Página 1 dos resultados de 166 itens digitais encontrados em 0.015 segundos

Desenvolvimento de bebês prematuros relacionado a variáveis neonatais e maternas; Development of preterm infants related to neonatal and maternal variables; Desarrollo de bebés prematuros relacionado a variables neonatales y maternas

FRAGA, Daniele Abruzzi de; LINHARES, Maria Beatriz Martins; CARVALHO, Ana Emília Vita; MARTINEZ, Francisco Eulógio
Fonte: Departamento de Psicologia - Universidade Estadual de Maringá Publicador: Departamento de Psicologia - Universidade Estadual de Maringá
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
46.04%
O estudo verificou a relação entre ansiedade materna, características neonatais e indicadores de desenvolvimento de crianças nascidas pré-termo aos 12 meses de idade cronológica corrigida. Foram avaliadas 14 crianças com as Escalas Bayley-II e suas mães com o Inventário de Ansiedade Traço-Estado. Os itens relativos à resolução de problemas, permanência do objeto, intencionalidade, linguagem e motricidade correlacionaram-se significativamente com variáveis neonatais do bebê e ansiedade materna. A maior gravidade de risco clínico neonatal associou-se com pior desempenho em itens relativos à permanência do objeto, linguagem e motricidade ampla. O nível de ansiedade materna mais elevado associou-se com melhor desempenho dos bebês em tarefas cognitivas e pior em tarefas de motricidade ampla e permanência do objeto. Dessa forma a ansiedade materna mostrou ter efeito diferencial em áreas do desenvolvimento da criança, podendo atuar como fator de risco ao desenvolvimento motor amplo e como mecanismo de proteção ao desenvolvimento cognitivo.; Current study analyzes the relation between mother’s anxiety, pre-term neonatal status and developmental outcome in 12-month-old (corrected age) infants. Fourteen preterm children with very low weight at birth were assessed by Bayley-II Scales and mothers were evaluated by State-Trait Anxiety Inventory. Resolution problems...

Desenvolvimento das funções de acuidade visual e sensibilidade ao contraste visual medidas por potenciais visuais provocados de varredura em crianças nascidas a termo e prematuras; Development of visual acuity functions and visual contrast sensitivity mesaured by visual evoked potentials in premature and term babies

Oliveira, André Gustavo Fernandes de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 08/08/2007 PT
Relevância na Pesquisa
26.05%
A prematuridade ao nascimento é um fator de risco para a visão, podendo causar retinopatia, uma condição em que há descolamento da retina. Retinopatia da prematuridade ocorre em uma parcela relativamente pequena dos recém nascidos prematuros e não sabemos se os demais, cujo desenvolvimento visual é aparentemente normal, seguem de fato o mesmo curso que o observado em bebes nascidos após uma gestação completa, ou se também sofrem algum prejuízo devido ao nascimento prematuro. Alternativamente, estes bebês poderiam ter um desenvolvimento visual acelerado pela sua exposição mais longa ao mundo visual. Para saber se a condição de prematuridade acelera, retarda, ou não altera o desenvolvimento da visão, o presente trabalho comparou o desenvolvimento das funções de acuidade visual e de sensibilidade ao contraste espacial de luminância em bebês nascidos prematuros e a termo. O estudo utilizou o método dos Potenciais Visuais Corticais Provocados de Varredura para examinar essas funções. Possíveis correlações entre os limiares visuais obtidos durante o primeiro ano de vida e idade gestacional, índices de Apgar, e valores de peso ao nascimento, foram examinadas. Os participantes foram 57 bebês de ambos os sexos encaminhados pelo Hospital Universitário da Universidade de São Paulo...

Desenvolvimento cognitivo e de linguagem expressiva em bebês pré-termo muito baixo peso em seus estágios iniciais; Early development of cognition and expressive language in very low birth weight infants

Bühler, Karina Elena Cadioli Bernardis
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 02/06/2008 PT
Relevância na Pesquisa
36.08%
Crianças com histórico de prematuridade e muito baixo peso apresentam alto risco para alterações do desenvolvimento cognitivo e, consequentemente, desenvolvimento de linguagem. O objetivo da presente tese é descrever o desempenho de bebês pré-termo muito baixo peso, quanto ao desenvolvimento cognitivo e de linguagem expressiva, durante o período sensório-motor e início do pré-operatório, e comparar com o desenvolvimento de bebês de termo, seguindo os pressupostos teóricos da Epistemologia Genética. Doze bebês pré-termo muito baixo peso e 20 bebês nascidos de termo foram submetidos, pela pesquisadora, a sessões de observações mensais da cognição e linguagem expressiva, de acordo com o Protocolo de Observação do Desenvolvimento Cognitivo e de Linguagem Expressiva, a partir do momento que ingressaram no Ambulatório de Seguimento de Alto Risco até os 18 meses de idade corrigida e/ou Ambulatório de Puericultura, ou creche, até os 18 meses de idade cronológica. Todas as sessões foram filmadas em videoteipe e os dados analisados segundo protocolo específico. Para melhor discussão dos dados, a pesquisa foi dividida em dois estudos. O objetivo do Estudo I foi a proposição e aplicabilidade de protocolo para observação do desenvolvimento cognitivo e de linguagem expressiva...

Psicoterapia pais-bebê no contexto de malformação do bebê : repercussões no olhar da mãe acerca do desenvolvimento do bebê; Parent-infant psychotherapy in the context of malformation : implications on the mother’s perception about the baby’s development

Gomes, Aline Grill; Piccinini, Cesar Augusto; Prado, Luiz Carlos
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
36.49%
Introdução: Diante de um bebê com malformação, as representações maternas podem fi car bastante distorcidas. Neste contexto, percebe-se a necessidade de intervenções psicológicas que ajudem os pais a adequar suas representações psíquicas, visando descontaminá-las de projeções e confl itos para facilitar o desenvolvimento físico e psíquico do bebê. Nesse sentido, o presente estudo investigou o impacto da psicoterapia breve mãe-bebê sobre as representações maternas a respeito do desenvolvimento do bebê quando este apresentava uma malformação cardíaca. Método: Relata-se o processo de psicoterapia breve (24 sessões) de uma díade composta por uma mãe de 22 anos e seu bebê de 11 meses. Mostrase, ao longo do tratamento, como foram se dando algumas mudanças no tema vida e crescimento (Stern, 1997). Resultados: Os resultados revelam mudanças, tanto nas representações da mãe sobre o bebê, como na sua postura em relação à busca de informações sobre a malformação e sobre cuidados com o fi lho. Conclusões: Os resultados destacam o benefício da psicoterapia pais-bebê para o contexto de malformação do bebê e, especialmente, para as representações da mãe acerca do desenvolvimento do bebê.; Introduction: Maternal representations of the infant can be quite distorted when the infant has a malformation. Within this context...

Relações entre os fatores individuais e ambientais familiares no desenvolvimento motor e cognitivo de bebês: um estudo longitudinal

Pereira, Keila Ruttnig Guidony
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
26.1%
Introdução: embora a sequência de aquisições motoras e cognitivas seja previsível, o seu desenvolvimento é fruto da interação de múltiplos fatores relacionados ao indivíduo, suas experiências motoras e seu ambiente de inserção. Objetivo: investigar possíveis relações dos fatores individuais e ambientais familiares com o desenvolvimento motor e cognitivo de bebês ao longo de 4 meses de vida. Metodologia: estudo longitudinal realizado em Porto Alegre, no qual foram avaliados 49 bebês em 3 momentos ao longo de 4 meses. Para avaliação do desenvolvimento dos bebês foram utilizados a Alberta Infant Motor Scale (AIMS) e a escala mental da Bayley Scale of Infant Development (BSID-II). Também foram realizados questionários com os responsáveis para caracterização da amostra, do ambiente familiar (Affordances in The Home Environment for Motor Development – Infant Scale), das práticas dos cuidadores (Daily Activities of Infant Scale – DAIS) e do conhecimento sobre o desenvolvimento infantil (Knowledge of Infant Development Inventory – KIDI). Resultados: o desenvolvimento motor teve mudanças significativas ao longo do tempo nos escores bruto e por postura, no percentil houve mudança significativa apenas do 1º para o 2º momento avaliativo e no critério de categorização não houve diferença. O desenvolvimento cognitivo apresentou mudanças significativas apenas no escore bruto; o índice de desenvolvimento mental e a categorização se mantiveram constantes. Houve correlação de nível moderado a forte entre desenvolvimento motor e cognitivo. Na análise de regressão...

Ansiedade na gravidez : implicações para a saúde e desenvolvimento do bebé e mecanismos neurofisiológicos envolvidos

Conde, Ana; Figueiredo, Bárbara
Fonte: Sociedade Portuguesa de Pediatria Publicador: Sociedade Portuguesa de Pediatria
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2005 POR
Relevância na Pesquisa
26.28%
O presente artigo é uma revisão da investigação mais relevante no domínio das implicações da ansiedade materna para a saúde e desenvolvimento do recém-nascido. Atende, particularmente, aos mecanismos neurofisiológicos possivelmente responsáveis pelo impacto adverso da ansiedade materna durante a gravidez na saúde e bom desenvolvimento do bebé, tanto durante a gestação, como a médio e longo prazo. Finaliza, alertando para a necessidade de implementar medidas de prevenção e intervenção em situações de alta ansiedade, as quais são fundamentais para garantir uma diminuição da morbilidade associada e dos efeitos adversos que se verificam no desenvolvimento da criança.; The present article is a review of the more recent and relevant research in the field of maternal anxiety implications to the infant’s health and development. It mainly discusses neurophysiologic mechanisms probably responsible for the adverse impact of maternal anxiety during pregnancy in infant’s health and development, during childbearing and also in postpartum and later in life. This article ends alerting to the necessity of prevention and intervention measures for reducing anxiety levels during pregnancy, in order to diminishing the morbidity associated with and the main adverse effects in child’s development.; Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT) - SFRH/BD/13768/2003.

Behavioural development in a matching-to-sample task and token use by an infant chimpanzee reared by his mother

Sousa, Cláudia; Okamoto, Sanae; Matsuzawa, Tetsuro
Fonte: Springer Publicador: Springer
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2003 ENG
Relevância na Pesquisa
36%
Animal Cognition, V.6, pp. 259–267; We investigated the behavioural and cognitive development of a captive male infant chimpanzee, Ayumu, raised by his mother, Ai. Here we report Ayumu’s achievements up to the age of 2 years and 3 months, in the context of complex computer-controlled tasks. From soon after birth, Ayumu had been present during an experiment performed by his mother. The task consisted of two phases, a matching-to-sample task in which she received token rewards, and the insertion of these tokens into a vending machine to obtain food rewards. Ayumu himself received no reward or encouragement from humans for any of the actions he exhibited during the experiment. At the age of 9 months and 3 weeks, Ayumu performed his first matching- to-sample trial. At around 1 year and 3 months, he began to perform them consistently. Also during this period, he frequently stole food rewards from his mother. At 2 years and 3 months, Ayumu succeeded for the first time in inserting a token into the vending machine. Once he had succeeded in using a token, he performed both phases of the task in sequence 20 times consecutively. The infant’s behaviour was not shaped by food rewards but by a strong motivation to copy his mother’s behaviour. Our observations of Ayumu thus mirror the learning processes shown by wild chimpanzees.

Cocaine Addiction in Mothers: Potential Effects on Maternal Care and Infant Development

Strathearn, Lane; Mayes, Linda C.
Fonte: PubMed Publicador: PubMed
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em /02/2010 EN
Relevância na Pesquisa
36.02%
Maternal cocaine addiction is a significant public health issue particularly affecting children, with high rates of reported abuse, neglect and foster care placement. This review examines both preclinical and clinical evidence for how cocaine abuse may impact maternal care and infant development, exploring brain, behavioral and neuroendocrine mechanisms. There is evidence that cocaine may affect infant development both directly, via in utero exposure, and indirectly via alterations in maternal care. Two neural systems known to play an important role in both maternal care and cocaine addiction are the oxytocin and dopamine systems, mediating social and reward-related behaviors and stress reactivity. These same neural mechanisms may also be involved in the infant’s development of vulnerability to addiction. Understanding the neuroendocrine pathways involved in maternal behavior and addiction may help facilitate earlier, more effective interventions to help substance abusing mothers provide adequate care for their infant, and perhaps prevent the intergenerational transmission of risk.

Maternal Employment Effects On Family and Preterm Infants at Three Months

Youngblut, JoAnne M.; Loveland-Cherry, Carol J.; Horan, Mary
Fonte: PubMed Publicador: PubMed
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //1991 EN
Relevância na Pesquisa
26.25%
The purpose of this study was to investigate the effects of maternal employment status and the mother’s degree of choice and satisfaction regarding her employment status on family functioning and, on the preterm infant’s development at three months chronologic age. Families with preterm infants (N = 110) were categorized as employed, nonemployed, and on leave of absence based on the mother’s employment status at three months postpartum. There were no significant differences across employment groups on family functioning and child development. The infant’s motor development was positively correlated with number of hours employed per week and degree of choice for the employed, mother families, but negatively correlated with choice for the nonemployed mother families. These results suggest that maternal employment may not be detrimental for infants born prior to term. Indeed, it may be beneficial, especially if the mother has a choice in the matter.

Milk bioactives may manipulate microbes to mediate parent–offspring conflict

Allen-Blevins, Cary R.; Sela, David A.; Hinde, Katie
Fonte: Oxford University Press Publicador: Oxford University Press
Tipo: Artigo de Revista Científica
EN_US
Relevância na Pesquisa
26.13%
Among mammals, milk constituents directly influence the ecology of the infant’s commensal microbiota. The immunological and nutritional impacts of breast milk and microbiota are increasingly well understood; less clear are the consequences for infant behavior. Here, we propose that interactions among bioactives in mother’s milk and microbes in the infant gut contribute to infant behavioral phenotype and, in part, have the potential to mediate parent–offspring conflict. We hypothesize that infant behavior likely varies as a function of their mother’s milk composition interacting with the infant’s neurobiology directly and indirectly through the commensal gut bacteria. In this article, we will explore our hypothesis of a milk-microbiota-brain-behavior dynamic in the context of the coevolution between human milk oligosaccharides, bacteria, the gut–brain axis and behavior. Integrating established features of these systems allows us to generate novel hypotheses to motivate future research and consider potential implications of current and emerging clinical treatments.

The biological and behavioural effects of maternal trauma and posttraumatic stress disorder on child development

Beall, Jacqueline Anne
Fonte: Universidade de Adelaide Publicador: Universidade de Adelaide
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 2752576 bytes; 96130 bytes; application/pdf; application/pdf
Publicado em //2007 EN
Relevância na Pesquisa
36.33%
Environmental factors such as stress and hormones acting during embryogenesis, as well as early life experiences such as parental care have been clearly demonstrated in animal models to shape the individual's phenotypic gene expression, brain development, and behavioural repertoires ( Meaney, 2005 ). However, human studies have not assessed both prenatal mental health and the quality of postnatal parental care with the same sample of mothers. The current study sought to fill this gap by investigating the impact of women's experiences of trauma and posttraumatic stress disorder ( PTSD ) before pregnancy on the mother's ante - and postnatal mental health problems, parenting, and children developmental outcomes. The study reported here is the second phase of a longitudinal study that commenced in 2002. In phase one community based middle class women in their third trimester of pregnancy were recruited and followed during the early postnatal period ( Linke, 2002 ; Lowe 2003 ). The current study assessed forty four mother - infant dyads at three time points during the second postnatal year. The dyads were divided into one of three groups ( control, trauma control and PTSD ) depending on the mother's trauma experience and whether she met the lifetime diagnosis for PTSD. The assessments included the measure of the mother and infant's basal cortisol...

"Desenvolvimento do contato ocular em bebês de zero a quatro meses" ; Development of the eye contact in babies from zero to four months of age

Gerbelli, Aline Elise
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 07/07/2006 PT
Relevância na Pesquisa
46.06%
O contato ocular entre o bebê e sua mãe é uma das manifestações iniciais da comunicação interpessoal e sua ausência é um indicador de risco para o desenvolvimento. Para auxiliar na compreensão do desenvolvimento inicial do contato ocular, visando perspectivas clínicas e preventivas, foi realizado acompanhamento longitudinal naturalístico de bebês entre zero e quatro meses de idade. Foram sujeitos desta pesquisa 17 bebês saudáveis com idades entre zero e quatro meses de idade. Após os procedimentos éticos pertinentes, cada sujeito recebeu cinco visitas domiciliares, ocorridas na segunda quinzena de cada mês de vida, nas quais foram realizadas videogravações das díades mãe-bebê por 30 minutos, englobando situações cotidianas de interação e cuidados. As atividades observadas foram classificadas segundo seu caráter. As videogravações foram assistidas em intervalos de 30 segundos e foram transcritos em protocolo apropriado os estados do bebê (seis estados) e as categorias de observação do olhar (doze categorias determinadas para esta pesquisa). Os dados foram contabilizados por software específico e submetidos à análise estatística. O estado de alerta foi o que mais forneceu subsídios para a análise do comportamento visual dos bebês. Em alerta...

Influence of the Intestinal Flora on the Development of Immune Reactions in Infants

Lodinova, R.; Jouja, V.; Lanc, A.
Fonte: PubMed Publicador: PubMed
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em /03/1967 EN
Relevância na Pesquisa
26.13%
Breast-fed and artifically fed infants are in contact with the O antigen of Escherichia coli from the first days after birth. From the mother, the infant obtains antibodies against nonpathogenic E. coli strains in low titer, and the infant begins to form its own antibodies during the 2nd month of life. The transition is known to be continuous even though the transferred antibodies could not be differentiated from the infant's own antibodies. Contact with endotoxin caused sensitization which was detected by the skin test at about 2.5 months, and thereafter the skin test data correlated with the presence of serum antibodies against endotoxin. The newborn infant can be colonized with a different E. coli serotype; such an antigenic stimulus evokes the formation of antibodies sooner and at a significantly higher titer than (i) the level of maternal antibodies transferred or (ii) the infant's antibodies normally formed later on against other random E. coli serotypes.

Oxytocin shapes parental motion during father–infant interaction

Weisman, Omri; Delaherche, Emilie; Rondeau, Margot; Chetouani, Mohamed; Cohen, David; Feldman, Ruth
Fonte: The Royal Society Publicador: The Royal Society
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em 23/12/2013 EN
Relevância na Pesquisa
26.27%
An infant-oriented parental repertoire contributes to an infant's development and well-being. The role of oxytocin (OT) in promoting affiliative bonds and parenting has been established in numerous animal and human studies. Recently, acute administration of OT to a parent was found to enhance the carer's, but at the same time also the infant's, physiological and behavioural readiness for dyadic social engagement. Yet, the exact cues that are involved in this affiliative transmission process remain unclear. The existing literature suggests that motion and vocalization are key social signals for the offspring that facilitates social participation, and that distance and motion perception are modulated by OT in humans. Here, we employed a computational method on video vignettes of human parent–infant interaction including 32 fathers that were administered OT or a placebo in a crossover experimental design. Results indicate that OT modulates parental proximity to the infant, as well as the father's head speed and head acceleration but not the father's vocalization during dyadic interaction. Similarly, the infant's OT reactivity is positively correlated with father's head acceleration. The current findings are the first to report a relationship between the OT system and parental motion characteristics...

Repercussões do comportamento interativo de mães com depressão no desenvolvimento do comportamento exploratório do bebê; Repercussions of depressive mothers'interactive behaviours on the development of the infant´s exploratory behaviour

Alfaya, Cristiane; Lopes, Rita de Cássia S.
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/08/2005 POR
Relevância na Pesquisa
26.75%
O impacto da depressão materna para o desenvolvimento infantil tem sido amplamente estudado e vem sendo compreendido a partir de um referencial teórico interacionista, em que a qualidade da interação mãe-bebê é o foco de atenção nestes estudos. Os comportamentos interativos das mães com depressão costumam ser caracterizados como intrusivo ou retraído. Para os autores, ambos os estilos podem repercutir de maneira negativa no desenvolvimento do bebê, pois a estimulação e a modulação do estado de alerta que a mãe oferece são inadequadas para a regulação emocional do bebê. Pouco ainda se sabe sobre as repercussões dos estilos de comportamento interativo materno para o desenvolvimento do comportamento exploratório do bebê durante o primeiro ano de vida. Nesse sentido, o presente artigo procura refletir teoricamente acerca do desenvolvimento emocional do bebê e, em particular, sobre o comportamento exploratório do bebê no contexto da depressão materna. Inicialmente, busca-se descrever alguns estudos sobre a interação mãe-bebê e o desenvolvimento sócio-emocional no primeiro ano de vida, em seguida, estudos empíricos sobre o desenvolvimento do bebê no contexto da depressão materna, e finalmente, os estudos empíricos sobre os comportamentos interativos mãe-bebê no contexto da depressão materna. Para tanto...

THE INFLUENCE OF BABY WALKER USAGE IN THE SENSORY MOTOR MOTOR DEVELOPMENT OF CHILDREN AT SCHOOLS IN EARLY CHILDHOOD EDUCATION

Schopf, Pâmela Pissolato; Santos, Christian Caldeira
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; Formato: application/pdf; application/pdf
Publicado em 20/10/2015 ENG; POR
Relevância na Pesquisa
36.04%
Introduction: infant’s healthy development acquisition is related to sensorial and motor experiences acquired in their first living year. As a walking stimulating aid, parents believethat baby walker may anticipate walking. Objective: check the frequency of the use of child walker for infants and the influence of this procedure on the sensory motor development, and correlate the daily time spent with the acquisition of independent walking at 13 months. Methods: Initially, parents answered a questionnaire regarding the use or no use of the baby walker. Infants who used it developed walking skills earlier than those who did not use it (p = 0.044). Results: Daily time of use influenced in the walk acquisition time (p = 0.005); and there was no association between the groups who used or did not use the baby walker compared to their current motor development assessed by Alberta Infant Motor Scale (p = 0.566). Conclusion: We concluded that the vesting period of the march is on the daily use of the walker, which is an important factor for this acquisition.

Deafness in Rochester: a proposal to improve understanding through the development of a comprehensive website

Masteller, Allison
Fonte: Rochester Instituto de Tecnologia Publicador: Rochester Instituto de Tecnologia
Tipo: Masters Project Formato: 7014612 bytes; application/pdf
EN_US
Relevância na Pesquisa
36.21%
The purpose of this proposal is to inform people about issues related to deafness through a comprehensive website with up to date information that is easily accessible and navigable by all people. Creating a professional website will benefit professionals and parents with a variety of information from many different sources. Both parents and professionals need to be aware of the many important decisions that come with raising a deaf child. Many parents are unaware of the vast decisions that come with raising a deaf child. The decisions that parents make are not only very important, but these decisions must also be made at a very young age. This can become an overwhelming situation given the lack of information they may have and lack of time to make decisions. Some may typically see deafness as "just another disability" to cope with, however, this view is not shared by all. Many disabilities are not as complicated as deafness in that they have a more clear-cut path to making decisions. Deafness is also not always seen as a disability. Many people prefer deafness to be seen as a community and culture, rather than a physical problem that needs to be fixed. These beliefs usually come at a later age when the individual has identified themselves through life experiences and maturation. However...

Famílias: Influências no desenvolvimento e comportamento infantil,através da percepção de pais e professores

Figueiredo , Cláudia Rodrigues Sequeira de
Fonte: Instituto Universitário de Ciências Psicológicas, Sociais e da Vida Publicador: Instituto Universitário de Ciências Psicológicas, Sociais e da Vida
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2010 POR
Relevância na Pesquisa
36.21%
A família desempenha um papel importante do desenvolvimento e comportamento infantil, sendo que o divórcio pode tornar-se uma experiência stressante. O presente estudo, de carácter exploratório comparativo, tem como objectivo verificar se existem diferenças no comportamento de crianças em situação monoparental, com pais separados ou divorciados, e crianças em famílias intactas, pais juntos ou casados, através da percepção de pais e professores. Os Instrumentos utilizados foram: Child Behaviour Checklist, Teatcher´s Report Form e o Questionário de Caracterização da Amostra. A amostra, de conveniência, é constituída por 30 crianças em famílias monoparentais e 32 crianças em famílias intactas a frequentar o 1º ciclo (6 aos 10 anos). Segundo os resultados, os professores tendem a identificar as crianças do grupo monoparental como tendo mais problemas de comportamento do que as crianças do grupo de famílias intactas o que leva à ideia de que o divórcio poderá ser um factor importante no comportamento infantil.; ABSTRACT: Family plays a very important role in the development and behaviour of infant’s, there for, divorce may be a very stressful experience for them. The objective of this exploratory comparative research is to check if there are differences in child’s behaviour between a single parent’s situation...

Desnutrição infantil, coeficiente do desenvolvimento e sua relação com o meio ambiente: um estudo piloto; Desnutrición infantil, coeficiente de desarrollo y su relación con el medio ambiente: un estudio piloto; Infant undernourishment, the development coefficient and its relation to the environment: a pilot study

Alvarez, M. de la Luz; Concha, Ximena; Elordi, Margarita; Lamilla, Cecilia; Ramos, Carolina; Perez, Paulina
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/08/1991 SPA
Relevância na Pesquisa
36.02%
Estudam-se os fatores sócio-culturais que poderiam estar influenciando no desenvolvimento psicomotor normal do lactente desnutrido. A amostra consistiu de 32 pares mãe-criança: 16 com coeficiente de desenvolvimento (CD) normal (grupo A) e 16 com CD abaixo do normal (grupo B) de acordo com o teste de Bailey aplicado a lactentes que ingressavam a um centro de recuperação nutricional. Havia diferenças nos antecedentes das crianças: os lactentes do grupo A eram fruto de gravidez desejada (p < 0,05), e foram menos separados de suas mães (p < 0,007) que os do grupo B. Não se encontravam diferenças nos antecedentes demográficos e sócio-culturais das mães. Em relação ao meio ambiente externo observado no bairro de residência, havia menos aspectos negativos no grupo A que no B (p < 0,001). O meio interno também foi diferente em relação às mães: As do grupo A recebiam mais carinho por parte do companheiro (p < 0,008), eram mais sensíveis (sentimentos de alegria e sofrimento) ( p < 0,003) e estimulavam mais os seus filhos (p < 0,006) que as do grupo B. Os resultados mostraram que os meios internos e externos no qual se desenvolvem crianças com CD abaixo do normal eram diferentes. Isto poderia explicar as diferenças no desenvolvimento psicomotor em desnutridos pertencentes a baixos níveis sócio-econômicos.; Fueron estudiados los factores socioculturales que podrían estar influyendo en el desarrollo psicomotor normal del lactante desnutrido. La muestra consistió en 32 díadas madrelactante: 16 tenían CD normal (Grupo A) y 16 CD bajo lo normal (Grupo B) según el Test de Bailey aplicado a los lactantes recién ingresados a un Centro de Recuperación Nutricional. Los resultados muestran que había algunas diferencias en los antecedentes de los lactantes: Los lactantes del Grupo A eran producto de un embarazo deseado (p; The socio-cultural factors that might be influencing the normal psychomotor development of the undernourished infant are studied. The sample consisted of 32 mother-infant dyads: 16 having normal DQ (Group A) and 16 having a below normal DQ (Group B) according to Bailey's Test applied to infants who entered a Nutritional Recuperation Center. Results showed that there were some differences in the infants' backgrounds: infants of Group A were the product of a wished-for pregnancy (p < .05)...

Intelligence development of socio-economically disadvantaged pre-school children

Bulut,Sefa
Fonte: Anales de Psicología Publicador: Anales de Psicología
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; journal article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion Formato: text/html; application/pdf
Publicado em 01/10/2013 ENG
Relevância na Pesquisa
36.07%
The intellectual development of socioeconomically disadvantaged preschool children is influenced by several factors. The development of intelligence is a multidimensional concept that is determined by biological, social, and environmental factors. In this literature review, however, only the social and environmental factors are discussed. Some of the factors that have profound effect on children's cognitive development are as follows: environmental stimulation, parental attitudes, maternal age, and education. Successful intervention and prevention programs aimed at enhancing children's cognitive development are also exemplified. It appears that early intervention programs in the second and third year of an infant's life have fundamental effects on the cognitive development of disadvan-taged children. It is clear that learning starts with birth. Longitudinal studies revealed that the most effective period for intervention is early childhood. Those who received early day-care and preschool intervention programs have sustained these gains in adolescence and adulthood. Those benefits include higher IQ scores, better achievement test scores, better reading and math skills, more educational attainment, more college degrees, and fewer psychosocial and mental health problems. Therefore...