Página 1 dos resultados de 24 itens digitais encontrados em 0.002 segundos

Verification of the convergence between ISO GUM 95 vs Monte Carlo method regarding the expandad uncertainty at the pressure laboratory in Brazil

Oliveira, Luiz Henrique Paraguassú de; Cinelli, Leonardo Rodrigues; Couto, Paulo Roberto Guimarães; Bezerra, Ilca Lopes; Alves, Isabela Wanderley; Silva, Walmir Sérgio da
Fonte: Inmetro - Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia Publicador: Inmetro - Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia
Tipo: Trabalho apresentado em evento / Paper
ENG
Relevância na Pesquisa
96.51%
3 f. : il.; This paper describes the way by which the National Pressure Laboratory in Brazil has been calculating its calibration measurement capabilities (CMC) using the uncertainty estimations contained in the ISO GUM 95 and declared in the appendix C of the BIPM, and verifying if there is any convergence and consistency between the measurements results calculate with both methods.

Apresentação das planilhas de incerteza de todos os serviços de calibração realizados pelo laboratório de pressão do Inmetro

Couto, Paulo Roberto Guimarães; Franklin, Túlio Passos; Oliveira, Jackson da Silva; Cinelli, Leonardo Rodrigues
Fonte: Inmetro - Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia Publicador: Inmetro - Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
35.96%
9 f. : il.; O Laboratório de Pressão do INMETRO realiza as calibrações de :manômetros capacitivos, medidores do tipo pirani, balanças de ressão, barômetros, altímetros, manômetros de coluna líquida , transdutores de pressão etc. As estimativas da incerteza de todas estas calibrações são efetuadas de acordo com o ISO GUM 95 (International Organization for Standardization , Guide to the Expression of Uncertainty in Measurement, Geneva, 1993, revised and reprinted in 1995). O objetivo deste trabalho é apresentar as componentes de incerteza que integram a incerteza expandida de medição de todas as calibrações realizadas no Laboratório de Pressão do INMETRO.

Uncertainty of measurement results in fuel analyses

Couto, Paulo Roberto Guimarães; Lemos, Ilse Maria Guilhermino
Fonte: Inmetro - Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia Publicador: Inmetro - Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia
Tipo: Artigo de Revista Científica
ENG
Relevância na Pesquisa
66.32%
6 p. : il.; The result of a measurement serves as a parameter in a variety of applications, such as: the sale of products; the inspection of materials in relation to specifications/limits set by a standard; providing support for a judicial ruling; improving the specific quality of products; estimating profitability and making comparisons with a view to mutual recognition between metrology laboratories and systems. The aim of this work is to demonstrate the relevance and applications of the ISO GUM 95 in the fuel analyses conducted by the LABCOM at the EQ/UFRJ, presenting results tables and discussions. The paper further discusses the strategic importance of metrological reliability of measurement results and of the actions of a laboratory within the context of the science of metrology in Brazil.

Estimation of primary pH measurement uncertainty using Monte Carlo simulation

Damasceno, Jailton Carreteiro; Borges, Renata Martins Horta; Couto, Paulo Roberto Guimarães; Ordine, Alberto Pires; Getrouw, Monique Audrey; Borges, Paulo Paschoal; Fraga, Isabel Cristina Serta
Fonte: Inmetro - Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia Publicador: Inmetro - Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia
Tipo: Artigo de Revista Científica
ENG
Relevância na Pesquisa
56.37%
5 p. : il.; pH is a widely used control parameter for several industrial processes. Thus, its correct determination and uncertainty estimation are extremely important. The Guide to the Expression of Uncertainty in Measurement (ISO-GUM) has been extensively used for pH uncertainty estimation. This work uses Monte Carlo simulation to estimate pH uncertainty in a primary pH system for the measurements of a regional comparison (SIM 8.11P-1) in which INMETRO has participated. The results are compared with the ISO-GUM analytical estimation approach and good agreement was found.

Incerteza da eficiência de uma célula a combustível com o estabelecimento da instrumentação adequada para a sua medição

Oliveira, Sérgio Pinheiro de; Trota Filho, Jorge; Couto, Paulo Roberto Guimarães; Rocha, Adriana da Cunha
Fonte: Inmetro - Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia Publicador: Inmetro - Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia
Tipo: Trabalho apresentado em evento / Paper
POR
Relevância na Pesquisa
36.77%
7 p. : il.; O presente trabalho apresenta e compara os resultados da estimativa de incerteza de medição da eficiência energética de uma célula a combustível unitária e da potência elétrica total de um empilhamento de células a combustível, ambas do tipo PEM, pelos métodos Clássico e Kragten, previstos no ISO GUM 95 “Guia para a Expressão da Incerteza de Medição”, e pelo método de Monte Carlo, que consta no Suplemento 1 do ISO GUM 95. Para a eficiência energética, os métodos Clássico e Kragten apresentaram os mesmos valores de incerteza de medição, de 0,00029, ao passo que o método de Monte Carlo forneceu 0,00021. A diferença entre estes dois valores (0,8x10-5) foi maior que a tolerância estipulada pelo critério δ do Suplemento 1 (0,5x10-5). Este fato não invalidou os resultados do ISO GUM 95 porque neste trabalho foi enfocado o aspecto conservador para o valor da incerteza. Em relação ao cálculo da incerteza da potência elétrica total do empilhamento de células a combustível, observou-se que a fonte de incerteza que apresenta a maior contribuição (92,8% no caso apresentado neste trabalho) é aquela referente à classe de exatidão do multímetro utilizado no processo de medição. Adicionalmente ao estudo comparativo de métodos para cálculo da incerteza de medição...

Uncertainty estimation of mechanical assays by ISO GUM 95 and Monte Carlo simulation – case study: tensile strength, torque and brinell hardness measurements

Couto, Paulo Roberto Guimarães; Damasceno, Jailton Carreteiro; Borges, Renata Martins Horta
Fonte: Inmetro - Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia Publicador: Inmetro - Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia
Tipo: Trabalho apresentado em evento / Paper
ENG
Relevância na Pesquisa
96.63%
4 f . : il.; The limitations presented by the ISO-GUM 95 methodology can by bypassed by applying Monte-Carlo simulation on measurement uncertainty estimation. In this work, uncertainty results from tensile strength, torque and Brinell hardness measurements evaluated using ISO-GUM 95 recommendations, Monte-Carlo simulation and the EURACHEM numerical simulated method are compared and discussed.

Measurand: a cornerstone concept in metrology

Baratto, Antonio Carlos
Fonte: Inmetro - Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia Publicador: Inmetro - Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia
Tipo: Artigo de Revista Científica
ENG
Relevância na Pesquisa
46.18%
9 p. : il.; This paper proposes to discuss some concepts whose importance is fundamental to any theory of measurement. From the epistemological point of view there is a very significant inconsistency in the concept of measurand contained in the GUM. According to the model adopted by the GUM, a particular measurand remains the same measurand after a change in its definition, notwithstanding the fact that new conditions had been included or other pre-existing conditions had been altered in the definition. And also notwithstanding the very probable fact that, in consequence, the uncertainty component associated with its definition had been changed. The problem that arises from this theoretical model is that a particular measurand is not completely characterized by a precise and unique definition. Instead, it is considered an ‘ideal’ utopian particular concept to which would converge a specific series of ‘measurands’ (more properly their definitions), continually redefined in an infinite succession. Such a theoretical basis seems very inappropriate: the model intends to determine the uncertainty of uncertainly defined particular measurands. Of great relevance is the proposal of a new definition for the concept of measurand, a concept that interfaces the realms of Metrology and experimentation. Other concepts have been created or redefined with sufficient precision and selectivity to consider some aspects that remain somewhat confused in the model of measurement currently applied.

Algumas considerações sobre as metodologias de cálculo da estimativa da incerteza de medição citadas no ISO GUM 95

Couto, Paulo Roberto Guimarães; Oliveira, Jackson da Silva; Cinelli, Leonardo Rodrigues
Fonte: Inmetro - Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia Publicador: Inmetro - Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia
Tipo: Trabalho apresentado em evento / Paper
POR
Relevância na Pesquisa
96.85%
6 f. : il.; Em cumprimento aos requisitos da Norma ISO/IEC 17025 todos os Laboratórios da Rede Brasileira de Calibração (RBC) e Rede Brasileira de Laboratórios de Ensaios (RBLE) devem apresentar as incertezas dos resultados de medição de seus serviços credenciados. Mais especificamente os laboratórios da RBLE têm seu prazo limite estipulado pelo Inmetro em dezembro de 2002. Provavelmente, por ser este assunto relativamente recente para os laboratórios da RBLE os mesmos vêm enfrentando dificuldades para a realização desta determinação. O documento básico para a estimativa da incerteza de medição - ISO GUM 951 - apresenta três metodologias ,a princípio convergentes , para o cálculo da estimativa da incerteza de medição. O EURACHEM/CITAC2, documento específico para a estimativa da incerteza em Química, concentra-se basicamente em duas dessas metodologias citadas pelo ISO GUM 95. Este artigo tem por objetivo apresentar de forma resumida o ISO GUM 95 com as suas três metodologias de cálculo da estimativa de incerteza discutindo as diferenças entre os valores da incerteza de um resultado de medição obtidos por cada uma das metodologias. _____________________________________________________________________________.; ABSTRACT - According the requisites of the ISO/IEC 17025 Standard all the laboratories of the Brazilian Net of Calibration (RBC) and of the Brazilian Net of Testing (RBLE) must present the uncertainties of the measurement results from their accredited jobs. And specifically...

Incerteza de medição nos resultados de análises de combustíveis

Couto, Paulo Roberto Guimarães; Lemos, Ilse Maria Guilhermino
Fonte: Inmetro - Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia Publicador: Inmetro - Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia
Tipo: Trabalho apresentado em evento / Paper
POR
Relevância na Pesquisa
66.32%
8 f. : il.; O resultado de uma medição é utilizado como um parâmetro para inúmeras aplicabilidades, como: Comercializar produtos, Inspecionar materiais em relação à especificações/limites determinados por Norma, Apoiar uma decisão judicial, Melhorar a qualidade específica de produtos, Estimar lucratividade e Comparação visando o mútuo reconhecimento entre laboratórios e sistemas metrológicos. Este trabalho visa demonstrar a relevância e aplicação do ISO GUM 95 nas análises de combustíveis realizadas pelo LABCOM da EQ/UFRJ apresentando planilhas e discussões. O artigo discute também a importância estratégica da Confiabilidade Metrológica dos resultados de medição e atuação de um laboratório perante ao quadro da Ciência da Medição no País.

Utilização de duas metodologias de cálculo da estimativa da incerteza de medição citadas no ISO GUM 95 , para determinação do volume de um vaso padrão usado na calibração de medidores de vazão

Santos Júnior, José Júlio Pinheiro dos; Santo Filho, Dalni Malta do Espírito; Rodrigues, Cláudio Roberto da Costa; Barbosa, Alex Pablo Ferreira; Couto, Paulo Roberto Guimarães; Cinelli, Leonardo Rodrigues
Fonte: Inmetro - Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia Publicador: Inmetro - Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia
Tipo: Trabalho apresentado em evento / Paper
POR
Relevância na Pesquisa
96.51%
6 f. : il.; As medidas de capacidade de volume são utilizadas para comercialização de líquidos, para verificação e aprovação de modelos na metrologia legal, para calibração de medidores de vazão e totalizadores de volume, e em outras aplicações. Assim sendo, a medição de volume é um fator importante para a garantia da qualidade de produtos e serviços em muitos processos produtivos, nos ensaios e nas calibrações, tendo importância, em termos financeiros. Instrumentos de baixa qualidade ou inadequados podem causar grandes prejuízos financeiros. Por exemplo, para a produção nacional de petróleo no Brasil, que é próxima de 2 milhões de barris de petróleo diários, se considerarmos um valor de 40 dólares por barril, teremos uma produção estimada de 80 milhões de dólares por dia. Se houver 1% de erro nas medições realizadas com os medidores de vazão, o prejuízo diário será de cerca de 800.000 dólares e o prejuízo anual será de cerca de 290 milhões de dólares[ 1 ]. Este artigo apresenta duas metodologias para o cálculo da incerteza de medição que visam a avaliar a contribuição de cada grandeza na incerteza final do volume. Ambas as metodologias são mencionadas no ISO- GUM 95 [2]. A primeira delas é a analítica ( um processo que calcula as incertezas através de derivadas parcias ); a outra é a metodologia numérica ( um processo que é mencionado com mais ênfase pelo EURACHEM – 2000 [3]...

Estimativa da incerteza da massa específica da gasolina pelo ISO GUM 95 e método de Monte Carlo e seu impacto na transferência de custódia

Couto, Paulo Roberto Guimarães
Fonte: Inmetro - Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia Publicador: Inmetro - Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
96.88%
121 f. : il., tab.; Essa dissertação calcula, compara e avalia os valores das estimativas de incerteza do resultado de medição da massa específica de uma gasolina, obtidos pelas metodologias propostas no Guia para a Expressão da Incerteza de Medição/2005 (ISO GUM 2005), no EURACHEM/CITAC GUIDE – 2000 (simulado) e também pelo método de Monte Carlo. A diferença entre os valores obtidos pelas metodologias estudadas não é significativa em comparação aos limites de tolerância da norma ASTM D 1298-05. Precedendo a estimativa da incerteza de medição, foi realizado o estudo da variação da massa específica em função do tempo objetivando a definição de um plano de amostragem, para a definição da metodologia de validação e o estabelecimento da confiabilidade metrológica dos resultados, etapas que devem ocorrer anteriormente à estimativa da incerteza de um resultado de medição. O estudo mostrou que o plano inicial de amostragem adotado não foi o mais adequado, visto que por problemas freqüentes de manipulação da amostra a sua massa específica variou , em torno de 0,1%, ao longo de oito dias. Foi, então, definido um novo plano de amostragem para a aplicação da metodologia estatística proposta nesta dissertação de validação dos dados e estabelecimento da confiabilidade metrológica. A aplicação da metodologia evidenciou que os resultados de medição da massa específica de uma gasolina...

Estimativa da incerteza de medição na avaliação da eficiência de células a combustível segundo as recomendações do ISO GUM 95 e o método de simulação de Monte – Carlo

Oliveira, Sérgio Pinheiro de; Rocha, Adriana da Cunha; Couto, Paulo Roberto Guimarães; Trota Filho, Jorge
Fonte: Inmetro - Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia Publicador: Inmetro - Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia
Tipo: Trabalho apresentado em evento / Paper
POR
Relevância na Pesquisa
96.51%
5 f. : il.; É apresentada a comparação dos resultados das estimativas da incerteza de medição, para o mensurando “eficiência energética da célula a combustível”, obtidos pelos modelos de cálculo previstos no ISO GUM 95, EURACHEM e por Monte-Carlo.

Avaliação do impacto da incerteza da força de Coriolis em uma máquina de padronizaçâo de força por peso morto

Cardoso, Wairy Dias; Couto, Paulo Roberto Guimarães; Dutra, Max Suell
Fonte: Inmetro - Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia Publicador: Inmetro - Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia
Tipo: Trabalho apresentado em evento / Paper
POR
Relevância na Pesquisa
66.32%
5 f. : il.; É realizada a estimativa do impacto da incerteza referente á força de Coriolis na incerteza de medição da Máquina de Padronização Primária de Força por Peso morto. É apresentada também a comparação dos resultados das estimativas da incerteza de medição, para a medição da força, obtidos pelos modelos de cálculo do ISO GUM 95 e por Monte Carlo.

Evaluation of measurement uncertainty in analytical inorganic assays: a study of case

Bazílio, Fábio Silvestre; Damasceno, Jailton Carreteiro; Ávila, Akie Kawakami; Couto, Paulo Roberto Guimarães; Borges, Renata Martins Horta
Fonte: Inmetro - Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia Publicador: Inmetro - Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia
Tipo: Trabalho apresentado em evento / Paper
ENG
Relevância na Pesquisa
56.45%
4 f.; ABSTRACT: The uncertainty estimation procedures recommended in ISO-GUM are largely used by several laboratories and institutes. This work compares the ISO-GUM approach and the Monte Carlo simulation method for the Cd concentration uncertainty (U) determination, using the A-5 example showed at EURACHEM Guide. The Monte Carlo simulation showed very similar results in comparison to the ISO-GUM approach. It can be concluded that both methods are applicable for the expanded uncertainty determination and give reliable results.

Estudo de padrões e estabelecimento da melhor capacidade de medição do lapre/Inmetro na faixa de 1,4 kPa a 7 MPa

Cinelli, Leonardo Rodrigues; Couto, Paulo Roberto Guimarães; Oliveira, Luiz Henrique Paraguassú de; Soares, Rodrigo Sousa
Fonte: Inmetro - Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia Publicador: Inmetro - Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
66.51%
3 f. : il.; O Lapre/Inmetro vem realizando estudos ao longo dos últimos 18 anos, com o objetivo de conhecer o comportamento dos seus padrões de pressão. Estes estudos têm a finalidade possibilitar a otimização e ratificação da melhor capacidade de medição dos serviços realizados pelo laboratório, como também auxiliam na definição do período de validade dos certificados de calibração dos seus padrões. A metodologia para a estimativa da incerteza de medição recomendada pelo ISO GUM 95 apresenta as seguintes limitações: linearização do modelo, suposição da normalidade do mensurando e o cálculo do grau de liberdade efetivo da incerteza combinada. Objetivando superar estas limitações, a simulação numérica pelo método de Monte Carlo [5,6] é aplicada para a avaliação da incerteza de medição. Desta forma, o artigo apresenta o acompanhamento das características metrológicas dos padrões de pressão na faixa de 1,4 kPa a 7 MPa ao longo do tempo e a sua influência na estimativa da melhor capacidade de medição do Lapre/Inmetro. O trabalho também apresenta a comparação entre os métodos clássico (ISO GUM 95) e de Monte Carlo para a determinação da estimativa da incerteza aplicados na comprovação da melhor capacidade de medição do laboratório na faixa de 1...

Comparação de pressão faixa de 20 kPa a 10 MPa utilizando-se manômetros digitais de pistão

Couto, Paulo Roberto Guimarães; Oliveira, Luiz Henrique Paraguassú de; Silva, Walmir Sérgio da; Soares, Rodrigo Sousa; Araújo, Luiz Pedro de
Fonte: Inmetro - Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia Publicador: Inmetro - Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
66.32%
4 f. : il.; São apresentadas as análises da comparação entre os resultados obtidos pelo Laboratório de Pressão do Inmetro e da DH-Budenberg, fabricante dos manômetros digitais de pistão utilizados na comparação, na faixa de 20 kPa a 10 MPa. Os manômetros digitais de pistão pertencem a Universidade Federal do Rio Grande do Norte, e apresentam os seguintes coeficientes de conversão (Kn): 0,1 bar/kg; 2 bar/kg e 20 bar/kg. As estimativas das incertezas de medição, foram obtidas pelas metodologias de cálculo do ISO GUM 95 (Clássica e Kragten) e do Método de Monte Carlo. Adicionalmente, foi realizada a análise dos fatores preponderantes na incerteza combinada dos manômetros digitais de pistão. Os resultados obtidos pelos dois laboratórios foram analisados através do erro normalizado (En) e também por intermédio dos intervalos de incerteza estabelecidos a partir dos resultados obtidos pelo Inmetro.

Metodologia para comparação dos resultados calibrações de padrões digitais de pressão e estimativa das incertezas seguindo as recomendações do ISO GUM 95 e o método de simulação de Monte-Carlo

Couto, Paulo Roberto Guimarães; Silva, Marcos Antonio Salvino da
Fonte: Inmetro - Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia Publicador: Inmetro - Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia
Tipo: Trabalho apresentado em evento / Paper
POR
Relevância na Pesquisa
96.77%
5 f. : il.; Este trabalho tem como objetivo inicial apresentar a metodologia utilizada na comparação entre os padrões de pressão da Diretoria de Metrologia Legal – Dimel do Inmetro. O artigo também apresenta a comparação dos resultados das estimativas da incerteza medição obtida pelos modelos de cálculo do ISO GUM 95 e pela simulação de Monte-Carlo. Os medidores de pressão podem ser classificados em dois grandes grupos: Fundamentais e Relativos. Os medidores fundamentais de pressão medem a grandeza a partir da sua definição e os medidores relativos apresentam o valor da pressão em função de uma propriedade física ou um fenômeno físico. No grupo dos medidores relativos incluem-se os manômetros analógicos e digitais e os transdutores de pressão. Os padrões de referência de pressão da Dimel são manômetros digitais recentemente adquiridos. Eles calibram os padrões de trabalho da marca Onneken, utilizados pelos Ipem’s nas verificações dos esfigmomanômetros (medidores de pressão arterial). O ISO GUM 95, objetiva de maneira geral a harmonização da metodologia do cálculo da estimativa da incerteza de um resultado de medição. A metodologia da estimativa de incerteza medição citada no ISO GUM 95 apresenta algumas limitações como: Linearização do Modelo...

Monte Carlo simulation for the evaluation of measurement uncertainty of pharmaceutical certified reference materials

Rocha, Werickson Fortunato de Carvalho; Nogueira, Raquel
Fonte: Inmetro - Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia Publicador: Inmetro - Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
46.29%
7 p. : il.; O suplemento do Guia para a Expressão da Incerteza de Medição (GUM) publicado em 2008, o qual trata da propagação de distribuições, encoraja o uso do método de Monte Carlo (MC) para a estimativa de incerteza de medição. Este artigo descreve a aplicação deste método para estimativa da incerteza de medição do teor de ingredientes ativos farmacêuticos em dois novos materiais de referência certificados (MRC): metronidazol e captopril. Os resultados obtidos pelo método de Monte Carlo e pelo método tradicional (GUM) mostraram concordância considerando um valor crítico δ de 0,005 para metronidazol e 0,05 para captopril. Deste modo, o método de Monte Carlo validou os resultados obtidos pelo método tradicional (GUM) para a expressão do teor dos fármacos com no mínimo duas casas decimais._________________________________.; ABSTRACT - The supplemental Guide to the Expression of Uncertainty Measurement (2008), which deals with the propagation of distributions, encourages the use of the Monte Carlo simulation (MCS) for estimating the uncertainty of measurands. This paper describes the application of this method to estimate the measurement uncertainty of active pharmaceutical ingredient (API) mass fractions of two certified reference materials (CRMs): metronidazole and captopril. The Monte Carlo results complied with the GUM results in terms of the critical value δ of 0.005 for metronidazole and 0.05 for captopril. Therefore...

Uncertainty and UncertaintyGUM mathematica functions

Aibe, Valter Yoshihiko; Mikhailov, Mikhail Dimitrov
Fonte: Acervo Digital do Inmetro Publicador: Acervo Digital do Inmetro
Tipo: Artigo de Revista Científica
ENG
Relevância na Pesquisa
46.11%
15 p. : il.; Two functions from the authors Mathematica package are demonstrated. UncertaintyGUM is based on the Guide to the Expression of Uncertainty in Measurement (GUM) [1]. The more powerful Uncertainty use the propagation of distributions to find analytically, numerically, or statistically the expectation ± standard deviation for expression of random variables with prescribed statistical distributions. These two functions gives the same results for the linear expression c1*x1+c2*x2+c3*x3 with normal or multinormal statistical distributions of variables x1, x2, and x3. The approximate results of UncertaintyGUM and exact one of Uncertainty, for the nonlinear expressions Sin[x] and x^n of the normally distributed random variable x, are compared in three interactive demonstrations. This paper is a Mathematica notebook transformed to the new CDF (Computable Document Format) supported by the free CDF Player distributed by the Wolfram Research [3].

Estimativa da incerteza do resultado de medição da massa específica de um óleo diesel conforme recomendações do ISO GUM 95 e o método de simulação de Monte - Carlo

Couto, Paulo Roberto Guimarães; Borges, Renata Martins Horta; Souza, Athanagilde de Paula; D'Ávila, Luiz Antônio; Antunes, Adelaide Maria de Souza
Fonte: Inmetro - Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia Publicador: Inmetro - Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia
Tipo: Trabalho apresentado em evento / Paper
POR
Relevância na Pesquisa
96.81%
4 f. : il.; O ISO GUM 95, objetiva de maneira geral a harmonização da metodologia do cálculo da estimativa da incerteza de um resultado de medição. O EURACHEM/CITAC Quantifying Uncertainty in Analytical Measurement –Second Edition -2000, baseado no ISO GUM 95 , apresenta também duas outras formas alternativas para a combinação das incertezas padrão. Na aplicação destas duas metodologias não se realiza o cálculo dos coeficientes de sensibilidade do mensurando em relação a cada fonte de entrada. O modelo da estimativa de incerteza medição citado no ISO GUM 95 apresenta algumas limitações como: Linearização do Modelo, Suposição da normalidade do mensurando, Cálculo dos graus de liberdade efetivo [1]. Objetivando superar estas limitações do ISO GUM 95, surge a simulação de Monte - Carlo para a avaliação da incerteza de medição [1]. A medição com boa exatidão da massa específica de petróleo e seus derivados é necessária para a conversão de volumes medidos para volumes ou massas, ou ambos, numa temperatura de referência durante o processo de transferência de custódia [10]. Este artigo tem por objetivos apresentar os valores da incerteza do resultado de medição da massa específica de um óleo diesel seguindo os modelos do ISO GUM 95...