Página 1 dos resultados de 99 itens digitais encontrados em 0.003 segundos

Práticas publicitárias: linguagem, circuito e memória na produção de anúncios impressos no Brasil (1951-1965); Advertising practices: language, circuit and memory in the production of printed commercials in Brazil (1951-1965)

Genaro, Thiago de Mello
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 21/02/2013 PT
Relevância na Pesquisa
36.68%
Esta dissertação analisa a organização da atividade publicitária profissional no Brasil entre 1951 e 1965. Nosso objetivo é demonstrar que, por meio de discussões e disputas em torno da imagem publicitária impressa, podemos entender como se constituiu o campo publicitário brasileiro. Tais discussões envolveram o uso de uma linguagem técnica, a institucionalização da prática e a produção de uma memória. Este processo não apenas formou a classe publicitária (e sua identidade) como também monopolizou a produção de anúncios comerciais a partir da especialização da produção de imagens publicitárias. Veremos ainda que a imagem publicitária, mais do que um objeto bidimensional, é um artefato que circula por diversos espaços e se relaciona de diferentes formas em cada meio pelo qual circula. Compreender a materialidade do anúncio nos permitiu extrapolar a abordagem tradicional de imagens (a partir de seus conteúdos), para pensarmos nas relações sociais que se deram em função de sua produção, circulação e consumo. Tal abordagem foi possível graças ao nosso corpus documental, a revista especializada Propaganda, que forneceu os subsídios para o desenvolvimento da reflexão sobre as práticas publicitárias e os lugares das imagens não apenas nas representações...

A ilustração no processo de comunicação publicitária : A campanha Datelli Preview Verão 2011 na visão de seus produtores e consumidores

Dall Alba, Vivian Camila
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
36.47%
O presente estudo se vale da hermenêutica da profundidade para abordar o processo de comunicação publicitária da campanha Datelli Preview Verão 2011, identificada em três eixos: práticas de produção, mensagem e práticas de recepção. Para a realização desta pesquisa, primeiramente é apresentado o referencial teórico sobre as lógicas de produção e recepção publicitária no cotidiano e, num segundo momento, sobre a mensagem como comunicação persuasiva com ênfase na ilustração. Na etapa empírica, que constituiu em uma pesquisa exploratória qualitativa realizada através de entrevista individual, a campanha Datelli Preview Verão 2011 foi relatada desde a perspectiva dos publicitários e ilustrador, até seis consumidoras. Após a realização da análise, foram comparadas as intenções de criação da campanha pelos produtores e a sua percepção pelas consumidoras, bem como a lembrança da publicidade da marca e as associações que a ilustração usada atualmente suscita. Concluiu-se, entre outros resultados, que os objetivos de comunicação foram parcialmente atingidos, uma vez que poucas consumidoras recordaram espontaneamente da campanha, e, em geral, consideraram-na desvinculada da imagem da marca Datelli.

O perfume: análise da sua linguagem publicitária

Rodrigues, Carla Sofia de Almeida
Fonte: Escola Superior de Comunicação Social Publicador: Escola Superior de Comunicação Social
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /10/2011 POR
Relevância na Pesquisa
36.4%
Dissertação apresentada à Escola Superior de Comunicação Social para obtenção de grau de mestre em Publicidade e Marketing; Da união entre a publicidade de perfumes e o género do consumidor, nasceu a questão de partida que deu sentido a esta investigação. De facto, cabe à publicidade ser a emissora da mensagem publicitária junto do consumidor e é através dos sentidos que percepcionamos o mundo em geral. O propósito desta tese é perceber quais são os significados atribuídos ao género feminino em comparação com o masculino, detectando se os estereótipos por género se mantêm na publicidade a perfumes. Homens e mulheres são consumidores diferentes com gostos, necessidades e motivações diferentes portanto, foi a busca sobre estes conhecimentos que despertou o interesse pelo tema apresentado. É através do quadro teórico que este tema se desenvolveu ao tentar-se perceber quais as origens da publicidade e de como evoluiu até aos dias de hoje, sendo capaz de responder às necessidades de uma sociedade cada vez mais consumista e a consumidores atentos e cuidadosos com a sua imagem, saúde e bem-estar. Neste sentido, é perceptível que as identidades femininas e masculinas sejam construídas como reflexo da sociedade.Da amostra de 40 anúncios...

Os contos infantis como objecto da narrativa publicitária

Pereira, Ana Raquel Moura
Fonte: Escola Superior de Comunicação Social Publicador: Escola Superior de Comunicação Social
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /11/2009 POR
Relevância na Pesquisa
56.8%
Dissertação apresentada à Escola Superior de Comunicação Social para obtenção de grau de mestre em Publicidade e Marketing.; Do casamento entre a Publicidade e o Conto Infantil nasce a pergunta de partida que deu origem à investigação em questão. Com o intuito de vender sonhos e transformar fantasias em realidade, a Publicidade aproveita-se do mundo de valores perfeitos e finais felizes da narrativa infantil para se projectar nos desejos mais íntimos do seu receptor. Esta associação é possível graças a uma intemporal e universal herança cognitiva presente na mente do consumidor. Cabe à Publicidade apoderar-se desse património e reproduzi-lo de modo assertivo e eficaz em prol de uma marca, bem ou serviço. Através de um enquadramento teórico aprofundado sobre a temática em questão procurou-se compreender os factores históricos, sociais e psicológicos que justificam a apropriação dos Contos Infantis pela Publicidade. Face à construção deste cenário foi possível construir uma questão basilar que conduzisse à busca de uma resposta inovadora no campo da investigação da mensagem publicitária.Nesse sentido e de modo a compreender os valores emergentes do processo de adaptação da fantasia infantil à realidade publicitária...

A mulher “objecto” na publicidade

Veríssimo, Jorge Domingos Carapinha
Fonte: SOPCOM / UA Publicador: SOPCOM / UA
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
Publicado em /10/2005 POR
Relevância na Pesquisa
46.69%
Apesar da vulgaridade com que hoje em dia é usada a expressão “corpo objecto” são vários os autores que a empregam em qualquer representação do corpo da mulher destinada a promover produtos masculinos ou femininos esta comunicação, fruto de uma investigação inserida no contexto da minha tese de Doutoramento, intitulada As representações do corpo na publicidade, já apresentada publicamente no ISCTE (12 de Maio de 2005), visa demonstrar que este conceito apenas se deve aplicar aquando do recurso gratuito e primário de corpos femininos reveladores de determinados detalhes da sua feminilidade poses sensuais ou mesmo eróticas, corpos seminus ou nus e limitados à promoção de produtos masculinos, tal qual defendem Villegas e Chica: «é preciso reconhecer que o tratamento da mulher como objecto sexual passivo emerge de um modo dominante em anúncios dirigidos de forma exclusiva ou prevalecente aos homens: produtos de barbear, roupa masculina, determinados modelos de automóveis, bebidas alcoólicas, etc.» (2001, 40). 1 Nestas situações, a mulher acaba por ser ela própria um produto, um objecto, já que emerge nas mais diversas poses, funcionando como um elemento altamente persuasivo. Para demonstrar a esta posição recorri a uma vasta metodologia de análise da imagem...

A imagem feminina: os apelos na publicidade dirigida ao público infantil

Domingos, Renata Lamúrias Azevedo Beirão
Fonte: Escola Superior de Comunicação Social Publicador: Escola Superior de Comunicação Social
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /11/2014 POR
Relevância na Pesquisa
36.41%
Dissertação apresentada à Escola Superior de Comunicação Social como parte dos requisitos para obtenção de grau de mestre em Publicidade e Marketing.; Vivemos numa sociedade de imagem. Estamos permanentemente em contacto com estereótipos e ideais de beleza que nos são sugeridos socialmente como a chave para a felicidade, sendo consensual que a mulher ainda é o principal alvo destes padrões. A aparência feminina é moldada à imagem de um ideal que surge em revistas, passerelles, na indústria cinematográfica e, inevitavelmente, na publicidade. Os anúncios publicitários colocam-nos constantemente em contacto com a imagem de uma mulher perfeita e desejável que prometem tornar real através da posse de determinado produto. Com este estudo, pretende-se compreender até que ponto estes ideais estão presentes também na publicidade dirigida ao público infantil (mais concretamente, a crianças do sexo feminino), considerando que as crianças são consumidoras cada vez mais activas às quais as marcas se dirigem cada vez mais. Neste sentido, o objectivo deste estudo é analisar a presença de elementos que apelam à identificação da criança com a imagem feminina considerada ideal. Para tal, foi efectuada uma análise de conteúdo a 25 spots publicitários de brinquedos dirigidos ao público infantil feminino e emitidos no último trimestre de 2013. Esta análise foi realizada tendo em conta um conjunto de dimensões de análise previamente definidas. Identificada a presença de mecanismos que apelam à identificação da criança com ideais de beleza femininos...

Representação do espaço na imagem publicitária

Alves, Maria Celsa Rebelo Gil
Fonte: Universidade da Beira Interior Publicador: Universidade da Beira Interior
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2009 POR
Relevância na Pesquisa
56.73%
Pretendemos com este estudo descortinar sentidos e significados na representação do espaço da imagem publicitária, tendo como referência um corpus de análise constituído pelas revistas femininas da Vogue, do período de Setembro a Novembro de 2008. Foram construídas conceptualizações espaciais a partir dos estudos dos antropólogos Edward T. Hall e Marc Augé. Propusemo-nos compreender os padrões de comportamento que determinam as relações espaciais. A leitura subjacente a cada imagem é suportada por um contexto cultural do comportamento. Na linguagem não-verbal, existe uma substancial diversidade de comportamentos que precisamos de explorar e compreender, este estudo centrou-se fazer a ligação entre a linguagem corporal e a do tempo e do espaço. A imagem publicitária transmite inúmeros significados; todos os símbolos, sinais e signos que a constituem têm uma função específica superior que está intimamente ligada à orientação do público alvo, a partir da identificação dos seus padrões culturais. O espaço é entendido como um meio, ou um instrumento, onde se descobrem comunicações contextuais e se faz produção de sentidos, poderemos concluir que o espaço é comunicação de contextos. Desenvolvemos um trabalho que tem como objectivo compreender o modo como o espaço...

O estatuto da imagem na publicidade e o seu valor estratégico : reposicionamento da marca Fundão

Carapito, Sofia Isabel Alexandre
Fonte: Universidade da Beira Interior Publicador: Universidade da Beira Interior
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /06/2010 POR
Relevância na Pesquisa
46.46%
Vivemos, actualmente, numa sociedade que se caracteriza por uma emergente tecnologia das comunicações e dos media de massas, onde se destaca, na publicidade, a importância crescente e visível da imagem, sendo incontornável a sua presença em todos os contextos do quotidiano social. Estas imagens publicitárias têm o propósito de causar uma sensação e um impacto, de modo a ficar na mente do consumidor, atribuindo, assim, uma identidade a um produto. O uso da imagem tem-se revelado, então, um instrumento valioso de trabalho e um aparelho argumentativo cheio de artifícios, para os quais tem contribuído uma Retórica da Imagem. Neste Relatório de Estágio, e tendo em conta o pressuposto da afirmação da “sociedade da imagem”, importa compreender a forma como a imagem comunica e transmite as suas mensagens, bem como a importância do uso da imagem na publicidade e a sua contribuição para a construção de uma argumentação persuasiva no anúncio, bem como na construção de identidade de uma marca. Propõe-se, então, desenvolver uma definição da própria imagem, tendo em vista apreender a significação e a produção de sentidos através da mesma, examinar um conjunto de imagens publicitárias, trabalhadas como instrumento de comunicação mais relevante para a publicidade...

Conceção do espaço na imagem arquitetónica

Alves, Maria Celsa Rebelo Gil
Fonte: Universidade da Beira Interior Publicador: Universidade da Beira Interior
Tipo: Tese de Doutorado
Publicado em //2012 POR
Relevância na Pesquisa
36.9%
O espaço da imagem publicitária em geral está impregnado de contextualizações culturais, nesta investigação que tem como objetivo compreender e descortinar sentidos e significados existentes na representação do espaço da imagem publicitária da revista da área de arquitetura Domus - Contemporary Architecture Interiors Design Art, do período de Junho de 2007 a Junho de 2008. Foram construídas conceptualizações espaciais a partir dos estudos dos antropólogos Edward T. Hall e Marc Augé, esta visão particular do espaço nesta investigação foi conseguida a partir da criação de um modelo de organização e interpretação espacial o “arquiespaço” e corresponde a uma construção de sentido elaborada sob duas vertentes a significante e a de significado. Propusemo-nos compreender os padrões de comportamento que determinam as relações espaciais. A comunicação subjacente a cada imagem estática depende, fortemente, do modo como contextualizamos os produtos e a relação entre estes e os atores. Assim sendo, referimo-nos a ela como a linguagem do comportamento. A linguagem não-verbal é suportada por uma multiplicidade de comportamentos que, com este estudo, procuraremos entender e articular com dimensão espacial. As dimensões significantes do espaço são determinantes para posteriormente se aplicarem às conceptualizações inerentes à dimensão significado...

O grotesco na imagem publicitária

Silva, Maria João Barros
Fonte: Universidade da Beira Interior Publicador: Universidade da Beira Interior
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /10/2013 POR
Relevância na Pesquisa
56.8%
O significado da palavra grotesco teve um começo puramente artístico numa descoberta, de imagens de figuras humanas deformadas e alteradas. No entanto, este foi evoluindo e adotando novos significados mais amplos e concretos na atualidade. É possível encontrar vários exemplos do grotesco em várias plataformas, como no cinema, na televisão e na literatura. Neste sentido, para se poder proceder ao estudo desta temática é fundamental a conquista do conhecimento sobre o estatuto do grotesco na publicidade, nas suas dimensões representativas, significativas e narrativas, que refletem as componentes caracterizadoras do grotesco na imagem publicitária. Estes possibilitam que seja possível que o grotesco presente nas imagens publicitárias se revele como um impacto nas sensações do espectador. O presente estudo visa demonstrar, numa análise de caso, as possibilidades que uma publicidade pode fornecer ao espectador a partir das componentes utilizadas para demonstrar o estatuto de grotesco. A reflexão sobre o estudo do grotesco na imagem publicitária apresenta campanhas características do choque publicitário inerente, com o intuito de enriquecer e consolidar o conhecimento respeitante a uma imagem publicitária. Desta maneira...

As formações imaginárias e seus efeitos de sentido no ensino e na aprendizagem de criação publicitária

Hansen,Fábio
Fonte: Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2013 PT
Relevância na Pesquisa
36.52%
A partir das noções de formações imaginárias e antecipação, este artigo apresenta uma reflexão sobre o ensino de criação publicitária na perspectiva teórica da análise de discurso. Examinamos como o mundo profissional insere-se na prática docente e na dinâmica da sala de aula, entrelaçando-se ao discurso pedagógico. Diante disso, o objetivo do estudo foi investigar o modo como a imagem que o professor atribui a si e aos estudantes produz efeitos de sentido nos procedimentos didático-pedagógicos em disciplinas da área de criação publicitária. Para cumprir tal objetivo, recorremos a uma pesquisa de caráter empírico, na qual selecionamos sequências discursivas produzidas em 2011 por meio da gravação em áudio e vídeo de aulas das disciplinas de Criação, Direção de Arte, Redação Publicitária e Criação de Campanha na Escola Superior de Propaganda e Marketing de Porto Alegre. Revelamos que o conteúdo programático trabalhado em sala de aula e que emerge durante a preparação do curso é determinado pelas formulações imaginárias do professor, pela antecipação do efeito de sentido e pela homogeneização dos estudantes. A ação educativa é norteada pela antecipação da resistência do sistema de ensino. Por fim...

O mito feminino em rótulos de cachaça: uso dasedução como estratégia publicitária

Barbosa Camargo, Andréa; Teixeira Vieira de Melo, Cristina (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
PT_BR
Relevância na Pesquisa
36.43%
Este trabalho analisa a representação da imagem feminina nos rótulos de cachaça da coleção Almirante, composta por 4.300 peças produzidas entre 1940 e 1950 e que hoje fazem parte do acervo da Fundação Joaquim Nabuco (Fundaj). Mostramos que o design dos rótulos, impressos em litografia, constitui uma poderosa ferramenta publicitária, especialmente pela associação que cria entre a cachaça e certos personagens míticos femininos. À época da produção dessas bebidas, o consumidor preferencial de cachaça era o homem. Neste contexto, a figura da mulher ocupa, metaforicamente, a mesma função da cachaça, ou seja, inebriar, seduzir o homem. Obviamente, esta estratégia de venda tem por base uma lógica argumentativa de natureza machista, que coloca a mulher em posição de submissão. No entanto, tomando por base o pensamento de Baudrillard (1992) sobre o caráter constitutivamente sedutor da figura feminina, argumentamos que o papel da mulher em tais rótulos pode conter a idéia de força e poder

Birdman, educação da cultura visual e diferença cultural; Birdman, education, visual culture and cultural difference

SÉRVIO, Pablo Petit Passos
Fonte: Universidade Federal de Goiás; BR; UFG; Mestrado em Artes e Cultura Visual; Linguística, letras e Artes Publicador: Universidade Federal de Goiás; BR; UFG; Mestrado em Artes e Cultura Visual; Linguística, letras e Artes
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
46.43%
This study explores and discusses how students from the teacher training program of the Visual Arts School of the Federal University of Goiás relate to the idea of cultural difference taking as reference the video clip Birdman, from Coca-cola. The study articulates three focus: 1) what students understand as cultural difference the phenomenon and the social actors with whom they identify this theme; 2) what values cultural difference has for their lives and for society; 3) what motivates them to discuss - or not - questions about cultural difference based on publicity images and how they would do it. The research promotes a discussion crossing the student s point of views, my own positions and the points of view of various authors (from cultural studies and visual culture education) building an analyses about repertoires, interests, conflicts and ambiguities that orientate such positionings. These focus were achieved through the choice of a qualitative approach guided by the expectation to work deeply the subjects perceptions and interpretations. The methodological procedures chosen to gather the data were individual and focal open interviews. Six students of the program participated on the investigation: two attending the fourth semester of the program...

Imagem publicitária e semiótica aplicada

CARDOSO, João Batista F.
Fonte: Asociación Latinoamericana de Investigadores de la Comunicación (ALAIC) Publicador: Asociación Latinoamericana de Investigadores de la Comunicación (ALAIC)
Tipo: Apresentação
PT_BR
Relevância na Pesquisa
46.4%
Usando como base algumas das idéias defendidas por Juremir Machado da Silva em seu livro O que Pesquisar quer dizer (2010), o presente texto se propõe a reafirmar a velha crença de que as teorias semióticas, independente de suas bases teóricas, servem às pesquisas empíricas à medida que permitem ao pesquisador compreender a estrutura interna das linguagens (questão também abordada em CARDOSO, 2010). E, através dessa idéia, apresentar a atual pesquisa do grupo O signo visual nas mídias, que cuida, nesse momento, da aplicação de diferentes teorias semióticas em um único objeto, uma peça publicitária.; sim

O grotesco na imagem publicitária

Silva, Maria João Barros
Fonte: Universidade da Beira Interior Publicador: Universidade da Beira Interior
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /10/2013 POR
Relevância na Pesquisa
56.8%
O significado da palavra grotesco teve um começo puramente artístico numa descoberta, de imagens de figuras humanas deformadas e alteradas. No entanto, este foi evoluindo e adotando novos significados mais amplos e concretos na atualidade. É possível encontrar vários exemplos do grotesco em várias plataformas, como no cinema, na televisão e na literatura. Neste sentido, para se poder proceder ao estudo desta temática é fundamental a conquista do conhecimento sobre o estatuto do grotesco na publicidade, nas suas dimensões representativas, significativas e narrativas, que refletem as componentes caracterizadoras do grotesco na imagem publicitária. Estes possibilitam que seja possível que o grotesco presente nas imagens publicitárias se revele como um impacto nas sensações do espectador. O presente estudo visa demonstrar, numa análise de caso, as possibilidades que uma publicidade pode fornecer ao espectador a partir das componentes utilizadas para demonstrar o estatuto de grotesco. A reflexão sobre o estudo do grotesco na imagem publicitária apresenta campanhas características do choque publicitário inerente, com o intuito de enriquecer e consolidar o conhecimento respeitante a uma imagem publicitária. Desta maneira...

Conceção do espaço na imagem arquitetónica

Alves, Maria Celsa Rebelo Gil
Fonte: Universidade da Beira Interior Publicador: Universidade da Beira Interior
Tipo: Tese de Doutorado
Publicado em //2012 POR
Relevância na Pesquisa
36.9%
O espaço da imagem publicitária em geral está impregnado de contextualizações culturais, nesta investigação que tem como objetivo compreender e descortinar sentidos e significados existentes na representação do espaço da imagem publicitária da revista da área de arquitetura Domus - Contemporary Architecture Interiors Design Art, do período de Junho de 2007 a Junho de 2008. Foram construídas conceptualizações espaciais a partir dos estudos dos antropólogos Edward T. Hall e Marc Augé, esta visão particular do espaço nesta investigação foi conseguida a partir da criação de um modelo de organização e interpretação espacial o “arquiespaço” e corresponde a uma construção de sentido elaborada sob duas vertentes a significante e a de significado. Propusemo-nos compreender os padrões de comportamento que determinam as relações espaciais. A comunicação subjacente a cada imagem estática depende, fortemente, do modo como contextualizamos os produtos e a relação entre estes e os atores. Assim sendo, referimo-nos a ela como a linguagem do comportamento. A linguagem não-verbal é suportada por uma multiplicidade de comportamentos que, com este estudo, procuraremos entender e articular com dimensão espacial. As dimensões significantes do espaço são determinantes para posteriormente se aplicarem às conceptualizações inerentes à dimensão significado...

Representação do espaço na imagem publicitária

Alves, Maria Celsa Rebelo Gil
Fonte: Universidade da Beira Interior Publicador: Universidade da Beira Interior
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2009 POR
Relevância na Pesquisa
56.73%
Pretendemos com este estudo descortinar sentidos e significados na representação do espaço da imagem publicitária, tendo como referência um corpus de análise constituído pelas revistas femininas da Vogue, do período de Setembro a Novembro de 2008. Foram construídas conceptualizações espaciais a partir dos estudos dos antropólogos Edward T. Hall e Marc Augé. Propusemo-nos compreender os padrões de comportamento que determinam as relações espaciais. A leitura subjacente a cada imagem é suportada por um contexto cultural do comportamento. Na linguagem não-verbal, existe uma substancial diversidade de comportamentos que precisamos de explorar e compreender, este estudo centrou-se fazer a ligação entre a linguagem corporal e a do tempo e do espaço. A imagem publicitária transmite inúmeros significados; todos os símbolos, sinais e signos que a constituem têm uma função específica superior que está intimamente ligada à orientação do público alvo, a partir da identificação dos seus padrões culturais. O espaço é entendido como um meio, ou um instrumento, onde se descobrem comunicações contextuais e se faz produção de sentidos, poderemos concluir que o espaço é comunicação de contextos. Desenvolvemos um trabalho que tem como objectivo compreender o modo como o espaço...

O estatuto da imagem na publicidade e o seu valor estratégico : reposicionamento da marca Fundão

Carapito, Sofia Isabel Alexandre
Fonte: Universidade da Beira Interior Publicador: Universidade da Beira Interior
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /06/2010 POR
Relevância na Pesquisa
46.46%
Vivemos, actualmente, numa sociedade que se caracteriza por uma emergente tecnologia das comunicações e dos media de massas, onde se destaca, na publicidade, a importância crescente e visível da imagem, sendo incontornável a sua presença em todos os contextos do quotidiano social. Estas imagens publicitárias têm o propósito de causar uma sensação e um impacto, de modo a ficar na mente do consumidor, atribuindo, assim, uma identidade a um produto. O uso da imagem tem-se revelado, então, um instrumento valioso de trabalho e um aparelho argumentativo cheio de artifícios, para os quais tem contribuído uma Retórica da Imagem. Neste Relatório de Estágio, e tendo em conta o pressuposto da afirmação da “sociedade da imagem”, importa compreender a forma como a imagem comunica e transmite as suas mensagens, bem como a importância do uso da imagem na publicidade e a sua contribuição para a construção de uma argumentação persuasiva no anúncio, bem como na construção de identidade de uma marca. Propõe-se, então, desenvolver uma definição da própria imagem, tendo em vista apreender a significação e a produção de sentidos através da mesma, examinar um conjunto de imagens publicitárias, trabalhadas como instrumento de comunicação mais relevante para a publicidade...

Campanha publicitária para o abrigo Nosso Lar no DF

Souza, Luciana Monte Alto de
Fonte: Universidade Católica de Brasília Publicador: Universidade Católica de Brasília
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: Texto
PT_BR
Relevância na Pesquisa
36.4%
Este trabalho de conclusão de curso trata-se de uma campanha publicitária com o intuito de promover a imagem do Abrigo Nosso Lar, no Distrito Federal. Sabendo das dificuldades encaradas pela Instituição, procurou-se dar maior visibilidade do trabalho desenvolvido aumentando a confiança dos atuais e potenciais financiadores, arrecadar doações e ampliar o quadro de voluntários ativos. Para isso foi necessário entrevistas, pesquisas e muita observação, onde detectou-se algumas falhas de comunicação impulsionando o inicio da produção da campanha. Está previsto uma pré-campanha junto às empresas/instituições voltada para as necessidades do abrigo que possam se tornar parceiras e a partir daí financiar a campanha, atrair outras empresas e até mesmo seus clientes e funcionários para essa causa social. Dessa forma espera-se construir e transmitir a mensagem de forma clara e efetiva. Além do objetivo social, este trabalho foi um exercício de aprendizado para sua autora, pois foi necessário um conhecimento aprofundado em todas as áreas de uma agência de publicidade para o desenvolvimento da campanha. Justifica-se também a elaboração, por não ser apenas um projeto experimental, mas pela total disponibilidade e possibilidade de ser realmente produzido e veiculado pela Diretoria de Comunicação Social do Nosso Lar.; This course graduation work is about an advertising campaign with the aim to promote the image of Shelter Nosso Lar...

As formações imaginárias e seus efeitos de sentido no ensino e na aprendizagem de criação publicitária; Imaginary formations and their meaning effects in the teaching and learning of publicity creation

Hansen, Fábio
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Educação Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Educação
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/06/2013 POR
Relevância na Pesquisa
36.52%
A partir das noções de formações imaginárias e antecipação, este artigo apresenta uma reflexão sobre o ensino de criação publicitária na perspectiva teórica da análise de discurso. Examinamos como o mundo profissional insere-se na prática docente e na dinâmica da sala de aula, entrelaçando-se ao discurso pedagógico. Diante disso, o objetivo do estudo foi investigar o modo como a imagem que o professor atribui a si e aos estudantes produz efeitos de sentido nos procedimentos didático-pedagógicos em disciplinas da área de criação publicitária. Para cumprir tal objetivo, recorremos a uma pesquisa de caráter empírico, na qual selecionamos sequências discursivas produzidas em 2011 por meio da gravação em áudio e vídeo de aulas das disciplinas de Criação, Direção de Arte, Redação Publicitária e Criação de Campanha na Escola Superior de Propaganda e Marketing de Porto Alegre. Revelamos que o conteúdo programático trabalhado em sala de aula e que emerge durante a preparação do curso é determinado pelas formulações imaginárias do professor, pela antecipação do efeito de sentido e pela homogeneização dos estudantes. A ação educativa é norteada pela antecipação da resistência do sistema de ensino. Por fim...