Página 1 dos resultados de 154 itens digitais encontrados em 0.002 segundos

Lessons from the Terra Preta de Índios of the Amazon region for the utilisation of charcoal for soil amendment

NOVOTNY, Etelvino H.; HAYES, Michael H. B.; MADARI, Beáta E.; BONAGAMBA, Tito José; AZEVEDO, Eduardo Ribeiro de; SOUZA, André A. de; SONG, Guixue; NOGUEIRA, Christiane M.; MANGRICH, Antonio S.
Fonte: Sociedade Brasileira de Química Publicador: Sociedade Brasileira de Química
Tipo: Artigo de Revista Científica
ENG
Relevância na Pesquisa
36.28%
The potential of charcoal and of partially combusted organic waste to mimic the soil organic matter of the Terras Pretas de Índios (Amazonian Dark Earths) from the Amazon Region is discussed. These materials serve as soil conditioners and as sequesterers of carbon in recalcitrant and in reactive forms. Studies carried out by Brazilian and by international groups have contributed to the emergence of an awareness of the compositions and of the uses of these materials. In this contribution we report on chemical studies that are leading to the development of a scientific and technological awareness, and of innovations that will have value in finding novel uses in applications to soil of chars from organic wastes such as those from the biofuel industry, and from metallurgical and various coal plant residues.; Neste trabalho faz-se a divulgação do potencial de carvões e resíduos orgânicos parcialmente carbonizados visando obter materiais que mimetizam a matéria orgânica do solo das Terras Pretas de Índio da Amazônia, e que sirvam como condicionadores de solo e seqüestrem carbono de forma recalcitrante e reativa. Pesquisas desenvolvidas por grupos brasileiros e estrangeiros têm contribuído para o entendimento do surgimento e utilização das Terras Pretas de Índio da Amazônia. Aqui são divulgados resultados de estudos químicos no sentido do desenvolvimento do conhecimento científico e tecnológico e de inovação no aproveitamento de subprodutos orgânicos...

Mrur Jykre - a cultura do cipó : territorialidade Kaigang na margem leste do Lago Guaíba, Porto Alegre, RS

Freitas, Ana Elisa de Castro
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/zip; application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
36.28%
Esta tese é resultado de um estudo antropológico sobre territorialidades Kaingang (Jê Meridional) e seu pertencimento aos territórios da margem leste do Lago Guaíba, onde se situa a cidade de Porto Alegre e suas paisagens ecossociais. Procura-se reconstituir estas territorialidades a partir de uma perspectiva etnohistórica e etnográfica na intenção de conhecer como determinados espaços desta região vêm sendo reconhecidos pelos Kaingang enquanto Kanhgág Ga - Terra Kaingang, os elementos materiais e simbólicos que, desde o ponto de vista Kaingang, são importantes para a configuração do pertencimento a estes espaços e as condutas territoriais empregadas por pessoas e grupos para convertê-los efetivamente em parte de seu território. Interessam os campos de relações com a fauna, a flora, a paisagem, os homens e os espíritos que integram o que os Kaingang chamam Mrur Jykre: um modo de vida centrado no manejo dos cipós que habitam as florestas locais e com os quais estes índios fabricam objetos que comercializam para sustentar seu viver na Ymã Mág, a Aldeia Grande, a grande cidade.; This thesis is the result of an anthropological study about the Kaingang (Jê Meridional) lands and the fact of this lands take part of the territories of the east side of the Guaíba Lake...

Representações cinematográficas “ensinando” sobre o índio brasileiro : selvagem e herói nas tramas do império

Paes, Maria Helena Rodrigues
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
36.17%
Esta Tese analisa as representações de índio brasileiro em sete narrativas fílmicas da produção nacional a partir de 1970: Como era gostoso o meu francês, Avaeté. Semente da vingança, O Guarani, Hans Staden, Caramuru. A invenção do Brasil, Tainá. Uma aventura na Amazônia e Tainá 2. A aventura continua. À luz dos Estudos Culturais em Educação, procura fazer uma análise textual das narrativas, investigando possíveis recorrências e deslocamentos nos modos de narrar esse personagem; considerando que o cinema se inscreve no campo do que temos entendido como Pedagogias Culturais, o estudo parte do princípio de que as narrativas fílmicas, em seu encontro com o espectador, ensinam sobre o índio brasileiro. Em tempos atuais, em que os discursos de valorização da diferença proliferam em todos os espaços sociais, o objetivo da pesquisa centrou-se na compreensão dos modos como estão sendo narrados os índios brasileiros, usando para isso, de forma especial, as películas que narram as aventuras de Tainá. Tais narrativas, ao serem cruzadas com as demais histórias nesta pesquisa enfocada, demonstram que o modo colonialista de representação ainda tem grande força sobre como o índio é narrado na contemporaneidade. Para a compreensão de tal condição...

A positivação de índios e mestiços na revista do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro (1900-1930)

Santos, Juliana Darós dos Santos
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 132 f.| il.
POR
Relevância na Pesquisa
36.17%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em História; No início do século XX, ainda um período de transição do regime monárquico para o regime republicano, parte da sociedade letrada brasileira passou a valorizar a variedade regional, étnica, cultural do Brasil, tendo como objetivo apresentar um modelo mais integrador da nação de acordo com as ideias de progresso e civilização. Contudo, pensar em questões nacionais, implicava também discutir o país como nação. Um dos problemas apontados é que, em 1822, o Brasil se constituiu como Estado, antes mesmo de se construir como nação. Além da busca incessante por estudos históricos para a construção de uma nacionalidade, outro fator que estava em jogo era a "questão racial". Quais seriam os critérios adotados pela intelectualidade para caracterizar o povo brasileiro em uma coletividade? Como índios, negros e mestiços seriam integrados a este projeto nacional? Esta pesquisa procurou analisar os discursos proferidos nas revistas do IHGB, nas três primeiras décadas do século XX, evidenciando como as noções de raça, de sexualidade e de gênero se imbricam nesses discursos para a construção da nacionalidade brasileira do começo do século XX. Na confluência desses debates...

Índios, colonos e fazendeiros

Bringmann, Sandor Fernando
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 218 p.| il.
POR
Relevância na Pesquisa
36.17%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Programa de Pós-Graduação em História, Florianópolis, 2010; Através desta pesquisa, buscamos revelar alguns aspectos das relações interculturais entre os Kaingang e as frentes de expansão no Rio Grande do Sul, durante o século XIX. Enfocamos em nossa pesquisa, sobretudo, os desdobramentos do contato destes indígenas com os fazendeiros luso-brasileiros e com os colonizadores alemães no período entre 1829 e 1860. Escolhemos esta delimitação temporal, por ser este o período mais crítico do contato, quando assaltos, sequestros e assassinatos realizados por determinados grupos indígenas nas áreas de colonização motivaram a violenta repressão contra os Kaingang da Província. A relação conflituosa entre os fazendeiros, colonizadores e os Kaingang ganhou um relativo destaque em correspondências, relatórios e ofícios das autoridades provinciais a partir de 1829. Foi sobre estas fontes que nos debruçamos para analisar os atos e os discursos construídos acerca do processo. Esta documentação, existente no Arquivo Histórico do Rio Grande do Sul, possibilita uma reflexão sobre a forma como estes conflitos estavam sendo percebidos pelos organismos provinciais e imperiais. No que se refere aos ataques dos Kaingang...

Alegorias das políticas de territorialidade : uma análise comparada da sobreposição do Parque Nacional do Monte Roraima e a terra indígena Raposa Serra do Sol em terras Ingarikó

Faleiro, Rodrigo Paranhos
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Tese
POR
Relevância na Pesquisa
36.17%
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Sociais, Centro de Pesquisa e Pós-Graduação sobre as Américas, 2015.; Os direitos dos índios brasileiros ao território tradicional, a identidade étnica e as políticas públicas específicas, consolidados ao longo do Século XX, vêm sendo ameaçados nos últimos anos. Dando continuidade aos estudos que resultaram em minha dissertação de mestrado, parcialmente incorporada nesta Tese, reconheço que esses direitos e seus questionamentos resultam dos processos históricos de conquista do território brasileiro e de afirmação das fronteiras nacionais. Para obter êxito, no âmbito da territorialização e da disciplinarização do campo, o Estado concebeu categorias de gestão territorial com fins étnicos, sociais e ambientais que, por sua vez, deveriam subsumir esses conflitos típicos das disputas territoriais no Brasil. Contudo, em razão da concepção dessas políticas ser teleológica, enquanto a realidade para qual elas foram concebidas ser dinâmica e complexa, muitas categorias têm sido meras alegorias das políticas da territorialidade, abrindo assim espaço para sobreposição, relativização, revisão e repactuação dessas políticas. Como? Para responder...

Relação da homocisteinemia com a sensibilidade à insulina e com fatores de risco cardiovascular em um grupo indígena brasileiro

Tavares,Edelweiss F.; Vieira-Filho,João P.B.; Andriolo,Adagmar; Franco,Laércio J.
Fonte: Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia Publicador: Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2002 PT
Relevância na Pesquisa
36.28%
A hiper-homocisteinemia é um fator de risco cardiovascular independente. Há controvérsias sobre uma possível relação entre a homocisteína e a resistência/sensibilidade à insulina. Para testar a relação entre a homocisteinemia e a sensibilidade à insulina, noventa índios Parkatêjê (90% da população adulta, sem miscigenação) tiveram os níveis séricos de homocisteína total (HPLC) dosados. A sensibilidade à insulina (%S) foi calculada pelo HOMA. Uma índia diabética foi excluída das análises envolvendo glicemia, insulina, pró-insulina, HbA1c e %S. Hiper-homocisteinemia e hiperinsulinemia ao jejum foram encontradas em 26,7% e 25,8% dos índios, respectivamente. O logaritmo natural (ln) da homocisteína correlacionou-se positivamente com a pressão arterial sistólica (r= 0,22) e diastólica (r= 0,21), triglicérides (r= 0,39) e ácido úrico (r= 0,40), após ajuste para idade e sexo, mas não com a insulina, pró-insulina e ln %S. O ln da homocisteína foi semelhante em todos os quartis de %S e também entre os indivíduos com e sem hiperinsulinemia de jejum. A insulina, pró-insulina e ln %S foram semelhantes entre os indivíduos com e sem hiper-homocisteinemia. Observamos correlações entre variáveis relacionadas ao risco cardiovascular...

Paracoccidioidomicose em índios brasileiros da tribo Suruí: estudo clínico-laboratorial de 2 casos

Forjaz,Marly H.H.; Fischman,Olga; Camargo,Zoilo Pires de; Vieira Filho,João Paulo Botelho; Colombo,Arnaldo Lopes
Fonte: Sociedade Brasileira de Medicina Tropical - SBMT Publicador: Sociedade Brasileira de Medicina Tropical - SBMT
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/1999 PT
Relevância na Pesquisa
46.59%
Paracoccidioidomicose é considerada a micose sistêmica endêmica mais prevalente na América Latina. Apesar da maior parte da casuística de paracoccidioidomicose ocorrer entre trabalhadores rurais, há poucos casos documentados de ocorrência dessa micose entre índios brasileiros. São apresentados 2 casos de paracoccidioidomicose em índios Suruí, família linguística Tupi-Mondé, procedentes de Cacoal, Rondônia. Ambos apresentaram sorologia positiva à imunodifusão apenas com antígenos da fase miceliana do P. brasiliensis. Os autores apresentam revisão de literatura sobre a ocorrência dessa micose entre índios brasileiros e discutem a necessidade de futuras investigações buscando caracterizar as diferenças regionais de cepas de P. brasiliensis e seu impacto no diagnóstico sorológico dessa micose.

Verificações sôbre a incidência de siclemia em índios brasileiros: I- Índios Pariukur, Galiby, Caripuna, Canella e Carnijó

Silva,E. M. da
Fonte: Instituto Oswaldo Cruz, Ministério da Saúde Publicador: Instituto Oswaldo Cruz, Ministério da Saúde
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/1948 PT
Relevância na Pesquisa
36.35%
Em 671 índios puros, de 7 tribus diferentes, não foi verificado o fenômeno de siclisação da hemátia. No agrupamento de índios Carnijó ou fulniô (Aguas Bellas), Estado de Pernambuco, em 166 indivíduos, 3 eram siclêmicos (índice de siclêmicos 1,8%).Este agrupamento é muito micigenado. Estas observações reforçam a utilidade do emprêgo do teste de siclêmia em Antropologia.

O ofício do historiador e os índios: sobre uma querela no Império

Moreira,Vânia
Fonte: Associação Nacional de História - ANPUH Publicador: Associação Nacional de História - ANPUH
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2010 PT
Relevância na Pesquisa
36.28%
O objetivo do artigo é evidenciar a importância da historiografia como ferramenta organizadora dos direitos indígenas durante a estruturação do regime imperial no Brasil, pois, dentre outros fatores, podia referendar ou não as conquistas sociais, políticas e territoriais obtidas pelos índios ao longo do período colonial. Salientam-se as divergências historiográficas entre defensores e detratores da presença deles na história nacional, a conexão dessa discussão intelectual com a política indigenista imperial e, finalmente, a emergência de uma orientação nacionalista na historiografia e na política indigenista, cuja narrativa operou um apagamento artificial da presença e da identidade indígenas na sociedade e na história imperial, ao subsumi-los, de forma exclusiva, na categoria de "brasileiros".

A representação da alteridade: estereótipos do índio brasileiro no cinema de ficção da década de 70

Berardo, Rosa
Fonte: Simone Antoniaci Tuzzo Publicador: Simone Antoniaci Tuzzo
Tipo: Artigo de Revista Científica
PT_BR
Relevância na Pesquisa
36.44%
v. 5, n. 1/2, p.63-75, jan./dez. 2002.; The objective of this article is to analyze the various ways used by the Brazilian movie directors to represent brazilians Indians in the 70s. The anaüyses carried out here use basic concepts of historic-politic data and film analyses. One of the points that is questioned in this work is how the cultural policy of that period, imposed by the government, has influenced the film makers in their representation of Indians and how stereotypes commes in images creating prejudices or positives images of brazilian Indians. The representation or the fabrication of the Other is never neutral due to the director's own fantasies, excesses, projections, ideologies and political interests.; O objetivo deste artigo é analisar as várias maneiras utilizadas pelos diretores brasileiros para representar os índios brasileiros na década de 70. As análises aqui apresentadas baseiam-se em dados histórico-políticos e análise fílmica. Um dos pontos questionados neste trabalho é como a política cultural do Estado na época influenciou os diretores em suas representações e também como os estereótipos são criados por meio das imagens, criando preconceitos ou imagens positivas dos índios. A representação ou fabricação do outro nunca é neutra...

A justiça criminal e as minorias no Brasil; o caso da Reserva Roosevelt

Gomes, Edilena Maria de Castro
Fonte: [s.n.] Publicador: [s.n.]
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2015 POR
Relevância na Pesquisa
36.28%
Dissertação apresentada à Universidade Fernando Pessoa como parte dos requisitos para obtenção do grau de Mestre em Criminologia; Este estudo aborda a questão dos índios brasileiros, os quais desde a época da colonização até a atualidade são tratados de forma desumana, face o trabalho escravo, maus tratos e discriminação generalizada a eles infligida, bem como, o massacre ocorrido na Reserva Roosevelt em abril de 2004, ocasião em que foram mortas 29 pessoas, garimpeiros de profissão. Aborda a aplicação da legislação penal ao índio que pratica uma conduta criminosa, e mais especificamente como é – ou não - responsabilizado penalmente. O trabalho visa avaliar o nível de integração do índio com a comunidade social e jurídica brasileira e a sua imputabilidade, e discute a aplicação da pena ou medida de segurança como resposta penal. Dentre das soluções possíveis para a questão penal dos índios envolvidos no massacre, podem ser considerados, basicamente três critérios diferentes: o reconhecimento da inimputabilidade; o de que as particularidades do índio devem ser levadas em conta somente como um dado para a individualização da pena; e, por fim, o de que o problema deve ser analisado dentro do campo de outros aspectos da culpabilidade. O meio de pesquisa empregado neste trabalho foi o bibliográfico e o jurisprudencial...

A invenção do indio e as narrativas orais Tupi; The invention of the indigenous subject and the Tupi oral narratives

Ivania dos Santos Neves
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 15/10/2009 PT
Relevância na Pesquisa
36.45%
Esta tese está dividida em duas partes complementares. Na primeira parte, o trabalho está voltado para as representações produzidas sobre os índios. Analiso como desde as primeiras representações ocidentais sobre os índios brasileiros, as cartas e as primeiras imagens, o sistema colonial inventou discursivamente um índio genérico, selvagem, antropófago que anda nu e que não produz conhecimento. Na segunda parte, a partir de um trabalho de campo que envolveu cinco grupos Tupi: Tembé, Suruí-Aikewára, Asuriní do Xingu, Mbyá-Guarani de Porto Alegre e de São Miguel das Missões, tomo como materialidades as representações produzidas pelos povos indígenas. Analiso dois grupos de narrativas orais destas sociedades e mostro que entre elas se desenha uma memória discursiva Tupi, marcada por regularidades e dispersões. A análise das narrativas propostas aqui faz uma abordagem discursiva das línguas indígenas. A fundamentação teórica desta tese se fundamenta nos princípios da análise do discurso, mas, por sua natureza interdisciplinar, transita pelos estudos de antropologia, de história cultural e da teoria literária; The invention of the indigenous subject and the Tupi oral narratives. This thesis is divided in two complementary parts. In the first...

A questão indígena no livro escolar no Estado Novo (1937-1945)

Nascimento, Alessandra Felisberto do
Fonte: Universidade do Extremo Sul Catarinense Publicador: Universidade do Extremo Sul Catarinense
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso - TCC
PT_BR
Relevância na Pesquisa
36.28%
Trabalho de Conclusão de Curso, apresentado para obtenção do grau de graduação no curso de Pedagogia da Universidade do Extremo Sul Catarinense, UNESC.; Este trabalho teve como objetivo central compreender qual o lugar dos povos indígenas, nos livros didáticos, no processo de constituição do sentimento de nação, tão fortemente perseguido pelo Governo Vargas, principalmente no Estado Novo (1937-1945). Neste período o Brasil vive momentos de transformações, tanto do ponto de vista político, econômico, social quanto educacional. Para realizar esta pesquisa tomei o livro “História do Brasil”, de Basílio de Magalhães publicado no ano de 1942, pela Livraria Francisco Alves, como objeto de estudo. O autor, como outros da época, se referia aos índios como “selvagens”, no entanto, ao descrever a cultura indígena o autor conseguiu trazer elementos inovadores, pois há um detalhamento riquíssimo que procura mostrar a diversidade da cultura indígena. Mas, este detalhamento, em alguns momentos está associado a generalizações e homogeneização dos povos indígenas. Ao final da análise posso afirmar que o sentimento de nação foi fortalecido no momento em que o autor se preocupou em apresentar várias informações sobre os índios brasileiros...

Índios brasileiros

Tempo Editorial
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Formato: 413x277
Relevância na Pesquisa
46.53%

Índios brasileiros

Tempo Editorial
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Formato: 277x413
Relevância na Pesquisa
46.53%

The State of Grão-Pará and Maranhão in pombal's new political order: the Grão-Pará and Maranhão General Company and the Indians Directory (1755-1757); O Estado do Grão-Pará e Maranhão na nova ordem política pombalina: a Companhia Geral do Grão-Pará e Maranhão e o Diretório dos Índios (1755-1757)

Raymundo, Letícia de Oliveira
Fonte: Universidade de São Paulo. Instituto de Estudos Brasileiros Publicador: Universidade de São Paulo. Instituto de Estudos Brasileiros
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/05/2006 POR
Relevância na Pesquisa
36.28%
Ao longo da pesquisa aqui apresentada buscou-se investigar as articulações entre a criação da Companhia Geral do Grão-Pará e Maranhão e a política indigenista dirigida à região Norte da América portuguesa na década de 1750, em especial o Diretório dos Índios. Verificou-se que tais diretrizes estiveram profundamente relacionadas, atuando conjuntamente no projeto colonial de secularização política e econômica das missões religiosas, apropriação da mão-de-obra indígena e reversão da dinâmica econômica pré-existente no Grão-Pará e Maranhão em benefício dos comerciantes portugueses, a fim de torná-lo uma peça importante do sistema mercantil do Atlântico Sul.; The present research focuses on the relations between the creation of the General Company of Grão-Pará and Maranhão and the indigenist politics regarding the north part of Portuguese America in the decade of 1750, specially the "Diretório dos Índios" (Directory of the Indians). It was verified that those guidelines were deeply related to each other, acting together on the colonial project of political and economical secularization of religious missions, the appropriation of the indigenous labor force and reversion of the preexisting economic dynamics in Grão-Pará and Maranhão in benefit of the Portuguese traders...

Speculations on the possibilities of indigenous origins of capoeira and on the contributions of this cultural matrix on the development of the game-fight; Especulações acerca das possíveis origens indígenas da capoeira e sobre as contribuições desta matriz cultural no desenvolvimento do jogo-luta

LUSSAC, Ricardo Martins Porto
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola de Educação Física e Esporte Publicador: Universidade de São Paulo. Escola de Educação Física e Esporte
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 01/06/2015 POR
Relevância na Pesquisa
36.28%
The origin of Capoeira has been investigated and discussed until today. Several researchers in different fields and even capoeiristas themselves disagree about its genesis. These dichotomies persist in clashes in the field of Capoeira. In this article the assumptions about the indigenous Capoeira, and the possible contributions of Brazilian Indians in the development of game-fight.were analyzed, interpreted and discussed. Literature and documents were used as methodological procedure and a qualitative analysis of the sources that were interpreted and discussed throughout the narrative of this work was done. It was found that there was the possibility of interaction between blacks and Indians in cultural exchanges that would allow influences in the development of Capoeira. However, it was concluded that it is not possible to say that there are Brazilian indigenous contributions to the origins of Capoeira. Thus, we can say that the only and important Brazilian indigenous contribution is the nominal origin of the practice, for having the word capoeira tupy source. It is recommended that future studies are accomplished using the notes made in this article and analyzing primary sources that were not possible to be included in this paper.; A origem da Capoeira tem sido investigada e discutida até os dias atuais. Vários pesquisadores de diversos campos e...

Prevalência de anticorpos contra os papovavirus BK e JC em populações isoladas; Prevalence of antibodies to the BK and JC papovaviruses in isolated populations

Candeias, J. A. N.; Baruzzi, R. G.; Pripas, S.; lunes, M.
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/12/1977 ENG
Relevância na Pesquisa
46.59%
Foram estudados 173 soros de índios brasileiros, sendo 39 da área Diauarum, 68 do Alto Xingú e 66 índios Kren-Akorore. A pesquisa de anticorpos inibidores da hemaglutinação para os papovavirus BK e JC mostrou uma percentagem global de positividade (;>;; 40) para os virus BK de 5,2% e para o virus JC de 1,7%. A distribuição dos soros positivos segundo sua origem foi a seguinte: dos 39 índios Diauarum somente um apresentou titulo significante para o virus BK e nenhum deles foi positivo para o virus JC; dos 68 índios do Alto Xingú, 4 apresentaram título significante para o virus BK e 3 para o virus JC, sendo estes últimos diferentes dos indivíduos positivos para o virus BK; dos 66 índios Kren-Akorore, 4 mostraram possuir título significante para o virus BK, sem positividade para o virus JC. O número reduzido de soros não permitiu estabelecer o momento da ser o conservação, em termos de idade, como não permitiu relacionar as taxas de positividade com o maior ou menor "contato" com a população branca.; A total of 173 sera from isolated Brazilian Indian populations, 39 from the Diauarun area, and 68 from the Alto Xingú area, respectively in the North and the South of the Xingú National Park and 66 Kren-Akorore Indians...

ÍNDIOS KADIWÉU: RIVALIDADE E COMPETITIVIDADE, DIFERENTES SENTIDOS ENTRE DUAS MEMÓRIAS

Vinha, Marina
Fonte: Conexões Publicador: Conexões
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares Formato: application/pdf
Publicado em 23/09/2008 POR
Relevância na Pesquisa
56.51%
Pesquisas de campo realizadas na Aldeia Bodoquena, no Mato Grosso do Sul, indicam que significados diferentes permeiam os sentidos de “competitividade” e “rivalidade” entre os índios Kadiwéu. Na prática dos jogos ancestrais havia a rivalidade e a “luta” teria a função de controlar as emoções. No esporte (futebol), atividade recente no Brasil - na segunda metade XIX - e praticado entre os Kadiwéu nos últimos 17 anos, há a competitividade e, esta não equilibra internamente as tensões do grupo. Ambos, esporte e jogo tradicional, caracterizam diferentes formas de inter-relacionamento e de sociabilidade, que levam o grupo a se significar entre duas memórias. A aplicação do método da “Análise de Discurso”, na vertente francesa, segundo Orlandi (1996), faz uso da linguagem enquanto fato e dos sentidos produzidos nela. Nas considerações finais ficam perguntas sobre o impacto do esporte no contexto sociocultural do grupo. Palavras Chave: Indios brasileiros; Esporte; Jogos tradicionais.