Página 1 dos resultados de 4446 itens digitais encontrados em 0.006 segundos

Plutarco e Roma: o mundo grego no Império; Plutarch and Rome: the Greek world in the empire

Silva, Maria Aparecida de Oliveira
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 27/09/2007 PT
Relevância na Pesquisa
37.05%
Diferentemente das recorrentes assertivas sobre o comprometimento político dos intelectuais gregos no Império, a nosso ver, a partir do século II d.C., a chamada Segunda Sofística é um indicativo do movimento cultural grego iniciado no século I d.C. Embora seus integrantes apresentem intenções distintas em seus escritos, os intelectuais gregos do Império participam de estilos e temáticas narrativas semelhantes. No caso de Plutarco, e essa é a nossa tese central, demonstramos que nosso autor não compôs sua obra para exaltar ou glorificar o Império romano ou ainda a cultura grega. Sendo assim, seus escritos representam a expressão da singularidade e da utilidade da tradição cultural grega para o fortalecimento político do Império. O objetivo principal de Plutarco está, pois, em construir uma identidade grega no Império, pautada na história de seu povo e em sua tradição cultural, para exibir ao mundo romano a contribuição dos gregos para a formação do Império.; Differently from the usual assertions about the Greek intellectuals' political compromise with the Empire, in our perspective, as from the second century A.D., the so called Second Sophistic is an indicative of the Greek cultural movement started in the first century A.D. Although its members present distinct intentions of their writings...

Flávio Império: arquiteto e professor; Flávio Império: architect and teacher

Gorni, Marcelina
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 18/10/2004 PT
Relevância na Pesquisa
37.08%
Este trabalho consiste no estudo da atuação do artista e cenógrafo Flávio Império no campo da arquitetura e do ensino de arte e de arquitetura, onde sua contribuição para a historiografia da arquitetura e da arte brasileiras foi ímpar durante os anos 60, 70 e 80. Foram analisadas suas obras arquitetônicas concebidas individualmente e em parceria com os seus amigos, colegas de ensino e de profissão, Sérgio Ferro e Rodrigo Lefèvre, principalmente durante a década de 60. Foi analisado o trabalho de Império como professor, visando identificar os aspectos de sua participação específica na formação dos futuros profissionais da área de arquitetura, e as naturezas de suas práticas de ensino ligadas às suas experiências em outras áreas de atuação como no teatro. A presente dissertação abrange o estudo da obra arquitetônica de Flávio Império; a relação entre o arquiteto e os outros arquitetos que foram referências para a sua obra, com os quais muitas vezes trabalhou; o estudo de seu trabalho como professor de linguagens visuais; as relações entre a sua produção artística, cenográfica, arquitetônica e a sua atuação acadêmica. O maior objetivo desse estudo foi fazer uma análise comparativa entre a linguagem específica das produções de cenários e figurinos (para teatro)...

Duarte da Ponte Ribeiro. Território e territorialidade no Império do Brasil; Duarte da Ponte Ribeiro: territory and territoriality in the Empire of Brazil

Janke, Leandro Macedo
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 06/02/2015 PT
Relevância na Pesquisa
36.96%
Este trabalho propõe desenvolver um estudo biográfico de Duarte da Ponte Ribeiro (1795-1878), diplomata que negociou e refletiu os limites do Brasil com as repúblicas vizinhas. Além de ter sido nomeado representante do Império em inúmeras missões diplomáticas, Ponte Ribeiro também foi funcionário regular da Secretaria dos Negócios Estrangeiros e Conselheiro do Império para assuntos externos. Ao longo de sua atuação diplomática, notabilizou-se por defender que o Império do Brasil incorporasse uma territorialidade estatal pautada na definição e fixação das fronteiras nacionais, afastando-se de uma concepção clássica de Império. As reflexões de Ponte Ribeiro, expostas em sua extensa produção discursiva, são de grande relevância ao destacarem que o território, sua integridade e a definição de seus limites foram temas constantemente debatidos entre os dirigentes imperiais, evidenciando que a construção e consolidação do Estado imperial brasileiro está associada a um processo de territorialização estatal. A trajetória de Duarte da Ponte Ribeiro permite compreender de que maneira um determinado grupo os dirigentes imperiais -, em um contexto específico, concebia o território e que ideologias geográficas permeavam suas ações políticas.; The purpose of this work is to develop a biographical study on the life of Duarte da Ponte Ribeiro (1795-1878)...

O Brasil, o Império Otomano e a Sociedade Internacional: contrastes e conexões (1850-1919)

Goldfeld, Monique Sochaczewski
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Tese de Doutorado
PT_BR
Relevância na Pesquisa
36.96%
Este estudo tem como objetivo analisar a forma como o Brasil e o buscaram se inserir na sociedade internacional europeia – nos moldes Inglesa de Relações Internacionais a define - no período que vai da a assinatura da Lei Eusébio de Queiroz do lado brasileiro e do tratado de Império Otomano, até a criação da Liga das Nações, em 1919. Estes são como “impérios periféricos” ao centro europeu, integrando o grupo que não eram nem colônias, nem potências no período em tela. Assim, contrastar os esforços feitos por Brasil e Império Otomano em utilizar o internacional e a diplomacia – formal e não-formal –, e as formas de transformações que empreenderam em suas capitais visando serem “civilizados”. Por outro lado, chama-se atenção para as conexões que se entre Brasil e Império Otomano justamente em função dessa maior Europa. Estas conexões são analisadas então em duas fases. Uma tentativas formais de relações diplomáticas, chamada de “relações envolveu inclusive viagens de D. Pedro II a domínios otomanos. A vinda de súditos otomanos – gregos, armênios, judeus e árabes – para o Brasil e de novas relações diplomáticas travadas.; This study aims to analyze how Brazil and the Ottoman Empire sought to insert themselves into the European international society – along the lines as the English School of International Relations defines so – in the period of the 1850’s...

O império inca e a economia da América pré-colombiana

Fernandes, Roberto Limia
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
36.96%
O presente trabalho tem como objetivo mostrar parte da trajetória da Civilização Inca como história de importância econômica. O trato das questões culturais e econômicas do Império Inca antes da chegada dos espanhóis é foco central do trabalho. Além disso, traçamos um perfil da Coroa Espanhola, conquistadores do Império Inca, para realizar um paralelo civilizatório com o Império Inca para obter uma visão mais ampla das realidades em questão enquanto entes econômicos, dando ênfase as estruturas agrárias e as políticas mercantilista e expansionista, pois estas tem importância capital em termos de comparabilidade com a civilização andina para este trabalho. Realizamos a confrontação cultural, sócio-política e econômica das duas civilizações naquilo que achamos, poderia interessar ao esclarecimento e entendimento sobre a importância desta Civilização como expoente no cenário da América Latina. A seu tempo, os Incas foram a maior expressão civilizatória na América do Sul e, quando conquistados, seu legado foi utilizado para legitimar as ações dos conquistadores. Este reconhecimento pelos espanhóis, ainda que de conveniência, revela o valor das estruturas sociais e das relações econômicas no Império Inca.; This paper aims to show part of the trajectory of the Inca Civilization and his economic importance in history. The tract of cultural and economic issues of the Inca Empire before the arrival of the Spaniards is the central focus. We also outline a profile of the Spanish Crown...

O intervencionismo do Império brasileiro no Rio da Prata : da ação contra Rosas e Oribe à Tríplice Aliança

Barrio, Cesar de Oliveira Lima
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Tese
POR
Relevância na Pesquisa
36.96%
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Humanas, Departamento de História, Programa de Pós-Graduação em História, 2011.; A política externa brasileira tem sido historicamente marcada pela preeminência de uma orientação eminentemente grociana fundada no Direito, na cooperação e na solução pacífica de controvérsias. A exceção a essa regra foi o período do intervencionismo do Império do Brasil no Rio da Prata, em que prevaleceram diretrizes realistas baseadas na “política de Poder”, a tal ponto que o hard power deixou de lado o soft power e as noções de Poder definitivamente suplantaram as considerações de Direito. A presente tese propõe uma hipótese de fundo ideológico para explicar essa “exceção hobbesiana” à tradição predominantemente grociana da política externa brasileira: o intervencionismo representou a dimensão externa do idéario político do grupo conservador que ocupou a posição hegemônica no campo da política interna desde o final da década de 1840 até o início da década de 1860 e continuou a influenciar a ação diplomática do Império mesmo depois que esse grupo perdeu sua hegemonia. A partir dessa hipótese e com base na noção de idéias como “forças profundas” de natureza axiológica (Renouvin & Duroselle)...

O império dos mil anos e a arte do "tempo barroco": a águia bicéfala como emblema da Cristandade

Trindade,Jaelson Bitran
Fonte: Museu Paulista, Universidade de São Paulo Publicador: Museu Paulista, Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2010 PT
Relevância na Pesquisa
37.01%
O artigo revela que, entre meados do século XVII e meados do XVIII, no meio eclesiástico das ordens religiosas (jesuítas, franciscanos, agostinhos, cistercienses, carmelitas etc.) e do episcopado, houve a adoção progressiva do símbolo imperial, a águia bicéfala, atributo do Império Cristão, do Sacro-Império Romano Germânico. Entretanto, em campo religioso, essa águia imperial do tempo do barroco aparece despojada de insígnias políticas (espada, cetro, globo), adornando altares, ostensórios, arcos-cruzeiros, fachadas de templos, portas, cúpulas, paredes, púlpitos, lavatórios sacros, esculturas e pinturas da Virgem e do Menino, vestes litúrgicas, etc.; relacionada, portanto, ao culto e aos dogmas da fé católica - nas obras artísticas, muitas vezes, a associação entre a dupla águia e a unidade carneespírito, humano-divino, princípio axial da fé católica, representada pela Virgem-Mãe e o Cristo é indicada de forma direta. A pesquisa tem localizado e identificado numerosos remanescentes da dupla águia em campo religioso em Portugal e Espanha e em suas antigas conquistas e domínios da América, Ásia e África, e também na Itália, sendo que jamais a historiografia relativa ao doloroso parto da Era Moderna no Ocidente se deu conta de tal fenômeno. Simbolizando o poder absoluto...

Leituras do império: o poder global dos Estados Unidos reavaliado

Domingues,José Maurício
Fonte: Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Instituto de Relações Internacionais Publicador: Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Instituto de Relações Internacionais
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2014 PT
Relevância na Pesquisa
36.9%
O império dos Estados Unidos segue sendo objeto de atenção das ciências sociais. Obras recentes como as de Mann, bem como de Panitch e Gindin, retomam o tema. Eles apresentam análises amplas de sua origem e desenvolvimento. Mas descuram em parte ao menos das condições culturais des-se poder. Este texto se propõe a refletir sobre isso, indagando também em que medida a própria categoria império serviria para enquadrar esse poder global dos EUA, relacionando-o ademais à ideia de hegemonia. A conclusão nesse sentido é que o poder dos EUA não pode ser enquadrado na categoria tradicional de império, ainda que mantenha elementos que remetam ao que seria o exercício imperial do poder, mas já transformado pelos desdobramentos da modernidade. Uma segunda conclusão aponta para o fato de que o poder externo se calca na própria estruturação interna do poder como hegemonia, na definição de uma forma civilizacional que se projeta para fora, em grande medida com fundamentos culturais, porém também vinculada a padrões econômicos de acumulação e de classe, bem como conjugada às dimensões militares, políticas e jurídicas do poder.

A idéia de império e a fundação da monarquia constitucional no Brasil (Portugal-Brasil, 1772-1824)

Oliveira,Eduardo Romero de
Fonte: EdUFF - Editora da UFF Publicador: EdUFF - Editora da UFF
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2005 PT
Relevância na Pesquisa
36.9%
Este artigo coloca as concepções e projetos políticos envolvidos no processo que conduziu à constituição imperial brasileira de 1824 num contexto histórico que parte da noção de império civil tal como se desenvolveu quando da reorganização político-administrativa do reino e do império de Portugal no século XVIII. Em seu desenvolvimento, o artigo mostra que, com a coroação de D. Pedro I, fez-se um uso moderno do antigo procedimento da sagração, como modo de instituir uma sujeição política baseada na razão universal humana. O estudo permite entender melhor porque o Brasil independente foi visto como império, não como um reino, bem como o significado profundo do poder moderador que a constituição de 1824 atribuiu ao imperador.

Collecção das Leis do Imperio do Brasil de 1841

Brasil. [Leis etc.]
Fonte: Rio de Janeiro : Typographia Nacional Publicador: Rio de Janeiro : Typographia Nacional
Tipo: legislação Formato: Parte 1 - 122 p. Parte 2 - 110 p. Parte 3 - 78 p + 13 folhas
PT_BR
Relevância na Pesquisa
36.9%
Parte 1 - Atos do Poder Legislativo; Parte 2 - Atos do Poder Executivo; Parte 3 - Decisões; Coleção das Leis do Império do Brasil de 1841

Collecção das Leis do Imperio do Brasil de 1846

Brasil, [Leis etc.]
Fonte: Rio de Janeiro : Typographia Nacional Publicador: Rio de Janeiro : Typographia Nacional
Tipo: legislação Formato: Parte 1 - 78 p. Parte 2 - 170 p. Parte 3 - 200 p.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
46.81%
Parte 1 - Leis; Parte 2 - Leis; Parte 3 - Decisões; Coleção das Leis do Império do Brasil de 1846

Collecção das Leis do Imperio do Brasil de 1847

Brasil, [Leis etc.]
Fonte: Rio de Janeiro : Typographia Nacional Publicador: Rio de Janeiro : Typographia Nacional
Tipo: legislação Formato: Parte 1 - 76 p. Parte 2 - 131 p. Parte 3 - 253 p.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
46.9%
Parte 1 - Leis; Parte 2 - Leis; Parte 3 - Decisões; Coleção das Leis do Império do Brasil de 1847

Collecção das Leis do Imperio do Brazil de 1826

Brasil. [Leis etc.].
Fonte: Rio de Janeiro : Typographia Nacional Publicador: Rio de Janeiro : Typographia Nacional
Tipo: legislação Formato: Parte 1 - 19 p. Parte 2 - 76 p.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
36.9%
Parte 1 - Atos do Poder Legislativo; Parte 2 - Atos do Poder Executivo; Parte 3 - Decisões; Coleção das Leis do Império do Brasil de 1826

Collecção das Leis do Imperio do Brazil de 1828

Brasil. [Leis etc.].
Fonte: Rio de Janeiro : Typographia Nacional Publicador: Rio de Janeiro : Typographia Nacional
Tipo: legislação Formato: Parte 1 - 102 p. Parte 2 - 214 p. Parte 3 - 172 p.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
36.9%
Parte 1 - Atos do Poder Legislativo; Parte 2 - Atos do Poder Executivo; Parte 3 - Decisões; Coleção das Leis do Império do Brasil de 1828

Collecção das Leis do Imperio do Brazil de 1829

Brasil. [Leis etc.].
Fonte: Rio de Janeiro : Typographia Nacional Publicador: Rio de Janeiro : Typographia Nacional
Tipo: legislação Formato: Parte 1 - 27 p. Parte 2 - 336 p. Parte 3 - 234 p.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
36.9%
Parte 1 - Atos do Poder Legislativo; Parte 2 - Atos do Poder Executivo; Parte 3 - Decisões; Coleção das Leis do Império do Brasil de 1829

La cuestión del imperio hoy; The question of empire today

Zarka, Yves Charles
Fonte: Universidad Carlos III de Madrid. Instituto Bartolomé de las Casas ; Boletín Oficial del Estado Publicador: Universidad Carlos III de Madrid. Instituto Bartolomé de las Casas ; Boletín Oficial del Estado
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
Publicado em /01/2006 SPA
Relevância na Pesquisa
36.96%
Y.C. Zarka, tomando como referencia la política exterior de Estados Unidos, presenta una reflexión en perspectiva histórica, política y filosófica sobre la idea contemporánea de imperio. Los modelos del imperio romano y del imperio colonial han sido abandonados. El imperialismo contemporáneo impone su hegemonía por las vías económica y cultural. Partiendo de la dialéctica imperio-imperialismo, desde los conceptos de soberanía y democracia, el autor muestra las contradicciones internas y externas de lo que denomina repúblicas imperiales. Desde la primera perspectiva, la hegemonía imperial puede ser interpretada al mismo tiempo como la expresión y la crisis de la soberanía. Desde la segunda, la contradicción se encuentra en la justificación de una política internacional intervencionista en nombre de las ideas de libertad, república y democracia.; Y.C. Zarka, has taking the foreign policy of the United States as a reference, presenting a reflection on the contemporary idea of empire in historical, political and philosophical perspective. The models of the Roman Empire and the colonial empire have been left behind. The contemporary imperialism enforces its hegemony by economy and culture. Due the empire-imperialism dialectic...

The god's empire of the thousand years and the art in "baroque era": the double-headed eagle as emblem of christendom; O império dos mil anos e a arte do "tempo barroco": a águia bicéfala como emblema da Cristandade

Trindade, Jaelson Bitran
Fonte: Universidade de São Paulo. Museu Paulista Publicador: Universidade de São Paulo. Museu Paulista
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 01/12/2010 POR
Relevância na Pesquisa
37.01%
O artigo revela que, entre meados do século XVII e meados do XVIII, no meio eclesiástico das ordens religiosas (jesuítas, franciscanos, agostinhos, cistercienses, carmelitas etc.) e do episcopado, houve a adoção progressiva do símbolo imperial, a águia bicéfala, atributo do Império Cristão, do Sacro-Império Romano Germânico. Entretanto, em campo religioso, essa águia imperial do tempo do barroco aparece despojada de insígnias políticas (espada, cetro, globo), adornando altares, ostensórios, arcos-cruzeiros, fachadas de templos, portas, cúpulas, paredes, púlpitos, lavatórios sacros, esculturas e pinturas da Virgem e do Menino, vestes litúrgicas, etc.; relacionada, portanto, ao culto e aos dogmas da fé católica - nas obras artísticas, muitas vezes, a associação entre a dupla águia e a unidade carneespírito, humano-divino, princípio axial da fé católica, representada pela Virgem-Mãe e o Cristo é indicada de forma direta. A pesquisa tem localizado e identificado numerosos remanescentes da dupla águia em campo religioso em Portugal e Espanha e em suas antigas conquistas e domínios da América, Ásia e África, e também na Itália, sendo que jamais a historiografia relativa ao doloroso parto da Era Moderna no Ocidente se deu conta de tal fenômeno. Simbolizando o poder absoluto...

The Impressão Régia do Rio de Janeiro and the making of the New Portuguese Empire in America; A impressão régia do Rio de Janeiro e a criação do Novo Império português na América

Barra, Sérgio Hamilton da Silva
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, D. História Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, D. História
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 17/12/2015 POR
Relevância na Pesquisa
36.96%
This paper analyzes the political role played by the Impressão Régia do Rio de Janeiro in the context of the installation of the Portuguese court in America. Heir of typographies created in the kingdom in the late eighteenth century, under the Portuguese enlightened reformist project, the Impressão Régia do Rio de Janeiro preserves the pragmatic function of print and dissemination of useful knowledges for the development of the Empire, which characterized typographies such as Arco do Cego, created in 1799. Based on an enlightened model of knowing to intervening in reality, made the dissemination of the Lights in the Portuguese empire not only a cultural but also a political function. In the face of the political tensions that were caused by the new situation created by the Empire seat moving, the Impressão Régia do Rio de Janeiro has played an important role in legitimizing and sustaining of the political project of a new Portuguese Empire creation in America, a long cherished by enlightened Portuguese scholars and statemen. Seeking, thereby, highlight the intrinsic relationship between culture and power in the Portuguese enlightened reformism.; O presente artigo busca analisar o papel político exercido pela Impressão Régia do Rio de Janeiro no contexto da instalação da Corte portuguesa na América. Herdeira das tipografias criadas no Reino no final do século XVIII...

FLÁVIO IMPÉRIO E A MONTAGEM DE OS FUZIS DA SENHORA CARRAR (1968); FLÁVIO IMPÉRIO AND THE PERFORMANCE OF SEÑORA CARRAR’S RIFLES (1968)

Machado, Rogerio Marcondes
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola de Comunicações e Artes Publicador: Universidade de São Paulo. Escola de Comunicações e Artes
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 25/06/2014 POR
Relevância na Pesquisa
36.96%
Analisamos a montagem de Os Fuzis de Senhora Carrar (Brecht) concebida por Flávio Império, em 1968. Utilizamos artigos e críticas do período para descrever o impacto que esta montagem causou no contexto brasileiro e internacional. Esta montagem realiza uma síntese singular entre dois modelos de teatro que muitas vezes são colocados em oposição: o teatro épico brechtiano, já praticado no Brasil, e as então inovadoras práticas do teatro ritual, influenciadas pela obra de Artaud. Trata-se de uma montagem que ampliou os recursos performáticos associados ao teatro político, dialogando com as novas correntes contraculturais.; This study analyzes the theatrical performance of Señora Carrar's Rifles (Brecht) designed by Flávio Império in 1968. Articles and critical texts of the time were selected to describe the impact of this performance in the Brazilian and international contexts. This performance conducts a unique synthesis between two models of theater that are often placed in opposition: the brechtinian epic theater, already practiced in Brazil, and the innovative ritual theater, influenced by the work of Artaud. It is a theatrical performance that expanded the performing resources associated with the political theater...

Estado, Império, Tahuantinsuyu: uma reflexão sobre modelos racionais-legais de organização política e possíveis bases da legitimidade do império inca

Ramos, Paola Novaes; Universidade de Brasília
Fonte: Revista de Estudos e Pesquisas sobre as Américas; Journal of Study and Research on the Americas Publicador: Revista de Estudos e Pesquisas sobre as Américas; Journal of Study and Research on the Americas
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 07/04/2011 POR
Relevância na Pesquisa
36.96%
O presente artigo trata dos conceitos de estado, império e legitimidade, comparando o modelo racional-legal de estados nacionais europeus e conceitos gerais de império à organização política dos incas (Tahuantinsuyu). O Tahuantinsuyu é descrito à luz das interpretações da historiadora Susan Ramírez, e o modelo geral de estado nacional europeu e o conceito de império são descritos por meio das propostas de Charles Tilly, Max Weber, Hardt e Negri e teorias políticas modernas. O conceito de legitimidade é a referência central que permeia a reflexão sobre os dois fenômenos, além de outras categorias weberianas em menor intensidade, como patriarcalismo. A partir destas reflexões, discute-se questões fundamentais que tangenciam estado e legitimidade, como hierarquia, relações de poder, motivações de obediência e o papel político dos meios de violência.