Página 1 dos resultados de 126 itens digitais encontrados em 0.001 segundos

Teu desejo será para teu marido e ele te dominará: a representação da mulher ortodoxa no cinema israelense contemporâneo; Your desire will be for your husband, and he will rule over you: the representation of the orthodox woman in the contemporary israeli cinema

Szlak, Bruno José
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 11/10/2011 PT
Relevância na Pesquisa
36.63%
Este trabalho procura mostrar como a mulher ortodoxa judia é representada no cinema israelense. A partir da análise de três filmes: Kadosh, de Amos Gitai, produzido em 1999; Hasodot (Segredos Íntimos), de Avi Nesher, produzido em 2007 e Chufshat Kaitz (My Father, my Lord), de David Volach, produzido em 2007, busca-se compreender como se deram os processos culturais que determinaram alguns comportamentos da sociedade ortodoxa judaica em relação à mulher, enfocando os seguintes temas: fertilidade feminina, homossexualidade, a educação das mulheres e o silêncio. Como arcabouço teórico central estão as obras Vigiar e punir e A microfísica do poder, de Michel Foucault e as fontes tradicionais judaicas, como o Talmud, a Bíblia Hebraica, e outros textos canônicos, utilizadas no sentido de entender como o conhecimento se transforma em poder dentro da sociedade ortodoxa judaica e, nesse contexto, como a mulher é sujeitada por ele.; This paper seeks to show how the orthodox jewish woman is represented in Israeli cinema. From the analysis of three films: Kadosh by Amos Gitai, produced in 1999; Hasodot (The Secrets) by Avi Nesher, produced in 2007 and Chufshat Kaitz (My Father, My Lord) by David Volach, produced in 2007, we look to understand how cultural processes have led to some behaviors of the orthodox jewish community facing women...

Rompendo o silêncio : homofobia e heterossexismo nas trajetórias de vida de mulheres

Monteiro, Luciana Fogaça
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
36.44%
Esta pesquisa busca compreender os modos de subjetivação de mulheres com práticas homoeróticas que apresentaram denúncias relacionadas à homofobia. Ela parte de uma intervenção realizada pela ONG Nuances - grupo pela livre expressão sexual conveniada ao Programa Brasil Sem Homofobia. Através de entrevistas baseadas na abordagem biográfica, busquei verificar a forma como elas constroem uma experiência de si, no cruzamento entre a sustentação da matriz heterossexista e a emergência de políticas governamentais de combate a discriminação. O material permitiu compreender que elas percebem a discriminação e o preconceito como resultado de uma extrapolação dos limites das convenções de gênero. Desta forma, elas acreditam que a homossexualidade masculina e mulheres que possuem estilos "mais masculinos" estão mais propensos/as a sofrer discriminações, por acreditarem que são mais visíveis. Assim, a perspectiva de uma maior "aceitação" das relações homoeróticas entre mulheres é percebida na articulação entre estilos mais próximos dos padrões de femininos, bem como por uma apropriação do homoerotismo feminino por parte do fetiche masculino. Outro achado foi à evocação de saberes psi nos conflitos familiares. Quanto às estratégias de enfrentamento...

A saúde das mulheres lésbicas : uma pesquisa bibliográfica

Bento, Aline Perdomo
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
46.76%
A pesquisa teve como objetivo conhecer a produção de artigos em Língua Portuguesa sobre a Saúde das Mulheres Lésbicas indexada na Biblioteca Virtual em Saúde no período compreendido entre janeiro de 2000 e janeiro de 2012. Para análise dos documentos resultantes da busca no indexador, foi utilizada metodologia de Análise de Conteúdo. Foram encontrados dez artigos em resultado aos unitermos "homossexualidade feminina", "lésbicas", "saúde da mulher" e "preconceito". Os resultados indicam que os estudos que tratam sobre a temática das mulheres lésbicas totalizam um número muito inexpressivo, se comparado aos estudos sobre a homossexualidade masculina, o que indica um duplo preconceito. A mulher traz o histórico de ter sido, por muito tempo, reconhecida somente por meio do masculino e sempre sendo dominada por ele. Então, além de estarem em segundo plano, as mulheres em questão possuem uma orientação sexual diferente da estabelecida, sendo consideradas como desviantes. O preconceito se intensifica na medida em que, além de serem mulheres, são mulheres lésbicas. A análise das publicações revelou um conjunto de necessidades, sendo que, no âmbito do SUS, a abertura para a participação e o controle social vem possibilitando que grupos sociais estigmatizados questionem a dificuldade de acesso e reivindiquem a resolução de suas demandas específicas. Demonstram o receio das mulheres lésbicas...

A palavra l(ésbica): retratos das homossexualidades femininas no seriado The L Word

Quadros, Mariane Souza
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
36.65%
Este trabalho busca analisar de que maneira ocorre a representação das homossexualidades femininas na primeira temporada do seriado norteamericano The L Word. As 13 cenas selecionadas serão analisadas com base nos conceitos de gênero, sexo, identidade de gênero e sexual, orientação sexual e sexualidade pelo viés construcionista social. As cenas escolhidas foram separadas por temáticas – Descobrindo a Homossexualidade, Assumindo a Homossexualidade e Monogamia – e suas análises realizadas a partir da Análise de Conteúdo. É discutido de que forma são representados os processos de descoberta da homossexualidade e de assumir uma identidade homossexual (coming out). A questão da monogamia entre casais homossexuais também é debatida através de sua abordagem em The L Word. Será apontado como o modelo hegemônico que privilegia a heterossexualidade e como as relações de poder influenciam na construção e vivência das identidades lésbicas.

There are so many of us: a diversidade na representação da identidade lésbica em The well of loneliness de Radclyffe Hall

Krainitzki, Eva
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2007 POR
Relevância na Pesquisa
36.65%
Tese de mestrado em Estudos Anglísticos apresentada à Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, 2007; O romance The Well of Loneliness (1928), de Radclyffe Hall, pode ser considerado um dos mais conhecidos romances lésbicos cujo título, pelo menos, é familiar. Identidade e representação são categorias que se influenciam reciprocamente, tornando-se, portanto, indispensável analisar o tipo de identidade lésbica retratada nesta obra. Será possível conceber um discurso ‘reversivo’, tal como definido por Foucault, numa obra que integra uma definição de sexualidade desviante adoptada da sexologia, assim como uma idealização da heterossexualidade? A protagonista, Stephen Gordon, é representada de acordo com a noção de invertida congénita dos sexólogos do século XIX. Alegadamente emancipatória, por permitir entender a homossexualidade como patologia em vez de pecado ou crime, a teoria da inversão sexual deve ser entendida como prejudicial no caso da homossexualidade feminina. Ao contrário da homossexualidade masculina, o lesbianismo nunca foi definido como crime em termos legislativos; não correspondendo a sua medicalização a qualquer tipo de progresso. Escrita em forma de súplica pelo direito à existência das/dos invertida/os...

O feminino em mulheres lésbicas e a sua expressão através do processo-resposta Rorschach

Xavier, Carla Henriqueta Fonseca
Fonte: Instituto Superior de Psicologia Aplicada Publicador: Instituto Superior de Psicologia Aplicada
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2008 POR
Relevância na Pesquisa
37%
Dissertação de Mestrado em Psicopatologia e Psicologia Clínica; Este estudo tem como objectivo compreender como o simbolismo do feminino se expressa em mulheres homossexuais, feminino enquanto "Identidade Primária" e "Identidade Secundária", enquanto Ser, Ser Como e Ser Com…, através do trabalho do Aparelho de Pensar os Pensamentos enquanto processo que deriva das estruturas psíquicas do materno e do feminino, enquanto relação masculino-feminino. Como base do presente estudo, partimos essencialmente das conceptualizações associadas ao pensamento psicanalítico Kleiniano e pós-Kleiniano acerca do feminino e do materno enquanto estruturas ou qualidades psíquicas evolutivas e transformadoras (sem no entanto descurar a perspectiva longitudinal e mitológica do simbolismo do feminino ao longo da História do Homem, bem como o pensamento psicanalítico de Freud e dos seus seguidores), bem como do pensameno psicanalítico sobre a homossexualidade feminina, em que autores tais com Florence Guignard, Green, Jean Bergeret, Stoller, Joyce McDougall e Socarides… constituem referências fundamentais, que frisam a importância do papel do materno-paterno ou da "bissexualidade psíquica" no devir feminino-masculino, da complementaridade entre estes. Como forma de podermos corresponder aos objectivos a que nos propusemos neste estudo...

Amor entre mulheres

Costa, Vera de Sá Nogueira Botelho da
Fonte: Instituto Universitário de Ciências Psicológicas, Sociais e da Vida Publicador: Instituto Universitário de Ciências Psicológicas, Sociais e da Vida
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2014 POR
Relevância na Pesquisa
46.63%
Dissertação de Mestrado apresentada ao ISPA - Instituto Universitário; A literatura psicanalítica evidencia a falta de estudos sobre o amor na homossexualidade feminina. No âmbito de um estudo qualitativo, esta dissertação pretendeu explorar as relações amorosas de seis mulheres homossexuais, com idades compreendidas entre os 36 e os 53 anos, tendo em conta o desenvolvimento da sua identidade, os seus objectos internos, as suas relações de objecto e as suas identificações. O método, assente na realização de entrevistas semi-estruturadas, permitiu-nos obter narrativas de vida e aceder a estas vivências do ponto de vista do sujeito, sempre através de uma perspectiva dinâmica. Os resultados obtidos, apesar da diversidade de percursos entre as participantes, ajudou-nos a estabelecer uma ligação entre as suas experiências infantis e as suas experiências amorosas no presente. Mais precisamente, pudemos ver o modo como a internalização do casal parental se interliga com as suas relações amorosas actuais. Também observámos a forma como a relação com as figuras parentais, especialmente com a mãe, foi determinante para a escolha do objecto de amor.; ABSTRACT: Current psychoanalytic literature lacks studies on love in female homosexuality. Within the scope of a qualitative study...

O terceiro sexo revisitado: a homossexualidade no Archives of Sexual Behavior

Nucci,Marina Fisher; Russo,Jane Araújo
Fonte: IMS-UERJ Publicador: IMS-UERJ
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2009 PT
Relevância na Pesquisa
36.74%
Uma das primeiras teorias científicas sobre a homossexualidade é a ideia de "terceiro sexo", desenvolvida na segunda metade do século XIX, em que o homossexual era visto como possuidor de uma "alma feminina em um corpo masculino". Com o objetivo de analisar se e como determinadas teorias contemporâneas sobre a homossexualidade se articulam à ideia de "terceiro sexo", foi feito um levantamento de 211 artigos sobre homossexualidade, publicados no periódico Archives of Sexual Behavior entre 1971 e 2006. Os artigos foram divididos em cinco categorias: Psicológicos, Biomédicos, Sociológicos/Culturais, HIV e Outros. Analisamos dois grupos de artigos da categoria Biomédicos. O primeiro grupo analisado engloba pesquisas que procuram estabelecer uma relação entre homossexualidade na vida adulta e "comportamento atípico" em crianças (como meninas preferirem bolas a bonecas e vice-versa). No segundo grupo de artigos, os pesquisadores buscam por diferenças anatômicas entre homossexuais e heterossexuais (como a proporção do comprimento dos dedos, ou o tamanho do pênis), que seriam indicadores de "níveis anormais" de hormônios pré-natais, responsáveis pela lateralização cerebral, que por sua vez definiria a orientação sexual. Concluímos que ambos os grupos de artigos estão calcados numa visão da heterossexualidade como característica distintiva de gênero...

Argumentos em torno da possibilidade de infecção por DST e Aids entre mulheres que se autodefinem como lésbicas

Almeida,G.
Fonte: IMS-UERJ Publicador: IMS-UERJ
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2009 PT
Relevância na Pesquisa
46.74%
A produção acadêmica motivada pela epidemia de HIV e Aids impulsionou as pesquisas relativas à sexualidade, configurando novos campos de investigação, em especial sobre os "gays". No entanto, não é significativa no Brasil a produção acadêmica que aborde a vulnerabilidade às DSTs a partir da identidade "lésbica". A saúde sexual das mulheres presumidamente heterossexuais tendeu a permanecer subsumida à exclusiva preocupação com a reprodução ao longo da trajetória das políticas de atenção à saúde das mulheres, mesmo frente à Aids. De forma ainda mais acentuada que a sexualidade feminina heterossexual, a homossexualidade feminina tendeu à invisibilidade na sociedade brasileira e frente ao discurso médico-ginecológico. O advento da epidemia contribuiu para a manutenção desta invisibilidade, por força da crença de que o "corpo lésbico" seria o único corpo infenso à infecção pela via sexual. A hipótese que norteou o presente trabalho está calcada na ideia de que a vulnerabilidade das lésbicas é o "passaporte" para a afirmação/inclusão de um dado marco identitário na agenda de políticas públicas.

A homossexualidade feminina no campo da saúde: da invisibilidade à violência

Valadão,Rita de Cássia; Gomes,Romeu
Fonte: IMS-UERJ Publicador: IMS-UERJ
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2011 PT
Relevância na Pesquisa
56.76%
O artigo tem como objetivo geral analisar os modelos que podem explicar a invisibilidade de lésbicas e mulheres bissexuais na área da assistência integral à saúde da mulher. Ao se discutir a homossexualidade em geral, contribui-se para que sejam desconstruídas visões naturalistas que destituem das pessoas o papel de agentes de sua própria sexualidade, impedindo-as de exercer o direito de viverem orientações sexuais diferentes das heteronormatizadas. Para o referencial teórico, foram utilizados os conceitos habitus e o campo de Pierre Bourdieu. Como método de estudo, empregou-se o desenho de ensaio, baseando-se em dois conjuntos de fontes: artigos publicados na área da saúde sobre o assunto, acessados no portal da Biblioteca Virtual de Saúde (BVS), e documentos governamentais relacionados ao atendimento às demandas de saúde de lésbicas, mulheres bissexuais ou que vivenciam relações homoafetivas e/ou homoeróticas. Concluiu-se que lésbicas e mulheres bissexuais não têm apoio por parte dos profissionais de saúde para verbalizar suas orientações sexuais quando buscam assistência. Tal situação escamoteia um atendimento seguro, produzindo exclusão e violência simbólica, apesar dos programas governamentais preconizarem o contrário.

Envelhecimento, trajetórias e homossexualidade feminina

Alves,Andrea Moraes
Fonte: Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social - IFCH-UFRGS Publicador: Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social - IFCH-UFRGS
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2010 PT
Relevância na Pesquisa
67.15%
A literatura das ciências sociais sobre o tema da homossexualidade feminina tem crescido recentemente no Brasil, mostrando o interesse despertado pelo assunto. A partir dos anos 1990, trabalhos acadêmicos discutem a homossexualidade feminina: seu significado e impacto sobre as questões de gênero, sua relação com os movimentos sociais vinculados às reivindicações sobre direitos sexuais e reprodutivos no Brasil. Grande parte desses trabalhos concentra-se sobre uma faixa etária jovem, em torno dos 20 anos de idade, e outros abordam mulheres um pouco mais velhas, entre 30 e 40 anos. No entanto, nota-se a ausência de trabalhos que discutam a homossexualidade vivida por mulheres idosas. Este artigo pretende começar a preencher essa lacuna e traz à discussão o olhar das lésbicas mais velhas e suas percepções sobre o que significa a homossexualidade feminina e o lugar que ela ocupa na trajetória de vida dessas mulheres.

Vivências pessoais e familiares de homossexuais femininas

Palma,Yáskara Arrial; Levandowski,Daniela Centenaro
Fonte: Departamento de Psicologia - Universidade Estadual de Maringá Publicador: Departamento de Psicologia - Universidade Estadual de Maringá
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2008 PT
Relevância na Pesquisa
46.76%
O presente trabalho, teve como objetivo descrever as vivências pessoais e familiares de homossexuais femininas. Foram entrevistadas seis mulheres, residentes em Caxias do Sul e região, de 22 a 33 anos, cujos familiares conheciam sua orientação sexual. Todas eram solteiras e de nível socioeconômico médio, e exerciam alguma atividade profissional. Uma análise de conteúdo qualitativa das entrevistas gerou diversas categorias e subcategorias temáticas. Em geral, a homossexualidade foi considerada normal/natural, uma situação que trouxe felicidade para as participantes, apesar dos preconceitos enfrentados. Na percepção delas, a reação dos familiares quando da descoberta da sua orientação sexual foi negativa, tendo melhorado ao longo do tempo em alguns casos. Tais achados revelaram uma mudança social na forma de pensar e agir diante da homossexualidade feminina, porém ainda lenta e gradual. Ficou evidenciada a necessidade de atuação da psicologia através de programas de atendimento às famílias e às homossexuais.

Expressões da homossexualidade feminina no encarceramento: o significado de se "transformar em homem" na prisão

Barcinski,Mariana
Fonte: Universidade de São Francisco, Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Psicologia Publicador: Universidade de São Francisco, Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Psicologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2012 PT
Relevância na Pesquisa
66.93%
Mediante uma perspectiva de gênero, o presente trabalho tem como objetivo investigar as especificidades da homossexualidade feminina no encarceramento. Pela análise do discurso de entrevistas realizadas com duas mulheres encarceradas em uma unidade prisional feminina, trataremos dos significados atrelados ao "se transformar em homem" na prisão. As duas entrevistadas assumiram, dentro do cárcere, posturas, nomes e aparência masculinas e passaram, desde então, a ser reconhecidas por outras internas e pelo próprio staff do presídio como homens. O objetivo é entender que tipos de privilégios tais mulheres adquirem como resultado da adoção de padrões de comportamentos tipicamente masculinos. Os resultados atestam que as duas participantes experimentam o status e os direitos usualmente associados ao masculino, tais como a poligamia e o uso legitimado da força, reproduzindo no espaço intramuros a organização hierárquica que marca as relações heterossexuais na sociedade mais ampla.

Relação usuária-profissional de saúde: experiência de uma mulher homossexual em uma unidade de saúde de referência de Fortaleza

Araújo,Maria Alix Leite de; Galvão,Marli Teresinha Gimeniz; Saraiva,Micheli Morais Martins; Albuquerque,Angela Dias de
Fonte: Universidade Federal do Rio de Janeiro Publicador: Universidade Federal do Rio de Janeiro
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2006 PT
Relevância na Pesquisa
46.63%
A relação usuária-profissional de saúde é essencial para a qualidade do atendimento, especialmente nos serviços de atenção à saúde da mulher, onde a abordagem da sexualidade deve ser objeto de considerada relevância. Tem-se como objetivo descrever a experiência vivenciada por uma mulher homossexual atendida em uma unidade de saúde. Desenvolveu-se um relato de experiência. Em virtude de a revelação da homossexualidade feminina não constituir prática comum nos serviços de saúde, optou-se por um estudo de caso mediante descrição da experiência de atendimento de uma mulher homossexual em uma unidade de saúde de referência de Fortaleza-CE no segundo semestre de 2004. Desenvolveu-se entrevista aberta com a seguinte pergunta norteadora: Fale-me da sua experiência com o atendimento na unidade de saúde. Os dados foram analisados utilizando-se duas categorias temáticas: O atendimento recebido na unidade e a comunicação com o profissional de saúde. Conforme se concluiu, foi possível iniciar uma reflexão sobre a fragilidade das relações interpessoais entre as mulheres homossexuais e os serviços de saúde. Apesar de estas terem acesso ao serviço via setor de ginecologia, o desenvolvimento do processo de comunicação é muito superficial e deixa de elucidar questões importantes do exercício da sexualidade...

La protection juridique de la minorité gay et lesbienne dans l’Union Européenne et en France

Borrillo, Daniel
Fonte: Superior Tribunal de Justiça do Brasil Publicador: Superior Tribunal de Justiça do Brasil
Tipo: Artigo de Revista Científica
FR
Relevância na Pesquisa
26.57%
Abordada questão da proteção jurídica das minorias gays e lésbicas na União Européia e na França, a partir de uma perspectiva mais ampla de proteção concedida às minorias na Europa, demonstrando a adequação dos instrumentos jurídicos tradicionais dos direitos do homem e das liberdades fundamentais para efetivar tal proteção. In this paper the author faces the question on the legal protection of gays and lesbians in the European Union and in France, from the broader perspective of protection conceded to the minorities in Europe, showing the suitability of existing traditional legal instruments of human rights and fundamental liberties to make such protection effective.; In this paper the author faces the question on the legal protection of gays and lesbians in the European Union and in France, from the broader perspective of protection conceded to the minorities in Europe, showing the suitability of existing traditional legal instruments of human rights and fundamental liberties to make such protection effective.

Ocio y homosexualidad: un estudio etnogr??fico sobre el asociativismo deportivo de mujeres, en el contexto de un deporte dicho masculino

Stigger, Marco Paulo; Silveira, Raquel da
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande Publicador: Universidade Federal do Rio Grande
Tipo: Artigo de Revista Científica
SPA
Relevância na Pesquisa
26.65%
En este estudio se intenta comprender el asociativismo deportivo de mujeres, en el contexto de un deporte dicho masculino; se trata de una investigaci??n etnogr??fica junto a un equipo de futsal femenino de la ciudad de Porto Alegre, en Brasil. Conducidos por el objetivo de comprender c??mo y por qu?? algunas mujeres se asocian para practicar un deporte socialmente considerado como masculino, constatamos que el asociativismo estudiado se vincula al placer de la pr??ctica deportiva y a la homosexualidad. Identificamos una heterogeneidad en lo que se refiere a la forma de vivir el deporte y nos percatamos de que, en ese universo, la homosexualidad es vivida, pero se le da una visibilidad controlada; observamos, tambi??n, que el contexto deportivo estudiado se constituye en un espacio de ocio particular, donde la homosexualidad se acepta, siendo, por lo tanto, un espacio privilegiado para que las mujeres homosexuales vivan sus momentos de ocio.; This study seeks to understand the sport associativism of women in the context of a so-called male sport. It is an ethnographic research on a female indoor soccer team from the city of Porto Alegre, Brazil. Aiming to understand how and why women associate to practice a sport socially considered masculine...

Crit?rios utilizados na sele??o de parceiras amorosas em relacionamentos de curto e longo prazo entre mulheres de orienta??o homossexual em idade reprodutiva

CORR?A, Hellen Vivianni Veloso
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
36.57%
Diferentes crit?rios utilizados para a escolha de parceiros entre homens e mulheres t?m sido identificados. Essa diferen?a, provavelmente, origina-se pelos diferentes graus de investimento parental entre g?neros. Mulheres parecem ter predisposi??o a selecionar parceiros com caracter?sticas de investimento emocional, material e com bons indicativos de sa?de. J? homens podem utilizar os mesmos crit?rios que as mulheres, por?m d?o mais import?ncia que estas ? apar?ncia f?sica e juventude. Em relacionamentos de curto e longo prazo a literatura indica que h? uma diferen?a nas escolhas entre mulheres. No primeiro caso, elas t?m demonstrando preferir caracter?sticas relacionadas ? sa?de f?sica, comparado ao segundo tipo de relacionamento, no qual a ?nfase tem sido voltada ? parceiros bons provedores de recursos e com alto n?vel de investimento emocional. H? poucas pesquisas que investigaram os crit?rios que mulheres homossexuais utilizam na escolha de suas parceiras amorosas. Estudos que investigaram a origem da homossexualidade apontaram a possibilidade de influ?ncias biol?gicas. Em termos evolutivos, a homossexualidade poderia ter surgido, em parte, como subproduto da evolu??o do prazer caracter?stico das atividades sexuais. Se esta hip?tese estiver correta...

As representações da homossexualidade feminina na esfera pública virtual

Costa, Vera Teresa Spcht da
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
66.87%
A homossexualidade feminina tem, na atualidade, maior visibilidade nos espaços midiáticos num processo indicativo de mudanças acerca do tema que emerge da intimidade para o debate na esfera pública. Esse processo mobiliza questionamentos na sociedade sobre normalidade e anormalidade das orientações sexuais bem como de suas representações sociais. Verificar, compreender e examinar como as lésbicas utilizam a comunicação mediada por computador é o objetivo deste trabalho que se detém na análise das narrativas para avaliar a interação comunicacional, as redes de socialidade e solidariedade e a afirmação identitária. Neste percurso são vistos a atuação individual e do movimento lésbico por mudanças nos direitos de cidadania dentro da esfera pública virtual: o ciberespaço.; The visibility of woman homossexuality on media space indicates a changing process about this theme on public shpere. This fact sets questions about normality and abnormality of sexual orientations and also about the lesbians' social representations. Verifying ,understanding and examine how those women use the computer-mediated communication is the purpose of this study. Narrative analyses are the method used to evaluate the communicational interaction...

Restrições ao lazer feminino: particularidades das experiências de lazer de mulheres homossexuais

Barbosa, Carla; Liechty, Toni; Pedercini, Raquel
Fonte: LICERE - Revista do Programa de Pós-graduação Interdisciplinar em Estudos do Lazer Publicador: LICERE - Revista do Programa de Pós-graduação Interdisciplinar em Estudos do Lazer
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 20/06/2013 POR
Relevância na Pesquisa
46.63%
RESUMO: Este artigo de revisão bibliográfica propõe-se a discutir as restrições sofridas por mulheres em seus momentos de lazer, focando particularmente na experiência de lésbicas. Os autores discutem aspectos pertinentes ao tema, tais como expectativas de gênero, lazer em família, homossexualidade feminina, homofobia, interseccionalidade entre fatores de opressão social, utilização de espaços urbanos, além da própria definição do que seja lazer. A intenção deste trabalho é apresentar um panorama sobre o tema e contribuir para futuros estudos.LEISURE CONSTRAINTS FOR WOMEN: PARTICULARITIES OF LEISURE EXPERIENCES OF LESBIAN WOMENABSTRACT: This paper of literature review intends to discuss the constraints faced by women in their leisure time, focusing particularly on the experience of lesbians. The authors discuss relevant aspects associated to the topic, such as gender expectations, family leisure, female homosexuality, homophobia, intersectionality between agents of social oppression, the use of urban spaces, and the very definition of what constitutes leisure. The intent of this paper is to present an overview of the theme and to help with future studies.

Deslocar-se para recolocar-se: os amores entre mulheres nas recentes narrativas brasileiras de autoria feminina

Leal, Virgínia Maria
Fonte: Estudos de Literatura Brasileira Contemporânea; Estudos de Literatura Brasileira Contemporânea; Estudos de Literatura Brasileira Contemporânea Publicador: Estudos de Literatura Brasileira Contemporânea; Estudos de Literatura Brasileira Contemporânea; Estudos de Literatura Brasileira Contemporânea
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Formato: application/pdf
Publicado em 04/01/2011 POR
Relevância na Pesquisa
36.44%
O artigo discute a representação, na literatura brasileira contemporânea, de um grupo social em que estão cruzadas duas categorias identitárias consideradas marginalizadas: o gênero feminino e a homossexualidade. Contos e romances das escritoras Cíntia Moscovich, Heloísa Seixas, Stella Florence, Fernanda Young e Cecília Costa são analisados no tocante ao tema das relações homossexuais entre mulheres.