Página 1 dos resultados de 34 itens digitais encontrados em 0.002 segundos

Trabalho produtivo e acumulação de capital: uma perspectiva sociopolítica

Veiguinha, Joaquim Jorge de Jesus Paiva
Fonte: Repositório Científico Lusófona Publicador: Repositório Científico Lusófona
Tipo: Tese de Doutorado
POR
Relevância na Pesquisa
26.56%
Esta investigação visa analisar a relação entre trabalho produtivo e acumulação de capital desde a época do mercantilismo. Parte da hipótese de que não é a forma material ou imaterial do produto do trabalho que determina se este é ou não produtivo, mas a função que ele desempenha no processo global de acumulação de capital. Concebemos o capital como uma relação de produção em que trabalhadores assalariados produzem uma mais-valia para os proprietários dos meios de produção que não se limitam a consumi-la improdutivamente, mas a reinvesti-la periodicamente no processo produtivo. Pretendemos demonstrar que com o desenvolvimento do capitalismo a esfera do trabalho produtivo se alarga para além do processo de produção material porque a ciência se transforma numa força produtiva e, por conseguinte, num instrumento de valorização do capital. Além do mais, a revolução cibernética converte uma parte crescente do trabalho intelectual em trabalho produtivo. No entanto, como a desigualdade na repartição de rendimentos não parou de aumentar desde os anos oitenta do século passado, estas transformações tecnológicas não contribuíram para a melhoria das condições de existência de todos mas apenas para o incremento do sobretrabalho que sustenta a acumulação de capital.; This research aims to analyze the relationship between productive labour and capital accumulation since the era of mercantilism. Starts from the hypothesis that material or immaterial forms of the labour product does not determine whether or not it is productive...

Algumas respostas teóricas para as vicissitudes do capitalismo contemporâneo: crítica ou fetichismo?; Some theoretical answers to the contemporary capitalism' s vicissitude: criticism or fetichism?

Mello, Gustavo Moura de Cavalcanti
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 31/10/2007 PT
Relevância na Pesquisa
46.93%
Nessa dissertação analiso, à luz de conceitos marxianos, as noções de trabalho imaterial - tal qual exposto por Antonio Negri e André Gorz, sobretudo - e de pós-grande indústria - desenvolvido por Ruy Fausto, Eleutério Prado e Leda Paulani -, as quais estão no cerne da interpretação desses autores acerca da atual fase do desenvolvimento do modo de produção capitalista. Com isso, pretendo, por um lado, apreender alguns problemas teóricos dessas tentativas de se entender a contemporaneidade com base nos conceitos de trabalho imaterial e de pós-grande indústria; e por outro, chamar a atenção para a força e a atualidade da obra de Marx e de conceitos como o de trabalho abstrato, de mais-valia relativa, de subsunção real do trabalho ao capital, de grande indústria, dentre outros.; In this dissertation I analyse, through marxian concepts, the notions of immaterial labour - as exposed by Antonio Negri and André Gorz, - and of post-great industry - developed by Ruy Fausto, Eletério Prado and Leda Paulani -, which are in the center of these authors' interpretations concerning the current phase of development of the capitalist mode of production. With this, I intend to, on the one hand, apprehend the theoretical problems of these attempts of understand the contemporary capitalism based in the concepts of immaterial labour and pos-great industry; and on the other hand...

Trabalho produtivo em Karl Marx: novas e velhas questões; Productive labour in Karl Marx: new and old issues

Cotrim, Vera Aguiar
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 17/09/2009 PT
Relevância na Pesquisa
46.9%
Esta pesquisa examina a conceituação de Marx acerca do trabalho produtivo, tanto em suas determinações gerais, quanto como categoria econômica particular do modo de produção capitalista. Tem por objetivo, em primeiro lugar, explicitar o critério distintivo do trabalho produtivo com relação ao trabalho improdutivo na forma de sociabilidade capitalista, analisando a relação que ambas as categorias estabelecem com o capital social, bem como entre si. Com isso, pretende-se explicitar os fundamentos da unidade da classe trabalhadora e a base de sua oposição ao capital. Em segundo lugar, temos como finalidade expor as transformações concretas que o trabalho experimenta após a subsunção ao capital, em sua relação com a categoria de trabalho produtivo. Assim, abordamos o trabalho complexo e o trabalho imaterial como formas do trabalho produtivo para o capital, em sua conexão com o desenvolvimento da produtividade do trabalho social.; This research examines Marx conception of productive labour concerning both its general determination and its existence as a particular economic category of capitalist mode of production. Firstly, it is aimed at eliciting the distinctive criteria of productive labour with regard to unproductive labour in capitalist form of sociability and analyzing the relationship that both categories establish with social capital...

The Organizations of Immaterial Labour: Knowledge Worker Resistance in Post-Fordism

Brophy, Enda
Fonte: Quens University Publicador: Quens University
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 2580751 bytes; 645901 bytes; 2580751 bytes; application/pdf; text/plain; application/pdf
EN; EN
Relevância na Pesquisa
67.13%
Liberal-democratic theories of knowledge work suggest that labour and capital are no longer at odds in the information society. This dissertation critiques such a position, proposing that knowledge worker professions, or ones it describes as involving forms of immaterial labour, are subject to new regimes of exploitation and emergent modes of resistance within post-Fordism. The study begins by surveying competing theoretical perspectives on knowledge work, and moves on to consider the ethical questions, epistemological foundations, and methodological choices involved in carrying out engaged inquiries into collective organization by immaterial labourers. The dissertation’s empirical contribution is comprised of three case studies of labour organization by knowledge workers. The first is the Washington Alliance of Technology Workers, an “open-source” union formed in 1998 by contract workers at Microsoft. The second is the Aliant clerical/call-centre workers in Moncton, New Brunswick, who certified a bargaining unit through the Communication, Energy and Paperworkers Union in 2001. The third is the Collettivo PrecariAtesia, a self-organized group of Roman workers formed at Atesia, Europe’s largest call centre, in 2004. Drawing on these and other contemporary examples...

Precarious Life, Work and Culture

Berggold, Craig Josef Condy
Fonte: Quens University Publicador: Quens University
Tipo: Tese de Doutorado
EN; EN
Relevância na Pesquisa
46.95%
The contemporary precarious condition, ‘precarity,’ in life, work and culture parallels transformations in national and global economies, in part through the rise of immaterial production. Precarity has led to destabilization and reconfiguration of a class /class system and the creation of a new majority precarious class including domestic and farm workers, academic workers, care givers, part-timers and more. The thesis identifies how a historical moment of the Canadian Farmworkers Union (1979-1999) experienced marginal social protection, racial discrimination, limited legal rights, short-term contracts, vulnerable working conditions and precarious life without health care. The transnational lessons of the CFU include a better understanding organizing precarious citizens today — including what has not worked; importance of visual cultural analysis and counter-visuality to inform resistance. Theories of immaterial labour; porousness of international borders; lack of social protections; shorter career cycles; challenges to traditional craft unions; shift in social values as citizens organize across sectors, geographies and borders; and, migrant experiences as central to the experience of precarity. Confronted with the difficult task of re-imagining old ‘modernist’ visions of ‘class...

Categorias marxianas fundamentais para o estudo do trabalho imaterial; Fundamental Marxian categories for the study of immaterial labor

Vinícius Oliveira Santos
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 29/03/2012 PT
Relevância na Pesquisa
36.56%
A presente pesquisa anseia apreender determinados elementos fundamentais na obra de Karl Marx que elucidam questões pertinentes para o estudo do trabalho imaterial no capitalismo. Além de isoladas menções diretas a este tipo de trabalho, há em Marx categorias e conceitos que municiam uma análise do trabalho imaterial, tais como: trabalho produtivo e improdutivo, a noção ampliada de indústria, o trabalho vendido como serviço, o tempo de rotação do capital, etc.. Tomaremos como objeto não toda a obra do autor, mas as contribuições delineadas em O capital e no Capítulo VI inédito de O capital. Os nexos entre as categorias acima mencionadas instituem uma compreensão fundamentada da imaterialidade do trabalho. Isto significa que a teoria de Marx obtém êxito explicativo mediante as mutabilidades do capitalismo contemporâneo.; This research longs to grasp some elements in the work of Karl Marx to clarify pertinent issues to study the immaterial labor in capitalism. In addition to isolated entries about this kind of work, in Marx's theory, we saw categories and concepts that bases an analysis of immaterial labor, such as productive and unproductive labor, the expanded notion of industry, the work sold as a service, the turnaround time of capital etc. The object of this work is not all the author's work...

Rino Levi - Hesperia nos tropicos : a racionalização dos processos de trabalho em escritorios de arquitetura e a interação entre intelectuais, Estado desenvolvimentista e a industrialização em São Paulo

Fabio Fernandes Villela
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 02/10/2003 PT
Relevância na Pesquisa
26.82%
O objetivo desta dissertação é compreender a racionalização dos processos de trabalho em escritórios de arquitetura. Para alcançar tal objetivo, escolhemos um grande escritório de arquitetura denominado Rino Levi Arquitetos Associados S/C - ERLAA - que desenvolveu, ao longo de suas atividades da década de 20 à década de 90, muitos projetos na cidade de São Paulo. Ao se buscar desvelar as atividades dos trabalhadores em escritório e o que essas atividades de projetação significam para estes profissionais, se faz necessário tratar da racionalização, entre outros aspectos, do produto deste escritório, isto é, dos projetos. Considera-se como ponto de partida a hipótese de que o ERLAA é sujeito histórico dos processos de trabalho em escritório. Apoiados nesta primeira hipótese, tecemos considerações a respeito de algumas outras noções relevantes para nossa argumentação, tais como: processo de trabalho, trabalho imaterial e subsunção. A noção de trabalho imaterial é utilizada para além da noção de desenho e projeto. Segundo nossa proposta, o ERLLA toma-se um modelo de subsunção formal do trabalho ao capital e uma expressão do Americanismo; a partir disto, emerge a noção de intelectuais como sujeitos desta prática. Baseados na noção de intelectuais...

O make up do trabalho : uma empresa e um milhão de revendedoras de cosméticos; Labour make up : a cosmetic company and the work of one million saleswomen

Ludmila Costhek Abilio
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 27/05/2011 PT
Relevância na Pesquisa
26.91%
Analisa-se o trabalho de revendedoras de cosméticos de uma empresa brasileira. Discute-se a ausência de formas-trabalho dessa ocupação. A centralidade do trabalho para a acumulação capitalista na atualidade estrutura toda a análise. No primeiro capítulo, são apresentados resultados da pesquisa de campo, por meio da caracterização de tipos sociais, associando-se o perfil socioeconômico e a trajetória ocupacional de algumas revendedoras à sua relação com as vendas. Também são examinados aspectos da produção e distribuição da empresa. No segundo capítulo, atualiza-se a discussão do trabalho informal no contexto das políticas neoliberais e das reconfigurações das relações de trabalho nas últimas décadas, assim como do regime de dominância da valorização financeira (Chesnais, 2005). São abordados o Sistema de Vendas Diretas e o trabalho feminino nesse contexto. O terceiro capítulo trata da relação entre a marca e o trabalho das revendedoras. Parte-se da marca como o que hoje torna reconhecível o movimento do capital portador de juros (Marx, 1988) e sua relação com as formas contemporâneas de exploração do trabalho. É aprofundada a análise da relação entre dominância da valorização financeira e precarização do trabalho. No quarto capítulo...

A multidão do crowdfunding na economia do virtual : um estudo do site Catarse

Sbeghen, Bárbara Marques
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
46.6%
O tema deste trabalho gira em torno do crowdfunding e seu funcionamento na economia do virtual. O crowdfunding é um modelo de financiamento que, através da Internet, possibilita que as pessoas busquem investimento para seus projetos na multidão. Através de um estudo do site Catarse, tem-se como objetivo principal analisar como a multidão do financiamento coletivo atualiza a economia do virtual e se relaciona com os conceitos da mesma. Para tanto, foram estudados os fenômenos que possibilitaram o surgimento do crowdfunding, como capitalismo cognitivo, web 2.0, inteligência coletiva, cultura da participação, crowdsourcing, entre outros. . Como recorte do objeto de estudo, o site Catarse é detalhado, expondo o seu histórico, funcionamento e seus dados. Com esse estudo percebeu-se a relevância deste modelo de financiamento dentro do capitalismo cognitivo, assim como a importância do trabalho imaterial nas relações desenvolvidas pelos realizadores que utilizam o site.; The subject of this work revolves around crowdfunding and its operation in the virtual economy. Crowdfunding is a funding model that, through the internet, enables people to look for investments for their projects in the crowd. By studying the site Catarse...

Trabalho imaterial, produção cultural colaborativa e economia da dádiva; Immaterial labour, collaborative cultural production and the economy of the gift

Lima, Clóvis Ricardo Montenegro de; Pizarro, Daniella; Faustino, Elisangela; Dittrich, Maireli
Fonte: Ufrj : Ibict Publicador: Ufrj : Ibict
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
36.56%
Neste artigo discutem-se as relações entre trabalho imaterial, produção cultural colaborativa e economia da dádiva na sociedade atual. O intelecto geral é relacionado com a inteligência coletiva das redes digitais. A produção colaborativa emerge como forma privilegiada do fazer artístico e cultural. Esta produção pode contribuir para promoção e preservação da diversidade cultural. A produção cultural colaborativa evidencia pluralismo econômico. A generalização do trabalho imaterial produz bens comuns. O comum cria a versão pós-industrial e de alta tecnologia da economia da dádiva Conclui-se que a cultura colaborativa tem grande potencial para promover diversidade cultural e economia da generosidade. [en] This article discusses the relationship between immaterial labor, collaborative cultural production and gift economy in society today. The general intellect is related to the collective intelligence of digital networks. The collaborative production emerges as the preferred way to artistic and cultural. This production may contribute to promotion and preservation of cultural diversity. The collaborative cultural production highlights pluralism economics. The spread of immaterial labor produces common assets. The common creates a post-industrial and high-tech version of the gift economy. It is concluded that the collaborative culture has great potential to promote cultural diversity and economy of generosity.

Trabalho imaterial, compartilhamento de informação e produção colaborativa na sociedade da informação; Imaterial labour, information sharing and collaborative production in information society

Lima, Clóvis Ricardo Montenegro de; Santini, Rose Marie
Fonte: UFSC Publicador: UFSC
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
36.6%
DOI 10.5007/1518-2924.2007v12n23p113; Neste trabalho são revistos, organizados e discutidos conceitos e estratégias em torno das formas colaborativas de produção na sociedade da informação, particularmente aqueles relacionados com o trabalho imaterial e o compartilhamento de informação. O capitalismo no seu modo de desenvolvimento informacional produz mudanças nas relações entre as formas sociais de produção e as tecnologias de informação e comunicação. A produção capitalista atual centraliza os bens imateriais – a informação em primeiro lugar. O compartilhamento de informação é parte de processo de produção e, ao mesmo tempo, o seu principal produto. O compartilhamento possibilita a construção de modos de organização inteligentes e solidários, e modos de produção “não-capitalistas”. O compartilhamento produz o comum, em comum. Cria-se uma densa esfera do comum, base para uma recriação incessante. Conclui-se que as formas colaborativas de produção são particularmente importantes para que se singularizem as subjetividades e se produzam modos autônomos de vida.; [en]In this work there are reviewed, organized and discussed concepts and strategies around the collaborative production forms in the information society...

A economia da dádiva na sociedade da informação

Lima, Clóvis Ricardo Montenegro de; Santini, Rose Marie; Lisboa, Armando de Melo
Fonte: UNb Publicador: UNb
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
26.6%
Neste artigo são revisados e discutidos conceitos e estratégias em torno das relações entre trabalho imaterial, produção colaborativa e economia da dádiva na sociedade da informação. O capitalismo no seu modo de desenvolvimento informacional produz mudanças nas formas sociais de produção. A produção capitalista atual centraliza os bens imateriais – a informação em primeiro lugar. O compartilhamento de informação é parte de processo de produção e, ao mesmo tempo, o seu principal produto. O compartilhamento a e colaboração possibilitam a construção de modos de organização inteligentes e solidários da produção. Conclui-se que formas colaborativas de produção são particularmente importantes para que se produzam modos autônomos de vida e trabalho.; [en]In this work there are reviewed and discussed concepts and strategies around the immaterial labour, peer production and gift economy in the information society. The capitalism in its way of informational development produces changes in the social forms of production. The current capitalist production centralizes the immaterial goods - the information in fi rst place. Information sharing is part of production process and, at the same time, its main product. Sharing and collaboration makes possible the construction of intelligent and solidary organization manners...

Young Canadians’ apprenticeship labour in user-generated content

Shepherd, Tamara
Fonte: Simon Fraser University Publicador: Simon Fraser University
Tipo: Article; PeerReviewed Formato: application/pdf
Publicado em //2013 EN; EN
Relevância na Pesquisa
36.53%
This article introduces a political-economic framework for analyzing young people’s production of user-generated content (UGC) as a kind of apprenticeship labour. Based on case studies of four young Montréalers engaged in creating user-generated content, the author developed the apprenticeship-type model of UGC labour to denote a process by which online immaterial labour or “free labour” coincides with self-directed and informal job training, channelled specifically toward a career in the creative industries. The 20- to 24-year-old participants’ online activity is seen as a non-remunerated training ground, driven by the promise of notoriety that begets autonomous future employment in areas such as fashion, music, and journalism. Throughout this process, young people must constantly negotiate their autonomy; negotiated autonomy is precisely what they are apprenticing into through UGC production, where uncertainty and flexibility serve as the hallmarks of new media working conditions.

O general intellect da juventude: a experiência do NoAR | The general intellect of youth: the NoAR experience

Barbalho, Alexandre; Universidade Estadual do Ceará
Fonte: Ibict Publicador: Ibict
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Pesquisa Empírica de Campo; Revisão de Literatura Formato: application/pdf
Publicado em 29/03/2010 POR
Relevância na Pesquisa
46.83%
Resumo este artigo discute as possibilidades da criação audiovisual como linha de fuga ao Estado e à sociedade de controle. Tendo como referência teórica o debate em torno da biopolítica, do trabalho imaterial e, em especial, de general intellect, observa-se o caso específico do projeto NoAr desenvolvido em Fortaleza pela ONG Alpendre com jovens em situação de risco social que produzem um programa veiculado na rede pública de televisão. Palavras-chave juventude; mídia; biopolítica; trabalho imaterial; general intellect Abstract This article discusses the possibilities of audiovisual creation as an escape line from the State and the society of control. Taking as its main theoretical reference the debate on biopolitics, immaterial labour and, specially, the general intellect, it examines the specific case of the NoAR project developed in Fortaleza (northeastern Brazil) by the Alpendre NGO with young people in a “social risk” situation who produce a local Public TV program.Keywords youth; media; biopolitics; immaterial labour; general intellect

Trabalho imaterial e produção de software no capitalismo cognitivo | Immaterial labour and software production in cognitive capitalism

Cocco, Giuseppe; IBICT-UFRJ; Vilarim, Gilvan de Oliveira; UNIFESO
Fonte: Ibict Publicador: Ibict
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Formato: application/pdf
Publicado em 18/09/2009 POR
Relevância na Pesquisa
46.74%
Resumo O artigo discute conceituações sobre a hegemonia do trabalho imaterial, focalizando sua produção cooperativa e a mobilização de subjetividades no capitalismo cognitivo; a produção de software é utilizada para identificar e analisar as características do trabalho imaterial. É feito um retrospecto da criação de software das suas origens até o momento atual da computação em nuvem e do software como serviço. Ressaltam-se as limitações da abordagem industrial para o software e a valorização e resistência de um trabalho vivo capaz de prover inovação nas condições de produção imaterial.Palavras-chave trabalho imaterial; capitalismo cognitivo; engenharia de software; computação em nuvemAbstract The article discusses conceptualizations about the hegemony of immaterial labor, focusing on its cooperative production and mobilization of subjectivities within cognitive capitalism; software production is used to identify and analyze the characteristics of immaterial labor. A historical review of software creation is made, from its origins to the present time of cloud computing and software as a service. We emphasize the limitations of an industrial approach to software and the valorization and resistance of a living labor which is able to provide innovation in terms of immaterial production.Keywords immaterial labor; cognitive capitalism; software engineering; cloud computing

Trabalho imaterial, cultura e dominação | Immaterial labour, culture and domination

Camargo, Sílvio
Fonte: Ibict Publicador: Ibict
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Ensaio em teoria social Formato: application/pdf
Publicado em 29/03/2010 POR
Relevância na Pesquisa
56.88%
Resumo A postulação do trabalho imaterial como algo central no atual momento histórico é, ao mesmo tempo, algo que se refere às transformações da cultura contemporânea, na forma de produção cultural. Procuramos conceber o entrelaçamento entre trabalho imaterial e produção cultural como aspecto chave de um novo momento histórico do capitalismo, ou, do capitalismo tardio. Neste sentido procuramos investigar alguns problemas que também derivam da tradição da Escola de Frankfurt, principalmente o conceito de indústria cultural. Nossa hipótese é de que o conceito de indústria cultural e sua superação pela pós-indústria é central para compreendermos como este novo estágio nos exige um novo olhar quanto aos problemas da dominação e da emancipação. Palavras chave Trabalho imaterial; indústria cultural; pós-modernidade; dominaçãoAbstract The idea of immaterial labor as central to the current historical context also regards contemporary cultural transformations. The objective here is to conceive of the intertwining of immaterial labour and the production of culture as a key aspect of a new moment in the history of capitalism...

Três tratamentos marxianos selecionados sobre a nova relação capitalista de produção: trabalho imaterial, subsunção formal-intelectual e general intellect | Three Marxist treatments selected about a new capitalist relation of production: immaterial labour

Campana, Samуa
Fonte: Ibict Publicador: Ibict
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Formato: application/pdf
Publicado em 18/09/2009 POR
Relevância na Pesquisa
46.56%
Resumo Apresentamos brevemente neste artigo três tratamentos marxianos selecionados que destacam a transição capitalismo-comunismo a partir da contradição do próprio capital e qualificam que a atual relação capitalista se expressa dominantemente sob uma forma intelectualizada. O objetivo é destacar a confluência, sob estes aspectos, entre esses tratamentos, apesar de serem distintos. Na primeira parte destacamos o tratamento de Michael Hardt e Antonio Negri. Na segunda, enfatizamos o tratamento de Eleutério F. S. Prado e Ruy Fausto. Na terceira, apresentamos o espaço transitório do modo de produção capitalista materializado no e pelo sistema de laboratório, expressando o general intellec”. Finalmente, tecemos a conclusão.Palavras-chave trabalho imaterial; subsunção do trabalho;general intellect; transição; relação capitalistaAbstract It is briefly presented in this paper three Marxist treatments selected that highlighted the capitalism-communism transition from the contradiction of the capitalism itself and qualify that the capitalism relation expresses dominantly under an intellectualized way. The objective is to highlight the confluence, under these aspects, among the treatments, despite being distinct. On the first part...

Trabalho imaterial, produção cultural colaborativa e economia da dádiva | Immaterial labour, collaborative cultural production and the economy of the gift

Montenegro de Lima, Clóvis Ricardo; Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia; Pizarro, Daniella; Universidade Federal de Santa Catarina; Faustino, Elisangela; Universidade Federal de Santa Catarina; Dittrich, Maireli; Universidade Fe
Fonte: Ibict Publicador: Ibict
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Argumentação teórica Formato: application/pdf
Publicado em 18/09/2009 POR
Relevância na Pesquisa
46.7%
Resumo Neste artigo discutem-se as relações entre trabalho imaterial, produção cultural colaborativa e  economia da dádiva na sociedade atual. O intelecto geral é relacionado com a inteligência coletiva das redes digitais. A produção colaborativa emerge como forma privilegiada do fazer artístico e cultural. Esta produção pode contribuir para promoção e preservação da diversidade cultural. A produção cultural colaborativa evidencia pluralismo econômico. A generalização do trabalho imaterial produz bens comuns. O comum cria a versão pós-industrial e de alta tecnologia da economia da dádiva Conclui-se que a cultura colaborativa tem grande potencial para promover diversidade cultural e economia da generosidade.Palavras-chave trabalho imaterial; produção colaborativa; cultura; economia da dádiva; produção cultural colaborativa.Abstract This article discusses the relationship between immaterial labor, collaborative cultural production and gift economy in society today. The general intellect is related to the collective intelligence of digital networks. The collaborative production emerges as the preferred way to artistic and cultural. This production may contribute to promotion and preservation of cultural diversity. The collaborative cultural production highlights pluralism economics. The spread of immaterial labor produces common assets. The common creates a post-industrial and high-tech version of the gift economy. It is concluded that the collaborative culture has great potential to promote cultural diversity and economy of generosity.Keywords immaterial labor; collaborative production; culture; gift economy; collaborative cultural production.

Economia criativa e trabalho imaterial: a indústria da moda sob uma perspectiva informacional | Creative economy and immaterial labour: the fashion industry under an informational perspective

Pires, Vladimir Sibylla; Osklen
Fonte: Ibict Publicador: Ibict
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Revisão de literatura; pesquisa empírica de campo Formato: application/pdf
Publicado em 29/03/2010 POR
Relevância na Pesquisa
66.83%
Resumo Este artigo visa refletir sobre a construção de identidades de marca na economia criativa a partir das dinâmicas informacionais de seus atores. Propõe um modelo de análise baseado em uma nova metáfora organizacional e na opção por uma abordagem em diferentes níveis daquela dinâmica. Demonstra sua aplicabilidade a partir do exemplo de uma empresa atuante na indústria da moda. Palavras-chave: economia criativa; trabalho imaterial; indústria da moda; centrais de criatividade; dinâmicas informacionais. Abstract This article aims to reflect on the development of brand identities in the creative economy from the point of view of its actors’ informational dynamics. It proposes a model of analysis based on a new organizational metaphor and on a multi-level approach to that dynamic. It also demonstrates its applicability using the example of an active company in the fashion industry. Keywords: creative economy; immaterial labour; fashion industry; creativity centrals; informational dynamics.    

A Constituição do trabalho metropolitano: junho-outubro de 2013 │ The constitution of metropolitan labour: June-October 2013

Cocco, Giuseppe; IBICT-UFRJ
Fonte: Ibict Publicador: Ibict
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Formato: application/pdf
Publicado em 27/05/2014 POR
Relevância na Pesquisa
36.79%
RESUMO As jornadas de junho de 2013 são apreendidas como um levante metropolitano da multidão do trabalho imaterial. Um novo tipo de trabalho, que acontece nos serviços e nas metropoles, enfrenta a mobilidade e, pois, a questão dos transportes como uma variável fundamental de suas condições de vida e de trabalho. O preço e a qualidade dos transportes públicos foram assim o terreno de constituição metropolitana de um novo tipo de luta: ela tem como origem a própria crise da representação e ao mesmo tempo a aprofunda. O capitalismo contemporâneo explora a vida como um todo, a produção de formas de vida a partir de formas de vida, entre as redes e as ruas. De repente, o trabalho também passa a se organizar entre as redes e as ruas, afirmando suas próprias formas de vida. Esse trabalho diz respeito à produção de subjetividade: formas de vida. O que assistimos em junho de 2013 e em seus desdobramentos, é a ascenção selvagem de um "classe sem nome".Palavras-chave: Jornadas de junho; Multidão; Trabalho imaterial.ABSTRACT The June Journeys of 2013 are aprehended as a metropolitan insurrection of the multitude in immaterial labour. A new type of labour...