Página 1 dos resultados de 115 itens digitais encontrados em 0.005 segundos

Relação dos acidentes de trabalho com o efetivo laboral e com as horas trabalhadas; Relationships between occupational accidents and the number of employees, and between occupational accidents and total of hours worked

Baptista, Fernando D.; Marques, Filomena Henriques dos; Nunes, Luís M.; David, Marta S.; Silva, Sandra M.; Marques, Paulo Henriques dos
Fonte: Verlag Dashöfer Publicador: Verlag Dashöfer
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
46.93%
O presente artigo teve como base um trabalho do Mestrado em Gestão da Prevenção de Riscos Laborais, que consistiu na conceção um artigo científico, em grupo, em 4 horas. O estudo efetuado teve como objetivo evidenciar a relação dos acidentes de trabalho com o efetivo laboral e com as horas trabalhadas. A metodologia consistiu em aplicar tratamento estatístico descritivo sobre os dados dos acidentes de trabalho com baixa médica, do efetivo médio laboral e das horas trabalhadas, de uma empresa nacional de grande dimensão, entre 1993 e 2011. Os resultados revelaram uma tendência de redução dos acidentes de trabalho coincidente com a diminuição do efetivo laboral, assim como uma tendência de redução dos acidentes de trabalho coincidente com a diminuição das horas trabalhadas. Verificou-se ainda que, durante esse período de dezanove anos, os acidentes de trabalho decresceram mais rapidamente que o efetivo médio e especulou-se que esse resultado fosse devido a uma tendência de fundo de redução dos acidentes com duas décadas de aplicação do Direito Comunitário transposto. Mesmo sem tratamento estatístico inferencial, os resultados obtidos sugeriram associações diretas do número de acidentes de trabalho com o efetivo laboral e com as horas trabalhadas. - This article was based on an class exercise of Master in Management of Occupational Risk Prevention...

Análise do comportamento das actividades económicas por grupo segundo índices de volume de negócios, emprego, remunerações e horas trabalhadas nos serviços entre 2009 e 2010

Rocha, Manuel Fernando Pereira
Fonte: Repositório Científico Lusófona Publicador: Repositório Científico Lusófona
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
46.56%
Os indicadores económicos, evoluem de acordo com as actividades que se desenvolvem no país. Assim progridem ou regridem em função do desempenho dos sectores de actividade económica. Estes indicadores agrupam-se em secções diversas. Deste modo interessa, verificar de que forma essas actividades, que se agrupam em situações distintas, se assemelham ou não entre si. A classificação de variáveis e objectos semelhantes em grupos é uma importante actividade humana. Em todas as fases da vida, a classificação faz parte do processo de aprendizagem, principalmente, quando esta tem um peso enorme tal como quando uma criança aprende a distinguir o preto do branco, o pai da mãe. A classificação torna-se num processo do quotidiano onde no subconsciente estão a ser aplicadas ordenações consoante as situações com que nos deparamos constantemente. Em temas actuais, como a economia, gestão e marketing a classificação surge para a investigação de relações entre conjuntos de objectos ou variáveis. Isto poderá resultar, ou não, num resumo de dados sob a forma de grupo, de objectos ou variáveis semelhantes entre si (dentro do mesmo grupo) e dissemelhantes em relação a grupos distintos. Este trabalho tem como objectivo verificar de que forma as actividades económicas portuguesas são agrupadas entre si...

Estudo das associações significativas e fortes dos acidentes de trabalho com o efetivo laboral e com as horas trabalhadas; Study of significant and strong associations between occupational accidents and the number of employees, and of occupational accidents with total of hours worked

Marques, Paulo Henriques dos; Atouguia, José; Marques, Filomena Henriques dos; Palhais, Catarina; Pinto, Ana Rita; Silva, Luís Alberto; Silva, Mário Miranda; Torres, Patrícia; Jesus, Vasco de
Fonte: Repositório Científico Lusófona Publicador: Repositório Científico Lusófona
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
46.8%
O presente artigo teve como base uma aula de mestrado, em laboratório de estatística, para posterior conceção de um artigo científico, em grupo, em 4 horas. Teve como objeto de estudo a variação dos acidentes de trabalho com o efetivo laboral, com as horas trabalhadas, com a duração média da jornada de trabalho. O objetivo científico foi pesquisar correlações entre variáveis. O objetivo didático foi demonstrar os passos do método científico e o objetivo pedagógico foi quebrar preconceitos sobre a dificuldade de produzir trabalho científico. Partindo de uma sumária revisão da literatura, colocaram-se hipóteses de investigação e prosseguiu-se para tratamento estatístico inferencial sobre os dados dos acidentes de trabalho com baixa médica, do efetivo médio laboral, das horas trabalhadas e da duração da jornada média de trabalho, de uma grande empresa, durante 20 anos consecutivos. Os resultados revelaram uma associação direta, estatisticamente significativa e forte, dos acidentes de trabalho às horas trabalhadas e ao efetivo. No caso da associação dos acidentes à duração média da jornada de trabalho, a associação é estatisticamente significativa, mas de intensidade moderada. Este ensaio permitiu também intrapolar e extrapolar...

Um olhar econômico sobre a saúde e o trabalho infantil no Brasil; An economic view on health and child labour in Brazil

Nicolella, Alexandre Chibebe
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 22/05/2006 PT
Relevância na Pesquisa
26.64%
O objetivo dessa tese é verificar se existe impacto do trabalho infantil na saúde da criança. O entendimento dessa relação é importante, pois pode fornecer maiores subsídios para o combate ao trabalho infantil e permitir o direcionamento de políticas para restabelecer a saúde da criança em casos onde a erradicação não foi efetivada. Para a análise foram utilizadas as PNADs de 1998 e 2003, que trazem suplemento especial sobre saúde, e empregada a técnica econométrica de pseudo-painel. Os resultados obtidos foram consistentes com aqueles alcançados na literatura. Para a análise do trabalho infantil sobre a saúde foram utilizados quatro modelos, representado diferentes variáveis relacionadas ao trabalho. O primeiro utilizou a variável que indica se a criança trabalha ou não. Observa-se que o fato de a criança exercer qualquer atividade laboral impacta negativamente sua saúde. O segundo modelo analisou as horas trabalhadas pelas crianças. Os resultados mostram que quanto maior o número de horas trabalhadas, pior é o status de saúde da criança. O terceiro modelo analisou o trabalho perigoso e mostrou que esse tem impacto negativo sobre a saúde da criança, sendo esse impacto maior do que aquele obtido no primeiro modelo para os indivíduos que trabalham. O último modelo analisa os diferentes setores de atividades...

Diferenciais de salários nas atividades agrícolas brasileiras: aspectos estruturais e determinantes regionais; Wages differentials in Brazilian agricultural activities: structural features and regional determinants

Mori, Juliana Sampaio
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 09/05/2008 PT
Relevância na Pesquisa
26.64%
O presente trabalho tem como objetivo analisar os diferenciais de salários das pessoas empregadas em atividades classificadas como agrícola pelo IBGE, com base nos dados individuais da PNAD de 2005. Busca-se verificar as diferenças de salários para uma mesma atividade agrícola, e entre as diversas atividades agrícolas, de forma a identificar quais são as variáveis que determinam o comportamento dos salários nessas atividades, tais como cor, sexo, educação, idade, região geográfica, entre outros. Além disso, estima-se o efeito de interações entre as regiões e as atividades agrícolas, bem como o efeito de interações entre o nível de escolaridade e a região de referência. As equações de salários ajustadas para os quatro primeiros modelos, os quais permitem mostrar os diferenciais de salários entre as diversas atividades agrícolas, mostram que os efeitos das interações entre escolaridade e região e das interações entre as regiões e atividades agrícolas pouco afetam as estimativas dos coeficientes das variáveis idade, número de horas trabalhadas na semana, sexo, posição na ocupação, categoria do emprego e cor. A variável cor, por sua vez, não tem um efeito relevante na explicação dos diferenciais de salários nas atividades agrícolas...

Satisfação profissional: perfil dos cirurgiões-dentistas que exercem suas atividades em empresa do setor privado. São Paulo, 2008; Job satisfaction: professional activities profile among the dentists who worked in a private enterprise of São Paulo State. São Paulo,

Ponte, Teresa Maria da
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 10/06/2009 PT
Relevância na Pesquisa
26.72%
O objetivo do estudo foi verificar o perfil das atividades profissionais dos cirurgiõesdentistas que desenvolviam suas atividades em uma empresa de caráter privado do Estado de São Paulo. Tratou-se de estudo transversal, realizado por meio de questionário auto-administrado distribuído aos dentistas que trabalhavam em unidades da empresa localizadas em diversas cidades do Estado de São Paulo. A pesquisa foi aprovada pelo Comitê de Ética em Pesquisa da Faculdade de Odontologia da Universidade de São Paulo e foi realizada com ciência e autorização da empresa em questão. Os dados foram organizados e analisados no programa STATA 10.0. Resultados: Participaram da pesquisa 194 cirurgiões-dentistas que exerciam suas atividades na empresa no ano de 2008. Em relação às características sociodemográficas, 68,04% eram do gênero feminino e 31,96% do gênero masculino e apresentavam idade entre 25 e 54 anos (média de 35,78 anos). Quanto à formação, 64,43% estudaram em faculdades públicas e 35,57% em faculdades particulares; 116 (59,79%) haviam concluído curso de especialização, 26 (13,40%), mestrado e 10 (5,15%) doutorado. O tempo médio de formado foi de 12,85 anos e a média de horas trabalhadas por semana foi de 41...

Oferta de trabalho, impostos e informalidade; Labor supply, taxes and informality

Ramos, João Antunes
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 05/07/2010 PT
Relevância na Pesquisa
36.69%
A informalidade atinge níveis expressivos nos países em desenvolvimento. No Brasil cerca de 50% dos postos de trabalho estão na informalidade, sendo responsáveis por quase 40% do PIB nacional. O modelo de crescimento neoclássico padrão, desenvolvido e aplicado originalmente para países desenvolvidos não é capaz de compreender porque os brasileiros não estão trabalhando menos como conseqüência dos fortes crescimentos das alíquotas tributárias no início dos anos 90. O modelo prevê uma queda dramática do número de horas trabalhadas, entretanto tal fenômeno não é observado nos dados. A informalidade parece uma boa resposta para esse desajuste, pois trabalhadores informais pagam menos impostos e, assim, aumentos nas alíquotas impactariam menos a decisão de ofertar trabalho. O objetivo dessa dissertação é modelar o número de horas trabalhadas pelo brasileiro médio para o período 1986- 1998, adicionando um setor informal no modelo de crescimento neoclássico. A inclusão de um setor informal no modelo diminui o efeito de impostos sobre o número de horas trabalhadas, melhorando assim a aderência do modelo aos dados brasileiros.; The informal sector has reached significant levels in developing countries. In Brazil about 50% of jobs are informal and account for nearly 40% of national GDP. The traditional neoclassical growth model does not explain why...

Impacto do Programa Bolsa Família sobre as decisões de trabalho das crianças: uma análise utilizando os microdados da PNAD; Impact of the conditional cash transfer Bolsa Familia on the decisions of child labor: an analysis using microdata from PNAD

Nascimento, Adriana Rosa do
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 16/01/2014 PT
Relevância na Pesquisa
26.69%
O trabalho infantil foi amplamente estudado sob diferentes enfoques como seus efeitos sobre a educação, seus determinantes, trabalho infantil e saúde, persistência do trabalho infantil entre gerações e avaliações de impacto de programas sociais sobre o trabalho infantil. No entanto, ainda se verifica incidência de trabalho infantil no Brasil.Em 2011, 4,33% das crianças entre 5 e 15 anos trabalhavam ou exerciam atividade para consumo próprio ou construção para uso próprio sendo a agropecuária, pesca e silvicultura o ramo de atividade que mais emprega a mão-de-obra infantil. A maior parte das crianças trabalhadoras em 2011 eram meninos de 11 a 15 anos, mais de 10% das crianças deste gênero nesta faixa etária. A jornada média de trabalho ultrapassa 20 horas semanas sendo que 4,34% das crianças brasileiras trabalhadoras também estudam. Além de tecer um panorama atualizado da situação do trabalho infantil no Brasil, o objetivo principal deste trabalho é examinar o impacto do Programa Bolsa Família sobre o trabalho infantil. O impacto foi estimado através do método de Propensity Score Matching. Também se estimaram regressões utilizando, alternativamente, a renda proveniente de transferência social como variável explicativa. Os dados utilizados são os da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) de 2011 e 2009. O resultado mostra que o programa não tem impacto significativo sobre a probabilidade de a criança trabalhar e sobre as horas trabalhadas. Adicionalmente...

Pessoal ocupado e jornada de trabalho: uma releitura da evolução da produtividade no Brasil

Barbosa Filho,Fernando de Holanda; Pessôa,Samuel de Abreu
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2014 PT
Relevância na Pesquisa
46.85%
Esse artigo recalcula a evolução da produtividade do trabalho e da produtividade total dos Fatores (PTF) no Brasil entre os anos de 1982 e 2012 usando uma série de horas trabalhadas em vez da série de pessoal ocupado. Para tanto, utilizamos dados da PNAD e da PME para construir uma série mensal de horas trabalhadas que compatibilizasse as mudanças metodológicas da PNAD e da PME. A comparação da série de horas trabalhadas com a de pessoal ocupado revela a redução da jornada de trabalho no Brasil, fenômeno consistente em todo o período de análise e que impacta a produtividade. Com isso, a utilização de uma série de horas trabalhadas possibilita uma releitura da evolução da produtividade nas últimas três décadas no Brasil. Em particular, mostramos que a perda da produtividade do trabalho (-0,6% a.a) ocorrida entre os anos de 1982 e 1992 é explicada pela redução da jornada de trabalho média (-0,7%) da economia brasileira. Os resultados indicam que, no período 1982-2012, tanto a produtividade do trabalho (35,8%) quanto a PTF (16,3%) apresentaram uma elevação superior à sugerida por boa parte da literatura sobre o tema baseada em séries de pessoal ocupado.

Estudo de caso: reclamatória trabalhista - Caixa Econômica Federal X Sindicato dos Bancários de Curitiba : função de confiança e a 7ª e 8ª horas trabalhadas

Caffarate, Patricia Rodrigues
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: Monografia Graduação Formato: 75 p.; application/pdf
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
46.43%
Orientador: Wilson Ramos Filho; Monografia (graduação) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Jurídicas, Curso de Graduação em Direito; Resumo: Os conflitos presentes no direito dos trabalhadores, gerados pela oposição de interesses entre empregador e empregado, dão origem a casos de descumprimento das normas estabelecidas pelas leis trabalhistas. Dentre as categorias que apresentam maior número de peculiaridades de caráter trabalhista, está a categoria dos bancários. Um problema que é cada vez mais frequente entre os empregados que laboram no ambiente bancário é o reconhecimento da efetiva atividade exercida pelo empregado em relação à denominação do cargo exercido dentro da instituição bancária e as respectivas jornadas de trabalho referentes a cada caso. O que acontece é uma dissintonia entre o nome do cargo e a realidade dos fatos. Esta monografia enfoca o estudo aprofundado de uma ação ajuizada pelo Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos Bancários (SEEB) em face da Caixa Econômica Federal que visou o reconhecimento do caráter extraordinário da 7ª e 8ª horas trabalhadas durante o período em que exerceram o cargo/função de analista, e a respectiva reparação pecuniária devida...

Admissão. 24/03/2009

Palmieri, Patrícia
Fonte: Universidade Metodista de São Paulo Publicador: Universidade Metodista de São Paulo
Tipo: Trabalho em Andamento
OTHER
Relevância na Pesquisa
36.27%
•Abordar a especificidade das atividades pertinentes à administração de pessoal; •Mostrar ao aluno a relação com a organização interna das organizações e com os demais processos na gestão de pessoas; •Destacar a importância da Administração de Pessoal no ciclo de permanência e desligamentos dos colaboradores nas organizações; •Compreender o processo de admissão dos novos empregados; •Analisar a legislação e os procedimentos necessários à admissão do empregado; •Conhecer as jornadas de trabalho existentes e suas limitações; •Realizar o apontamento das horas trabalhadas pelo empregado, controlando horas extras, faltas e atrasos. Link teleaula: http://www.umesp.edu.br/ead/1-2009/rh/patricia_2403/

Admissão. 24/03/2009

Palmieri, Patricia
Fonte: Universidade Metodista de São Paulo Publicador: Universidade Metodista de São Paulo
Tipo: Trabalho em Andamento
OTHER
Relevância na Pesquisa
36.27%
•Abordar a especificidade das atividades pertinentes à administração de pessoal; •Mostrar ao aluno a relação com a organização interna das organizações e com os demais processos na gestão de pessoas; •Destacar a importância da Administração de Pessoal no ciclo de permanência e desligamentos dos colaboradores nas organizações; •Compreender o processo de admissão dos novos empregados; •Analisar a legislação e os procedimentos necessários à admissão do empregado; •Conhecer as jornadas de trabalho existentes e suas limitações; •Realizar o apontamento das horas trabalhadas pelo empregado, controlando horas extras, faltas e atrasos. Link telaula: http://www.umesp.edu.br/ead/1-2009/rh/patricia_2403/

A m?o-de-obra da ind?stria pesqueira na Amaz?nia

AMARAL, Lucilene Oliveira da Silva; ALMEIDA, Oriana Trindade de; RIVERO, S?rgio Luiz de Medeiros
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
26.51%
O setor pesqueiro tem grande import?ncia em termos de gera??o de emprego e renda para a Amaz?nia, sendo a atividade de pesca comercial e de subsist?ncia a maior fonte geradora de empregos do setor e a ind?stria pesqueira a grande fonte geradora de renda. Contudo, a ind?stria pesqueira na Amaz?nia apresenta diversas dificuldades em rela??o ao abastecimento de mat?ria-prima e treinamento da m?o-deobra. A sazonalidade das esp?cies influencia o sistema produtivo das empresas que mant?m seu quadro funcional variando devido a safra das esp?cies comerciais. Esta din?mica do setor faz com que algumas empresas de pescado adotem sistemas rotativos, contratando funcion?rios na safra e demitindo-os na entressafra, enquanto que outras adotam o sistema de banco de horas, mantendo o quadro fixo de funcion?rios e compensando as horas trabalhadas a mais no per?odo da safra por horas n?o trabalhadas no per?odo da entressafra. Em raz?o desta sazonalidade, em geral, as empresas de pescado apresentam funcion?rios com baixa qualifica??o e com dif?cil adequa??o aos padr?es de higiene. A instabilidade do emprego por outro lado, desestimula o funcion?rio ao treinamento. Manter o quadro fixo de empregados ? pol?tica de algumas empresas. Essas apresentam menor desperd?cio de mat?ria-prima...

Sistema de registro eletr??nico de ponto

Brasil. Minist??rio do Trabalho e Emprego (MTE). Secretaria de Inspe????o do Trabalho
Fonte: Escola Nacional de Administra????o P??blica (ENAP) Publicador: Escola Nacional de Administra????o P??blica (ENAP)
Tipo: Relato de Experi??ncia
IDIOMA::PORTUGU??S:PORTUGU??S:PT
Relevância na Pesquisa
36.27%
O Sistema de Registro Eletr??nico de Ponto (SREP) representou um importante avan??o nos instrumentos de prote????o e seguran??a dos trabalhadores e empresas que utilizam o ponto eletr??nico, por coibir fraudes de altera????o dos hor??rios efetivamente registrados, de supress??o ou de impedimento na marca????o de horas extras. Ap??s investiga????o das modalidades de fraudes e dos sistemas que propiciavam as adultera????es, a equipe t??cnica do Minist??rio do Trabalho e Emprego (MTE) desenvolveu o modelo de regulamenta????o, consolidado na Portaria n?? 1.510/2009, que garante as marca????es dos hor??rios de jornada de trabalho sem possibilidade de adultera????o. O SREP ?? composto de um hardware e um software. O hardware, Registrador Eletr??nico de Ponto (REP), preserva as marca????es de ponto e fornece ao trabalhador o seu comprovante. O software opera nos computadores das empresas, permitindo o tratamento seguro dos dados para pagamento das horas trabalhadas. S?? em 2010, o SREP recuperou uma sonega????o de R$ 1,5 bilh??o em sal??rios e R$ 446,6 milh??es em contribui????es previdenci??rias e Fundo de Garantia do Tempo de Servi??o (FGTS); N??mero de p??ginas: 10 p.; Gest??o da Informa????o; Inova????o; Iniciativa premiada no 16?? Concurso Inova????o na Gest??o P??blica Federal sob responsabilidade de Celso Amorim Ara??jo...

The Tendencies in the Woman Employment in Brazilian Labour Market between the Years 2004-2012 : Examining the Gender Pay Gap = As tendências do emprego da mulher no mercado de trabalho brasileiro entre os anos de 2004- 2012: examinando as disparidades salariais de gênero; As tendências do emprego da mulher no mercado de trabalho brasileiro entre os anos de 2004- 2012 : examinando as disparidades salariais de gênero

Basak Kocadost
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 19/11/2014 PT
Relevância na Pesquisa
26.59%
O Brasil experimentou grandes mudanças socio-econômicas durante a primeira década do século 21, especialmente a partir do ano 2004, e mesmo depois da crise financeira nos anos de 2008 e 2009, que terminou por melhorar as condições dos trabalhadores de uma maneira geral. No entanto, apesar dos avanços notáveis gerais nesse período, tais como a criação de novos postos de trabalho em número elevado, o declínio da taxa de desemprego e um aumento significativo do salário mínimo real, o mercado de trabalho brasileiro ainda está muito desigual. A taxa de emprego das mulheres não mudou significativamente nesse período, aumentando de 54,4% em 2004 para apenas 55,7% em 2012. Além disso, a taxa de desemprego das mulheres é quase duas vezes maior do que a dos homens e as mulheres ainda constituem a grande maioria da população não economicamente ativa. Uma vez que o mercado de trabalho brasileiro tem sido historicamente caracterizado como heterogêneo e segregado, ganha importância examinar o desempenho de diferentes segmentos do mercado de trabalho nesse período e reconsiderar a dinâmica recente do mercado de trabalho em termos de diferentes grupos sociais. Neste trabalho, tratou-se em termos de desigualdade de gênero...

TRAPP - Trabalho informal, precario ou perigoso : abordagem de ação coletiva para vigilancia de acidentes e doenças do trabalho, Campinas-SP; TRAPP - Informal, precarious or dangerous work : a collective action approach to the surveillance of labor accidents and injuries in South-eastern Brazil

Luciana Cugliari
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 15/02/2006 PT
Relevância na Pesquisa
26.56%
O projeto denominado "TRAPP" - Trabalho informal, precário e perigoso: abordagem de ação coletiva em serviços de saúde no SUS teve como objetivos: detectar riscos de Acidentes e doenças no Trabalho e de modalidades identificáveis de PERIGO ou de PRECARIEDADE no trabalho indocumentado (informal), na área de atuação de equipes de Agentes Comunitários de Saúde (ACS). Foram combinados métodos de investigação epidemiológica por local e eventos-sentinela em base populacional, o delineamento das informações e dos procedimentos de coleta e intervenção foi feito através de grupos focais com trabalhadores de saúde e lideranças locais. A informação epidemiológica e social foi subsídio para discutir os problemas encontrados em grupos focais denominados 'Núcleos de Saúde Coletiva'(NSC) com objetivo de intervir localmente de modo adequado. Nos 12 meses de coleta os 115 trabalhadores encontrados relataram cargas horárias semanais de trabalho com média e mediana de 30 horas e erro padrão de 1,267. Estimou-se o total de 184.444 horas trabalhadas em 52 semanas. A freqüência de acidentes com e sem afastamento no grupo foi de 10,4% ao ano ou 6,5 por 100 mil horas trabalhadas. Houve 670 horas perdidas resultando na proporção de tempo perdido de 0...

Qualidade de vida no cotidiano de caminhoneiros e sua correlação com o cronotipo; Quality of life in daily life of truck drivers and their correlation with the chronotype

Eliana Maria Gonçalves Lima
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 05/04/2012 PT
Relevância na Pesquisa
26.59%
Introdução: Sonolência e alteração na qualidade de vida (QV) dos caminhoneiros podem ser decorrentes dos horários irregulares e da extensa jornada de trabalho, das quais podem gerar fadiga e alterações no ritmo circadiano. Objetivos: Analisar a qualidade de vida e os cronotipos dos caminhoneiros que trabalham em diferentes turnos; associar a QV segundo os cronotipos e as características do trabalho. Método: Estudo exploratório-descritivo, de natureza quantitativa em que participaram 48 motoristas de caminhão que trabalhavam em diferentes turnos de uma empresa de transportes da região sul de Minas Gerais. Foram utilizados os seguintes instrumentos: Questionário para identificação de indivíduos matutino e vespertino de Horne e Östberg, o questionário de Qualidade de Vida "WHOQOL-BREF" e ficha de identificação pessoal. As entrevistas foram realizadas na empresa durante o intervalo das viagens. Para tanto, foram realizadas análises estatísticas utilizando os testes do Qui-quadrado (X2), Kolmogorov-Smirnov, coeficiente de correlação Spearman's roh e Mann Whitney, em razão da ausência de distribuição normal das variáveis. O nível de significância adotado foi de 5%. Resultados: Quanto às características individuais dos caminhoneiros...

Impacto da crise no mercado de trabalho da indústria de transformação : uma análise das horas trabalhadas e do emprego

Ávila, Marcelo de
Fonte: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) Publicador: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
Tipo: Mercado de trabalho: conjuntura e análise - Artigos
PT-BR
Relevância na Pesquisa
66.64%
Este artigo analisa os efeitos da crise no mercado de trabalho da indústria de transformação. Aborda o impacto da crise na economia brasileira, assim como na produção da indústria de transformação. Sintetiza como o mercado de trabalho da indústria de transformação adequou-se à crise. Para tanto foram utilizados dados de horas trabalhadas e emprego do setor, da Confederação Nacional da Indústria (CNI), em pesquisa de periodicidade mensal chamada Indicadores Industriais; a produção física e os dados de Produto Interno Bruto (PIB), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em pesquisas mensais na Pesquisa Industrial Mensal de Produção Física (PIM-PF); e trimestrais, de Contas Nacionais.; p. 19-25 : il.

Um Aspecto da subocupação por insuficiência de horas trabalhadas : a análise do desejo de trabalhar horas adicionais

Machado, Danielle Carusi; Machado, Ana Flávia
Fonte: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) Publicador: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
Tipo: Mercado de trabalho: conjuntura e análise - Artigos
PT-BR
Relevância na Pesquisa
66.72%
A subocupação por insuficiência de horas de trabalho é um fenômeno pouco estudado no caso brasileiro. Os dados, no entanto, mostram que o percentual de pessoas ocupadas insatisfeitas com a jornada de trabalho é de 10%, correspondendo a um total aproximado de 1 milhão de pessoas. No período estudado, houve decréscimo dessa parcela de trabalhadores, após aumento significativo em 2003, o que impediu que a proporção de subocupados voltasse ao nível de setembro de 2002. Considerando as questões propostas por este trabalho, pode-se, em primeiro lugar, afirmar que existe, sim, uma diferença regional relativa à subocupação. Recife é a RM de maior proporção de subocupados, ao passo que São Paulo é a de menor. Em alguns anos, Salvador se apresenta na mesma posição de Recife. Em segundo lugar, há, sim, uma relação entre insuficiência de horas trabalhadas e insuficiência de renda. Embora não se tenha introduzido nenhuma medida de pobreza, o fato de a subocupação prevalecer em Recife e em Salvador vis-à-vis as outras metrópoles analisadas, de estar sobre-representada entre os de menor nível de rendimento e entre os ocupados no setor informal, em ocupações manuais, é uma evidência da associação entre essa condição de ocupação e a de pobreza.; p. 15-19 : il.

Alocação de tempo em trabalho pelas mulheres brasileiras

Queiroz, Vivian dos Santos; Aragón, Jorge Alberto Orellana
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Formato: application/pdf
Publicado em 19/11/2015 POR
Relevância na Pesquisa
36.56%
Este trabalho investigou alocação de horas de trabalho pelas mulheres na força de trabalho brasileira usando dados da PNAD de 2011 e modelos heckit e double hurdle. Os resultados mais importantes indicam que a participação e horas trabalhadas se reduzem com a idade, enquanto que menor instrução desfavorece a inserção na força de trabalho. A condição de chefe de família e casada aumentam a probabilidade de trabalho, enquanto que a condição de casada e com filhos menores reduz essa chance e diminui as horas trabalhadas. A queda da renda do esposo favorece a entrada da mulher na força de trabalho com intuito de complementar renda domiciliar. Por fim, a elevação do investimento em educação, aumento da oferta de trabalhos com jornadas mais flexíveis e ampliação do suporte nos cuidados das crianças na primeira infância podem contribuir para a entrada das mulheres no mercado de trabalho e aumento do bem-estar.