Página 1 dos resultados de 1318 itens digitais encontrados em 0.005 segundos

Aceitação da imagem corporal : um contributo para o esuto [sic] da relação entre perfecionismo e a psicopatologia

Tavares, Liliana Sofia Saraiva
Fonte: Universidade de Coimbra Publicador: Universidade de Coimbra
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
66.69%
Uma vasta gama de estudos associam o perfecionismo à psicopatologia, mas poucos são os que fazem comparações de género, e muito menos os que utilizam a variável flexibilidade cognitiva ou aceitação da imagem corporal. Daqui decorre a relevância do presente estudo. Com o intuito de comparar o grupo do género masculino e o grupo do género feminino, num primeiro ponto da investigação, foi analisada as diferenças existentes entre géneros nas várias medidas em estudo. Num segundo ponto, foi analisada a relação entre as medidas em estudo e, posteriormente, explorarado o contributo das dimensões do traço perfecionismo e da auto-apresentação perfecionista na explicação da insatisfação corporal e da procura da magreza. Por fim, uma análise de regressão foi realizada para estudar o papel da aceitação da imagem corporal na relação entre a auto-apresentação perfecionista e a insatisfação corporal e, ainda na relação entre a auto-apresentação perfecionista e procura da magreza. A amostra foi constituída por 206 homens e 214 mulheres da população estudantil, variando as idades entre 13 e 38 anos (M=18.35; DP=3.68). Os participantes, após consentimento, responderam a uma bateria de medidas de autorrelato. Os nossos resultados sugerem que em geral os homens apresentam valores médios superiores no traço perfecionismo...

Estudo exploratório da insatisfação corporal e do comportamento alimentar perturbado, em função do género : o papel do peso, da vergonha e da aceitação da imagem corporal

Silva, Dulce Micaela Camacho da
Fonte: Universidade de Coimbra Publicador: Universidade de Coimbra
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
66.72%
A insatisfação com a imagem corporal e os comportamentos de dieta são agentes de risco significativos para o desenvolvimento de perturbações alimentares em ambos os géneros, mas com uma maior predominância na população feminina. Por conseguinte, compreender os preditores que levam à formação de uma imagem corporal negativa e que, por sua vez, motiva o sujeito para a procura do ideal de beleza, é um foco importante de investigação. Neste sentido, no nosso estudo quisemos verificar se realmente há uma maior propensão no género feminino para a apresentação de um comportamento alimentar perturbado. Procurámos, também, analisar as contribuições da vergonha externa e interna, do índice de massa corporal, da discrepância do IMC, e da aceitação em relação à imagem corporal, para explicar a insatisfação corporal e a procura da magreza, por género. A amostra foi constituída por 184 sujeitos do sexo masculino, e 299 do sexo feminino. De facto, verificamos que o género feminino apresentou mais insatisfação corporal e mais procura da magreza em comparação com o masculino. Os melhores preditores de insatisfação corporal foram a vergonha externa e a aceitação da imagem corporal, para o género masculino e para o género feminino...

Avaliação da (in)satisfação com a imagem corporal: estudo de validação da Escala de Silhuetas de Collins para crianças e adolescentes portugueses

Simões, Ana Filipa dos Santos
Fonte: Universidade de Coimbra Publicador: Universidade de Coimbra
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
66.72%
A imagem corporal, de acordo com Cash (2002) pode ser definida como um construto multidimensional, que inclui perceções, atitudes e experiências do sujeito, relacionadas com o seu corpo e relativas ao tamanho, forma e estética do corpo (Cash, Ancis, & Strachan, 1997). Vários estudos têm demonstrado que a insatisfação com a imagem corporal é um aspeto fundamental na adaptação das crianças e adolescentes, particularmente daqueles que têm excesso de peso ou obesidade. O presente estudo tem como objetivo adaptar e validar a Escala de Silhuetas de Collins para crianças e adolescentes de ambos os géneros, com peso normal, excesso de peso e obesidade. Pretende ainda analisar a relação entre a insatisfação com a imagem corporal, o funcionamento psicológico e a qualidade de vida (QdV) das crianças e adolescentes. A amostra foi constituída por 591 crianças e adolescentes, de ambos os géneros, das quais 290 tinham peso normal, 104 tinham excesso de peso e 197 obesidade, com idades compreendidas entre os 8 e os 18 anos. Todos os participantes preencheram um instrumento que avalia a insatisfação com a imagem corporal (Questionário de Silhuetas de Collins), a QdV (Kidscreen-10) e o funcionamento psicológico (Questionário de Capacidades e Dificuldades). Os resultados indicaram que as crianças e adolescentes com excesso de peso e obesidade apresentam maior insatisfação com a imagem corporal do que as crianças e adolescentes com peso normal. Para além disso...

Imagem corporal: auto-satisfação e representação psíquica em desenhos da figura humana; Body image: self-satisfaction and psychological representation in Human Figure Drawing

Saur, Adriana Martins
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 24/08/2007 PT
Relevância na Pesquisa
66.74%
SAUR, A. M. Imagem corporal: auto-satisfação e representação psíquica em Desenhos da Figura Humana. 2007. 246p. Dissertação (Mestrado em Psicologia) - Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto, Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2007. Dentre as técnicas projetivas de avaliação da personalidade, o Desenho da Figura Humana (DFH) destaca-se por sua riqueza informativa, sendo utilizado em diferentes contextos de investigação psicológica, podendo avaliar componentes da imagem corporal do indivíduo, compreendida aqui como a experiência psicológica do próprio corpo. Neste sentido, o descontentamento relacionado ao tamanho e peso corporal pode levar à elaboração de depreciativa imagem corporal, principalmente no contexto sócio-cultural contemporâneo, onde acentuada ênfase na magreza e estigma social negativo atribuído à obesidade são observados. Apesar das possibilidades investigativas e do grande uso clínico do DFH, poucos trabalhos estudaram a imagem corporal em adultos, obesos ou não, por meio de representações gráficas de si, acarretando falta de parâmetros avaliativos e normativos adequados para o contexto brasileiro. Assim sendo, esta pesquisa objetivou examinar eventual associação entre o tamanho corporal real de adultos (representados por diferentes índices de massa corporal - IMC) e as características projetadas em seus DFH...

Fisioterapia em transtorno depressivo maior: avaliação da postura e imagem corporal; Physical therapy in major depressive disorder : assessment of posture and body image

Canales, Janette Zamudio
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 12/02/2009 PT
Relevância na Pesquisa
66.7%
Introdução: O Transtorno Depressivo Maior (TDM) caracteriza-se por humor polarizado para depressão, diminuição de energia e atividade geral, assim como uma visão distorcida de si, do mundo e do futuro. Os pacientes podem apresentar postura corporal recurvada sem movimentos espontâneos e olhar abatido. Fatores intrínsecos e extrínsecos influenciam a postura corporal do indivíduo, tais como condições físicas do ambiente, estado sócio-cultural e emocional, atividade física e/ou obesidade. A imagem corporal, a qual é a imagem internalizada do próprio corpo, está intimamente ligada à postura. Objetivos: Avaliar a postura e a imagem corporal em pacientes com TDM no episódio depressivo (semana 1) e na remissão total ou parcial (semana 8 a 10), e comparar ao grupo controle. Métodos: Trata-se de um estudo casocontrole observacional com 34 pacientes, com idades entre 37,62 (±8,20), sendo 26(76,5%) do sexo feminino e 8 (23,5%) do sexo masculino, portadores de TDM de acordo com os critérios do DSM IV-TR. O grupo controle é composto de 37 sujeitos sadios do ponto de vista físico e mental, com idade entre 34,78(± 6,21), sendo 29 (78,4%) do sexo feminino e8 (21,6%) do sexo masculino.A avaliação postural foi realizada através da técnica de fotogrametria utilizando um simetrógrafo...

Imagem corporal de pessoas com deficiência física: atletas e não atletas

Cuba, Bruna Wahasugui
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: 44 f.
POR
Relevância na Pesquisa
66.7%
Imagem corporal é um construto multifacetado que une desde a percepção até as atitudes das pessoas sobre seu próprio corpo e compreende o conceito que cada pessoa tem de seu corpo e a sua representação mental. A deficiência física e a construção negativa da imagem corporal pode fazer com que o auto-conceito do indivíduo também fique negativo, ampliando valores estigmatizantes, preconceituosos e que reforçam sentimentos de inferioridade, baixa auto-estima, exclusão social e depressão. A prática regular de exercício físico além de propiciar a reabilitação oferece benefícios para a saúde com vantagens fisiológicas (e.g. prevenção e redução de efeitos de doenças como diabetes, hipertensão, cardiopatia e osteoporose) e vantagens psico-sociais (e.g. redução de estresse, melhora na auto-estima e imagem corporal). A imagem corporal freqüentemente está associada com atitudes alimentares uma vez que distorções na imagem podem ser sintomas de distúrbios alimentares. O presente estudo teve o objetivo de verificar se distúrbios alimentares e alterações na imagem corporal tem relação com a prática esportiva por pessoas com deficiência física. Foram avaliados 22 atletas praticantes de basquete sobre rodas (32 ± 9 anos) e 22 deficientes físicos não atletas (35 ± 11 anos). A avaliação de atitudes alimentares foi realizada pelo Teste de Atitudes Alimentares (EAT 26 - Eating Attitude Test. Garner e Garfinkel...

As interfaces entre imagem corporal e a representação simbolica de Carl Gustav Jung; Interface between the body imagem and the Carl Gustav Jung symbolic representation

Renato Garibaldi Mauri
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 12/12/2006 PT
Relevância na Pesquisa
66.7%
analisa a representação simbólica de Carl Gustav Jung, aspecto primordial da teoria junguiana, que se refere à concepção da imagem, do símbolo e dos arquétipos estudados e descritos pelo psicanalista suíço. Essa pesquisa, a interface entre a imagem corporal e a representação simbólica de Carl Gustav Jung, visa contribuir para uma análise dos dois estudos. Para abordar esse assunto, essa tese se divide em três capítulos. O primeiro capítulo enfatiza os estudos da imagem corporal e suas respectivas características, a fim de esclarecer a significância do conteúdo para o entendimento da relação entre imagem corporal com a representação simbólica. Inicialmente abordaremos um breve histórico com seus múltiplos componentes, conceitos, e implicações sobre a imagem corporal. Serão utilizados os principais autores que se dedicaram e que se dedicam ao estudo desse tema. O segundo capítulo está direcionado à representação simbólica e à definição de arquétipo, destacando os escritos de Jung para explicar o tema proposto, assim como outros autores que incluem em suas pesquisas as representações simbólicas junguianas. O terceiro capítulo enfatiza os estudos da imagem mental e da concepção do corpo, do ponto de vista de alguns autores...

Prevalência de insatisfação com a imagem corporal e fatores associados em adolescentes

Martins, Cilene Rebolho
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: xix, 91 p.| il., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
66.71%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Desportos, Programa de Pós-Graduação em Educação Física, Florianópolis, 2010; Este estudo teve como objetivo analisar a prevalência de insatisfação com a imagem corporal e os fatores associados em adolescentes. A amostra foi composta por 531 adolescentes do sexo feminino, de 11 a 14 anos, estudantes de escolas estaduais do município de Florianópolis/SC, Brasil. Utilizou-se a amostragem por conglomerado, em dois estágios. Foram aplicados questionários para a avaliação da imagem corporal (BSQ) e de comportamentos de risco para anorexia e bulimia (EAT-26). Foram coletadas informações sociodemográficas, antropométricas (massa corporal, estatura e dobras cutâneas) e relacionadas à maturação sexual. Utilizou-se a estatística descritiva e a análise de regressão Poisson, com ajuste para o efeito do desenho amostral, sendo a insatisfação com a imagem corporal o desfecho do estudo. A prevalência de insatisfação com a imagem corporal foi de 24,1% (IC95%= 17,5-30,7), e a de adolescentes que apresentaram comportamentos de risco para anorexia e bulimia foi de 26,0% (IC95%: 23,6-28,3). Os resultados mostraram que, em relação ao IMC, as adolescentes com excesso de peso (RP=1...

Imagem corporal de mulheres praticantes de musculação

Sousa, Manoela Vieira
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: 40 f.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
66.72%
TCC (Graduação) - Universidade Federal de Santa Catarina. Centro de Desportos. Curso de Graduação em Educação Física.; Os padrões de beleza e a satisfação com a imagem corporal têm sido bastante discutidos atualmente. A insatisfação com a imagem corporal é um dos principais motivos que levam os indivíduos a melhorarem sua aparência. Objetivo: Verificar a percepção da satisfação com a imagem corporal em mulheres adultas praticantes de musculação em uma academia de Florianópolis, SC. Métodos: Trata-se de uma pesquisa descritiva, do tipo transversal. A amostra foi constituída por 77 mulheres (29,83+9,75 anos) praticantes de musculação de uma academia de grande porte de Florianópolis. Foi utilizado o Questionário de Imagem Corporal (Body Shape Questionnaire – BSQ), além de um questionário sobre as demais variáveis. Utilizou-se da análise descritiva, baseada em média, DP, valor mínimo e máximo e frequência absoluta e relativa. Para verificar a associação e as variáveis independentes, foi utilizado o teste do qui-quadrado. A análise estatística foi realizada no pacote estatístico SPSS. Resultados: A prevalência de mulheres insatisfeitas com a imagem corporal foi de 48,1%. O IMC foi associado ao nível de satisfação com a imagem corporal. O objetivo da prática de musculação também se associou à imagem corporal. Enquanto dentre as que buscavam o controle de peso...

Efeito de doze semanas de exercício aeróbio sobre o índice de massa corporal e a imagem corporal de adolescentes

Trichês, Patrícia Barbosa Martins
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 105 p.| il., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
66.76%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Desportos, Programa de Pós-Graduação em Educação Física, Florianópolis, 2013.; A adolescência se caracteriza por ser uma fase de adaptações biológicas, psicológicas e sociais. O corpo do adolescente está em constante transformação: a massa corporal e a estatura aumentam e; consequentemente, a imagem corporal é redefinida neste período. Na adolescência a imagem corporal é influenciada por questões culturais, pelo padrão de beleza estipulado pelas mídias (magreza); assim como, pelos pares, o que pode causar uma insatisfação com a forma corporal, principalmente entre adolescentes do sexo feminino. Outro fato importante nesta etapa da vida é a diminuição na participação em atividades físicas, o que pode comprometer a saúde presente e futura do jovem. Este estudo teve como objetivo verificar os efeitos de doze semanas de exercícios aeróbios sobre o índice de massa corporal (IMC) e a imagem corporal de adolescentes do sexo feminino, com idades de 14 a 18 anos. O estudo se caracterizou como experimental com delineamento randomizado pré e pós-testes. A pesquisa foi constituída de 24 alunas voluntárias de dois colégios. As adolescentes foram selecionadas de forma aleatória simples para formar o grupo experimental (GE=11) e o grupo controle (GC=13). Foram coletados dados da massa corporal e da estatura para calcular o IMC. Para verificar a imagem corporal e satisfação corporal foi utilizada a escala de Silhuetas de Stunkard. O GE realizou duas sessões semanais de exercício aeróbio (cinquenta minutos cada) durante doze semanas. Na comparação entre o pré e o pós-teste dos grupos foi utilizado o teste de Wilcoxon. Na comparação entre os grupos GE e GC foi utilizado o teste de Mann-Whitney. E para verificar associação entre IMC e satisfação corporal utilizou-se a correlação de Spearman. Foi adotado o grau de significância de 5% em todos os testes no programa estatístico SPSS versão 15.0®. Após a intervenção verificou-se uma redução estatisticamente significativa no IMC...

Avaliação de Competências Psicológicas e Imagem Corporal em Atletas de Diferentes Modalidades de Combate

Hilário, Vanda
Fonte: Instituto Politécnico de Santarém Publicador: Instituto Politécnico de Santarém
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2013 POR
Relevância na Pesquisa
66.7%
Projeto de Investigação apresentado para a obtenção do grau de Mestre em Psicologia do Desporto e do Exercício. Orientador: Professor Doutor Carlos Silva; Resumo Existe cada vez mais, um maior número de psicólogos do desporto que têm efetuado estudos acerca dos fatores que afetam o rendimento desportivo, nomeadamente sobre as características e as competências psicológicas dos atletas, pois estas podem contribuir para que estes atletas alcancem um rendimento desportivo ótimo. O presente estudo tem como titulo: “Avaliação de Competências Psicológicas e Imagem Corporal em Atletas de Diferentes Modalidades de combate”, e tem como principal objetivo caracterizar e comparar as Competências Psicológicas dos atletas em função das variáveis sexo, nível competitivo e modalidade, bem como, analisar e comparar a Imagem Corporal em função destas mesmas variáveis. Este estudo contou com uma amostra de 90 atletas (n=90), de ambos os sexos, dos escalões juniores e séniores, praticantes de Karate, Taekwondo e Judo. Tendo em vista os objetivos traçados, para avaliar as competências psicológicas e Imagem Corporal dos atletas...

Obesidade, ocupação dos tempos livres e percepção da imagem corporal em crianças e adolescentes da Escola Básica 2, 3 de S. Torcato - Guimarães

Ribeiro, Mónica Patrícia Oliveira
Fonte: Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro Publicador: Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
66.71%
Dissertação de Mestrado em Ensino de Educação Física, nos Ensinos Básico e Secundário; Nas últimas décadas temos assistido em todo o mundo, a um aumento da obesidade a uma velocidade aterradora, o que a tornou uma das mais recentes epidemias à escala mundial, cuja prevalência aumenta particularmente nas crianças e adolescentes. Vários estudos comprovam que a forma como os jovens ocupam os seus tempos livres (actividades sedentárias e exercício físico) e a imagem corporal que têm de si próprios (percepcionada e insatisfação) estão relacionados com a obesidade. Desta forma, este estudo teve como objectivo relacionar a ocupação dos tempos livres e a percepção da imagem corporal com a obesidade. A amostra é constituída por 529 jovens, 284 do sexo masculino e 245 do feminino com idades decimais compreendidas entre os 10,47 e os 17,29 anos (13,26±1,59). Para a recolha de dados, relativamente à ocupação dos tempos livres, prática de exercício físico e imagem corporal, foi utilizado um questionário, baseado no questionário de Health Behaviour in School-aged Children (HBSC) e já utilizado em vários estudos no âmbito do projecto de Estratégias Locais de Saúde (ELSa). Na avaliação da percepção da imagem corporal foi utilizado o conjunto de silhuetas de Collins e para o cálculo do Índice de Massa Corporal (IMC) foram recolhidos o peso e a altura e utilizados os valores de corte de Cole et al. para definir o grau de obesidade. Como resultados do nosso estudo verificamos que existem diferenças...

Imagem corporal na toxicodependência e VIH / SIDA

Gomes, Ana
Fonte: Instituto Superior de Psicologia Aplicada : Universidade Nova de Lisboa Publicador: Instituto Superior de Psicologia Aplicada : Universidade Nova de Lisboa
Tipo: Tese de Doutorado
Publicado em //2006 POR
Relevância na Pesquisa
66.69%
Dissertação de Doutoramento em Psicologia Aplicada na Especialidade de Psicossomática; Procedeu-se à comparação de três grupos de indivíduos toxicodependentes, quanto à representação da imagem corporal. Um dos grupos é constituído por seronegativos para o VIH, outro de seropositivos para o VIH, sem história de infecções oportunistas, o último grupo é constituído por sujeitos seropositivos com história de infecções oportunistas. A comparação entre estes grupos efectuou-se relativamente ao modo como cada grupo representa a sua imagem corporal a partir de uma escala de análise da imagem corporal construída por Leventhal (1983). Esta escala permite desenvolver uma comparação entre medidas reais (MR) e medidas imaginárias (MI) relativamente a 22 partes do corpo. A partir daqui verificámos como é que estes sujeitos se relacionam com o seu corpo, não só com o corpo real, mas também com um corpo imaginário. Consideramos que a imagem corporal representada pelo sujeito é o resultado da relação entre as medidas reais (corpo real) e as medidas imaginárias (corpo imaginário). Aqui podemos verificar uma aproximação ou um afastamento entre ambos os corpos, estando a distorção no afastamento, desajustamento e desadequação entre medidas reais (corpo real) e medidas imaginárias (corpo imaginário). Desta comparação verificamos que as diferenças entre os grupos ocorrem particularmente entre o grupo de sujeitos seronegativo para o VIH e os dois grupos de seropositivos para o VIH. São os dois grupos de sujeitos infectados com VIH que apresentam de forma mais acentuada distorção da imagem corporal...

Influência da imagem corporal na autoestima de mulheres em tratamento do câncer de mama; Influence of body image in self-esteem in women in treatment of breast cancer

Prates, Ana Carolina Lagos
Fonte: Universidade Federal de Goiás; Brasil; UFG; Programa de Pós-graduação em Ciências da Saúde (FM); Faculdade de Medicina - FM (RG) Publicador: Universidade Federal de Goiás; Brasil; UFG; Programa de Pós-graduação em Ciências da Saúde (FM); Faculdade de Medicina - FM (RG)
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
66.72%
Breast cancer is the most common disease in the female population, accounting for 22 % of new cases each year. In this sense, prevention is the best way to prevent disease. Are preventive measures for breast cancer: control of obesity, prátiva physical activity, not smoking, keeping the body in good nutritional status, avoid alcohol, do clinical examination, perform the breast self-exam and mammography often. Breast cancer causes doubts and distress in relation to body image, the maternal function, sexuality, conjugal love, life project and consideration of herself. Thus, body image impacts the self-esteem of these women in treatment. Objective: investigate the self-esteem of women with and without breast cancer, related to body image. Methods: A quantitative, case-control study in which 90 women with breast cancer were evaluated in the case group and 77 women without breast cancer in the control group. The study took place from March 2011 to February 2013. For data collection, the instrument of satisfaction with body image (ESIC) and the Rosenberg self-esteem questionnaire were used. SPSS version 16.0 - For statistical analysis, the Statistical Package for the Social Sciences software was used. Results: Compared to the women without breast cancer...

Anosognosia : imagem corporal na hemiplegia; Anosognosia: body image in hemiplegia

Thais Maria Albani Lovo
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 27/10/2006 PT
Relevância na Pesquisa
66.69%
Pessoas portadoras de deficiência física podem sofrer algum tipo de alteração em sua imagem corporal. Os indivíduos com hemiplegia, pela perda motora e alterações de sensibilidade, em um lado do corpo podem sofrer alterações na imagem corporal, sejam elas temporárias ou definitivas. Para melhor conhecimento da imagem corporal na hemiplegia vimos a necessidade de desenvolver uma revisão de literatura sobre essas complexas e intrincadas relações. Relatamos conceitos e discussões a respeito de imagem corporal, com seus aspectos fisiológicos, afetivos ou libidinais e sociais, sobre a hemiplegia e a relação entre essa mudança corporal ocorrida devido à seqüela neurológica relacionada aos aspectos neurológicos como a anosognosia, aspectos afetivos e sociais da imagem corporal. A pesquisa bibliográfica foi realizada em bases de dados da Web Spirs, Web of Science, Bireme, Acervus ( Unicamp) e Cruesp, onde estão as bases como Medline, Sport discus, Psycinfo, Lilacs , Scielo, Biological Abstracts, Sociological Abstracts, entre outras. A escolha das respectivas bases foi feita após uma seleção entre as que dizem respeito a área de Ciências Biológicas e Ciências da Saúde. Nas bases foram selecionados os idiomas: Inglês...

Aspectos da imagem corporal dos presbiterianos de Jatai - GO

Katiuscia Rodrigues Silverio
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 16/12/2002 PT
Relevância na Pesquisa
66.71%
O homem é um ser emocional e experimenta cada um sua própria maneira de ver e sentir o mundo e as coisas. Sentimos, percebemos e expressamos através da unidade que é o corpo. A imagem corporal é a vivência dessas sensações com o mundo e com o próprio corpo, e é através do corpo que essas sensações ganham significado final. Nesta pesquisa tivemos como objetivo, verificar alguns aspectos da imagem corporal de professores de Educação Física presbiterianos e membros das Igrejas Presbiterianas de Jataí - GO. A metodologia utilizada nesta pesquisa foi do tipo qualitativa com pesquisa de campo feita através da aplicação do teste "A Minha Imagem Corporal" de David Rodrigues (1999). Nos resultados algumas questões significativas foram levantadas para discussão, como: as relações de gênero nas aulas de Educação Física, a repressão da mulher e a possível ligação estabelecida pelos presbiterianos entre doença e pecado. Ao considerarmos que a imagem corporal descreve nossas ações, somos levadQs:a reflétir sobre a nossa própria imagem corporal, uma vez que, enquanto professores de Educação Física, trabalhamos com corpos. Os conceitos passados pela doutrina cristã, especificamente a presbiteriana, são incorporados por seus adeptos e manifestados através de suas atitudes principalmente nas aulas de Educação Física. Algumas questões como: as relações de gênero enquanto opostos...

Tônus muscular : uma contribuição para os estudos em imagem corporal; Muscle Tonus : a contribution to the studies of body image

Andrea Amaral Castillo
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 13/06/2011 PT
Relevância na Pesquisa
66.69%
A Imagem Corporal foi conceituada por Paul Schilder (1999) como a representação mental do corpo. Neste conceito ele aponta para uma abordagem sistêmica dos aspectos fisiológicos, psíquicos, sociais e culturais no processo dinâmico da expressão singular da identidade corporal. Em seu livro "The Image and appearance of humam body", publicado em 1935, Schilder chama a atenção para a relação entre o Tônus Muscular e a Imagem Corporal num capítulo exclusivo sobre o tema. Ressaltou que a Imagem Corporal era tracionada em direção ao Tônus Muscular uma vez que a ação de um único segmento corporal é capaz de colocar o corpo como um todo em uma nova relação com o ambiente. No entanto esta relação não se encontra sistematizada e valorizada dentro das diversas áreas do saber e tem sido pouco abordada nas pesquisas em Imagem Corporal. O foco direcionado ora ao Tônus Muscular, ora à Imagem Corporal implica muitas vezes num entendimento fragmentado capaz de desconsiderar a singularidade do indivíduo e/ou o dinamismo neurofisiológico na sua relação com o meio e com o outro. Assim a proposta deste estudo é sistematizar e analisar o conhecimento sobre o Tônus Muscular nas perspectivas de Charles Scott Sherrington cujo foco se apóia na Ação Reflexa; de Henry Head...

Avaliação da imagem corporal e da (in)satisfação com o corpo gravido pela escala de medida em imagem corporal em gestantes inscritas no programa de pre-natal da rede basica de saude de vinhedo - SP; The evaluation of body image and pregnant body (dis)satisfaction using body image rating scale in pregnant woman from basic health program of Vinhedo - SP

Paola Bombassaro Cairolli
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 07/07/2009 PT
Relevância na Pesquisa
66.76%
A gestação é um período de rápidas mudanças e adaptações, tanto corporais quanto emocionais. Ganho de peso, aumento das mamas, quadris e abdômen são algumas das mudanças corporais que acompanharão a mulher durante a gestação. Esse corpo em adaptação encontra na sociedade a cobrança da "perfeição", do ideal de beleza e boa forma. A imagem corporal é a representação mental do nosso corpo. Ela está em constante mutação, podendo ser alterada por informações, experiências sociais, emocionais e fisiológicas que o indivíduo recolhe no decorrer da vida. É por meio do corpo que interagimos com o mundo, é a partir dele que desenvolvemos a nossa identidade. A gestante vê o seu corpo mudando rapidamente e fugindo do que ela estabeleceu como sua identidade. O objetivo dessa pesquisa é avaliar a imagem corporal e a satisfação corporal de gestantes por meio da Escala de Medida em Imagem Corporal e um questionário sócio- demográfico e saber como esta escala se comporta na população gestante. O estudo se caracteriza como descritivo-exploratório. A amostra é composta por 93 gestantes do município de Vinhedo - SP que realizaram seus pré-natais das Unidades Básicas de Saúde e responderam aos questionários. Os escores totais e dos componentes da imagem corporal e a satisfação corporal (que é o equilíbrio entre os componentes da imagem corporal) foram analisados e relacionados aos dados sócio-demográficos como idade...

Imagem corporal e fatores associados em adolescentes vivendo com o HIV

Teixeira, Davi Monteiro
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 102 p.| il., grafs., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
66.7%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Desportos, Programa de Pós-Graduação em Educação Física, Florianópolis, 2015.; O Vírus da Imunodeficiência Humana (HIV) e a terapia antirretroviral combinada (HAART) têm promovido alterações metabólicas e morfológicas, dentre elas a síndrome da lipodistrofia ? caracterizada por alterações na distribuição da gordura corporal. Estas alterações podem estar relacionadas a problemas psicológicos e comportamentais como a insatisfação com a imagem corporal. O presente estudo, observacional de corte transversal - controlado, teve como objetivo investigar a imagem corporal de adolescentes que vivem com HIV e a relação com fatores morfológicos, comportamentais e do tratamento/infecção. A amostra foi composta por 57 adolescentes (10 a 15 anos) que vivem com HIV em seguimento clínico no Hospital Infantil Joana de Gusmão, Florianópolis ? SC e 54 adolescentes aparentemente saudáveis pareados por sexo e idade. A variável dependente foi a imagem corporal, as variáveis independentes foram a lipodistrofia, estado nutricional, medidas antropométricas (massa corporal, estatura, perímetros e dobras cutâneas (DC)), maturação sexual, nível de atividade física...

Body image perception in women: prevalence and association with anthropometric indicators.; Percepção da imagem corporal em mulheres: prevalência e associação com indicadores antropométricos.

Pelegrini, Andreia; Universidade do Estado de Santa Catarina. Centro de Ciências da Saúde e do Esporte. Programa de Pós-Graduação em Ciências do Movimento Humano. Florianópolis, SC, Brasil.; Sacomori, Cinara; Universidade do Estado de Santa Catarin
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina. Florianópolis, SC. Brasil Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina. Florianópolis, SC. Brasil
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; "Avaliado por Pares",; Descriptive; Avaliado por Pares; Descritivo Formato: application/pdf
Publicado em 14/12/2013 ENG
Relevância na Pesquisa
66.69%
DOI: http://dx.doi.org/10.5007/1980-0037.2014v16n1p58 The aim of this study was to investigate the prevalence of body image perception and its association with anthropometric indicators (body mass index, waist circumference, waist-height ratio, and conicity index) in women undergoing cervical cancer screening at an institution in Florianópolis, Santa Catarina. The study included 736 women (≥ 18 years). Anthropometric variables (weight, height, waist circumference) were collected for the determination of body mass index, waist-height ratio, and conicity index. Body image perception was evaluated using a nine-body silhouette scale. The prevalence of body image dissatisfaction was 73% (dissatisfaction due to excess weight = 67.4%; dissatisfaction due to thinness = 5.6%). Overweight women (PR=1.34; 95%CI=1.23-2.49, p<0.001) and women with an inadequate conicity index (PR=1.12; 95%CI =1.02-1.24, p=0.016) presented a higher prevalence of body image dissatisfaction. The prevalence of body image dissatisfaction is high and the proportion of inadequate anthropometric indicators requires attention. Moreover, body dissatisfaction was more prevalent among overweight women and women with an inadequate conicity index. These results indicate the need for interventions and for the implementation of programs designed to control body weight and to reduce cardiovascular risk factors and body image dissatisfaction in women attending primary health care centers...