Página 1 dos resultados de 1487 itens digitais encontrados em 0.006 segundos

Prevalence and vulnerability of homeless people to HIV infection in Sao Paulo, Brazil

Grangeiro, Alexandre; Holcman, Marcia Moreira; Onaga, Elisabete Taeko; Ramos de Alencar, Herculano Duarte; Nunes Placco, Anna Luiza; Teixeira, Paulo Roberto
Fonte: REVISTA DE SAUDE PUBLICA; SAO PAULO Publicador: REVISTA DE SAUDE PUBLICA; SAO PAULO
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
37.25%
OBJECTIVE: To assess the prevalence and vulnerability of homeless people to HIV infection. METHODS: Cross-sectional study conducted with a non-probabilistic sample of 1,405 homeless users of shelters in the city of Sao Paulo, southeastern Brazil, from 2006 to 2007. They were all tested for HIV and a structured questionnaire was applied. Their vulnerability to HIV was determined by the frequency of condom use: those who reported using condoms only occasionally or never were considered the most vulnerable. Multinomial and logistic regression models were used to estimate effect measures and 95% confidence intervals. RESULTS: There was a predominance of males (85.6%), with a mean age of 40.9 years, 72.0% had complete elementary schooling, and 71.5% were non-white. Of all respondents, 15.7% reported being homosexual or bisexual and 62,0% reported having casual sex. The mean number of sexual partners in the last 12 months was 5.4. More than half (55.7%) of the respondents reported lifetime drug use, while 25.7% reported frequent use. Sexually-transmitted disease was reported by 39.6% of the homeless and 38.3% reported always using condoms. The prevalence of HIV infection was 4.9% (17.4% also tested positive for syphilis) and about half of the respondents (55.4%) had access to prevention programs. Higher HIV prevalence was associated with younger age (18-29 years...

A rua em movimento - experiências urbanas e jogos sociais em torno da população de rua; The street in movement - urban experiences and social configurations among the homeless population.

Costa, Daniel de Lucca Reis
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 18/10/2007 PT
Relevância na Pesquisa
37.3%
Partindo da hipótese de que a população de rua, tal como é concebida hoje, não existiu desde sempre, o objetivo deste trabalho é interrogar parcialmente os jogos de relações que definem este fenômeno enquanto uma questão social. Isto através de três perspectivas fundamentais: sua constituição histórica, sua contestação política e sua regulação institucional. Para tal, utilizo-me do conceito foucaultiano de dispositivo, de modo a tratar esta realidade como efeito de correlações dinâmicas entre agentes, discursos e instituições, estrategicamente situadas no centro da cidade de São Paulo. No primeiro capítulo, busco, através de trajetórias entrecruzadas de atores diretamente envolvidos com o tema, traçar a trama de uma história capaz de expor o nascimento da população de rua como questão social, bem como delinear seu campo de aparição. No segundo capítulo, através de uma cadeia de cinco mobilizações sociais, apresento rituais políticos capazes de exporem as dimensões públicas e conflituosas do fenômeno, assim como o campo de forças em que este se situa, dando especial destaque para os modos no qual o Movimento Nacional da População de Rua (MNPR) elabora um discurso sobre si frente a outras alteridades políticas. No terceiro e último capítulo...

Pessoas em situação de rua na cidade de São Paulo: itinerários e estratégias na construção de redes sociais e identidades; Homeless people in the city of São Paulo: routes and strategies in the construction of social nets and identities

Galvani, Debora
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 01/10/2008 PT
Relevância na Pesquisa
37.25%
Compreende-se que a população em situação de rua, enquanto grupo social, transita entre zonas de vulnerabilidade e desfiliação conforme definidas por Robert Castel, pois está freqüentemente submetida à ausência de emprego ou a trabalhos temporários e a uma trajetória marcada por rupturas. Em muitos casos, a rede de assistência é o elemento fundamental na sua organização cotidiana. A heterogeneidade deste grupo social constitui uma premissa neste estudo. No interior de tal diversidade, foram identificados grupos e pessoas que pareciam proporcionar referência para a discussão de formas endógenas/internas (e de auto-organização) de superação dessa condição. Assim, meu interesse neste estudo esteve voltado para a compreensão dos processos contrários ao movimento de dissociação social, além de abranger o desenvolvimento de estratégias como a criação de redes sociais e o fortalecimento de identidades. Trata-se de pesquisa etnográfica, envolvendo convívio prolongado com o grupo social estudado e aproximação com seus modos de vida. A coleta de dados foi realizada por doze meses em 2006, com observação de campo, entrevistas e coleta de documentos. Foram realizadas entrevistas com cinco colaboradores e visitas aos seus circuitos e "pedaços" pela cidade. Os critérios para inclusão dos colaboradores da pesquisa foram: estar inserido em programa de moradia; participar de organização política (movimentos sociais específicos); integrar redes de relações de caráter religioso; integrar circuitos ligados a arte e cultura; utilizar serviços da rede assistencial como recurso complementar para organização de seu cotidiano; possuir formas de geração de renda. Além destas dimensões...

Circuitos e práticas religiosas nas trajetórias de vida de adultos em situação de rua na cidade de São Paulo; Circuits and religious practices in life trajectories of adult homeless people in city of São Paulo

Galvani, Debora
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 28/04/2015 PT
Relevância na Pesquisa
37.25%
A partir do estudo de percursos singulares, objetivou-se compreender as principais dimensões e implicações da participação de adultos em situação de rua em circuitos religiosos na construção de redes de interdependência. Trata-se de pesquisa com base nos princípios da etnografia, cujo trabalho de campo desenvolveu-se por meio do diálogo, pela participação e por meio de entrevistas com foco na história de vida. A heterogeneidade de formas de dissociação social e de modos de reconfigurações de percursos de vida nas ruas e nos espaços públicos da cidade de São Paulo, alicerçados na religiosidade, é o foco da discussão deste estudo. No interior desta heterogeneidade, privilegiam-se os grupos e as pessoas que proporcionaram referência para a discussão de formas endógenas/internas (e de autoorganização) de superação dessa condição, em movimentos opostos a desfiliação e à desqualificação social. Este estudo teve seu ponto de partida com histórias de pessoas que partilharam a experiência do Ponto de Encontro e Cultura/Metuia-USP. A análise foi realizada em duas perspectivas: por um lado, a reconstituição da história de vida dos interlocutores, com o objetivo central de mostrar suas redes de interdependência com foco nos circuitos de participação religiosa...

Consumo de drogas en tres etapas de la vida de habitantes de calle de Bogotá : predictores de consumo y comparación con una muestra de población infantil y adolescente de Brasil; Consumo de drogas em três etapas da vida de moradores de rua da cidade de Bogotá; preditores de consumo e comparação com uma amostra info-juvenil do Brasil; Drug use in life stages of homeless from Bogota: predictors of use and comparison with a sample of children and adolescents from Brazil

Silva, Carlos José Nieto
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
SPA
Relevância na Pesquisa
37.25%
Os objetivos desta pesquisa foram identificar os principais preditores do nível de consumo de drogas no ciclo vital de moradores de rua da cidade de Bogotá (Estudo I), assim como as possíveis diferenças de consumo entre crianças e adolescentes em situação de rua de Bogotá e de algumas cidades do Brasil (Estudo II). Para cumprir estes objetivos, foram analisas as bases de dados do V Censo de Moradores de Rua de Bogotá, de 2007, assim como os dados do Levantamento Nacional Sobre Uso de Drogas entre Meninos, Meninas e Adolescentes em Situação de Rua do Brasil, realizado no ano de 2003. No Estudo I, foram criados três grupos, segundo três etapas da vida: infância-adolescência, adultez e velhice, usando a base de dados de Bogotá. A amostra do grupo de crianças e adolescentes foi de 486 participantes, 72% homens, com idades entre 8 e 17 anos (M = 14.76; DP = 2.24). A amostra de adultos foi de 6.275 participantes, 88% homens, com idades entre 18 e 59 anos (M = 35.66; DP = 10.78). A amostra de idosos foi de 228 participantes, 92% homens, com idades entre 60 e 92 anos (M = 65.28; DP = 5.39). Foram realizadas análises de regressão múltipla hierárquica para identificar os preditores do nível de consumo de drogas entre 16 variáveis...

Os movimentos dos sem-teto da Grande São Paulo (1995-2009); Homeless movements of Grande São Paulo (1995-2009)

Nathalia Cristina Oliveira
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 26/03/2010 PT
Relevância na Pesquisa
37.41%
Propusemo-nos a realizar um estudo empírico exploratório sobre os movimentos dos sem-teto da Grande de São Paulo. Estamos falando aqui da luta de pessoas que não têm moradia digna e que por isso se organizam em movimentos sociais urbanos e realizam ocupações em imóveis vazios no centro da cidade ou em grandes terrenos periféricos vagos que servem à especulação imobiliária. Para que nossa pesquisa se tornasse viável, optamos por analisar três dos principais movimentos dos sem-teto da Grande São Paulo, a saber, Movimento Sem-Teto do Centro (MSTC) e Movimento de Moradia do Centro (MMC) - que atuam no centro da metrópole - e o Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto (MTST), que atua na periferia e na divisa das cidades que compõem a Região Metropolitana de São Paulo. O texto foi estruturado de modo que pudéssemos responder a duas questões: Quem são os sem-teto? E Por que são sem-teto? Para a resposta da primeira questão, descrevemos os três movimentos dos sem-teto citados de maneira que facilitasse o estabelecimento de uma comparação entre eles, demonstrando suas semelhanças e diferenças. Dentre os aspectos descritos e comparados, enfatizamos as diferenças existentes nas reivindicações e orientações políticas e ideológicas dos movimentos dos sem-teto e a semelhança existente em suas bases sociais. Analisamos ainda a estrutura organizativa e métodos de luta dos três movimentos citados...

Risk factors for cardiovascular disease among the homeless and in the general population of the city of Porto, Portugal; Fatores de risco cardiovascular em pessoas semabrigo e na população geral da cidade do Porto, Portugal

Oliveira, Luis Pinho; Pereira, Maria Lurdes; Azevedo, Ana; Lunet, Nuno
Fonte: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca. Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca. Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em /08/2012 ENG
Relevância na Pesquisa
37.38%
We described the distribution of risk factors for cardiovascular disease among homeless people living in the city of Porto, Portugal. Comparisons were made between subsamples of homeless people recruited in different settings and between the overall homeless sample group and a sample of the general population. All "houseless" individuals attending one of two homeless hostels or two institutions providing meal programs on specific days were invited to participate and were matched with subjects from the general population. We estimated sex, age and education-adjusted prevalence ratios or mean differences. The prevalence of previous illicit drug consumption and imprisonment was almost twice as high among the homeless from institutions providing meal programs. This group also showed lower mean systolic and diastolic blood pressure. Prevalence of smoking was almost 50% higher in the overall homeless group. Mean body mass index and waist circumference were also lower in the homeless group and its members were almost five times less likely to report dyslipidemia. Our findings contribute to defining priorities for interventions directed at this segment of society and to reducing inequalities in this extremely underprivileged population

Risk factors for cardiovascular disease among the homeless and in the general population of the city of Porto, Portugal

Oliveira,Luis de Pinho; Pereira,Maria Lurdes; Azevedo,Ana; Lunet,Nuno
Fonte: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2012 EN
Relevância na Pesquisa
37.38%
We described the distribution of risk factors for cardiovascular disease among homeless people living in the city of Porto, Portugal. Comparisons were made between subsamples of homeless people recruited in different settings and between the overall homeless sample group and a sample of the general population. All "houseless" individuals attending one of two homeless hostels or two institutions providing meal programs on specific days were invited to participate and were matched with subjects from the general population. We estimated sex, age and education-adjusted prevalence ratios or mean differences. The prevalence of previous illicit drug consumption and imprisonment was almost twice as high among the homeless from institutions providing meal programs. This group also showed lower mean systolic and diastolic blood pressure. Prevalence of smoking was almost 50% higher in the overall homeless group. Mean body mass index and waist circumference were also lower in the homeless group and its members were almost five times less likely to report dyslipidemia. Our findings contribute to defining priorities for interventions directed at this segment of society and to reducing inequalities in this extremely underprivileged population.

Prevalence of Syphilis and associated factors in homeless people of Sao Paulo, Brazil, using a Rapid Test

Pinto,Valdir Monteiro; Tancredi,Mariza Vono; Alencar,Herculano Duarte Ramos De; Camolesi,Elisabeth; Holcman,Márcia Moreira; Grecco,João Paulo; Grangeiro,Alexandre; Grecco,Elisabete Taeko Onaga
Fonte: Associação Brasileira de Saúde Coletiva Publicador: Associação Brasileira de Saúde Coletiva
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2014 EN
Relevância na Pesquisa
37.25%
Introduction: Homeless people are a vulnerable group to sexually transmitted diseases (STD) with high prevalence of syphilis and hepatitis. Objectives: To estimate the prevalence of syphilis infection and its association with risky behaviors for STDs in a sample of homeless people, and to assess the feasibility of the use of rapid syphilis test (RST) in this population. Methods: Cross-sectional study, in a convenience sample of homeless people assisted in social support services of São Paulo, between 2006 and 2007. A structured questionnaire was applied and RST was performed. In addition, a blood sample for syphilis detection was also collected. The sensitivity and specificity of the RST was estimated using conventional laboratory diagnosis (VDRL + TPHA) as reference. Results: 1,405 volunteers were included in the study. The prevalence rate of syphilis was 7.0%, and was associated with homosexual practices (ORadj 4.9; 95%CI 2.6 - 9.4), prior history of STD (ORadj 2.6; 95%CI 1.7 - 4.0) and with self-referred non-white race (ORadj 1.9; 95%CI 1.1 - 3.4). The sensitivity and specificity of the RST for syphilis were, respectively, 81.4 and 92.1%. Conclusion: The high prevalence of syphilis infection among homeless people shows the need for actions for its control and the utilization of RST that can be considered an efficient strategy due to its sensitivity and specificity. Public Health policymakers must strengthen actions for syphilis control...

Addressing the Needs of Homeless Youth Through Housing, Education, and Career Services in Kingston, Ontario, Canada

Yang, Sumi
Fonte: Quens University Publicador: Quens University
Tipo: Relatório
EN
Relevância na Pesquisa
37.3%
Youth homelessness is experienced by youth between ages of 16-24, where they are either homeless or at risk of becoming homeless. These youth typically lack social structures, stability, and sense of security in their lives. They also face many issues such as drugs, violence, sexually transmitted diseases, and early pregnancy. In the past decade, youth homelessness has become an increasingly important issue in Canada. Many organizations such as Covenant House in Toronto and Crisis House in Calgary are designed specifically to help homeless youth in finding shelter spaces. However, in smaller cities such as Kingston, there is a lack of reports on the conditions of homeless youth. The aim of this master’s report is to fill the gaps and provide a research base for future studies. The report provides a detailed literature review on the subject of youth homelessness, and an analysis of how agencies have met the needs of homeless youth in Kingston based on interviews with youth and agencies to identify gaps in services. The agencies interviewed include Kingston Youth Shelter (KYS), Kingston Youth Employment Services, and Passage House.; Patricia Streich

Self-reported oral health of a metropolitan homeless population in Australia: comparisons with population-level data

Parker, E.; Jamieson, L.; Steffens, M.; Cathro, P.; Logan, R.
Fonte: Australian Dental Assn Inc Publicador: Australian Dental Assn Inc
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2011 EN
Relevância na Pesquisa
37.41%
Background: There is limited information on self-perceived oral health of homeless populations. This study quantified self-reported oral health among a metropolitan homeless adult population and compared against a representative sample of the metropolitan adult population obtained from the National Survey of Adult Oral Health. Methods: A total of 248 homeless participants (age range 17–78 years, 79% male) completed a self-report questionnaire. Data for an age-matched, representative sample of metropolitan-dwelling adults were obtained from Australia’s second National Survey of Adult Oral Health. Percentage responses and 95% confidence intervals were calculated, with non-overlapping 95% confidence intervals used to identify statistically significant differences between the two groups. Results: Homeless adults reported poorer oral health than their age-matched general population counterparts. Twice as many homeless adults reported visiting a dentist more than a year ago and that their usual reason for dental attendance was for a dental problem. The proportion of homeless adults with a perceived need for fillings or extractions was also twice that of their age-matched general population counterparts. Three times as many homeless adults rated their oral health as 'fair' or 'poor'. Conclusions: A significantly greater proportion of homeless adults in an Australian metropolitan location reported poorer oral health compared with the general metropolitan adult population.; EJ Parker...

"Staying Alive" while "Living the Life" : conceptualizations of risk among homeless youth

MacDonald, Sue-Ann
Fonte: Université de Montréal Publicador: Université de Montréal
Tipo: Thèse ou Mémoire numérique / Electronic Thesis or Dissertation
EN
Relevância na Pesquisa
37.3%
Résumé Le but de cette thèse est de comprendre les représentations du risque chez les jeunes de la rue. Plus précisément, elle s’intéresse à appréhender les constructions du risque que font les jeunes de la rue eux-mêmes, d’autant plus que ces jeunes sont définis comme un groupe à risque. Si le risque est plus souvent défini de manière stricte comme le mal éventuel, dans cette étude, il est défini plus largement intégrant l’idée des opportunités et prises de risque. Ancrée dans une perspective double du constructionnisme social et de l’interactionnisme symbolique, cette recherche a exploré les savoirs des jeunes sur les risques qu’ils vivaient dans les contextes observés et la manière dont ils les appréhendaient. Pour y parvenir, cette recherche s’inscrit dans une approche ethnographique pour mieux comprendre le monde des jeunes de la rue, utilisant des méthodes d'observation participante et dévoilée et des entrevues informelles variées. Cette approche globale permet de saisir comment les jeunes définissent leur capacité à estimer, gérer, éviter ou prendre des risques. L’utilisation d’une perspective longitudinale (de un à deux ans) et les relations de confiance bâties avec ces jeunes...

'Exculhidos': ex-moradores de rua como camponeses num assentamento do MST; Homeless as peasant in an agrarian reform settlement organized by Rural Workers´Landless Movement (MST)

Justo, Marcelo Gomes
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 04/08/2005 PT
Relevância na Pesquisa
37.25%
Os objetos desta tese são os conflitos internos num assentamento de reforma agrária cuja luta foi organizada pelo Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) e a relação entre a trajetória de ex-moradores de rua da cidade de São Paulo e este movimento de luta pela terra. Foram tratadas duas hipóteses: primeira, a ida para o campo pode ser uma alternativa não-capitalista para o problema social dos moradores de rua; e, segunda, os assentados encontram formas de gerir de maneira pública os conflitos sociais referentes à vida em comum no assentamento. A investigação decorrente destas hipóteses propiciou compreender como se constitui a alternativa e quais são as limitações da gestão do assentamento. Ao longo da tese, comprova-se que o trabalho do MST de conquistar um assentamento possibilita que os moradores de rua criem ondições de vida e de produção que lhes dão indepedência em relação ao mercado de trabalho assalariado. Porém, verifica-se que para a realização de uma alternativa na área da economia solidária é preciso que os moradores de rua cheguem ao assentamento com maior força como grupo, que tenham alguma organização inicial e que estejam ligados a redes. Quanto à segunda hipótese, constata-se que os assentados tanto buscam formas judiciais quanto não-judiciais de gestão dos conflitos internos e que há o potencial de uma gestão pública do assentamento com relativa autonomia em relação ao Estado. No entanto...

Finding Homeless Youth: Patterns Based on Geographical Area and Number of Homeless Episodes

Witkin, Andrea; Milburn, Norweeta; Rotheram-Borus, Mary Jane; Batterham, Philip; May, Suzanne; Brooks, Ronald
Fonte: Sage Publications Inc Publicador: Sage Publications Inc
Tipo: Artigo de Revista Científica
Relevância na Pesquisa
37.3%
A census of homeless youth was conducted in locations across Los Angeles County, California. Building on previous research that has focused on homeless youth in cruise areas, the authors examined demographic and behavioral differences between homeless you

Avaliação de déficits cognitivos em moradores com mais de 65 anos de um albergue público; The appraisal of cognitive impairment in homeless people aged 65 years or over admitted to a public hostel

Sousa, Rosa Gouvea de; Lovisi, Giovanni Marcos
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina. Instituto de Psiquiatria Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina. Instituto de Psiquiatria
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/01/2007 POR
Relevância na Pesquisa
37.25%
CONTEXTO: Há uma escassez de estudos nacionais que tenham avaliado déficits cognitivos em população idosa em situação de rua. Propôs-se o presente estudo para avaliar esses transtornos em uma população moradora de um albergue público da cidade do Rio de Janeiro. MÉTODOS: Avaliou-se uma amostra aleatória de 64 pessoas com mais de 65 anos, moradoras de um albergue público do Rio de Janeiro, por uma entrevistadora treinada em instrumentos com aspectos sociodemográfico, cognitivo, nutricional e cotidiano. RESULTADOS: A idade média foi de 72,9 anos (desvio-padrão = 6,03 anos). A maior parte da amostra foi do sexo masculino (71,9%), solteira (90,6%), oriunda do Rio de Janeiro (71,9%), analfabeta (60,9%) e desempregada no momento (82,8%). A freqüência de déficits cognitivos foi de 20,3%. Da amostra, 15,6% relataram internações psiquiátricas anteriores, 12,5% apresentaram desnutrição, 39,1% não apresentaram autonomia/independência e 37,5% relataram uso abusivo de álcool estando associado estatisticamente com síndrome demencial provável (37,5% vs. 20,3%; X² = 4,6; p = 0,03). CONCLUSÕES: Deve-se implementar ações específicas nos albergues, no intuito de trabalhar a equipe de saúde para receber o morador e desenvolver nele competências e habilidades perdidas ou escondidas.; BACKGROUND: Knowledge of the extent of cognitive impairment among old age homeless people is very useful for policy-makers and mental health professionals. As there are few studies of this issue in Brazil...

Prevalência e vulnerabilidade à infecção pelo HIV de moradores de rua em São Paulo, SP; Prevalencia y vulnerabilidad a la infección por VIH en personas que viven en la calle en Sao Paulo, Brasil; Prevalence and vulnerability of homeless people to HIV infection in São Paulo, Brazil

Grangeiro, Alexandre; Holcman, Márcia Moreira; Onaga, Elisabete Taeko; Alencar, Herculano Duarte Ramos de; Placco, Anna Luiza Nunes; Teixeira, Paulo Roberto
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares Formato: application/pdf
Publicado em 01/08/2012 POR
Relevância na Pesquisa
37.25%
OBJETIVO: Analisar a prevalência e o perfil de vulnerabilidade ao HIV de moradores de rua. MÉTODOS: Estudo transversal com amostra não probabilística de 1.405 moradores de rua usuários de instituições de acolhimento de São Paulo, SP, de 2006 a 2007. Foi realizado teste anti-HIV e aplicado questionário estruturado. O perfil de vulnerabilidade foi analisado pela frequência do uso do preservativo, considerando mais vulneráveis os que referiram o uso nunca ou às vezes. Foram utilizadas regressões logística e multinomial para estimar as medidas de efeito e intervalos de 95% de confiança. RESULTADOS: Houve predominância do sexo masculino (85,6%), média de 40,9 anos, ter cursado o ensino fundamental (72,0%) e cor não branca (71,5%). A prática homo/bissexual foi referida por 15,7% e a parceria ocasional por 62,0%. O número médio de parcerias em um ano foi de 5,4 e mais da metade (55,7%) referiu uso de drogas na vida, dos quais 25,7% relataram uso frequente. No total, 39,6% mencionaram ter tido uma doença sexualmente transmissível e 38,3% relataram o uso do preservativo em todas as relações sexuais. A prevalência do HIV foi de 4,9% (17,4% dos quais apresentaram também sorologia positiva para sífilis). Pouco mais da metade (55...

The ways of life of the homeless: inventing tactics in the streets of Vitória / ES; Modos de vida da população em situação de rua: inventando táticas nas ruas de Vitória/ES

Kunz, Gilderlândia Silva; Universidade Federal do Espírito Santo; Heckert, Ana Lucia; Universidade Federal do Espírito Santo; Carvalho, Silvia Vasconcelos; Universidade Federal Fluminense e Universidade Federal do Espírito Santo
Fonte: Eduff Publicador: Eduff
Tipo: ; ; ; Avaliado por pares; Pesquisa Intervenção Formato: application/pdf
Publicado em 30/12/2014 PT
Relevância na Pesquisa
37.3%
This article aims to share analysis on the ways of life of the homeless. The research encompassed three stages: the first aimed to get closer from the groups of homeless people to map the policies that cross the life in the streets; the second aimed to map the groups on the streets, highlighting the urban landscapes in which this population makes social relations; a third time we talked in more detail with some homeless people about the tactics and gimmicks that they weave in their daily life. Research has shown that the homeless population reinvents spaces and objects in their daily life on the streets, dodging bans and limits, re-signifying objects, places and uses, as well as producing various designs in the urban tissue. The survey also highlighted the practices of intolerance and violence against the homeless population, as well as the violation of their social and political rights.; Este artigo visa compartilhar análises acerca dos modos de vida da população de rua. A pesquisa realizada abarcou três momentos: o primeiro visou uma aproximação com moradores de rua para mapear as políticas que atravessam a vida nas ruas; o segundo objetivou o mapeamento dos grupos em situação de rua, destacando as paisagens urbanas com as quais efetua relações sociais; um terceiro momento: em que conversamos de forma mais detalhada com alguns moradores de rua acerca das táticas e astúcias que tecem em seu cotidiano de vida. A pesquisa mostrou que a população de rua reinventa espaços e objetos em seu cotidiano de vida nas ruas...

Short-term outcome of young homeless people in contact with a designated mental health service

Taylor,Helen; Stuttaford,Maria; Vostanis,Panos
Fonte: The European Journal of Psychiatry Publicador: The European Journal of Psychiatry
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; journal article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion Formato: text/html; application/pdf
Publicado em 01/12/2007 ENG
Relevância na Pesquisa
37.25%
Background and Objectives: Young homeless people have high rates of psychiatric disorders and related complex needs. However, they often find it difficult to access mainstream mental health services. The aim of this study was to establish the short-term clinical outcome of young homeless people in contact with a designated mental health service, and whether this is predicted by variables in young people´s profiles. Methods: A designated mental health service was provided across five areas covering 18 shelters for young homeless people aged 16-25 years. Data on 150 consecutively referred young people, included the Health of the Nation Outcome Scales (HoNOS), a risk assessment, and a service checklist at referral and final service contact. Results: Young people reported a range of previous adversities and service contacts, and high HoNOS and risk scores. There was significant improvement on most HoNOS items for those who attended more than one session, but only one risk behaviour (self-harm) significantly decreased. Previous experience of mental health problems and agreed completion of treatment predicted better clinical outcome. Conclusions: Despite their multiple and complex mental health needs, at least a proportion of young homeless people...

Risk factors for cardiovascular disease among the homeless and in the general population of the city of Porto, Portugal

Oliveira,Luis de Pinho; Pereira,Maria Lurdes; Azevedo,Ana; Lunet,Nuno
Fonte: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2012 EN
Relevância na Pesquisa
37.38%
We described the distribution of risk factors for cardiovascular disease among homeless people living in the city of Porto, Portugal. Comparisons were made between subsamples of homeless people recruited in different settings and between the overall homeless sample group and a sample of the general population. All "houseless" individuals attending one of two homeless hostels or two institutions providing meal programs on specific days were invited to participate and were matched with subjects from the general population. We estimated sex, age and education-adjusted prevalence ratios or mean differences. The prevalence of previous illicit drug consumption and imprisonment was almost twice as high among the homeless from institutions providing meal programs. This group also showed lower mean systolic and diastolic blood pressure. Prevalence of smoking was almost 50% higher in the overall homeless group. Mean body mass index and waist circumference were also lower in the homeless group and its members were almost five times less likely to report dyslipidemia. Our findings contribute to defining priorities for interventions directed at this segment of society and to reducing inequalities in this extremely underprivileged population.

Prevalence of Syphilis and associated factors in homeless people of Sao Paulo, Brazil, using a Rapid Test

Pinto,Valdir Monteiro; Tancredi,Mariza Vono; Alencar,Herculano Duarte Ramos De; Camolesi,Elisabeth; Holcman,Márcia Moreira; Grecco,João Paulo; Grangeiro,Alexandre; Grecco,Elisabete Taeko Onaga
Fonte: Associação Brasileira de Pós -Graduação em Saúde Coletiva Publicador: Associação Brasileira de Pós -Graduação em Saúde Coletiva
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2014 EN
Relevância na Pesquisa
37.25%
Introduction: Homeless people are a vulnerable group to sexually transmitted diseases (STD) with high prevalence of syphilis and hepatitis. Objectives: To estimate the prevalence of syphilis infection and its association with risky behaviors for STDs in a sample of homeless people, and to assess the feasibility of the use of rapid syphilis test (RST) in this population. Methods: Cross-sectional study, in a convenience sample of homeless people assisted in social support services of São Paulo, between 2006 and 2007. A structured questionnaire was applied and RST was performed. In addition, a blood sample for syphilis detection was also collected. The sensitivity and specificity of the RST was estimated using conventional laboratory diagnosis (VDRL + TPHA) as reference. Results: 1,405 volunteers were included in the study. The prevalence rate of syphilis was 7.0%, and was associated with homosexual practices (ORadj 4.9; 95%CI 2.6 - 9.4), prior history of STD (ORadj 2.6; 95%CI 1.7 - 4.0) and with self-referred non-white race (ORadj 1.9; 95%CI 1.1 - 3.4). The sensitivity and specificity of the RST for syphilis were, respectively, 81.4 and 92.1%. Conclusion: The high prevalence of syphilis infection among homeless people shows the need for actions for its control and the utilization of RST that can be considered an efficient strategy due to its sensitivity and specificity. Public Health policymakers must strengthen actions for syphilis control...