Página 1 dos resultados de 222 itens digitais encontrados em 0.004 segundos

Validation of structural heterogeneity in Cryo-EM datasets by cluster ensembles= : Validação de heterogeneidade estrutural em dados de Crio-ME por comitês de agrupadores; Validação de heterogeneidade estrutural em dados de Crio-ME por comitês de agrupadores

Ricardo Diogo Righetto
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 08/08/2014 PT
Relevância na Pesquisa
46.72%
Análise de Partículas Isoladas é uma técnica que permite o estudo da estrutura tridimensional de proteínas e outros complexos macromoleculares de interesse biológico. Seus dados primários consistem em imagens de microscopia eletrônica de transmissão de múltiplas cópias da molécula em orientações aleatórias. Tais imagens são bastante ruidosas devido à baixa dose de elétrons utilizada. Reconstruções 3D podem ser obtidas combinando-se muitas imagens de partículas em orientações similares e estimando seus ângulos relativos. Entretanto, estados conformacionais heterogêneos frequentemente coexistem na amostra, porque os complexos moleculares podem ser flexíveis e também interagir com outras partículas. Heterogeneidade representa um desafio na reconstrução de modelos 3D confiáveis e degrada a resolução dos mesmos. Entre os algoritmos mais populares usados para classificação estrutural estão o agrupamento por k-médias, agrupamento hierárquico, mapas autoorganizáveis e estimadores de máxima verossimilhança. Tais abordagens estão geralmente entrelaçadas à reconstrução dos modelos 3D. No entanto, trabalhos recentes indicam ser possível inferir informações a respeito da estrutura das moléculas diretamente do conjunto de projeções 2D. Dentre estas descobertas...

A questão salarial revisitada : exército industrial de reserva e heterogeneidade estrutural; The wage question revisited : industrial reserve army and structural heterogeneity

Gustavo José Danieli Zullo
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 23/10/2014 PT
Relevância na Pesquisa
46.47%
O objetivo desta dissertação consiste em evidenciar que a economia brasileira está estruturalmente baseada em um baixo padrão de remuneração. Inicialmente amparados pela discussão sobre a marginalidade social, quando no primeiro capítulo fazemos um breve balanço do debate travado nos anos 1970 sobre suas origens econômicas, buscamos sintetizar as diferentes posições sobre os efeitos que a dominação do capital monopolista exerceu sobre o mercado de trabalho. Desse debate surgem duas concepções distintas e que, consequentemente, redundam em metodologias diferentes para quantificar a heterogeneidade que é própria de economias dependentes e de origem colonial, como a brasileira. A primeira dessas, que examinamos analiticamente no segundo capítulo, distingue as formas de trabalho em duas categorias: formal e informal. Sobre essa abordagem, antes de salientarmos de forma direta as deficiências inerentes a tal classificação, destacamos que alguns de seus pressupostos não estavam balizados pela formação econômico-social do país. Pensada dentro de um arcabouço teórico que julgava que o desenvolvimento capitalista brasileiro seria suficiente para homogeneizar as estruturas econômicas e sociais, essa concepção subestima a dependência como uma força que delimita as potencialidades nacionais. Por outro lado...

Aspectos da heterogeneidade estrutural em economia periferia: um estudo das indústrias brasileira e catarinense

Cândido, Carolina Silvestri
Fonte: Florianópolis Publicador: Florianópolis
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
Relevância na Pesquisa
46.76%
TCC (graduação) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Sócio Econômico, Curso de Ciências Econômicas.; Este trabalho de conclusão de curso de graduação em Ciências Econômicas tem por objetivo estudar a heterogeneidade estrutural brasileira e catarinense com o propósito de contribuir com estudos sobre a realidade econômica brasileira e catarinense. A teoria economia da Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (CEPAL) apresenta a heterogeneidade estrutural como fruto da geração e difusão desiguais do progresso técnico. Está se expressa na brecha produtiva interna onde coexistem, em uma mesma estrutura produtiva, estratos produtivos desenvolvidos e com níveis elevados de produtividade do trabalho e estratos produtivos arcaicos com produtividade de trabalho reduzida. A existência de heterogeneidade estrutural implica níveis díspares de salários e assim de renda, causando distorções socioeconômicas e dificuldade para a inclusão social. Os principais resultados obtidos foram que a heterogeneidade estrutural tanto brasileira quanto catarinense se apresenta em todos os cortes analíticos estudados. O corte analítico que se demonstrou mais heterogêneo foi o estudo da indústria por porte...

Avaliação da heterogeneidade estrutural na indústria brasileira

Cândido, Carolina Silvestri
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 248 p.| il., grafs.
POR
Relevância na Pesquisa
46.82%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Sócio-Econômico, Programa de Pós-Graduação em Economia, Florianópolis, 2014.; O presente trabalho tem como objetivo analisar as características da heterogeneidade estrutural da indústria brasileira de 1996 a 2011. Para tanto, resgatam-se, em perspectiva histórica, os pontos principais do pensamento estruturalista cepalino com vistas em apresentar a superação do subdesenvolvimento por via do progresso técnico; as contribuições recentes da teoria evolucionista relacionando a microeconomia da produtividade com a macroeconômica da heterogeneidade estrutural; a trajetória histórica da industrialização brasileira apresentando como, ao longo dos anos, se consolida no Brasil um complexo industrial heterogêneo; a realidade produtiva brasileira em dados evidenciando-se as principais características da indústria brasileira de 1996 a 2011; e, por fim, lança-se mão de modelos econométricos com o intuito de apresentar as características e condicionantes da heterogeneidade estrutural da indústria brasileira de 1996 a 2011.Como resultado além de se comprovar a existência de heterogeneidade estrutural na indústria brasileira, observou-se o segmento industrial de commodities industriais como o único segmento industrial com produtividade superior à produtividade média da indústria brasileira...

Estudo de defeitos em filmes finos de ZnO depositados por Rf-sputtering

Peres, Marco António Baptista
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Tese de Doutorado
POR
Relevância na Pesquisa
36.62%
Neste trabalho foram estudados diferentes filmes finos de ZnO depositados por Rf-Sputtering. Filmes finos de ZnO com diferentes propriedades óticas foram obtidos intencionalmente variando os parâmetros de deposição. De modo a correlacionar as propriedades óticas e estruturais com os parâmetros de deposição, foram utilizadas diferentes técnicas de caracterização avançadas, tais como, fotoluminescência, microscopia de força atómica, difração de raios- X e retrodispersão de Rutherford. Este trabalho centra-se na discussão e análise das bandas de emissão vermelha, verde e azul, comumente observadas em amostras de ZnO e cuja natureza tem sido objeto de grande controvérsia na literatura. A utilização de técnicas de caracterização estrutural revelou-se de extrema importância para correlacionar as propriedades físicas de composição e estrutura com os centros óticos observados nos filmes. Nesta base, foram propostos e discutidos diferentes modelos de recombinação ótica associados à qualidade estrutural dos filmes, considerando modelos de camadas que descrevem a heterogeneidade lateral e em profundidade. Desta análise verificou-se a presença de heterogeneidade estrutural e composicional, que aumenta a complexidade na compreensão da correlação dos parâmetros de deposição com as propriedades óticas dos filmes. Foi discutida a limitação e validade de diferentes modelos tendo em conta a presença da heterogeneidade existente nos filmes estudados. Este trabalho contribui assim para uma melhor compreensão da complexidade de interação dos diferentes defeitos e o seu efeito nas propriedades óticas...

Heterogeneidade estrutural na indústria Goiana, 2000-2010; Structural heterogeneity in the industry of Goiás, 2000-2010

Aguiais, Edilson Gonçalves de
Fonte: Universidade Federal de Goiás; Brasil; UFG; Programa de Pós-graduação em Agronegócio (EAEA); Escola de Agronomia e Engenharia de Alimentos - EAEA (RG) Publicador: Universidade Federal de Goiás; Brasil; UFG; Programa de Pós-graduação em Agronegócio (EAEA); Escola de Agronomia e Engenharia de Alimentos - EAEA (RG)
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
66.82%
The purpose of this study is to understand to what extent the phenomenon of structural heterogeneity existing in Goiás industrial economy has affected the structure of earnings and employment in the state of Goiás in the interregnum from 2000 to 2010 . The hypothesis put forward is that, in Goiás, the process of growth of industrial production and the number of companies has developed so as to increase productivity gap and labor income among different segments of the manufacturing industry in the period 2000-2010. To perform the proposed work goal, we used the technical resources of literature and documents and adopted the descriptive analytical method. The first analysis is a comparison between the structure of the transformation of Goiás and São Paulo industry and the results indicated a reduction in structural heterogeneity, both indicators of labor productivity as in the structure of earnings and employment. The second test checks the industrial conformation as the level of technology embodied in the production process. At this point, the segments of low technological intensity remained the largest share of the value added by the manufacturing industry, indicating that driving the dynamic axis of Goiás economy facing the external sector...

Trajetória da Taxa de Câmbio e Heterogeneidade Estrutural na Indústria Brasileira

Squeff, Gabriel Coelho; Araujo, Victor Leonardo de
Fonte: CEPAL; IPEA Publicador: CEPAL; IPEA
Tipo: Texto
PT
Relevância na Pesquisa
46.36%
Incluye bibliografía.; O presente trabalho tem como principal objetivo avaliar o efeito da taxa de câmbio real sobre a produtividade do trabalho da indústria brasileira. Esta investigação está composta por sete seções, a contar com a presente introdução. Na seção um, é feita breve resenha da literatura econométrica a respeito dos determinantes da produtividade na indústria. Na seção dois são apresentadas as variáveis utilizadas na pesquisa, enquanto na seção seguinte é feita uma sucinta análise dos principais fatos estilizados destes dados. A seção quatro descreve a metodologia econométrica utilizada e na quinta seção são reportados os resultados das estimações. Por fim, na última seção são tecidas, a título de conclusão,algumas considerações a respeito da taxa de câmbio real, da produtividade do trabalho e da heterogeneidade estrutural na indústria brasileira.

Distribuição Produtiva e Tecnológica da Agricultura Brasileira e sua Heterogeneidade Estrutural

Vieira Filho, José Eustáquio Ribeiro; Dos Santos, Gesmar Rosa; Fornazier, Armando
Fonte: CEPAL; IPEA Publicador: CEPAL; IPEA
Tipo: Texto
PT
Relevância na Pesquisa
46.56%
O objetivo deste estudo é o de analisar a heterogeneidade estrutural do setor agropecuário brasileiro, buscando classificar os estabelecimentos agropecuários por grupos tecnológicos, segundo critérios econômicos e qualitativos da tecnologia e do ambiente institucional e por concentração produtiva. O problema colocado busca indagar se o processo de inovação tecnológica na agricultura brasileira, juntamente com as especificidades produtivas de cada região, contribui para o aumento das desigualdades produtivas, que, quando estrutural, inviabiliza a inclusão produtiva dos agricultores marginalizados da dinâmica tecnológica. Portanto, quais características da heterogeneidade são determinantes para promover o crescimento agrícola de forma mais vigorosa com maior incorporação tecnológica e quais distorções estruturais impendem o desenvolvimento mais amplo.

Padrões de heterogeneidade estrutural no Brasil; Patterns of structural heterogeneity in Brazil

José Geraldo Portugal Junior
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 10/12/2012 PT
Relevância na Pesquisa
46.72%
O trabalho "Padrões de Heterogeneidade Estrutural no Brasil" procura analisar os problemas do emprego das economias periféricas que se industrializaram com intensidade no pós-guerra, tomando a economia brasileira como caso paradigmático. Os conceitos de "Heterogeneidade Estrutural" e "Subemprego" constituem a base conceitual da pesquisa, desenvolvida no sentido de evidenciar as especificidades da absorção de força de trabalho ao longo da industrialização brasileira. Ou seja, nega que a economia seja uma ciência formada por teorias e conceitos de validade universal e que, portanto, requer desenvolvimentos analíticos específicos para situações específicas. A base conceitual da pesquisa é operacionalizada a partir dos dados dos Censos Demográficos e das PNADs realizados pelo IBGE, procurando mostrar como a heterogeneidade e o subemprego, indicadores da absorção de população economicamente ativa em condições de baixa produtividade do trabalho, perpetuam-se como marcas das transformações da estrutura ocupacional ao longo do tempo, paralelamente à crescente ponderação assumida pela ocupação de elevada produtividade do trabalho. Dividiu-se o período analisado, de 1960 a 2009, de modo a evidenciar as características assumidas pela heterogeneidade estrutural que...

Heterogeneidade produtiva na agricultura brasileira: elementos estruturais e dinâmicos da trajetória produtiva recente; Texto para Discussão (TD) 1740: Heterogeneidade produtiva na agricultura brasileira: elementos estruturais e dinâmicos da trajetória produtiva recente

Santos, Gesmar Rosa dos; Vieira Filho, José Eustáquio Ribeiro
Fonte: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) Publicador: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
Tipo: Texto para Discussão (TD)
PT-BR
Relevância na Pesquisa
56.8%
Este estudo aborda a heterogeneidade estrutural e produtiva da agricultura brasileira, recorrendo a indicadores econômicos de produtividade do trabalho, de especialização produtiva e de concentração da renda na agropecuária. A heterogeneidade estrutural pode ser evidenciada por meio da permanência de diferenças estruturais e econômicas que prejudicam o desenvolvimento econômico inclusivo. Interessa discutir os motivos e as questões institucionais e estruturais que levam à heterogeneidade. Os dados mostram uma elevada especialização produtiva e concentração de renda e recursos que afetam o desenvolvimento sustentável do setor em suas diversas dimensões. Analisadas do ponto de vista da heterogeneidade estrutural, as políticas públicas têm sido falhas tanto na difusão de tecnologia aos produtores como também no incentivo ao ganho de escala neste grupo. Disparidades inter-regionais destacadas também evidenciam a fragilidade de grande parte de produtores e mostram distintas trajetórias da agropecuária brasileira.; 28 p. : il.

Heterogeneidade estrutural: uma retomada conceitual

Gusso, Divonzir Arthur; Nogueira, Mauro Oddo; Vasconcelos, Lucas Ferraz
Fonte: Instituto de Pesquisas Econômica Aplicada (Ipea) Publicador: Instituto de Pesquisas Econômica Aplicada (Ipea)
Tipo: Radar - Artigos
PT-BR
Relevância na Pesquisa
46.36%
O autor pretende questionar as diferentes abordagens desenvolvidas por autores estruturalistas em relação à HE, em seu nível conceitual e nas dificuldades analíticas associadas, têm sido objeto de numerosas avaliações. Não cabendo aqui reproduzir as discussões havidas, mas elas apontam alguns cuidados a serem tomados no encaminhamento deste projeto e alguns obstáculos cuja superação poderá permitir a abertura de novos caminhos para a análise dos óbices ao desenvolvimento que podem ser atribuídos à persistência das heterogeneidades estruturais. Neste sentido, o primeiro questionamento que se interpõe é: em que grau a manifestação de dessemelhanças na estrutura produtiva pode ser entendida como propriedade intrínseca e perniciosa desta estrutura, caracterizando-se como entrave para um aumento do dinamismo da economia nacional como um todo?; p. 10-13

Heterogeneidade estrutural no setor industrial

Vasconcelos, Lucas Ferraz; Nogueira, Mauro Oddo
Fonte: Instituto de Pesquisas Econômica Aplicada (Ipea) Publicador: Instituto de Pesquisas Econômica Aplicada (Ipea)
Tipo: Radar - Artigos
PT-BR
Relevância na Pesquisa
56.56%
Neste trabalho foram adotados dois critérios de agrupamento, no primeiro caso, os subsetores industriais foram agrupados em função do insumo predominante em seu processo produtivo, a saber: estrato intensivo em engenharia, estrato intensivo em recursos naturais e estrato intensivo em trabalho. Esta estratificação - sugerida em estudo sobre a mudança estrutural e a HE na América Latina por Cimoli et al (2005) e reproduzida por Katz (2006) para análise da relação de tal mudança com as capacidades tecnológicas locais - tem como base os subsetores relacionados na Classificação Industrial Internacional Unificada (CIIU) e busca separá-los em função de seu potencial de arraste e transbordamento para o restante da economia. Para segunda análise, as firmas foram agrupadas de acordo com seu porte. Admitindo que as diferenças de porte no setor industrial impliquem diferenças nas capacidades tecnológicas, de gestão das firmas e de ganhos de escala em geral, objetivou-se identificar em que medida a heterogeneidade no setor guarda correlação com tais características.; p. 21-26 : il.

Heterogeneidade estrutural no setor de serviços brasileiro

Oliveira, João Maria de; Sousa, Alexandre Gervásio de
Fonte: Instituto de Pesquisas Econômica Aplicada (Ipea) Publicador: Instituto de Pesquisas Econômica Aplicada (Ipea)
Tipo: Radar - Artigos
PT-BR
Relevância na Pesquisa
46.36%
O propósito deste artigo é entender a heterogeneidade desse complexo e diverso setor da economia e o comportamento da curva de produtividade das firmas contidas em seus segmentos componentes significa buscar explicações sobre a dinâmica de expansão da ocupação e da geração de valor adicionado, sendo que pretende lançar luzes para o grau de heterogeneidade do setor de serviços brasileiros, a partir da análise dos microdados da Pesquisa Anual de Serviços, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística(PAS/IBGE), referentes ao período de 1998 a 2007.; p. 27-32 : il.

Heterogeneidade estrutural na produção agropecuária: uma comparação da produtividade total dos fatores no Brasil e nos Estados Unidos; Structural heterogeneity in agricultural production: a comparison of the total factor productivity in Brazil and the United States; Texto para Discussão (TD) 1819: Heterogeneidade estrutural na produção agropecuária: uma comparação da produtividade total dos fatores no Brasil e nos Estados Unidos

Fornazier, Armando; Vieira Filho, José Eustáquio Ribeiro
Fonte: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) Publicador: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
Tipo: Texto para Discussão (TD)
PT-BR
Relevância na Pesquisa
46.56%
A agricultura brasileira passou por um processo de transformação nas últimas décadas, distinguindo-se na produção agrícola mundial tanto no nível de produção quanto no de produtividade. Os Estados Unidos configuram-se como destaque na agropecuária mundial, por isso são referência para muitos países. Este trabalho busca comparar a heterogeneidade estrutural (HE) no setor agropecuário entre o Brasil e os Estados Unidos, analisando o comportamento da lacuna no decorrer do tempo. Para isto, recorre-se principalmente às diferenças na produtividade total dos fatores (PTF). Verificou-se que em ambos os países a PTF apresentou crescimento, principalmente por meio da incorporação de tecnologias que poupam mão de obra e de uma melhor utilização de insumos. O Brasil está diminuindo a lacuna (gap). Porém, o processo de modernização da agricultura dos Estados Unidos é anterior ao do Brasil. Assim, o Brasil, mesmo diminuindo a diferença, não está próximo do índice de produtividade dos Estados Unidos, pois a estrutura produtiva é particular em cada um dos casos. As diferenças de produtividade, além de ocorrerem entre países, também se verificam no próprio país, e fatores como o clima, a tecnologia e o aprendizado no processo produtivo influenciam nestas disparidades. Em ambos os países houve melhoria da eficiência na utilização dos recursos. O aumento da PTF pode significar produzir mais com menos insumo.; 37 p. : il.

Heterogeneidade estrutural no setor agropecuário brasileiro: evidências a partir do censo agropecuário de 2006; Texto para Discussão (TD) 1708: Heterogeneidade estrutural no setor agropecuário brasileiro: evidências a partir do censo agropecuário de 2006; Structural heterogeneity in the Brazilian agricultural sector: evidence from the 2006 agricultural census

Fornazier, Armando; Vieira Filho, José Eustáquio Ribeiro
Fonte: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) Publicador: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
Tipo: Texto para Discussão (TD)
PT-BR
Relevância na Pesquisa
66.72%
A agropecuária brasileira possui um reconhecimento internacional pela produção e exportação de muitos produtos, inserindo-se em modernas cadeias produtivas. Entretanto, vários produtores se encontram em situação de pobreza rural, produzindo apenas para a subsistência. Esse fenômeno do “moderno” conviver com o “atrasado” chamado de heterogeneidade estrutural (HE) já era descrito na década de 1970 pela escola da Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (Cepal), tanto na comparação entre países quanto entre setores, e até mesmo dentro de um mesmo setor. Muitos fatores podem contribuir para a HE, desde a implementação de políticas agrícolas, causas climáticas, organização econômica e social, entre outros. Porém, a tecnologia também tem uma grande importância na diminuição ou aprofundamento da HE, na medida em que permite otimizar a produção, fazendo uma melhor combinação de insumos produtivos, poupando fatores de produção escassos. Este trabalho busca analisar a HE no setor agropecuário brasileiro com base nos dados do Censo Agropecuário de 2006. A heterogeneidade não é unicamente pela condição de ser pequeno ou grande produtor, mas resultante de diversos outros fatores. Neste estudo...

Uma análise da heterogeneidade intrassetorial no Brasil na última década; Texto para Discussão (TD) 1972: Uma análise da heterogeneidade intrassetorial no Brasil na última década; An analysis of intrasectoral heterogeneity in Brazil in the last decade

Nogueira, Mauro Oddo; Oliveira, João Maria de
Fonte: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) Publicador: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
Tipo: Texto para Discussão (TD)
PT-BR
Relevância na Pesquisa
56.63%
A heterogeneidade estrutural (HE) pressupõe significativa disparidade entre os níveis de produtividade do trabalho dos diversos agentes econômicos e que esta disparidade se perpetua no tempo. Este estudo objetiva entender como as dessemelhanças internas a cada setor econômico reproduzem-se e relacionam-se na conformação da heterogeneidade como um todo, ao observar seu comportamento ao longo da última década (2000-2009). Uma perspectiva da heterogeneidade intrassetorial foi construída tanto por meio da análise da evolução em nível das produtividades de cada setor da economia, quanto por intermédio de sua dispersão, medida por meio de seu coeficiente de variação (CV). O estudo incorpora, ainda, análise da decomposição (shift-share) da produtividade da economia como um todo, bem como identifica em que medida mudanças setoriais de produtividade e mudanças estruturais contribuíram para a transformação da produtividade do agregado econômico. A analise foi dividida em três partes: a economia como um todo, a indústria e os serviços. Para a primeira, foi registrado aumento contínuo tanto do valor adicionado (VA) quanto do pessoal ocupado (PO) e da produtividade do trabalho, apresentando-se, ainda, o registro de convergência produtiva (redução do CV) ao final do período. A análise da contribuição de cada um dos setores para este movimento da produtividade indica que o setor de serviços respondeu por 98...

Brecha produtiva internacional e heterogeneidade estrutural na agricultura brasileira

Vieira Filho, José Eustáquio Ribeiro
Fonte: Instituto de Pesquisas Econômica Aplicada (Ipea) Publicador: Instituto de Pesquisas Econômica Aplicada (Ipea)
Tipo: Radar - Artigos
PT-BR
Relevância na Pesquisa
46.53%
Este artigo trata das fortes transformações por que passa a agricultura brasileira, gerando modernização, incorporando tecnologia e aumentando produtividade. Porém, há produtores que utilizam um baixo conteúdo tecnológico com reduzida produtividade e que ainda se encontram distantes dos padrões modernos de desenvolvimento. O estudo mostra, ainda, a produtividade do trabalho, calculada por meio da fração entre o valor adicionado e a população ocupada de cada estabelecimento produtivo, é a variável referência que dimensiona a heterogeneidade estrutural nos estudos da Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe - Cepal (Pinto, 1970; Nohlen e Sturn, 1982; Sunkel e Infante, 2009; Cepal, 2010). A heterogeneidade pode ser medida pela variabilidade da produtividade do trabalho entre países - aqui tratada como brecha produtiva internacional - entre setores (indústria, serviços e agricultura) e dentro da própria agricultura - comparando-se agentes produtivos e cultivos específicos. Este artigo mostra que, embora haja convergência da produtividade agrícola do Brasil com a dos Estados Unidos nas últimas três décadas, ainda se observa uma significativa heterogeneidade produtiva no setor agropecuário brasileiro. De um lado...

Heterogeneidade estrutural: conceito e evidências na América Latina

Porcile, Gabriel
Fonte: UFPR Publicador: UFPR
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 15/05/2012 POR
Relevância na Pesquisa
66.72%
A heterogeneidade estrutural é uma antiga preocupação das teorias do desenvolvimento. Neste artigo apresentam-se brevemente o marco teórico em que a persistência da heterogeneidade pode ser entendida e algumas evidências para América Latina. Argumenta-se em favor de políticas de mudança estrutural para reduzir a heterogeneidade no longo prazo.

Structural Heterogeneity in Santa Catarina's Industry; Heteorogeneidade estrutural na indústria catarinense

Cândido, Carolina Silvestre; Universidade Federal do Rio Grande do Sul; Perin, Fernanda Steiner; Universidade Federal de Santa Catarina; Cário, Silvio Antônio Ferraz; Universidade Federal de Santa Catarina
Fonte: UFSC Publicador: UFSC
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares Formato: application/pdf
Publicado em 01/12/2013 POR
Relevância na Pesquisa
56.79%
This paper has as main goal to study the Santa Catarina’s industrial structural heterogeneity in a comparison with the Brazilian industry in order to contribute with the studies about the economics reality of Santa Catarina, identifying its relation with innovation and verifying the existence of a productive convergence. The Cepal’s economics theory presents, through the ideas of Aníbal Pinto, the structural heterogeneity as a result of the unequal generation and diffusion of the technical progress within a productive structure. The structural heterogeneity takes place in the internal productive gap that means the existence, in one productive structure, of developed and undeveloped productive sectors with different levels of productivity. The unequal generation and diffusion of the technical progress generates different levels of labor productivity that reflects in unequal wages and opportunities of access to information, knowledge aggravating the social inequality. Through the analyzes, from 1996 to 2011, of Industrial Transformation Value and Employed Persons data it is possible to calculate the labor productivity as a proxy for productive and structural heterogeneity – as proposed by IPEA (2011) – and observing it through the Industrial Newsletter of Industry and Trade – BIC – proposed by APEX – it is possible to prove the existence of structural heterogeneity in the Santa Catarina’s and Brazilian Industry...

Heteorogeneidade estrutural da indústria do estado de Santa Catarina: algumas evidências empíricas

Cândido, Carolina Silvestre; Cario, Silvio A. F.; Silva, Henrique Cavalieri da
Fonte: UFSC Publicador: UFSC
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares Formato: application/pdf
Publicado em 03/05/2013 POR
Relevância na Pesquisa
56.72%
http://dx.doi.org/10.5007/2175-8085.2012v15n1p89Este trabalho tem por objetivo estudar a heterogeneidade estrutural brasileira e catarinense com o propósito de contribuir com estudos sobre a realidade econômica catarinense. A teoria economia apresenta a heterogeneidade estrutural como fruto da geração e difusão desiguais do progresso técnico. Está se expressa na brecha produtiva interna onde coexistem, em uma mesma estrutura produtiva, estratos produtivos desenvolvidos e com níveis elevados de produtividade do trabalho e estratos produtivos arcaicos comprodutividade de trabalho reduzida. Através da análise do período de 1998 a 2009, dados a partir do VTI, PO e produtividade do trabalho e de acordo com a intensidade tecnológica comprovam a existência de heterogeneidade estrutural na indústria catarinense.