Página 1 dos resultados de 49 itens digitais encontrados em 0.002 segundos

FGF-23: estado da arte; FGF-23: state of the art

OLIVEIRA, Rodrigo Bueno de; MOYSÉS, Rosa Maria Affonso
Fonte: Sociedade Brasileira de Nefrologia Publicador: Sociedade Brasileira de Nefrologia
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
36.8%
Há aproximadamente 10 anos descobriuse um hormônio denominado FGF-23 (fator de crescimento de fibroblastos 23), um membro da família dos fatores de crescimento de fibroblastos, cujas funções atualmente conhecidas envolvem o metabolismo do fósforo (P) e a inibição da 1α hidroxilase, enzima responsável pela síntese de calcitriol. Tal descoberta possibilitou um novo entendimento sobre os mecanismos de controle do P, um elemento associado com mortalidade, especialmente na doença renal crônica (DRC). Nesta revisão descreveremos diversos aspectos deste hormônio, desde a sua descoberta, função, produção, mecanismo de ação, até os últimos estudos clínicos envolvendo o mesmo. Posteriormente, abordaremos as possíveis repercussões destes estudos na prática clínica.; Approximately 10 years ago, a member of the family of the fibroblast growth factors, the hormone FGF-23 (fibroblast growth factor 23) was discovered. Its currently known functions involve phosphorus (P) metabolism and inhibition of 1αhydroxylase, the enzyme responsible for the synthesis of calcitriol. That discovery led to a better understanding of the mechanisms of P control, an element associated with mortality, especially in chronic kidney disease. This study reviews several aspects of that hormone...

Ethanol injection under ultrasound guidance to palliate unresectable parathyroid carcinoma; Injeção percutânea de etanol guiada por ultra-sonografia para paliação de carcinoma de paratireóide não-extirpável

MONTENEGRO, Fábio Luiz de Menezes; CHAMMAS, Maria Cristina; JULIANO, Adriana Gonçalves; CERNEA, Claudio Roberto; CORDEIRO, Anói Castro
Fonte: Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia Publicador: Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia
Tipo: Artigo de Revista Científica
ENG
Relevância na Pesquisa
36.68%
BACKGROUND: Severe hypercalcemia is the leading cause of death in patients with parathyroid carcinoma. Non-curative resection and pharmacological measures may be useful for palliation in cases with recurrent and metastatic disease. Palliative treatment with intra-neoplastic ethanol injection has not been reported yet. METHODS: Ultrasound-guided percutaneous alcohol injection in one patient with unresectable parathyroid carcinoma is reported. RESULTS: One male patient with extensive recurrent parathyroid carcinoma suffering from severe hypercalcemia, refractory to all available medical measures has undergone two percutaneous ethanol injections. No major complications ensued and parathormone levels decreased from 2,990 pg/mL to 2,230pg/ml after the first injection, and to 1,104pg/mL after the second one. Calcium levels decreased from 19.8 mg/dL to 16.1 mg/dL and to 14.5 mg/dL, respectively. The patient died of metabolic hypercalcemia complications about two months later, probably due to mediastinal disease progression. CONCLUSION: Ultrasound-guided percutaneous ethanol injection may be employed to palliate parathyroid carcinoma in selected cases, with a transitory decrease in PTH and calcium levels.; INTRODUÇÃO: A hipercalcemia severa é a principal causa de óbito nos pacientes com carcinoma de paratireóide. Em casos com recidiva ou doença metastática inoperáveis...

Association between osteoporosis and rheumatoid arthritis in women: a cross-sectional study; Associação entre osteoporose e artrite reumatóide em mulheres: estudo transversal

SARKIS, Karin Sedó; SALVADOR, Mariana Barbieri; PINHEIRO, Marcelo Medeiros; SILVA, Raissa Gomes; ZERBINI, Cristiano Augusto; MARTINI, Lígia Araújo
Fonte: Associação Paulista de Medicina - APM Publicador: Associação Paulista de Medicina - APM
Tipo: Artigo de Revista Científica
ENG
Relevância na Pesquisa
36.68%
CONTEXT AND OBJECTIVES: Osteoporosis has frequently been observed in patients with rheumatoid arthritis. The present study was undertaken in order to evaluate factors associated with osteoporosis among women with rheumatoid arthritis. DESIGN AND SETTING: Cross-sectional study, carried out in a public hospital in São Paulo. METHODS: The participants were 83 women with rheumatoid arthritis (53.7 ± 10.0 years old). Bone mineral density (BMD) and body composition were measured by dual energy X-ray absorptiometry. The patients were divided into three groups according to BMD: group 1, normal BMD (n = 24); group 2, osteopenia (n = 38); and group 3, osteoporosis (n = 21). Tests were performed to compare differences in means and correlations, with adjustments for age, duration of disease and cumulative corticosteroid. The relationships between clinical factors, physical activity score, dietary intake, body composition and biochemical parameters were analyzed using linear regression models. RESULTS: Mean calcium, vitamin D and omega-6 intakes were lower than the recommendations. Associations were found between BMD and age, disease duration, parathyroid hormone concentration and fat intake. The linear regression model showed that being older...

Determinação dos níveis séricos de vitamina D em uma amostra de indivíduos saudáveis da população brasileira; Determination of the vitamin D levels in healthful individuals of the Brazilian population

Unger, Marianna Durante
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 01/04/2010 PT
Relevância na Pesquisa
36.68%
A insuficiência de vitamina D (25(OH)D < 30 ng/ml) é frequentemente subdiagnosticada, especialmente em paises onde a radiação solar é considerada suficiente. A diminuição desse hormônio está relacionada ao desenvolvimento de alterações ósteo-metabólicas, hiperparatireoidismo secundário (HPTS) e maior risco de doenças crônicas. OBJETIVO: Determinar os níveis de 25(OH)D e sua relação com o metabolismo mineral em uma amostra de voluntários clinicamente estáveis imediatamente após o inverno e verão. MÉTODO: Corte transversal em São Paulo, 603 voluntários (118M e 485F) entre 18-90 anos (47,8 + 13,4) selecionados no Hospital Universitário- USP em setembro e outubro de 2006. Posteriormente, no período de março e abril de 2007, foram reconvocados para coleta de sangue 209 voluntários (31M e 178F) entre 18-81 anos (47,4 + 11,5). Hipovitaminose D foi considerada quando <30 ng/ml e HPTS quando <87 pg/ml. RESULTADOS: Após o inverno o valor médio de 25(OH)D foi de 21,4 (16,2 - 28,7) ng/ml e 77,4% dos indivíduos apresentaram hipovitaminose D. Os negros apresentaram níveis de 25(OH)D reduzidos quando comparados aos brancos (p = 0.019). A vitamina D se associou a idade (b = -0,07, p = 0,03) e a cor da pele (b = 2...

Ação de fração do hormônio paratireóideo no metabolismo ósseo: estudo experimental em ratos; Effect of human parathyroid hormone fragment on bone metabolism: experimental study in rats

Bassit, Ana Cristina Ferreira
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 18/01/2011 PT
Relevância na Pesquisa
57.24%
O hormônio da paratireóide (PTH) tem sido utilizado como um agente anabólico ósseo para o tratamento de condições de osteopenia / osteoporose, prevenção e consolidação de fraturas. O papel do fator de crescimento semelhante à insulina I (IGF-I), como um potencial mediador dos efeitos anabólicos do PTH, é controverso. O rato dwarf pode ser adequado para o estudo dessas interações in vivo, uma vez que a os níveis séricos de hormônio do crescimento (GH) encontram-se reduzidos a cerca de 6% dos valores normais em fêmeas e os níveis séricos de IGF-I, a cerca de 10% dos valores normais, mas estes animais são saudáveis e sem malformações esqueléticas. Os objetivos deste estudo foram: 1 - Avaliar o rato dwarf (dw-/dw-) como um modelo animal para o estudo dos efeitos da deficiência do GH e do IGF-I sobre o esqueleto e o metabolismo ósseo; 2 - Comparar os efeitos do tratamento com PTH sobre o esqueleto e formação óssea em ratos dwarf e em ratos Lewis, sua linhagem de origem. A partir de 9 semanas de idade, ratas Lewis e dwarf receberam injeções por via subcutânea, diariamente, por duas semanas, com medicamento placebo ou fragmento de hormônio paratireóideo humano, hPTH 1-34, na dose de 50 g / kg de peso corpóreo (N = 7-13/grupo). Foram realizadas avaliações do peso corpóreo semanalmente e...

Perfil funcional do auto-enxerto de tecido paratireóideo em pacientes submetidos à paratireoidectomia total por hiperparatireoidismo secundário à doença renal crônica; Function of the autotransplanted parathyroid tissue in renal hyperparathyroidism after total parathyroidectomy

Nascimento Júnior, Climério Pereira do
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 21/10/2011 PT
Relevância na Pesquisa
47.05%
INTRODUÇÃO: A paratireoidectomia total com auto-enxerto imediato heterotópico (PTH+AE) é uma das técnicas cirúrgicas hoje usadas no tratamento do hiperparatireoidismo secundário à doença renal crônica e do hiperparatireoidismo persistente após o transplante renal. Os níveis adequados de paratormônio sistêmico (PTHs) no pós-operatório ainda são controversos e o perfil funcional do auto-enxerto de tecido paratireóideo, pouco esclarecido. No presente estudo, nós analisamos a função do tecido paratireóideo implantado pacientes com hiperparatireoidismo secundário e terciário. MÉTODO E CASUÍSTICA: Em um estudo prospectivo observacional, 19 pacientes portadores de doença renal crônica (PDRC) e quatro pacientes transplantados renais (PTR) foram submetidos à PTX+AE com e seguidos por um ano. Todos os pacientes apresentaram PTHs indetectável no pós-operatório imediato (POi). Os níveis séricos de PTH em ambos os membros superiores, cálcio, fósforo, fosfatase alcalina e reposição de cálcio elementar e calcitriol foram verificados com um mês, dois, três, quatro, seis, nove e 12 meses após a cirurgia. A 25-Hidroxivitamina D (25OHD) foi medida no POi, seis e 12 meses após a cirurgia. A função do auto-enxerto foi classificada em estados funcionais (EF) de acordo com os níveis de PTHs. RESULTADOS: A maioria dos PDRC e PTR mostraram níveis detectáveis de PTHs já no primeiro mês. No segundo mês pósoperatório...

Fatores preditivos da hipofunção do autoimplante de paratireóide em pacientes submetidos à paratireoidectomia total por hiperparatireoidismo secundário à insuficiência renal crônica; redictive factors of parathyroid auto-implant hypofunction in patients with chronic kidney disease submitted to totalparathyroidectomy due to secondary hyperparathyroidism

Santos, Stenio Roberto de Castro Lima
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 06/11/2012 PT
Relevância na Pesquisa
36.68%
O hiperparatireoidismo (HPT) secundário é uma complicação da doença renal crônica. A paratireoidectomia total com autoimplante proporciona bons resultados no seu tratamento, mas alguns doentes não desenvolvem níveis adequados de hormônio da paratireóide (PTH) após a operação. Os objetivos, do presente estudo, foram analisar fatores que poderiam interferir no funcionamento do autoimplante de glândula paratireóide e quantificar a taxa de hipofunção segundo alguns critérios. Casuística e Métodos: em um estudo prospectivo e observacional, foram analisados a idade, sexo, peso, altura e a etnia. A causa da doença renal crônica (DRC), tempo de DRC antes da paratireoidectomia, tempo de diálise, antecedente de intoxicação por alumínio e tempo de diagnóstico do HPT. Os dados bioquímicos estudados foram os níveis pré-operatórios de fósforo, cálcio total, cálcio iônico, PTH e fosfatase alcalina e aos 6 meses e 1 ano de pós-operatório. Registrada a quantidade de cálcio (gluconato e carbonato) e calcitriol ofertada no pós-operatório sendo realizada durante a primeira semana, no primeiro, terceiro sexto mês de pós-operatório. A histologia da glândula implantada foi analisada. Os pacientes foram divididos...

Avaliação fenotípica e de defeitos moleculares no GNAS em pacientes com pseudo-hipoparatireoidismo (PHP) e pseudopseudo-hipoparatireoidismo (PPHP); Evaluation of the phenotype and molecular defect in GNAS in patients with pseudohypoparathyroidism (PHP) and pseudopseudohypoparathyroidism

Reis, Mariana Tenorio Antunes
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 02/12/2014 PT
Relevância na Pesquisa
36.68%
INTRODUÇÃO: A primeira doença humana atribuída à resistência hormonal foi o pseudo-hipoparatireoidismo (PHP), uma doença rara caracterizada por hipocalcemia, hiperfosfatemia e níveis elevados de hormônio paratireoidiano (PTH) na presença de função renal normal, quadro condizente com resistência ao PTH. A classificação original do PHP leva em consideração a osteodistrofia hereditária de Albright (AHO): presente no PHP1a e ausente no PHP1b. Na medida em que as bases moleculares do PHP têm sido compreendidas, uma classificação baseada no genótipo tem surgido. Segundo ela, pacientes com PHP1a apresentam mutações na região codificadora da Gsalfa do GNAS e o padrão de herança é autossômico dominante relacionado à transmissão materna. Por outro lado, o PHP1b é caracterizado por alterações nas regiões diferencialmente metiladas (DMRs) do GNAS por mecanismos não completamente esclarecidos, limitando a previsão do seu padrão de herança. Pacientes que apresentam a AHO na ausência de resistência hormonal têm o diagnóstico de pseudopseudo-hipoparatireoidismo (PPHP) e seu padrão de herança é autossômico dominante relacionado à transmissão paterna de mutações na região codificadora da Gsalfa do GNAS. OBJETIVOS: Classificar 25 pacientes com PHP com base em defeitos no GNAS e caracterizar seu fenótipo. Pesquisar mutações no GNAS nos quatro pacientes com PPHP e também caracterizar seu fenótipo. MÉTODOS: A avaliação fenotípica incluiu análise das resistências hormonais...

Avaliação do efeito do PTH nas citocinas IL-1beta, IL-6, TNF-alfa, nas metaloproteinases da matriz 2 e 9, e na atividade osteoclastica em ratos com periodontite induzida; Effect of PTH administration on the IL-1beta, IL-6, TNF-alfa, MMP-2, MMP-9 and TRAP expression in the periodontal tissues of rats with experimental periodontitis

Marcelo Rocha Marques
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 05/10/2007 PT
Relevância na Pesquisa
47.12%
O hormônio paratireóideo (PTH), um mediador da remodelação óssea, é o principal regulador da homeostasia do cálcio, sendo capaz de promover reabsorção e aposição ósseas. Em trabalhos realizados recentemente, foi verificado que o tratamento com PTH, administrado de maneira intermitente, diminuiu a perda óssea e também células inflamatórias no tecido gengival, em ratos com periodontite induzida. No intuito de melhor explicar os resultados obtidos nesses trabalhos, doença periodontal foi induzida em primeiros molares de ratos e após 15 e 30 dias de tratamento com PTH os animais foram sacrificados com o objetivo investigar o periodonto para: 1) avaliar a expressão gênica, por meio de RT-PCR, e localizar, por meio de reação imunohistoquímica, algumas citocinas inflamatórias (IL-1b, IL-6, TNF-alfa) e certas metaloproteinases da matriz (MMP-2 e MMP-9), 2) verificar, por meio de histoquímica, a atividade de fosfatase ácida tatarato resistente (TRAP) na superfície óssea alveolar, e 4) medir a atividade gelatinolítica das MMPs 2 e 9. Como resultados, observou-se que o PTH diminuiu a expressão de mRNA para MMP-2 (15 e 30 dias experimentais) e IL-6 (30 dias experimentais) nas gengivas dos animais estudados; que a localização de IL-1beta...

Avaliação da administração intermitente de hormonio paratireoideo no reparo de defeitos na calvaria de ratos; Evaluation of intermittent administration of parathyroid hormone in the repair process of rat calvaria defects

Eduardo de Paula e Silva
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 03/02/2006 PT
Relevância na Pesquisa
67.29%
O hormônio paratireóideo (PTH), quando administrado de maneira intermitente, promove anabolismo ósseo. Modelos experimentais em ratos, utilizando PTH intermitente, demonstraram que o anabolismo ósseo promovido diminui a perda óssea ocasionada por periodontite induzida, e acelera o reparo ósseo ao redor de implantes osseointegrados. Neste trabalho, nosso objetivo foi analisar a reparação óssea de defeitos em calotas cranianas de ratos que receberam PTH de maneira intermitente. Nas calotas cranianas de 32 ratos Wistar foram feitos defeitos de 4 mm de diâmetro. Após a cirurgia, 16 ratos receberam 40µg/kg de PTH três vezes por semana, enquanto 16 ratos (controle) receberam 40µg/kg do veículo do PTH com a mesma freqüência. Os animais foram sacrificados após 4 semanas e suas calotas foram removidas, radiografadas e processadas para análise histomorfométrica. As radiografias foram analisadas por meio de um fotodensitômetro, e os valores obtidos, tanto na morfometria quanto da densidade radiográfica, foram submetidos a teste estatístico (teste t). Os resultados mostraram que no grupo tratado com PTH, o tamanho do defeito residual foi menor ( 1,5 mm± 0,73) em relação ao grupo controle (1,98 mm ± 0,68) (p<0,05), e também que o grupo tratado apresentou uma maior densidade radiográfica do que o controle (p<0...

Efeito da administração intermitente do fragmento 1-34 do hormonio paratireoideo em defeito fenestrado na mandibula de ratos : analise histomorfometrica; Effect of intermittent PTH (1-34) administration in the fenestration defects of rats : histologic study

Daniel Fernando Pereira Vasconcelos
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 12/12/2008 PT
Relevância na Pesquisa
47%
A administração intermitente de hormônio paratireóideo (PTH) é capaz de promover anabolismo ósseo, favorecendo a neoformação óssea em condições como osteoporose e reparo de fraturas. Sabendo-se que tanto os tecidos ósseos mandibulares e alveolares como os tecidos periodontais podem responder à administração de PTH de forma intermitente, o objetivo deste estudo foi avaliar histomorfometricamente o efeito da administração de PTH (1-34) em um modelo de defeito periodontal, do tipo fenestrado, na mandíbula de ratos. Foram utilizados neste estudo 32 ratos Wistar machos, com o objetivo de expor a região vestibular da raiz distal do primeiro molar inferior direito. A criação do defeito possibilitou a remoção parcial de ligamento periodontal e do cemento dentário. Após a cirurgia os animais foram separados aleatoriamente em 4 grupos (n=8): Grupo C14: administração intermitente (3 vezes por semana) do veículo de diluição do PTH por 14 dias; Grupo P14: administração intermitente de PTH (1-34) por 14 dias; Grupo C21: injeções intermitentes do veículo de diluição do PTH por 21 dias; Grupo P21: injeções intermitentes de PTH por 21 dias. Os animais foram mortos e preparados para avaliação histomorfométrica dos seguintes parâmetros: I - extensão inicial do defeito...

Efeito da administração intermitente de hPTH(1-34) nos estágios iniciais de reparo alveolar após exodontia de molares de ratos; Effect of intermittent administration of hPTH(1-34) on the early stages of alveolar wound healing after rat molar extraction

Juliana dos Santos Neves
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 28/02/2012 PT
Relevância na Pesquisa
47%
A administração intermitente do hormônio paratireóideo (PTH) promove um aumento da massa óssea, sendo atualmente utilizado no tratamento de osteoporose. Entretanto, poucos estudos têm avaliado os efeitos do PTH sobre o metabolismo do osso alveolar, e mais especificamente, no processo de reparo desta estrutura, podendo este surtir um efeito favorável na cicatrização da ferida alveolar. Considerando-se que o padrão de cicatrização da ferida do alvéolo de molares de ratos é similar ao de humanos e a sua relevância clínica, este estudo teve como objetivo analisar o efeito da administração intermitente do PTH sobre o reparo alveolar após exodontia de molares de ratos. Ratas Wistar de 200g tiveram seus primeiros molares inferiores extraídos e receberam injeções subcutâneas de 40 ?g/kg de hPTH(1-34) (grupo PTH) ou solução veículo (grupo controle) em dias intemitentes após a exodontia. Os animais foram sacrificados aos 3, 5, 7 e 11 dias após a cirurgia. Análises histomorfométricas do volume de osso recém-formado, número de osteoblastos e osteoclastos TRAP-positivos foram realizadas em cortes histológicos seriados. O Ligante do receptor ativador do fator nuclear Kb (RANKL), Sialoproteína óssea (BSP) e Osteopontina (OPN) foram localizadas no alvéolo em cicatrização por imunohistoquímica. A expressão dos genes de Colágeno 1 (Col1?1)...

Effect of parathyroid hormone (PTH) in odontoblast-like cells and in the tertiary dentinogenesis in mice = : Efeito do hormônio paratireóideo (PTH) em linhagem de odontoblastos e na dentinogênese terciária em camundongos; Efeito do hormônio paratireóideo (PTH) em linhagem de odontoblastos e na dentinogênese terciária em camundongos

Gustavo Narvaes Guimarães
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 16/05/2014 PT
Relevância na Pesquisa
67.46%
O hormônio paratireóideo (PTH) é o principal regulador da homeostasia dos íons minerais, cálcio e fosfato, no organismo, exercendo um papel chave no desenvolvimento e homeostase dos tecidos mineralizados. Recentemente nós demonstramos que durante a formação do incisivo de camundongos, a administração intermitente de PTH causou um aumento da taxa de aposição dentinária e resultou em mudanças nas propriedades mecânicas e materiais da dentina formada. Com isso, os estudos apresentados aqui se propuseram a investigar: 1) Os efeitos da exposição transiente (1 ou 24h/ciclo) ou contínua (48h) ao hPTH(1-34) na deposição mineral, na expressão gênica de Fosfatase Alcalina (ALP), Metaloproteinase 2 (MMP2), Biglican (BGN) e Colágeno tipo I (COL1), e na atividade de MMP2 e ALP em odontoblastos MDPC-23; 2) A participação das vias de sinalização dependentes de proteína quinase A (PKA) e proteína quinase C (PKC) na resposta proliferativa e apoptótica de odontoblastos MDPC-23 a diferentes tempos de exposição ao hPTH(1-34) (1, 24 ou 48 horas); 3) O efeito do tratamento do hPTH(1-34) na espessura dos cristais minerais formados durante a odontogênese de incisivos de camundongos. 4) Os efeitos da administração intermitente de hPTH(1-34) na dentinogênese terciária em camundongos. Os resultados mostram que a exposição transiente ao PTH diminuiu a deposição mineral e atividade de ALP. Já as expressões gênicas de ALP...

Relação entre o Paratormônio e Depressão na insuficiência cardíaca

Altay,Hakan; Zorlu,Ali; Kocum,Halil Tolga; Demircan,Senol; Yilmaz,Nuryil; Yilmaz,Mehmet Birhan
Fonte: Sociedade Brasileira de Cardiologia - SBC Publicador: Sociedade Brasileira de Cardiologia - SBC
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2012 PT
Relevância na Pesquisa
36.98%
FUNDAMENTO: Tem-se observado que a depressão é preditora de reinternação e mortalidade na insuficiência cardíaca. O hormônio da paratireoide é um biomarcador novo e promissor que pode predizer a internação, a capacidade funcional e a mortalidade na insuficiência cardíaca. OBJETIVO: Nosso objetivo foi investigar a associação da depressão aos níveis séricos de hormônio da paratireoide em pacientes com insuficiência cardíaca sistólica. MÉTODOS: Cem pacientes ambulatoriais consecutivos com IC sistólica com fração de ejeção do ventrículo esquerdo < 40% foram examinados prospectivamente. Todos os pacientes foram submetidos a exames laboratoriais, incluindo análises de peptídeo natriurético cerebral e de hormônio da tireoide. Os pacientes foram convidados a completar o Inventário de Depressão de Beck-II. RESULTADOS: Cinquenta e um pacientes (51%) apresentavam escore de BDI ruim (escore de BDI > 18). Esses pacientes apresentavam níveis de hormônio da paratireoide significativamente mais elevados em comparação com aqueles com bons escores de BDI (133 ± 46 pg/ml versus 71 ± 26 pg/ml, p < 0,001). No modelo de regressão logística multivariada, constatou-se que o nível do hormônio da tireoide (razão de chances (OR) = 1.035...

FGF-23: estado da arte

Oliveira,Rodrigo Bueno de; Moysés,Rosa Maria Affonso
Fonte: Sociedade Brasileira de Nefrologia Publicador: Sociedade Brasileira de Nefrologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2010 PT
Relevância na Pesquisa
36.8%
Há aproximadamente 10 anos descobriuse um hormônio denominado FGF-23 (fator de crescimento de fibroblastos 23), um membro da família dos fatores de crescimento de fibroblastos, cujas funções atualmente conhecidas envolvem o metabolismo do fósforo (P) e a inibição da 1α hidroxilase, enzima responsável pela síntese de calcitriol. Tal descoberta possibilitou um novo entendimento sobre os mecanismos de controle do P, um elemento associado com mortalidade, especialmente na doença renal crônica (DRC). Nesta revisão descreveremos diversos aspectos deste hormônio, desde a sua descoberta, função, produção, mecanismo de ação, até os últimos estudos clínicos envolvendo o mesmo. Posteriormente, abordaremos as possíveis repercussões destes estudos na prática clínica.

Osteoporose na artrite reumatoide: papel do sistema vitamina D/hormônio paratireóideo

Bellan,Mattia; Pirisi,Mario; Sainaghi,Pier Paolo
Fonte: Sociedade Brasileira de Reumatologia Publicador: Sociedade Brasileira de Reumatologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2015 PT
Relevância na Pesquisa
47%
A osteoporose é uma característica extra-articular bem estabelecida da artrite reumatoide (AR). A inflamação sistêmica parece ser essencial para causar uma alteração em múltiplos sistemas homeostáticos implicados na saúde óssea, como as vias RANK/RANKL/osteoprotegerina e Wnt/β catenina; vários outros fatores causais têm sido implicados, como o uso crônico de corticosteroides. Como a vitamina D exerce funções imunorreguladoras importantes, tem-se afirmado que o desarranjo do sistema vitamina D/hormônio paratireóideo (HPT), um determinante bem conhecido da saúde óssea, pode desempenhar um papel patogênico na autoimunidade; estudos com animais e dados clínicos apoiam essa hipótese. Além disso, os pacientes com AR parecem ser relativamente refratários à supressão de HPT induzida pela vitamina D. Portanto, a ligação entre a AR e a osteoporose pode ser em parte causada por alterações no sistema vitamina D/HPT. Uma melhor compreensão da fisiopatologia desse sistema pode ser crucial para prevenir e curar a osteoporose em pacientes com doenças inflamatórias/autoimunes. A maior evidência da correlação clínica de cooperação e interdependência entre a vitamina D e o HPT é que a correção da deficiência de vitamina D...

Efeito da administração intermitente do hormônio paratireóideo (PTH) na formação de dentina em camundongos; Effect parathyroid hormone administration on dentin formation in mice

Gustavo Narvaes Guimarães
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 28/02/2011 PT
Relevância na Pesquisa
47.19%
A dentina, assim como o osso, é um tecido mineralizado de natureza conjuntiva. Embora já tenha sido relatado que o hormônio paratireóideo (PTH), um dos reguladores da homeostasia do cálcio, participe do processo de formação de dentina, a maioria dos trabalhos envolvendo este hormônio é relacionado ao tecido ósseo. Tal hormônio, que fisiologicamente promove a reabsorção óssea, quando administrado de forma intermitente, pode promover anabolismo ósseo, sendo hoje um dos tratamentos para osteoporose. Por serem ainda pouco conhecidas as funções do PTH na dentinogênese, o objetivo deste estudo foi investigar os efeitos da administração intermitente de PTH sobre a taxa de aposição e características estruturais da dentina em incisivos de camundongos. Para tanto, camundongos A/J Unib foram divididos em quatro grupos: C6, T6, C10 e T10 (n=10). Os animais dos grupos T6 e T10 receberam injeções subcutâneas de 40µg/Kg de hPTH(1-34), durante 6 e 10 dias respectivamente; os dos grupos C6 e C10 receberam injeções subcutâneas do veículo do PTH, também durante 6 e 10 dias respectivamente. Para delimitação da dentina formada no período experimental, os animais dos grupos T6 e C6 receberam injeções intraperitoneais de dois marcadores fluorescentes. Ao término do período experimental...

Influencia da administração intermitente de hormonio paratireoideo na taxa de erupção em incisivos e na evolução da doença periodontal induzida em molares de ratos

Marco Antonio Dias da Silva
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 31/01/2003 PT
Relevância na Pesquisa
47.29%
O hormônio paratireóideo é reconhecido por ser um agente catabólico ósseo, entretanto, quando administrado intermitentemente apresenta-se como fator anabólico ósseo. O objetivo deste trabalho foi avaliar histologicamente a influência da administração intermitente do hormônio paratireóideo (pTH) fragmento (1-34) na progressão da periodontite induzida em molares de ratos. A análise morfométrica mostrou que a administração intermitente de PTH (40?mu'g/Kg) foi inibiu a perda óssea alveolar decorrente da indução da periodontite. Juntamente a isso foi observado um menor número de células inflamatóriasna área da gengiva livre dos espécimes tratados com PTH quando comparada aos do grupo controle. Estes resultados demonstram que as injeções intermitentes de PTH promovem proteção contra a perda óssea alveolar associada a periodontite induzida em ratos. Foi analisada também a influência deste anabolismo ósseo no processo de erupção dental. Foi observada uma redução nas taxas de erupção dos incisivos inferiores dos animais tratados com PTH em diferentes condições funcionais, foi também evidenciado, por microscopia de fluorescência, um maior crescimento ósseo do osso alveolar dos animais deste grupo quando comparados ao controle. Esses resultados sugerem que o anabolismo ósseo promovido pelo PTH...

Dermatite atópica em crianças e adolescentes : avaliação da relevância da vitamina D, hormônio paratireoideo e índice ultravioleta

Mesquita, Kleyton de Carvalho
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Tese
POR
Relevância na Pesquisa
57.12%
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde, 2015.; Introdução: O papel desempenhado pela vitamina D na dermatite atópica (DA) é controverso e tem sido o foco de diversos estudos. O hormônio paratireoideo (PTH) e o índice ultravioleta (IUV), embora possivelmente envolvidos nessa associação, não têm sido considerados nessas pesquisas. Objetivos: Avaliar a concentração sérica da 25-hidroxivitamina D [25(OH)D] em pacientes com DA e em grupo controle; avaliar a adequabilidade dos valores de referência da 25(OH)D por meio de sua relação com o PTH molécula intacta (PTHi); identificar preditores independentes da gravidade clínica da DA e da concentração sérica de 25(OH)D. Métodos: Em estudo transversal com 106 pacientes de 0 a 18 anos de idade portadores de DA, um grupo controle foi pareado (1:1) com uma subamostra de 54 sujeitos com DA. Foram avaliados dados epidemiológicos, índice SCORing Atopic Dermatitis (SCORAD), testes laboratoriais e IUV. Resultados: O subgrupo DA apresentou maior concentração sérica de 25(OH)D e maior IUV - em média 3,39 ng/ml e 2,54 acima, respectivamente - que o grupo controle (p<0,05). Não houve associação significativa entre 25(OH)D e PTHi. Imunoglobulina E e IUV foram fatores independentes associados ao índice SCORAD. Por sua vez...

Dermatite atópica em crianças e adolescentes : avaliação da relevância da vitamina D, hormônio paratireoideo e índice ultravioleta

Mesquita, Kleyton de Carvalho
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Tese
POR
Relevância na Pesquisa
57.12%
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde, 2015.; Introdução: O papel desempenhado pela vitamina D na dermatite atópica (DA) é controverso e tem sido o foco de diversos estudos. O hormônio paratireoideo (PTH) e o índice ultravioleta (IUV), embora possivelmente envolvidos nessa associação, não têm sido considerados nessas pesquisas. Objetivos: Avaliar a concentração sérica da 25-hidroxivitamina D [25(OH)D] em pacientes com DA e em grupo controle; avaliar a adequabilidade dos valores de referência da 25(OH)D por meio de sua relação com o PTH molécula intacta (PTHi); identificar preditores independentes da gravidade clínica da DA e da concentração sérica de 25(OH)D. Métodos: Em estudo transversal com 106 pacientes de 0 a 18 anos de idade portadores de DA, um grupo controle foi pareado (1:1) com uma subamostra de 54 sujeitos com DA. Foram avaliados dados epidemiológicos, índice SCORing Atopic Dermatitis (SCORAD), testes laboratoriais e IUV. Resultados: O subgrupo DA apresentou maior concentração sérica de 25(OH)D e maior IUV - em média 3,39 ng/ml e 2,54 acima, respectivamente - que o grupo controle (p<0,05). Não houve associação significativa entre 25(OH)D e PTHi. Imunoglobulina E e IUV foram fatores independentes associados ao índice SCORAD. Por sua vez...