os valores de DMO...

Inibidores da aromatase e cancro da mama: Avaliação biológica de novas moléculas esteroides

Dias, Ana Margarida de Azevedo
Fonte: Faculdade de Farmácia da Universidade do Porto; FFUP Publicador: Faculdade de Farmácia da Universidade do Porto; FFUP
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
45.91%
Mestrado em Toxicologia Analítica Clínica e Forense; MSc in Analytical, Clinical and Forensic Toxicology

Perfil de utilização de antiosteoporóticos em doentes das farmácias da rede AIPaFaC

Ramos, Sara Batista
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2012 POR
Relevância na Pesquisa
46.22%
Tese de mestrado, Cuidados Farmacêuticos, Universidade de Lisboa, Faculdade de Farmácia, 2012; INTRODUÇÃO: A osteoporose é uma doença de origem multifatorial cuja terapêutica engloba a utilização de cálcio/vitamina D e de fármacos antiosteoporóticos. O objetivo deste estudo era caracterizar o padrão de utilização dos fármacos antiosteoporóticos nos utentes habituais das farmácias da rede de investigação baseada na prática AIPaFaC e avaliar a associação entre esse padrão e fatores relativos a comorbilidades e medicação concomitante. MÉTODOS: Desenhou-se um estudo transversal. A população alvo do estudo foram os utentes habituais de 20 farmácias da rede AIPaFaC (N=31129). A recolha da informação foi feita a partir de uma base de dados de investigação. Estudou-se o padrão de utilização dos fármacos antiosteoporóticos. Identificou-se alguns fatores, relativos a comorbilidades e medicação concomitante, possivelmente associados à osteoporose ou a utilização de fármacos antiosteoporóticos. Em algumas vilas, calculou-se a prevalência de osteoporose e do seu tratamento. RESULTADOS: O alendronato foi o fármaco antiosteoporótico mais utilizado (32%), seguido pelo ibandronato (28%), risedronato (12%)...

Inibidores da Aromatase em Adolescentes do Sexo Masculino com Baixa Estatura Idiopática

Fitas, AL; Amaral, D; Lopes, L
Fonte: Elsevier España Publicador: Elsevier España
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2014 POR
Relevância na Pesquisa
96.37%
Introdução: O efeito dos fármacos inibidores da aromatase (IA) na estatura de jovens do sexo masculino com baixa estatura idiopática (BEI) tem vindo a ser estudado desde que foi evidenciado o papel dos estrogénios na paragem do crescimento linear. Os ensaios clínicos aleatorizados, duplamente cegos, de caso-controlo com letrozol indicam impacto positivo na previsão de estatura final em jovens do sexo masculino com BEI, com ou sem atraso constitucional do crescimento e puberdade. Por persistirem aspetos de segurança a requerer melhor estudo, a sua utilização terapêutica continua a ser off label. Objetivos: Tendo em vista a implementação de um ensaio clínico sobre a terapêutica com IA em jovens do sexo masculino com BEI procedeu-se a uma revisão sistemática da literatura, na qual se fundamenta a proposta de protocolo apresentada. Métodos: Pesquisa na base de dados eletrónica Medline de revisões sistemáticas, ensaios clínicos alea-torizados controlados e referências bibliográficas dos artigos seleccionados, publicados entre Janeiro de 2001 e Dezembro de 2012. Conclusões: A terapêutica com um IA de terceira geração (letrozol) poderá ser considerada em jovens do sexo masculino com BEI, altura inferior a pelo menos −2...

Inibidores da Aromatase em Adolescentes do Sexo Masculino com Baixa Estatura Idiopática

Fitas, AL; Amaral, D; Lopes, L
Fonte: Elsevier España Publicador: Elsevier España
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2014 POR
Relevância na Pesquisa
96.37%
Introdução: O efeito dos fármacos inibidores da aromatase (IA) na estatura de jovens do sexo masculino com baixa estatura idiopática (BEI) tem vindo a ser estudado desde que foi evidenciado o papel dos estrogénios na paragem do crescimento linear. Os ensaios clínicos aleatorizados, duplamente cegos, de caso-controlo com letrozol indicam impacto positivo na previsão de estatura final em jovens do sexo masculino com BEI, com ou sem atraso constitucional do crescimento e puberdade. Por persistirem aspetos de segurança a requerer melhor estudo, a sua utilização terapêutica continua a ser off label. Objetivos: Tendo em vista a implementação de um ensaio clínico sobre a terapêutica com IA em jovens do sexo masculino com BEI procedeu-se a uma revisão sistemática da literatura, na qual se fundamenta a proposta de protocolo apresentada. Métodos: Pesquisa na base de dados eletrónica Medline de revisões sistemáticas, ensaios clínicos alea-torizados controlados e referências bibliográficas dos artigos seleccionados, publicados entre Janeiro de 2001 e Dezembro de 2012. Conclusões: A terapêutica com um IA de terceira geração (letrozol) poderá ser considerada em jovens do sexo masculino com BEI, altura inferior a pelo menos −2...

Manejo farmacológico da baixa estatura: o papel dos inibidores da aromatase

Damiani,Durval; Damiani,Daniel
Fonte: Sociedade Brasileira de Pediatria Publicador: Sociedade Brasileira de Pediatria
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/11/2007 PT
Relevância na Pesquisa
76.59%
OBJETIVO: Revisão sobre o uso de inibidores de aromatase, uma nova modalidade terapêutica em pacientes com baixa estatura, numa tentativa de evitar o avanço rápido da idade óssea, dependente da produção estrogênica, mesmo no sexo masculino. FONTES DOS DADOS: MEDLINE, com levantamento dos últimos 10 anos, com os termos inibidor de aromatase, baixa estatura e puberdade precoce, selecionando os textos mais informativos a respeito das indicações, uso, esquemas de tratamento e efeitos colaterais dos inibidores de aromatase. SÍNTESE DOS DADOS: Tem se tornado evidente que o avanço da idade óssea depende da produção estrogênica e da ação desse hormônio sobre a placa de crescimento. Nos meninos, a conversão testosterona para estradiol ocorre pela ação da enzima P450 aromatase. O uso de bloqueadores desta enzima tem se mostrado efetivo em prolongar o tempo de crescimento em crianças com baixa estatura idiopática, atraso constitucional de crescimento e puberdade e mesmo na deficiência de hormônio de crescimento, em que o avanço da idade óssea coloca em risco os resultados da terapia com reposição hormonal com hormônio de crescimento. Não tem havido problemas com efeitos adversos, e os resultados são animadores em termos de melhora efetiva da altura final sempre que a indicação tenha sido pertinente. CONCLUSÕES: Dentre as opções do manejo farmacológico da baixa estatura...

Quimioprevenção do câncer de mama

Oliveira,Vilmar Marques de; Aldrighi,José Mendes; Rinaldi,José Francisco
Fonte: Associação Médica Brasileira Publicador: Associação Médica Brasileira
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2006 PT
Relevância na Pesquisa
36.41%
Quimioprevenção é definida como o uso de agentes químicos naturais ou sintéticos para reverter, suprimir ou prevenir a progressão carcinogênica para carcinoma invasor. Os fármacos que agem como agentes quimiopreventivos contra o câncer de mama são divididos em dois grupos principais: os que previnem cânceres de mama receptor de estrogênio (RE) positivos, como os moduladores seletivos do receptor de estrogênio (SERM), inibidores de aromatase, agonistas de GnRH e fitoestrogênios; e os fármacos que previnem os cânceres RE-negativos, como os inibidores da ciclooxigenase-2 (COX-2), retinóides, as estatinas, os inibidores do receptor tirosina quinase, o anticorpo monoclonal contra HER-2 e os inbidores da telomerase. Resultados do estudo conduzido pelo NSABP que comparou o tamoxifeno com o raloxifeno (STAR), avaliando a eficácia na redução de risco, assim como a toxicidade desses dois SERMs em uma população similar e de alto risco para câncer de mama, demonstrou que o raloxifeno é tão efetivo quanto o tamoxifeno na redução de risco de câncer de mama invasor (p=0,83) e apresentou menor risco de eventos tromboembólicos e catarata; todavia, exibiu maior risco de carcinoma não invasor, porém sem significância estatística. Baseado nos dados promissores que revelaram diminuição de risco de câncer de mama contralateral em estudos de adjuvância...

Estudo de custo-efetividade do anastrozol adjuvante no câncer de mama em mulheres pós-menopausa

Sasse,Andre Deeke; Sasse,Emma Chen
Fonte: Associação Médica Brasileira Publicador: Associação Médica Brasileira
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2009 PT
Relevância na Pesquisa
45.92%
OBJETIVOS: Análise econômica com dados nacionais sobre a possível incorporação do anastrozol como terapia adjuvante hormonal no câncer de mama em pacientes pós-menopausa. MÉTODOS: Foi feita estimativa de custo-efetividade no tratamento adjuvante do câncer de mama, em mulheres pós-menopausa, do anastrozol versus tamoxifeno em três perspectivas: do paciente, de planos de saúde e do governo. Modelo de Markov foi desenvolvido utilizando dados extraídos de publicação do estudo ATAC após seguimento de 100 meses, com projeção de desfechos em 25 anos para uma coorte hipotética de 1000 pacientes com câncer de mama pós-menopausa no Brasil. Dados de utilização de recursos e custos associados foram obtidos de fontes preestabelecidas e de opinião de especialistas. O custo associado aos tratamentos foi extraído separadamente, dependendo do ponto de vista estudado. O benefício foi inserido no modelo para obtenção do custo por ano de vida ganho ajustado pela qualidade (QALY). RESULTADOS: Extrapolando benefícios encontrados para 25 anos de seguimento, o anastrozol, em relação ao tamoxifeno, resultou numa estimativa de ganho de 0,29 QALY. A razão de custo-efetividade por QALY ganho dependeu da perspectiva utilizada. Houve incremento de R$ 32.403...

Avaliação citológica em base líquida de fármacos moduladores estrogênicos

Martins, Rand Randall
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Ciências Farmacêuticas; Bioanálises e Medicamentos Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Ciências Farmacêuticas; Bioanálises e Medicamentos
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
56.27%
Hormone therapy is an important tool in the treatment of breast cancer and tamoxifen represents one of the most important drugs used in this type of treatment. Recently other drugs based on the inhibition of aromatase had been developed, this enzyme is responsible for the synthesis of estrogenic esteroids from the androgenic ones. The objective of this study would be the development of a quantitative cytological model of murine estral analysis that allowed the characterization of different hormone drugs effect over vaginal epithelium. The technique of monochromatic staining with Evans blue (C.I. 23860) showed to be efficient in the qualitative and quantitative classification of the cycle. It had been observed differences in the cytological standard of animals submitted to the studied drugs; tamoxifen presented a widening of phases of lesser maturation (diestrais), while anastrozole and exemestane increased the duration of the phases of larger maturation (estrais). The data were analysed through a cubical non linear regression (spline) which allowed a better characterization of the drugs, suggesting a proper cytological profile to the antagonism of the estrogen receptor (tamoxifen), aromatase competition (anastrozole) and inhibition of the enzyme (exemestane); A hormonioterapia é um importante recurso no tratamento do câncer de mama e o tamoxifeno representa o fármaco mais empregado neste tipo de tratamento. Recentemente foram desenvolvidos outros fármacos baseados na inibição da aromatase...

Risco cardiovascular em mulheres com câncer de mama; Cardiovascular risk of women with breast cancer

Silva, Érika Pereira de Sousa e
Fonte: Universidade Federal de Goiás; Brasil; UFG; Programa de Pós-graduação em Ciências da Saúde (FM); Faculdade de Medicina - FM (RG) Publicador: Universidade Federal de Goiás; Brasil; UFG; Programa de Pós-graduação em Ciências da Saúde (FM); Faculdade de Medicina - FM (RG)
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
46.06%
OBJECTIVES: To investigate the prevalence of risk factors for cardiovascular disease (CVD), estimate the cardiovascular risk, acoording to the Framingham and Systematic Coronary Risk Evaluation (SCORE) risk models, and evaluate the agreement between both risk models in middleaged breast cancer survivors (BCS). METHODS: A cross-sectional study was conducted between august 2002 and june 2003, including 67 breast cancer survivors. Participants were recruited from the Menopause and Breast Cancer Outpatient Facilities ( Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP), ranging in age from 45 – 65 years, who underwent complete oncologic treatment and were not users of hormone replacement therapy, tamoxifen or aromatase inhibitors in the last six months. Evaluated risk factors for CVD like us: dyslipidemia, obesity, arterial hypertension, diabetes and smoking, and risk of CVD. The risk of CVD was estimated according to the Framingham and SCORE models. The risk of CVD was classified as low ( < 10%) , moderate ( 10 -20%) and high ( > 20%), according to Framingham function, and low ( < 3%), moderate ( ≥ 3% and < 5%) and high ( ≥ 5%), according to SCORE model. A descriptive analysis with absolute and relative frequencies, means and standard deviations (SD) was carried out. To investigate agreement between both risk models...