Página 17 dos resultados de 7591 itens digitais encontrados em 0.006 segundos

Atitudes de adultos com deficiência física frente ao idoso, à velhice pessoal e a pessoas com deficiência física

Resende,Marineia Crosara de; Neri,Anita Liberalesso
Fonte: Programa de Pós-Graduação em Psicologia, Pontifícia Universidade Católica de Campinas Publicador: Programa de Pós-Graduação em Psicologia, Pontifícia Universidade Católica de Campinas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2005 PT
Relevância na Pesquisa
36.68%
O objetivo foi analisar atitudes em relação ao individuo portador de deficiência física, ao idoso e à própria velhice em 242 adultos de 24 a 39 anos, portadores de deficiência física congênita (6,4%) ou adquirida. Apenas 4,5% eram dependentes para AVDs, conforme o Barthel Index; 36,0% usavam auxílios ortopédicos. Sendo 65,3% mulheres; 47,0%, casados, 53,3% tinham oito anos de escolaridade, 35,0% , 9 a 11 e 7,0% , mais de 11. Foram submetidos a quatro escalas diferenciais Semânticas com 30 itens e quatro fatores cada (agência, cognição, relações sociais e persona). A análise de dados evidenciou que eles avaliaram mais positivamente o conceito de adulto portador de deficiência física do que o de idoso. Quanto mais antiga a convivência com a deficiência, mais positivas as atitudes em relação à velhice pessoal. Os dados são sugestivos do papel desempenhado pelos processos de auto-regulação do self no manejo das conseqüências da incapacidade física sobre a vida pessoal e social.

A relevância do exame físico do idoso para a assistência de enfermagem hospitalar

Paula,Juliana Coutinho de; Cintra,Fernanda Aparecida
Fonte: Escola Paulista de Enfermagem, Universidade Federal de São Paulo Publicador: Escola Paulista de Enfermagem, Universidade Federal de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2005 PT
Relevância na Pesquisa
36.68%
INTRODUÇÃO: O exame físico do idoso fornece dados relevantes para a assistência, contudo observa-se na prática de enfermagem que raramente ele é realizado de forma singular e sistematizado. OBJETIVO: foi verificar a importância atribuída por enfermeiros ao exame físico do idoso, para a assistência de enfermagem hospitalar. MÉTODO: foram entrevistados 25 enfermeiros das unidades de internação: Gastroclínica e Gastrocirurgia, Cardiologia e Pneumologia, e Enfermaria Geral de Adultos I e II do Hospital de Clínicas da Universidade Estadual de Campinas. RESULTADOS: apenas um enfermeiro não foi contemplado com conteúdo sobre exame físico durante a graduação, e que para grande parte dos entrevistados os temas senescência e senilidade foram abordados de forma deficitária ou não foram abordados. A maioria dos entrevistados (88%) realiza o exame físico e mostra-se motivada para efetuá-lo, embora o faça de maneira incompleta. CONSIDERAÇÕES FINAIS: Os achados revelam a necessidade de capacitar os enfermeiros que lidam com idosos, tendo em vista as peculiaridades do exame físico e as necessidades dessa clientela.

Processo de cuidar do idoso em Diálise Peritoneal Ambulatorial Contínua no domicílio

Ribeiro,Daniele Favaro; Marques,Sueli; Kusumota,Luciana; Ribeiro,Rita de Cássia Helu Mendonça
Fonte: Escola Paulista de Enfermagem, Universidade Federal de São Paulo Publicador: Escola Paulista de Enfermagem, Universidade Federal de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2009 PT
Relevância na Pesquisa
36.68%
Objetivo: Caracterizar os idosos com insuficência renal crônica termina em tratamento de diálise peritoneal ambulatorial contínua e seus cuidadores e descrever o processo de cuidadr desses idosos. Métodos: Estudo de abordagem qualitativa com dados coletados por meio de entrevista com nove cuidadores utilizando a história oral temática e a análise temática dso dados. Resultados: Dentre os nove idosos, cinco eram homens, média de idade 70 anos e todos dependiam do cuidador para troca da bolsa de diálise. Dos cuidadores, oito eram mulheres, média de idade 41,5 anos e despencia oito horas diárias para o cuidado. As falas referentes à categoria processo de cuidar do idoso com IRCT em DPACl contínua no domicílio. Conclusão: O estudo revelou a necessidade de auxiliar o cuidador a desenvolver conhecimentos e habilidades para lidar com a demanda de cuidados que o idoso exige, principalmente, em relação a DPAC.

Como tornar-se idoso: um modelo de cuidar em enfermagem gerontológica

Santana,Rosimere Ferreira; Santos,Iraci dos
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina, Programa de Pós Graduação em Enfermagem Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina, Programa de Pós Graduação em Enfermagem
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2005 PT
Relevância na Pesquisa
36.68%
Supondo que a compreensão do imaginário de idosos sobre o envelhecimento proporcionará conhecimentos de enfermagem sobre o seu cuidar, investigamos, mediante a sociopoética, junto a idosos, no Rio de Janeiro, as possibilidades de inovação nesta prática. Os resultados demonstraram a existência das dicotomias do imaginário no envelhecer: o velho versus o idoso; a aceitação versus a negação da velhice, culminando no desejado versus o não desejado na velhice. Concluímos que as pessoas, na continuidade da vida, não querem ser velhas (viver o indesejado, com mal-estar), mas tornarem-se idosas (envelhecer com bem-estar), permitindo compreender o que existe no processo de aceitação e negação da velhice. Tal evidência nos incentiva a adotar os conhecimentos produzidos nesse cuidar/pesquisar sociopoético voltado para a qualidade de vida dos idosos.

Dissertações e teses de enfermagem sobre o cuidador informal do idoso, Brasil, 1979 a 2007

Vieira,Chrystiany Plácido de Brito; Fialho,Ana Virgínia de Melo; Moreira,Thereza Maria Magalhães
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina, Programa de Pós Graduação em Enfermagem Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina, Programa de Pós Graduação em Enfermagem
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2011 PT
Relevância na Pesquisa
36.68%
Estudo bibliográfico que objetivou descrever a produção científica brasileira sobre o cuidador informal do idoso, em teses e dissertações de enfermagem, entre 1979 e 2007, identificar propósitos, temáticas e modelos teóricos dessas produções, relatar o conceito de cuidador utilizado e descrever socio-demograficamente esses cuidadores. Coletaram-se dados em 27 resumos de teses e dissertações do Centro de Estudos e Pesquisas em Enfermagem, obtendo-se 15 trabalhos completos. Os resultados mostraram 18 dissertações qualitativas e 15 teóricas, do Sul e Sudeste brasileiro. A maioria buscava compreender o cuidado na perspectiva do cuidador e o cuidado familiar dispensado ao idoso com doença crônico-degenerativa. A maioria dos cuidadores era mulheres, filhas ou esposas, com 40-60 anos, casadas, com baixa escolaridade e do lar. O estudo evidenciou preocupação da enfermagem em conhecer o cuidado familiar pela vivência do cuidador e, apesar do crescimento de sua produção científica na temática, constatou necessidade de maiores investigações nessa área.

Programa de atenção ao idoso: relato de um modelo assistencial

Berlezi,Evelise Moraes; Eickhoff,Heloisa Meincke; Oliveira,Karla Renata de; Dallepiane,Loiva Beatriz; Perlini,Nara Marilene Oliveira Girardon; Mafalda,Aline; Bueno,Cristiane
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina, Programa de Pós Graduação em Enfermagem Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina, Programa de Pós Graduação em Enfermagem
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2011 PT
Relevância na Pesquisa
36.68%
Este artigo trata do relato de um projeto de extensão universitária que propõe um modelo de atenção ao idoso. O objetivo do programa é oferecer assistência a idosos de baixa renda residentes no município de Ijuí-RS, Brasil, em situação de fragilidade e com risco de médio a alto de internação ou reinternação hospitalar. São incluídas no projeto as demandas de idosos das Unidades Básicas de Saúde, do Hospital de Caridade de Ijuí, e as dos que buscam o projeto por via telefônica. A equipe interdisciplinar, composta de professores e acadêmicos dos cursos de enfermagem, farmácia, fisioterapia e nutrição, realizam a avaliação da condição de saúde do idoso através de instrumentos quantitativos, que categorizam os indivíduos em classes de risco e elegem a prioridade de atenção. Os idosos que integram o programa recebem atendimento ambulatorial ou no domicílio, dependendo das condições de acesso e capacidade funcional.

Cuidado realizado pelo cuidador familiar ao idoso dependente, em domicílio, no contexto da estratégia de Saúde da Família

Almeida,Luciane; Azevedo,Rosemeiry Capriata de Souza; Reiners,Annelita Almeida Oliveira; Sudré,Mayara Rocha Siqueira
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina, Programa de Pós Graduação em Enfermagem Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina, Programa de Pós Graduação em Enfermagem
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2012 PT
Relevância na Pesquisa
36.68%
Estudo exploratório-descritivo de abordagem qualitativa, que teve por objetivo descrever a maneira como os cuidadores familiares realizam o cuidado aos idosos em condição de dependência. Os dados foram coletados por meio de entrevista semiestruturada, aplicada a 24 cuidadores, em seus domicílios. Os resultados apontaram que o cuidado desenvolvido ao idoso em condição de dependência é uma atividade que leva a mudanças na vida dos cuidadores, o que pode gerar estressores de ordem física, emocional e social. A enfermagem, como elemento essencial da Estratégia de Saúde da Família, deve estar atenta às necessidades de saúde dos idosos dependentes, bem como, mais próxima dos cuidadores, no sentido de orientá-los, e acompanhar o cuidado realizado, a fim de oferecer suporte assistencial de forma integral, ou seja, ao idoso e sua família.

O enfermeiro como instrumento de ação no cuidar do idoso

Brum,Ana Karine Ramos; Tocantins,Florence Romijn; Silva,Teresinha de Jesus do Espírito Santo da
Fonte: Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto / Universidade de São Paulo Publicador: Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto / Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2005 PT
Relevância na Pesquisa
36.68%
Trata-se de um estudo que contextualiza a enfermagem gerontológica na concepção do cuidar. A situação estudada envolve as necessidades de cuidados da pessoa hospitalizada, tendo como objetivo refletir sobre o significado da ação de cuidar do idoso hospitalizado na realidade de enfermagem. A investigação foi desenvolvida mediante a abordagem teórico-metodológica da Sociologia Compreensiva, tendo como cenário um Serviço de Terapia Intensiva de um Hospital Municipal - RJ. Os sujeitos foram enfermeiros que cuidam de idosos sem expectativa de recuperação, abordados mediante uma entrevista fenomenológica. A análise compreensiva dos significados da ação permitiu identificar como típico desta ação, o cuidar instrumentalizado por estar junto, proporcionando ao mesmo tempo conforto físico e bem-estar, visando o enfrentamento da situação vivida. O estudo permitiu apontar algumas contribuições para as áreas do cuidado, da assistência, do ensino e da pesquisa, contemplando a atitude do enfermeiro como instrumento de ação no cuidar do idoso.

Problematização de temáticas de promoção da saúde do idoso a partir de uma vivência dramatúrgica

Espírito Santo,Antônio Carlos Gomes do; Marques,Ana Paula de Oliveira; Leal,Márcia Carrera Campos; Mota,Sophia Karlla Almeida; Silva,Mário Roberto Agostinho da
Fonte: Faculdade de Saúde Pública, Universidade de São Paulo.; Associação Paulista de Saúde Pública. Publicador: Faculdade de Saúde Pública, Universidade de São Paulo.; Associação Paulista de Saúde Pública.
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2008 PT
Relevância na Pesquisa
36.68%
Este artigo apresenta o relato de uma experiência de ensino-aprendizagem tendo como temática a promoção da saúde do idoso no contexto familiar, utilizando uma abordagem pedagógico-construtivista, seguindo-se uma linha problematizadora, optando-se por uma estratégia pautada na construção coletiva de um texto dramatúrgico, na sua encenação e discussão. Participaram da experiência docentes pesquisadores, técnicos e alunos de graduação estagiários do Núcleo de Atenção ao Idoso da Universidade Federal de Pernambuco, além de dirigentes, técnicos e usuários dos Centros de Convivência de Idosos mantidos pela Prefeitura de Recife. Avaliou-se a experiência como capaz de integrar os conteúdos em questão, articulando os saberes de diferentes disciplinas e profissões da saúde, além de permitir o diálogo não apenas utilizando a expressão verbal, mas também corporal das concepções trazidas pelos diversos atores envolvidos. Considera-se que uma construção teórica partilhada pelo aparelho formador e pelo aparelho utilizador de profissionais de saúde foi obtida mediante a conjugação do conhecimento acumulado sobre os conteúdos e das observações resultantes do relacionamento entre aquelas instâncias.

Programas de promoção da saúde do idoso: uma revisão da literatura científica no período de 1990 a 2002

Assis,Mônica de; Hartz,Zulmira M. A.; Valla,Victor Vincent
Fonte: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva Publicador: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2004 PT
Relevância na Pesquisa
36.68%
O artigo mostra as experiências de avaliação em promoção da saúde do idoso a partir da revisão de programas na área. Fez-se busca bibliográfica em bases de dados, sites e periódicos especializados, no período 1990-2002. O critério de inclusão foi ser programa com foco multitemático com atividades educativas e/ou preventivas. Os estudos revisados revelam um campo multifacetado quanto às tendências teórico-metodológicas e às estratégias de pesquisa. Na experiência internacional predomina o estudo quase-experimental, enquanto no Brasil são comuns os relatos de experiências. As principais dimensões avaliadas nos estudos são a receptividade dos idosos, a melhoria de indicadores psicossociais, a aderência a recomendações comportamentais e o processo educativo. Nos resultados destacam-se a boa receptividade dos idosos e certa discrepância de efeitos na aferição quantitativa de indicadores. Os estudos qualitativos apontam caminhos para apreensão dos processos. Conclui-se que a avaliação em promoção da saúde do idoso é pouco desenvolvida no Brasil e a pesquisa de síntese dos programas pode ser parâmetro para o desenvolvimento das experiências em nosso contexto.

Avaliação construtivista, sob uma abordagem integradora e intersetorial, das ações do Projeto Disque Idoso em Sobral (CE, Brasil)

Freitas,Cibelly Aliny Siqueira Lima; Teófilo,Tiago José Silveira
Fonte: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva Publicador: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2010 PT
Relevância na Pesquisa
36.68%
O envelhecimento populacional no Brasil e no mundo é motivo de inquietação epidemiológica. Assim, a violência contra o idoso tem sido considerada problema de saúde pública. Este estudo tem como contexto a necessidade de saúde dos idosos que sofrem violência, objetivando avaliar construtivistamente o Projeto Disque Idoso em Sobral (Ceará). Utilizamos o Método de Avaliação Construtivista de Furtado, que proporciona a introdução de práticas de avaliação participativa. Tentando alcançar tal perspectiva, nos guiamos pelos caminhos da abordagem integradora (inter, multi e transdisciplinar) e intersetorial. Realizamos os grupos focais com representantes dos setores da saúde, assistência social, justiça e idosos, tanto beneficiados pelo projeto como outros que contribuem para seu desenvolvimento. Ao interagirmos com os profissionais que atuam na sede do projeto, compreendemos que há receio em divulgar seu trabalho, pois não há estrutura para ampliar o atendimento. O grupo acredita que a eficácia de suas ações é limitada pela falta de transporte fixo e outros profissionais qualificados. Para os profissionais da rede social de apoio, o projeto deve buscar atuação intersetorial, uma vez que pretende atingir assistência integral. Para os idosos...

Rede de suporte social do idoso atendido por equipes de Saúde da Família

Alvarenga,Márcia Regina Martins; Oliveira,Maria Amélia de Campos; Domingues,Marisa Accioly Rodrigues; Amendola,Fernanda; Faccenda,Odival
Fonte: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva Publicador: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/05/2011 PT
Relevância na Pesquisa
36.68%
O envelhecimento tem especificidades marcadas pela posição de classe de indivíduos e grupos sociais, assim como pela cultura, política, condições socioeconômicas e sanitárias das coletividades. No atendimento às necessidades específicas dos idosos, os sistemas de suporte social são essenciais. O objetivo deste artigo é descrever o perfil sociodemográfico e a rede de suporte social do idoso assistido pela Estratégia Saúde da Família. Trata-se de um estudo transversal com idosos residentes em Dourados (MS). Utilizou-se questionário sociodemográfico e Mapa Mínimo de Relações do Idoso (MMRI). Foram entrevistados 503 idosos: 69,0% são do sexo feminino, 53,1% são analfabetos, 58,3% têm renda per capita inferior a um salário mínimo e 82,9% moram acompanhados. O MMRI destacou a família como maior provedora de cuidados em todas as dimensões avaliadas, mas os idosos possuem redes sociais pequenas. Os idosos assistidos pelas ESF têm baixa renda e escolaridade, e possuem uma rede de suporte social pequena para atender às suas necessidades.

Cuidador familiar do idoso em cuidados paliativos: o processo de morrer no domicílio

Fratezi,Flavia Renata; Gutierrez,Beatriz Aparecida Ozello
Fonte: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva Publicador: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/07/2011 PT
Relevância na Pesquisa
36.68%
Este estudo teve como objetivos: identificar e analisar o significado do processo de morrer para cuidadores familiares de pacientes idosos em cuidados paliativos. Tratou-se de pesquisa qualitativa com utilização de entrevista. Os dados foram analisados por conteúdo. A presença de doenças crônicas que levam o idoso a necessitar de cuidados paliativos impõe sobre o cuidador familiar sentimentos complexos e ambivalentes. A proximidade e inevitabilidade da morte do idoso colaboram para intensificar esses sentimentos, mas possibilitam ao cuidador resignificar como vivencia essa experiência. Diante desta complexidade, torna-se evidente que a equipe paliativista precisa colaborar junto ao cuidador familiar, no sentido de tentar amenizar essa situação.

Determinantes sociais da saúde do idoso

Geib,Lorena Teresinha Consalter
Fonte: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva Publicador: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2012 PT
Relevância na Pesquisa
36.68%
A saúde é afetada ao longo da vida pelas características do contexto social, que geram desigualdades nas exposições e vulnerabilidades. Esses determinantes sociais interferem no bem-estar, independência funcional e qualidade de vida dos idosos, mas geralmente são desconsiderados nas intervenções e políticas. Diante disso, objetivou-se sistematizar os conhecimentos acerca dos determinantes sociais da saúde do idoso, adotando-se como marco conceitual o modelo de Dahlgren e Whitehead. No nível estrutural, abordaram-se os efeitos das mudanças demográficas no processo de envelhecimento e perfil de morbidade; no nível intermediário, as condições de vida e trabalho com impacto na saúde atual e futura e o papel da coesão social; no nível proximal, os comportamentos e estilos de vida de maior risco. Evidenciou-se que a equidade em saúde requer ação sobre os determinantes sociais no curso da vida para minimizar as doenças crônicas e deficiências do idoso que refletem as suas posições sociais no passado.

Avaliação da qualidade da atenção primária à saúde sob a perspectiva do idoso

Araújo,Lavínia Uchôa Azevedo de; Gama,Zenewton André da Silva; Nascimento,Flávio Luiz Araújo do; Oliveira,Herison Franklin Viana de; Azevedo,Wilker Medeiros de; Almeida Júnior,Helano Jader Batista de
Fonte: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva Publicador: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2014 PT
Relevância na Pesquisa
36.68%
O objetivo foi avaliar a qualidade do cuidado na Atenção Primária à Saúde (APS) ofertado à pessoa idosa segundo a sua perspectiva. O desenho foi observacional transversal em amostra aleatória estratificada de idosos (> 60 anos) cadastrados em 10 das 20 Unidades Básicas de Saúde (UBS) do município de Macaíba (RN), Brasil. Após entrevista com o instrumento PCATool-Brasil versão Adulto, estimou-se o nível de qualidade (0 a 10, baseado em atributos desejáveis) e analisou-se a associação de fatores sociodemográficos. Os participantes (n = 100) atribuíram à qualidade nota regular (5,7). A Longitudinalidade do cuidado foi um ponto forte (7,3), mas a Integralidade (4,7), a Orientação Familiar (4,1) e a Acessibilidade (3,8) são fragilidades na perspectiva do idoso. Fatores sociodemográficos ligados à vulnerabilidade (menor renda, área rural e maior idade) associaram-se positivamente a diferentes atributos da APS. Evidenciou-se margem para melhoria do cuidado ao idoso, sendo prioritário ampliar o foco na família, o horário de funcionamento das UBS e a diversidade na prevenção de doenças e agravos.

Avaliação do projeto de promoção da saúde do Núcleo de Atenção ao Idoso: um estudo exploratório

Assis,Mônica de; Hartz,Zulmira Maria de Araújo; Pacheco,Liliane Carvalho; Valla,Victor Vincent
Fonte: UNESP Publicador: UNESP
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2009 PT
Relevância na Pesquisa
36.68%
A avaliação em promoção da saúde do idoso é temática emergente com a expansão de programas impulsionados pelo envelhecimento populacional. Apresentamse dados da avaliação exploratória do Projeto de Promoção da Saúde do Núcleo de Atenção ao Idoso da Universidade Aberta da Terceira Idade da Universidade do Estado do Rio de Janeiro, orientada pela análise de implantação e baseada em fontes documentais, reavaliação dos idosos e observação participante. Observouse alcance dos objetivos de socialização e debate de informações, reforço da autoestima e ampliação dos contatos sociais. Na reavaliação foram constatadas pequenas mudanças em indicadores de autocuidado e de saúde e bem-estar subjetivo, inferindo-se estabilidade positiva pelo perfil dos participantes. Conclui-se que o projeto contribui com a reorientação das práticas de saúde em direção à atenção integral, pautada na humanização e no fortalecimento da participação dos sujeitos sobre questões que afetam a saúde e bemestar, nos planos individual e coletivo.

Situações de desconforto vivenciadas pelo idoso hospitalizado com a invasão do espaço pessoal e territorial

Prochet,Teresa Cristina; Silva,Maria Julia Paes da
Fonte: Universidade Federal do Rio de Janeiro Publicador: Universidade Federal do Rio de Janeiro
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2008 PT
Relevância na Pesquisa
36.68%
A comunicação é a essência da vida e inerente ao ser humano, pois ela traz a possibilidade de as pessoas se relacionarem, compartilhando suas idéias, pensamentos, vivências e sentimentos. Por meio dela somos capazes de nos relacionarmos e assim construirmos uma condição de atendimento e interação com o outro. Esse estudo teve como objetivo identificar as situações de desconforto vivenciadas pelo idoso hospitalizado com a invasão do espaço territorial e pessoal. Pesquisa realizada com 30 idosos hospitalizados em hospital público do interior de São Paulo. Verificou-se que as situações de invasão territorial de desagrado dos idosos foram aquelas relacionadas ao barulho provocado pela equipe e à negligência da preservação da privacidade e das limitações do espaço do idoso. Já as de invasão pessoal estão ligadas à manipulação da unidade do cliente sem seu consentimento e ao desrespeito à intimidade com a banalização da exposição do corpo.

Hemodiálise: seu significado e impacto para a vida do idoso

Pilger,Calíope; Rampari,Edicléia Martins; Waidman,Maria Angélica Pagliarini; Carreira,Lígia
Fonte: Universidade Federal do Rio de Janeiro Publicador: Universidade Federal do Rio de Janeiro
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2010 PT
Relevância na Pesquisa
36.68%
O processo de envelhecimento que antes era restrito aos países desenvolvidos está ocorrendo nos países em desenvolvimento e de modo mais rápido. O surgimento de doenças não transmissíveis pode induzir alterações funcionais com maior intensidade, como a doença renal crônica. O objetivo deste trabalho é compreender o significado da hemodiálise para o idoso renal-crônico e o impacto dessa modalidade terapêutica em sua vida. Tratou-se de um estudo exploratório, de abordagem qualitativa, com entrevista com 22 idosos em tratamento dialítico. Foi utilizado como instrumento um roteiro, contendo perguntas abertas. A análise dos dados foi por meio da análise temática de Bardin. Como resultado, obtemos duas categorias: o significado de ser idoso em tratamento hemodialítico; e o impacto da hemodiálise na vida dos idosos. A pesquisa revelou que a hemodiálise afeta o cotidiano dos idosos, pois causa limitações sociais, envolvendo seu trabalho, hábitos alimentares, culturais, além do impacto na saúde mental.

Entre o fortalecimento e o declínio do vínculo voluntário-idoso dependente em um centro-dia

Bocchi,Silvia Cristina Mangini; Andrade,Juliane; Juliani,Carmen Maria Casquel Monti; Berto,Silvia Justina Papini; Spiri,Wilza Carla
Fonte: Universidade Federal do Rio de Janeiro Publicador: Universidade Federal do Rio de Janeiro
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2010 PT
Relevância na Pesquisa
36.68%
Trata-se de um estudo qualitativo que utiliza, como referencial teórico, o Interacionismo Simbólico e, como referencial metodológico, a Grounded Theory, visando a: compreender a experiência interacional voluntário-idoso dependente em um Centro-Dia e elaborar um modelo teórico representativo dessa experiência. A estratégia para a obtenção dos dados foi a entrevista não diretiva. Dos resultados, emergiram dois fenômenos: responsabilizando-se pela continuidade do exercício do voluntariado, junto a idosos dependentes, amparado na expectativa reparadora de ex-cuidadores familiares perante uma sociedade com consciência solidária em declínio, e assumindo o papel de voluntário. A experiência nos permitiu ampliar o conhecimento referente ao movimento que eles empreenderam na vivência denominada: entre o fortalecimento e o declínio do vínculo voluntário-idoso dependente em um centro-dia mediado por (des) motivação.

Percepção do idoso dos comportamentos afetivos expressos pela equipe de enfermagem

Prochet,Teresa Cristina; Silva,Maria Julia Paes da
Fonte: Universidade Federal do Rio de Janeiro Publicador: Universidade Federal do Rio de Janeiro
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2011 PT
Relevância na Pesquisa
36.68%
Objetivo:Identificar a percepção do comportamento da afetividade, pelo idoso hospitalizado, do cuidado recebido pela Equipe de Enfermagem. Material e Método: Estudo quantitativo, transversal e de campo desenvolvido com 28 idosos. Utilizou-se instrumento composto por 21 tipos de comportamento verbais e não verbais. Resultados: Os resultados positivos dos comportamentos verbais incluíram as ações de conversar (57,2%), orientar (60,7%), respeitar (50%), proporcionar segurança (44,6%) e demonstrar honestidade (96,4%). Os positivos da dimensão não verbal reuniram aspectos relacionados ao respeito (63,4%), tocar (46,4%), ouvir/escutar (23,2%) e olhar como expressão positiva (71,4%). Conclusão: A maioria dos idosos percebeu como positiva a afetividade do cuidado recebido pela Equipe de Enfermagem no que se refere à dimensão verbal, sendo o comportamento mais evidente a demonstração da sinceridade. As atitudes não verbais de ser ouvido/escutado e tocado com delicadeza assumiram avaliação negativa. A afetividade nas ações de enfermagem são percebidos pelo idoso, e estes interferem na avaliação da qualidade assistencial.