Página 1 dos resultados de 373 itens digitais encontrados em 0.002 segundos

Mensuração do volume e quantificação dos índices vasculares placentários pela ultra-sonografia tridimensional com power Doppler em gestações normais; Measurements of placental volume and vascular indices by three-dimensional ultrasound power Doppler in normal pregnancies

Paula, Carla Fagundes Silva de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 03/12/2008 PT
Relevância na Pesquisa
46.28%
Objetivo: Confeccionar curvas de normalidade do volume e dos índices de vascularização placentária segundo a idade gestacional (IG) e o peso fetal estimado (PFE). Métodos: Durante o período compreendido entre março e novembro de 2007 foi realizado estudo observacional transversal envolvendo 280 gestantes com idades gestacionais compreendidas entre 12 a 38 semanas. As gestantes foram submetidas à ultra-sonografia para avaliação do volume placentário tridimensional calculado pelo método VOCAL com quantificação da vascularização placentária por meio dos índices vasculares: índice de vascularização (IV), índice de vascularização e fluxo (IVF) e índice de fluxo (IF), usando-se o power Doppler. Os critérios de inclusão foram gestações únicas com idade gestacional confirmada à ultra-sonografia, sem doenças maternas e/ou malformações fetais. Foram derivadas equações matemáticas para as curvas do volume placentário e dos índices vasculares (IF, IV e IFV) por meio de modelo de regressão linear, assim como os percentis 10, 50 e 90 para volume placentário em relação à idade gestacional e o peso fetal estimado. Resultados: Foram incluídas no estudo 280 gestantes, das quais 14 (5%) foram excluídas por apresentarem intercorrências maternas...

Análises morfológica e dinâmica da coronária baseadas no processamento tridimensional de exames de ultrassonografia intravascular; Morphological and dynamic analysis of the coronary based on tridimensional image processing of intravascular ultrasound examination

Matsumoto, Monica Mitiko Soares
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 05/11/2010 PT
Relevância na Pesquisa
46.7%
Na prática intervencionista, a ultrassonografia intravascular (USIV) é usada para se obter informações quantitativas e qualitativas do acometimento aterosclerótico, de forma complementar à angiografia. Esta tese teve como objetivos explorar a característica tomográfica do exame de USIV, bem como sua dinâmica dentro do ciclo cardíaco. Para isso, desenvolvemos técnicas de processamento de imagens médicas. Primeiramente, investigamos a reconstrução tridimensional da coronária baseando-nos apenas nas imagens de USIV, ou seja, sem a angiografia, como é feita a reconstrução atualmente. Na análise da dinâmica, fizemos um estudo para dispor volumes da coronária em diferentes fases do ciclo cardíaco de forma que estivessem alinhados espacialmente. Como consequência dos tratamentos propostos anteriormente, realizamos estudos sobre a quantificação de propriedades mecânicas dentro das condições oferecidas no intervalo de um ciclo cardíaco. As metodologias propostas foram aplicadas em simulações numéricas desenvolvidas neste trabalho e em exames reais. Obtivemos resultados compatíveis com os objetivos iniciais para reconstrução tridimensional da USIV em simulações numéricas. Na análise da dinâmica, a reconstrução de volumes em diferentes fases do ciclo e o alinhamento espacial possibilitaram a quantificação da variação setorial de volume da luz do vaso durante o ciclo cardíaco; In percutaneous coronary interventions...

Padronização de uma técnica para medida da espessura e do volume endometrial por ultrassonografia tridimensional: um estudo de confiabilidade e concordância intra e interobservador; Standardized measurement technique may improve the reliability of measurements of endometrial thickness and volume

Leite, Stael Porto
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 15/12/2011 PT
Relevância na Pesquisa
46.35%
Introdução: A avaliação endometrial à ultrassonografia, em geral, tem sua aplicação clínica em larga escala dentro do ciclo reprodutivo feminino, porém, (até onde se sabe), sem uma forma padronizada para a realização dessas medidas. Objetivo: O objetivo deste estudo foi avaliar se a padronização do exame ultrassonográfico tridimensional (US-3D) do útero ao modo multiplanar -"standardization of the multiplanar view" - (SMV) melhora a confiabilidade intra e interobservador e a concordância em relação às medidas endometriais. Casuística e Métodos: Foram realizados exames utrassonográficos, ao modo bidimensional (US-2D) e tridimensional (US-3D) em 30 mulheres submetidas a tratamento em reprodução assistida. Dois observadores mediram a espessura endometrial utilizando US-2D e US-3D. O volume endometrial foi avaliado por meio do sistema computadorizado VOCAL(TM) em planos longitudinal (A) e coronal (C) utilizando o exame multiplanar de forma não padronizada - "unmodified multiplanar view" (UMV) e aquele sob a forma padronizada - "standardized multiplanar view" (SMV). O coeficiente de correlação intraclasse (CCI) foi empregado para avaliar a confiabilidade entre as medidas. A concordância foi avaliada colculando-se a média das diferenças e dos "limites de concordância de Bland-Altman (LoA)". O grau de facilidade em delimitar e contornar a interface endométrio-miométrio ao plano A ou C foi determinado de forma subjetiva. Resultados: A medida do volume endometrial utilizando o SMV ao plano A mostrou-se mais confiável (IC intra e interobservador 0...

Avaliação de medidas lineares para osteotomia tipo Le Fort I por meio de diferentes programas de imagem utilizando a tomografia computadorizada; Assessment of linear measurements for Le Fort I osteotomy with different imaging software using computed tomography

Santos, Bruno Felipe Gaia dos
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 11/09/2013 PT
Relevância na Pesquisa
46.32%
O sucesso da cirurgia ortognática está relacionado com diversos fatores como análise facial precisa e acurada, e exames de imagem com alta qualidade. Atualmente, diversos programas de imagens tridimensionais, comerciais e abertos, estão disponíveis no auxílio diagnóstico, elaboração do plano de tratamento e simulação do procedimento cirúrgico para correção das deformidades dentofaciais. Entretanto, estudos avaliando os diferentes métodos de mensuração linear empregados pelos programas de imagem por meio da reconstrução 3D no planejamento da osteotomia tipo Le Fort I são escassos e, maiores esclarecimentos sobre sua precisão e a acurácia são necessários. O objetivo deste estudo foi estabelecer: a) precisão e acurácia de medidas lineares tridimensionais para osteotomia tipo Le Fort I obtidas por meio da tomografia computadorizada multislice (TCMS) e feixe cônico (TCFC) e b) comparar a precisão e acurácia de medidas lineares para osteotomia tipo Le Fort I realizadas por meio de três programas de imagem utilizando a 3D-TCFC. A amostra foi constituída por onze crânios secos submetidos à TCMS 64 canais e TCFC. As reconstruções tridimensionais (3D-TC) foram geradas, e medidas lineares (n=11) baseadas em estruturas e pontos anatômicos de interesse à osteotomia tipo Le Fort I foram realizados independentemente...

Reconstrução tridimensional de objetos a partir das projeções de suas secções; Tridimensional objects reconstruction from the projections of theirs sections

Mattos, Patrícia Noll de
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
46.61%
Este trabalho trata da reconstrução tomográfica bidimensional e tridimensional, a partir de projeções, visando sua utilização em qualquer aplicação que necessite do volume completo do objeto em questão ou que necessite das imagens adquiridas dos- objetos projetados. Propicie-se utilizar um dos métodos pelo qual a tomografia Computadorizada gera as fatias bidimensionais do corpo exposto, expandindo-o para a terceira dimensão. Para tornar isto possível, é necessário o estudo de métodos de reconstrução-bidimensional, bem como a implementação de um deles. E desenvolvido, então, um estudo sobre os conceitos da tomografia computadorizada, seus diferentes tipos, contendo, os métodos de reconstruçãobidimensional utilizado por elas, alem, dos métodos de aquisição das projeções dos objetos a serem reconstruídos. E apresentada uma proposta de trabalho bidimensional, onde será implementado, alem do algoritmo de reconstrução, o processo de aquisição das projeções do objeto em questão, bem como, a modelagem do mesmo. Além, do desenvolvimento de uma proposta de trabalho tridimensional, onde o método de reconstrução bidimensional desenvolvido será expandido para a terceira dimensão e implementado, juntamente com o processo de aquisição dos objetos tridimensionais projetados...

Exatidão, precisão e reprodutibilidade de medidas dentárias em modelos de gessso e imagem tridimensional

Grehs, Betina
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 75 f. : il. color.
POR
Relevância na Pesquisa
66.59%
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Pós-graduação em Ciências Odontológicas - FOAR; O presente projeto desenvolvido em dois estudos visa avaliar: 1- a exatidão, precisão e reprodutibilidade de medições obtidas em modelos de gesso utilizando diferentes instrumentos de medidas e 2 –avaliar a influência do posicionamento da moldeira durante o tempo de presa do gesso na distorção dos modelos. Trinta modelos de gesso foram selecionados de maneira aleatória, preenchendo os seguintes requisitos de inclusão da amostra: 1)Presença dos incisivos, caninos, pré-molares e os primeiros molares permanentes em ambas as arcadas maxilar e mandibular; 2) Todos os dentes dos modelos terão que exibir morfologia normal; 3)Ausência de irregularidades no gesso proveniente de lesões cariosas e restaurações que possam afetar o diâmetro mésio-distal ou buco-lingual da coroa dentária; 4) Nenhum tratamento ortodôntico prévio. No estudo 1 as medições foram realizadas com três instrumentos: 1-Paquímetro digital da marca Mitutoyo Digimatic®, Mitutoyo (UK) Ltd, com os modelos posicionado sobre uma superfície plana; 2- Sistema MicroScribe 3DX (Immersion, San Jose, Calif): é um scanner 3D que grava a localização do ponto identificado com a extremidade de uma caneta. Colocando essa caneta em vários pontos do objeto a ser medido...

Proposta e aplicação de um novo protocolo 3D no diagnóstico da assimetria facial utilizando-se da tomografia computadorizada; Proposal and application of a new 3D protocol for diagnosis of facial asymmetry using computerized tomography

Carlos Henrique Silveira Villela
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
PT
Relevância na Pesquisa
46.42%
O diagnóstico das assimetrias faciais tem sido realizado por meio de exames físicos e complementares. As tomadas radiográficas convencionais ainda são os recursos mais difundidos como exames complementares para o diagnóstico das assimetrias faciais. Hoje, novas técnicas de obtenção de imagem podem fornecer visualizações tridimensionais do complexo craniofacial. Estas, por sua vez, podem eliminar magnificações e demagnificações quando da obtenção de mensurações. A imagem tridimensional, utilizando-se de soluções computacionais, pode ser movimentada em diversas direções. Este recurso favorece a cranioscopia, técnica pela quais grandes e médias assimetrias são reconhecidas em qualquer região do complexo craniofacial. A quantificação de assimetrias menores pode ser reconhecida por mensurações realizadas no biomodelo 3D virtual, ou seja, pela craniometria. Alguns protocolos 3D já foram propostos com a finalidade de qualificar e/ou quantificar a assimetria facial. Este trabalho propõe um novo protocolo 3D que faz uso das novas técnicas de aquisição e tratamento de imagens. Utiliza-se então da tomografia computadorizada e tendo como meta qualificar e quantificar a assimetria facial. Para isso, utiliza-se da marcação de pontos anatômicos verdadeiros...

Ultra-sonografia tridimensional do colo uterino na gestação: perspectivas

Brandão,Rosieny Souza; Murta,Carlos Geraldo Viana; Moron,Antonio Fernandes; Mattar,Rosiane; Pires,Claudio Rodrigues; Guerzet,Eduardo Almeida
Fonte: Colégio Brasileiro de Radiologia e Diagnóstico por Imagem Publicador: Colégio Brasileiro de Radiologia e Diagnóstico por Imagem
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2006 PT
Relevância na Pesquisa
46.55%
A medida do comprimento cervical por ultra-sonografia transvaginal é útil no rastreamento do parto prematuro, sendo o encurtamento do colo fator preditor do trabalho de parto pré-termo. Os métodos tradicionais para avaliar a cérvice na gestação são limitados e insatisfatórios. O exame de toque digital, considerado método padrão, demonstra variação entre diferentes examinadores, entretanto, a ultra-sonografia transvaginal é exame eficiente durante a gravidez. Recentemente, o exame ultra-sonográfico tridimensional tem sido utilizado na prática clínica, incluindo o estudo do colo. Grande volume de informações pode ser obtido e armazenado utilizando-se a tecnologia tridimensional. A informação armazenada permite ser manipulada e analisada por número infinito de planos. O exame ultra-sonográfico transvaginal tridimensional é o único capaz de obter o plano coronal pela visualização da imagem em organização multiplanar. Este método aparenta oferecer potencial diagnóstico no aumento da acurácia da ultra-sonografia cervical.

Ultra-sonografia tridimensional em ginecologia: malformações uterinas

Ferreira,Adilson Cunha; Mauad Filho,Francisco; Nicolau,Luis Guilherme; Gallarreta,Francisco M. Pancich; Paula,Wellington Martins de; Gomes,Débora Cristina
Fonte: Colégio Brasileiro de Radiologia e Diagnóstico por Imagem Publicador: Colégio Brasileiro de Radiologia e Diagnóstico por Imagem
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2007 PT
Relevância na Pesquisa
46.44%
As malformações uterinas são achados pouco comuns na clínica ginecológica. As estatísticas nesta área são muito falhas. Corrobora, ainda, a falta de uniformização na terminologia empregada e as dificuldades diagnósticas. A partir da década de oitenta, a ultra-sonografia tornou-se um procedimento indispensável à prática toco-ginecológica, contribuindo e modificando conceitos e procedimentos dentro dessa especialidade. O advento dos transdutores endocavitários, a análise com Doppler colorido de amplitude e espectral, assim como a melhoria crescente da qualidade de imagem contribuíram para isso. Nos últimos dez anos muito se tem pesquisado, publicado e discutido sobre o papel da ultra-sonografia tridimensional. Os autores fazem uma revisão do tema e ressaltam a importância dessa metodologia como modalidade diagnóstica.

Aplicações da ultra-sonografia tridimensional na avaliação do cerebelo fetal

Araujo Júnior,Edward; Guimarães Filho,Hélio Antonio; Pires,Cláudio Rodrigues; Nardozza,Luciano Marcondes Machado; Moron,Antonio Fernandes
Fonte: Colégio Brasileiro de Radiologia e Diagnóstico por Imagem Publicador: Colégio Brasileiro de Radiologia e Diagnóstico por Imagem
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2007 PT
Relevância na Pesquisa
46.44%
Nos últimos anos a ultra-sonografia tridimensional tem-se tornado um método de imagem de grande importância no diagnóstico em obstetrícia. Um de seus benefícios seria a maior sensibilidade, em relação ao ultra-som bidimensional, no diagnóstico de algumas malformações fetais. As potenciais aplicações desse novo método seriam uma maior acurácia na medida do volume de órgãos fetais, a possibilidade de rever volumes na ausência da paciente, a possibilidade de utilizar diferentes planos para avaliar determinada estrutura anatômica e a capacidade de transmissão de volumes para centros de referência. A avaliação ultra-sonográfica do cerebelo fetal é de extrema importância, pois, comprovadamente, alterações no seu desenvolvimento estão correlacionadas com alterações do crescimento fetal e anomalias congênitas. O objetivo desta atualização é demonstrar os métodos VOCAL™ e 3D XI™ na avaliação do cerebelo fetal, seus potenciais benefícios e o que há de mais atual na literatura a respeito deste assunto.

Ultra-som tridimensional na avaliação do volume de membros fetais

Araujo Júnior,Edward; Vieira,Márcio Fragoso; Nardozza,Luciano Marcondes Machado; Guimarães Filho,Hélio Antônio; Pires,Cláudio Rodrigues; Moron,Antonio Fernandes
Fonte: Colégio Brasileiro de Radiologia e Diagnóstico por Imagem Publicador: Colégio Brasileiro de Radiologia e Diagnóstico por Imagem
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2007 PT
Relevância na Pesquisa
46.35%
O volume de membros fetais é conhecido marcador do estado nutricional e de crescimento intra-uterino. O surgimento da ultra-sonografia tridimensional tem permitido avaliação volumétrica mais precisa, principalmente de estruturas com formas irregulares, como é o caso dos órgãos fetais. A ultra-sonografia tridimensional pelo modo multiplanar surge como o método mais eficiente para a avaliação do volume de membros fetais, tornando-se o exame mais acurado para a predição de peso ao nascimento. Atualmente, por meio desse método, já se consegue monitorar o desenvolvimento do tecido macio, sendo capaz de diagnosticar mais precocemente os distúrbios do crescimento intra-uterino. Em nosso meio, em que há altos índices de desvios do crescimento fetal e ao mesmo tempo baixa assistência neonatal de qualidade, a maior difusão do método poderia contribuir de forma decisiva para a diminuição nos índices de morbidade e mortalidade perinatais.

Correlação do volume da vesícula vitelínica obtida por meio da ultrassonografia tridimensional com a idade gestacional entre a 7ª e a 10ª semanas usando o método multiplanar

Rolo,Liliam Cristine; Nardozza,Luciano Marcondes Machado; Araujo Júnior,Edward; Bortoletti Filho,João; Nowak,Paulo Martin; Moron,Antonio Fernandes
Fonte: Colégio Brasileiro de Radiologia e Diagnóstico por Imagem Publicador: Colégio Brasileiro de Radiologia e Diagnóstico por Imagem
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2009 PT
Relevância na Pesquisa
56.44%
OBJETIVO: Avaliar a correlação do volume da vesícula vitelínica aferida por meio da ultrassonografia tridimensional com a idade gestacional entre a 7ª e a 10ª semanas. MATERIAIS E MÉTODOS: Realizou-se um estudo do tipo corte transversal envolvendo 72 gestantes normais entre a 7ª e a 10ª semanas de gestação. Para o cálculo do volume da vesícula vitelínica, utilizou-se o método multiplanar com intervalo de 1,0 mm entre os planos. Para o volume da vesícula vitelínica foram determinadas médias, medianas, desvios-padrão e valores máximo e mínimo. Para avaliar a correlação entre o volume da vesícula vitelínica e a idade gestacional, foram criados modelos de regressão, sendo os ajustes realizados pelo coeficiente de determinação (R²). RESULTADOS: O volume da vesícula vitelínica (VV) mostrou-se fracamente correlacionado com a idade gestacional (IG), melhor representado pela regressão quadrática, representada pela equação: volume VV = 0,9757 - 0,2499 × IG + 0,0172 × IG² (R² = 0,234). O volume médio da vesícula vitelínica variou de 0,07 cm³ (0,02-0,11) a 0,20 cm³ (0,02-0,74) entre a 7ª e a 10ª semanas de gestação, com média de 0,11 cm³ (± 0,10 cm³). CONCLUSÃO: O volume da vesícula vitelínica correlacionou-se fracamente com a idade gestacional.

Avaliação do volume da placenta no primeiro trimestre de gestação por meio da ultrassonografia tridimensional utilizando o método XI VOCAL

Nowak,Paulo Martin; Nardozza,Luciano Marcondes Machado; Araujo Júnior,Edward; Rolo,Liliam Cristine; Guimarães Filho,Hélio Antonio; Moron,Antonio Fernandes
Fonte: Colégio Brasileiro de Radiologia e Diagnóstico por Imagem Publicador: Colégio Brasileiro de Radiologia e Diagnóstico por Imagem
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2010 PT
Relevância na Pesquisa
56.44%
OBJETIVO: Determinar valores de referência para o volume da placenta entre 7 e 10 semanas e 6 dias de gestação por meio da ultrassonografia tridimensional utilizando o método XI VOCAL (eXtended Imaging Virtual Organ Computer-aided Analysis). MATERIAIS E MÉTODOS: Realizou-se estudo de corte transversal com 70 gestantes normais entre 7 e 10 semanas e 6 dias. Para o cálculo de volume, utilizou-se o método XI VOCAL com delimitação de dez planos adjacentes. Foram determinadas médias, medianas, desvios-padrão, valores máximo e mínimo para o volume da placenta. Para avaliar a correlação do volume da placenta com a idade gestacional, foi criado gráfico de dispersão, sendo o ajuste realizado pelo coeficiente de determinação (R²). RESULTADOS: A média do volume da placenta variou de 4,6 cm³ (2,6-8,6 cm³) a 28,9 cm³ (11,4-66,9 cm³). O volume da placenta (VP) se mostrou altamente correlacionado com a idade gestacional (IG), sendo o melhor ajuste com a regressão exponencial [VP = exp(0,582 × IG + 0,063); R² = 0,82]. CONCLUSÃO: Valores de referência para o volume da placenta no primeiro trimestre de gestação utilizando o método XI VOCAL foram determinados.

Reprodutibilidade interobservador dos índices vasculares do Doppler de amplitude tridimensional do embrião entre 7 e 10 semanas e 6 dias de gestação

Bortoletti Filho,João; Nardozza,Luciano Marcondes Machado; Araujo Júnior,Edward; Rolo,Liliam Cristine; Nowak,Paulo Martin; Guimarães Filho,Hélio Antonio; Moron,Antonio Fernandes
Fonte: Colégio Brasileiro de Radiologia e Diagnóstico por Imagem Publicador: Colégio Brasileiro de Radiologia e Diagnóstico por Imagem
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2010 PT
Relevância na Pesquisa
56.51%
OBJETIVO: Avaliar a reprodutibilidade interobservador dos índices de vascularização do Doppler de amplitude tridimensional (Doppler de amplitude 3D) no primeiro trimestre de gestação. MATERIAIS E MÉTODOS: Realizou-se estudo de reprodutibilidade com 32 gestantes normais entre 7 e 10 semanas e 6 dias. Para o cálculo do volume tridimensional dos embriões utilizou-se o método VOCAL (Virtual Organ Computer-aided AnaLysis) com ângulo de rotação de 12°. Em seguida obtiveram-se, automaticamente, os três índices vasculares do Doppler de amplitude 3D: índice de vascularização (VI), índice de fluxo (FI) e índice de vascularização e fluxo (VFI). Para o cálculo da variabilidade interobservador, um examinador realizou uma segunda medida dos 32 embriões e um segundo examinador realizou uma terceira medida dos mesmos volumes, ambos desconhecendo os resultados do outro. Utilizaram-se, para análise estatística, o coeficiente de correlação intraclasse (CCI) e gráficos de Bland-Altman. RESULTADOS: Observou-se boa reprodutibilidade interobservador dos três índices vasculares. O VI apresentou CCI = 0,9 e média da diferença = -1,1; o FI apresentou CCI = 0,9 e média da diferença = -0,5; e o VFI apresentou CCI = 0,9 e média da diferença = -1...

Reprodutibilidade do volume de membros fetais pela ultrassonografia tridimensional utilizando o método XI VOCAL

Cavalcante,Rafael Oliveira; Araujo Júnior,Edward; Nardozza,Luciano Marcondes Machado; Rolo,Liliam Cristine; Moron,Antonio Fernandes
Fonte: Colégio Brasileiro de Radiologia e Diagnóstico por Imagem Publicador: Colégio Brasileiro de Radiologia e Diagnóstico por Imagem
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2010 PT
Relevância na Pesquisa
46.35%
OBJETIVO: Avaliar a reprodutibilidade do volume do braço e coxa fetais aferido pela ultrassonografia tridimensional utilizando o método eXtended Imaging Virtual Organ Computer-aided AnaLysis (XI VOCAL). MATERIAIS E MÉTODOS: Realizou-se estudo de reprodutibilidade com 43 fetos normais entre 20 e 37 semanas. Para o cálculo do volume do braço e coxa fetais utilizou-se o método XI VOCAL com delimitação de 10 planos consecutivos. Para o cálculo da variabilidade interobservador, um examinador realizou uma medida do volume do braço e coxa dos 43 fetos, enquanto um segundo examinador, sem o conhecimento prévio dos resultados do primeiro examinador, realizou uma segunda medida dos mesmos volumes. Utilizaram-se, para os cálculos estatísticos, o coeficiente de correlação intraclasse (ricc), gráficos de Bland-Altman e teste t-Student pareado (p). RESULTADOS: Observou-se alta reprodutibilidade interobservador. Para o volume do braço, obtiveram-se ricc = 0,996 (intervalo de confiança [IC] 95%: 0,992; 0,998) e média das diferenças = 0,13 ± 1,29% (95% limites de concordância: -2,54; +2,54%). Para o volume da coxa, obtiveram-se ricc = 0,997 (IC 95%: 0,995; 0,999) e média das diferenças = 0,24 ± 7,60% (95% limites de concordância: -7...

Intervalos de referência para o volume da cisterna magna fetal por meio do método bidimensional usando o modo multiplanar da ultrassonografia tridimensional

Nardozza,Luciano Marcondes Machado; Passos,Ana Paula; Araujo Júnior,Edward; Bruns,Rafael Frederico; Moron,Antonio Fernandes
Fonte: Colégio Brasileiro de Radiologia e Diagnóstico por Imagem Publicador: Colégio Brasileiro de Radiologia e Diagnóstico por Imagem
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2014 PT
Relevância na Pesquisa
46.35%
Objetivo: Determinar intervalos de referência para o volume da cisterna magna fetal por meio do método bidimensional (2D) usando o modo multiplanar da ultrassonografia tridimensional. Materiais e Métodos: Estudo de corte transversal com 224 gestantes normais entre a 17ª e 29ª semanas. O volume foi obtido automaticamente pela multiplicação dos três maiores eixos nos planos axial e sagital pela constante 0,52. Regressão polinomial foi realizada para obter correlação entre o volume 2D da cisterna magna e a idade gestacional, sendo os ajustes realizados pelo coeficiente de determinação (R2). Confiabilidade e concordância foram obtidas pelo coeficiente de correlação intraclasse (CCI) e limites de concordância. Resultados: A média do volume da cisterna magna 2D variou de 0,71 ± 0,19 cm3 para 4,18 ± 0,75 cm3 entre a 17ª e 29ª semanas, respectivamente. Observou-se boa correlação do volume da cisterna magna fetal 2D e a idade gestacional (R2 = 0,67). Observou-se excelente confiabilidade e concordância intraobservador com CCI = 0,89 e limites de concordância 95% (-52,0; 51,8), respectivamente. Observou-se baixa confiabilidade e concordância interobservador com CCI = 0...

Desenvolvimento das fissuras cerebrais fetais: avaliação com ultrassonografia tridimensional

Alves,Cynthia Maria Soares; Araujo Júnior,Edward; Nardozza,Luciano Marcondes Machado; Oliveira,Patrícia Soares de; Goldman,Suzan Menasce; Ajzen,Sérgio Aron; Moron,Antonio Fernandes
Fonte: Federação Brasileira das Sociedades de Ginecologia e Obstetrícia Publicador: Federação Brasileira das Sociedades de Ginecologia e Obstetrícia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2011 PT
Relevância na Pesquisa
46.35%
OBJETIVO: avaliar a distância das fissuras cerebrais fetais à borda interna da calota craniana por meio da ultrassonografia tridimensional (US3D). MÉTODOS: realizou-se um estudo de corte transversal em 80 gestantes normais entre a 21ª e 34ª semanas de gestação. Avaliou-se a distância entre a tábua óssea interna da calota craniana fetal e as fissuras de Sylvius, parieto-occipital, hipocampo e calcarina. Para a obtenção desta distância para as três primeiras fissuras, realizou-se uma varredura tridimensional através do plano axial (nível dos ventrículos laterais). Para a obtenção da distância da fissura calcarina utilizou-se uma varredura coronal (nível dos lobos occiptais). Para avaliar a correlação entre as fissuras e a idade gestacional foram realizadas regressões de primeiro grau, sendo os ajustes calculados pelo coeficiente de determinação (R²). Foram determinados percentis 5, 50 e 95 para cada fissura. Avaliou-se ainda a correlação entre a distância destas fissuras com os diâmetros biparietal (DBP) e circunferência craniana (CC) utilizando o coeficiente de correlação de Pearson (r). RESULTADOS: todas as medidas das fissuras apresentaram correlação linear com a idade gestacional (Sylvius: R²=0...

Atualização da anatomia do mecanismo extensor do joelho com uso de técnica de visualização tridimensional

Astur,Diego Costa; Oliveira,Saulo Gomes; Badra,Ricardo; Arliani,Gustavo Gonçalves; Kaleka,Camila Cohen; Jalikjian,Wahi; Golanó,Pau; Cohen,Moisés
Fonte: Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia Publicador: Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2011 PT
Relevância na Pesquisa
56.64%
O mecanismo extensor do joelho é uma estrutura complexa formada pelo músculo e tendão quadricipital, a patela, o tendão patelar e os ligamentos que os circundam e auxiliam na estabilização do joelho. Através do uso de técnica de visualização tridimensional de imagens do aparelho extensor do joelho pretendemos mostrar de forma didática as estruturas que compõem este complexo ósteo-músculo-ligamentar. Dissecção anatômica do joelho com ênfase nas estruturas do seu mecanismo extensor foi realizada seguida de fotografias com câmera e lentes adequadas para simulação da visão humana através de técnica de construção de imagem tridimensional. Em seguida, com a ajuda de software apropriado, as duas imagens da mesma estrutura de diferentes ângulos simulando a visão humana são sobrepostas com adição de camada polarizante, concluindo a construção da imagem anaglífica. As principais estruturas do mecanismo extensor do joelho podem ser observadas com efeito tridimensional. Dentre os principais benefícios relacionados a esta técnica, destacamos, além do ensino e estudo da anatomia musculoesquelética, o potencial uso em treinamento de procedimentos cirúrgicos e a realização de imagens em exames diagnósticos.

Proposta de simbologia para a representação tridimensional de postes de uma rede de energia elétrica

Santos, Suzana Daniela Rocha
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: Teses e Dissertações Formato: application/pdf
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
46.47%
Resumo: O desenvolvimento da tecnologia informática e de técnicas de realidade virtual causaram alterações significativas na cartografia. Essas mudanças estão presentes nos processos de geração, atualização e uso dos mapas. As novas técnicas de visualização e as novas possibilidades de interação computacional oferecem uma oportunidade para a criação de novas formas de representação da paisagem. Alguns desses novos modelos cartográficos compreendem os mapas interativos, mapas tridimensionais e mapas virtuais. A representação de dados geográficos em mapas tridimensionais facilita a compreensão da informação não só pelos especialistas em cartografia, mas também pelos usuários com pouca ou até mesmo sem nenhuma experiência com o uso de mapas, pois sua apresentação aproxima-se mais da realidade, o que auxilia na comprensão das relações espacias dos objetos representados. A indústria de engenharia elétrica tem sido considerada uma das maiores conquistas da engenharia do século XX. Um grande problema encontrado nesta área é a busca por melhorias na forma de visualização das informações das redes de energia elétrica, já que as boas condições de funcionamento das redes são de extrema importância para a sociedade. No contexto das redes de distribuição de energia elétrica os mapas tridimensionais representam uma ferramenta que possibilita vários recursos para a gestão territorial...

The brain, the tridimensional vision, and the techniques to obtain stereoscopic images; O cérebro, a visão tridimensional, e as técnicas de obtenção de imagens estereoscópicas

Ribas, Guilherme Carvalhal; Ribas, Eduardo Carvalhal; Rodrigues Junior, Aldo Junqueira
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 29/09/2006 POR
Relevância na Pesquisa
46.4%
In this review article the authors discuss initially the evolutionary developmentand the ocular and neural mechanisms involved with the stereoscopic tridimensional vision, and then describe with more details the different current techniques available to obtain, to print, to project and to see in computer monitors stereoscopic images. The article finishes mentioning the experience of the Clinical Anatomy Discipline of the Department of Surgery of the University of São Paulo Medical School in developing stereoscopic teaching images, utilizing the anaglyphic technique for printing and the polarized technique for projections, both currently done through digital technology. Sketches and anaglyphic images are shown along the text.; Em forma de artigo de revisão, os autores tratam aqui inicialmente do desenvolvimento filogenético e dos mecanismos oculares e neurais envolvidos com a visão tridimensional estereoscópica, e a seguir descrevem mais detalhadamente as diferentes técnicas disponíveis para a obtenção, impressão, projeção e visualização em monitores de imagens estereoscópicas. O artigo termina mencionando a experiência da Disciplina de Topografia Estrutural Humana do Departamento de Cirurgia da FMUSP com o desenvolvimento de material didático estereoscópico...