Página 1 dos resultados de 51 itens digitais encontrados em 0.001 segundos

O Serviço de Proteção aos Índios e o estabelecimento de uma política indigenista republicana junto aos índios da reserva de Dourados e Panambizinho na área da educação escolar (1929 a 1968)

Girotto, Renata Lourenço
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 250 f. il. + anexo
POR
Relevância na Pesquisa
47.22%
Pós-graduação em História - FCLAS; Este trabalho trata da política indigenista do Estado Republicano ao sul de Mato Grosso, tendo como objeto específico o processo de educação escolar na Reserva de Dourados e Aldeia Panambizinho, no período de 1929 a 1968. Os referenciais teórico-metodológicos adotados baseiam-se, primordialmente, na História Cultural, na História Social, na Antropologia e na Etnografia, com a contribuição das fontes da História Oral. Intenta-se a construção de uma História que, ao mesmo tempo em que evidencia a violência cometida contra os povos indígenas, os reconhece como agentes sociais. Ao longo do trabalho, analisamos as concepções da política indigenista oficial em suas contradições e ambigüidades, passando do plano discursivo ao prático. Buscamos reconstituir o processo de criação da Reserva Indígena de Dourados e da Terra Indígena do Panambizinho, fazendo uma breve contextualização dos condicionamentos históricos recentes da migração dos Terena e dos Guarani até a região, perpassando pela caracterização de sua conformação étnico-cultural, em seus aspectos mais relevantes. Com base em documentos escritos e orais, demonstramos o entrelaçamento do Serviço de Proteção ao Índio com a Missão Evangélica Caiuá...

Valorização dos saberes astronômicos de uma aldeia indígena Terena no Estado de São Paulo

Ortiz, Marisa Serrano
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 101 f. : il.
POR
Relevância na Pesquisa
46.86%
Pós-graduação em Educação para a Ciência - FC; Currently, with the process of acculturation and the increasing urbanization of the indigenous population in the country, as there is a number of this population living outside the villages or in villages very close to urban centers, there is evidence of a legitimate concern for the preservation of the cultural identity of these people. Thus, the Education for Science appears as one of the most important aspects to intervene in this process. In this scenario this research ais at a re-approachment of Terena indigenous community to the Knowledge of astronomy. The perspective is to promote and enhance the knowledge and view of the sky using a researcher as a mediator who recorded the experience by developing an instructional notebook with the participation of the community. With the purpose of unlocking the curiosity and grasp concepts relating them to the universe of expecatations and use in everyday life, we constructed a timer from the sun, and also we developed diversified activities of skywatching. A qualitative methodology was guided by theoretical substantion of authors from the fields of Education, Culture and Indigenous Astronomy. Based on this study it is expected that the teaching of indigenous astronomy has the role to contribute to the reflection and subsequence applications of situations of teaching/learning that can reaffirm ethnic identities...

Sinalizando com os terena: um estudo do uso da LIBRAS e de sinais nativos por indígenas surdos

Sumaio, Priscilla Alyne
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 123 f. : tots.
POR
Relevância na Pesquisa
47.16%
Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP); Pós-graduação em Linguística e Língua Portuguesa - FCLAR; O povo terena habita os estados de Mato-Grosso do Sul e São Paulo. Essa etnia conta com 28.845 pessoas (dados do IBGE, 2010), que estão divididas em 17 terras. Constataram-se terena surdos primeiramente na Comunidade Indígena de Cachoeirinha, de 9.507 habitantes e, em segunda viagem a campo, também em aldeias vizinhas, próximas ao município de Miranda-MS. A língua oral terena é amplamente falada, e também foi observado o uso de sinais pelos surdos terena, o que deu origem a esta pesquisa. O projeto envolveu o estudo da(s) língua(s) utilizadas por surdos terena de diferentes faixas etárias, sendo a maioria jovens. É notável que parte dessas pessoas não conheça a língua brasileira de sinais (LIBRAS). Alguns nunca frequentaram a escola ou tiveram contato com surdos usuários de LIBRAS. De maneira geral, os familiares dos surdos são ouvintes e falantes de português e terena, e os mais próximos conhecem os sinais terena. Alguns jovens estudam na cidade e estão avançando no uso e conhecimento da LIBRAS, porém estes mesmos jovens utilizam outros sinais na aldeia, com seus familiares ouvintes...

Kohixoti-kipáe, a dança da ema : memória, resistência e cotidiano Terena

Jesus, Naine Terena de
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
PT_BR
Relevância na Pesquisa
57.01%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Artes, Programa de Pós-Graduação em Arte, 2007.; A presente dissertação tem o intuito de revelar aspectos do cotidiano, memória e resistência do povo Terena residente da Aldeia Indígena Limão Verde em Mato Grosso do Sul. Utilizando a dança do Kohixoti-Kipaé (dança da ema) ou dança do Bate-pau como ponto de partida, buscamos observar esses aspectos através de um registro audiovisual no campo das artes. Para alcançar tal objetivo realizamos, num primeiro momento, o mapeamento de informações referentes ao povo Terena, através de outras pesquisas e informações baseadas em história oral, tendo como fonte principal a entrevista realizada com Isaac Dias, sobrinho-neto de Pascoal Dias, principal fonte inspiradora dessa pesquisa. Num segundo momento, utilizamos da memória pessoal e de anotações de campo, que denominamos diários visuais, para promover o intercâmbio entre arte e antropologia, resultando na produção final dessa dissertação de mestrado. _______________________________________________________________________________ ABSTRACT; This dissertation has the purpose to discover aspects of the everyday, memory e resistance of the nation Terena...

Os troncos, suas raízes e sementes : dinâmicas familiares, fluxos de pessoas e história em aldeias Terena

Almeida, Carolina Perini de
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
46.86%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social, 2013.; A noção de “tronco” entre os Terena traz consigo uma série de possibilidades. Diante do espaço deste trabalho, escolhi refletir sobre elas. Fruto de uma pesquisa etnográfica intermitente iniciada em 2009 com interlocutores das aldeias da Terra Indígena Cachoeirinha (Miranda-MS) e da aldeia urbana Marçal de Souza (Campo Grande-MS), a dissertação retrata o que aprendi com eles. A revelação da categoria Xuve Ko’Ovokuti (“tronco da casa/família”), e seus desdobramentos, foi explorada no sentido de vislumbrar a interconexão entre família, história e fluxos de pessoas. Assim, relações sociais, memória e movimento são expostos aqui como processos compreendidos pelo idioma da terra. A fim de privilegiar o caminho do aprendizado, tal argumento foi estruturado em três partes, são elas, respectivamente: a etnobiografia de Seu Calixto Francelino; a história e as relações presentes nos “tempos dos antigos” e no “hoje em dia”; os troncos, raízes e sementes a partir das sociabilidades observadas na aldeia. Acredito que a reflexão sobre os Xuve da maneira proposta pode interessar aos estudiosos desse povo indígena...

Políticas para Fronteira, História e Identidade: a luta simbólica nos processos de demarcação de terras indígenas Terena

Ferreira,Andrey Cordeiro
Fonte: Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social - PPGAS-Museu Nacional, da Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ Publicador: Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social - PPGAS-Museu Nacional, da Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2009 PT
Relevância na Pesquisa
57.17%
Este artigo analisa a problemática da fronteira a partir do estudo da situação dos índios Terena no Mato Grosso do Sul, localizados em aldeias de uma região de fronteira internacional. Pretendemos apresentar algumas reflexões teóricas sobre essas lutas simbólicas e também o processo de desenvolvimento da fronteira e seus efeitos sobre as sociedades indígenas. Pretendemos realizar dois movimentos analíticos: 1. a análise da luta simbólica que perpassa os processos judiciais desencadeados por conflitos territoriais entre os índios Terena e os produtores rurais, mostrando como a ideia de fronteira é ativada na construção de mecanismos políticos de exclusão e (des)legitimação de grupos étnicos; 2. a análise das políticas de Estado para a fronteira, as dinâmicas territoriais e sua confrontação com as políticas simbólicas indígenas nas diferentes situações locais na fronteira, que igualmente integram a luta simbólica por identidades reconhecidas como legítimas e territórios.

A história da educação escolar para o terena: origem e desenvolvimento do ensino médio na Aldeia Limão Verde

Cardoso, Wanderley Dias
Fonte: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre Publicador: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre
Tipo: Tese de Doutorado
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
37.41%
Este trabalho procura analisar do ponto de vista histórico a Escola Indígena de Ensino Médio na comunidade Terena da aldeia Limão Verde, localizada no município de Aquidauana/MS, buscando compreender sua atuação frente à necessidade de formação escolar a uma população etnicamente diferenciada. Ele parte da análise de textos etnográficos que narram comportamento e ações dos Terena, bem como as políticas implantadas nessa comunidade, sobretudo, no campo da educação escolar, apoiado na Pesquisa de Campo, observação etnográfica e análise de documentos oficiais. Mostra a trajetória Terena, como um povo que, onde valha a idéia de ter havido mudanças culturais ao longo de sua história, na assimilação dos valores que estão em torno deste, têm conseguido manter o ethos que o identifica como Terena. Aponta o desafio de construir a educação escolar indígena Terena, apoiado na trajetória desse Povo, na luta pela recuperação e defesa do território tradicional, suas relações atuais com o entorno, destacando o projeto de futuro da juventude.; This paper work has sought to analyze, at the historical standpoint, the High School´s education system of the Terena community of Limão Verde village, located in Aquidauana city of Mato Grosso do Sul Brazilian State...

Enfermidades infecciosas em comunidade indígena Terena de Mato Grosso do Sul; Infectious dieases in Terena community in the state of Mato Grosso do Sul

AGUIAR, José Ivan Albuquerque
Fonte: Universidade Federal de Goiás; BR; UFG; Doutorado em Medicina Tropical; Ciências da Saúde Publicador: Universidade Federal de Goiás; BR; UFG; Doutorado em Medicina Tropical; Ciências da Saúde
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
47.06%
The health conditions of Brazilian indigenous population are few recognized with limited information available. A survey was carried out among indians Terena, people that inhabit on the municipalities of Sidrolândia and Dois Irmãos do Buriti, Estado de Mato Grosso do Sul, Brazil. Was studied the prevalence of infection by intestinal parasites, infection markers for viral Hepatitis A, B and C, and for antibody against the viral diseases; Poliomyelitis 1, 2 and 3, Measles, Yellow Fever and Hepatitis B. The results were stratified by age and revealed that the parasitic infection affects 73.5% of the population studied, with high prevalence of the Blastocystis hominis. In the population above 10 years, more than 90% showed reactivity to the anti-HAV, absence of infection markers for Hepatitis B and C, respectively HBsAg and anti-HCV, and a rate of 16.7% (95% CI 12.6-21.3) for the anti-HBs. The prevalence of neutralizing antibodies against the measles virus and yellow fever virus was 96.7% (95% CI 93.9-98.3) and 91.4% (95% CI 88.0-94.7) respectively. The polio results showed that 62.2% (95% CI 56.5-67.6) 71.7% (95% CI 66.2-76.6) and 63.5% (95% CI 56.5-69.6) had antibodies against the types 1, 2 and 3, respectively, showing vulnerability to B Hepatitis...

Prevalência de anemia por deficiência de ferro em crianças indígenas Teréna

Pereira, Alini de Oliveira
Fonte: Universidade Federal de Mato Grosso do Sul Publicador: Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
37.01%
Este estudo avaliou a prevalência de anemia em crianças indígenas Teréna de zero a cinquenta nove meses de idade, residentes em três aldeias da Terra Indígena Buriti, Mato Grosso do Sul, Brasil. Os Teréna são identificados como integrantes do tronco linguístico Aruak, com uma longa história de contato com a sociedade envolvente. A anemia por deficiência de ferro é hoje um dos mais graves problemas nutricionais mundiais no que tange a prevalência, motivada em alguns casos, pela ingestão deficiente de alimentos ricos em ferro ou pela inadequada utilização orgânica. Foram estudadas 49 crianças, representando 61,3% de crianças menores de cinco anos residentes nestas comunidades. Os dados relativos às condições socioeconômicas e ambientais foram obtidos através de entrevista semiestruturada com os pais e responsáveis. Foi realizada coleta de sangue venoso, no colo dos pais, pelo método a vácuo, sendo obtida mediante agendamento prévio com as crianças em jejum de doze horas. Considerou-se como valor de referência para o ferro plasmático: 50 a 60 μg/dl e anemia, resultados de hemoglobina sanguínea com valor inferior a 11 g/dL. A análise segundo os aspectos socioeconômicos e ambientais indicaram renda per capita familiar mensal média abaixo da linha de pobreza e precárias condições de saneamento básico. A prevalência global de anemia observada foi de 30...

Perfil dos componentes minerais e protéicos no sangue da população indígena Teréna em Mato Grosso do Sul

Filiú, Wander Fernando de Oliveira
Fonte: Universidade Federal de Mato Grosso do Sul Publicador: Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
47.24%
O presente estudo trata da determinação de marcadores bioquímicos no sangue dos índios Teréna, que habitam as aldeias localizadas nos municípios de Sidrolândia e Dois Irmãos do Buriti. As dosagens foram realizadas para o magnésio, cálcio, ferro, cobre, zinco, proteínas totais e albumina, além da dosagem do teor de glicose. Foram analisadas amostras sanguíneas de 286 participantes voluntários, maiores de 20 anos, entre os quais 126 eram do sexo masculino e 160 do sexo feminino. Em cada caso, foi informado todo o procedimento, para a obtenção do consentimento livre e esclarecido. As amostras de sangue foram colhidas após 12 horas de jejum. Os indivíduos com doenças agudas e crônicas, usando medicamentos ou suplementos alimentares, bem como mulheres grávidas foram excluídas do estudo. Amostras de sangue Hemolisadas e/ou amostras de sangue lipêmicas foram descartadas. Finalmente, amostras de sangue de 286 pessoas foram analisadas. Os dados analíticos de cálcio, ferro, cobre, proteínas totais, albumina e glicose mostraram claramente que a maioria dos índios Teréna podem ser considerados como um grupo sem doenças crônicas grave, para os resultados correspondentes aos valores de referência conhecidos para a população em geral. Quanto ao teor de magnésio...

Estudo das enzimas hepáticas na população terena em Mato Grosso do Sul – Brasil

Agüena, Sandra Maura
Fonte: Universidade Federal de Mato Grosso do Sul Publicador: Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
47.06%
O objetivo deste trabalho foi quantificar as enzimas hepáticas, aspartato aminotransferase (AST), alanina aminotransferase (ALT), fosfatase alcalina (FAL) e gama glutamil transferase (GGT) na população Teréna em Mato Grosso do Sul. Foram avaliados 246 indivíduos com idade igual ou superior a 20 anos da aldeia Tereré, localizada em Sidrolândia, e da aldeia Lagoinha, localizada entre os municípios de Dois Irmãos do Buriti e Sidrolândia, sendo 119 indivíduos do sexo masculino e 127 do sexo feminino. As enzimas foram determinadas por método cinético utilizando equipamento automatizado. A população Teréna estudada apresentou de modo geral, atividade normal das enzimas hepáticas, uma vez que 204 indivíduos (82,9%) apresentaram valores séricos de AST normais, 212 (86,2%) valores normais de ALT e FAL e 174 (70,7%) valores normais de GGT. Valores altos de AST foram encontrados em 42 (17,1%) índios Teréna, de ALT e FAL em 34 (13,8%) e de GGT em 72 (29,3%). Estes dados indicam que na maior parte desta população, a função hepática encontra-se dentro dos limites fisiológicos.

Escrit(ur)a de si e alteridade do professor Terena no espaço papel-tela

Gargioni, Ana Alice dos Passos
Fonte: Universidade Federal de Mato Grosso do Sul Publicador: Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
37.13%
Esta pesquisa tem por objetivo problematizar como a produção das identidades de professores indígenas Terena com formação em nível superior, da região de Miranda, em Mato Grosso do Sul, se manifesta no processo de escrita de si, confrontando-se com a constituição identitária do outro branco. Buscamos examinar o processo identitário instaurado a partir de questionários respondidos por professores da etnia Terena e textos retirados do blog Terena Digital (http://terenadigital.blogspot.com.br), sustentado também por professores Terena com ensino superior, de modo a identificar as múltiplas vozes, as formações discursivas, as marcas de subjetividade que compõem a memória discursiva e identificar os efeitos de sentido produzidos do/no dizer dos sujeitos. Os recortes/enunciados foram organizados obedecendo ao critério numérico de categorização dos sujeitos (S1, S2, S3, S4, S5 e S6) e foram problematizados com fulcro no método arqueogenealógico de Foucault (2007b), por acreditarmos na onipresença do poder, no discurso como local de manifestação das relações de poder-saber, assim como pelas demais teorias de perspectiva discursiva, culturalista e psicanalítica de análise, segundo Pêcheux (1988), Foucault (2007a)...

Com a palavra, o índio: uma introdução ao estudo das representações no mundo Terena

Marchewicz, Rosa Maria Santana
Fonte: Universidade Federal de Mato Grosso do Sul Publicador: Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
47.48%
O objetivo desta pesquisa foi evidenciar, por meio da análise de práticas discursivas, a relação entre a produção de discursos narrativos e as representações elaboradas acerca dos processos de aculturação e de (des)identificação do povo Terena, destacando mudanças e valores nos planos religioso, social, lingüístico e de afirmação étnica. O córpus é constituído por dezoito relatos orais e duas versões do mito de origem, em que buscamos a natureza das representações. Foram entrevistados dezoito índios Terena, de ambos os sexos e diferentes faixas etárias, das Aldeias Bananal, Ipegue, Imburussú, Lagoinha e Água Branca, situadas no município de Aquidauana-MS. Com base no princípio segundo o qual a análise lingüística pode ser um método para estudar a mudança social (FAIRCLOUGH, 2001), as análises focalizam as estruturas ou construções lingüísticas e a força dos enunciados (promessas, ordens, ameaças), procurando chegar à relação entre as práticas discursivas e as práticas sociais, bem como à identificação das transformações nas relações de poder representadas nas entrevistas. Organiza-se esta exposição em dois capítulos: no primeiro - "Conhecendo o povo Terena" -, encontra-se uma breve história da etnia...

Cultura e memória entre os índios Terena: conflitos, transformações e preservação ; Terena indians' culture and memory: conflicts, transformations and preservation

Souza, Solange Bertozi de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 12/12/2002 PT
Relevância na Pesquisa
57.28%
Estuda a influência da memória social na preservação da identidade indígena. Também observa se a cultura e a tradição indígena estão sendo repassadas pelos índios idosos urbanos para seus descendentes; analisa como os índios idosos percebem que seus descendentes as recebem; observa se tem ocorrido a descaracterização cultural na população urbana e de que modo isso se expressa na percepção dos sujeitos; identifica se há (e como) formas de resistência cultural; avalia a barbárie no confronto desigual de culturas e os silêncios para a construção de uma sociedade realmente democrática. Os sujeitos são oito índios idosos residentes em um bairro localizado no perímetro urbano de Campo Grande-MS. A pesquisa se caracteriza como qualitativa e as técnicas de coleta de dados são: observações e entrevistas gravadas, ambas subordinadas a roteiros. A observação proporciona a análise dos hábitos, do local de residência, das roupas e de como estas práticas confirmam (ou não) os discursos nas entrevistas. Os dados obtidos na pesquisa concluem: a memória social influencia na preservação da identidade indígena; a cultura e a tradição indígena estão sendo transmitidas pelos idosos, já residentes nas cidades. Sugere ainda...

Atividade diaria e (in)atividade fisica na sociedade indigena Terena : Aldeias Buriti e Corrego do Meio; Daily activity : physical activity and inactivity in the indigenous Terena society

Aluisio Fernandes de Souza
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 25/02/2008 PT
Relevância na Pesquisa
47.14%
Pertencentes ao grupo étnico Guaná e à família lingüística Aruák, os Terena foram um dos subgrupos que migraram no século 19 para as terras que atualmente correspondem ao Estado do Mato Grosso do Sul. Tiveram bom relacionamento com a sociedade urbana local até a Guerra do Paraguai, que desencadeou conflitos por terras, criando uma situação de espoliação territorial que não apenas extraiu da etnia o espaço necessário para reproduzir seus hábitos, como também os colocou mais próximos de áreas urbanas. Em recente diagnóstico da Fundação Nacional de Saúde - FUNASA (2003) observouse aumento dos casos de Diabetes Mellitus e pressão alta entre os indígenas da região, mais intensamente entre os Terena. Em 2004, outro estudo denominado Avaliação Antropométrica entre os Terena da Aldeia Limão Verde no Município de Aquidauana (n=161), diagnosticou sobrepeso e obesidade em 60% dos pesquisados. Sabe-se que indivíduos inativos fisicamente têm maior propensão ao desenvolvimento de agravos à saúde, advindo daí o interesse, problematizado pela questão: Qual o nível de Atividade Física (AF) presente entre os Terena do Estado do Mato Grosso do Sul? Assim, foi desenvolvido o levantamento do percurso histórico da AF na etnia Terena...

Koenukunoe emo'u : a lingua dos indios Kinikinau; Koenukunoe emo'u : the language of the Kinikinau indians

Ilda de Souza
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 26/02/2008 PT
Relevância na Pesquisa
37.45%
O objetivo deste trabalho é apresentar uma descrição da língua kinikinau, pertencente à família Aruak, falada por um reduzido número de índios da mesma denominação. Nesta descrição, apresento um capítulo com dados históricos e etnográficos sobre esse pequeno grupo indígena, pelo fato de ser pouco conhecido e de estarem povo e língua em vias de extinção. Apresento aspectos da fonologia, da morfologia de nomes e verbos, bem como da estrutura sintática. Os Kinikinau vivem na aldeia São João, região da Serra da Bodoquena, próximo à cidade de Bonito, MS, região Centro Oeste do Brasil. A terra pertence aos índios Kadiwéu, com quem os Kinikinau se relacionam em situação de vassalagem desde os mais remotos documentos históricos, quando viviam no Chaco paraguaio. Devido ao contato prolongado, havia hipótese sobre a língua, que possivelmente teria sido substituída pela língua do dominador. Outra hipótese é que a língua, em contato com as línguas kadiwéu, terena e portuguesa, teria crioulizado. E, ainda, uma terceira hipótese, que a língua falada pelos Kinikinau seria a língua terena. Esta língua não foi anteriormente descrita, porque foi dada como uma língua extinta desde o Handbook of South American Indians (1946). O resultado desta pesquisa refuta as três hipóteses e vem afirmar que existe uma língua kinikinau...

Historia, espaços, ações e simbolos das associações indigenas Terena; History, spaces, actions and symbols of the Terena indigenours

Graziella Reis de Sant'Ana
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 28/01/2010 PT
Relevância na Pesquisa
47.09%
Esta tese versa sobre a etnopolítica Terena no campo das suas inúmeras associações, criadas nas últimas duas décadas e nos mais diversos "espaços" - territoriais, simbólicos, entre outros. O associativismo étnico é um fenômeno bastante recente na história das mobilizações e inserções políticas indígenas, tendo despontado em meio aos processos de luta pela redemocratização do país e, especificamente, no campo do embate/aliança com o poder tutelar e a busca por cidadania. As associações indígenas, hoje, são importantes executoras ou co-gestoras de políticas antes geridas pelo Estado e realizam essas atividades através do gerenciamento de recursos sob a forma de projetos (convênios, financiamentos, acordos), desenvolvidos nas mais diversas áreas (cultura, educação, gestão ambiental) e em meio, também, a toda uma estrutura burocrática. Falar das associações Terena, dentro desse conjunto, é falar também das incorporações e ressignificações nativas a partir das especificidades dadas pela cultura, história, morfologia social, territorialidade e relações com o Estado, especificamente, será problematizar sobre as ações das associações nas Terras Indígenas e nas cidades, sobre a importância dos naati (lideranças) nas mobilizações políticas locais e nacionais...

Os terena, seus antropólogos e seus outros

Franco, Patrik Thames
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
57.28%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Sociais, Departamento de Antropologia, Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social, 2011.; Este ensaio consiste em uma revisão de natureza bibliográfica referente aos índios Terena (Poké’e) que habitam a meso-região do Pantanal Sul-Mato-Grossense. Tomando como referência as etnografias de Kalervo Oberg, Fernando Altenfelder Silva e Roberto Cardoso de Oliveira, procuro acompanhar a preferência dos Terena pela incorporação de predicados provenientes do exterior a fim de argumentar em favor da existência de um eixo indígena de transformação, este por sua vez ligado a um modo particular de apreciação da alteridade. Argumento, ainda, que a referência a um estilo de vida integrado ao mundo dos brancos não aparece na literatura como resíduo etnográfico por se prestar à própria província do mundo vivido indígena. ______________________________________________________________________________ ABSTRACT; This thesis consists of a review of bibliographic nature regarding the Terena Indians (Poké'e), who inhabit the mid-section of the Pantanal region in the state of Mato Grosso do Sul. Taking as reference the ethnographies of Kalervo Oberg...

Re-significação da identidade cultural dos Terêna de Ekeruá: uma abordagem da produção cultural subalterna; Re-significação da identidade cultural dos Terêna de Ekeruá: uma abordagem da produção cultural subalterna; Re-significação da identidade cultural dos Terêna de Ekeruá: uma abordagem da produção cultural subalterna

Losnak, Sérgio Ricardo
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola de Comunicações e Artes Publicador: Universidade de São Paulo. Escola de Comunicações e Artes
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigos; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 31/07/2010 POR
Relevância na Pesquisa
47.21%
Este artigo traça a trajetória dos índios Terêna, desde sua origem na região do Chaco à fixação de um de seus grupos na Aldeia de Ekeruá, localizada na Reserva Indígena de Araribá, Centro Oeste Paulista. Os constantes contatos com seus parentes indígenas e com os não indígenas, durante seus deslocamentos em terras brasileiras são mostrados como processos de assimilação, aculturação, re-significação e desterritorialização dos quais foram sujeitos durante estes últimos dois séculos. É neste contexto mais difuso proporcionado pela nova ordem globalizante que se verifica ações marcantes dos indígenas de Ekeruá na reconstrução de sua identidade, na recuperação de seus saberes e fazeres tradicionais, e ao mesmo tempo a transformação de sua produção cultural em produto. Por meio da identificação da diferença e da desigualdade dos quais estes cidadãos brasileiros estão sujeitos é que a pesquisa de campo identificou resultados concretos de empoderamento proporcionados por sua produção cultural rica e diversa, pelo reconhecimento de sua própria identidade re-significada e pelas novas possibilidades de desenvolvimento sustentável do grupo.        ;  El objetivo de este trabajo ha sido identificar la trayectoria de Indios Terena...

Re-significação da identidade cultural dos Terêna de Ekeruá: uma abordagem da produção cultural subalterna; Re-significação da identidade cultural dos Terêna de Ekeruá: uma abordagem da produção cultural subalterna

Losnak, Sérgio Ricardo
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola de Comunicações e Artes Publicador: Universidade de São Paulo. Escola de Comunicações e Artes
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Pesquisa acadêmica; Descripción Formato: application/pdf
Publicado em 07/12/2010 POR
Relevância na Pesquisa
47.18%
Este artigo traça a trajetória de índios Terêna, da Aldeia de Ekeruá, localizada na Reserva Indígena de Araribá, Centro Oeste Paulista. O contato com seus parentes e com os não indígenas são vistos como processos de assimilação, aculturação, re-significação e desterritorialização dos quais foram sujeitos durante estes últimos dois séculos. No entanto é no contexto da nova ordem globalizante que este povo dá sinais de reconstrução de sua identidade por meio da valorização de seus saberes e fazeres tradicionais, que muitas vezes são transformados em produtos. A pesquisa de campo proporcionou a identificação da diferença e da desigualdade dos quais estes cidadãos brasileiros estão sujeitos e mostrou indicativos de empoderamento proporcionados por sua produção cultural rica e diversa. DOI: 10.5841/extraprensa.v1i1E.122; El objetivo de este trabajo ha sido identificar la trayectoria de Indios Terena, en la Vivienda de Ekeruá, ubicada en la Reserva Indígena de Araribá, en la parte centro-occidental del Estado de São Paulo. Los contactos con sus parientes y no indígenas, son evidenciados como procesos de asimilación, aculturación, re-significación y desplazamiento de los cuales han sido expuestos durante los últimos dos siglos. Es en este contexto de la nueva orden globalizante...