Página 1 dos resultados de 31 itens digitais encontrados em 0.088 segundos

Indios cristãos : a conversão dos gentios na Amazonia portuguesa (1653-1769); Christian indians: the convertion of gentiles in Portuguese Amazonian (1653-1769)

Almir Diniz de Carvalho Junior
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 25/02/2005 PT
Relevância na Pesquisa
85.58%
Esta tese tem por objetivo demonstrar como os índios de diversas etnias, inseridos na nova ordem colonial que se instalou na Amazônia portuguesa, foram se incorporando àquele novo mundo como cristãos, entre meados do século XVII e a segunda metade do século XVIII, através do processo de sua evangelização. Busca também perceber como esses personagens reinventaram e rearticularam os padrões religiosos e morais do mundo cristão impostos pelos seus missionários, em particular os jesuítas, na tentativa de imprimir sentido ao seu processo de inserção. Procura ainda demonstrar, através dos fragmentos deixados por seus escritos e depoimentos, e os indícios lidos nas fontes do poder colonial, como estas populações indígenas das aldeias e vilas coloniais articularam um patamar cosmológico comum de forte base tupi, apreendido nas aldeias missionárias através da apropriação da simbologia cristã e dos rituais ancestrais tupinambá, para constituírem espaços culturais e sociais autônomos no interior daquele novo mundo.; This thesis seeks to demonstrate how Indians of diverse ethnic origins became incorporated as Christians within the new colonial order established in the Portuguese Amazon, covering the mid-seventeenth century to the second half of the eighteenth. The author shows how Christian Indians reinvented and rearticulated the religious and moral standards introduced by missionaries...

Aguas batismais e santos oleos : uma trajetoria historica do aldeamento de Atalaia

Tatiana Takatuzi
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 17/10/2005 PT
Relevância na Pesquisa
85.59%
O presente trabalho acompanha a trajetória histórica de Atalaia, um aldeamento composto por índios Kaingang que teve sua concepção no governo da Capitania de São Paulo durante o processo de colonização dos Campos de Guarapuava na primeira metade do século XIX. Registros eclesiásticos, listas nominativas e relatos de Francisco das Chagas Lima, principal pároco que permaneceu no aldeamento por dezoito anos, documentam como a Igreja estabeleceu classificações hierárquicas, através das quais buscou enquadrar os índios num sistema de subordinação. Em contrapartida, também foram percebidas formas de representações indígenas nas quais uma suposta aceitação dos rituais cristãos é analisada segundo a ótica de uma política e cosmologia própria dos Kaingang, onde os diversos conflitos e alianças que permearam a história desse grupo foram visualizados de acordo com uma visão dualista de mundo e em função de um alto faccionalismo hierárquico. A dialética do encontro em situação de aldeamento promoveu a elaboração e construção de novas relações sociais e a representação indígena não foi explicitada unicamente pelos conflitos contra o colonizador mas, sobretudo, por meio de negociações e adaptações de diferenciadas formas de convívio determinados pelos atores indígenas e coloniais; This thesis examines the historical development of Atalaia...

As divinas palavras

Litaiff, Aldo
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 168 f.| il.
POR
Relevância na Pesquisa
95.64%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciencias Humanas; Este trabalho aborda aspectos étnicos contidos no discurso sobre a cosmovisão e práticas sociais dos Guarani-Mbyá da aldeia de Bracuí, localizada no Morro do Bico da Arraia, Serra do Mar, entre o município de Angra dos Reis e a Usina Nuclear, litoral sul do Rio de Janeiro. O foco central da pesquisa são as representações étnicas contidas no sistema de classificação de mundo do grupo estudado. Verificamos as categorias utilizadas pelos Mbyá para identificarem a si mesmos, seu meio e aos "outros". Pretendemos apurar os símbolos étnicos que o grupo representa sua identidade. Os Mbyá, que outrora habitavam o interior das florestas da América do Sul, atualmente dividem o espaço de outros grupos, como Xokleng e Kaingang, situação que tem gerado graves conflitos. Estes Guarani estão em constantes movimentações e podem ser vistos perambulando pelas rodovias do sul do país, vendendo artesanato, procurando boas terras, ou em busca de parentes em outras aldeias. A questão da saúde, principalmente a subnutrição, é um dos problemas mais grave observados na atualidade. Este trabalho pretende levantar questões que possam colaborar para um maior conhecimento da cultura Guarani...

As organizações indígena e camponesa frente ao conflito armado no norte do Cauca, Colômbia : um estudo de caso

Quintero, Renata Moreno
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
75.47%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Sociais, Centro de Pesquisa e Pós-Graduação sobre as Américas, 2007.; Comparam-se as formas em que o conflito armado afetou as organizações indígena e camponesa na região do norte do Cauca na Colômbia, e como estas organizações reagiram diante do conflito. Procura-se explicar por que a organização indígena resiste ativamente ao confronto e a camponesa não. São analisadas a dinâmica do conflito armado no período 2000-2005, comparadas as características organizativas e as visões sobre o conflito da organização indígena ACIN e da organização camponesa ARDECANC. O trabalho se apóia em duas perspectivas teóricas da ação coletiva Sydney Tarrow (1997), e Escobar, et. al., (2001). A comparação destas organizações mostrou que a organização indígena realiza resistência ativa ao conflito armado graças a características de sua organização e os elementos culturais e de identidade sustentam a resistência, possibilitam definições alternativas sobre o conflito armado e sobre a paz no país, apesar da forte presença de atores armados e atividades bélicas nos seus territórios. ______________________________________________________________________________ ABSTRACT; This work compare the ways in which the armed conflict affected the indigenous and peasant organizations at north of Cauca in Colombia...

Identidades indígenas nos movimemtos sociais populares e urbanos da Bolívia

Teixeira, Rita de Cássia Martins
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
75.54%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciência Política, Programa de Pós-Graduação, 2009.; O objetivo dessa dissertação é apresentar causas que explicam porque, desde os anos 1990, setores sociais urbanos e populares da Bolívia altiplânica e de Cochabamba, anteriormente organizados em movimentos sociais portadores de identidades e demandas fundamentadas em concepções socialistas universalistas de classe e luta social e nos quais prevalecia auto-percepção étnica de seus integrantes como mestiços passaram a se organizar em novos movimentos, os quais adotaram discurso indígena e demandas por justiça social concebidas em termos de redistribuição material e também de reconhecimento identitário. A metodologia utilizada é de cunho qualitativo com ênfase em entrevistas não direcionadas com líderes dos movimentos sociais e interpretação de documentos de fontes primárias. Os objetos de estudo são as organizações de mineiros, as associações de bairros de El Alto e La Paz e as federações de plantadores de folha de coca. Os movimentos estudados se valem de discurso identitário indígena como estratégia de re-significação e atualização de sua luta por democratização política e sócio-econômica e...

Identidades fluidas : ser e perceber-se como Baré (Aruak) na Manaus contemporânea

Melo, Juliana Gonçalves
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Tese
POR
Relevância na Pesquisa
75.62%
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Sociais, Departamento de Antropologia, Programa de Pós-graduação em Antropologia Social, 2009.; A tese apresenta um panorama sobre a recente retomada da identidade Baré (Aruak), índios originários do rio Negro, Amazonas. Busco responder às seguintes questões: Afinal quem são os Baré? Ainda existe como um coletivo indígena? Estas questões interessam aos próprios Baré, grupo bastante invisibilizado na Etnologia brasileira e considerado extinto em 1979 e, para respondê-las, apoio-me na literatura sobre o grupo, dando ênfase às suas próprias narrativas. Como metodologia, opto pela análise de histórias de vida de um pequeno grupo Baré, hoje inserido na cidade de Manaus. O que têm a dizer sobre o debate? O que pensam sobre sua identidade? Sobre sua condição de índios da cidade? Ao escutálos, revela-se uma noção de identidade essencialmente fluida e dada a transformações constantes já que construída na interação com o outro e transformação do outro em identidade, fato que, inclusive, os transformou nos índios brancos. A intenção da pesquisa, justamente, é descrever o processo. _________________________________________________________________________________ ABSTRACT; This thesis paper presents an outlook of the recent recovery of Baré (Aruak) identity...

Histórias de Aukê e seus gêmeos : uma releitura dos movimentos messiânicos dos Krahô e dos Ramkokamekrá

Fernandes, Daniel Mendes
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
65.63%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Sociais, Departamento de Antropologia, Programa de Pós-graduação em Antropologia Social, 2009.; O objetivo deste trabalho e oferecer uma releitura dos movimentos messianicos dos indios Kraho e Ramkokamekra, desencadeados nas decadas de 1950 e 1960. Ambos os grupos integram, junto com outros povos, os Timbira, da familia linguistica Je, situados no cerrado dos estados do Tocantins e do Maranhao, como tambem na floresta tropical paraense, entre os afluentes do medio Tocantins (Kraho) e as cabeceiras do rio Mearim (Ramkokamekra). Para tanto, releio as descricoes e analises etnologicas a respeito de manifestacoes ocorridas entre ambos os grupos que sao tradicionalmente estudadas na antropologia sob a rubrica do messianismo e do cargo-cult. Me detenho em tal literatura relendo-a, por um lado, de modo a acompanhar como tais fenomenos, vistos enquanto desdobramentos do mito de Auke, compoem as relacoes sociais timbira. Neste sentido, destaco a eclosao de personagens miticos e a forma como os indigenas se depararam e lidaram com os mesmos, isto e: como uma tentativa de personifica-los como herois demiurgos ao seguir suas prescricoes, que tambem propiciariam a metamorfose dos indios em brancos. Por outro lado...

A história dos Chiquitanos : (re) configurações sociais e territoriais

Souza, Alda Lúcia Monteiro de
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
75.52%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Sociais, Departamento de Antropologia, Programa de Pós-graduação em Antropologia Social, 2009.; Apresento uma reflexão sobre a história dos Chiquitanos, uma sociedade indígena localizada na fronteira mato-grossense com a Bolívia, desqualificados regionalmente como índios sem terra ou bugres. Por meio de uma pesquisa bibliográfica traço a trajetória histórica desse grupo, suas configurações sociais e territoriais, com o objetivo de perceber os motivos dos deslocamentos desse grupo. A pesquisa, em primeiro lugar, teria que ser capaz de reconstituir a história dessa sociedade para depois explicar esses deslocamentos e trocas historicamente localizadas. _______________________________________________________________________________________ ABSTRACT; In this dissertation I present a reflection on the history of the Chiquitanos, an Indigenous society inhabiting the frontier between Bolívia and the Brazilian state of Mato Grosso, stigmatised locally as ‘landless Indians’ or ‘bugres’. I endeavour to describe the historical trajectory of this people, their social and territorial configurations throughout time, with the aim to understand the reasons of their geographical occupation – and their displacements by Europeans - along history. The first goal of my research is to explain these occupation and displacements...

Penso, logo crio : a teoria makuna do mundo

Cayón Durán, Luis Abraham
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Tese
POR
Relevância na Pesquisa
75.47%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Departamento de Antropologia, 2010.; Esta tese visa estabelecer os fundamentos da teoria makuna do mundo, e nesse sentido, delineia os princípios epistemológicos dos Makuna ou Ide masã (Gente de Água), um grupo tukano oriental da Amazônia colombiana. Analisando os conceitos he (jurupari) e ketioka (“Pensamento”), ambos conceitos centrais dentro desta epistemologia, identificam-se os principais elementos ou componentes que conformam tanto aos seres não humanos quanto aos seres humanos, demonstrando a importância dos lugares, ou melhor, de uma geografia xamânica, na constituição de todos os seres do universo. Ao tempo que esta argumentação serve para reformular conceitualmente as unidades sociais dos grupos indígenas desta região, também evidencia que as noções de espaço e pessoa são interdependentes e podem ser trabalhadas em conjunto para atingir níveis de compreensão mais profundos de algumas sociedades indígenas da Amazônia. _______________________________________________________________________________________ ABSTRACT; This thesis aims to set up the foundations of Makuna world theory, and in this way, outlines the epistemological principles of Makuna or Ide masã (Water People)...

Territórios indígenas e desenvolvimento na Amazônia Central peruana : um olhar sobre a organização política dos Ashaninka do Rio Ene

Cruz, Lia Mendes
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
85.59%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Sociais, Centro de Pesquisa e Pós-Graduação sobre as Américas, 2012.; Esta dissertação de mestrado pretende contribuir para o debate acadêmico e político em torno dos direitos territoriais dos povos indígenas. Buscou-se abordar este campo por meio do estudo das políticas territoriais e da organização política indígena na Amazônia central peruana (Selva Central), com base no caso do povo Ashaninka do Rio Ene. Ao aprofundar reflexões sobre o processo estatal de reconhecimento de territórios para povos indígenas na Amazônia peruana, percebe-se a fragilidade na autonomia territorial das comunidades indígenas e suas organizações. O que guarda relação com o poder estatal de conceder a terceiros direitos de explorar recursos naturais nos territórios indígenas, e da sobreposição de categorias territoriais estatais com interesses conflitivos em um mesmo território. Com base no caso Ashaninka, na região enfocada nesta dissertação, abordou-se algumas estratégias desenvolvidas pelas organizações buscando frear a entrada de empresas extrativas, assim como algumas estratégias dessas empresas para minar esse processo organizativo de modo a promover sua entrada no território indígena. Este trabalho se dedicou a explorar...

"Uma aldeia diferenciada" : conflitos e sua administração em Coroa Vermelha/BA

Rego, André Gondim do
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Tese
POR
Relevância na Pesquisa
75.58%
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Sociais, Departamento de Antropologia, Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social, 2012.; Este é um estudo sobre a administração de conflitos em Coroa Vermelha, aldeia indígena da etnia pataxó situada entre os municípios de Porto Seguro e Santa Cruz Cabrália, na região extremo-sul do estado da Bahia. Trata-se de uma etnografia dos processos envolvidos nesta administração – práticas de aconselhamento e mediação, mais o encaminhamento à “Justiça”; e das formas de conflito visadas por estes processos – notadamente o conjunto de problemas referido pelo grupo como “briga interna”, entre outras designações, e aquele que vem sendo atualmente rotulado por seus membros como “criminalidade”. Uma referência constante para a discussão destes processos foi o trabalho da Guarda Indígena Pataxó, signo maior da mudança de orientação – em relação a soluções pretéritas – no tratamento dispensado a esses dois conjuntos de “problemas”. Sua tese é a de que a compreensão dos significados que perpassam a administração de conflitos em Coroa Vermelha e...

Representações sociais do cuidado entre trabalhadores que atuam em contextos de interculturalidade na atenção à saúde indígena

Falkenberg, Mirian Benites
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
85.6%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ciências da Saúde, Departamento de Saúde Coletiva, Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva, 2014.; Esta pesquisa, de abordagem qualitativa, analisou as representações sociais do cuidado em saúde entre trabalhadores que atuam em Equipes Multidisciplinares deSaúde Indígena (EMSI), na atenção à saúde da população indígena Mbyá-Guarani doDistrito Sanitário Especial Indígena Litoral Sul do Rio Grande do Sul (Dsei LitoralSul/RS). Teve como objetivos específicos identificar os conteúdos das representações sociais para melhor compreender as práticas de cuidado em saúde nos contextos de interculturalidade estudados e, a partir disso, discutir potencialidades e limitações às mesmas, na perspectiva do cuidado como ação integral. Utilizou como referencial teórico e metodológico a Teoria das Representações Sociais (TRS), de Serge Moscovici. Os dados foram coletados por meio de entrevistas semiestruturadas e observação participante. Foram entrevistados trabalhadores de saúde não indígenas(enfermeiros, dentistas, técnicos de enfermagem) e trabalhadores indígenas (AgentesIndígenas de Saúde – AIS e Agentes Indígenas de Saneamento - AISAN) formalmente contratados para atuarem em três EMSI...

Entre as tramas do gênero e da tecnologia na aldeia Araça-í

Mazzarotto, Cilene de Souza Matias
Fonte: Curitiba Publicador: Curitiba
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
85.59%
The aim of this work was to understand how establishes the genus and technology among Indians from Aldeia Araça-í, composed by 16 families and localized in the municipality of Piraquara– PR, Brazil. The theoretical basis of this analysis was supported by authors focused in gender and technology studies. Furthermore, theories of the STS (Science, Technology and Society) were used in this work. Field research, in turn, was grounded in qualitative data analysis. It included 12 interviews, participant observation of day-to-day rituals within house of prayer and diaries registers from the field. The data showed that gender relations among Indians from Aldeia Araça-í are based in sexual division labor. In this study, Indian’s technology was related to social needs despite of difficulties presented by group due to social disruption because Araça-í society have been strictly in contact with national society. The field survey also revealed that the main to livelihood comes from donations, crafts sold to visitors and Government social assistance programs. Nowadays, the Guaranis find themselves limited to a small area to survive, with scarce natural resources and their culture have been clearly affected by these factors. In this work...

Filhos do homem : a introdução da piscicultura entre populações indigenas no povoado de Iauarete, rio Uaupes; Sons of man : introduction of fish farming into indigenous populations at Iauarete's village, Uaupes river

Andre Luiz Martini
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 27/02/2008 PT
Relevância na Pesquisa
95.5%
A presente dissertação constitui uma reflexão preliminar a respeito da introdução do criatório de peixes entre grupos indígenas Tukano e Arawak no povoado de Iauaretê, Rio Uaupés, Estado do Amazonas. Entre as populações indígenas, a ausência de práticas relativas ao controle reprodutivo de espécies endógenas é largamente documentada; no entanto, o criatório de peixes, que se utiliza de técnicas industriais de produção de animais para consumo, através de sua reprodução artificial, foi levado à região pelo Instituto Socioambiental (ISA) com o objetivo de garantir a “segurança alimentar” das populações indígenas, que demandavam alternativas econômicas aos seus aliados. A iniciativa da organização não-governamental propõe dois modelos de relação com os animais em estreito convívio no interior de um laboratório. O encontro de duas lógicas simbólicas distintas, principalmente com relação à classificação dos animais, gera um conjunto de acordos e conflitos que configuram uma disputa pelo sentido das coisas; envolvidos neste cenário, os peixes transitam continuamente entre os pólos de sujeito e objeto.; This work constitutes a prime reflection about the introduction of fish farming among Indian groups Tukano and Arawak at the Iauarate village...

Demografia e identidade do povo xipaya no médio Rio Xingu, PA; Demography and identity of the xipaya people in the middle Xingu River, PA

Alessandra Traldi Simoni
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 04/03/2013 PT
Relevância na Pesquisa
105.6%
O principal objetivo deste trabalho é analisar a relação entre identidade e demografia do povo xipaya que vive no médio curso do rio Xingu. Para proceder tal movimento analítico utiliza-se tanto a bibliografia sobre os grupos indígenas da região quanto à produção de dados sobre os mesmos, a fim de resgatar as descrições e os mecanismos dessa produção que a acompanha. Destaca-se que o povo xipaya, que compartilha com outros povos no Médio Xingu semelhante história bibliográfica, está presente nos primeiros relatos sobre a ocupação da área acima da Volta Grande do Xingu (trecho do rio que separa seu médio e baixo curso), e que por uma determinada leitura sobre a relação entre a sociedade indígena e não-indígena, particularmente a partir da expansão da ocupação da área decorrente do comércio da borracha, foi descrito como extinto por ser considerado "integrado" à sociedade regional. O que significava que este grupo foi percebido como um povo indígena que não mantinha uma ordem econômica, religiosa ou linguística independente do restante da população. No entanto, a partir da década de 1970, deu-se início a um movimento de ressurgimento étnico, por meio do qual houve o reconhecimento da etnia por parte do Estado e de seu direito a terra através da demarcação e homologação da Terra Indígena Xipaya. Atualmente a população xipaya encontra-se em três localidades no Pará: na cidade de Altamira...

Os indios aldeados no Rio de Janeiro colonial : novos suditos cristãos do Imperio Portugues

Maria Regina Celestino de Almeida
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 20/12/2000 PT
Relevância na Pesquisa
65.68%
Este trabalho pretende analisar o papel dos índios integrados à colonização, entendendo-os como grupo étnico-social específico construído no interior das aldeias através da experiência compartilhada com grupos étnicos e sociais diversos. Insere-se numa linha de pesquisa interdisciplinar que partindo da concepção de cultura histórica tem repensado as relações de contato entre os índios e os colonizadores. A partir dessa concepção é possível entender que colaborar com os europeus e aldear-se podia significar uma forma de resistência adaptativa, através da qual os povos indígenas re-socializavamse, reelaborando valores, culturas e tradições no contato cotidiano das aldeias repleto de tensões, negociações e conflitos entre todos os agentes sociais ali envolvidos. Sem negar a violência da colonização sobre os povos indígenas, a pesquisa visa a enfatizar o papel das aldeias no processo de re-socialização dos índios, entendendo-as, pois, como espaço que além de português e cristão foi também dos índios, no qual encontraram as possibilidades de recriar suas histórias, culturas e identidades. Uma vez aldeados, os índios tornavam-se súditos cristãos do Rei, adquiriam direitos e deveres e passavam a vivenciar uma nova situação na qual aprendiam novas práticas culturais e políticas que manejavam com considerável habilidade. As evidências empíricas sobre as aldeias e os índios no Rio de Janeiro colonial permitem afirmar que...

Saberes, espaços e recursos em saúde

Oliveira, Ewerton Aires de
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 158 p.| il., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
75.56%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva, Florianópolis, 2012; Amparado por um referencial teórico da antropologia da saúde, que destaca os elementos envolvidos no processo saúde-doença-atenção a partir da perspectiva dos sujeitos e grupos sociais, e por uma metodologia qualitativa, esse trabalho buscou identificar as atividades de autoatenção nos adoecimentos em crianças Kaingáng da Terra Indígena Xapecó (TIX), oeste de Santa Catarina. Os dados foram obtidos de setembro a dezembro de 2011, por meio de observação participante, entrevistas semiestruturadas, narrativas e conversas informais em três aldeias da TIX. Os resultados indicam que não há um único fator determinante no modo como esse grupo entende, diagnostica, vivencia e lida com as situações envolvendo alterações no estado de saúde das crianças, mas que existem vários fatores que exercem, recebem influência uns dos outros e determinam em que circunstâncias serão realizados encaminhamentos e o quê, como, por quem e onde será feito o encaminhamento. Ao mesmo tempo, esse conjunto de fatores recebe influência de um elemento principal, que são as maneiras como o grupo percebe o processo do adoecer...

Segurança alimentar e etnodesenvolvimento na terra indígena Panambizinho

Nascimento, Ione Santos do
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
75.48%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Centro de Desenvolvimento Sustentável, Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Sustentável, 2013.; Esta pesquisa tem a pretensão de reforçar o entendimento de que para que a promoção da segurança alimentar e o apoio ao etnodesenvolvimento se dêem de maneira efetiva, faz-se necessário que as políticas públicas sejam intersetoriais e de acordo com as demandas apresentadas pelas comunidades indígenas, respeitando as identidades culturais, os conhecimentos tradicionais e favorecendo a autonomia e independência indígena. No caso da Terra Indígena Panambizinho, que é o foco desta investigação, urge que se invista no apoio à autossustentação dentro da Terra Indígena, por meio do fomento a atividades produtivas, à recuperação de áreas degradadas, e de atividades de valorização da cultura e crenças. Os resultados visam contribuir para uma melhor compreensão das questões históricas, políticas e institucionais relacionadas com o etnodesenvolvimento e com a segurança alimentar dos moradores da Terra Panambizinho, podendo, inclusive, servir de subsídio para a (re)definição de iniciativas públicas e privadas voltadas para outras comunidades indígenas. Para tanto...

Desenvolvimento e Vivir Bien : o caso do Território Indígena e Parque Nacional Isiboro Sécure (Bolívia)

Moraes, Renata Albuquerque de
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
75.54%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Sociais, Centro de Pesquisa e Pós-Graduação sobre as Américas Comparadas, Programa de Pós-Graduação em Estudos Comparados sobre as Américas, 2014.; Pelo menos desde a década de 1990 os povos indígenas das terras baixas da Bolívia têm se organizado em defesa de seus territórios. A articulação política indígena influenciou na configuração dos processos sociais nacionais que culminaram na eleição de Evo Morales em 2005 e na consequente refundação do Estado boliviano enquanto um Estado Plurinacional. A inclusão do Vivir Bien como um novo objetivo e novo condutor das políticas públicas bolivianas aponta para transformações significativas nas instituições e nos planos de governo bolivianos, mas o que observamos com a presente pesquisa é a perpetuação de políticas arbitrárias no que se refere aos direitos indígenas sobre os seus territórios. A perpetuação da lógica desenvolvimentista no país aparece sintonizada com o avanço desse modelo econômico na região sul-americana, avanço que pode ser percebido pela prioridade em investimentos no campo da infraestrutura para o comércio internacional, principalmente. No centro dessa ofensiva...

Contribuições para a história lingüística do subgrupo Tupi-Guaraní Norte -Amazônica, com ênfase na Língua Zo'é

Sousa, Suseile Andrade
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
75.52%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Programa de Pós-Graduação em Lingüística, 2013.; Esta dissertação tem como foco principal a língua Zo é. É o nosso propósito reunir indicações fonológicas, lexicais e gramaticais para um diagnóstico dos graus de relações genéticas do Zo é com o Emérillon e com o Wayampí, visando a contribuir tanto para a história dessa língua, quanto para a ampliar o conhecimento do pequeno subgrupo de línguas norte amazônicas (RODRIGUES E CABRAL, 2003) e o conhecimento do subramo VIII da família Tupí-Guaraní a que essas línguas pertencem. O presente estudo é de natureza histórico- comparativa e foi desenvolvido à luz do Método Histórico-Comparativo (cf. MEILLET, 1921; HOCK, 1991; KAUFMAM, 1990; CAMPBELL, 1998), o qual tem como uma de suas funções orientar a fundamentação de hipóteses sobre graus de relações genéticas entre línguas. O trabalho considerou os estudos histórico-comparativos sobre a família Tupí- Guaraní realizados por Adam (1896), Rodrigues (1985), Jensen (1986) e Rodrigues e Cabral (2003). Foram também fundamentais para a presente dissertação os estudos que buscaram aproximar o Emérillon do Wayampí (ADAM 1896...