Página 1 dos resultados de 408 itens digitais encontrados em 0.002 segundos

Analise dos parametros relacionados ao resfriamento a ar forçado em embalagens para produtos horticolas

Larissa Rodrigues de Castro
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 05/11/2004 PT
Relevância na Pesquisa
27.5%
Esta pesquisa teve como objetivo desenvolver uma metodologia para o projeto dos orifícios de embalagens para frutas e hortaliças submetidas ao processo de resfriamento rápido a ar forçado. Tendo em vista as altas perdas registradas anualmente sobretudo devido à falta de embalagens adequadas e armazenagem frigorificada, tal metodologia poderá auxiliar de forma prática e precisa a escolha da configuração dos orifícios da embalagem para maximização da eficiência do resfriamento rápido de produtos hortícolas. Esta ferramenta deverá ser utilizada em combinação com demais tecnologias existentes para o projeto de uma embalagem suficientemente atrativa ao consumidor e que atenda não apenas às necessidades do produto submetido a tratamentos pós-colheita, como também à resistência estrutural da caixa, possibilitando inclusive sua higienização, reutilização e desmontagem, visando reduzir custos de confecção e transporte. Para atingir a meta da pesquisa, os produtos hortícolas acondicionados em embalagens foram representados por produtos-modelo nos experimentos laboratoriais. Vários materiais e arranjos experimentais foram testados até se chegar à simulação de uma embalagem com um grupo de esferas plásticas sólidas instrumentadas. Estas simularam com maior precisão a distribuição do ar através de um leito de produtos hortícolas durante o resfriamento rápido a ar forçado. A partir dos resultados obtidos para o coeficiente de resfriamento das esferas...

Family meals and exposure to TV during dinner: association with fruit and vegetable intake among school children : Trabalho de Investigação : Refeições em família e exposição a TV durante o jantar: associação com o consumo de fruta e hortícolas em crianças em idade escolar

Jorge, Tânia de Jesus
Fonte: Porto : edição de autor Publicador: Porto : edição de autor
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 2 vols.(tese + relatório); 30 cm
ENG
Relevância na Pesquisa
27.59%
Resumo da tese: Introdução: O consumo de fruta e hortícolas é baixo em crianças na Europa. Alguns estudos recentes têm mostrado uma possível associação entre refeições em família e um maior consumo de fruta e hortícolas em crianças. A maioria dos estudos reportam-se ao jantar, poucos concernem o pequeno-almoço. Ter a televisão ligada durante as refeições tem sido apontado como tendo uma associação inversa com esse consumo. Não há informação neste tema em crianças suecas. Objectivos: Estudar a frequência das refeições em família, TV ligada durante o jantar e exposição a anúncios televisivos como possíveis factores do consumo de fruta e hortícolas em crianças suecas em idade escolar. Métodos: Estudo de desenho transversal realizado na Suécia, entre Outubro e Dezembro de 2003, integrado no estudo europeu "Pro Children", com uma amostragem randomizada de 1407 crianças suecas com 11 anos de idade, provenientes de 49 escolas, e os seus pais. A informação acerca da ingestão de fruta e hortícolas foi obtida através de um questionário 24h. A informação sobre a frequência das refeições em família, presença de TV durante o jantar, exposição a anúncios televisivos e características sócio-demográficas foram recolhidos por um questionário auto-administrado. Recorreu-se a testes não paramétricos (Mann-Whitney U e Kruskal-Wallis H) para determinar se o consumo de fruta e hortícolas era diferente entre sexos...

Barreiras ao consumo de fruta e hortícolas em contexto escolar : trabalho de investigação : Barriers of fruit and vegetables consumption among youngers in school

Pinho, Marlene Sofia Quintas
Fonte: Porto : edição de autor Publicador: Porto : edição de autor
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 2 vols.(tese + relatório); 30 cm
POR
Relevância na Pesquisa
27.5%
Resumo da tese:A evidência científica suporta que a ingestão adequada de frutos e hortícolas exerce um efeito protector no aparecimento de várias patologias não transmissíveis. Não obstante, as recomendações internacionais de um consumo mínimo de 400g de frutos e hortícolas por dia ainda não são atingidas pela maioria dos países europeus. O presente estudo visa determinar factores pessoais e ambientais que afectam a ingestão de Hortofrutícolas de jovens em meio escolar, tendo em vista a implementação de estratégias de promoção de consumo. O estudo, de desenho transversal, incidiu sobre uma amostra de 902 alunos de 9 escolas do distrito do Porto. O questionário utilizado, de aplicação directa, pretendia caracterizar o consumo, a frequência e as barreiras ao consumo de fruta, hortícolas crus e hortícolas na sopa. A análise estatística dos dados foi feita através do SPSS vs15. Os resultados demonstram que os alunos têm uma atitude positiva face aos Hortofrutícolas, uma vez a percentagem de alunos que aprecia e consome habitualmente estes alimentos é elevada. Todavia, a frequência de consumo de Hortofrutícolas em contexto escolar é baixa, estando relacionada com a fraca disponibilidade e variedade, falta de hábito de consumo e não gostar do sabor. O presente estudo identificou a necessidade de desenvolver estratégias para aumento do consumo de Hortofrutícolas na escola...

Consumo de fruta e hortícolas: um estudo entre crianças (5 aos 10 anos) com e sem seguimento em consultas de nutrição

Monteiro, Catarina Filipa Guedes
Fonte: Universidade do Porto Publicador: Universidade do Porto
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
27.74%
Resumo da tese: Introdução: Existem evidências acerca do baixo consumo de fruta e hortícolas em Portugal, dos benefícios destes para a saúde e para o desenvolvimento das crianças e da importância dos pais como influência no consumo destes alimentos. Objetivo: Pretende-se com este estudo verificar se existem diferenças no consumo de fruta e hortícolas nas crianças com idades entre os 5 e os 10 anos, com e sem seguimento em consultas de nutrição. Metodologia: Foi aplicado um inquérito com dados sociodemográficos e um questionário de frequência alimentar acerca da fruta e dos hortícolas a 207 crianças, com e sem seguimento em consulta de nutrição . O tratamento dos dados realizou-se através do Statistical Package for the Social Sciences, versão 19.0 para Windows. Resultados: Verificou-se que o consumo de fruta e hortícolas nas crianças sem seguimento em consultas de nutrição é influenciado negativamente pelo meio em que vivem e pelo cultivo próprio de hortícolas. Por outro lado, um rendimento familiar mais elevado, nestas crianças, influencia positivamente o consumo de hortícolas. Conclusão: Uma vez que se verificaram algumas diferenças no consumo de fruta e hortícolas entre os dois grupos é necessário aumentar a investigação nesta área. Por outro lado...

Excesso de peso e obesidade em crianças : implementação e avaliação de um programa de intervenção na escola

Rosário, Rafaela
Fonte: Universidade do Minho Publicador: Universidade do Minho
Tipo: Tese de Doutorado
Publicado em 23/03/2012 POR
Relevância na Pesquisa
27.39%
Tese de doutoramento Estudos da Criança (área de especialização em Saúde Infantil); A investigação que aqui apresentamos estudou o impacte de um programa de intervenção, transmitido e intervencionado por professores com formação no âmbito da nutrição, na antropometria e consumo alimentar em crianças com idades compreendidas entre os 6 e os 12 anos de Guimarães. Participaram neste estudo randomizado quatrocentas e sessenta e quatro crianças de sete escolas primárias, três (cluster) das quais constituíram aleatoriamente o grupo de intervenção e quatro (cluster) o controlo. Desenvolvemos e implementámos um programa de intervenção entre Outubro de 2008 e Março de 2009 que incluiu formação para professores sobre ensino da alimentação saudável a crianças, de forma a que pudessem posteriormente, intervir como educadores junto das crianças. Os professores intervencionados tiveram doze sessões de formação de três horas cada ministradas quinzenalmente durante seis meses, cujos conteúdos foram os seguintes: nutrição e alimentação saudável (quatro sessões, doze horas); a importância da água (uma sessão, três horas); estratégias para potenciar o consumo de fruta e produtos hortícolas...

Percepção da qualidade de hortícolas numa amostra de estudantes universitários

Macedo, Susana Margarida Moreira de
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
37.77%
Nos últimos anos tem-se assistido a um crescente interesse pela qualidade alimentar e em particular pela percepção da qualidade pelo consumidor. O objectivo deste estudo foi o de compreender quais são as características de qualidade que os estudantes da Universidade da Aveiro procuram quando compram produtos hortícolas. Pretendeu-se também compreender de que forma a percepção de qualidade irá influenciar a escolha destes produtos e se esta varia de acordo com aspectos socio-económicos. A pesquisa foi realizada em 2 partes distintas. No estudo inicial utilizou-se uma metodologia qualitativa, os focus groups para obter informação sobre hábitos de consumo de hortícolas, atitudes perante os hortícolas, percepção de qualidade dos hortícolas e a sua relação com o consumo. No segundo estudo aplicaram-se questionários a uma amostra de estudantes de licenciatura da Universidade de Aveiro. Os resultados demonstraram que os consumidores utilizam atributos de qualidade para avaliar os hortícolas no momento da compra, em particular a frescura, o aspecto, cheiro, cor, ausência de pragas (extrínsecos) e a higiene e organização da loja (intrínsecos). Os atributos de produção não são valorizados e tornam-se confusos para os estudantes. Verificaram-se diferenças na percepção de qualidade dos hortícolas de acordo com a independência de casa dos pais e a proveniência de um meio rural...

A condução da rega em culturas hortícolas

Machado, RMA
Fonte: Vida Rural Publicador: Vida Rural
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
37.22%
A gestão da rega gota-a-gota em culturas hortícolas deve ter em consideração entre outros aspectos a uniformidade de rega, a distribuição do sistema radical,os períodos de maior sensibilidade hídrica das culturas, a produção e a qualidade da matéria-prima.

Alterações nutricionais, organolépticas e de textura dos produtos hortícolas conservados – Uma revisão

Frija, Sara Nabeira
Fonte: Faculdade de Ciências e Tecnologia Publicador: Faculdade de Ciências e Tecnologia
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2012 POR
Relevância na Pesquisa
27.22%
Dissertação para obtenção do Grau de Mestre em Tecnologia e Segurança Alimentar; A ingestão de produtos hortícolas em quantidades adequadas tem sido associada à prevenção e/ou redução do risco de alguns tipos de doença. Após a colheita, os produtos hortícolas são susceptíveis de degradação, com consequências em termos da segurança e da qualidade do alimento. Neste caso, a utilização de métodos de conservação pode ser a solução de forma a garantir a manutenção da qualidade do produto a longo prazo com uma perda de qualidade nutricional e organoléptica mínima, podendo ainda agregar valor ao produto final. No entanto, podem também induzir alterações nestes alimentos. Relativamente aos métodos de conservação estudados, no que diz respeito ao tempo de conservação, a secagem, a fermentação, conservação pelo calor, congelação e radiação ionizante, são os métodos que permitem que os vegetais sejam conservados por períodos mais longos. A refrigeração, HPP, conservação por modificação da atmosfera, e a utilização de biofilmes, adiantam o tempo de vida útil dos produtos em apenas alguns dias. No que concerne a perdas nutricionais, a maioria dos métodos conduz à perda de vitamina C. Há ainda perda de vitaminas hidrossolúveis...

Quantificação de metais pesados e de musks sintéticos em produtos alimentares

Saraiva, Marina Amaral
Fonte: Universidade Nova de Lisboa Publicador: Universidade Nova de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /09/2014 POR
Relevância na Pesquisa
27.39%
O presente trabalho surgiu com dois objectivos principais: avaliar o grau de contaminação, por metais pesados, em produtos hortícolas de duas zonas diferenciadas e avaliar as diferenças de concentrações de musks em diferentes amostras biológicas. Numa primeira fase, perante os resultados obtidos para os metais pesados nas duas zonas diferenciadas (Vila Nova de Mil Fontes e Carrasqueira) foi possível avaliar o risco de exposição das duas populações. Os produtos hortícolas utilizados no estudo do grau de contaminação foram: alfaces, couves, batatas e tomates. Numa tentativa de identificar uma possível fonte de contaminação foi analisado igualmente a água utilizada para rega e o solo que rodeava a cultura. O método usado na determinação foi a espectrometria de massa acoplada a plasma induzido (ICP-MS). Foram analisados os seguintes elementos: Manganês, Arsénio, Cádmio, Cobalto, Cobre, Chumbo, Estrôncio, Níquel, Crómio, Selénio e Zinco. Houve grandes variações das concentrações dos elementos entre as duas zonas em que os hortícolas, água e solo foram colhidos. Em todas as amostras, os elementos maioritários foram o zinco, o manganês e o estrôncio. Nas culturas, o chumbo era o elementos que apresentava concentrações mais baixas. Para a água utilizada nas regas...

Compostagem e caracterização de resíduos vegetais para utilização como substratos hortícolas

Reis, Mário
Fonte: Universidade do Algarve Publicador: Universidade do Algarve
Tipo: Tese de Doutorado
Publicado em //1997 POR
Relevância na Pesquisa
27.22%
O objectivo deste trabalho foi estudar a utilização de 5 compostos de resíduos de origem vegetal, como componentes de substratos hortícolas. Estudaram-se os processos de compostagem de bagaço de azeitona, bagaço de uva, polpa de alfarroba, casca de eucalipto e casca de pinheiro, caracterizaram-se os compostos obtidos e testou-se a sua aptidão agronómica, como substratos para viveiro de tomate (Lycopersicum esculentum Mill.) em placas alveoladas e cultura de pelargónio (Pelargonium x hortorum) em vaso. Após uma preparação prévia, que em alguns dos resíduos vegetais constou de moenda, suplemento de azoto e aumento do teor de humidade, efectuou-se a sua compostagem em caixas com 1200 L de capacidade, isoladas termicamente, com arejamento por volteio manual. Depois foram analisadas as suas características físicas e químicas e testados na sua aptidão como constituintes únicos de substratos e em misturas com turfa de sphagnum. A maioria dos processos de compostagem apresentou uma evolução habitual da temperatura, com a máxima aproximando-se ou ultrapassando 60 oC. Como excepções, verificou-se um período de compostagem muito longo em bagaço de azeitona; o atraso da fase termofílica em polpa de alfarroba e, na 1ª compostagem de casca de pinheiro...

Gestão de compra de produtos hortícolas por varejistas: análise de estratégias empresariais

Pelição,Thiago Zanon; Neves,Marcos Fava; Martinelli,Dante Pinheiro
Fonte: Universidade Federal de São Carlos Publicador: Universidade Federal de São Carlos
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/1999 PT
Relevância na Pesquisa
37.22%
Este trabalho tem como objetivo descrever e analisar três casos (envolvendo seis empresas) de relação entre varejistas e produtores de hortícolas, com base no referencial teórico de alianças estratégicas proposto por GATTORNA & WALTERS (1996). Para isto estas seis empresas foram visitadas e foram entrevistadas em profundidade para se entender como se dá a transação, as alternativas ao formato em execução, os riscos, fatores de estabilidade e outros considerados no Modelo.

Cinco chaves para o cultivo de frutos e produtos hortícolas mais seguros: promoção da saúde pela diminuição da contaminação microbiológica

Organização Mundial de Saúde
Fonte: Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge, IP Publicador: Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge, IP
Tipo: Livro
Publicado em 30/10/2015 POR
Relevância na Pesquisa
37.7%
O manual é acompanhado de um poster.; A importância dos frutos e produtos hortícolas em dietas saudáveis e nutritivas é bastante reconhecida e, nos últimos anos, os consumidores têm sido encorajados a aumentar o consumo destes produtos. Ao mesmo tempo, os problemas de segurança alimentar associados ao consumo de frutos frescos e produtos hortícolas contaminados com microrganismos estão a aumentar. Os recentes surtos de toxinfeção alimentar ligados ao consumo de verduras, tomates, rebentos e pimentos demonstram claramente que o consumo de frutos e produtos hortícolas contaminados representa uma importante fonte de doenças de origem alimentar. Os esforços para minimizar a contaminação microbiológica de frutos e produtos hortícolas frescos são essenciais e oportunos. Este manual promove a compreensão das relações entre a saúde dos seres humanos, animais e o meio ambiente e de como as falhas nas boas práticas de higiene num setor podem afetar os restantes. O documento descreve as boas práticas para reduzir a contaminação microbiológica de frutos e produtos hortícolas frescos durante a sementeira/plantação, crescimento, colheita e armazenamento. O manual foi concebido para apoiar a educação em segurança alimentar dos trabalhadores rurais...

Carotenoides em frutos e produtos hortícolas tradicionais portugueses

Dias, M. Graça; Oliveira, Luísa
Fonte: Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge, IP Publicador: Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge, IP
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em 08/04/2015 POR
Relevância na Pesquisa
37.22%
Objetivos: O principal objetivo deste estudo foi conduzir uma investigação sobre o potencial valor alimentar de frutos e produtos hortícolas tradicionais portugueses, focada nos carotenoides, -caroteno, -caroteno, -criptoxantina, licopeno, luteína e zeaxantina, sobre os quais a Tabela Portuguesa de Composição de Alimentos é omissa. Pretendeu-se assim contribuir para colmatar a escassez de dados analíticos da composição de alimentos produzidos em Portugal, essenciais em domínios científicos relacionados com a saúde humana, na regulamentação e legislação, na agricultura e no ambiente.

Misión tecnológica a España y Berlín para la captura de innovaciones tecnológicas en procesamiento y postcosecha para productores hortícolas de cuarta gama

Federacion Gremial Nacional de Productores Defruta Fg; Francisco Perry Otarola
Fonte: Corporação de Fomento da Produção Publicador: Corporação de Fomento da Produção
Tipo: Proyecto
Publicado em 13/12/2010
Relevância na Pesquisa
27.22%
Las dinámicas y tendencias en el consumo de alimentos han establecido un importante desafío para el sector productivo agrícola chileno, especialmente para las pequeñas y medianas empresas. El escaso tiempo con el que cuentan los consumidores ha potenciado el surgimiento de una categoría de alimentos frescos listos para consumir (IV gama) que se adaptan perfectamente a las nuevas demandas y necesidades. Los pequeños y medianos agricultores cuentan con una limitada superficie productiva que obliga a la optimización de los recursos para poder insertarse de manera competitiva y eficaz a mercados cada vez más informados y exigentes como los mencionados anteriormente además de agregar valor de manera continua a sus productos. En el caso del sector hortícola chileno los productores requieren de la captura de tecnologías pioneras que apoyen al incremento de la competitividad de sus emprendimientos. En el ámbito de precosecha es posible distinguir desde hace 2 décadas aproximadamente una serie de esfuerzos de parte de distintas instituciones enfocadas a la transferencia de experiencias y prácticas relativas a la fertilización y nutrición, riego, control de plagas y malezas, introducción y desarrollo de variedades y manejo cultural que han contribuido al logro de estos objetivos...

Implementación de un programa de innovación y desarrollo de un nuevo servicio de análisis multiparámetros de pesticidas en productos hortícolas, frutas y productos elaborados

Viamed Technical Laboratory S a; Pablo Hernán Bravo Ramírez
Fonte: Corporação de Fomento da Produção Publicador: Corporação de Fomento da Produção
Tipo: Proyecto
Publicado em 19/11/2009
Relevância na Pesquisa
27.59%
El esquema global del Proyecto contempla implementar en la empresa actividades tendientes a fomentar la innovación la generación de nuevas ideas y el desarrollo de proyectos de I&D&i. Esto se visualiza como una necesidad para la empresa para desarrollar nuevos servicios y productos incorporando tecnología de punta y responder de esta manera a las necesidades de un mercado en constante evolución y con altas exigencias de los mercados externos donde se exportan los productos que el Laboratorio certifica.Dentro de las actividades a desarrollar se plantea comenzar con el desarrollo de un nuevo servicio de análisis destinado a la industria hortofrutícola y de productos elaborados preferentemente de exportación.La situación actual de la industria nacional productora de frutas y productos elaborados (jugos vinos conservas) en relación con sus exportaciones ha sido complicada por el surgimiento de diversos eventos de muestreos positivos a pesticidas en productos chilenos en el extranjero (en especial en Europa) y de las tendencias de las grandes cadenas de supermercados europeas por incorporar exigencias propias además de las oficiales de cada país importador. Estudios realizados en el país han demostrado una fuerte presencia de estos residuos en frutas y hortalizas. Esta situación hace necesario incorporar al control de residuos una metodología de multiparámetros que permitan bajar los costos de análisis y los tiempos de respuesta manteniendo la sensibilidad y exactitud.Para la empresa sería de gran importancia lograr un plus en este sentido ya que se vislumbra como una necesidad del mercado y potenciará la oferta de servicios a los clientes actuales y los potenciales que se espera captar con este nuevo servicio.Dentro de este esquema de trabajo los objetivos son los siguientes:Objetivo general:Implementar un programa de innovación en la empresa como parte de la gestión estratégica de la misma y como primer proyecto de I&D&i desarrollar un nuevo servicio de análisis multirresiduos para pesticidas en productos hortícolas frutas y productos elaborados.Objetivos específicos1.- Planificar estructurar coordinar e iniciar actividades de innovación en la empresa que permitan desarrollar proyectos de I&D&i con especial énfasis en las líneas CORFO2.- Formular y someter a aprobación al menos 1 proyecto de innovación empresarial en el área de análisis de residuos para la industria alimentaria y elaborar una cartera de perfiles de proyectos priorizados. 3.- Como parte de la primera actividad de investigación desarrollar un mix de estándares de pesticidas que permitan analizar productos hortícolas frutas y productos elaborados en forma multirresidual ya sea conjuntamente o en familias de compuestos.4.- Desarrollar la metodología para realizar el análisis multiparámetros en matrices de productos hortícolas frutas y productos elaborados.5.- Empaquetamiento comercial del servicio a desarrollarLos resultados esperados son:1.Programa de innovación implementado e incorporado al cronograma de actividades de la empresa.2.Proyectos prioritarios de innovación empresarial formulados3.Dentro del primer proyecto de innovación formular y elaborar los estándares mutiparámetros4.Protocolo de análisis multiparámetros en matrices de productos hortícolas frutas y productos elaborados5.Los clientes actuales y potenciales son informados de los nuevos servicios mediante folletos y actualización de la página WEB; Implementar un programa de innovación en la empresa como parte de la gestión estratégica de la misma y como primer proyecto de I&D&i desarrollar un nuevo servicio de análisis multirresiduos para pesticidas en productos hortícolas frutas y productos elaborados; Corporación de Fomento de la Producción

Identificación de hongos entomopatógenos asociados a pulgones en cultivos hortícolas en la zona centro de la Península Ibérica

Díaz, Beatriz; López Lastra, Claudia C.; Oggerin, Monike; Fereres, Alberto; Rubio, Víctor
Fonte: Conselho Superior de Investigações Científicas Publicador: Conselho Superior de Investigações Científicas
Tipo: Artículo Formato: 291015 bytes; application/pdf
SPA
Relevância na Pesquisa
27.39%
11 páginas; El objetivo de este trabajo fue identificar las especies de hongos entomopatógenos asociados a distintas especies de pulgones de los principales cultivos hortícolas de la región central de la Península Ibérica Los muestreos se realizaron en cultivos hortícolas al aire libre y en invernadero, durante la primavera de 2006 y el otoño de 2006 y 2007. Para la identificación de las estructuras de los hongos se realizaron preparados coloreados y montados en acetoorceina 1%. Los aislamientos se hicieron en medio Sabouraud dextrosa agar + 1% de extracto de levadura enriquecido con yema de huevo + leche. Los hongos identificados correspondieron al orden Entomophthorales, siendo Pandora neoaphidis (Remaudière & Hennebert) Humber la especie predominante sobre Macrosiphum euphorbiae (Thomas) y Nasonovia ribisnigri (Mosley) en lechuga, sobre Aphis fabae (Scopoli) en acelga tanto en otoño como en prima vera y sobre Aphis gossypii (Glover) en cultivos de pepino en primavera y calabacín en otoño. También se identificó la especie Conidiobolus coronatus (Constantin) en A. fabae en individuos recogidos en acelga durante la primavera y en M. euphorbiae en cultivos de lechuga en otoño. Los resultados obtenidos por taxonomía clásica fueron confirmados por análisis molecular de la región ITS...

Cambio estructural y exportaciones hortícolas de México hacia los Estados Unidos: análisis del comportamiento histórico de los principales productos exportados por Sinaloa

Maya Ambía,Carlos Javier; Peraza Garay,Felipe de Jesús
Fonte: Centro de Investigación en Alimentación y Desarrollo, A. C. Publicador: Centro de Investigación en Alimentación y Desarrollo, A. C.
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2011 ES
Relevância na Pesquisa
27.22%
El artículo somete a prueba la hipótesis del cambio estructural en términos estadísticos a las series de tiempo de las exportaciones de México a los Estados Unidos, de cinco productos hortícolas (calabaza, berenjena, chile, pepino y jitomate) en los que Sinaloa es líder nacional. Los cinco productos representan alrededor de 46% del valor de las exportaciones hortofrutícolas mexicanas y 94.6% de las realizadas por Sinaloa. Se toman como base dos tipos de series, una en volumen y otra en valor y se analizan los periodos de 1961 a 2005 en el caso de chiles, jitomates y berenjenas; de 1965 a 2005 para pepinos y desde 1966 para calabazas, tomando como fuente los datos de la FAO. Interesa saber si la puesta en marcha del TLCAN en enero de 1994 indujo algún cambio notorio de tendencia que pudiera interpretarse como lo que en estadística se considera cambio estructural. Para ello se aplica la metodología propuesta por Vogelsang y aplicada a economía por Ben-David y Pappel. Los resultados indican que sólo las exportaciones de calabazas en términos de valor y las de berenjenas, tanto en valor como en volumen, podrían sugerir alguna relación con el TLCAN, ya que los años de cambio fueron 1996 y 1997 respectivamente. Sin embargo...

Supermercados, estrategias y pequeños productores hortícolas en el municipio de Acatzingo: el caso Walmart

Lugo-Morin,Diosey Ramón
Fonte: El Colegio Mexiquense A.C. Publicador: El Colegio Mexiquense A.C.
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2013 ES
Relevância na Pesquisa
27.39%
Con el objetivo de conocer las estrategias de comercialización de Walmart y las oportunidades de desarrollo de los pequeños productores hortícolas, se realizó un estudio en Acatzingo, uno de los principales municipios hortícolas del estado de Puebla, México. Se concluye que las negociaciones directas que establece Walmart con los pequeños productores hortícolas, la supresión de un eslabón de la cadena de valor del sistema hortícola y la manipulación de los precios de las hortalizas, son estrategias que apuntan hacia la hegemonía de esta cadena de autoservicio en el sistema hortícola.

Presença e impacto de Bemisia Tabaci (genn.) (homoptera: aleyrodidae) em culturas hortícolas em Portugal

Mateus,Célia; Amaro,Fernanda; Louro,Diamamtina; Mexia,António
Fonte: Sociedade de Ciências Agrárias de Portugal Publicador: Sociedade de Ciências Agrárias de Portugal
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2008 PT
Relevância na Pesquisa
37.39%
Em Portugal, emisia tabaci (Genn.) (Homoptera: Aleyrodidae) foi detectada pela primeira vez em 1992, em culturas hortícolas. Desde 1995, é uma praga importante no Algarve, onde está presente nas estufas durante todo o ano, com níveis de infestação elevados no Verão. A partir de 2006, foi considerada também estabelecida no Alentejo e em parte do Ribatejo e Oeste. A espécie constitui um grave problema em diversas culturas hortícolas, não só pelos prejuízos directos, mas, principalmente, pela sua capacidade de transmitir vírus de plantas. As culturas mais atacadas são as de tomate e de cucurbitáceas, em estufa. A protecção integrada é a melhor forma de minorar este problema de modo sustentável, embora a presença de vírus dificulte a respectiva implementação e sucesso. Neste trabalho, apresentam-se os resultados da investigação desenvolvida em Portugal sobre esta espécie, nomeadamente: distribuição geográfica, bioecologia, identificação de biótipos, transmissão de vírus, estimativa do risco, prospecção de auxiliares e meios de luta. Sugerem-se ainda futuras linhas de trabalho.

Carbono orgánico y propiedades físicas del suelo en predios hortícolas del sur de Uruguay

García de Souza,Margarita; Alliaume,Florencia; Mancassola,Victoria; Dogliotti,Santiago
Fonte: Agrociencia Uruguay Publicador: Agrociencia Uruguay
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2011 ES
Relevância na Pesquisa
27.22%
El sur del Uruguay es la zona del país con mayor incidencia y severidad de la erosión de los suelos y donde se concentra la mayor parte de la horticultura del país. La intensificación y especialización de los sistemas hortícolas como respuesta a condiciones desfavorables del contexto socio-económico, sin una adecuada planificación, ha profundizado el deterioro de la calidad del recurso suelo. Este trabajo tuvo como objetivos caracterizar el estado del suelo (Vertisoles rúpticos y Brunosoles éutricos/subéutricos típicos/lúvicos) en 16 predios hortícolas en el sur de Uruguay, así como evaluar el efecto de la adopción de alternativas de manejo en la calidad del suelo. Se evaluaron el contenido de carbono orgánico (COS), la estabilidad estructural inicial y la evolución del COS. Se detectó un deterioro de la calidad del suelo, evidenciado en una pérdida promedio de COS entre 31 a 44% y de la estabilidad estructural de 0,40 mm respecto a la situación de referencia. Se ajustó un modelo de regresión lineal múltiple para la diferencia de COS (Mg ha-1) en cuadros cultivados, al inicio y al final del período estudiado. Los aportes anuales de materia seca -abono verde y cama de pollo-, el nivel inicial del carbono y el período en años...