Página 1 dos resultados de 6044 itens digitais encontrados em 0.105 segundos

Patrimônio cultural do Rio Grande do Sul : a atribuição de valores a uma memória coletiva edificada para o Estado

Zamin, Frinéia
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
145.78%
A presente Dissertação trata sobre o Patrimônio Cultural do Rio Grande do Sul tombado no nível estadual. O foco de análise na pesquisa desenvolvida é a atribuição de valores para que um determinado bem da cultura material seja alçado à condição de patrimônio cultural. A atribuição de valor para que um objeto, móvel ou imóvel, seja consagrado como patrimônio cultural requer embasamentos estéticos, e/ou históricos, e/ou antropológicos capazes de dar-lhe legitimidade. Nesse sentido, procurou-se elucidar e compreender a forma como os agentes da instituição responsável pela gestão do patrimônio cultural do Estado – Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico do Estado – IPHAE atribuíram valores aos 86 bens inscritos no Livro Tombo Histórico para dar-lhes legitimidade enquanto elementos materiais representativos da cultura do Estado.; The present study deals with the cultural heritage of the state Rio Grande do Sul which is protected at state level. In the developed research, the analysis focus is the attribution of value so that a certain property of material culture is elevated to the condition of cultural heritage. The attribution of value to an object, be it mobile or a real estate, so that it is consecrated as cultural heritage...

Uma história de bibliotecários brasileiros, em especial os que fizeram a Associação Riograndense de Bibliotecários (ARB) de 1948-1968

Job, Ivone
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
145.68%

Contrabando e contrabandistas na fronteira oeste do Rio Grande do Sul (1851-1864)

Flores, Mariana Flores da Cunha Thompson
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
135.9%
A presente pesquisa dedica-se a estudar o contrabando realizado através da fronteira oeste do Rio Grande do Sul, nos municípios de Alegrete, Uruguaiana e Santana do Livramento, entre os anos de 1851 e 1864. A questão do contrabando é reconhecidamente algo muito importante na história do Rio Grande do Sul. Contudo, apesar de encontrarmos freqüentes referências ao tema ao longo da historiografia riograndense, são poucos os trabalhos que se dedicaram a tratar especificamente desta questão. A falta de trabalhos sobre este tema é em geral justificada pela crença de que existe uma escassez de fontes em função de tratar-se de uma prática ilegal que por ser desempenhada na clandestinidade não foi registrada abertamente. Através da utilização de Processos Crimes de Apreensão de Contrabando e de Autos de Responsabilidade, foi possível encontrar a documentação necessária para responder questionamentos tais como: quais mercadorias eram contrabandeadas nesse momento, quais eram os caminhos e estratégias usados pelo comércio ilícito, quem eram os contrabandistas, a prática do contrabando era algo homogêneo? Constatou-se também a importância da corrupção de empregados públicos, sobretudo da repartição fiscal da Alfândega...

O curso da reforma : ensino da psicologia na Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1971-1979); The course of Reforms: psychology teaching in Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1971-1979)

Gauer, Gustavo; Gomes, William Barbosa
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
135.9%
O ensino de Psicologia no Brasil foi fundamentalmente modificado pelo reconhecimento da profissão de Psicólogo, em 1962, e pela reforma universitária que organizou as universidades em departamentos, na mesma década. Este trabalho narra a história do ensino de Psicologia na Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), da instalação do Departamento de Psicologia em 1971 ao reconhecimento do curso de graduação em 1979, com base em dados documentais e em depoimentos de personagens envolvidos nesses eventos. Embora o ensino de Psicologia na UFRGS remonte aos anos 1940, na antiga Faculdade de Filosofia, o curso de graduação foi criado 30 anos depois, em 1973. Entende-se que o histórico do ensino de Psicologia na UFRGS reflete as condições legais e burocráticas que pautaram o Departamento e seus órgãos. Nesse período, a introdução do modelo departamental que visava integrar ensino, pesquisa e extensão deu início a uma nova etapa no ciclo que tivera início na era das cátedras.; Psychology teaching in Brazil was substantially modified when the profession was officially regulated in 1962, and, in the same decade, when the reform of higher education reorganized universities in departments. Through the collection of both documented data and accounts from people who took part in the focused events...

A psiquiatria forense e o Manicômio Judiciário do Rio Grande do Sul : 1925-1941

Kummer, Lizete Oliveira
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
135.85%
A tese analisa as relações entre crime e doença mental a partir do funcionamento do Manicômio Judiciário do Rio Grande do Sul no período de 1925 a 1941. Atualmente denominada Instituto Psiquiátrico Forense Maurício Cardoso, a instituição é responsável pela avaliação psiquiátrica de pessoas que cometeram crimes e pela custódia e tratamento de criminosos inimputáveis ou semi-imputáveis. O Manicômio Judiciário do Rio Grande do Sul foi criado durante a vigência do Código Penal de 1890, inspirado nos princípios do direito penal clássico. Esta doutrina foi criticada pela escola antropológica ou positiva que, preocupada com a defesa social, voltava sua análise para o criminoso e sua periculosidade. A psiquiatria forense teve um papel de destaque na avaliação da periculosidade dos infratores realizada pela Justiça. As fontes utilizadas na tese são laudos periciais, artigos científicos escritos por médicos e súmulas de processos criminais. O texto analisa as representações sobre doenças mentais e personalidades anormais produzidas pela psiquiatria forense da época. Descreve os diagnósticos e sintomas dos pacientes “alienados” e as características de personalidade que os psiquiatras consideraram anormais...

Música nativista do Rio Grande do Sul como fonte de informação

Pereira, Juliano Amaral
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
135.86%
Defende a música nativista do Rio Grande do Sul como fonte de informação. Relata a história da música desde seus primórdios: começa pela música primitiva; passa pelo seu aperfeiçoamento e consolidação como arte na Antiguidade, principalmente na Grécia; relata os fatores que contribuíram para a formação da música cristã católica e sua posterior influência nas características musicais do Brasil Colônia através da catequização por parte dos Jesuítas. Chega ao advento e consolidação da música gaúcha; constata-se a forte influência dos castelhanos nessa formação e os motivos para a ocorrência deste fato. Menciona como a imagem negativa do gaúcho se transformou em símbolo de heroísmo. Relata os fatores que contribuíram para a formação e desenvolvimento do estilo musical nativista do Rio Grande do Sul; o surgimento dos festivais nativistas e o seu desenvolvimento. Explica o surgimento dos movimentos sociais pró e contra reforma agrária, em especial, o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) e a União Democrática Ruralista (UDR). Demonstra a influência da Igreja Católica na formação desses movimentos; a origem desse debate entre os clérigos; o surgimento de correntes internas antagônicas como a chamada Teologia da Libertação e o grupo denominado Tradição...

Judô feminino do Rio Grande do Sul : entre memórias e histórias

Duarte, Ana Paula
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
185.7%

O ensino da história na quarta série a partir da pesquisa

Oliveira, Maria do Carmo Dewes de
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
145.77%
A História trabalhada nas primeiras séries do Ensino Fundamental tem como desafio introduzir determinados conceitos e ampliar a reflexão do aluno sobre sua vida. A História está presente na vida de cada um, sendo um processo dinâmico que ajuda a constituir o sujeito a partir da relação com o mundo. Portanto, esse é um estudo sobre ensino de História com pesquisa. Os objetivos visam compreender a importância da pesquisa no desenvolvimento e compreensão dos conteúdos de História na quarta série das séries iniciais. Durante a prática pedagógica de estágio na escola estadual situada no Litoral Norte do Estado do Rio Grande do Sul, onde a presença indígena foi marcante em sua formação histórica, elaborei um projeto de trabalho envolvendo a formação histórica do Estado e numa roda de conversa lancei a idéia para meus alunos de fazermos uma aventura na pré-história. Para desenvolver o projeto realizamos pesquisas utilizando a biblioteca escolar, sites da internet e entrevista quando trabalhamos a memória do município. Para registrar as descobertas foram utilizados relatórios orais e escritos, blog colaborativo onde eram registradas num diário de bordo. Segundo Maria Teresa Nildecoff (1997, p. 72) o objetivo da história dentro do currículo escolar é a compreensão do presente: conhecer o passado do homem com o objetivo de aplicar estes conhecimentos na compreensão das circunstâncias atuais. Este diálogo do passado com o presente não ocorre facilmente e a História acaba se detendo nos estudos do passado e a ligação com o presente não fica clara para os estudantes. Segundo Demo (2003)...

Canto livre? : o nativismo gaúcho e os poemas da Califórnia da Canção Nativa do Rio Grande do Sul

Santi, Álvaro
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
135.91%
Este estudo aborda o “Nativismo” gaúcho, fenômeno regional originado no Movimento Tradicionalista Gaúcho (MTG), cujas manifestações artísticas mais importantes são os “festivais de música nativista”. O mais antigo desses festivais, a “Califórnia da Canção Nativa do Rio Grande do Sul”, realizado anualmente em Uruguaiana desde 1971, tornou-se modelo para eventos semelhantes, em outras cidades do Estado. O estudo divide-se em duas grandes partes. A primeira reconstitui, em síntese inédita de depoimentos, artigos em jornais e outros textos, a história da “Califórnia...”, de 1971 a 1989; apontando ainda para suas origens em movimentos regionalistas do século XIX. Na segunda, comenta-se os resultados da análise dos textos das sessenta e sete canções premiadas pelo Festival, no mesmo período. Não dispondo de fonte fidedigna dos textos, foi necessário fixá-los mediante consulta a fontes orais e escritas. A análise mostrou uma complexa, por vezes contraditória relação entre canções e textos programáticos dos movimentos citados. O mesmo acontece em relação à poesia folclórica brasileira e à Gauchesca Platina, tradições que são atualizadas pelas canções, com a consciência possível aos poetas que têm de se submeter aos regulamentos dos festivais. No campo da comunicação de massa...

O curso da reforma: ensino de psicologia na Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1971-1979)

Gauer,Gustavo; Gomes,William Barbosa
Fonte: Curso de Pós-Graduação em Psicologia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Curso de Pós-Graduação em Psicologia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2002 PT
Relevância na Pesquisa
135.8%
O ensino de Psicologia no Brasil foi fundamentalmente modificado pelo reconhecimento da profissão de Psicólogo, em 1962, e pela reforma universitária que organizou as universidades em departamentos, na mesma década. Este trabalho narra a história do ensino de Psicologia na Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), da instalação do Departamento de Psicologia em 1971 ao reconhecimento do curso de graduação em 1979, com base em dados documentais e em depoimentos de personagens envolvidos nesses eventos. Embora o ensino de Psicologia na UFRGS remonte aos anos 1940, na antiga Faculdade de Filosofia, o curso de graduação foi criado 30 anos depois, em 1973. Entende-se que o histórico do ensino de Psicologia na UFRGS reflete as condições legais e burocráticas que pautaram o Departamento e seus órgãos. Nesse período, a introdução do modelo departamental que visava integrar ensino, pesquisa e extensão deu início a uma nova etapa no ciclo que tivera início na era das cátedras.

Crescimento econômico, apropriação da renda e desenvolvimento humano nos municípios do Rio Grande do Sul entre 1990 e 2000

Prado, Mario Luís Moreira
Fonte: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre Publicador: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre
Tipo: Dissertação de Mestrado
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
135.82%
Entre os anos de 1991 e 2000, o Rio Grande do Sul obteve um crescimento econômico em torno de 34%. A principal indagação é se o crescimento do produto foi acompanhado de elevação do padrão de vida ou do bem-estar social dos 467 municípios gaúchos. A curva de Kuznets levantou a possibilidade de uma lei que relaciona o crescimento à desigualdade. Para os outros estudiosos, esta hipótese também é valida para o Rio Grande do Sul no período aqui estudado. Por outro lado, a apropriação de renda e, por conseqüência, o desenvolvimento humano reduziram pobreza e desigualdade de renda encerram a indagação deste estudo. Todavia, as regressões formuladas na presente dissertação recomendam a não aceitação da curva de Kuznets e, apesar das reduções de pobreza, não é possível afirmar que aumentou a apropriação local da renda e que foram reduzidas as desigualdades e elevou-se o bem-estar social.; From 1991 to 2000, the state of Rio Grande do Sul achieved an economic growth of around 34%. The principal issue is whether this growth was followed by the increase in welfare of its 467 municipalities. At first, other authors found that the Kuznets curve is a valid explanation of the relationship between inequality and growth. Also...

O campo cinematográfico no Rio Grande do Sul

Lorenzo, Ricardo de
Fonte: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre Publicador: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre
Tipo: Tese de Doutorado
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
165.79%
Esta tese apresenta o desenvolvimento e as conclusões de uma investigação sobre a formação, a dinâmica e a consolidação do campo cinematográfico rio-grandense, notadamente centrado nas atividades exercidas na cidade de Porto Alegre ao longo do século XX. Os objetivos específicos do trabalho foram a identificação das condições sociais e intelectuais de emergência do campo cinematográfico rio-grandense a partir das posições e tomadas de posição estabelecidas pelos agentes dominantes do campo: os cineastas. A análise das diferentes condições e heranças - origens e trajetórias sociais –, que implicam em afinidades, tensões e adaptações aos diferentes espaços sociais que se relacionam com os indivíduos em questão (associações, empresas, meio acadêmico, meios de comunicação, universo cultural).E a investigação dos valores em disputa, das diferentes lógicas, esferas de atuação, estratégias de compatibilização e adaptação, e das diferenciações e oposições na relação de forças interna ao campo, e, externamente, entre o campo cinematográfico (inclusive considerado num limite mais extenso, que contemple as questões de âmbito nacional e internacional), o campo político e o campo econômico.; This thesis presents the development and the conclusions of an investigation about the formation...

"An international problem of serious proportions": a cooperação entre a Fundação Rockefeller e o governo do estado do Rio Grande do Sul no combate à ancilostomíase e seus desdobramentos (1919-1929)

Korndörfer, Ana Paula
Fonte: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre Publicador: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre
Tipo: Tese de Doutorado
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
135.91%
Em “‘An international problem of serious proportions’: A cooperação entre a Fundação Rockefeller e o governo do estado do Rio Grande do Sul no combate à ancilostomíase e seus desdobramentos (1919-1929)”, nossa proposta é analisar, levando em consideração aspectos do contexto internacional, nacional e local, a cooperação entre a divisão internacional de saúde – International Health Board – da Fundação Rockefeller e o governo estadual do Rio Grande do Sul no combate a uma endemia rural, a ancilostomíase, na década de 1920, e os desdobramentos, as consequências desta cooperação na saúde pública estadual, tanto no que se refere ao combate à ancilostomíase em si quanto à organização da saúde no estado. A partir da discussão de bibliografia pertinente ao tema e da análise de documentação produzida, principalmente, pela Fundação Rockefeller (relatórios, correspondência e publicações) e pelo governo do estado do Rio Grande do Sul (Relatórios da Secretaria de Estado dos Negócios do Interior e Exterior), enfocaremos as atividades de combate à doença realizadas em municípios gaúchos a partir da cooperação entre a Fundação e o governo estadual, orientadas pela instituição norte-americana e realizadas através da Diretoria de Higiene estadual entre 1920 e 1923.Além disso...

Prisioneiros da história: trajetórias intelectuais na imprensa negra meridional

Santos, José Antônio dos
Fonte: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre Publicador: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre
Tipo: Tese de Doutorado
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
135.92%
A principal fonte de pesquisa da presente tese foram os jornais dirigidos para a população negra no estado do Rio Grande do Sul (Brasil), nos anos de 1892 a 1930. Reconhecida pela historiografia brasileira como imprensa negra, os periódicos nos deram a possibilidade de refletir sobre a participação política dos negros na história do Estado. Nessa direção, no primeiro capítulo, buscamos dialogar com as recepções das categorias de “pós-abolição”, “pós-colonialismo” e “diáspora africana” no Brasil, e a importância do Movimento Negro para a emergência da historiografia recente, que passou a definir outros lugares para os negros na história do país. No correr da tese, fizemos uso dos conceitos de etnicidade, memória social, “dupla consciência”, dentre outros, para entender como se deu o processo de inserção e mobilidade social dos jornalistas e redatores. Eles usaram os jornais como meios de comunicação com o que se passava no Estado, no país e nos Estados Unidos, e ocuparam os lugares sociais de lideranças étnicas que definiram as estratégias de superação do racismo e do preconceito.; The primary sources used for the present thesis consisted of newspapers published between 1892 and 1930 that were intended for the afro-descendant population of Rio Grande do Sul state...

A construção do imaginário da mulher brasileira na fronteira oeste do Rio Grande do Sul: o que revelam os jornais do período de 1890 a 1910

Ribeiro, Marilene da Cunha
Fonte: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre Publicador: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre
Tipo: Tese de Doutorado
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
135.9%
Pesquisar sobre a construção do imaginário da mulher brasileira na fronteira oeste do Rio Grande do Sul, a partir do que revelam os jornais do período de 1890 a 1910, era um trabalho que se revestia de relevância social ao contribuir para a reflexão e os estudos que se realizam sobre a constituição da subjetividade do feminino no Brasil. No final do século XIX e início do Século XX, o Brasil passou por uma série de transformações que implantaram modificações arquitetônicas, mudanças nas relações de trabalho e até no lazer das pessoas. Essas transformações vão desde a abertura de avenidas, destruição de cortiços, até o asilamento cientifico e a cobrança de valores éticos e de posturas morais, principalmente do sexo feminino. Ao investigar o imaginário feminino, pude comprovar que as mulheres gaúchas da fronteira oeste do Rio Grande do Sul, foram alvos de preconceitos e que, mesmo assim, muitas lutaram pelo seu espaço, não se deixando moldar pelos padrões de moralidade vigente na sociedade. Tenho por tese, que a mulher da fronteira oeste do Rio Grande do Sul aprendeu, pela necessidade contextual da época, a desenvolver estratégias próprias de construção de sua subjetividade que não a reduzem à representação apresentada pelo imaginário popular...

A literatura dramática do Rio Grande do Sul: (de 1900 a 1950)

Fischer, Antenor
Fonte: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre Publicador: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre
Tipo: Tese de Doutorado
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
195.89%
A literatura dramática do Rio Grande do Sul, da primeira metade do século XX, a partir de uma abordagem crítica moderna e com ênfase nas duas dimensões fundamentais para a arte: a estética e a social. O estudo - de certa forma original no tema e pouco convencional no modelo narrativo - visa suprir uma lacuna no campo específico da historiografia literária gaúcha, na qual o enfoque, via de regra, recai sobre a prosa e a poesia. Do inventário da produção dramática sul-rio-grandense, do período de 1900 a 1950, e da análise dos estilos e temáticas explorados pelos autores sulinos, em quase uma centena de peças teatrais (várias delas jamais publicadas ou referidas em estudos anteriores), resulta, mais que um amplo painel, uma sólida fonte de pesquisa, há tantos anos reclamada pelos profissionais e amantes das artes cênicas do Rio Grande do Sul. Ainda que a literatura dramática gaúcha possa parecer, à primeira vista, pouco expressiva, a conclusão final do estudo é de que a produção nesse gênero, no período relevante, foi, quantitativamente, considerável: entre dramas, comédias e outras formas ou classificações teatrais, o número chega a cerca de 660 peças, das quais em torno de 160 nos foram legadas, na forma impressa. Em termos de qualidade cênica e literária...

A epopéia dos titãs do pampa : historiografia e narrativa épica na História da grande revolução, de Alfredo Varella

Silva, Jaisson Oliveira da
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
135.81%
Este trabalho analisa a História da Grande Revolução (1933), do historiador Alfredo Varella (1864-1943). A obra é uma das mais copiosas a respeito da guerra civil farroupilha e traz em sua escrita comparações explícitas com o épos clássico das poesias homéricas e modulações típicas do padrão de epopéia. A despeito da enfática opção do autor pelos preceitos de uma história científica, Varella narrou a Revolução Farroupilha como a “Guerra da Nova Troya”, numa história que almejava ser científica ao mesmo tempo em que ostentava cores épicas. O trabalho procura explorar essa aparentemente contraditória relação, debatendo, para isso, teorias da historiografia, apreciações sobre o gênero épico e algumas reflexões do âmbito da filosofia hermenêutica.; This study analyses the História da Grande Revolução (1933), written by Alfredo Varella (1864- 1943). The work is one of the most copious about the “farroupilha” civil war and brings in his writing explicit comparisons with the classic épos of the Homeric poems and modulations typical of the epic pattern. Despite the emphatic author's choice by the precepts of scientific history, Varella narrated the “Revolução Farroupilha” as the “New War of Troy”...

O entrelaçar de histórias: o Centro de Ciências do Rio Grande do Sul (CECIRS) e a vida de um professor de ciências

Viêra, Marivane Menuncin
Fonte: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre Publicador: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre
Tipo: Dissertação de Mestrado
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
155.97%
Esta dissertação faz parte de um projeto maior, financiado pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), que tem como título Ciência, História, Educação e Cultura: dos Centros de Treinamento de Professores de Ciências aos atuais Centros e Museus Interativos. Este trabalho se justifica pela importância que um destes Centros teve para a educação científica do estado, o Centro de Ciências do Rio Grande do Sul (CECIRS), e procura compreender a relação existente entre as atividades desenvolvidas no CECIRS e o ensino de Ciências no Rio Grande do Sul em diferentes épocas (1965/2000), bem como analisar a história de vida de um dos professores que participou ativamente de todas as fases do Centro. Assim sendo, o problema desta pesquisa é o seguinte: qual a relação existente entre as atividades desenvolvidas no CECIRS e o ensino de Ciências no Rio Grande do Sul em diferentes épocas? Esta investigação utiliza a metodologia de pesquisa qualitativa, mais especificamente a história oral de vida. A análise dos dados foi realizada por meio da Análise Textual Discursiva e originou três categorias principais. A primeira delas, denominada Registros da vida: recompondo tempos e espaços, trata de fatos importantes da vida pessoal e profissional do professor sujeito da pesquisa...

Uma história do karate-do no Rio Grande do Sul : de arte marcial a prática esportiva

Frosi, Tiago Oviedo
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
146.01%
O Karate-Dō é uma prática cultural com origem no processo de incorporação das artes marciais chinesas ao contexto guerreiro do arquipélago de Ryūkyū e posterior exportação dessa arte ao Japão, onde foi reinventada e tornou-se um Budō. Com sua popularização após a Segunda Guerra Mundial disseminou-se por vários países, principalmente, através do trabalho dos instrutores da Japan Karate Association, e hoje é uma das artes marciais mais praticadas no mundo. A presente pesquisa objetiva reconstruir uma História do Karate-Dō no Rio Grande do Sul, desde as primeiras associações até a fundação de sua federação estadual. Foram escolhidos procedimentos metodológicos que ajudassem a reconstituir três versões da história do Karate-Dō no Rio Grande do Sul: uma história através dos depoimentos, apoiada na História Oral; uma história através das imagens, apoiada na Metodologia Visual; e uma história documental, apoiada na Análise Documental. De posse dessas versões, foram realizadas a classificação, a análise e a interpretação das informações coletadas, com base nos pressupostos teórico-metodológicos da História Cultural. Dentre os resultados, após a triangulação das fontes históricas, foi possível reconstruir uma história do Karate-Dō no Rio Grande do Sul apontando diversas práticas e representações culturais que se constituíram ao longo de 20 anos...

O Golpe civil-militar de 1964 no Rio Grande do Sul : a ação política liberal-conservadora

Lameira, Rafael Fantinel
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
165.87%
O objetivo dessa dissertação é compreender como os movimentos sociais e políticos conservadores e liberais atuaram na construção e consolidação do Golpe Civil-Militar de 1964, a partir de sua atuação no campo hegemônico, político e, político-institucional no Rio Grande do Sul. Com este objetivo, o capítulo um trata dos temas referentes ao anticomunismo, à Guerra Fria e os embates ideológicos advindos desse contexto que produziu uma polarização crescente nas forças políticas brasileiras. O cimento ideológico que unifica as forças conservadoras, apesar de sua multiplicidade, no enfrentamento aos projetos reformistas é o anticomunismo, tendo na Igreja Católica e na Imprensa seus principais veículos de transmissão. No segundo capítulo, o objeto é a vanguarda política do segmento conservador da sociedade civil organizada, em especial, as auto identificadas como classes produtoras, tanto em sua dimensão urbana, através da FIERGS e da FEDERASUL, quanto a rural, com a FARSUL. No terceiro capítulo estudamos a atuação política institucional das forças liberais e conservadores, para apoiar e legitimar o Golpe Civil-Militar de 1964, através dos partidos políticos, PSD, UDN, PDC, PRP e PL, sua frente partidária...