Página 1 dos resultados de 5 itens digitais encontrados em 0.051 segundos

Contabilidade ambiental : impacto da cobrança pela captação de água bruta no custo de produção de água da Copesul - Companhia Petroquímica do Sul

Siqueira, Marino da Silva
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
55.56%
A questão ambiental tornou-se fator de decisão estratégica dentro das empresas nos últimos anos e segue uma tendência de regulamentação governamental cada vez mais forte, principalmente no que diz respeito à exploração de recursos naturais. Este trabalho propõe-se a apresentar a definição e conceitos de contabilidade ambiental e sua importância como forma de destacar as atividades das empresas relacionadas com preservação ambiental dentro dos atuais conceitos de ecoeficiência e desenvolvimento sustentável. Como segundo objetivo, apresentar a crise mundial de água vivida atualmente e como o Brasil está gerenciando seus recursos hídricos, através da apresentação do modelo adotado para implementação da política nacional de gerenciamento de recursos hídricos, destacando a adoção da cobrança por utilização de água como a forma mais importante desta política. Descreve, de maneira bastante simples, as etapas do processo de transformação na industria petroquímica, com ênfase na demonstração do grande volume de água utilizado neste tipo de indústria. E finalmente um estudo do impacto que a cobrança por captação de água bruta terá nos resultados da COPESUL – Companhia Petroquímica do Sul, quando de sua aplicação no Estado do Rio Grande do Sul.

Incentivos fiscais e investimentos na industria de transformação no estado da Bahia (1994 a 2004) : internacionalização produtiva e subdesenvolvimento; Tax incentives and investments in the "industria de transformação" in Bahia state (1994-2004) : productive internationalization and underdevelopment

Daniela Franco Cerqueira
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 15/03/2007 PT
Relevância na Pesquisa
105.75%
Este trabalho pretende contribuir na caracterização dos investimentos realizados na indústria de transformação baiana entre 1994 e 2004, identificando os reflexos dessas inversões sobre a economia do estado e sobre as condições de vida da sua população. Para tanto, foram selecionados os setores de atividades que mais receberam inversões no período e alguns indicadores do mercado de trabalho. Os resultados mostram que, no período, houve um aprofundamento das características estruturais da economia baiana como: a dependência tecnológica, os baixos encadeamentos produtivos, a ampliação dos centros de decisão externos ao estado, a pequena capacidade de incorporação de mão-de-obra e o aumento da concentração de renda. Isto é, os aspectos que evidenciam o subdesenvolvido desse estado se intensificaram. Desse modo, o padrão de crescimento via inserção na globalização e com base nas decisões de investimento privado não se constituiu em alternativa para superar o subdesenvolvimento. Ao contrário, a internacionalização produtiva da economia baiana ? na medida que significou uma maior integração produtiva com o exterior em detrimento de sua relação com outras regiões do Brasil ? transfere para fora do país as decisões produtivas que anteriormente estavam circunscritas ao espaço nacional...

Considerações a respeito da matriz energética de Minas Gerais

Pereira, José Flávio Mayrink
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 131 p.| il., grafs., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
65.52%
Dissertação (mestrado profissional) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico, Programa de Pós-Graduação em Engenharia Ambiental, Florianópolis, 2013.; A população do Planeta atinge o quantitativo de sete bilhões de habitantes e equacionar energia para todo esse contingente de pessoas é um grande desafio. Desafio maior ainda, quando sabemos que existem muitas desigualdades sociais entre países e entre regiões de um mesmo país. Fazer recuar as demandas de consumo de energia de países desenvolvidos parece ser um exercício complicado e quase sempre sem bons resultados. Por outro lado, a busca da equidade social de países subdesenvolvidos e em desenvolvimento exercerá, necessariamente, uma grande pressão na demanda de energia. Estamos no limiar de grandes mudanças tecnológicas, pesquisas buscam novas tecnologias para obtenção de energias mais limpas, renováveis e com mais eficiência. Tecnologias que podem revolucionar o mundo e buscar novos caminhos para a humanidade. Assistimos atualmente, com muita expectativa, todas as possibilidades relacionadas ao Grafeno. As prospecções de matrizes energéticas devem levar em conta a inserção dessas novas tecnologias, bem como as oportunidades energéticas e particularidades regionais. Recentemente...

Planejamento estratégico de tecnologia para PMEs: o caso de empresa de autopeças no Rio Grande do Sul

Zawislak,Paulo Antônio; Nascimento,Luis Felipe; Graziadio,Thaise
Fonte: Associação Nacional dos Programas de Pós-graduação em Administração Publicador: Associação Nacional dos Programas de Pós-graduação em Administração
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/1998 PT
Relevância na Pesquisa
75.49%
O trabalho tem por objetivo testar as características de um instrumento de gestão estratégica aplicado a uma empresa do setor de autopeças, de médio porte, no Estado do Rio Grande do Sul. O planejamento estratégico de tecnologia possibilita o levantamento das características tecnológicas da empresa e a identificação de pontos fracos no seu comportamento. Neste estudo de caso foram investigadas as seguintes etapas do instrumental: definição do problema, mapeamento do ambiente externo, análise da capacidade tecnológica, transformação de informações em soluções, definição da estratégia tecnológica e, finalmente, desenvolvimento e controle de projetos. Verificou-se que a empresa realiza praticamente todas as fases do planejamento estratégico, mas de maneira bastante informal; somente a fase de projetos é estruturada. Uma pessoalidade permeia as relações internas, o fluxo de informações subexiste pelo mérito das pessoas e não de um sistema. Este fenômeno só vem a reforçar a informalidade tecnológica, mesmo que relativa, da empresa.

Estrutura produtiva e emprego industrial no Brasil dos anos 90; Production structure and industrial employment in Brazil on the 90s

Darcilene Claudio Gomes
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 03/08/2009 PT
Relevância na Pesquisa
55.63%
A década de 90 representou um momento de inflexão na trajetória da economia brasileira, especialmente no que diz respeito ao papel do Estado. De uma economia fechada com forte presença estatal, rapidamente se transitou para um modelo econômico aberto com menor participação do estado. Nesse caminho, várias reformas, de natureza fiscal e no concernente às relações do país com o exterior, foram organizadas sob o pretexto de modernizar a estrutura econômica nacional. Entretanto, o novo modelo não propiciou um crescimento em bases sustentáveis, senão apenas movimentos de stop and go. Os investimentos, insuficientes em termos de volume e definidos segundo a lógica privada do mercado, se concentraram em produtos de baixo valor agregado e muitas vezes não comercializados no exterior. E ainda, a produção doméstica tornou-se cada vez mais depende da importação de bens de capital, insumos e componentes. Nesse sentido, os rebatimentos sobre a estrutura da produção interna e contas externas comprometeu o desenvolvimento do país. A nova organização da economia brasileira repercutiu negativamente sobre a capacidade de geração de empregos e a qualidade dos postos gerados. A absorção da população ativa, ainda apresentando crescimento expressivo e mudando seu perfil (mais adulta e feminina)...