Página 1 dos resultados de 363 itens digitais encontrados em 0.014 segundos

Mediações simbólicas na atividade pedagógica: contribuições do enfoque histórico-cultural para o ensino e aprendizagem.; Symbolic mediation on pedagogical activity: contribuições do enfoque historico-cultural para o teaching and learning.

Bernardes, Maria Eliza Mattosinho
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 13/03/2006 PT
Relevância na Pesquisa
76.21%
A pesquisa sobre mediações simbólicas na atividade pedagógica assume a característica de ser uma pesquisa explicativa por explicitar em que condições e circunstâncias o ensino pode ser um instrumento que medeia as transformações psicológicas dos indivíduos. A análise de uma investigação didática, nas séries iniciais do ensino fundamental, é identificada como a singularidade da pesquisa e descreve o processo de transformação da práxis na atividade pedagógica. Tal análise identifica a essência das ações e operações na atividade de ensino que criam condições favoráveis para o desenvolvimento do pensamento teórico dos estudantes e dos próprios educadores, como a dimensão universal do gênero humano, constituída pela particularidade das mediações instituídas na relação ensino e aprendizagem. Assim, o objetivo da pesquisa é investigar os tipos de mediação simbólica constituintes da atividade pedagógica que criam condições para o desenvolvimento do pensamento teórico, como um dos processos psicológicos superiores do gênero humano a ser desenvolvido no contexto escolar. A dimensão teórico-metodológica da pesquisa fundamenta-se no materialismo histórico dialético, que busca as possibilidades reais de construção do devir na formação dos indivíduos...

Freire e Vigotski: um diálogo entre a pedagogia freireana e a psicologia histórico-cultural.; Freire and Vigotski: a dialogue between freire's pedagogy and historical-cultural psychology.

Poli, Solange Maria Alves
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 18/02/2008 PT
Relevância na Pesquisa
66.34%
Tecer o encontro, demonstrar as possibilidades efetivas de diálogo entre a pedagogia freireana e a psicologia histórico-cultural. Esse é o objeto central, mobilizador do presente estudo. Oriundo de indagações sobre uma vivência concreta de implementação dos princípios da pedagogia freireana, acabou se constituindo num objeto teórico cuja pesquisa e elaboração fortalecem a tese inicial de que a psicologia histórico-cultural e a pedagógica freireana podem constituir-se mutuamente campos férteis de encontro e diálogo. A tessitura proposta se materializa através da articulação, no âmbito do fundamento teórico, das categorias de trabalho, consciência e linguagem, tal como concebidas pelo materialismo histórico-dialético, compreendido aqui como base comum para o diálogo entre Paulo Freire e Lev Vigotski e, no âmbito interno da teoria psicológica e da pedagogia em questão, as categorias de mediação simbólica, internalização, mediação pedagógica, construção do conhecimento e elaboração conceitual, concebidas como campos teóricos de diálogo desses pensadores. Com base nesse arcabouço teórico, realizo uma reflexão acerca do lugar efetivo do encontro e do diálogo propostos: a escola e a sua organização em torno de processos de construção do conhecimento e desenvolvimento humano. Os resultados alcançados pelo processo de investigação teórica...

Emoções e vivências em Vigotski: investigação para uma perspectiva histórico-cultural; Emotions and experiences in Vygotsky: research for a historical-cultural perspective

Toassa, Gisele
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 03/03/2009 PT
Relevância na Pesquisa
76.42%
A pesquisa teórica de doutorado relatada nesta tese elegeu como objetivos: 1) analisar os conceitos de emoções e vivências na produção de Lev Semionovich Vigotski (1896-1934), radiografando sua composição e gênese epistemológica de 1916 a 1934; 2) discutir a constituição de uma perspectiva histórico-cultural acerca desses conceitos. Para tanto, recorreu à consulta e análise de múltiplas fontes bibliográficas, entrevistas e conversas com pesquisadores da psicologia e cultura russa/soviética. Concluiu-se que os conceitos de vivência e emoção atravessam a obra de Vigotski, sendo que o primeiro transforma-se, de categoria quase coincidente com o segundo em A Tragédia de Hamlet (1916), para unidade de análise da relação interna entre consciência/personalidade e meio. As vivências (perejivânia) expandem-se na abrangência dos fenômenos psicológicos e influências teóricas apresentados e, de um perfil teórico inicial especialmente marcado pelo simbolismo russo, passam a caracterizar-se (nos textos pedológicos dos anos 1930) pela influência de Lewin, da psicologia da Gestalt e outras fontes germânicas. O conceito adquire um importante papel metodológico: torna-se unidade da vida consciente, marcada pela dinâmica dos sistemas psicológicos. Quanto às emoções (emotsi)...

Educação escolar e constituição da consciência: um estudo com adolescentes a partir da psicologia histórico-cultural; School education and the formation of conscience: a study on young people from the historic-cultural psychology approach

Leal, Zaira de Fatima de Rezende Gonzalez
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 20/05/2010 PT
Relevância na Pesquisa
66.13%
Esta pesquisa tem o objetivo de compreender como adolescentes e jovens vivenciam a educação escolar, bem como explicitar e analisar elementos reveladores da constituição da consciência, humanizada ou alienada, a partir da discussão de temas referentes à adolescência, educação escolar, realidade social e trabalho. Ao enfocar a constituição da consciência, apresenta a finalidade de identificar e levantar as possibilidades concretamente existentes, no contexto escolar, para a constituição da consciência humanizada na adolescência. Para tal este estudo se fundamenta nos pressupostos da Psicologia Histórico-Cultural, por meio dos conhecimentos elaborados por seus principais autores, Vigotski, Leontiev e Luria, entre outros. Esse trabalho compõe-se de um estudo bibliográfico e de uma pesquisa de campo em que se utilizou a técnica de grupo focal para a obtenção das informações necessárias à sua conclusão e contou com a participação de dezesseis adolescentes da terceira série do Ensino Médio de uma escola da rede pública estadual. As informações contidas no discurso dos jovens forneceram alguns dados sobre a maneira como eles se organizam e percebem a realidade a seu redor, possibilitando elementos para a compreensão acerca da contribuição da educação escolar na constituição da consciência e na compreensão do mundo e da sociedade. As informações obtidas a partir da atividade com os jovens sobre os temas escolhidos apresentaram-se...

A atenção na constituição do desenvolvimento humano: contribuições da psicologia histórico-cultural; The attention in the constitution of human development: contributions of Historical- Cultural Psychology

Leite, Hilusca Alves
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 01/04/2015 PT
Relevância na Pesquisa
86.22%
A presente pesquisa teve como objeto de estudo o desenvolvimento humano em seu aspecto psicológico, mais especificamente a passagem das funções psicológicas de sua condição primitiva ou reflexa para voluntária ou culturalmente organizada e a reorganização que sofre o córtex cerebral nesta passagem. O objetivo principal consistiu em estudar o desenvolvimento das funções psicologias superiores na sua interfuncionalidade, enfatizando os aspectos do desenvolvimento da atenção no movimento de passagem de sua condição reflexa à voluntária. Como objetivos secundários, pretendeu-se a conhecer como a atenção e seu desenvolvimento são compreendidos no âmbito científico; destacar a importância de um referencial teórico explicativo do desenvolvimento humano que se ancore na discussão das apropriações culturais em detrimento das explicações exclusivamente biológicas; destacar a necessidade dos processos educativos para o desenvolvimento humano, inclusive da atenção voluntária. Para tal, foi desenvolvida uma pesquisa de caráter conceitual, alicerçada no referencial teórico interpretativo da Psicologia Histórico-Cultural, que tem entre seus fundadores os autores russos L.S Vigotski (1896-1934), A.R. Luria (1902-1979) e A.N. Leontiev (1903-1977)...

A representação do ato de ensinar: continuidades e rupturas da concepção de ensino na pedagogia tradicional, na psicologia histórico-cultural e na pedagogia histórico-crítica : uma análise a partir das teses e dissertações no Portal da CAPES

Baldan, Merilin
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 237 f. : il., gráfs.
POR
Relevância na Pesquisa
76.23%
Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP); Pós-graduação em Educação Escolar - FCLAR; Ao estudar a história da educação e a história das ideias pedagógicas observamos no século XX o embate entre o tradicional e o inovador. A crítica promulgada pela Escola Nova contra o Ensino Tradicional denota aspecto negativo do ato de ensinar e, invariavelmente, as ideias pedagógicas que defendem o ato de ensinar são aproximadas com o termo “tradicional”. As correntes pedagógicas que defendem o ato de ensinar, dentre elas: a Pedagogia Tradicional (PT), a Psicologia Histórico-Cultural (PsHC) e a Pedagogia Histórico-Crítica (PsHC); tem sido alvo de comparações e de críticas pelos movimentos contemporâneos que fazem a crítica ao ensino, denominando-as, sob o julgo negativo do termo “tradicional”. Assim algumas questões têm nos inquietado: Seria possível que a aproximação entre a PT, a PsHC e a PeHC? Em que medida há aproximações e rupturas nas ideias pedagógicas? Quais os interesses em aproximá-las ou em distanciá-las? O objetivo geral foi de analisar a defesa do ato de ensinar da PT, da PsHC e da PeHC presente na história das ideias pedagógicas. Para tal, utilizamos como categorias de análise a concepção de sociedade...

Formação continuada de professores na perspectiva histórico-cultural: reflexões a partir de uma experiência na educação infantil

Gamba, Lane Mary Faulin
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 160 p. + apêndices.
POR
Relevância na Pesquisa
76.18%
Pós-graduação em Educação - FFC; A presente pesquisa buscou compreender a teoria histórico-cultural e suas contribuições para o processo de formação de professores de educação infantil, tendo como motivador uma experiência de formação continuada com professoras, no período de 1995 a 2004, coordenada por esta pesquisadora. Os dados foram coletados em documentos das professoras intitulados Cadernos de planejamento diário. Neles estão contidos os relatos diários das professoras quanto às atividades propostas para as crianças, categorizadas em atividades lúdicas e produtivas, tarefas escolares e trabalho elementar, analisadas pela sua freqüência; as concepções de infância e criança e ensinar e aprender e as formas de registro e planejamento. Foram buscados os avanços e as insuficiências desse processo, tendo como hipótese que uma fundamentação teórica consistente e coerente acerca do processo de desenvolvimento humano e especificamente infantil constitui um dos aspectos determinantes para promover efetivamente mudanças nas práticas pedagógicas que pretendam desenvolver no ser humano suas máximas possibilidades humanas. Os resultados obtidos apontam para a corroboração da hipótese anunciada e avança na compreensão do condicionamento também dos aspectos objetivos nos processos de formação...

A motivação do aprendiz para a aprendizagem escolar: a perspectiva histórico-cultural

Mesquita, Afonso Mancuso de
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 118 f.
POR
Relevância na Pesquisa
66.2%
Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq); Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Pós-graduação em Educação Escolar - FCLAR; O debate em torno da motivação para a aprendizagem remonta às críticas da Escola Nova à Escola Tradicional. Para a primeira, a educação deveria ser funcional, o que equivale a dizer que deve ser fundada nas necessidades dos alunos. O processo pedagógico verdadeiro é o que toma como ponto de partida, eixo e referência central, as necessidades espontâneas dos aprendizes. O ensino torna-se não-diretivo, pois a escola exime-se dessa função. A instrução dos alunos é orientada por eles mesmos, de acordo com suas inclinações e interesses pessoais. Os escolares não devem mais aprender, mas “aprender a aprender”. A Pedagogia Histórico-Crítica revela o que está escondido detrás dessa aparente democratização do ensino. Os métodos escolanovistas questionavam a própria validade do ato de ensinar. Contribuindo assim, para o rebaixamento da qualidade do ensino. A Pedagogia de orientação marxista retoma a transmissãoassimilação dos conhecimentos clássicos como centro do processo pedagógico. A questão é que isso não implica na renúncia à motivação para a aprendizagem. Ao contrário...

O afetivo para a psicologia histórico-cultural: considerações sobre o papel da educação escolar

Gomes, Cláudia Aparecida Valderramas
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 170 f.
POR
Relevância na Pesquisa
76.12%
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Pós-graduação em Educação - FFC; A Psicologia Histórico-Cultural af irma a tese da experiência social como base da formação humana e aponta a unidade afetivo-cognitivo como mediadora nas relações do sujeito com o conhecimento no desenvolvimento das funções psicológicas. Esta pesquisa teve por objetivo expl icitar a constituição dos processos afetivos a partir da relação que o sujeito mantém com as objetivações humanas – signos e instrumentos. Trata-se de um estudo teór ico-bibliográf ico que pesquisou as raízes f ilosóf icas do pensamento vigotskiano sobre as vivências afetivas – Espinosa (século XVII) e Marx (século XIX). No conjunto de proposições dos autores da Escola de Vigotski, buscou elementos que conf irmassem a historicidade do afetivo e desvelassem alguns equívocos que permanecem dif icultando a solução dos problemas enf rentados pelas crianças no contexto escolar. Diante da constatação da matriz cartesiana que mantém o pensamento organicista e subjetivista, tanto na ciência psicológica quanto na Educação – separando as emoções das demais funções no conjunto da consciência humana, destacando seu caráter natural e a-histór ico e tratando-as como um impedit ivo nos processos de ensino e de aprendizagem escolar – o estudo apontou para a importância de se (re) pensar as relações que o sujeito estabelece com o entorno...

Vigotski e a pedagogia histórico-crítica: a questão do desenvolvimento psíquico

Duarte, Newton
Fonte: Universidade Estadual Paulista Publicador: Universidade Estadual Paulista
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 19-29
POR
Relevância na Pesquisa
66.26%
The paper defends that the historical-cultural psychology needs the mediation of the historical-critical pedagogy in order to contribute to the school educational practice. In this direction, the paper analyses, in the field of the relations between Psychology and Pedagogy, a criteria for the human development characterization. Considering both, psychology and pedagogy, inside the historical process of social class struggle, the paper defends that human beings develop themselves by using the mediations which makes possible the movement from the condition of “being in itself” to the condition of “being for itself”.; O artigo defende que a psicologia histórico-cultural, para contribuir para a prática educativa escolar, precisa da mediação da Pedagogia histórico-crítica. Nessa direção, o artigo analisa, no terreno das relações entre Psicologia e Pedagogia, um critério para a caracterização do desenvolvimento humano. Situando tanto a psicologia como a pedagogia no processo histórico da luta de classes, o artigo defende que o ser humano se desenvolve pelo uso das mediações que lhe possibilitam passar da condição de ser em si à condição de ser para si.

Contribuições da psicologia histórico-cultural para a pedagogia histórico-crítica

Martins, Lígia Márcia
Fonte: Universidade Estadual Paulista Publicador: Universidade Estadual Paulista
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 286-300
POR
Relevância na Pesquisa
76.3%
This article aims to show elements based on historical-cultural psychology, which are reiterative of historically systematized scientific knowledge transmission as condition of human development and essential function of school education. In that way, it points the sign appropriation as decisive mark in the natural psychic basis overcoming towards to culturally established psychophysical properties formation, characterizing the psychism as an interfuncional system answerable for the constitution of the subjective image of objective reality. In the face of such presuppositions, it firms the role of school education in the mentioned image formation, highlighting the qualitative differences resultant of education based to quotidian and spontaneous concepts, as well as scientific ones. It pleads that the defense of sign quality offered to appropriation by school education is the main intersection point between the historical-cultural psychology and the historical-critical pedagogy.; Esse artigo tem como objetivo apresentar elementos fundamentados na psicologia histórico-cultural reiterativos da transmissão dos conhecimentos científicos historicamente sistematizados como condição de desenvolvimento humano e função precípua da educação escolar. Nessa direção...

Sentido pessoal e projeto político pedagógico: análise da atividade pedagógica a partir da psicologia histórico-cultural ; Sense and political pedagogical project: pedagogical activity analysis from a historical cultural psychology

Asbahr, Flávia da Silva Ferreira
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 29/03/2005 PT
Relevância na Pesquisa
66.19%
Esta pesquisa tem o objetivo de compreender o processo de atribuição de sentido pessoal à atividade pedagógica dos professores da escola pública de ensino fundamental por meio do levantamento dos motivos dessa atividade. Ao enfocarmos a atividade pedagógica, pretendemos, também, localizar a função e a importância do projeto político pedagógico na organização das ações pedagógicas. Para tanto, este trabalho tem como embasamento teórico a psicologia histórico-cultural (Vigotski, Leontiev, Luria e outros), mais especificamente a contribuição dos autores que se dedicaram ao estudo da atividade humana como unidade central da vida do sujeito concreto, ou seja, a teoria psicológica geral da atividade (Leontiev, Davidov e outros). Nosso estudo centrou-se na observação do cotidiano escolar de uma escola pública municipal de ensino fundamental que almejava construir seu projeto político pedagógico e articulá-lo com as ações pedagógicas desenvolvidas. Inspirados no estudo de caso do tipo etnográfico, foram usados os seguintes procedimentos de investigação: observação participante, análise de documentos e realização de entrevistas com professores. No processo de análise dos dados, organizamos as informações obtidas em três grandes contextos: "Organização escolar"...

Desenho infantil: contribuições da educação infantil para o desenvolvimento do pensamento abstrato sob a perspectiva da psicologia histórico-cultural; Children\'s Drawing: contributions of Early Childhood Education towards the development of abstract thinking under the perspective of Historical-Cultural Psychology.

Trindade, Rafaela Gabani
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 04/04/2011 PT
Relevância na Pesquisa
96.31%
A despeito dos avanços promovidos pela LDB 9394/96, que institui a Educação Infantil como primeira etapa da Educação Básica, assistimos ainda hoje à desvalorização pedagógica e à precarização das condições reservadas ao ensino pré-escolar, haja vista as baixas expectativas educativas que em geral se tem a seu respeito. Neste contexto, observamos também a frequente falta de fundamentação teórico-metodológica nas práticas educativas destinadas ao desenho infantil, seja pela secundarização da arte como ação elementar ao desenvolvimento humano, ou pela má qualidade da formação de professores na área. Em contraposição a este quadro, que incorre em práticas e discursos anti-escolares em relação a este segmento educacional, bem como a propostas espontaneístas ou estereotipadas de ensino do desenho, por vezes orientadas à livre-expressão ou à reprodução de imagens e treino de habilidades, este estudo emerge sobre as bases da Psicologia Histórico-Cultural para reafirmar a importância de um ensino promotor do desenvolvimento humano desde a mais tenra idade, reconhecendo a importância da atividade de desenho neste processo. Partimos do pressuposto de que os processos psíquicos superiores se desenvolvem por meio da interiorização dos signos e da formação de atividades qualitativamente diferentes...

Contribuições da Psicologia Histórico-Cultural para a formação e atuação do psicólogo em contexto de Educação Inclusiva; Contribuciones de la Psicología Histórico-Cultural para la formación y actuación del psicólogo en contexto de Educación Inclusiva; Historical-cultural psychology contributions to the psychologist’s professional training and practice in the context of inclusive education; Contributions de la psychologie historique-culturel pour la formation et performance du psychologue dans contexte d'éducation inclusive

Barroco, Sonia Mari Shima; Souza, Marilene Proença Rebello de
Fonte: Universidade de São Paulo. Instituto de Psicologia Publicador: Universidade de São Paulo. Instituto de Psicologia
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/03/2012 POR
Relevância na Pesquisa
76.31%
Este texto objetiva discutir contribuciones de la Psicología Histórico-Cultural para la formación y la actuación del psicólogo junto a la educación, en un contexto de Educación Inclusiva. Se destacan los fundamentos y principios de la educación para personas con deficiencia, así como postulados de la teoría de Vigotski referentes a la formación y a la actuación de los psicólogos. Se considera que la perspectiva teórica elaborada por el autor soviético contribui por: destacar la transitoriedad de los eventos y fenómenos; atrelar el mundo de las ideas, valores y representaciones a la vida objetiva y a la práctica social; relacionar propuestas educacionales a un determinado proyecto de sociedad; defender la posibilidad del desvendamiento de la constitución social del psiquismo y de la posible intervención sobre la misma; requisitar una condición de desarrollo humano sobre el patamar del hombre cultural y libre. Por fin, se destaca el hecho de que la Educación Inclusiva debe se referir al proceso de apropiación y usufruto de las producciones humanas más complejas, elaboradas en las diferentes áreas de la vida y del conocimiento.; Este texto objetiva discutir contribuições da Psicologia Histórico-Cultural para a formação e a atuação do psicólogo junto à educação...

Vigotski contra James-Lange: crítica para uma teoria histórico-cultural das emoções; Vygotski en contra James-Lange: elementos críticos para una teoría histórico-cultural de las emociones; Vygotsky against the James-Lange theory: criticism for a historical-cultural perspective; Vigotski contre James-Lange: critique pour une théorie historique-culturel des émotions

Toassa, Gisele
Fonte: Universidade de São Paulo. Instituto de Psicologia Publicador: Universidade de São Paulo. Instituto de Psicologia
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/03/2012 POR
Relevância na Pesquisa
66.19%
Ponderações sobre as emoções humanas apresentaram-se em toda a obra do bielorrusso L. S. Vigotski, desde sua juvenil crítica de arte. Nesse tópico, debateu a contribuição de vários autores: Freud, Claparède, Ribot, Lewin, Wundt. Entretanto, a perspectiva mais analisada por ele foi a teoria James-Lange. O objetivo deste artigo é discutir a extensa crítica que Vigotski dirigiu a ela no manuscrito “Utchenie ob Emotsiakh”, a qual se enquadrava numa ampla atitude teórico-metodológica do autor: a de compilar e relacionar o material fatual sem coordenação, expondo a luta de ideias filosóficas por detrás das psicológicas, de modo a abrir caminho para futuras investigações destinadas à superação do dualismo na psicologia. A partir dos principais fundamentos vigotskianos para futuros estudos, discutimos essa querela acerca das emoções, tema que o bielorrusso considerava a parte mais difícil e, possivelmente, a mais importante para o futuro da ciência psicológica.; Ponderaciones sobre las emociones humanas se han presentado a lo largo de la obra del bielorruso L. S. Vygotsky, desde su juvenil crítica de arte. En este tema, discutió la contribución de varios autores: Freud, Claparède, Ribot, Lewin, Wundt. Sin embargo...

A Escola de Vigotski e a educação escolar: algumas hipóteses para uma leitura pedagógica da Psicologia Histórico-Cultural; Vigotski's school of thought and education: some hypothesis to a pedagogical reading of the Historical-Cultural Psychology

Duarte, Newton
Fonte: Universidade de São Paulo. Instituto de Psicologia Publicador: Universidade de São Paulo. Instituto de Psicologia
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/01/1996 POR
Relevância na Pesquisa
66.24%
O artigo apresenta cinco hipóteses para uma leitura pedagógica da Psicologia Histórica-Cultural (Escola de Vigotski): 1) para se compreender o pensamento de Vigotski e sua escola é indispensável o estudo dos fundamentos filosóficos marxistas dessa escola psicológica; 2) a obra de Vigotski precisa ser estudada como parte de um todo maior, aquele formado pelo conjunto dos trabalhos elaborados pela Psicologia Histórico-Cultural; 3) a Escola de Vigotski não é interacionista nem construtivista; 4) é necessária uma relação consciente para com o ideário pedagógico que esteja mediando a leitura que os educadores brasileiros vêm fazendo dos trabalhos da Escola de Vigotski; 5) uma leitura pedagógica escalonista dos trabalhos da Escola de Vigotski se contrapõe aos princípios pedagógicos contidos nessa escola psicológica.; This paper presents five hypotheses to a pedagogical reading of the Historical - Cultural Psychology (Vigotski's school): 1) to understand Vigostki and his school of thought it is essencial to study the philosophical Marxist foundations of this psychological school; 2) Vigotski's works have to be studied as part of a whole constituted of the works produced by the Historical-Cultural Psychology; 3) Vigotski's school is neither interactionist nor constructivist; 4) it is necessary to have a conscious relationship of the pedagogical ideas which have been used as means to reading of the School of Vigotski's works that Brazilian educators have made; 5) a"escolanovista" pedagogical reading of the School of Vigotski's works is opposite to the pedagogical principles existing in this psychological school.

Contributions from the historical-cultural theory to the psychoeducational assessment process; Contribution de la théorie historique-culturelle pour le proccès de l'évaluation psychoéducationnel; Contribuições da teoria histórico-cultural para o processo de avaliação psicoeducacional

Facci, Marilda Gonçalves; Eidt, Nádia Mara; Tuleski, Silvana Calvo
Fonte: Universidade de São Paulo. Instituto de Psicologia Publicador: Universidade de São Paulo. Instituto de Psicologia
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/03/2006 POR
Relevância na Pesquisa
66.15%
Este artigo objetiva apresentar contribuições da psicologia histórico-cultural para a análise crítica da avaliação psicoeducacional tradicional e postular os fundamentos para uma nova modalidade avaliativa. Tal proposta se justifica mediante a atual revitalização do uso das testagens padronizadas para mensuração de funções psicológicas, devido à vulgarização da neuropsicologia. Historicamente, os testes padronizados têm servido como instrumento para atestar cientificamente a ideologia da igualdade entre os homens na sociedade capitalista que se mantém pela expropriação e exclusão. Além disso, existe forte tendência a esperar que seus resultados expliquem a inteligência como inata ou considerem as predisposições hereditárias para aprender, o que se contrapõe à compreensão de que funções mentais são formadas no processo de desenvolvimento histórico-social, mediante a apropriação da cultura humana. É necessário, portanto, uma avaliação que considere as mediações sociais (instrumentos e signos) como constituintes das funções psicológicas, promovendo desenvolvimento de todos os indivíduos e não legitimação da exclusão social.; Cet article a comme objectif présenter la contribution de la Psychologie Historique-Culturelle pour l'analyse critique de l'évaluation psychoéducationnel traditionnel et postuler les fondements pour la nouvelle modalité évaluative. Cette proposition se justifie à cause de l'actuelle révitalisation de l'usage des testes padronisés pour la mensuration des fonctions psychologiques...

A atuação do psicólogo escolar no Ensino Superior e a formação de professores; La actuación del psicólogo escolar en la Enseñanza Superior y la formación de profesores; The role of the school psychologist in higher education and the teachers’ training; La performance du psychologue scolaire dans l’enseignement superieur et la formation de professeurs

Zavadski, Kelly Cristina; Facci, Marilda Gonçalves Dias
Fonte: Universidade de São Paulo. Instituto de Psicologia Publicador: Universidade de São Paulo. Instituto de Psicologia
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/12/2012 POR
Relevância na Pesquisa
66.21%
Este articulo tiene como objetivos argumentar sobre aspectos que envuelven la actuación del psicólogo en el ámbito de la Enseñanza Superior, a partir de los presupuesto de la Psicología Histórico-Cultural. Destacamos la posibilidad de actuación del psicólogo escolar en la formación de profesores en este nivel de la enseñanza, vislumbrando su contribución para que el docente pueda entender acerca de los conceptos. Presentamos también los resultados de entrevistas realizadas con 20 profesores de una IES, en 2009, que buscaron analizar la comprensión de los mismos sobre la relación desarrollo y aprendizaje y trabajo del psicólogo escolar. Concluyendo, considerando que la propuesta de una intervención de la Psicología en la formación de profesores puede contribuir para que los docentes comprendan lo cuanto el desarrollo psicológico no tiene límites y como la actividad pedagógica, en la transmisión y apropiación de los conocimientos, puede llevar el alumno a un mayor desarrollo de su capacidad intelectual.; This article aims to discuss issues involving the role of psychologists in the higher education context, based on the assumptions of Historical-Cultural Psychology. We point out the possibility of the scholar psychologist actuation in teacher education at this level...

A relação natureza e cultura: O debate antropológico e as contribuições de Vygotski; The relation nature and culture: the anthropological debate and the contributions of Vygotski

Nuernberg, Adriano Henrique; Zanella, Andréa Vieira
Fonte: UFPR Publicador: UFPR
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; avaliado por pares; Formato: application/pdf
Publicado em 08/04/2005 POR
Relevância na Pesquisa
66.27%
Na interface da antropologia e da psicologia, a presente discussão visa reafirmar a necessidade do diálogo interdisciplinar para a busca de novas pistas para o problema da relação natureza e cultura. Revisando algumas das contribuições da antropologia e da psicologia histórico-cultural de Vygotski, pretende-se dar relevo a elementos conceituais deste debate, localizando-o em relação às demandas sociais da modernidade que encontram expressão nas ciências humanas.Palavras-chave: Natureza; cultura; psicologia histórico-cultural.; In the interface of anthropology and psychology, the purpose of the present discussion is to reaffirm the necessity of an interdisciplinary dialogue for research into new themes for the problem of relation nature and culture. In the process of revising some of the contributions of Vygotski to anthropology and historical-cultural psychology, it is intended to highlight conceptual elements of this debate, placing it in relation to modern social demands that find expression in the science of human beings.Keywords: Nature; culture; historical-cultural psychology.

Aquisição da Linguagem Escrita e Intervenções Pedagógicas: uma abordagem Histórico-Cultural; Acquisition of written language and pedagogical interventions: a historical-cultural approach

Tuleski, Silvana Calvo; Universidade Estadual de Maringá; Chaves, Marta; Universidade Estadual de Maringá; Barroco, Sonia Mari Shima; Universidade Estadual de Maringá
Fonte: Eduff Publicador: Eduff
Tipo: ; ; ; Avaliado por pares; Formato: application/pdf
Publicado em 30/04/2012 PT
Relevância na Pesquisa
76.18%
No campo da Psicologia, diferentes teorias procuram compreender o desenvolvimento da linguagem escrita. Ora a explicam como uma simples aquisição de hábitos mediante o treino de habilidades básicas, ora como um processo decorrente do amadurecimento de estruturas cognitivas ou da elaboração de hipóteses individuais e espontâneas sobre a escrita, fundamentando-se em uma determinada prontidão neurocognitiva. O resultado destas compreensões para a alfabetização foi, com algumas variações, a aplicação de procedimentos didáticos que mais se submetiam ao desenvolvimento biológico da criança do que o promoviam. Neste texto, de natureza conceitual e metodológica, busca-se outra compreensão, apresentando-se elementos teóricos sobre a aquisição da linguagem escrita na perspectiva da Psicologia Histórico-Cultural e, com circunscrição ao âmbito ontogenético, discutem-se as implicações para e das intervenções pedagógicas a partir de seus pressupostos. Para isso se explicitam a natureza e o desenvolvimento das funções psicológicas superiores, das quais a linguagem escrita é parte; em seguida mostra-se como se dá a aquisição da linguagem escrita de acordo com Luria e Vigotski, e, por último, são apontadas as mediações pedagógicas que se fazem necessárias para que o ensino promova aprendizagem e esta...