Página 1 dos resultados de 66 itens digitais encontrados em 0.058 segundos

Geopolítica das igrejas e anarquia religiosa no Brasil. Por uma geoética de apoio mútuo.; Geopolitics of churches and religious anarchy in Brazil: for an geo-ethic of mutual suport

Santos, Alberto Pereira dos
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 30/06/2011 PT
Relevância na Pesquisa
45.75%
Esta tese tem como objetivo analisar, de um lado, as relações entre geopolítica e igrejas e, de outro, as relações entre o termo grego anarquia e o crescimento da população crente sem religião no território brasileiro. A palavra igreja é utilizada de modo amplo e genérico (igreja, templo, centro espírita, etc), isto é, toda e qualquer instituição que se constitui como estrutura de poder religioso. A pesquisa identifica principalmente as geopolíticas das igrejas católica e evangélicas, as rivalidades de poderes e influências políticas no território brasileiro que ocorrem através de diversos meios, estratégias ou ações das igrejas, como nas eleições de deputados federais e até de presidente da República como aconteceu em 2010, inclusive com a disputa através dos meios de comunicação, especialmente a televisão e o rádio e no espaço virtual. Revela-se também um processo histórico-cultural de anarquia religiosa, que se dá, por um lado, com o crescimento do contingente de população religiosa sem religião e, por outro, com a existência de populações religiosas não praticantes, católica e evangélica, bem como as desobediências às normas, às doutrinas e às autoridades religiosas. Esse fenômeno está disperso em todo o território brasileiro...

O Programa Nacional de Direitos Humanos 3 e a cobertura dos jornais O Estado de São Paulo e Folha de São Paulo; National Human Rights Program 3 and newspapers "O Estado de S.Paulo" and "Folha de S.Paulo".

Ashkenazi, Miriam
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 19/08/2013 PT
Relevância na Pesquisa
45.8%
O presente trabalho apresenta como propósito investigar a maneira pela qual os jornais O Estado de S.Paulo e Folha de S.Paulo fizeram a cobertura do Programa Nacional de Direitos Humanos 3 no período de 21 de dezembro de 2009 a 21 de março de 2010. O PNDH- 3 reflete a compreensão que os Direitos Humanos abarcam desde o advento da Declaração Universal de 1948. Foi resultado da 11ª Conferência Nacional de Direitos Humanos, realizada em dezembro de 2008, tendo sido um processo democrático plural e aberto, tendo havido a presença da sociedade civil bem como também de diversos atores governamentais, no desempenho democrático caracterizado por tensões, divergências e disputas", tal como foi especificado no seu prefácio. Das duas versões anteriores, foi o programa mais denso, polêmico, com maior número de proposições e o que causou maior alvoroço e desencadeou uma onde de protestos às vésperas da eleição presidencial de 2009. Compreendido em 521 ações programáticas, contempladas em seis eixos orientadores: interação democrática entre estado e sociedade civil; desenvolvimento e diretos humanos; universalizar os Direitos Humanos em um contexto de desigualdades; segurança pública; acesso à Justiça e combate à violência; educação e cultura em Direitos Humanos; e direito à memória e à verdade. Dentre os principais pontos polemizados e que receberam intensas críticas...

De boletim a jornal sem terra: história, práticas e papel na constituição do MST; -

Cunha, Joana Tavares Pinto da
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 25/10/2013 PT
Relevância na Pesquisa
55.77%
Esta pesquisa contextualiza a emergência histórica do Boletim Sem Terra, sistematiza o conteúdo e forma da publicação desde a primeira edição ­ em maio de 1981 ­ até a consolidação do Jornal Sem Terra, como instrumento do então recém-fundado Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST). O estudo parte de uma discussão conceitual sobre a comunicação de massa e hegemônica, passando pelos referenciais de cidadania, jornalismo alternativo, mídia radical e popular, para situar o objeto no conjunto da comunicação contra- hegemônica. Analisa a questão agrária e a luta pela terra no Brasil, com a apresentação de outras experiências de imprensa de movimentos sociais do campo. A partir de uma perspectiva histórica da ocupação da Encruzilhada Natalino, no Rio Grande do Sul, que originou o Boletim Sem Terra, sistematiza o conteúdo de 43 edições da publicação, divididas em quatro fases, até sua transferência de Porto Alegre para São Paulo, em maio de 1985. Por fim, analisa as práticas e formas de fazer do periódico, sua relação com a Igreja e seu papel na articulação do MST nacionalmente.; This research contextualizes the historical urgency of "Boletim Sem Terra" (Landless workers Bulletin). It systematizes the contents and form of the publication...

Formação da Rede Vida de Televisão: entre a política brasileira de concessões televisivas e as diretrizes católicas de comunicação social, 1989-1995

Lima, Eduardo de Campos
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
56%
Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP); Pós-graduação em História - FCLAS; A proposta deste estudo é historiar e analisar as possibilidades de criação da primeira emissora de televisão de inspiração católica no Brasil, a Rede Vida de Televisão. Assim foram identificadas e analisadas as diretrizes comunicacionais católicas e o debate em torno da questão a partir de documentos oficiais da Igreja, de pensadores, leigos e eclesiásticos ligados a ela, entre 1989 a 1995. Procurou-se posicionar o debate católico ante os meios de comunicação social e, sobretudo, focar os olhares para o meio televisivo, identificando de que forma os pensadores e intelectuais católicos expressavam-se e debatiam sobre o tema Igreja e Mídia. A pesquisa mostra que, ao contrário do que é divulgado pela literatura especializada, a Rede Vida só foi possível ser formada pela ação de alguns poucos agentes que atuavam na interseção de dinâmicas próprias do âmbito político, do religioso e comunicacional, compreendidas durante o período de transição democrática brasileira. Buscou-se identificar os debates oriundos dos círculos católicos acerca da comunicação social, da ação política nacional e regional da chamada Nova República e da interface destas no universo de empresários da mídia regional e nacional. Por fim...

A acção da Igreja no terramoto de Lisboa de 1755: ministério espiritual e pregação

Marques, João Francisco
Fonte: Centro de Estudos de História Religiosa - Universidade Católica Portuguesa Publicador: Centro de Estudos de História Religiosa - Universidade Católica Portuguesa
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2006 POR
Relevância na Pesquisa
45.74%
O grande terramoto de Lisboa de 1755 – catástrofe de proporções apocalípticas para os contemporâneos – deu lugar a reacções imediatas da parte do poder civil e eclesiástico que mobilizaram o reino, sobretudo nos espaços mais afectados pelo sinistro. As actividades religiosas ditadas pelas circunstâncias traduziram-se por um largo efeito positivo que se repercutiu no controle psicológico das populações, no recobro do ritmo das tarefas quotidianas e na recuperação da esperança abalada no futuro imediato. A pregação oral, muito densa por todo o lado, e os espécimes de imediato impressos permitem sondar o teor e a casuística que importavam mobilizar, consentâneos com o momento vivido, o que permite avaliar, ao tempo, o poderosíssimo alcance desse meio de comunicação social.; The huge 1755 Lisbon’s earthquake – a catastrophe with apocalyptic measures according to contemporary persons – generated immediate reactions from the civil and ecclesiastical power which mobilized the kingdom, mainly in the more affected areas. The religious activities, imposed by the circumstances, generated a positive effect, reflected in the psychological control of the inhabitants, in the recovering of the everyday life and of the lost hope in the immediate future. The oral preaching...

O poder da comunicação social : uma análise das mensagens para o dia mundial da comunicação social

Machado, Margarida Benedita Martins
Fonte: Universidade Católica Portuguesa Publicador: Universidade Católica Portuguesa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em 06/02/2014 POR
Relevância na Pesquisa
55.88%
Desde sempre, mas sobretudo desde que se massificaram, os meios de comunicação tornaram-se fatores de desenvolvimento, e um tema permanente na sociedade, na comunidade política e até nas discussões científicas. Os Pontífices tentaram responder a este desafio e ao longo das quarentas e seis mensagens em análise, olharam sempre com esperança para estas mudanças culturais e para o progresso tecnológico que as acompanha. Advertiram contudo, também de forma insistente, que é necessário exigir o respeito pela verdade e a justiça: é indispensável alcançar a equidade no acesso aos meios de comunicação para que o desenvolvimento humano e o crescimento económico não sejam discrepantes, e conseguir assim que exista um autêntico progresso social.

Gestão e comunicação de crise na Igreja Católica : uma reflexão no contexto da sociedade de informação

Pereira, Pedro Alexandre Freitas da Silva
Fonte: Universidade Católica Portuguesa Publicador: Universidade Católica Portuguesa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em 28/03/2014 POR
Relevância na Pesquisa
66.13%
A presente investigação tem como objectivo perceber de que forma a comunicação de crise é gerida no seio da Igreja Católica, no contexto de sociedade da informação. A comunicação da igreja influencia a sociedade em que vivemos, porque intervém na dimensão social, cultural, política e económica. Importa perceber de que forma a Igreja utiliza os novos instrumentos de comunicação que tem ao seu dispor para fazer frente às crises que abalam a sua estrutura e reputação. Perante estes factores, poderá a Igreja, nas suas diversas estruturas, quando confrontada com problemas internos que são transpostos para o exterior, utilizar com eficácia modelos e técnicas actuais de gestão e comunicação de crise? Os acontecimentos que podem afectar negativamente a reputação da Igrejas surgem de diversas variáveis de risco; assim é necessário, perceber quais, como e que técnicas de gestão de crise deverão ser utilizadas para atenuar os efeitos negativos destas ocorrências? Assim os responsáveis de comunicação devem assegurar que a hierarquia da Igreja se comprometa com a preparação do plano de crise, do ponto de vista comunicacional. Esta dissertação tem suporte teórico em diversos autores, como por exemplo...

TV brasileira: novo púlpito da igreja eletrônica : o verbo se faz imagem televisiva

Schmidt, Gerson
Fonte: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre Publicador: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre
Tipo: Dissertação de Mestrado
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
45.94%
A Igreja Eletrônica é uma realidade concreta que surge no contexto pós-moderno, na contemplação das imagens, dentro de um mundo globalizado, técnico e espetacular. Ela é aqui analisada como fenômeno imagético e de comunicação. A TV Brasileira se torna palco e púlpito de novos atores religiosos, especialmente os pastores neopentecostais, que acreditam na força desse instrumento eficaz, na conquista de um novo rebanho virtual. O país já produz seus profetas midiáticos, não necessitando mais migrar do norte da América. As igrejas desfilam na passarela televisiva. A Igreja Internacional da Graça, por meio de seu fundador R. R. Soares, mostra sua força e sua capacidade de manter-se no ar, por meio de um programa diário na Rede Bandeirantes de Televisão. A análise de sua estratégia, por meio de alguns programas, na perspectiva de autores contemporâneos, aponta para importantes conclusões a respeito da pedagogia e metodologia carismática neopentecostal. A força midiática o torna cada vez mais forte. Procuramos responder a essa questão: em que medida a utilização da mídia televisiva é importante como novo púlpito da fé e captação de adeptos para a Igreja Internacional da Graça.;

Comunicação e diálogo na Rede Vida: um olhar interacionista sobre o jornalismo

Limeira, Michele Boff da Silva
Fonte: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre Publicador: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre
Tipo: Tese de Doutorado
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
46.13%
A Rede Vida de Televisão estrutura-se, enquanto emissora de abrangência nacional, a partir da criação do Instituto Brasileiro de Comunicação Cristã (INBRAC), seu órgão mantenedor. A relação que mantém com o INBRAC garante à Igreja Católica brasileira espaço na programação da emissora, bem como a catolicidade do veículo, a princípio sem qualquer ligação com a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) ou outro órgão oficial da Igreja. Esse contexto interfere no jornalismo da emissora e orienta para uma determinada perspectiva de comunicação, a partir da qual os programas são produzidos. Considerando-o e partindo da idéia de que a produção e o conteúdo das mensagens jornalísticas estão imbricados, propomos, nesta tese, a análise do processo produtivo e do conteúdo de três programas jornalísticos da Rede Vida: o telejornal “JCTV”, o programa de entrevistas “Tribuna Independente” e o programa de reportagens “Este é o meu Brasil”. Nossa intenção é compreender como a emissora faz jornalismo e com base em qual concepção de comunicação. Analisamos os critérios de noticiabilidade e as interações sociais que atuam no processo produtivo e no conteúdo jornalístico. Para tanto...

A pregação como comunicação da fé

Wendland, Joaquim Daniel
Fonte: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre Publicador: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre
Tipo: Dissertação de Mestrado
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
75.85%
Através da exposição dos elementos históricos que forjaram a cultura dos meios de comunicação social, servindo-nos das teorias da comunicação e estudos teológicos sobre o fenômeno comunicacional, discute-se o modo de elaborar uma sistematização teológica contextualizada com a cultura hodierna. Elaborou-se uma reflexão sobre a pregação a partir de seu desenvolvimento bíblico e eclesial. Apresentamos uma proposta de princípios teológicos da pregação que a definem como um evento comunicativo da fé. Proposta que sugere uma releitura dos dados cristãos em perspectiva comunicativa, situada nas possibilidades e desafios da cultura contemporânea.; By means of the exposition of the historical elements, which made up the midia of social communication, using the theories of communication and theological studies about the phenomenon of communication, is here discussed the manner how to prepare a theological systematization in the context of our actual culture. A reflection about the preaching is made starting from its biblical and ecclesiastical development. A proposal of theological principles of preaching is also presented which define them as a communication event of the faith. The proposal suggests a new viewpoint of the Christian facts in a communication view situated in the possibilities and challenges of the contemporary culture.

A fé cristã na era digital: diálogo entre a revelação na teologia de Bruno Forte e a experiência religiosa na internet

Andreolla, Jurema
Fonte: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre Publicador: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre
Tipo: Dissertação de Mestrado
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
75.8%
Novas possibilidades são oferecidas à religião na sociedade atual, marcada pela cultura da informação, da mídia digital e da virtualidade. Diante disso, cabe a interrogação: será possível fazer uma experiência de escuta e diálogo com Deus, por meio da nova ambiência da fé criada pela Internet? À luz do pensamento teológico de Bruno Forte, a dissertação parte da Revelação cristã, para demonstrar em que poderia consistir o diálogo mediado pela fé experimentada na Era Digital. Para isso, utilizam-se as categorias êxodo e advento, a fim de demonstrar como o autor desenvolve o pensamento sobre a situação do ser humano em relação a Deus e ao próximo no plano da fé. A seguir, identificam-se como as pessoas procuram a experiência de Deus nas mídias da comunicação, especialmente nas novas redes sociais da Internet. Verificam-se, ao longo do trabalho, possíveis direcionamentos para as questões: É possível encontrar-se com Deus no espaço virtual? Uma comunidade de fé virtual pode ser considerada um espaço de evangelização e vivência comunitária? Finalmente, por meio de uma pesquisa qualitativa, identificam-se categorias que expressam a experiência religiosa de cristãos que usam a Internet para esse fim. Conclui-se...

Igreja e comunicação social: um estudo de documentos do magistério pontifício

Zolin, Lúcia Inês Ugoski Volcan
Fonte: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre Publicador: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre
Tipo: Dissertação de Mestrado
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
106.18%
Esta dissertação de mestrado é o resultado de um estudo realizado sobre o pensamento da Igreja Católica a respeito da comunicação social, a partir da analise de documentos pontifícios que tratam deste tema e que foram publicados a partir da invenção da tipografia. Tal análise tem por objetivo entender qual o posicionamento da Igreja sobre a comunicação social, sobretudo, a que se desenvolve mediante o uso de diferentes recursos e instrumentos. O primeiro capítulo, além de descrever o que a Igreja pensa sobre a comunicação humana, também registra elementos teológicos que podem contribuir para a compreensão deste fenômeno. No segundo capítulo serão expostos os principais documentos publicados entre a época da invenção da prensa até o pontificado de João XXIII, na fase que antecedeu o Concílio Vaticano II. O terceiro capítulo trabalhará, na sequência, o pensamento pósconciliar. E, por fim, no quarto capítulo analisaremos a compreensão que a Igreja tem sobre o uso dos mass media para a evangelização. Disposta a superar as deficiências, hoje, a Igreja busca articular-se de forma sistemática, sobretudo através da Pastoral da Comunicação. Pastoral integradora, que deve perpassar todas as atividades eclesiais.; This present dissertation is the result of a study about the thoughts of the catholic Church regarding social communication with basis on the analysis of pontifical documents dealing with this subject and which have been published since the invention of printing. Such analysis has the purpose of understanding the position of the Church on social communication...

Religião x denúncia: como a Igreja Universal do Reino de Deus ataca a imprensa na defesa de seus interesses

Souza, Marla Rodrigues de
Fonte: Universidade Federal de Goiás; brasil; UFG; Faculdade de Informação e Comunicação (RG); Jornalismo (RG) Publicador: Universidade Federal de Goiás; brasil; UFG; Faculdade de Informação e Comunicação (RG); Jornalismo (RG)
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
POR
Relevância na Pesquisa
55.84%
A liberdade de imprensa é um bem conquistado pela sociedade e que está em constante ameaça pelos interesses dos grandes detentores do poder. Este trabalho propõe uma visão sobre a relação entre a mídia e a Igreja Universal do Reino de Deus, principalmente naquilo que diz respeito às denúncias sobre suas atividades religiosas e comerciais e de suas ligações com a Rede Record. Por ser um estudo específico, a pesquisa limita-se aos conflitos gerados por reportagem da Folha de São Paulo publicada em 15 de dezembro de 2007, que culminou em diversos processos judiciais de fiéis da Igreja Universal do Reino de Deus, até meados de março de 2008, quando foram divulgadas as últimas matérias de impacto sobre o assunto. Estudar o efeito de intimidação que o Poder Judiciário exerce sobre a imprensa é importante para compreender como os jornalistas podem se defender de práticas abusivas quando ameaçados no seu direito de informar, na sua função de mediador social e não de quarto poder. Trata-se aqui de discutir o papel das mídias, o direito à informação e a liberdade de imprensa, no seu direito à denúncia. A manipulação exercida pela mídia parece ser um conceito deixado para trás nas definições mais recentes sobre a forma como a imprensa impõe suas idéias e expõe suas opiniões. Credibilidade é a palavra-chave para a construção de um público cada vez mais exigente.

Comunicação e terceira idade: propostas para a reestruturação do projeto seiva na Igreja Cristã Evangélica da Cidade Jardim em Goiânia - Goiás

Rocha, Daniel Gondim de Castro; Cunha, Fernanda de Menezes
Fonte: Universidade Federal de Goiás; brasil; UFG; Faculdade de Informação e Comunicação (RG); Jornalismo (RG) Publicador: Universidade Federal de Goiás; brasil; UFG; Faculdade de Informação e Comunicação (RG); Jornalismo (RG)
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
POR
Relevância na Pesquisa
55.88%
O desenvolvimento econômico e social do Brasil nos últimos anos trouxe melhores condições de vida para a população e, conseqüentemente, a expectativa de vida dos cidadãos aumentou em grande número. Paralelo a esse fenômeno, o número de nascimentos no país sofreu uma queda acentuada. Ambos os eventos alteraram a estrutura da pirâmide social brasileira nas últimas décadas. O envelhecimento da população começa a a ser percebido no Brasil, tanto que, em um prazo estimado em quinze anos, o país terá a sexta população idosa do mundo. No entanto, a principal preocupação não é o aumento no número de idosos, mas sim a qualidade de vida dessa parcela da população. Para mudar esse panorama, é fundamental que a sociedade mude a forma de encarar a terceira idade. E este trabalho de conscientização começa na formação de profissionais capacitados para trabalhar e interagir com os idosos. Atualmente, um dos profissionais que tem sido formado é o comunicador, sendo que a ênfase do seu trabalho com a terceira idade é no Terceiro Setor - definição usada para designar entidades privadas que trabalham em prol de interesses públicos como as organizações não-governamentais (ONG), os institutos e as fundações. Dentro desse contexto...

Meios de comunicação social e vida monástica

Castro, Mectildes Vilaça
Fonte: Ciência & Trópico Publicador: Ciência & Trópico
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares Formato: application/pdf
Publicado em 09/06/2011 POR
Relevância na Pesquisa
45.91%
RESUMO A comunicação teve início no momento em que alguém notou a existência do outrem. Ca¬minhada lenta da humanidade, que se tornou mais rápida no século passado e surpreendente no atual. A partir do papiro até a imprensa de Gutenberg, passando pela telegrafia, o telefone e o rádio. A comunicação de massa deu um grande salto. Em 1936, surgiu o mais poderoso veículo de comunicação: a televisão. Sem esquecer o vídeo-cassete que permite a qualquer pessoa, gravar, filmar, documentar, divulgar. O Brasil é um dos países mais desenvolvidos em comunicação. É surpreendente o desenvolvimento da tecnologia da comunicação a partir do satélites artificiais. O impacto dos meios do comunicação sobre o homem e a sociedade é causa de grandes preocupações dentro da Igreja, voltada como é, para os destinos da humanidade. É relevante notar que o progresso não se limita às invenções modernas dos meios de comunicação social, como o transistor, a televisão, o computador. Os progressos se dão na compreensão da psicologia da comunicação, aplicada no domínio da publicidade, sua força de persuasão Os meios de comunicação influenciam, orientam e estimulam as massas. É necessário que esta comunicação se processe na divulgação dos valores da cultura...

Valores e pós-modernidade na formação do clero católico.; Values and postmodernity in the catholic clergy formation.

Paula, José Rogério Machado de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 20/07/2001 PT
Relevância na Pesquisa
45.8%
Estuda-se a formação do clero católico considerando valores de futuros sacerdotes. Os valores são analisados levando-se em conta seus elementos de amplitude, exigência e escolha. Emprega-se a distinção de Rokeach entre valores terminais e instrumentais. As transformações sociais atribuídas à pós-modernidade são consideradas à luz das teorias propostas por Jean-François Lyotard e Anthony Giddens (modernidade tardia). Os sujeitos são cinco seminaristas, concluintes do curso de Teologia e próximos da ordenação sacerdotal. Utiliza-se entrevista semi-estruturada composta de sete itens (Igreja universal- Igreja local;ecumenismo-diálogo interreligioso; verdade; missão; mulher; pessoa do sacerdote; meios de comunicação) referentes a três temas da pós-modernidade(metanarrativa; subjetividade; simulação-realidade virtual). Constata-se que os valores terminais permanecem os mesmos, ao passo que os instrumentais alteram-se, o que permite aos sujeitos manter sua adesão aos primeiros. Os resultados apontam o modelo de Giddens (modernidade tardia) como mais adequado à compreensão das transformações socioculturais do fim do milênio do que aquele sugerido por Lyotard.; This work studies the education of the Catholic clergy considering values of future priests. The values are analyzed taking their elements of amplitude; requiredness and choice. Rokeach's distinction is used between terminal and instrumental values. The social changes attributed to the postmodernity are considered according to the theories proposed by Jean-François Lyotard and Anthony Giddens (late modernity). The subjects are five seminarians of the course of Theology and next to the priestly ordination. It is used semi-structured interviews composed of seven items (universal Church/local Church; ecumenism/interfaith dialogue; truth; mission; woman; person of the priest; media) referring to the three themes of postmodernity (metanarrative...

Comunicação e igreja católica : a evolução do informativo diocesano "novos caminhos" de Vacaria

Teston, Belchyor
Fonte: Universidade de Passo Fundo Publicador: Universidade de Passo Fundo
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
POR
Relevância na Pesquisa
56.03%
O Informativo Diocesano Novos Caminhos, da Diocese de Vacaria, é um impresso católico fundado em 1973, por iniciativa do Clero, visando informar os fiéis sobre os principais acontecimentos da Igreja. No decorrer dos anos, o Novos Caminhos sofreu alterações em sua estrutura e passou por momentos de irregularidades cronológicas nas publicações. Esta pesquisa volta-se ao estudo deste impresso, com análise das principais transformações e dos momentos em que novos bispos assumiram a Diocese, nos anos de sua existência. Previamente, foi realizada uma explanação histórica sobre a fundação da Diocese e do Município de Vacaria e região, locais onde, hoje, está situada boa parte do território diocesano. Além disso, foi construída uma relação entre a Igreja Católica e os Meios de Comunicação Social, em níveis de Vaticano e de Brasil, através do estudo dos principais documentos da Igreja que tratam do assunto nesses dois âmbitos. Como base para a análise do Novos Caminhos, parte deste trabalho destina-se ao mapeamento de alguns estudos realizados sobre jornais católicos, cujas metodologias utilizadas possibilitaram nortear a análise. Por fim, foi desempenhada uma pesquisa documental nos arquivos do Novos Caminhos...

Assessoria de Imprensa em Instituições Religiosas: mecanismos profissionais versus proselitismo

Teixeira, Eduardo; Assessor de Comunicação da Igreja Adventista do Sétimo Dia (Regional: RJ, MG e ES).
Fonte: Revista Mídia e Cotidiano Publicador: Revista Mídia e Cotidiano
Formato: application/pdf
Publicado em 30/12/2012 PT
Relevância na Pesquisa
45.77%
Ao agir por meio da assessoria de imprensa, as instituições religiosas constroem alicerces pela comunicação profissional, planejada e estratégica e, agregam valor aos públicos ao mostrar a sua imagem e suas ações e também ao discutir projetos. A incorporação das ferramentas comunicacionais disponíveis na assessoria de imprensa é um dos mecanismos que torna possível ampliar o vínculo e a participação social das instituições religiosas através da mídia, fortalecendo a identidade da instituição e fundamentando os relacionamentos com a comunidade na qual ela está inserida. Dessa maneira, as ações eclesiais não ficam atreladas apenas ao proselitismo, que em muitos casos atinge o patamar de “guerra santa” midiatizada nos veículos de comunicação brasileiros.

INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO: fatores determinantes no processo de formação da sociedade; INFORMATION AND COMMUNICATION: decisive factors in the process of societal formation

Cavalcante, Lídia Eugenia
Fonte: UFPB Publicador: UFPB
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 01/01/1995 POR
Relevância na Pesquisa
45.83%
Apresenta considerações acerca da informação e da comunicação como fatores fundantes da sociedade. Relaciona a Comunicação com as trocas sociais entre os sujeitos e suas representações com o meio, destacando as relações formais entre os diferentes segmentos sociais: familia, escola, igreja e Estado. Aborda a questão do equilíbrio e do conflito na sociedade relacionando-o com a comunicação entre os atores sociais.; This study presents considerations on information and communication as fundamental factors in society. It relates communication with those social exchanges between subjects and their representations with the environment, highlighting the formal relations between different social segments: family, school, church and State. It broaches the question of balance and conflict within society relating it with communication between social actors.

Medicina intensiva no fim da vida: Reflexão sobre o posicionamento da Igreja católica

Monteiro,Filipe
Fonte: Sociedade Portuguesa de Pneumologia Publicador: Sociedade Portuguesa de Pneumologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/07/2007 PT
Relevância na Pesquisa
45.78%
O fim da vida e os cuidados médicos são ciclicamente notícia nos órgãos da comunicação social. A posição da Igreja católica, em relação à qual existe um grande desconhecimento, tem estado, paradoxalmente, na origem de alguma controvérsia. Neste artigo, analisamos e reflectimos sobre os vários documentos daquela instituição religiosa, bem como a opinião de algumas personalidades que estudaram esta temática numa perspectiva católica.