Página 1 dos resultados de 2253 itens digitais encontrados em 0.004 segundos

Migração e saúde mental : vulnerabilidade ao stress, apoio social e saúde mental em imigrantes da Europa de Leste a residir em Portugal

Monteiro, Ana Paula Teixeira de Almeida Vieira
Fonte: Universidade de Coimbra Publicador: Universidade de Coimbra
Tipo: Tese de Doutorado
POR
Relevância na Pesquisa
37.32%
Fundamentação: Nos últimos anos da década de 90 do século XX, a geografia da imigração em Portugal sofreu transformações muito profundas, a nível de recrutamento e padrões de fixação geográfica de imigrantes em Portugal, com o aumento e afluxo exponencial de novos grupos de imigrantes. As populações imigrantes da Europa de Leste são um fluxo migratório recente, com especificidades linguísticas, culturais e sociodemográficas face à população portuguesa, que representam um novo desafio à estrutura dos serviços de saúde em Portugal. A literatura sobre este tema e a análise de alguns indicadores focados no acesso aos cuidados de saúde pelas principais comunidades imigrantes residentes em Portugal mostram que apesar de se terem registado avanços significativos na legislação e existir um esforço de procura de boas práticas a nível do acolhimento, continuam a não existir os estudos necessários para realizar uma avaliação detalhada das condições e práticas de saúde dos imigrantes, bem como a qualidade e a adequação dos cuidados proporcionados pelo Serviço de Saúde Português a estas populações. Objectivos – Este estudo pretende realizar uma caracterização sociodemográfica, identificar os principais problemas de saúde e padrões de vigilância de saúde da população russófona proveniente dos países da Europa de Leste a residir em Portugal. Também pretende avaliar o status de saúde mental desta população e a sua vulnerabilidade ao stress...

O Leste em Portugal: a integração de imigrantes ucranianos e a educação de adultos

Estrela, Vera Lúcia Galhós Menezes
Fonte: Universidade de Coimbra Publicador: Universidade de Coimbra
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
37.23%
No final do século XX, Portugal deixou de ser apenas um país de emigração para se tornar também um país de imigração e acolhimento de cidadãos estrangeiros, que procuram sobretudo alcançar melhores condições de vida. Um dos grupos de imigrantes que mais aumentou nos últimos anos foi o dos imigrantes da Europa de Leste, provenientes da ex-URSS, devido aos graves problemas económicos e sociais que aí se verificaram, sendo os cidadãos de nacionalidade ucraniana os que mais procuraram Portugal para se fixar. É relevante compreendermos como se tem processado a integração destes imigrantes na sociedade portuguesa, em particular os adultos em idade ativa. Um dos fatores que poderá contribuir para a integração destes imigrantes é a inserção em programas educativos para adultos, nomeadamente a frequência de cursos de educação e formação no âmbito da Iniciativa Novas Oportunidades. Ao longo deste estudo pretende-se perceber como é que estes imigrantes se têm integrado na nossa sociedade, através da inserção em percursos educativos para adultos promovidos pelo estado português, que deverão constituir mecanismos facilitadores, propiciando o desenvolvimento das suas aprendizagens e da sua inclusão social. A investigação é de natureza qualitativa...

Associativismo migrante e participação cívica: dinâmicas organizativas das associações de imigrantes angolanos, guineenses e europeus de leste na Área Metropolitana de Lisboa

Pereira, Francisco Correia
Fonte: Universidade Aberta de Portugal Publicador: Universidade Aberta de Portugal
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2007 POR
Relevância na Pesquisa
37.32%
Dissertação de Mestrado em Relações Interculturais apresentada à Universidade Aberta; Resumo - A presente dissertação inscreve-se no domínio temático do associativismo migrante e tem como objectivo principal analisar as dinâmicas organizativas das associações de imigrantes angolanos, guineenses e de europeus de leste na Área Metropolitana de Lisboa. Debruçámos a nossa análise mais especificamente sobre a estrutura organizacional dessas associações. Para tal, considerámos um conjunto de indicadores, tais como: o ano de fundação das organizações; o número de organizações; a natureza das actividades; a dimensão dos recursos humanos, materiais e económicos, bem como a capacidade de mobilização dessas organizações. Examinámos igualmente as densidades das suas redes organizacionais. Para o efeito, centrámos a nossa análise em três dimensões: redes inter-organizacionais (as relações das associações em estudo, com organizações e instituições não imigrantes); redes intra-organizacionais (relações dessas associações com outras organizações de imigrantes) e redes transnacionais (as relações das associações com organizações/instituições internacionais e com associações da mesma comunidade estabelecidas no estrangeiro e nos países de origem). Por último...

Representações sociais dos angolanos sobre os imigrantes cubanos : o caso do Sumbe

Cupata, Jacob Lussento
Fonte: Universidade Aberta de Portugal Publicador: Universidade Aberta de Portugal
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2014 POR
Relevância na Pesquisa
37.23%
Dissertação de Mestrado em Relações Interculturais apresentada à Universidade Aberta; Em Angola, desde 2002, com o alcance da paz, tem-se verificado o aumento de fluxos migratórios, o que por sua vez, tem provocado certas transformações no modo de vida das pessoas e da própria sociedade, proporcionando assim uma “nova realidade” e um novo contexto sociocultural. As causas da entrada de imigrantes são várias desde as económicas, políticas e sociais. Á elas associa-se a crescente necessidade da reconstrução nacional e de desenvolvimento do país, neste período do pós guerra, o que leva o governo e estabelecer vários contratos de cooperação com os técnicos estrangeiros. Este trabalho pretende chamar a tenção para existência de um fluxo migratório muito específico: a imigração cubana para Angola. Várias têm sido as vagas de chegada de cubanos à Angola ao abrigo de vários acordos de cooperação nos vários domínios, entre os governos da República de Angola e de Cuba. Os imigrantes cubanos não têm sido objecto de pesquisa, para se perceber o impacto dos mesmos na vida, no comportamento e na percepção dos angolanos, ou seja, as representações sociais dos angolanos sobre os imigrantes cubanos. A questão de partida que orientou a nossa investigação foi a seguinte: Quais são as representações que os angolanos têm dos imigrantes cubanos? O objectivo deste trabalho é de analisar as representações sociais que os angolanos têm sobre os imigrantes cubanos. Para a concretização do objectivo do trabalho foram utilizados dois instrumentos de recolha de informações: os questionários aplicados a 108 pessoas das duas instituições seleccionadas (Instituto Superior de Ciências da Educação do Sumbe e Hospital Geral 17 de Setembro) e as entrevistas feitas a 15 pessoas das mesmas instituições. Os resultados obtidos sobre esta temática...

O acesso à educação escolar de imigrantes em São Paulo: a trajetória de um direito; Immigrantsaccess to schooling in São Paulo: the trajectory of a right

Waldman, Tatiana Chang
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 14/11/2012 PT
Relevância na Pesquisa
37.23%
A garantia de direitos aos imigrantes no Brasil, no que diz respeito ao acesso ao direito à educação escolar, mostra-se, ainda hoje, controversa e destaca-se como um tema que deve ter seu estudo aprofundado. Por um lado, a Constituição Federal de 1988 reconhece o direito à educação escolar como um direito universal; o Estatuto da Criança e do Adolescente o prevê como um direito fundamental a ser garantido a todos, nacionais e estrangeiros; enquanto as Convenções Internacionais ratificadas pelo país incluem a garantia deste direito. Em sentido contrário, observa-se a existência de dispositivos constantes no Estatuto do Estrangeiro de 1980 que condicionam a matrícula do estrangeiro em estabelecimento de ensino de qualquer grau ao seu registro no Brasil, impedindo o exercício deste direito fundamental por parte de imigrantes em situação irregular. Esta pesquisa propõe identificar as limitações ao acesso ao direito à educação escolar básica por parte de imigrantes que residem no Estado de São Paulo e refletir sobre a extensão deste direito universal a esta população específica no país, questão insuficientemente debatida e esclarecida no campo jurídico. Para tanto, ademais da investigação bibliográfica interdisciplinar...

Universalidade e políticas públicas : a experiência dos imigrantes no acesso à saúde

Faleiros, Sarah Martins
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Dissertação
PT_BR
Relevância na Pesquisa
37.23%
O direito à saúde já é reconhecido no plano internacional e, em muitos casos, nacional. No entanto, ele ainda está restrito apenas aos cidadãos na maior parte dos países do mundo e, mesmo naqueles países que o reconhecem, ainda existem muitas barreiras para que os imigrantes, especialmente os indocumentados, usufruam dos serviços de saúde. Esta dissertação tem como objetivo entender como acontece o acesso dos imigrantes à saúde, focando no processo de implementação das políticas públicas e nas barreiras que se formam a partir desse. Para isso estudamos dois casos que garantem o acesso à saúde, mas por meio de mecanismos diferentes: o dos imigrantes bolivianos que vivem na cidade de São Paulo (SP – Brasil) e dos imigrantes brasileiros que vivem na zona metropolitana de Boston (MA – EUA). Realizou-se uma pesquisa qualitativa com 46 imigrantes nos dois países. Além disso, entrevistamos 16 especialistas e burocratas de nível de rua, pessoas que atuam diretamente com os imigrantes na ponta dos serviços de saúde, ou que pesquisam e trabalham nestas questões. As entrevistas foram realizadas a partir de um roteiro semi-estruturado, transcritas e analisadas. A análise mostrou que ambos os sistemas apresentam barreiras distintas...

A ocupação do território Xokleng pelos imigrantes italianos no sul catarinense (1875-1925)

Selau, Maurício da Silva
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 156 f.| il.
POR
Relevância na Pesquisa
37.32%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas. Programa de Pós-graduação em História; O presente trabalho analisa os conflitos envolvendo os Xokleng e os imigrantes italianos no Sul Catarinense nas últimas décadas do século XIX e nas primeiras do século XX, no contexto da grande imigração européia para o Brasil e na expansão das áreas coloniais como forma de expansão da fronteira agrícola em locais considerados #vazios demográficos# pelo governo brasileiro. Entretanto, o #vazio demográfico# era uma ficção, pois no Sul Catarinense, nas áreas de mata atlântica e mata e araucária vivia o grupo indígena Xokleng sem contato com a sociedade nacional # entendida aqui como o conjunto da população que vivia sob as esferas administrativas da sociedade brasileira e a ela sentindo-se pertencentes. Vivendo com base em um nomadismo estacional, este grupo fazia da caça e da coleta nestas florestas as atividades principais para obter os alimentos suficientes para o seu sustento. A decisão do governo imperial de implantar colônias em locais onde havia uma população indígena contribuiu para que um clima de conflito se estabelecesse na região, pois duas populações com culturas distintas colocadas em um mesmo espaço levariam a uma disputa pelo controle do território e dos recursos nele disponíveis para a sobrevivência de ambos os grupos. O presente trabalho analisa estes conflitos envolvendo os Xokleng e os imigrantes...

Imigração e trabalho : luta por reconhecimento dos imigrantes no Brasil - análise da participação social dos imigrantes na 1ª conferência municipal de políticas para imigrantes de São Paulo

Mendonça, Laís Maranhão Santos
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
37.32%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Direito, Programa de Pós-Graduação em Direito, 2014.; A pesquisa consiste na análise da participação social dos imigrantes na 1ª Conferência Municipal de Políticas para Imigrantes de São Paulo, buscando relacionar imigração, trabalho, participação social e busca por reconhecimento. Devido à dupla implicação existente entre trabalho e imigração -a busca por trabalho é uma das causas da imigração e a imigração influencia as condições de trabalho -entende-se que o trabalho tem função central na formação das identidades coletiva e individual dos trabalhadores imigrantes, pois é fundamental para o reconhecimento pela sociedade e pelo direito. Inscreve-se, portanto, o trabalho na luta por reconhecimento, e as violações sofridas pelos trabalhadores, principalmente pelos imigrantes, são entendidas como formas de desrespeito, ou seja, de ausência de reconhecimento. As experiências de desrespeito podem gerar reações tendentes ao desenvolvimento da luta por reconhecimento quando é possível a coletivização em um espaço propício de participação. Escolheu-se como experiência de participação social a 1ª Conferência Municipal de Políticas para Imigrantes de São Paulo...

Integração social de imigrantes em Portalegre: uma breve análise sustentada na pesquisa empírica

Martins, Alexandre Cotovio
Fonte: CIES - ISCTE Publicador: CIES - ISCTE
Tipo: Trabalho em Andamento
Publicado em //2007 POR
Relevância na Pesquisa
37.23%
O presente working paper visa dar conta de alguns dos principais resultados obtidos através da realização do estudo Diagnóstico sobre a situação social dos imigrantes no concelho de Portalegre, promovido pela Câmara Municipal de Portalegre e co-financiado pelo Fundo Social Europeu. Este estudo surgiu da identificação de uma necessidade, sentida aquando das reuniões em parceria realizadas no quadro do processo de implementação da Rede Social concelhia, relativa à ausência de informação sistematizada e objectiva sobre a realidade da imigração no concelho de Portalegre, lacuna a qual impedia a definição e hierarquização de prioridades e formas de intervenção conjuntas. No estudo, de cunho sociológico, inquiriram-se mais de quatrocentas pessoas, através de um inquérito prospectivo do tipo Delphi, de um inquérito sobre as atitudes dos portalegrenses face à imigração e de um conjunto de entrevistas em profundidade a imigrantes de diferentes nacionalidades. Este aparelho metodológico foi concebido tendo em vista recolher e interpretar informação sobre três dimensões dos processos de integração social dos imigrantes: redes locais de interconhecimento e relacionamento, acesso aos serviços e valências locais e respostas psicossociais dos imigrantes ao próprio processo de integração na sociedade de acolhimento...

A integração dos imigrantes de Leste em Portugal: contributos para a sua análise

Castro, Alexandra; Marques, Sofia Delgado
Fonte: CET - Centro de Estudos Territoriais Publicador: CET - Centro de Estudos Territoriais
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em /12/2008 POR
Relevância na Pesquisa
37.23%
Neste artigo apresenta-se parte das conclusões de uma investigação realizada entre 2005 e 2007 no Centro de Estudos Territoriais, com base em três estudos de caso. Uma parte muito importante da informação recolhida e aqui analisada consiste em entrevistas realizadas a 29 imigrantes da Moldávia, Roménia, Rússia e Ucrânia. Entre outras, este estudo propunha-se analisar a questão dos processos de integração dos imigrantes de Leste em Portugal. Esta análise foi feita através de uma abordagem biográfica e histórica dos processos de desintegração vividos pelos imigrantes e suas famílias nas sociedades de origem, a tratar noutro local, bem como da análise dos percursos migratórios na sociedade portuguesa. A este nível, procurou-se dar conta dos constrangimentos que, do lado da sociedade de acolhimento, se colocam aos imigrantes, e das características do próprio fluxo, das estratégias, recursos mobilizados e, de forma genérica, nas formas de reconstrução da participação dos imigrantes na sociedade de acolhimento. Finalmente, pretendeu-se considerar a natureza segmentada dos processos de integração, analisando as características dos contextos territoriais em que se fixam os imigrantes.

A resposta do estado ás barreiras linguísticas dos imigrantes. O caso português

Satalecka, Malgorzata
Fonte: Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, Universidade Nova de Lisboa Publicador: Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, Universidade Nova de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /01/2011 POR
Relevância na Pesquisa
37.27%
Dissertação apresentada para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de Mestre em Migrações, Inter-etnicidades e Transnacionalismo; Esta investigação pretende examinar as possíveis respostas do Estado às barreiras linguísticas com as quais se deparam os imigrantes quando chegam ao país de acolhimento e, mais especificamente, verificar que soluções são fornecidas pelo Estado português. Para alcançar este objectivo, procede-se inicialmente a uma análise descritiva dos modelos de integração dos imigrantes e dos níveis nos quais esta acontece. Através destas considerações, identificamos a existência dos constrangimentos causados pelo desconhecimento da língua da sociedade de acolhimento e verificamos qual pode ser o papel do Estado na remoção destas barreiras. Discernimos três medidas que constituem uma resposta bastante completa às diferentes necessidades e dificuldades causadas pelo desconhecimento da língua por parte dos imigrantes: a medida a curto prazo, mais imediata – o serviço de interpretação social; a medida a longo prazo, mais duradoura – o acesso à educação para os filhos dos imigrantes; e, finalmente, a terceira medida, a médio prazo – os cursos de língua para os imigrantes. Confrontamos estas soluções com a realidade portuguesa...

Políticas de integração: o ensino/aprendizagem da língua portuguesa no contexto de acolhimento e integração de adultos imigrantes

Semedo, Maria Gabriela Varela
Fonte: Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, Universidade Nova de Lisboa Publicador: Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, Universidade Nova de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /12/2011 POR
Relevância na Pesquisa
37.23%
Dissertação apresentada para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de Mestre em Migrações, Inter-Etnicidades e Transnacionalismo; A chegada a Portugal de um número considerável de imigrantes das mais diversas proveniências, origens, culturas e diferentes graus de qualificação tiveram implicações ao nível político, económico e social, promovendo uma nova actuação do estado, bem como o desenvolvimento de novas políticas migratórias e de integração de imigrantes. O crescente e diversificado boom imigratório que Portugal sofreu após o ano 2000, fruto do aparecimento de novas nacionalidades, potenciou o aprofundamento das políticas de imigração e particularmente de integração dos imigrantes, através da implementação de políticas públicas desenvolvidas pelo Estado, tendo-se assim tornado um dos actores mais relevantes no processo de integração de imigrantes O presente trabalho procura assim abordar as políticas de integração levadas a cabo pelo estado português, em particular, as respeitantes à promoção da aprendizagem da língua portuguesa pelos adultos imigrantes. Assim, a análise é efectuada considerando a importância da aprendizagem da língua da sociedade de acolhimento e o que representa nas políticas comunitárias e nacionais para o acesso ao mercado de trabalho...

Trajetória e integração de imigrantes sul-americanos no Paraná

Berardi, Renê Alfonso Castro
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
37.29%
Resumo: O presente trabalho tem por finalidade analisar a trajetória e o processo de integração realizado pelos imigrantes argentinos, chilenos, uruguaios e paraguaios residentes em Curitiba, no Paraná. Inicialmente faz-se a apresentação e analise dos fluxos migratórios globais nas Américas, em especial no Brasil, com foco no Paraná. Como forma de compreender a realidade enfrentada pelos imigrantes, apresenta-se as Politicas Migratórias do Brasil, Argentina, Chile, Paraguai e Uruguai. Para analise da pesquisa, buscou-se orientação através de um Modelo Analítico inspirado no modelo EFFNATIS, por meio do qual foi avaliada a hipótese de que as condições de integração na dimensão estrutural podem determinar o nível de integração e felicidade dos imigrantes. A pesquisa demonstrou que um processo de integração, que tenha desenvolvido com sucesso a inserção inicial através da dimensão estrutural, apresenta resultados positivos, não só nas dimensões, mas no processo como um todo, assim como no nível de felicidade alcançado pelos imigrantes. Palavras chave: Migração, Integração, Latino-americanos, Paraná, Imigração, Politicas migratórias.

A Saúde dos Imigrantes. Inquérito Nacional de Saúde 2005-2006

Dias, Carlos Matias; Paixão, Eleonora; Branco, Maria João; Falcão, José Marinho
Fonte: Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge. Departamento de Epidemiologia Publicador: Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge. Departamento de Epidemiologia
Tipo: Relatório
Publicado em /07/2008 POR
Relevância na Pesquisa
37.51%
Este relatório contem os resultados de uma análise secundária dos dados obtidos através do Quarto Inquérito Nacional de Saúde à população Portuguesa (4ºINS), realizado entre Fevereiro de 2005 e Fevereiro de 2006 pelo Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge, em parceria com o Instituto Nacional de Estatística, com a colaboração da Direcção-Geral da Saúde. Comparou-se a distribuição de indicadores de estado de saúde, morbilidade, utilização de cuidados de saúde e determinantes de saúde, entre a população que, residindo em Portugal, é natural de outro país e a população natural e residente em Portugal. Apresentam-se valores populacionais, obtidas através da análise ponderada dos dados amostrais, assim como valores amostrais e valores padronizados para a idade. Relevam-se alguns resultados. Caracterização sócio-demografica: Cerca de 6,3% da população estudada era imigrante, da qual um pouco mais de um quarto (27,5%) residia em Portugal há 5 anos ou menos e cerca de um quinto (19,5%) há 30 anos ou mais. A população imigrante tinha uma maior proporção de homens (imigrantes: 50,6%; portugueses: 47,5%), uma estrutura etária mais jovem, com mais de metade no grupo etário 25-44 anos (imigrantes: 51...

A escola e a escolarização em Portugal: representações dos imigrantes da Europa de Leste

Martins, António Joaquim Sota
Fonte: Universidade Aberta de Portugal Publicador: Universidade Aberta de Portugal
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 1349309 bytes; application/pdf
Publicado em //2005 POR
Relevância na Pesquisa
37.29%
Dissertação de Mestrado em Relações Interculturais apresentada à Universidade Aberta; Resumo - Os fluxos migratórios têm sido uma marca permanente na História de Portugal. Primordialmente país de emigrantes, nos últimos anos Portugal passou a ser um destino apetecido das migrações internacionais. Para isso, muito contribuíram a nossa adesão à União Europeia, o desenvolvimento económico do país nas últimas décadas e a existência de políticas de imigração menos restritivas. Um dos grupos de imigrantes que mais aumentou na última década foi o dos imigrantes da Europa de Leste, nomeadamente da Ucrânia, da Moldávia, da Rússia, da Roménia e da Bulgária. Para este rápido aumento do fluxo migratório da Europa de Leste para Portugal, tal como para outros países do Sul da Europa, em muito contribuíram as alterações no mapa político europeu, resultantes do desmembramento do grande estado soviético, as profundas alterações políticas, económicas e sociais que tiveram lugar nos antigos estados socialistas e os graves problemas económicos e sociais que aí se verificaram. Importa, pois, perceber como se tem realizado a integração deste novos imigrantes na sociedade portuguesa, assim como os resultados das políticas de imigração que têm sido desenvolvidas pelo estado português. No presente estudo...

Nem Brás, nem Flores: hospedaria de Imigrantes da cidade de São Paulo (1875-1886); Neither Brás nor flowers: immigrants\' hostel in the city of São Paulo (1875-1886)

Udaeta, Rosa Guadalupe Soares
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 04/10/2013 PT
Relevância na Pesquisa
37.27%
Na segunda metade do século XIX, leis abolicionistas, como a Lei Eusébio de Queiroz que impedia o tráfico negreiro, levaram os fazendeiros paulistas a buscar novas alternativas para suprir a necessidade de abastecimento de mão de obra. Uma das alternativas foi trazer europeus. As hospedarias de imigrantes desempenharam importante papel no processo migratório brasileiro, por ser local de transição de estrangeiros e nacionais após a longa viagem do seu ponto de origem ao seu destino. Entre o navio da Europa até a chegada às fazendas no interior paulista, as hospedarias de imigrantes foram importantes para acolhê-los, alimentálos e direcioná-los para o trabalho, quer nas fazendas, quer nas cidades. Nosso objetivo foi localizar hospedarias que não costumam ser elencadas pela historiografia e compreender a quem se destinavam, como se organizavam e quem as comandava. Através da análise textual e paleográfica da documentação oficial dos relatórios de Império e Província, da legislação, dos periódicos e de manuscritos do Arquivo Público do Estado de São Paulo e da historiografia localizamos hospedarias de imigrantes, de núcleos coloniais e de internação, que funcionaram entre 1875 e 1886. Consideramos que os cafeicultores paulistas...

Um estudo sociolinguistico da comunidade dos imigrantes brasileiros em Santa Rosa del Monday-Paraguai

Leticia Miller Martins
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 09/08/1996 PT
Relevância na Pesquisa
37.27%
A comunidade de Santa Rosa deI Monday, Paraguai, localiza-se aproximadamente 80 km da fronteira Brasil-Paraguai. É constituída por 12.738 habitantes, dos quais 1.760 vivem na área urbana e 10.978 na área rural. Desse número, 85% são imigrantes brasileiros, descendentes de alemães. O processo de colonização de Santa Rosa deI Monday teve início na década de 70, com a chegada dos primeiros colonos brasileiros. Como região original de deslocamento, os imigrantes têm em comum a mesma região de origem, Rio Grande do Sul. De um modo geral, os imigrantes brasileiros são conhecidos como brasiguaios, porém esta denominação é rejeitada pelo grupo, por ver nesta palavra um sentido pejorativo. Os imigrantes brasileiros em Santa Rosa deI Monday identificam- se como descendentes de alemães. Apresentam, além dos seus sobrenomes alemães, o domínio da língua alemã. Esses imigrantes levaram para o Paraguai não só a língua portuguesa e alemã, mas também sua cultura e tradição. O processo de imigração para o Paraguai impôs ao grupo a necessidade de aquisição de mais uma língua, o espanhol. Este estudo apresenta a história dos imigrantes brasileiros em Santa Rosa deI Monday e tem como objetivo caracterizar a comunidade de fala dos imigrantes...

Movimento operário em Alegrete: a presença de imigrantes e estrangeiros (1897-1929)

Corrêa, Anderson Romário Pereira
Fonte: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre Publicador: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre
Tipo: Dissertação de Mestrado
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
37.27%
A presente Dissertação aborda o Movimento Operário em Alegrete e a presença de imigrantes e estrangeiros entre os anos de 1897 e 1929. Existem poucos estudos que discutem a relação entre movimento operário e imigração, da mesma forma que existe uma carência em estudos que abordem o movimento operário no Rio Grande do Sul, fora de espaços como Rio Grande/ Pelotas e Região Metropolitana de Porto Alegre. Por isso, a importância de expandir as pesquisas sobre outras regiões, como, por exemplo, a fronteira e campanha sudoeste do Rio Grande do Sul. O problema da pesquisa é conhecer o papel dos imigrantes na formação do movimento operário. Mais especificamente pretende-se conhecer o papel de imigrantes e estrangeiros na formação do movimento operário alegretense. Para explicar o movimento operário e a presença de imigrantes dentro da linha interpretativa de E. P Thompson, que privilegia o “Fazer-se” da classe e suas experiências, utilizou-se do conceito de “internacionalismo operário” desenvolvido por Isabel Aparecida Bilhão, filiado ao campo da cultura (identidade). Utilizam-se as mais diversas fontes para a obtenção de informações, desde as primárias até as secundárias. Das fontes secundárias, foram importantes as Teses e Dissertações; das fontes primárias...

Construções imaginárias e memória discursiva de imigrantes alemães no Rio Grande do Sul

Gaelzer, Vejane
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
37.39%
Esta tese, filiada à Análise do Discurso de linha francesa, fundada por Michel Pêcheux, tem como foco investigar as relações de contradição postuladas na construção do imaginário de brasilidade e no apagamento da identidade dos imigrantes alemães, entre os discursos e as práticas políticas do Governo Vargas e os discursos dos imigrantes alemães e seus descendentes sobre como essa política foi implantada. Para isso, nosso corpus discursivo compõe-se, especificamente, de entrevistas realizadas com imigrantes e filhos de imigrantes alemães, sujeitos que chegaram ao Brasil por volta do final do século XIX e início do século XX. Desta forma, buscamos analisar as relações de contradição que entram em jogo entre os discursos e as práticas do governo do Estado Novo sobre as questões de nacionalidade e, ao mesmo tempo, os discursos de imigrantes e seus descendentes, envolvendo a memória discursiva, pela qual emerge o reconhecimento ao grupo de alemães-brasileiros e a interdição do sujeito pela língua. No primeiro momento, discutimos a concepção de identidade e sua relação com a língua na constituição dos elementos de identificação dos sujeitos imigrantes a partir dos saberes que os interpelam, os saberes da Formação Discursiva de Imigrantes Alemães. Na segunda parte do trabalho...

Procura de Cuidados e Acesso aos Serviços de Saúde em Comunidades Imigrantes: Um estudo com imigrantes e profissionais de saúde

Dias,Sónia; Rodrigues,Rita; Silva,António; Horta,Rosário; Cargaleiro,Helena
Fonte: ArquiMed - Edições Científicas AEFMUP Publicador: ArquiMed - Edições Científicas AEFMUP
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2010 PT
Relevância na Pesquisa
37.27%
Neste estudo pretendeu-se descrever as percepções de imigrantes e profissionais de saúde sobre a procura de cuidados de saúde e os factores que influenciam o acesso e utilização dos serviços pelas populações imigrantes. A recolha dos dados foi efectuada através de grupos focais com amostras intencionais de 20 imigrantes e 32 profissionais de saúde. Realizaram-se seis grupos focais, um com cada grupo de imigrantes (de Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa, do Brasil e de países da Europa de Leste) e profissionais (médicos, enfermeiros, administrativos). Os dados foram analisados através da análise de conteúdo. Os resultados revelaram a existência de diferentes padrões de procura de cuidados de saúde, tendo sido descritas situações de utilização regular dos serviços, de uso apenas em situação de urgência e de não utilização. Simultaneamente foi referida a adopção de outras práticas face à necessidade de cuidados de saúde. Nos grupos focais foram apontados como barreiras no acesso e utilização dos serviços a situação irregular, as dificuldades socioeconómicas, o desconhecimento da legislação sobre o acesso, as questões culturais, as atitudes e competências dos profissionais e aspectos relacionados com os serviços. A procura de cuidados nos serviços de saúde resulta da interacção dinâmica de múltiplos factores que devem ser tidos em conta no planeamento de estratégias para a melhoria da saúde das populações imigrantes. O acesso aos cuidados envolve vários aspectos que não apenas o direito legal. É essencial investir na formação dos profissionais de saúde ao nível do seu conhecimento e competências para lidar com a diversidade cultural...