Página 1 dos resultados de 1004 itens digitais encontrados em 0.005 segundos

Controle preditivo de horizonte infinito para processos integradores com tempo morto. ; Infinite horizon predictive control of integrating processes with delay time.

Carrapiço, Oswaldo Luiz
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 19/11/2004 PT
Relevância na Pesquisa
37.17%
Na literatura de controle, os controladores preditivos disponíveis apresentam aplicações limitadas em processos com características integradoras. Uma dessas limitações está relacionada às propriedades estabilizantes que surgem da lei de controle quando o sistema é colocado em malha fechada. O principal objetivo dessa dissertação é desenvolver um algoritmo de controle preditivo, nominalmente estável, baseado num horizonte de predição infinito das saídas do sistema. Para essa finalidade, uma representação existente em variáveis de estado é analisada e estendida para ser capaz de ser aplicável para processos estáveis e integradores, com tempo morto. Dois métodos distintos que garantem a estabilidade de sistemas integradores foram desenvolvidos com um MPC de horizonte infinito. Para o caso de realimentação de estado, a estabilidade nominal do MPC proposto foi provada para os dois métodos e a eficiência dos controladores foi verificada através de exemplos da literatura de controle. Um dos controladores foi também aplicado em um processo de destilação de uma refinaria de petróleo. O algoritmo desenvolvido foi estendido para o caso de realimentação das saídas com a inclusão do filtro de Kalman para a estimativa dos estados do modelo. A aplicação do controlador em um sistema com diferentes tempos mortos entre as variáveis integradoras foi também estudada. ; In the control literature...

Eternidade sob a duração das palavras - simultaneidade, geometria e infinito na ética de Espinosa; Eternity under the Duration of Words Simultaneity, Geometry and Infinite Ethics of Spinoza

Xavier, Henrique Piccinato
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 13/08/2008 PT
Relevância na Pesquisa
37.45%
Pretendemos entender a filosofia de Espinosa, em especial, a sua Ética ordine geometrico demonstrata, a partir de uma operação conflituosa bem específica entre, por um lado, a perspectiva do transcendente (ou a teologia racional) e, por outro, um desejo de salvação mundana; entre o projeto da filosofia imanentista de Espinosa e um mundo submetido ao poder teológico-político; e entre o texto teológico e o método da escrita da filosofia de Espinosa. Tais operações estruturam o cerne de nosso trabalho, no qual visamos entender o nexo causal na passagem de um Deus sive natura absolutamente infinito para nós, os modos finitos desta mesma natureza, de maneira a chegarmos a um entendimento que possa nos garantir não apenas ser, mas tomar parte ativamente neste absolutamente infinito. Não só procuraremos caminhar neste solo conflituoso, mas ainda proporemos tratá-lo com um procedimento que em si enfatiza conflitos, pois visamos responder às nossas questões acerca da filosofia da imanência, de Deus, da passagem do infinito ao finito a partir de uma aproximação entre a obra de Espinosa e o complexo universo artístico da literatura, das artes plásticas e da música do século XVII barroco. Além disto, procuramos demonstrar a hipótese de que a singularidade da Ética enquanto texto...

Montagem e controle H Infinito não linear de manipuladores espaciais com base flutuante; Assembly and Nonlinear H Infinitye Control of Free-Floating Base Space Manipulators.

Pazelli, Tatiana de Figueiredo Pereira Alves Taveira
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 13/01/2012 PT
Relevância na Pesquisa
37.28%
Robôs manipuladores espaciais serão aplicados, em um futuro próximo, em serviços de resgate e manutenção de naves e satélites em órbita. O estudo e o desenvolvimento de controladores para esse tipo de sistema é fundamental para que essas aplicações se tornem realidade. Nesta tese, uma plataforma experimental é construída para possibilitar a avaliação comportamental desse tipo de sistema. Baseada em um módulo de flutuação por colchões de ar, é composta por uma base livre, elos conectados por juntas e efetuadores. Duas possibilidades de flutuação foram definidas para tornar a estrutura mais versátil, a primeira utiliza uma câmara de ar na mesa de apoio e a segunda utiliza câmaras de ar na base e em cada junta do robô. Sua estrutura mecânica modular permite diversas configurações, com um ou dois braços compostos por elos rígidos ou flexíveis. Toda a eletrônica de comando e a alimentação dos componentes do robô são alocadas em sua base flutuante, baseando a comunicação do sistema com o computador remoto em um padrão de comunicação sem fio. O software de controle, desenvolvido em Matlab e residente no computador remoto, apresenta uma interface amigável e intuitiva, possibilitando a utilização tanto do UARM como do robô de base livre flutuante para testes simulados e experimentais de sistemas de controle. A principal característica dos manipuladores espaciais é o acoplamento dinâmico entre a base e o braço robótico. A fim de evitar as complicações envolvidas no mapeamento cinemático desses sistemas...

Regularity at infinity and global fibrations of real algebraic maps; Regularidade no infinito e fibrações globais de aplicações algébricas reais

Dias, Luis Renato Gonçalves
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 28/02/2013 EN
Relevância na Pesquisa
37.35%
Let f : 'K POT. ' be a 'C POT. 2' semi-algebraic mapping for K = R and a polynomial mapping for K = C. It is well-known that f is a locally trivial topological fibration over the complement of the bifurcation set B(f), also called atypical set. In this work, we consider the notion of t-regularity and 'ho E'-regularity to study the bifurcation set of semi-algebraic mappings f : 'R POT. n' 'ARROW' 'R POT. p' and polynomial mappings f : 'C POT. n' 'ARROW' 'C POT. p'. We show that t-regularity is equivalent to regularity conditions at infinity which have been used by Rabier (1997), Gaffney (1999), Kurdyka, Orro and Simon (2000) and Jelonek (2003) in order to control the asymptotic behaviour of mappings. In addition, we prove that t-regularity implies 'ho E'-regularity. The 'ho E'-regularity enables one to define the set of asymptotic non 'ho E'-regular values S(f) 'This contained' ' K POT. p', and the set 'A IND. 'ho E'' := f(Singf) U S(f). For 'C POT. 2' semi-algebraic mappings f : 'R POT. n' ARROW ' 'R POT. p' and polynomial mappings f : 'C POT. n' 'ARROW' 'C POT. p', based on a partial Thom stratification at infinity, we rove that S(f) and 'A IND. ho E' are closed real semi-algebraic sets of dimension at most p - 1 (real dimension at most 2p - 2...

O infinito na matemática; Infinity in mathematics

Borges, Bruno Andrade
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 15/12/2014 PT
Relevância na Pesquisa
37.49%
Nesta dissertação, abordaremos os dois tipos de infinitos existentes: o infinito potencial e o infinito actual. Apresentaremos algumas situações, exemplos que caracterizam cada um desses dois tipos. Focaremo-nos no infinito actual, com o qual discutiremos alguns dos desafios encontrados na teoria criada por Cantor sobre este assunto. Mostraremos também sua importância e a diferença entre este e o infinito potencial. Com isso, buscamos fazer com que o professor compreenda adequadamente os fundamentos matemáticos necessários para que trabalhe, ensine e motive apropriadamente seus alunos no momento em que o infinito e conjuntos infinitos são discutidos em aula. Desta forma, buscamos esclarecer os termos usados e equívocos comuns cometidos por alunos e também professores, muitas vezes enganados ou confundidos pelo senso comum.; In this dissertation, we will discuss the two types of infinities: the potential infinity and the actual infinity. We will present some situations, examples that characterize each of these two types. We will focus on the actual infinity, with which we will discuss some of the challenges found in the theory created by Cantor on this subject. We will also show its importance and the difference between this and the potential infinity. Thus...

Projeto de controladores H-infinito de ordem reduzida e compensação de saturação em estruturas flexíveis; Reduced order H-infinity controller design and saturation compensator in flexible structures

Ruth Vanessa Canahuire Cabello
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 15/07/2014 PT
Relevância na Pesquisa
37.35%
A síntese de controle H-infinito de estruturas flexíveis pode levar à obtenção de controladores de alta ordem. Estes controladores podem apresentar dificuldades para a implementação prática acarretando atrasos de resposta no sistema. Para evitar esse problema, este trabalho apresenta duas sínteses de controladores H-infinito de ordem reduzida por realimentação de saída. Para este propósito, são formulados dois problemas de otimização para a obtenção de controladores de ordem reduzida considerando que as matrizes de estado do controlador estão na forma canônica controlável e canônica modal. As duas sínteses propostas estão baseadas na minimização da norma H-infinito garantindo a estabilidade do sistema em malha fechada. Outro problema considerado neste trabalho são os efeitos de saturação dos atuadores sobre o sistema controlado. A saturação, quando presente no sistema, pode levar a uma perda de desempenho e as vezes à instabilidade da planta. Para tratar o problema de saturação é proposto um problema de otimização baseado no projeto de compensadores anti-windup. A abordagem proposta usa a síntese do problema H-infinito para minimizar diretamente os efeitos do sinal de saturação sobre o sinal de desempenho. Finalmente...

O olho no infinito ou o infinito no olho? pensando matemática por meio de pinturas de Victor Meirelles

Schuck, Cássia Aline
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Formato: 56 f.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
37.41%
TCC (graduação) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Físicas e Matemáticas, Curso de Matemática.; Este trabalho apresenta um estudo sobre como relacionar pensamento matemático por meio de imagens de pinturas artísticas. Considera-se, em particular, a noção de infinito para compreender como práticas de olhar ao infinito e de representá-lo foram instituídas no âmbito da cultura, transformando-se em um modelo representativo tanto na Arte, quanto na Matemática. Estudam-se modos de representar o infinito no espaço pictórico, imbricados em conceitos sobre o mesmo. Dando-se ênfase à perspectiva central criada no Renascimento. A fim de se praticar formas de olhar ao infinito, destacando o pensamento matemático, apresenta-se uma análise em duas obras do artista catarinense Victor Meirelles. Com isto, conclui-se que imagens da arte podem proporcionar exercícios da atividade matemática.

O olho no infinito ou o infinito no olho? pensando matemática por meio de pinturas de Victor Meirelles

Schuck, Cássia Aline
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: 56 f.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
37.41%
TCC (graduação) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Físicas e Matemáticas, Curso de Matemática.; Este trabalho apresenta um estudo sobre como relacionar pensamento matemático por meio de imagens de pinturas artísticas. Considera-se, em particular, a noção de infinito para compreender como práticas de olhar ao infinito e de representá-lo foram instituídas no âmbito da cultura, transformando-se em um modelo representativo tanto na Arte, quanto na Matemática. Estudam-se modos de representar o infinito no espaço pictórico, imbricados em conceitos sobre o mesmo. Dando-se ênfase à perspectiva central criada no Renascimento. A fim de se praticar formas de olhar ao infinito, destacando o pensamento matemático, apresenta-se uma análise em duas obras do artista catarinense Victor Meirelles. Com isto, conclui-se que imagens da arte podem proporcionar exercícios da atividade matemática.

Uma aventura na web com “Escher e a procura do infinito”

Sampaio, Patrícia Alexandra da Silva Ribeiro; Coutinho, Clara Pereira
Fonte: Universidade do Minho. Instituto de Educação e Psicologia. Centro de Investigação em Educação (CIEd) Publicador: Universidade do Minho. Instituto de Educação e Psicologia. Centro de Investigação em Educação (CIEd)
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
Publicado em 20/10/2006 POR
Relevância na Pesquisa
37.17%
De acordo com o papel das tecnologias de informação e comunicação na construção do pensamento crítico, capacidade de organização, síntese e análise, apresenta-se o conceito de webquest, os seus criadores e as suas componentes. Trata-se de uma actividade disponibilizada na World Wide Web, que pretende dar significância à aprendizagem. Envolve vários alunos, incentiva ao trabalho cooperativo e serve de apoio ao professor, que deve orientar todo este processo. Apresenta-se uma caracterização de “Escher e a procura do infinito” relativamente ao tema, aos destinatários, à duração, estrutura e avaliação. Realizou-se um estudo de caso que teve como objectivo verificar a eficácia deste tipo de ferramenta cognitiva na extensão e refinamento do pensamento, em particular, do conceito de infinito.

Infinito uma história a contar

Sampaio, Patrícia Alexandra
Fonte: Instituto Politécnico de Viseu Publicador: Instituto Politécnico de Viseu
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em /04/2008 POR
Relevância na Pesquisa
37.17%
O infinito sempre foi um tema controverso que afectou a mente humana. A sua aceitação como objecto de estudo na Matemática não foi pacífica, sendo ainda muito recente, apesar da longa história que lhe está associada. Faz-se uma pequena descrição das ideias relacionadas a este conceito desde a Grécia antiga até à Idade Média, distinguindo depois os séculos após o Renascimento devido à riqueza de descobertas que ocorreram. Salienta-se que só no século XIX é que Cantor mostrou, relativamente ao tamanho dos conjuntos, que há infinitos iguais e diferentes. As suas teorias para a teoria de conjuntos revolucionaram então a Matemática. O infinito actual finalmente tinha sido incorporado nela. Apesar de toda esta revolucionária e fabulosa teoria, aos poucos foram-se descobrindo algumas contradições, mas vários dos seus problemas foram posteriormente solucionados no século XX.

El infinito en matemáticas; Infinity in Mathematics

Tessier Núñez, Daniel
Fonte: Universidade de Cantabria Publicador: Universidade de Cantabria
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
SPA
Relevância na Pesquisa
37.55%
RESUMEN: Este trabajo pretende ser una reflexión acerca del infinito en matemáticas, abarcando tres aspectos. El primero de ellos sería la descripción del origen y significado del infinito. En el capítulo 1, sección 1.1, reflexionamos sobre el concepto de infinito tanto en el ámbito coloquial como en el histórico y, en el filosófico. En la sección 1.2, nos centramos en aquellos aspectos del infinito relacionados con los números con cardinales, mientras que en la sección 1.3, introducimos el concepto de infinito geométrico relacionado con aquellos puntos que se encuentran indefinidamente lejos. El capítulo 2 trata de responder a dos preguntas que creemos son cruciales: suponiendo que la mayor parte de nuestras preocupaciones versan sobre objetos finitos, ¿es necesario usar el infinito? ¿es coherente? ¿es útil? En la sección 2.1 se responde afirmativamente a esta cuestión sobre su utilidad. Así se muestra cómo algunos hechos que no involucran sino aspectos finitos tienen propiedades que puedes demostrarse tanto con el uso del infinito como de manera finitista (números de catalán,...). También en esta misma sección vemos otro ejemplo de la serie de Goodstein y, el teorema 1, que afirma que en dicha serie se alcanza después de un número finito de etapas el valor 0...

O infinito de George Cantor : uma revolução paradigmatica no desenvolvimento da matematica; The George Cantor's infinite : a paradigmatic revolution in the development of mathematics

Eberth Eleuterio dos Santos
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 30/05/2008 PT
Relevância na Pesquisa
37.17%
Georg Cantor foi um dos mais importantes matemáticos do final do século XIX. A idealização de sua teoria de conjuntos representa um marco no desenvolvimento da matemática. De fato, o aparecimento e o desenvolvimento dessa teoria tiveram profundas conseqüências que não se limitaram ao círculo da matemática. O debate científico que se seguiu a certos resultados como, por exemplo, a apresentação dos números transfinitos, reavivou uma discussão que remonta a antigas disputas ontológicas da filosofia présocrática, exatamente àquelas discussões que se voltavam para a afirmação do Ser como infinito. Essa discussão nasce na Grécia antiga e perpassa toda a história do pensamento ocidental. Conhecemo-la por meio de nomes como Anaximandro, Pitágoras, Parmênides, Platão, Aristóteles. Atravessando os séculos, essas idéias povoaram a mente de personagens como Bruno, Galileu, Leibniz, Kant e muitos outros. Nos séculos XIX e XX, os trabalhos de Cantor reavivaram e deram novo impulso ao tema. Esforçamo-nos em mostrar que estes trabalhos são absolutamente revolucionários. Motivados pelo filósofo da ciência Thomas Kuhn, concluímos que o aparecimento da Teoria de Conjuntos de Cantor representa a revisão de um antigo paradigma filosófico-matemático. Paradigma este que teve sua primeira elaboração lógica e filosófica com Aristóteles e que se desenvolveu como a maneira dominante de pensar a idéia de infinito. Destacamos que alguns dos aspectos apontados por Kuhn como sintomáticos de uma revolução científica estão presentes no trabalho de Cantor e que há...

O Parasitismo do infinito na psicanálise

Camargo, Luís Francisco Espíndola
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 298 p.| il., grafs., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
37.41%
Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em Psicologia.; Este trabalho é uma descrição do termo infinito em Freud e Lacan. Em primeiro lugar, tento demonstrar que as variantes do tratamento psicanalítico ? análise das resistências, análise do eu, análise do caráter e análise das relações de objeto ? são diferentes modos de recusa do conceito de análise infinita. Neste ponto, encontramos dissensões e rupturas no movimento psicanalítico relacionadas a uma recusa do conceito freudiano de pulsão de morte. Em segundo lugar, tento demonstrar a existência de um parasitismo do infinito na psicanálise a partir de três obstáculos encontrados no tratamento: os obstáculos parciais, o obstáculo fundamental e o obstáculo absoluto. Duas formas de manifestação do infinito podem ser verificadas: a indestrutibilidade do desejo, encontrada no núcleo do inconsciente; o comportamento assintótico do tratamento, consequência das interpretações sobre os restos sintomáticos a partir do complexo de castração. Nos finais de análise encontramos sempre um resto impossível de desativar, denominado por Freud de fator pulsional constitucional e por Lacan de objeto a. Em termos de cura da neurose...

Concepciones en torno al infinito actual: análisis mediado por el software Cabri Geometre; Conceptions about the actual infinite: analysis mediaded by the software Cabri Geometre

Vega Vega, Juan C.; Díaz Pérez, Vianney R.
Fonte: Universidad Militar Nueva Granada; Facultad de Educación y Humanidades; Maestría en Educación Publicador: Universidad Militar Nueva Granada; Facultad de Educación y Humanidades; Maestría en Educación
Tipo: masterThesis; Tesis de maestría Formato: pdf; pdf
SPA
Relevância na Pesquisa
37.28%
El interés de este proyecto de investigación se centra en mostrar la relación entre un objeto matemático como lo es el infinito actual con el ámbito tecnológico en el campo educativo. Siendo el infinito actual un concepto matemático intuitivo, se implementó una serie de situaciones problema en forma de capacitación a docentes de esta área del conocimiento de dos instituciones de la comunidad la Sallista, para que por medio del software educativo Cabri Geometre, se modelaran algunos de estos contextos y permitieran un cambio de representación sobre la noción instintiva del infinito.; The interest of this research project is centered in showing the relationship among a mathematical object as it is the actual infinite with the technology in an educational environment. The infinite, being an intuitive mathematical concept, the proposal will be described the implementation of some situations by teaching training to teachers of this area from two schools of the Lasallista`s community, so that by means of the software Cabri Geometre, some of these contexts are created, allowing a representation change on the instinctive notion about the infinite.

El conflicto semiótico: Elemento crucial en el sistema de prácticas discursivas y operativas en las que interviene el infinito matemático

Vanegas, Carolina
Fonte: Universidade de Carabobo Publicador: Universidade de Carabobo
Tipo: Tese de Doutorado
ES_ES
Relevância na Pesquisa
37.17%
Esta investigación tiene como propósito producir una reflexión teórica sobre la naturaleza y el papel que juega el conflicto semiótico en el sistema complejo de prácticas actuativas y comunicativas en las que interviene el objeto matemático infinito. En concreto se ha planteado como premisa central del estudio, la indagación teórica-práctica del fenómeno educativo denominado conflicto semiótico, a fin de dar respuestas a las siguientes interrogantes ¿Cómo sucede el conflicto? ¿Qué elementos le dan vida? ¿Cuál es su trayectoria? entre otras manifestaciones presentes en el mismo. Para la consecución del objetivo planteado se usaron como ejemplos ilustrativos objetos matemáticos en donde el infinito está implícito. Teóricamente el estudio se basó en el enfoque ontosemiótico de la cognición e instrucción matemática (en adelante EOS) propuesto progresivamente por Godino y colaboradores (Godino y Batanero (1994), Godino y Arrieche (2001), Godino (2002), Godino, Batanero y Font (2006)). Dado que el EOS es un enfoque emergente, se consideró pertinente articularlo con el pensamiento complejo de Morin (1990, 1999, 2000), por lo tanto el estudio implicó realizar un análisis complejo del conflicto semiótico e indicar sus premisas constituyentes para interpretarlo como un elemento crucial en la generación en el tiempo del saber matemático producto de una interacción educativa. En relación a la metodología empleada...

El concepto del infinito en la poética de Juan de la Cruz

Ceberio de León, Iñaki
Fonte: Universidade Autônoma de Barcelona Publicador: Universidade Autônoma de Barcelona
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
Publicado em //2009 SPA
Relevância na Pesquisa
37.28%
The concept of infinite is clearly addressed in the comments that St. John of the Cross made to his own poetry. In his work, the concept of infinite is intimately related to the notion of God, who is reached not through the knowledge, but rather through the spiritual experience. The main goal of this paper is to look at the philosophical and hermeneutic implications of the concept of infinite and the different uses that St. Jhon of the Cross made in his work.; El concepto de infinito aparece explícitamente en los comentarios que Juan de la Cruz realiza a su propia poesía. En su obra, el concepto de infinito es una metáfora de Dios, al cual sólo se accede no por medio del conocimiento, sino por la experiencia espiritual. El objetivo de esta comunicación consiste en dilucidar las implicaciones filosóficas y hermenéuticas de los diversos usos que este místico hace del concepto de infinito.

El infinito cuántico y relativista. Hacia una revisión de Planck y Einstein después de Bell. (A través de Heisenberg, De Fineti, Ulam y Neumann, Chandrasekhar, Hawkings y Penrose).

Ortiz de Landázuri, Carlos
Fonte: Universidade Autônoma de Barcelona Publicador: Universidade Autônoma de Barcelona
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
Publicado em //2010 SPA
Relevância na Pesquisa
37.28%
Planck concibió el infinito desde una absoluta indeterminación cuántica y Einstein desde una complementariedad relativista, a partir de 1900 y 1906 respectivamente. Sin embargo la noción de infinito a partir de 1920 se acabó fragmentando en diversos subtipos, debido a las numerosas prolongaciones, reinterpretaciones y transformaciones que experimentó, según se conceptualizara desde la noción de probabilidad bayesiana, desde las nuevas tecnologías astrofísicas, desde la teoría de torsiones y por referencia a variables ocultas ilocalizables, como hicieron notar Heisenberg, De Fineti, Ulam y Neumann, Chandrasekhar, Hawkings, Penrose y Bell.; Planck conceived the infinite from an absolute quantum indeterminism while Einstein did it from a relativist complementariness, from 1900 and 1906 respectively. Nevertheless, from 1920 on, the notion of infinite ended up fragmented in diverse subtypes, due to the numerous prolongations, reintepretations and transformations that it experienced, conceptualized as it was from the notion of Bayesian probability, from the new astrophysics technologies, from the theory of twists and for reference to secret non-local variables, as Planck, Einstein, Heisenberg, De Fineti, Ulam y Neumann, Chandrasekhar...

La intución del infinito desde la estética

Galán, Ilia
Fonte: Universidade Autônoma de Barcelona Publicador: Universidade Autônoma de Barcelona
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
Publicado em //2010 SPA
Relevância na Pesquisa
37.35%
German Idealism tries to understand the intuition not only intellectually, but also aesthetically. This is very adequate in order to conceive the infinite. The idea of infinite is a key-stone in the arts and the aesthetic conception. The history of sublime allows us to understand the transformations of this notion. How to think conceptually the infinite if there is no concept for this one? The most important in arts is not determined: suggestion. Sometimes, the aesthetic infinite is united to religious thought, but we can also find it into the finite. In fact, a similar view is in the eyes of mystics and artists. Are ontology and theory of knowledge useful here?; El Idealismo Alemán intenta comprender la intuición, peor no sólo intelectualmente, sino también estéticamente. Esto es especialmente adecuado para concebir el infinito. La idea de Infinito es una piedra clave en las artes y en la concepción estética. La historia de lo sublime puede permitirnos entender las transformaciones de esta noción. ¿Cómo pensar lo infinito si no hay concepto para esto? Lo más importante en arte no está determinado: sugestión. A menudo, el infinito estético está unido al pensamiento religioso, pero también podemos encontrarlo en lo finito. De hecho...

Joyce, Husserl, Derrida: Calculating the literary infinite / Joyce, Husserl, Derrida: Calculando o infinito literário

Rabaté, Jean Michel; University of Pennsylvania
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 07/02/2013 POR
Relevância na Pesquisa
37.35%
HTTP://dx.doi.org/10.5007/1980-4237.2012n12p249Nesse artigo, tento mostrar que os estranhos cálculos matemáticos de Joyce em ‘Ítaca’, episódio de Ulys-ses, apesar dos muitos erros, propõem algo equivalente à infinitude textual. Esse conceito de infinito é uma “cor-respondência homérica” do arco e fle-cha com que Ulysses põe fim aos pre-tendentes na Odisséia. Para imple-mentá-lo, Joyce teve de ler atentamente o que Bertrand Russell escreveu sobre matemática. Uma incursão pela leitura atenta de Husserl feita por Derrida a respeito da origem da geometria revela que a invenção do infinito não se limi-tou à aritmética mas também incluiu a geometria. Destarte, o gnômon que a-bre “Dublinenses” nos remete a Eucli-des, e, por conseguinte, a uma nova “barreira de infinitude” – um termo empregado por Hermann Broch em sua ficção e em seus comentários sobre Joyce. A maioria dos escritores moder-nistas não somente postulam (conscien-temente ou inconscientemente) um cer-to conceito de infinito, mas também permitem aos leitores transcendê-lo ao proporcionar uma noção do que signi-fica calcular o infinito literário.-ABSTRACTIn this article, I try to show that Joyce's weird mathematical calcula-tions in the Ithaca episode of Ulysses present...

Modelos intuitivos del infinito y patrones de evolución nivelar

Belmonte,José Luis; Sierra,Modesto
Fonte: Comité Latinoamericano de Matemática Educativa Publicador: Comité Latinoamericano de Matemática Educativa
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/07/2011 ES
Relevância na Pesquisa
37.28%
El concepto de infinito es esencial para comprender nociones matemáticas como límite, continuidad, derivada, integral, sucesiones y series, entre otras. En el presente trabajo se estudia la evolución del concepto de infinito desde el último curso de educación primaria (estudiantes de 11 a 12 años) hasta el primer curso de enseñanza universitaria (estudiantes de 18 a 19 años). Un cuestionario, cuyo diseño en parte se basó en bibliografía existente sobre el tema, se aplicó a más de dos mil estudiantes para identificar los modelos tácitos del infinito en su desempeño o en sus expresiones. En el análisis de las respuestas se ha utilizado un nuevo indicador, el patrón de evolución nivelar (PEN), como elemento cuantificador que permite comparar nuestros resultados con los de otras investigaciones. Junto a modelos ya identificados en otros estudios, en nuestro trabajo hemos encontrado tres nuevos modelos intuitivos tácitos.