Página 1 dos resultados de 12 itens digitais encontrados em 0.005 segundos

Modelação da resposta termo-higrométrica do corpo humano

Mendes, João Carlos Antunes Ferreira
Fonte: Universidade de Coimbra Publicador: Universidade de Coimbra
Tipo: Tese de Doutorado
POR
Relevância na Pesquisa
16.91%
A principal dificuldade sentida quando se pretende modelar a interacção térmica entre o homem e o meio ambiente ocorre na simulação do mecanismo da transpiração, nomeadamente na obtenção de uma camada húmida uniformemente distribuída sobre a superfície exterior da pele. Assim, o objectivo principal deste trabalho consiste na avaliação da aplicabilidade de materiais porosos na simulação daquele tipo de fenómeno. Foi construído um sensor com vista à avaliação de ambientes térmicos, que permite a caracterização de um conjunto muito variado de situações, especialmente aquelas em que o corpo humano tem que recorrer aos processos de sudação na manutenção do seu equilíbrio térmico. O estudo paramétrico da resposta do sensor aos efeitos da temperatura do ar, da humidade e velocidade do ar, foi efectuado numa montagem experimental projectada e construída para o efeito. Em paralelo, desenvolve-se um modelo numérico com base na descrição dos fenómenos físicos que ocorrem na superfície do sensor, útil como ferramenta auxiliar na realização de cálculos exploratórios de sensibilidade. Os resultados experimentais do sensor são comparados com os calculados através do modelo numérico e com os obtidos através de um outro sensor de forma geométrica semelhante mas desprovido da capacidade de simular o mecanismo da sudação. A calibração da resposta do sensor...

Ambiente urbano: contrastes térmicos e higrométricos espaciais em Aracaju-Sergipe (Brasil)

Anjos, Max Wendell Batista dos
Fonte: Universidade de Coimbra Publicador: Universidade de Coimbra
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
16.91%
O presente trabalho teve como objetivo analisar os contrastes térmicos e higrométricos espaciais, à escala topoclimática, no espaço urbano e periurbano da cidade de Aracaju. Neste estudo encontrou evidências significativas de contrastes topoclimáticos no espaço intraurbano, o que leva a fortes indícios de ocorrência da ilha de calor nesta cidade. Isto foi possível mediante o confronto dos dados de temperatura e umidade relativa entre as estações meteorológicas urbanas do Parque da Cidade (PC), do Centro da Cidade (CC) e do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET) com a estação meteorológica da INFRAERO (INFRA) localizada no Aeroporto de Santa Maria, de caráter mais periurbano. Além deste, do confronto de dados oriundo dos pontos de observação, distribuídos em vários pontos da cidade através do transecto móvel. Durante o segmento temporal da investigação, tornou-se notório a diferença térmica e higrométrica entre a área urbana e periurbana, em que as frequências relativas de ocorrência de diferenças de temperatura máxima maiores que zero (%>0), superaram os 96% no centro cidade. A ilha de calor do centro em seu ritmo intradiurno foi mais intensa, em que os valores das %>0 situaram-se por volta dos 100% durante os finais da manhã até parte da noite. Em contrapartida...

Avaliação dos programas para quantificar condensações em engenharia civil

França, Carlos Manuel Coelho
Fonte: Universidade do Porto Publicador: Universidade do Porto
Tipo: Dissertação Formato: XVIII, 101 p., 30 cm; application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
16.91%
Tese de Mestrado Integrado. Engenharia Civil (Construções). Faculdade de Engenharia. Universidade do Porto. 2013

Optimização da secagem de produtos agro-alimentares

Dias, Américo Henriques
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
16.91%
Com o presente trabalho pretende-se fazer um estudo sobre a cinética da secagem do bacalhau nomeadamente no que se refere à determinação das humidades de equilíbrio e ao estudo da cinética da secagem. A determinação das humidades de equilíbrio foi conseguida usando uma câmara higrométrica existente no Departamento de Engenharia Mecânica, onde foram variados os parâmetros de secagem, temperatura e humidade relativa. A cinética da secagem do bacalhau foi determinada com recurso a uma estação de secagem existente no Departamento de Engenharia Mecânica. Foram obtidas as curvas de secagem em várias condições de secagem. Nas experiências realizadas na estação de secagem, foram variadas a humidade relativa (40,50 e 60%), a velocidade do ar (1.5m/s e 3m/s) e manteve-se constante a temperatura (20ºC). Após o tratamento e discussão dos resultados verificou-se que a um aumento da temperatura provoca uma diminuição no valor da humidade de equilíbrio e um aumento da humidade relativa provoca um aumento da humidade de equilíbrio. Na estação de secagem verificou-se que um aumento da velocidade de secagem provoca uma diminuição do tempo de secagem e um aumento da humidade relativa provoca um aumento do tempo de secagem. ABSTRACT: With this work we intend to do a study on the drying kinetics of salted cod. Namely in what determination of concerns the drying equilibrium drying kinetics. In order to determine the moisture drying equilibrium an hygrometric chamber was used. A convective drying station was used to study the drying kinetics of salted cod. In the experiments carried out on the drying station relative humidity and air speed was varied while temperature remained constant (20ºC). After treatment and discussion of the results has shown that an increase in temperature causes a decrease in the amount of humidity equilibrium while the effect was varied when relative humidity was increase. Drying kinetics is accelerated by an increase in the air velocity and reduced by an increase in the relative humidity.; Mestrado em Engenharia Mecânica

Argamassas de terra - Comportamento higrotérmico função da granulometria da areia

Santos, Tânia; Silva, Vitor; Faria, Paulina
Fonte: V. Freitas, C. Diaz, E. Qualharini, E. Barreira, N. Ramos, R. Almeida (Eds.) Publicador: V. Freitas, C. Diaz, E. Qualharini, E. Barreira, N. Ramos, R. Almeida (Eds.)
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em /03/2015 POR
Relevância na Pesquisa
16.91%
É referido em bibliografia que a utilização da terra em argamassas de reboco interiores apresenta propriedades muito importantes para a melhoria da qualidade e conforto do ambiente interior de edifícios. Destaca-se a elevada capacidade de adsorção de vapor de água, que pode contribuir para o equilíbrio dos ambientes interiores e, consequentemente, para a mitigação dos problemas de saúde associados a estados limites de humidade. O trabalho experimental que se apresenta teve como objectivo o estudo das propriedades higrotérmicas de argamassas de terra, através do estudo da sua condutibilidade térmica, da permeabilidade ao vapor de água e da capacidade higroscópica (a nível de adsorção mas também de desadsorção). Para tal formularam-se diversas argamassas com base numa mesma terra argilosa destorroada, proveniente do barrocal algarvio, e com diferentes misturas de areias siliciosas. Todas as argamassas foram formuladas ao traço volumétrico 1:3 de terra e areia, respectivamente. Compararam-se com duas argamassas pré-doseadas produzidas com terra da mesma região produzidas com equipamento de laboratório e de obra. Os resultados obtidos com as diversas argamassas são apresentados e discutidos, comparando sempre que possível com outros estudos e salientando-se particularmente os bons resultados apresentados em relação à higroscopicidade das argamassas estudadas. Essa capacidade deve-se às características da argila...

Influência das florestas urbanas na variação termo-higrométrica da área intraurbana de Curitiba - PR

Leal,Luciana; Biondi,Daniela; Batista,Antonio Carlos
Fonte: Universidade Federal de Santa Maria Publicador: Universidade Federal de Santa Maria
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2014 PT
Relevância na Pesquisa
16.91%
De modo a entender a influência das florestas urbanas na variação termo-higrométrica da área intraurbana da cidade de Curitiba, este trabalho teve como objetivo analisar a variação temporal e espacial da temperatura e da umidade relativa do ar em cada estação do ano e relacioná-la com a presença das florestas urbanas. Para a coleta dos dados meteorológicos foram estabelecidos 44 pontos de monitoramento em quatro transectos na malha urbana da cidade. Nestes pontos foram instalados miniabrigos meteorológicos com sensores modelo Hobo(r), fixados nas hastes de sinaleiros e placas de sinalização. O monitoramento da temperatura e umidade relativa do ar foi realizado em períodos correspondentes às quatro estações do ano, com 22 dias de coleta e registro contínuo de dados em intervalos de 15 minutos. Nos quatro transectos analisados na área intraurbana de Curitiba foram encontradas diferenças termo-higrométricas significativas entre os pontos de monitoramento em todos os períodos analisados. Mesmo nas estações do ano de mais baixas temperaturas, o outono e o inverno, foram encontradas diferenças térmicas...

Argamassas de terra. Comportamento higrotérmico função da granulometria da areia

Santos, Tânia; Silva, Vitor; Faria, Paulina
Fonte: Publindustria Lda Publicador: Publindustria Lda
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em /08/2015 POR
Relevância na Pesquisa
16.91%
O trabalho experimental que se apresenta teve como objetivo o estudo das propriedades higrotérmicas de argamassas de terra, através do estudo da sua condutibilidade térmica, permeabilidade ao vapor de água e capacidade higroscópica. Formularam-se diversas argamassas com base numa mesma terra argilosa destorroada, proveniente do barrocal algarvio, com diferentes misturas de areias siliciosas. Compararam-se com duas argamassas pré-doseadas produzidas com terra da mesma região produzidas com equipamento de laboratório e de obra. Os resultados obtidos com as diversas argamassas são apresentados e discutidos, salientando-se particularmente os bons resultados apresentados em relação à higroscopicidade das argamassas estudadas. Essa capacidade deve-se às características da argila, que constitui o aglutinante das argamassas, e aparenta não ser muito influenciada pela granulometria das areias utilizadas, nem pela existência de baixa percentagem de fibras. Destaca-se a elevada capacidade de adsorção de vapor de água, que pode contribuir para o equilíbrio dos ambientes interiores e, consequentemente, para a mitigação dos problemas de saúde associados a estados limites de humidade. É possível considerar argamassas com este tipo de terra como potencialmente adequadas para contribuírem para a regulação higrométrica dos espaços interiores...

Museu Municipal de Faro: estudo das condições ambiente

Nóbrega, Ana Cristina
Fonte: Universidade de Évora Publicador: Universidade de Évora
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
16.91%
O Museu Municipal de Faro está instalado no Antigo Convento de Nossa Senhora da Assunção, datado do século XVI; este edifício, construído em taipa, não possui qualquer sistema auxiliar para o controlo das condições-ambiente no seu interior. Este trabalho apresenta o estudo realizado sobre as condições-ambiente no referido Museu, com vista a perceber se o comportamento do edifício enquanto barreira protectora favorece ou prejudica a estabilidade dos níveis de humidade relativa e temperatura no interior e, consequentemente, a boa conservação do espólio; para isto foram analisados e comparados os registos da humidade relativa e da temperatura obtidos para Faro e aqueles obtidos no interior das salas do Museu, em 2003 e 2004. Com base nesta análise, que demonstrou um bom desempenho do edifício enquanto invólucro protector, concluiu-se que a taipa constitui um sistema construtivo eficiente e fundamental para a sua inércia termo-higrométrica, sendo um factor determinante para a boa conservação das colecções do Museu; ABSTRACT: The Old Convent of Nossa Senhora da Assunção - the Museum of Faro's current premises - is a 16th century building made of rammed earth which doesn't have any other auxiliary systems for controlling the environmental conditions in its interior. This essay details the study of the environmental conditions inside the Museum of Faro in order to better understand in which way the building's behaviour as a protective casing affects the stability of the temperature and relative humidity levels in its rooms...

Reabilitação termo-higrométrica de edifícios de estabelecimentos de ensino construídos entre a década de 60 e 90

Neves, Fábio André Alves
Fonte: Instituto Politécnico do Porto. Instituto Superior de Engenharia do Porto. Publicador: Instituto Politécnico do Porto. Instituto Superior de Engenharia do Porto.
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2013 POR
Relevância na Pesquisa
27.63%
Em consequência da elevada permanência das pessoas em espaços interiores de edifícios, surge actualmente uma maior preocupação com o conforto térmico e qualidade do ar no seu interior. Apesar da grande evolução tecnológica dos sistemas de conservação de energia térmica e controle da qualidade do ar interior (QAI) na construção, os edifícios existentes acabam por não acompanhar essa evolução, apresentando um comportamento térmico e higrométrico que por vezes podem comprometer quer o conforto, quer a saúde e actividades dos seus utilizadores. Nos estabelecimentos de ensino, o comportamento termo-higrométrico assume um papel importante face à permanência diária de um grande número de crianças e jovens no seu interior. Com este estudo pretende-se caracterizar a qualidade do ambiente no interior de oito escolas, através de uma análise aos principais parâmetros de natureza higrotérmica de oito salas de aulas, tais como: a temperatura (ambiente e superficial), a humidade relativa (do ambiente e da superfície da envolvente exterior opaca), bem como o nível de escoamento do ar interior. Neste trabalho são apresentados os resultados das medições efectuadas em oito salas de aula que permitiram a comparação de características termo-higrométricas entre as respectivas escolas. É ainda apresentada a estimativa do nível de conforto térmico face às condições ambientais registadas...

Metodologia de análise da patologia de fachadas de edifícios recentes com sistema ETICS

Oliveira, José
Fonte: Instituto Politécnico do Porto. Instituto Superior de Engenharia do Porto Publicador: Instituto Politécnico do Porto. Instituto Superior de Engenharia do Porto
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2011 POR
Relevância na Pesquisa
16.91%
Ao percorrermos as cidades portuguesas, deparámo-nos frequentemente com fachadas de edifícios muito degradadas, não só de edifícios antigos, mas também de edifícios recentes (construção edificada a partir do início da década de 70). A presença de anomalias nas fachadas, para além de ser esteticamente desagradável na paisagem urbana, pode também potenciar a degradação prematura da envolvente vertical dos edifícios, deixando estas de desempenhar satisfatoriamente as funções de impermeabilidade e eficiência térmica. Tem-se assistido nas últimas décadas em Portugal, não só a uma evolução das técnicas construtivas das fachadas face à crescente exigência da qualidade dos edifícios, mas também a uma crescente utilização de novos revestimentos, nomeadamente, o sistema de isolamento térmico pelo exterior, conhecido pela sigla inglesa ETICS (External Thermal Insulation Composite System) e designado por “revestimento delgado armado sobre isolante”. O principal objectivo da presente dissertação consiste no desenvolvimento e aplicação de uma proposta de metodologia para análise da patologia de fachadas de edifícios recentes com sistema ETICS, que gradualmente tem vindo a implantar-se em Portugal como uma das soluções de carácter inovador de isolamento térmico e de protecção higrométrica da envolvente vertical opaca dos edifícios.; When we go through Portuguese cities...

UMA ANÁLISE DOS CONTRASTES TOPOCLIMÁTICOS NO ESPAÇO URBANO E PERIURBANO DE ARACAJU/SE: OS CAMPOS TÉRMICOS E HIGROMÉTRICOS

Anjos, Max; Universidade de Lisboa; Ganho, Nuno; Universidade de Coimbra; Araújo, Hélio; Universidade Federal de Sergipe
Fonte: UFPR Publicador: UFPR
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 08/06/2014 POR
Relevância na Pesquisa
16.91%
Este trabalho teve como objetivo analisar os contrastes térmicos e higrométricos espaciais, à escala topoclimática, no espaço urbano e periurbano da cidade de Aracaju. Neste estudo encontrou evidências significativas de contrastes topoclimáticos no espaço intraurbano, o que leva a fortes indícios de ocorrência de ilhas de calor nesta cidade. Isto foi possível mediante o confronto de dados oriundos dos pontos de observação, distribuídos em vários pontos da cidade através dos transectos móveis. Durante o segmento temporal da investigação, foi notória a diferença térmica e higrométrica entre a área urbana e periurbana. No campo térmico foi possível notar ilhas de calor de fortes magnitudes, que chegaram a 7,5ºC em contraste com a área envolvente, enquanto que campo higrométrico os contrastes foram mais acentuados, com diferenças de 20%. Além disso, a morfologia urbana e os contrastes topoclimáticos estão extremamente relacionados. Neste sentido, a fim de estudar o desenvolvimento do clima urbano de Aracaju, uma nova rede urbana de instrumentos meteorológicos devem ser tomados em consideração, devido à ausência de qualquer histórico de registros de temperatura e umidade relativa em áreas industriais...

EDITORIAL

Assis, Eleonora Sad de; Universidade Federal de Minas Gerais
Fonte: Fórum Patrimônio: Ambiente Construído e Patrimônio Sustentável Publicador: Fórum Patrimônio: Ambiente Construído e Patrimônio Sustentável
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; Artigo Avaliado pelos Pares; info:eu-repo/semantics/publishedVersion
Publicado em 26/01/2013
Relevância na Pesquisa
16.91%
As cidades contemporâneas têm atingido dimensões nunca antes observadas. A população urbana mundial cresceu dez vezes na última metade do século passado, estimando-se que cerca de 65% a 70% da população mundial viverá em cidades até 2030. O Brasil transformou-se numa sociedade predominantemente urbana desde o início dos anos 80 do século passado. Apesar das transformações ocorridas nestas últimas décadas nos padrões locacionais da população brasileira, caracterizando uma relativa desconcentração demográfica, as regiões metropolitanas do país, em seu conjunto, continuam a exercer forte atração no contexto da dinâmica de mobilidade populacional nacional. Por outro lado, o crescimento da importância de outros centros regionais parece que tem apenas ajudado a disseminar os problemas estruturais e ambientais já observados nas áreas de grande concentração populacional.   O crescimento sem precedentes da população e da urbanização impõe pressões sobre o ambiente natural, sendo um dos mais notáveis os efeitos adversos sobre o clima local e regional. O tecido urbano e as atividades relacionadas principalmente à produção e transporte provocam alterações no balanço energético local, levando a mudanças nas condições climáticas do sítio urbanizado que podem criar condições atmosféricas para estender seus efeitos adversos para muito além dos limites dessas áreas. O baixo desempenho ambiental das cidades contemporâneas e sua contribuição à mudança climática global indicam a necessidade de se buscar novos paradigmas para o desenvolvimento urbano.   Diante desse contexto...