Página 1 dos resultados de 3317 itens digitais encontrados em 0.041 segundos

Galerias e mundos virtuais na educação : aplicação à história da arte

Martins, Maria da Conceição de Magalhães
Fonte: Universidade Aberta de Portugal Publicador: Universidade Aberta de Portugal
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2012 POR
Relevância na Pesquisa
105.93%
Dissertação de Mestrado em Expressão Gráfica e Audiovisual apresentada à Universidade Aberta; As tecnologias integradas no currículo permitem uma regeneração do ensino e das práticas pedagógicas. Ao utilizar a multimédia no ensino estamos a contribuir para a modernização dos métodos de estudo. Neste projeto ao utilizarem-se aplicações de multimédia específicas foi com o intuito de proporcionar aos alunos situações motivacionais e promotoras de uma aprendizagem significativa dos conteúdos abordados na disciplina de História e Cultura das Artes. É ainda propósito deste projeto estudar e compreender a intercessão das novas tecnologias, sobretudo os ambientes tridimensionais no processo de ensino aprendizagem. Neste sentido, aplicou-se a tecnologia VRML/X3D como apoio à transmissão de conhecimentos na História da Arte. Para tal, criou-se uma aplicação que permitiu fazer o estudo da usabilidade, funcionalidade e acessibilidade deste ambiente 3D no âmbito educativo. Procurou-se com esta investigação, estudar o impacto pedagógico desta aplicação e averiguar se esta facilita a aquisição de conteúdos pedagógicos assim como, desenvolvimento de competência dos alunos, após a sua utilização. O resultado obtido nos exames nacionais constitui-se como indicador positivo a favor da utilização desta aplicação de multimédia...

De Anita à academia: para repensar a história da arte no Brasil

CHIARELLI, Tadeu
Fonte: Centro Brasileiro de Análise e Planejamento Publicador: Centro Brasileiro de Análise e Planejamento
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
95.94%
A partir de uma citação do romance Mocidade morta, de Gonzaga-Duque, e da análise de algumas pinturas brasileiras, produzidas entre a segunda metade do século XIX e a primeira do século XX, este texto problematiza alguns paradigmas da história da arte no Brasil. Enfatiza a necessidade de rever a periodização da arte brasileira, uma vez que as diferenças entre produções "acadêmicas" e outras "modernistas" parecem apenas tópicas.; Taking as a clue a citation of Mocidade morta (a novel by Gonzaga Duque) and the analysis of some Brazilian paintings (from the end of the XIXth Century and the beginning of the next) this article intends to question some parameters of Brazilian art history. It emphasizes also the need to rethink the traditional periodization of Brazilian art since the diferences between "academic" and "modernist" art are often superficial ones.

De Anita à acadêmia: para repensar a história da arte no Brasil

CHIARELLI, Tadeu
Fonte: São Paulo Publicador: São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
95.99%
A partir de uma citação do romance Mocidade morta, de Gonzaga-Duque, e da análise de algumas pinturas brasileiras, produzidas entre a segunda metade do século XIX e a primeira do século XX, este texto problematiza alguns paradigmas da história da arte no Brasil. Enfatiza a necessidade de rever a periodização da arte brasileira, uma vez que as diferenças entre produções "acadêmicas" e outras "modernistas" parecem apenas tópicas; Taking as a clue a citation of Mocidade morta (a novel by Gonzaga Duque) and the analysis of some Brazilian paintings (from the end of the XIXth Century and the beginning of the next) this article intends to question some parameters of Brazilian art history. It emphasizes also the need to rethink the traditional periodization of Brazilian art since the diferences between "academic" and "modernist" art are often superficial ones

Giz, caneta e pincel: Literatura e História da Arte nas aulas do professor Osman Lins; Chalk, pen and brush: literature and art history in teacher Osmar Lins's classes

Ribas, Elisabete Marin
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 30/01/2012 PT
Relevância na Pesquisa
105.96%
Osman Lins, escritor pernambucano, em 1970, ao ser convidado a assumir a cadeira de Literatura Brasileira na Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Marília (atual UNESP), propõe a seus alunos experiências didáticas inovadoras para a época. Dentre elas constou um curso extracurricular, de História da Arte. Tal curso, gravado em fitas cassetes pelo escritor, hoje salvaguardadas no Arquivo do Instituto de Estudos Brasileiros, é composto de aulas audiovisuais que ilustravam o conteúdo programático, narrado por Osman Lins. Na presente pesquisa, esse material foi transcrito e parte das imagens recuperadas. Junto dos planos de aulas de Literatura Brasileira, o Curso de História da Arte, traz à luz um novo lado do escritor, que em sala de aula, permaneceu firme aos seus ideais literários.; When Osman Lins, a writer from Pernambuco, was invited to take the chair of Brazilian Literature in Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Marília (today UNESP), he proposed to his students didactic approaches that were innovative at the time. Among them he included an extracurricular course of Art History that was recorded in tapes which nowadays are kept in the Archive of the Instituto de Estudos Brasileiros. That course is structured of audiovisual classes in which images illustrated the content presented by Osman Lins. In our research the original audio was transcribed and most of the base images was recovered. Along with the lessons plans of Brazilian Literature...

História da arte e apropriações contemporâneas : uma metodologia de ensino em construção

Oliveira, Emerson Dionisio Gomes de
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
96.07%
O presente trabalho procurou refletir sobre a prática de ensino que utiliza obras de artes visuais, indiciadas dentro do vocabulário da arte contemporânea, para a construção de um processo comparativo que explicita leituras, releituras e apropriações de estilos e estéticas visuais do passado. Tal prática mira no confronto entre os elementos da linguagem visual oriundos da tradição classificatória da história da arte ocidental – barroco, maneira, neoclássico, romantismo, modernismo etc. –, apropriados pelos artistas contemporâneos. Nesse confronto explicitam-se usos, jogos, críticas e procedimentos realizados pelos artistas, ao mesmo tempo em que se evidencia a história constitutiva dos valores da disciplina História da Arte dentro do contexto sóciohistórico brasileiro. Para tanto, indica-se nesta pesquisa, em uma primeira abordagem, o uso desse método comparativo na formação de professores, a partir do curso de Licenciatura em Artes Plásticas da Universidade de Brasília, e a produção de conhecimento por meio da História da Arte. Nesse tocante, a prática metodológica abriu outros questionamentos: o estatuto artístico em diferentes momentos históricos; o papel do artista diante das fontes visuais do passado; o sentido de autoria e suas restrições culturais; o processo narrativo do passado por meio de fontes visuais derivadas; a hierarquia dos gêneros e suportes; a circulação e a percepção de obras derivadas; a memória como elemento conceitual mediador; o papel das instituições de arte e sua relação com as instituições de ensino; e...

O inferno na obra de Leon Ferrari : questões de apropriação da história da arte

Oliveira, Emerson Dionisio Gomes de
Fonte: Associação Nacional de História – ANPUH Publicador: Associação Nacional de História – ANPUH
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
106.01%
Apresenta artigo onde o autor analisa a do artista plástico argentino León Ferrari à luz de sua crítica às religiões monoteístas, em especial ao catolicismo romano. O trabalho pretende acrescentar mais um parecer crítico a essas discussões, voltando-se, em especial, para o modo como Ferrari apropria-se de diferentes tópicos da História Ocidental – especialmente da História da Arte – para representar o que ele denomina como o maior centro de torturas da humanidade: o Inferno

O Conde Athanasius Rackzynski e a Historiografia da Arte em Portugal

Rodrigues, Paulo Simões
Fonte: Instituto de História da Arte da FCSH da Universidade Nova de Lisboa Publicador: Instituto de História da Arte da FCSH da Universidade Nova de Lisboa
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
105.98%
O artigo pretende demonstrar a importância do livro "Les Arts en Portugal", publicado em 1846, da autoria do conde polaco Athanasius Raczynski, que residiu em Portugal, como representante do rei da Prússia, entre 1842 e 1848. A importância da obra reside na divulgação internacional que fez, traduzindo para francês alguns trechos, dos manuscritos "Da Pintura Antiga" (1849) e "Da Fabrica que falece à Cidade de Lisboa" de Francisco de Holanda, e sobretudo no estabelecimento, pela primeira vez, de um núcleo coerente de pinturas atribuível a um dos mitos da História da Pintura Portuguesa, Grão Vasco.

Prefácio a: Maria Helena da Rocha Pereira: Vasos Gregos: Mensagem de arte e cultura, Centro de História da Arte e Investigação Artística – Universidade de Évora, «Colecção Património», 2009.

Teixeira, Cláudia
Fonte: Centro de História da Arte e Investigação Artística – Universidade de Évora Publicador: Centro de História da Arte e Investigação Artística – Universidade de Évora
Tipo: Parte de Livro
POR
Relevância na Pesquisa
95.96%
Prefácio a: Maria Helena da Rocha Pereira: Vasos Gregos: Mensagem de arte e cultura, Centro de História da Arte e Investigação Artística – Universidade de Évora, «Colecção Património», 2009.

História da arte e feminismo: uma reflexão sobre o caso português

Vicente, Filipa Lowndes, 1972-
Fonte: FCSH-UNL Publicador: FCSH-UNL
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2012 POR
Relevância na Pesquisa
96.05%
A história da arte no contexto português rejeitou durante muito tempo os desafios que as abordagens feministas colocaram à disciplina, internacionalmente, desde a década de 1970. O feminismo vivido em Portugal durante esse periodo tentava ainda assegurar direitos básicos de igualdade juridica entre mulheres e homens, inexistente até à década de 1970. E isto também pode ajudar a explicar a escassa inscrição teórica do feminismo no interior da academia. Para lá da globalização e circulação do conhecimento, a história da arte continua muito dependente das diferentes tradições historiográficas nacionais. Em certos países, como o Reino Unido ou os Estados Unidos da América, a história da arte fez uso dos instrumentos teóricos do feminismo para se questionar a si própria. Ou seja, perante a ausência do feminino, questionou os próprios paradigmas da disciplina – aqueles que invisibilizaram o feminino mas também aqueles que nunca questionaram porque é que a feminino era invisível. Como é que as abordagens feministas podem passar a integrar a história da arte portuguesa sem possuir uma genealogia, uma história feita das transformações e críticas teóricas que os próprios feminismos experimentaram ao longo de várias décadas naqueles contextos em que foram mais debatidos? Será que nos podemos apropriar das respostas sem antes termos feito as perguntas?

História da Arte na World Wide Web

Luzio, Luísa França
Fonte: Edições Colibri / Instituto de História da Arte - Faculdade de Ciências Sociais e Humanas/UNL Publicador: Edições Colibri / Instituto de História da Arte - Faculdade de Ciências Sociais e Humanas/UNL
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2007 POR
Relevância na Pesquisa
95.88%
in Varia, Revista do IHA, N.3 (2007), pp.328-331; A segunda parte do artigo encontra-se in Varia, Revista do IHA, N.4 (2007), pp.379-382 [Disponível in http://hdl.handle.net/10362/12597]

De Anita à academia: para repensar a história da arte no Brasil

Chiarelli,Tadeu
Fonte: Centro Brasileiro de Análise e Planejamento Publicador: Centro Brasileiro de Análise e Planejamento
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2010 PT
Relevância na Pesquisa
95.94%
A partir de uma citação do romance Mocidade morta, de Gonzaga-Duque, e da análise de algumas pinturas brasileiras, produzidas entre a segunda metade do século XIX e a primeira do século XX, este texto problematiza alguns paradigmas da história da arte no Brasil. Enfatiza a necessidade de rever a periodização da arte brasileira, uma vez que as diferenças entre produções "acadêmicas" e outras "modernistas" parecem apenas tópicas.

As contribuições de Jacob Burckhardt ao Manual de História da Arte de Franz Kugler (1848)

Fernandes,Cássio da Silva
Fonte: Associação Nacional de História - ANPUH Publicador: Associação Nacional de História - ANPUH
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2005 PT
Relevância na Pesquisa
116.01%
Entre junho e setembro de 1847, o historiador suíço Jacob Burckhardt (1818-1897) trabalhou em Berlim como assistente de seu ex-professor, Franz Kugler (1808-1858), na segunda edição, revista e ampliada, do Handbuch der Kunstgeschichte de 1848. Esta obra era parte do amplo estudo histórico-artístico, iniciado por Kugler na década de 1830, que simbolizou o nascimento da moderna história universal da arte em língua alemã. No que se refere a Burckhardt, a participação no Manual de História da Arte deixou transparecer elementos de sua futura descoberta historiográfica: a Renascença italiana. Buscaremos, nas infinitas linhas da segunda edição do manual de Kugler, os traços da pena de Burckhardt, onde cintilam dois componentes:de um lado, a arte como expressão fundamental para o entendimento histórico; de outro, a passagem que conduz da Idade Média ao Renascimento e o papel da Itália nessa transformação.

História da Arte ou Estória da Arte?

Magalhães,Roberto Carvalho de
Fonte: Pós-Graduação em História, Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas, Universidade Federal de Minas Gerais. Publicador: Pós-Graduação em História, Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas, Universidade Federal de Minas Gerais.
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2008 PT
Relevância na Pesquisa
106.01%
Tomando como ponto de partida os conceitos sobre arte e história expressos por Paul Valéry em seus escritos teóricos, pelo filósofo alemão Konrad Fiedler e pelo historiador e crítico de arte italiano Carlo L. Ragghianti, o autor questiona as formas de se compor a história da arte e os seus desdobramentos pedagógicos. Perplexo diante da confiança nas definições dadas a períodos históricos, o autor contrapõe a verdade e a concretidão das obras existentes - que têm a sua própria linguagem, a sua própria forma - à reconstrução histórica, que não é capaz de fazer o passado reviver plenamente e não deixa de ser a projeção parcial de um olhar num passado que não existe mais e que chega até nós através de fragmentos e de enormes lacunas a serem preenchidas.

A História da Arte na encruzilhada

Machado,José Alberto Gomes
Fonte: Pós-Graduação em História, Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas, Universidade Federal de Minas Gerais. Publicador: Pós-Graduação em História, Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas, Universidade Federal de Minas Gerais.
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2008 PT
Relevância na Pesquisa
105.93%
O texto aborda os desafios que actualmente se colocam à sobrevivência da História da Arte como ramo autónomo do saber e foca algumas questões teóricas e terminológicas levantadas pela globalização da disciplina.

POR UMA HISTÓRIA DA ARTE DE "OBJETOS INCOMPLETOS" — ENTREVISTA COM SÔNIA SALZSTEIN

Avelar,Ana Cândida de
Fonte: Centro Brasileiro de Análise e Planejamento Publicador: Centro Brasileiro de Análise e Planejamento
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2015 PT
Relevância na Pesquisa
96.03%
RESUMONa entrevista a seguir, a professora de Artes Visuais Sônia Salzstein discute a história da arte que se produz no Brasil, o formalismo e a História Social da Arte dentro desse debate e as mudanças no cenário das instituições artísticas brasileiras, a partir de sua própria experiência como docente e crítica. Este depoimento integra o projeto “História e crítica de arte hoje: referências, diálogos”, desenvolvido pelo Núcleo de Pesquisa e Mediação do Centro Universitário Maria Antonia, da USP, sob a coordenação de Ana Cândida de Avelar.

A história da arte na educação básica: um diálogo entre teoria e prática

Oliveira, Giulia Cechinel de
Fonte: Universidade do Extremo Sul Catarinense Publicador: Universidade do Extremo Sul Catarinense
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso - TCC
PT_BR
Relevância na Pesquisa
96.13%
Trabalho de Conclusão de Curso, apresentado para obtenção do grau de Licenciada no curso de Artes Visuais da Universidade do Extremo Sul Catarinense, UNESC.; Este trabalho tem como objetivo perceber o papel da disciplina de História da Arte na formação do professor de arte para a educação básica. Como problematização busco responder se as aulas de História da Arte do Curso de Artes Visuais – Licenciatura da Universidade do Extremo Sul Catarinense/UNESC – contribuem para o aprimoramento do ensino da arte na Educação Básica. Para elucidar o problema discorro no referencial teórico sobre história geral da arte a partir dos estudos de Gombrich (1999), Pareyson (2001), Arheim (2004), bem como sobre o ensino da arte no Brasil, através dos Documentos Norteadores da Educação – RCNEI (1998), PCN (1998), OCEM (2006). Dialogo também sobre o conteúdo história da arte na formação do professor de arte, com o olhar especial para o curso de Artes Visuais - Licenciatura da UNESC, especialmente em sua Matriz 03, aprovada em 2008. Analiso também os Planos de aulas e as ementas das disciplinas relacionadas à História da Arte, constantes da matriz citada. De acordo com a definição do problema classifico minha pesquisa de natureza básica e de cunho qualitativo uma vez que dialoga de forma a contribuir para as diferentes reflexões no contexto investigado. Envolvo na pesquisa 32 professores de arte da Rede Municipal de Criciúma que permitem traçar um panorama da realidade da presença do conteúdo de história de arte nas aulas das escolas do município. A pesquisa revela que os professores trabalham esse conteúdo...

Estudo iconográfico da representação dos cães na arte

Serafim, Suellen da Silva Benedet
Fonte: Universidade do Extremo Sul Catarinense Publicador: Universidade do Extremo Sul Catarinense
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso - TCC
PT_BR
Relevância na Pesquisa
96.04%
Trabalho de Conclusão de Curso, apresentado para obtenção do grau de Bacharel no Curso de Artes Visuais da Universidade do Extremo Sul Catarinense, UNESC.; Esta pesquisa tem como objetivo fazer um estudo iconográfico da aparição de cães no mundo das artes em diferentes épocas e lugares na perspectiva de descoberta de novas poéticas e estéticas. A metodologia segue na linha de pesquisa em Processos e Poéticas do Curso de Artes Visuais Bacharelado, de natureza aplicada, qualitativa, exploratória e bibliográfica. O diálogo teórico para embasar acontece a partir de autores como Beckett (1997), Cauquelin (2005), Cotton (2010), Cumming (1998), Del-Claro (2004), Panofsky (1991), Gombrich (1999), Reis (2010), Millan (2011), Rossi (2002) entre outros. O percurso contempla diferentes períodos da história da arte no qual procuro identificar a forma que os cães foram representados pelos artistas nas suas obras, levando em conta os ícones, épocas e lugares em que foram realizadas. Para uma melhor compreensão trago conceitos sobre iconografia, história da arte, história da fotografia, arte contemporânea e arte. A investigação segue um caminho que se contempla com uma produção artística fazendo dessa investigação uma pesquisa em arte. A relevância dessa proposta se encontra com diferentes possibilidades de melhor compreender essa relação poética e estética que envolve a arte...

Rock my art : ou O novo esteticismo de Porquê choras? ou O dia em que Eduk entrou para a história da arte

Felipe, Leonardo Azevedo
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf; video/x-msvideo
POR
Relevância na Pesquisa
96.02%
A partir do estudo de um caso específico – a performance Porquê Choras?, de Rogério Nazari e Telmo Lanes, ocorrida em 14 de agosto de 1985, em Porto Alegre, e que contou com a participação do grupo de rock Defalla – este trabalho busca narrar uma História (Roqueira) da Arte, apontando momentos no século XX em que o campo das artes visuais foi cruzado com o da cultura popular massiva representada pelo rock. Em paralelo, esta pesquisa também propõe reflexões acerca do fazer da própria história da arte e das maneiras de produção da chamada pós-crítica.; From the study of a specific case – the performance Porquê Choras?, by Rogerio Nazari and Telmo Lanes, which occurred on August 14, 1985, in Porto Alegre, and had the participation of the rock group Defalla – this paper seeks to narrate a Rock My Art Story, pointing moments in the twentieth century that the field of visual arts has crossed with pop culture represented by rock’n’roll. In parallel, this research also proposes reflections on the making of the history of art and on the ways of production of the so called post-criticism.

Diálogos estéticos e alguns caminhos da intertextualidade para a história da arte e do vídeo; Diálogos estéticos e alguns caminhos da intertextualidade para a história da arte e do vídeo

Ribeiro, Regilene Sarzi
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola de Comunicações e Artes Publicador: Universidade de São Paulo. Escola de Comunicações e Artes
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 30/06/2014 POR
Relevância na Pesquisa
96.02%
This is an exercise in intertextuality in four Brazilian video art works produced between 1975 and 2002. The methodological approach is based on the description of intertextual and iconographical pathways that can lead the art critic and the public to the audiovisual text. The aesthetic dialogues reveal different intertextual references and plastics elements that from a network of iconographic relations. From the aesthetic analyses, relationships between videos and artworks from different periods are woven in order to tell a brief history of art through intertextuality.; Trata-se de um exercício sobre a intertextualidade em quatro videoartes brasileiras produzidas entre os anos de 1975 e 2002. A abordagem metodológica é pautada na descrição de intertextos e percursos iconográficos que podem levar o crítico de arte e o público ao texto audiovisual. Os diálogos estéticos revelam diferentes referências intertextuais e elementos plásticos que forma uma rede de relações iconográficas. A partir da análise estética, são tecidas relações entre vídeos e obras de arte de diferentes épocas, visando narrar uma breve história da arte por meio da intertextualidade.

APRESENTAÇÃO DO DOSSIÊ "OS DISCURSOS DA HISTÓRIA E AS LINGUAGENS DA HISTÓRIA DA ARTE: TEMPO, ESPAÇO E REPRESENTAÇÃO"

Ribeiro, Maria Eurydice De Barros; UnB
Fonte: Programa de Pós-Graduação em História da Universidade de Brasília (PPGHIS/UnB) Publicador: Programa de Pós-Graduação em História da Universidade de Brasília (PPGHIS/UnB)
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Avaliado por Pares Formato: application/pdf
Publicado em 05/03/2014 POR
Relevância na Pesquisa
95.91%
Dossiê "Os Discursos da História e as Linguagens da História da Arte: Tempo, Espaço e Representação".