Página 1 dos resultados de 65 itens digitais encontrados em 0.044 segundos

Infeções associadas aos cuidados de saúde

Goulão, Inês Catarina da Silva
Fonte: Repositório Científico Lusófona Publicador: Repositório Científico Lusófona
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
45.83%
Este trabalho aborda como principal tema as infecções associadas aos cuidados de saúde. As infecções associadas aos cuidados de saúde são um problema de saúde pública cuja incidência tem aumentando nos últimos anos. Em primeiro lugar é feita uma referência às IACS com maior prevalência em Portugal. As infecções mais frequentes são a pneumonia associada ao ventilador, a infecção do trato urinário associado ao cateter, a infecção do local cirúrgico e a infecção da corrente sanguinea associada a cateter. O aparecimento destas é favorecido pela utilização de dispositivos médicos, pelo facto de o doente apresentar co morbilidades, pela insuficiente lavagem das mãos por parte dos profissionais de saúde e através do grande consumo de AB. O consumo mundialmente excessivo de AB mundialmente nos últimos anos leva à pressão seletiva dos microrganismos favorecendo a multiplicação e disseminação de estirpes resistentes. O ECDC reporta que na europa morram 25 000 pessoas todos os anos devido às resistências bacterianas [1]. Desta forma deve ser feito um uso racional dos AB, deve-se usar AB cujo espetro de acção seja curto e deve, também, ser feita a identificação do microrganismo permitindo a adequação da terapêutica. Com a crescente preocupação do risco...

Revisão sistemática sobre aventais cirúrgicos no controle da contaminação/infecção do sítio cirúrgico; Systematic review of surgical gowns in the control of contamination/surgical site infection; Revisión sistemática sobre delantales quirúrgicos en el control de la contaminación/infección del local quirúrgico

BURGATTI, Juliane Cristina; LACERDA, Rúbia Aparecida
Fonte: Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem Publicador: Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
76.02%
O avental cirúrgico é confeccionado com materiais de tecido e não-tecido. O estudo teve como objetivo verificar se há evidências científicas, pela revisão sistemática, que fundamentem a prática do uso de aventais em cirurgias, conforme seu material de confecção. Consideraram-se estudos básicos de intervenção, que investigaram a contaminação e ou a infecção do sítio cirúrgico com uso de aventais cirúrgicos reutilizáveis e ou de uso-único, utilizando como população pessoas submetidas a cirurgias, em situações reais ou simuladas, em qualquer período, sem limitação de idioma. Para localizar os estudos, utilizou-se estratégia de busca nas bases de dados eletrônicas. Constata-se, com isso, dificuldade de isolar o objeto de intervenção de outros inúmeros fatores que podem interferir nos desfechos, em estudos desta natureza. Dois estudos (E1, E2) obtiveram forte evidência de recomendação, concluindo pela não diferença de contaminação e infecção do sítio cirúrgico entre aventais e campos de tecido e não-tecido.; Surgical scrubs are made with both fabric and non-fabric material. The study aimed to observe whether there is scientific evidence, according to the systematic review, that supports the practice of wearing scrubs in surgeries...

Condições de conforto térmico e desconforto local em salas cirúrgicas.; Thermal comfort and local discomfort conditions in surgical rooms.

Felix, Victor Barbosa
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 20/06/2008 PT
Relevância na Pesquisa
45.96%
Hospitais e demais instalações médicas constituem-se em ambientes complexos, que requerem sistemas de tratamento de ar e de ventilação adequados para o conforto e segurança de pacientes, de pessoal e de visitantes. Em ambientes cirúrgicos as condições de conforto térmico precisam ser as melhores possíveis, para que o cirurgião e a equipe médica trabalhem em condições favoráveis para o sucesso do procedimento cirúrgico. Simultaneamente, os riscos de infecção do paciente e dos profissionais de saúde, causadas por partículas transportadas pelo ar, devem ser minimizados. Neste trabalho foram realizadas avaliações experimentais de condições de conforto térmico e desconforto local em salas cirúrgicas com três diferentes tipos de sistemas de distribuição de ar. O procedimento experimental consistiu de medições e avaliações subjetivas (questionários). As avaliações de condições de conforto térmico foram realizadas segundo os critérios de conforto de Fanger e conforme previsto nas normas ISO 7730 e ASHRAE 55. A aplicação do método de Fanger na avaliação de condições de conforto térmico em salas cirúrgicas mostrou-se adequada, embora seja necessário cuidado especial na sua utilização e na análise dos resultados. Verificou-se que é muito difícil prover condições de conforto térmico para toda a equipe cirúrgica...

Uso do silicone e poliuretano na uretroplastia dorsal: estudo experimental em coelhos; The silicone and polyurethane used in dorsal on lay urethroplasty: experimental study in rabbits

Nogueira, Marcos de Paula
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 15/09/2008 PT
Relevância na Pesquisa
46.01%
INTRODUÇÃO: O tratamento cirúrgico das estenoses uretrais com enxertos limita-se ao emprego de materiais orgânicos, mais freqüentemente autoenxertos. O sucesso no uso de biomateriais sintéticos em diferentes áreas da medicina motivou a pesquisa desses materiais na reconstrução uretral. A informação de que o uso de prótese mamária de silicone recoberta com espuma de poliuretano revelou menor retração cicatricial que as próteses convencionais e o fato desses polímeros já serem empregados como elastômero na confecção de cateteres urinários, levou à escolha deste material para estudo. MÉTODOS: Foi realizada a ressecção de segmento dorsal da uretra anterior de 20 coelhos machos NZW. O defeito uretral foi tratado com o implante no leito uretral dorsal de uma placa não tubularizada de silicone, revestida externamente com espuma de poliuretano (Si-Pu). Como controle foi confeccionado o grupo Sham (GS) com 12 animais. Este grupo foi submetido à uretrotomia dorsal longitudinal e uretrorrafia, sem qualquer tipo de implante. As análises foram feitas com 2, 4, 8 e 24 semanas após a cirurgia. Analisaram-se alterações da circunferência da uretra e complicações cirúrgicas. Fez-se estudo histológico com coloração de Tricrômico de Mason...

Avaliação do impacto da medicação pré-anestésica e da dose de morfina na infecção da ferida operatória de histerectomia abdominal

Levandovski, Rosa Maria
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
66.08%
A infecção do sítio cirúrgico (ISC) tem se destacado como uma complicação do procedimento cirúrgico, associada a maior morbidade, prolongamento do tempo de internação e maiores custos de tratamento. A cirurgia constitui um procedimento de risco por si só, devido ao rompimento da barreira epitelial produzindo alterações imunológicas locais e sistêmicas no hospedeiro, desencadeando uma série de reações sistêmicas no organismo e facilitando a ocorrência do processo infeccioso. Alguns fatores têm sido associados a maior desenvolvimento de infecção pós-cirúrgica, podendo estar relacionados às características do paciente, com os cuidados do período perioperatório ou ao procedimento cirúrgico. Apesar do alívio da dor ser pré-requisito indispensável para acelerar a convalescença, a técnica analgésica pode influenciar outros fatores envolvidos na velocidade de recuperação pós-operatória, como a redução do estresse cirúrgico. Com essa finalidade, também é comum utilizar-se sedativos com propriedades ansiolíticas uma vez que a ansiedade está presente em 11% a 80% dos pacientes submetidos a procedimentos cirúrgicos. Considerando que ansiedade perioperatória aumentada e dor pós-operatória não controlada podem aumentar a resposta neuroendócrina ao estresse...

Infecção de sítio cirúrgico em cães e gatos na rotina do bloco cirúrgico de Hospital Veterinário Universitário em Porto Alegre, no ano de 2012

Rodrigues, Eglete Maria Pacheco
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
86.14%
A infecção do sítio cirúrgico (ISC) é o processo infeccioso que ocorre no local onde se deu o procedimento cirúrgico, podendo manifestar-se após 48 horas da admissão hospitalar ou até 30 dias depois do procedimento e, em caso do uso de próteses, em até um ano. A ocorrência de ISC é responsável por grande parte das infecções que ocorrem nos hospitais tanto em medicina quanto em veterinária, elevando o tempo de hospitalização, os custos do tratamento e os transtornos aos pacientes por ela acometidos. Estas infecções geralmente estão associadas a fatores que predispõe a sua ocorrência, os chamados fatores de risco. O objetivo deste estudo foi determinar a taxa de infecção do sítio cirúrgico e os seus fatores de risco, para procedimentos cirúrgicos em cães e gatos realizadas no Hospital de Clínicas Veterinárias da UFRGS no ano de 2012. Foram acompanhados sempre às terças e quintas feiras, 400 procedimentos cirúrgicos em 339 cães e gatos operados na rotina do bloco cirúrgico do HCV-UFRGS e escolhidos de forma randômica. O critério de inclusão foi, procedimentos realizados na rotina do bloco cirúrgico e o critério de exclusão foi, procedimentos de profilaxia dentária, oftálmicos, os óbitos e pacientes que não retornaram para a retirada de suturas. Os dados foram registrados em uma planilha especialmente elaborada para esta pesquisa...

Estudo comparativo entre ressecção e eletrocoagulação endometrial em paciebtes com sangramento uterino anormal

Elias, Leonardo Vieira
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 79 f.
POR
Relevância na Pesquisa
45.8%
Pós-graduação em Ginecologia, Obstetrícia e Mastologia - FMB; Purpose of the study. Compare the results of two techniques of endometrial ablation first generation. Type of study. Prospective, longitudinal and analytical study (Canadian Task Force II-2). The study site. Tertiary public hospital, university teaching center. Patients and methods. During the period October 2011 to September 2013, 73 patients with a history of abnormal uterine bleeding (AUB) and poor response to medical treatment for a minimum period of 12 months, were randomized and underwent endometrial ablation with monopolar resection electrode handle U followed by rollerball electrocoagulation with the group a (36 patients) with rollerball electrocoagulation only in group B (37 patients). The women were followed for an average period of 359 days (280;751) and 370 days (305;766), respectively. Interventions. The patients were submitted to endometrial ablation technique according to each group. Ratings at 30, 90, 180 and 360 days were accomplished through research protocol, which sought to assess the pattern of bleeding, associated symptoms, failure rate and satisfaction rate. Results. The groups were homogeneous clinical and epidemiologically (P ≥ 0.05). Surgical time and the volume of distension medium used were lower in group B patients [mean of 48.5 (±12.0) vs. 31.9 (±5.6) minutes; P < 0.001 and 5.700 mL vs. 3.500 mL; P < 0.01]. There was a significant improvement in clinical symptoms after endometrial ablation in both groups...

Avaliação de custos associados à infeção do local cirúrgico nos serviços de cirurgia geral dos Hospital geral Santo António

Aires, Ernestina
Fonte: Universidade Católica Portuguesa Publicador: Universidade Católica Portuguesa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /12/2011 POR
Relevância na Pesquisa
105.96%
O custo económico relacionado com as infeções, pode traduzir-se num aumento da demora média da hospitalização, no aumento da utilização de antibióticos, no recurso a mais estudos laboratoriais e outros meios de diagnóstico para além dos custos intangíveis e sociais. Neste estudo pretendeu-se avaliar o custo das infeções do local cirúrgico (ILC) ocorridas durante o ano de 2009 nos serviços de cirurgia geral do Hospital Geral de Santo António, unidade do Centro Hospitalar do Porto (CHP). A população estudada correspondeu ao número total de registos de procedimentos cirúrgicos efetuados, à data da alta do doente, que foram enviados à comissão de controlo de infeção, num total de 1280 episódios, que correspondem a 44,2% da totalidade dos doentes saídos dos serviços cirúrgicos. Realizou-se um estudo retrospetivo de tipo caso-controlo em que as questões que orientaram a investigação e sobre as quais se apoiam os resultados foram:  Quantos casos de ILC foram identificados?  Quais os custos associados em termos de consumo de antibióticos e tempo de internamento nos casos e controlos?  Qual o custo das ILC nos serviços de cirurgia geral do CHP? Foram identificados 37 casos (doentes com ILC), que correspondem a uma percentagem de 2...

Vigilância epidemiológica da infecção do local cirúrgico nas artroplastias da anca e do joelho

Maia, Maria José dos Santos
Fonte: Universidade Católica Portuguesa Publicador: Universidade Católica Portuguesa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em 23/12/2011 POR
Relevância na Pesquisa
126.09%
Introdução - A Vigilância Epidemiológica (VE) é a área nobre da Prevenção e Controlo da Infecção, sendo “… fundamental assegurar o registo contínuo, a análise, a interpretação e a informação de retorno relativamente às Infecções Associadas aos Cuidados de Saúde (IACS) …”. (1) A revisão da literatura relacionada com o tema, incidiu sobre as IACS, o sistema de VE proposto pela Direcção Geral da Saúde (DGS), a Infecção do Local Cirúrgico (ILC), as Artroplastias da Anca e do Joelho e sobre as Recomendações existentes para a Prevenção e Controlo da ILC, tanto a nível nacional como a nível internacional. Objectivo - Conhecer as ILC nas Artroplastias da Anca e do Joelho num Hospital Central. Metodologia - Efectuou-se um estudo do tipo descritivo, prospectivo e de abordagem quantitativa. Avaliaram-se 626 procedimentos cirúrgicos, de acordo com o sistema de codificação – ICD-9-CM. Foram eles a Substituição Total da Anca (STA) - 81.51, a Substituição Parcial da Anca (SPA) - 81.52, a Revisão da Substituição da Anca (RSA) - 81.53, a Substituição Total do Joelho (STJ) - 81.54 e a Revisão da Substituição do Joelho (RSJ) - 81.55. Excluíram-se 27 procedimentos cirúrgicos (81.53 e 81.55) relativos a 18 doentes...

A vigilância epidemiológica da infecção do local cirúrgico : estudo de incidência e associação de variáveis de risco numa instituição hospitalar portuguesa, em 2010

Almeida, Luís Filipe Mendes Reis de
Fonte: Universidade Católica Portuguesa Publicador: Universidade Católica Portuguesa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em 09/01/2012 POR
Relevância na Pesquisa
126.07%
INTRODUÇÃO: A Infecção do Local Cirúrgico (ILC) é um fenómeno global, responsável por elevados índices de mortalidade e morbilidade, bem como aumento dos custos em Saúde. Os objectivos principais do Estudo foram a mensuração da taxa de incidência de ILC e a identificação de variáveis de risco associadas. MÉTODOS: O Estudo foi prospectivo, tendo sido desenvolvido numa Instituição Hospitalar Privada Portuguesa, por um período de três meses em 2010. A amostra foi não probabilística, sequencial, com vigilância epidemiológica activa de todos os doentes cirúrgicos adultos, por um período de 1 mês após a cirurgia. Foram utilizados os critérios de ILC definidos pelo Centers for Disease Control and Prevention. A identificação de ILC foi multimodal, através de observação da ferida cirúrgica, notificação dos profissionais, conferência multidisciplinar, revisão sistematizada de registos, vigilância laboratorial e entrevista telefónica para avaliação do pós-operatório. Todos os casos foram validados pelo investigador e/ou pelo Cirurgião assistente. RESULTADOS: Foram avaliados 471 doentes (475 cirurgias), dos quais 16 desenvolveram ILC – 9 incisionais superficiais (IIS) e 7 incisionais profundas (IIP) – correspondendo a uma Taxa de Incidência de 3...

Monitorização do Consumo de Antibióticos nos Serviços de Cirurgia e de Ortopedia de Seis Hospitais SA

Caldeira, L.; Teixeira, I.; Vieira, I.; Batel-Marques, F.; Santiago, L.; Rodrigues, V.; Fonseca, A.; Varanda, J.; Bicó, A.; Vasconcelos, C.; Polónia, J.; Brochado, J.; Faria, V.; Mota, A.; Ramalheira, E.; Capão-Filipe, M.; Marques, M.; Martins, M.; Car
Fonte: Centro Editor Livreiro da Ordem dos Médicos Publicador: Centro Editor Livreiro da Ordem dos Médicos
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2006 POR
Relevância na Pesquisa
56.02%
A monitorização do consumo de antimicrobianos é um instrumento de interesse indiscutível e tem merecido uma atenção particular nos últimos anos, devido às crescentes preocupações com a emergência de estirpes microbianas multi-resistentes. Os objectivos do presente estudo consistiram, por um lado, na monitorização do consumo e na avaliação do impacto económico da prescrição hospitalar de antimicrobianos, em serviços de cirurgia e ortopedia. Por outro lado, pretendeu-se estudar e a relação indicação-prescrição terapêutica e profilática. Tendo presentes estes objectivos realizou-se um estudo-piloto longitudinal, com recolha de dados durante o mês de Maio de 2004, em seis Hospitais SA, incidindo numa amostra total de 1.122 doentes internados. Verificámos uma taxa de incidência de prescrição de 76,9%, com dispensa de 1.154 antimicrobianos, dos quais 71,2% se destinaram, em média, à profilaxia da infecção pós-cirúrgica, atestando a adesão geral à prática da profilaxia da infecção no local cirúrgico. O custo médio da antibioterapia foi mais elevado nos casos de “suspeita de infecção” (€9,09) ou “infecção declarada” (€8,74) e mais baixo quando utilizados para “profilaxia” (€5...

AVALIAÇÃO DOS SISTEMAS DE VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA CENTRADA NO LABORATÓRIO - ANÁLISE DOS ÚLTIMOS QUATRO ANOS

Aires, E.; Fernandes, A.; Rodrigues, P.; Santos, C.; Calado, E.; Aragão, I.; Marques, L.; Palma, L.; Lopes, L.; Polónia, J.; Oliveira, J.; Vasconcelos, C.
Fonte: Gabinete Coordenador de Investigação Publicador: Gabinete Coordenador de Investigação
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
Publicado em 01/07/2011 POR
Relevância na Pesquisa
45.93%
AVALIAÇÃO DOS SISTEMAS DE VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA CENTRADA NO LABORATÓRIO - ANÁLISE DOS ÚLTIMOS QUATRO ANOS Ernestina Aires1, Alexandra Fernandes1, Paula Rodrigues1, Cláudia Santos1,2, Elsa Calado1,2, Irene Aragão1, 3, Laura Marques1, 4, Lígia Palma1, 5, Luísa Lopes1, 5, José Polónia1, 6, Júlio Oliveira1, 7, Carlos Vasconcelos1, 8 1Comissão de Controlo da Infecção (CCI), HSA/CHP; 2Serviço de Microbiologia, HSA/CHP; 3Unidade de Cuidados Intensivos Polivalentes (UCIP), HSA/CHP;4Serviço de Pediatria Médica, HMP/CHP; 5Serviço de Neonatologia, MJD/CHP; 6 Serviço de Cirurgia/Unidade 2, HSA/CHP; 7 Serviço de Medicina A, HSA/CHP; 8Serviço de Imunologia Clinica, HSA/CHP Hospital de Santo António, Centro Hospitalar do Porto (HSA/CHP), Porto. Hospital Maria Pia, Centro Hospitalar do Porto (HMP/CHP), Porto. Maternidade Júlio Dinis, Centro Hospitalar do Porto (MJD/CHP), Porto. Introdução A vigilância epidemiológica é a monitorização de todos os aspectos da ocorrência e da propagação da doença que são pertinentes para o seu controlo efectivo. Implica colheita contínua, análise e interpretação dos dados, bem como a divulgação dos mesmos. Os objectivos da VE passam pelo reconhecimento atempado de surtos infecciosos...

Determinação da taxa de incidência da infecção do local cirúrgico no serviço de Cirurgia Cardiotorácica do Hospital de Santa Marta em 2008

Miranda, Luís Manuel Rabaça Pires Coutinho de, 1959-
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2010 POR
Relevância na Pesquisa
86.06%
INTRODUCAO A Infeccao do Local Cirurgico (ILC) implica uma proliferacao bacteriana e subsequente reaccao inflamatoria nas zonas associadas a cirurgia, a maior parte das vezes na propria incisao cirurgica. Nas suas expressoes mais graves pode condicionar uma reaccao inflamatoria sistemica com disfuncao ou falencia multiorganica, associada a um aumento de mortalidade e morbilidade. Este tipo de noxa e relativamente frequente na pratica cirurgica hospitalar, seja num servico de Cirurgia Geral, seja num de uma especialidade cirurgica como a da Cirurgia Cardiotoracica (CCT). Apesar disso, uma quantificacao e caracterizacao da ILC sao bastante dificeis de obter na pratica diaria dos servicos cirurgicos. A construcao de um registo semi-automatico alimentado por outras bases de dados direccionado para a caracterizacao deste tipo de infeccoes pode constituir uma alternativa ao gold-standard, representado por estudos de coorte especificos, prospectivos e com pessoal dedicado atribuido. A sua elaboracao podera comecar numa primeira fase pela construcao de um sistema menos complexo, cujo objectivo principal seja somente a determinacao da taxa de incidencia da ILC no servico, mas que sirva simultaneamente para implementar toda a metodologia do futuro registo. OBJECTIVO PRINCIPAL No contexto do desenvolvimento de um sistema de monitorizacao da ILC no Hospital de Santa Marta (HSM)...

Vigilância Epidemiológica de Infecção do Local Cirúrgico. Pós-Alta Hospitalar em Cirurgia de Ambulatório

Dinis, MN; Marques da Gama, G; Geada, A; Pedro, AL
Fonte: Associação Científica dos Enfermeiros Publicador: Associação Científica dos Enfermeiros
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2013 POR
Relevância na Pesquisa
96.19%
A Infecção do Local Cirúrgico (ILC) é referida em vários estudos como a mais importante causa de complicações pós-operatórias no utente cirúrgico. A realização de um maior número de cirurgias em ambulatório poderá dificultar o processo de monitorização da ILC, fazendo com que os serviços que não possuam um eficaz programa de vigilância destas infecções, tenham taxas de infecção sub-notificadas. Neste contexto, e durante a frequência do Curso de Especialidade em Enfermagem Médico-Cirúrgica, na Universidade Católica Portuguesa de Lisboa, realizou-se um estágio na Comissão de Controle de Infeção (CCI) do Hospital Santo António dos Capuchos, durante o qual foi desenvolvido um projecto com o objectivo de: “planear um sistema de monitorização da infecção do local cirúrgico após alta hospitalar em cirurgia de ambulatório”. Neste projecto a monitorização das ILC é realizada pelos enfermeiros da Unidade de Cirurgia de Ambulatório, com a colaboração de um cirurgião de referência. A monitorização inclui três fases, sendo que na primeira realiza-se uma colheita de dados no processo dos utentes e na segunda fase é feita uma avaliação/triagem de sinais e sintomas de ILC, através de um contacto telefónico com os utentes ao 7º e 30º dia de pós-operatório e ao 365º dia nas cirurgias em que tenha sido feita colocação de prótese. Na terceira fase faz-se uma análise e discussão dos dados. Sempre que se considerar necessário é feita observação direta do local cirúrgico. Para a recolha de dados foram construídas quatro grelhas com indicadores. No período de 10 de Novembro a 17 Dez de 2011 foram monitorizados 19 utentes...

Vigilância Epidemiológica de Infecção do Local Cirúrgico. Pós-Alta Hospitalar em Cirurgia de Ambulatório

Dinis, MN; Marques da Gama, G; Geada, A; Pedro, AL
Fonte: Associação Científica dos Enfermeiros Publicador: Associação Científica dos Enfermeiros
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2013 POR
Relevância na Pesquisa
96.19%
A Infecção do Local Cirúrgico (ILC) é referida em vários estudos como a mais importante causa de complicações pós-operatórias no utente cirúrgico. A realização de um maior número de cirurgias em ambulatório poderá dificultar o processo de monitorização da ILC, fazendo com que os serviços que não possuam um eficaz programa de vigilância destas infecções, tenham taxas de infecção sub-notificadas. Neste contexto, e durante a frequência do Curso de Especialidade em Enfermagem Médico-Cirúrgica, na Universidade Católica Portuguesa de Lisboa, realizou-se um estágio na Comissão de Controle de Infeção (CCI) do Hospital Santo António dos Capuchos, durante o qual foi desenvolvido um projecto com o objectivo de: “planear um sistema de monitorização da infecção do local cirúrgico após alta hospitalar em cirurgia de ambulatório”. Neste projecto a monitorização das ILC é realizada pelos enfermeiros da Unidade de Cirurgia de Ambulatório, com a colaboração de um cirurgião de referência. A monitorização inclui três fases, sendo que na primeira realiza-se uma colheita de dados no processo dos utentes e na segunda fase é feita uma avaliação/triagem de sinais e sintomas de ILC, através de um contacto telefónico com os utentes ao 7º e 30º dia de pós-operatório e ao 365º dia nas cirurgias em que tenha sido feita colocação de prótese. Na terceira fase faz-se uma análise e discussão dos dados. Sempre que se considerar necessário é feita observação direta do local cirúrgico. Para a recolha de dados foram construídas quatro grelhas com indicadores. No período de 10 de Novembro a 17 Dez de 2011 foram monitorizados 19 utentes...

Antibioticoprofilaxia em cirurgias de cães e gatos: necessidade e realidade

Braga,Daniel Pontes; Borges,Andréa Pacheco Batista; Carvalho,Tatiana Borges de; Santos,Letícia Corrêa; Corsini,Camila Maria Mantovani
Fonte: Universidade Federal de Viçosa Publicador: Universidade Federal de Viçosa
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2012 PT
Relevância na Pesquisa
45.99%
A administração profilática de antimicrobianos tem por objetivo evitar a contaminação do ferimento cirúrgico, após exposição a algum micro-organismo e antes da instalação do processo de infecção, devendo alcançar e manter concentrações antimicrobianas inibitórias, no local da incisão, durante todo o procedimento cirúrgico, a fim de evitar o crescimento de patógenos contaminantes. Na medicina veterinária, a antibioticoprofilaxia é claramente aceita como importante medida da redução e controle da incidência de infecções do sítio cirúrgico. Este estudo objetivou avaliar a utilização de antibióticos nos procedimentos cirúrgicos, realizados na clínica cirúrgica de cães e gatos do Hospital Veterinário da Universidade Federal de Viçosa, considerando a sua necessidade e a realidade. A população para o estudo foi constituída dos pacientes submetidos a tratamento cirúrgico, no período de 11 de maio a 11 de novembro de 2007. A utilização de antibióticos nos procedimentos estudados não foi padronizada ou alterada, para realização deste estudo. Assim, concluiu-se que é necessário estabelecer critérios para a antibioticoprofilaxia, bem como sua padronização no Hospital Veterinário da Universidade Federal de Viçosa...

Manuseio em um estágio de esternotomia infectada com avanço bilateral de flap miocutâneo do peitoral maior

Brito,João de Deus e; Assumpção,Claudio Roberto; Murad,Henrique; Jazbik,Antonio de Pádua; de Sá,Mauro Paes Leme; Bastos,Eduardo Sergio; Giambroni Filho,Rubens; Silva,Renato Souza e
Fonte: Sociedade Brasileira de Cirurgia Cardiovascular Publicador: Sociedade Brasileira de Cirurgia Cardiovascular
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2009 PT
Relevância na Pesquisa
45.88%
OBJETIVO: Avaliar os resultados de tratamento, em um único estágio, da ferida esternal infectada, utilizando avanço bilateral do peitoral maior. MÉTODOS: No período de janeiro de 2000 a julho de 2007, foram realizadas 1972 cirurgias cardíacas, com incisão mediana transesternal e 13 (0,65%) pacientes apresentaram infecção esternal e deiscência. No tratamento destes pacientes, adotamos, exclusivamente, intervenção em um estágio, drenagem e imediato fechamento da ferida do esterno utilizando as bordas do peitoral maior e tecido miocutâneo, avançado, bilateralmente à linha média esternal. Dois pacientes, que apresentaram infecção da ferida apenas no plano superficial, e dois outros, submetidos a ajuste de torção dos pontos de fio de aço, não foram incluídos na presente série. RESULTADOS: Houve um óbito no período de 30 dias de pósoperatório. Não houve óbito na sala de cirurgia. Quatro pacientes necessitaram de reparo cirúrgico adicional para drenagem de seroma residual ou infecção local. Em 12 pacientes, ocorreu resolução total da infecção do esterno. CONCLUSÃO: Os autores recomendam o manuseio da ferida esternal infectada, utilizando intervenção precoce, em só estágio com debridamento, drenagem ampla e fechamento imediato da ferida utilizando músculo peitoral maior...

Utilização de telas cirúrgicas de diferentes composições em modelo experimental de defeito da parede abdominal

Sbaraini, Paulo Roberto
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
45.84%
Resumo: A tela cirúrgica ideal deve evitar complicações de reatividade tissular, como formação de aderências, infecção e fístulas enterocutâneas e promover força tênsil adequada ao reparo de parede abdominal. Analisou-se a cicatrização da parede abdominal de ratos corrigidos por duas telas cirúrgicas diferentes (Ultrapro® e Proceed®) com defeitos, através de macroscopia, microscopia e tensiometria. Trinta e quatro ratos Wistar foram divididos em dois grupos e quatro subgrupos de acordo com a tela utilizada (grupos) e o período de observação (subgrupos - 7 dias e 28 dias). As variáveis macroscópicas foram: presença de hematoma; união entre a tela cirúrgica sobreposta e a borda da ferida; presença de infecção no sítio cirúrgico; fístulas de vísceras com a tela cirúrgica; aderências dentro da cavidade abdominal e presença de hérnia incisional. Na microscopia avaliaram-se as fases do processo inflamatório da cicatrização e quantificação do colágeno, através das colorações Hematoxilina-Eosina e Picrosirius-Red. Na tensiometria verificou-se a força tênsil necessária para deformar e provocar ruptura do corpo de prova contendo a junção tela-parede. A infecção apresentou maior incidência no sétimo dia do que no vigésimo oitavo dia no grupo Ultrapro® (p= 0...

INFECÇÃO EM CIRURGIA DE EMERGÊNCIAS E TRAUMA: PREVENÇÃO, DIAGNÓSTICO E TRATAMENTO; INFECTION IN EMERGENCY AND TRAUMA SURGERY: PREVENTION, DIAGNOSIS AND TREATMENT

Ziliotto Júnior, Antonio
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 30/09/2007 POR
Relevância na Pesquisa
46.09%
A infecção continua sendo a maior causa de morbidade e de mortalidade em pacientes traumatizados ou submetidos a cirurgia de emergência, apesar dos esforços na prevenção e nos avanços na terapia antimicrobiana. A infecção pode surgir no local do trauma ou na via de acesso para o tratamento cirúrgico, mas a mais importante é a infecção hospitalar, que ocorre em geral fora do sítio cirúrgico ou do local de trauma, como as pneumonias, infecções do trato urinário e relacionadas às punções vasculares. São determinantes da infecção o número e a virulência da bactéria e por outro lado a resistência do hospedeiro. Também são fatores predisponentes o choque, a hipoxemia, as transfusões sanguíneas, a hipotermia, a má nutrição, o alcoolismo crônico e o diabete, dentre outras. Para evitar a infecção devem ser adotadas práticas adequadas de controle da infecção tanto local quanto sistêmico.; Infection remains the major cause of morbidity and mortality in trauma patients and in patients submitted to emergency operations, despite preventive strategies and potent antibiotics. The infection can appear as wound infection at the site of injury or at the route employed for its repair. The most important kind of infection is the nosocomial one...

Systematic review of surgical gowns in the control of contamination/surgical site infection; Revisión sistemática sobre delantales quirúrgicos en el control de la contaminación/infección del local quirúrgico; Revisão sistemática sobre aventais cirúrgicos no controle da contaminação/infecção do sítio cirúrgico

Burgatti, Juliane Cristina; Lacerda, Rúbia Aparecida
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem Publicador: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf; application/pdf
Publicado em 01/03/2009 POR; ENG
Relevância na Pesquisa
76.02%
Surgical scrubs are made with both fabric and non-fabric material. The study aimed to observe whether there is scientific evidence, according to the systematic review, that supports the practice of wearing scrubs in surgeries, according to the material they are made of. Basic intervention studies were considered, which investigated contamination and/or infection of the surgical site with the use of either reusable or single-use surgical scrubs, using people submitted to surgeries as the study population, either in real or simulated situations, at any period, without any language limitations. The strategy of searching electronic databases was used to find studies. With this, difficulties in isolating the object of intervention from countless other factors that can interfere in the outcomes were identified in studies of this type. Two studies (E1 and E2) showed strong evidence for the recommendation. In conclusion, there is no difference in contamination and infection of the surgical site between fabric and non-fabric scrubs.; El delantal quirúrgico confeccionado con materiales de tejido y no-tejido. El estudio tuvo como objetivo verificar se existen evidencias científicas, por medio de una revisión sistemática, que fundamenten la práctica del uso de delantales en cirugías...