Página 1 dos resultados de 115 itens digitais encontrados em 0.029 segundos

A rede de Capistrano de Abreu (1853-1927): uma análise historiográfica do rã-txa hu-ni-ku-~i em face da Sul-americanística dos anos 1890-1929; The Capistrano de Abreu´s scientific network: how the South-american languages were studied between 1890-1929

Christino, Beatriz Protti
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 26/03/2007 PT
Relevância na Pesquisa
86.04%
Resumo Esta pesquisa teve por objetivo compreender, em função de seu contexto de produção e recepção, as soluções descritivas reconhecíveis no rã-txa hu-ni-ku-~i, obra sobre o Caxinauá (família Pano), escrita pelo brasileiro João Capistrano de Abreu (1853-1927) e publicada em 1914. De maneira a delinear o circuito de circulação do saber em que aquele trabalho se encontrava inserido, foi realizada uma investigação do ideal de ciência e do modelo de organização social do grupo de especialistas, de diversas nacionalidades, que se dedicaram ao exame das línguas e culturas da América do Sul, entre os anos de 1890 e 1929. De outro lado, levantaram-se as estratégias de segmentação e categorização de unidades lingüísticas do Caxinauá adotadas por Capistrano de Abreu e verificou-se a adequação descritiva de algumas das propostas de análise identificadas. Palavras-chave: Historiografia da Lingüística; Línguas Pano; Caxinauá; Americanística; Capistrano de Abreu (1853-1927).; This research aims to analyse the linguistic description of the Cashinaua language (a Pano language) presented by the Brazilian researcher João Capistrano de Abreu (1853-1927) in his study entitled rã-txa hu-ni-ku-~i (published in 1914) with respect to its context of production and reception. The analysis comprises the concept of science and the patterns of social relationship that characterized the international scientific community devoted to the study of South-American languages and cultures during the years 1890-1929. In addition...

Dominicanos e jesuítas na emergência da tradição gramatical Quechua - século XVI; Dominicans and Jesuits in the emergence of grammar tradition Quechua - XVI century

Cordeiro, Roberta Henriques Ragi
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 06/04/2009 PT
Relevância na Pesquisa
65.96%
Esta investigação tem o objetivo de comparar as duas primeiras gramáticas produzidas sobre o quechua no século XVI. A primeira, Grammatica o arte de la lengua general de los incas de los reynos del Peru, foi escrita pelo dominicano Domingo de Santo Tomás (1499-1570) e publicada em Valladolid, no ano de 1560. A segunda, Arte y vocabulario en la lengua general del Peru llamada quichua, y en la lengua española, de autoria anônima, surgiu das atividades do Terceiro Concílio Limenho (1582-1583) e foi publicada em Lima, no ano de 1586. A hipótese inicial deste trabalho é a de que ambos os textos configuram modelos distintos de descrição gramatical da língua-objeto, se levadas em consideração as especificidades históricas e políticas que contextualizam a produção e circulação das duas gramáticas examinadas. Do ponto de vista lingüístico, os textos gramaticais materializam continuidades e descontinuidades em relação ao repertório gramatical latino de base e em relação ao quadro universalista renascentista que situa tais produções. Procurou-se demonstrar que o tratamento dos metatermos gramaticais e as opções metodológicas verificadas em cada caso encaminham concepções distintas para o homem e a língua quechua e diferentes projetos de colonização para o Peru do século XVI.; This report has the objective to compare the two first grammar books produced by the quechua in the sixteenth century. The first one Grammatica o arte de la lengua general de los incas de los reynos del Peru...

A apropriação dos discursos da New Musicology por três didáticas norte-americanas de ensino de história da música

Tramontina, Leonardo Salomon Soares
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 17/10/2011 PT
Relevância na Pesquisa
55.95%
O recrudescimento das críticas aos paradigmas teórico-conceituais e ao próprio modus operandi da musicologia histórica, a partir da década de 1980, fomentou seu reposicionamento em direção a processos, temas e métodos característicos das disciplinas não musicais, tais como a antropologia, linguística, etnomusicologia, crítica literária e a teoria cultural, dente outras. Como a Historiografia da segunda metade do século XX, tenta desenvolver uma crítica aos seus enunciados e práticas baseada na consciência de suas formas de construção e significação e da historicidade de seus postulados. Tal fenômeno de inquirição ontológica deu-se, majoritariamente, nos países de língua inglesa, onde recebeu o nome de New Musicology. Sob este contexto, portanto, será analisado como três didáticas de ensino de História da Música, amplamente utilizadas nos cursos de graduação em música dos Estados Unidos, têm se apropriado destes discursos críticos. Tratar-se-á, pois, de desvelar como um material comumente caracterizado por uma postura historiográfica mais tradicionalista, cuja tendência é apresentar uma História da Música que coaduna contextualização geopolítica, "evolução" dos estilos, gêneros e formas musicais a aspectos biográficos das "grandes personalidades"...

A emergência da hipótese do Relativismo Linguístico em Edward Sapir (1884-1939); The emergence of the hypothesis of linguistic relativity in Edward Sapir (1884-1939)

Cunha, Adan Phelipe
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 22/02/2013 PT
Relevância na Pesquisa
55.98%
Esta dissertação teve por objeto delinear alguns fatores relativos ao processo de emergência da leitura dos trabalhos do linguista e antropólogo norte-americano Edward Sapir (1884-1939) como um dos proponentes de um conjunto de afirmações acerca da natureza das línguas naturais, agrupadas sob o rótulo relativismo linguístico, cujo debate recebeu bastante atenção dos antropólogos linguistas estadunidenses, na primeira metade do século XX. Costuma-se afirmar que o relativismo linguístico seja uma hipótese, que alega que a língua pode moldar a percepção da realidade, o pensamento ou a cultura. Visto o nome de Sapir estar associado ao de Whorf, como o rótulo hipótese Sapir-Whorf indica, e que este rótulo tem sido bastante utilizado atualmente para se referir ao relativismo linguístico, efetuou-se o rastreamento de alguns conceitos fundamentais nesta discussão, dentro do quadro teórico proposto por Sapir, tal como suas concepções acerca da língua, da cultura e do pensamento, com vistas a avaliar a procedência de sua recepção como um relativista. Havido sido este trabalho conduzido sob a metodologia da Historiografia Linguística, buscamos também resgatar os fatores contextuais nos quais tais proposições teóricas emanaram. Por fim...

Estudos funcionais da tradução: rupturas e continuidades; Functional translation studies: departures e continuities

Moreira, Marcelo Victor de Souza
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 03/04/2014 PT
Relevância na Pesquisa
55.95%
O tema desta dissertação é o Funcionalismo, uma abordagem teórica dos Estudos da Tradução que tem em Hans J. Vermeer seu fundador e principal teorizador. Partimos de duas hipóteses de trabalho: por um lado, pressupomos que, a despeito dos relatos historiográficos que enfatizam, com razão, o seu caráter revolucionário, a teoria tenha dado continuidade a importantes princípios de teorias de tradução precedentes. Por outro lado, somos da opinião de que o alicerce teórico tenha sido construído ao longo da década de 1980. Os textos publicados no âmbito da Teoria Funcional de Tradução após esse período consistiriam, assim, na aplicação desses fundamentos teóricos a diversas ramificações da atividade de tradução. Com base nos textos de Reiss e Vermeer (1984), Holz-Mänttäri (1984) e Nord (1988), examinamos o processo de gênese da teoria e seu desenvolvimento ao longo nos anos de 1980, a partir do elenco de seus principais conceitos, com o objetivo de, por um lado, identificar rupturas e continuidades em relação a teorias antecessoras e, por outro, promover uma leitura crítica de textos funcionalistas, pautada em parâmetros bem definidos. Desse modo, adotamos para o presente estudo uma metodologia baseada em quatro etapas. Primeiramente...

A configuração da disciplina de língua portuguesa em regiões de imigração

Silveira, Ana Paula Kuczmynda da
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 731 p.| il.
POR
Relevância na Pesquisa
55.99%
Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Comunicação e Expressão, Programa de Pós-Graduação em Linguística, Florianópolis, 2013.; Esta tese de doutoramento constitui uma pesquisa documental de cunho qualitativo, vinculada à área de Linguística Aplicada, a qual teve como objetivo geral analisar a constituição sócio-histórica da disciplina de Língua Portuguesa no contexto do Ensino Secundário da cidade de Blumenau (em Santa Catarina), desde o momento da fundação da cidade, na década de 1850, até o final da década de 1950, quando observamos a consolidação dos movimentos de nacionalização do ensino no contexto estudado. Ressaltamos que Blumenau foi, em sua origem, uma colônia de imigração, constituída principalmente, em seus primeiros tempos, por imigrantes germânicos, que nela vieram a compor uma comunidade teuto-brasileira com características bastante específicas, as quais marcaram o espaço e a cultura escolar. A pesquisa abrangeu dois grandes cronotopos: de 1850 a 1890 e de 1890 a 1980. Esse último cronotopo foi dividido, ao longo da nossa análise, em quatro períodos, a saber: de 1890 a 1900; de 1900 a 1920; de 1920 a 1940 e de 1940 a 1959. Para realizar este estudo tomamos como ancoragem teórica: (1) os estudos do Círculo de Bakhtin sobre a arquitetônica do ato responsável...

Novas contribuições para a história e a historiografia da língua portuguesa

Murakawa, Clotilde de Almeida Azevedo; Gonçalves, Maria Filomena
Fonte: Cultura Acadêmica Editora Publicador: Cultura Acadêmica Editora
Tipo: Livro
POR
Relevância na Pesquisa
56.01%
Sob o título de Novas contribuições para o estudo da História e da Historiografia da Língua Portuguesa estão reunidos neste livro oito textos que, pertencendo a diferentes âmbitos do estudo histórico da língua - filológico, linguístico ou historiográfico -, são reveladores da riqueza das perspectivas hoje aplicadas à investigação da "diacronia".

O projecto MEP-BPEDig: uma biblioteca digital para a Historiografia da Língua Portuguesa

Gonçalves, Maria Filomena; Banza, Ana Paula
Fonte: Universidad de Alcalá Publicador: Universidad de Alcalá
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
56.17%
A Historiografia da Língua Portuguesa tem conhecido significativos avanços nos últimos anos, quer no que diz respeito à inventariação dos vários períodos, quer quanto à constituição e disponibilização de corpora on-line. No entanto, o estudo da actividade e do saber metalinguísticos em torno do Português ainda está longe de alcançar o grau de desenvolvimento e de aprofundamento que já se regista em relação a outras línguas românicas, situação que não pode atribuir-se propriamente à “escassez” da tradição portuguesa, mas antes ao facto de boa parte das fontes nem sequer estar recenseada e, por outro lado, a um certo preconceito dos historiadores da língua em relação a textos da tradição gramatical e metalinguística. Num contexto de revalorização dessas fontes, à luz da perspectiva historiográfica, mas também da estritamente linguística, urge inventariar os textos desta tradição, em particular os referentes aos períodos mais recentes e menos bem estudados da história (meta)linguística do Português. Tal inventário passa, antes de mais, pelo resgate dos textos esquecidos em muitas bibliotecas portuguesas, entre elas a Biblioteca Pública de Évora (BPE), a segunda biblioteca do país no que diz respeito a fontes dos períodos clássico e moderno. O projecto MEP-BPEDig...

O projecto MPE-BPEDig: uma bublioteca digital para a Historiografia da Língua Portuguesa

Gonçalves, Maria Filomena; Banza, Ana Paula
Fonte: Servicios de Publicaciones de la Universidad de Alcalá de Henares Publicador: Servicios de Publicaciones de la Universidad de Alcalá de Henares
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
56.04%
O projecto MEP-BPEDig tem como objectivo recensear as fontes metalinguísticas à guarda da BPE. Num contexto de revalorização dessas fontes, à luz da perspectiva historiográfica, mas também dea estritamente linguística, urge inventariar os textos da tradição portuguesa, em particular os mais recentes e menos bem estudados da história (meta)linguística do Português.

Notas sobre as relações entre a História e a Historiografia da Língua Portuguesa

Gonçalves, Maria Filomena
Fonte: Cultura Acadêmica Publicador: Cultura Acadêmica
Tipo: Parte de Livro
POR
Relevância na Pesquisa
55.98%
Neste trabalho apresentam-se algumas notas sobre as relações entre a História e a Historiografia da Língua Portuguesa, ilustradas com exemplos oitocentistas, portugueses e brasileiros.

O «Prólogo» e o «Catálogo de Autores» do Vocabulario Portuguez e Latino: as ideias linguísticas de Bluteau no contexto da Historiografia da Língua Portuguesa

Gonçalves, Maria Filomena
Fonte: Cultura Acadêmica Publicador: Cultura Acadêmica
Tipo: Parte de Livro
POR
Relevância na Pesquisa
55.99%
Neste texto procura situar alguns dos elementos paratextuais do "Vocabulario Portuguez e Latino" (1712-17289 no contexto da Historiografia da Língua Portuguesa.

Aspectos da História e da Historiografia da Língua Portuguesa na época pombalina

Gonçalves, Maria Filomena
Fonte: TFM - Teo Ferrer Mesquita Publicador: TFM - Teo Ferrer Mesquita
Tipo: Parte de Livro
POR
Relevância na Pesquisa
56.01%
Neste texto são analisadas as tangências entre a História e a Historiografia da Língua no período do consulado pombalino, sendo apontadas alguns dos principais "topói" da reflexão e produção metalinguísticas em Setecentos.

"Manual de Linguística": homonímia ou polissemia na história?

Batista,Ronaldo de Oliveira
Fonte: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo - PUC-SP Publicador: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo - PUC-SP
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2012 PT
Relevância na Pesquisa
56.17%
A partir de princípios teórico-metodológicos da Historiografia da Linguística (com utilização de categorias como programas de investigação, grupos de especialidade e argumento da influência), apresenta-se uma análise de dois momentos da produção brasileira em linguística, tomando como objeto dois manuais publicados com o mesmo título (Manual de Linguística) em 1979 e 2009. O artigo procura apontar continuidades (vistas como fenômeno polissêmico) e descontinuidades (vistas como fenômeno homonímico) na validação de saberes em um intervalo de trinta anos de estudos e ensino de linguística no Brasil, verificando em que medida há semelhanças ou distinções entre dois livros que se apresentaram com a mesma designação. Em consequência das análises, o texto evidencia que a interpretação historiográfica pode ser resultante do ponto de vista adotado pelo historiógrafo.

Historiografia-linguística da semântica estrutural de Greimas; Linguistic Historiography of structural semantics of Greimas

NESTOR, Paulo Henrique do Espírito Santo
Fonte: Universidade Federal de Goiás; BR; UFG; Mestrado em Letras e Linguística; Lingüística, Letras e Artes Publicador: Universidade Federal de Goiás; BR; UFG; Mestrado em Letras e Linguística; Lingüística, Letras e Artes
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
56.24%
The studies of meaning brought many internal and external controversies to the Linguistics, since the early thoughts from Plato and Aristotle in the old Greece. In the twentieth century, such discussions were intensified and built a polarization, in which there were the ones who defended the relevance of the studies on meaning, and the ones who believed to be impossible to develop those researches. In addition, the Linguistic Historiography is the approach developed in this thesis, in order to interpret the work Structural Semantics` theoretical productivity from the author Algirdas Julien Greimas, one of the linguists who defended vehemently the importance and legitimacy of the meaning analysis. Moreover, this guideline is justified due to the pertinence of this work in the linguistics setting, highlighted in different texts that deal with it as a watershed in the language studies. The Strcutural Semantics was published for the first time in French (1966), and it portrays surprisingly many aspects concerning the existing ideas in that period related to the meaning. Perhaps, Greimas lived in the most productive moment for the language studies of the twentieth century. Furthermore, it was in this period that Course in General Linguistics (Ferdinad de Saussure)...

Origem e desenvolvimento das idéias lingüísticas de William Labov; Origin and development of William Labov s linguistic ideas

SILVA, Daniel Marra da
Fonte: Universidade Federal de Goiás; BR; UFG; Mestrado em Letras e Linguística; Lingüística, Letras e Artes Publicador: Universidade Federal de Goiás; BR; UFG; Mestrado em Letras e Linguística; Lingüística, Letras e Artes
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
56.11%
This Dissertation aims at tracing the linguistic historiographic trying to show the relevance of his studies of the nature of language and the internal and social factors which motivate its change and their importance for the development of and its genesis context, it was attempted to know his social history along with the socioeconomic, historical and political contexts. Labov first majored in English and Philosophy and, after that, in Chemistry, area in which he worked for a decade until his return to University in 1961, when he started his studies in Linguistics. During this decade, the United States society was going through its deepest social revolution which was motivated by a movement that was committed with the attitudes of the left-wing politics, minority rights, black consciousness, drugs, war experience and protests. Among these deep changes of behavior and general tendencies, Labov developed his most important researches which would, later, lead the claims for a new way of approaching Linguistics. This author must be seen as a very original figure with a passion for science. His originality is to be found in his capacity to develop an approach of empirical objectivist character, which methods are similar to those of the exact sciences. His capacity of analyzing and understanding the world around him allowed the author to judge as incoherent the behavior of the linguists of his time who seemed to ignore the facts of the real world. His every day life experience and non-conformist and progressive behavior allowed him to propose a new approach for the study of language which would become a great area of study. These characteristics...

Definir e exemplificar: estratégias didáticas no Curso de Linguística Geral (1907); Defining and Exemplifying: teaching strategies in the Course on General Linguistics

Torelli, Lygia Rachel Testa
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 07/07/2015 PT
Relevância na Pesquisa
56.16%
Esta dissertação tem por objetivo analisar a atividade docente de Ferdinand de Saussure (1857-1913) relativa à Linguística Geral, em 1907, quando o então experiente professor assumiu, pela primeira vez, o ensino da disciplina (Curso I). Nossos pressupostos teóricos provêm da Historiografia Linguística, tal como praticada por Auroux (1994), Koerner (1996) e Swiggers (2004). Nossa problemática parte do reconhecimento de que uma das maneiras de perpetuar a presença de Saussure no cânone dos estudos linguísticos consiste em repetir metáforas e exemplos a ele creditados, como a célebre metáfora do jogo de xadrez para ilustrar o conceito de língua. A partir de estudos historiográficos das funções semiótica e argumentativa de definições e de exemplos de língua (Rey, 1995; Quijada Van den Berghe e Swiggers, 2009; Chevillard et al., 2007), repartimos o material de análise (Saussure, 1996[1907]) em três porções, a que chamamos domínios (Caussat, 1978): Fonologia, Fonética e Analogia, temas do Curso I, para os quais estabelecemos três objetivos principais de pesquisa [1 a 3], e um objetivo secundário [4]: [1] levantar e caracterizar definições nos três domínios; [2] levantar e caracterizar os exemplos de língua nos três domínios; [3] correlacionar o uso de definições e de exemplos de língua nos três domínios; [4] correlacionar os dados apurados em [3] com com o contexto imediato de emergência do Curso I...

Sob o signo da escritura: ficção-crítica, biografia e história em Haroldo Maranhão; Dans le signe de l’écriture: fiction-critique, biographie et histoire en Haroldo Maranhão

Sales, Paulo Alberto da Silva
Fonte: Universidade Federal de Goiás; Brasil; UFG; Programa de Pós-graduação em Letras e Linguística (FL); Faculdade de Letras - FL (RG) Publicador: Universidade Federal de Goiás; Brasil; UFG; Programa de Pós-graduação em Letras e Linguística (FL); Faculdade de Letras - FL (RG)
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
55.98%
Dans cette recherche, nous développerons dans un premier temps, une étude interdisciplinaire sur la notion d'écriture que nous avons adoptée à la lecture des oeuvres de Roland Barthes, de Jacques Derrida et d'autres théoriciens post-structuralistes qui pensent le texte comme un « événement » comme un « devenir » et comme une « offre » faite dans le « jeu textuel » arbitrée par l´éternelle répétition avec une différence critique et ironique. L'écriture est, selon l'idée centrale de notre thèse, la notion qui s'applique le mieux à des récits fictifs de la contemporanéité. En effet, ceux-ci contiennent simultanément dans leur structure, des aspects fictionnels, critiques et théoriques. En se repliant sur elle-même, l'écriture présente des aspects auto-conscientset auto-réflexifs, que nous connaissons comme de la métafiction. Grâce au contenu métafictionnel dont s'approprie l'écriture, il y a réfutation de la mimêsis et de la vraisemblance, au sens aristotélicien du terme, pour la représentation de l'ingéniosité de la fiction et dans le même temps, la convocation du lecteur à une participation active dans la construction des sens du texte. Dans ce paradoxe métafictionnel, l'écriture revisite aussi des aspects et des faits de l'historiographie à travers un examen problématisant associé à des stratégies textuelles transgressives comme l'ironie...

A linguística de Rousseau: a estrutura aberta e a potência criadora da linguagem

Falabretti, Ericson; Pontifícia Universidade Católica do Paraná
Fonte: SFL – Seminário Filosofia da Linguagem Publicador: SFL – Seminário Filosofia da Linguagem
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 01/08/2013 POR
Relevância na Pesquisa
55.99%
O exame da linguagem ocupa lugar central no conjunto do pensamento rousseauniano, ao mesmo tempo em que apresenta uma nova teoria sobre a linguística. A novidade da linguística rousseauniana, objeto de análise deste trabalho, está na consideração da não presença, da estrutura aberta e da potência criadora da linguagem. A não presença, a consideração que a linguagem não nasceu na natureza e, ao mesmo tempo, não é instituição social, revela a solução inédita de Rousseau para o problema da origem da linguagem. Já as noções de estrutura aberta e potência criadora remontam à função central da linguagem na explicação da historiografia e da antropologia rousseauniana. No Ensaio sobre a Origem das Línguas e no segundo Discurso, Rousseau revisita a discussão antropológica e a perspectiva anti-histórica do homem e, ainda, reassume o problema do tempo – da saída do estado de natureza, do devir e da aparência – como história das línguas. O trabalho também discute essa dupla tese, a centralidade e a novidade do estudo rousseauniano da linguagem, retomando as interpretações de Derrida e de Bento Prado Jr. O conceito derridariano de suplementariedade e a concepção nuclear de retórica – enunciada por Derrida e aprofundada por Bento Prado Jr – radicalizam o sentido das noções de potência criadora e estrutura aberta da linguagem e...

Uma técnica, um grupo e uma retórica: a Gramática Construtural na história da linguística brasileira

Batista, Ronaldo de Oliveira
Fonte: UFPR Publicador: UFPR
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 14/03/2014 POR
Relevância na Pesquisa
56.16%
Resumo: A partir de pressupostos teórico-metodológicos da Historiografia Linguística, este texto analisa um período específico da linguística brasileira, a década de 1970 e a proposição, por Eurico Back e Geraldo Mattos, de um projeto de investigação linguística reconhecido como Gramática Construtural. Observam-se a constituição de um grupo de especialidade e a formação de uma proposta de análise de dados da língua portuguesa em meio ao estabelecimento de uma retórica de ruptura, que procurou demarcar um espaço específico para a perspectiva construturalista em meio a outros projetos científicos.

LÉXICO, IDEOLOGIA E A HISTORIOGRAFIA LINGÜÍSTICA DO SÉCULO DAS IDENTIDADES

Coelho, Olga
Fonte: UFPR Publicador: UFPR
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares Formato: application/pdf
Publicado em 23/12/2004 POR
Relevância na Pesquisa
76.17%
Este texto exemplifica como os períodos e contextos da história do conhecimento científico podem ser examinados pela perspectiva da Historiografia da Lingüística. Seu objetivo é demonstrar que o historiógrafo, ao lidar com qualquer tema dessa área, deve fornecer uma verdadeira teia explicativa dos fatos. O tema abordado é o da reivindicação de autonomia para o português do Brasil em dicionários produzidos durante a segunda metade do século XIX. Propomos que aspectos referentes aos métodos empregados nessas descrições do léxico brasileiro teriam dificultado a aceitação da reivindicação no período, embora o contexto fosse altamente favorável para sustentá-la. Abstract This paper exemplifies how periods and contexts into the history of scientific knowledge can be examined through the perspective of Linguistic Historiography. Its aim is demonstrate that an explanatory web of facts must be provided by the historiographer when he works with any issue in that area. The issue in focus is the claim of autonomy to Brazilian Portuguese in certain dictionaries that was produced in the second half of the 19th century. According to our hypothesis, some aspects related to the methods applied in those Brazilian lexis descriptions would make the acceptance of that claim difficult in the period...