Página 1 dos resultados de 68 itens digitais encontrados em 0.001 segundos

Análise de estratégias de hedging estáticas aplicadas a commodities agrícolas.; Analysis of static hedging strategies applied to agricultural commodities.

Rossi, Cláudio Antonio
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 11/08/2008 PT
Relevância na Pesquisa
36.76%
Dentre as diversas ferramentas disponíveis para gestão de risco no mercado financeiro, este trabalho analisa estratégias de hedging para commodities agrícolas, utilizando o mercado futuro. Isto posto, efetua-se uma revisão das diferentes estratégias apresentadas pela literatura e analisa-se sua aplicação para o mercado brasileiro. Ao construir uma estratégia de hedging no mercado futuro, busca-se determinar o número de contratos a ser adquirido ou vendido, de forma a reduzir o risco financeiro, resultante de oscilações adversas no preço dos ativos. Ou seja, considerando-se um portfólio composto por dois ativos, um no mercado à vista e outro no futuro, as diferentes medidas de desempenho caracterizadas pelas diversas estratégias - conduzem a diferentes portfólios ótimos. Dessa forma, pretende-se analisar qual a melhor estratégia, determinando, implicitamente, qual a composição de portfolio mais adequada a um agente específico no mercado de commodities. São analisados o mercado do café, da soja, do açúcar e do álcool. Ativos financeiros, como o câmbio e o Ibovespa, também são considerados, a fim de averiguar eventuais diferenças de comportamento das estratégias, resultantes de peculiaridades do mercado de commodities. As estratégias estudadas foram: de mínima variância; de mínima variância condicionada ao período de carregamento...

Gestão estratégica da produção de soja em Mato Grosso com o uso dos mercados futuros e de opções; Strategic management of the soybean production in Mato Grosso using the futures and options markets

Souza, Waldemar Antonio da Rocha de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 03/12/2010 PT
Relevância na Pesquisa
36.73%
O objetivo desta tese foi avaliar algumas abordagens para utilizar os mercados futuros e de opções no Brasil e no exterior como ferramentas para gestão estratégica da produção de soja em Mato Grosso. Apresentam-se duas linhas de trabalho na pesquisa. Na primeira, a estrutura a termo das opções com vencimento futuro negociadas no CME Group foi obtida para efetuar previsões da volatilidade e do nível de preços realizados, no curto e longo prazo, para os preços a vista da soja negociada em Rondonópolis (MT). Através da extração da volatilidade implícita do modelo de Black (1976) para precificação de opções de commodities, decompôs-se a variância da volatilidade em intervalos conhecidos e não conhecidos, para os quais se fez previsões de curto e longo prazo. Usou-se também a volatilidade implícita como parâmetro numa equação de intervalos de confiança empíricos para a estimação do nível de preços, no curto e longo prazo. Os testes de eficiência preditiva indicaram que as previsões da volatilidade realizada com base na volatilidade implícita têm maior grau de eficiência no curto prazo, enquanto as previsões dos níveis de preço são mais eficientes no longo prazo. Pode-se atribuir os resultados às características intrínsecas da série de preços da soja...

Influência dos custos de transação na razão ótima de hedge; The influence of transaction costs on optimal hedge ratio

Andrade, Elisson Augusto Pires de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 10/09/2012 PT
Relevância na Pesquisa
36.73%
O presente trabalho teve por objetivo avaliar a influência dos custos de transação em operações de hedge. O estudo se diferencia das tradicionais pesquisas relacionadas ao cálculo da razão ótima de hedge à medida que define os custos de transação em mercados futuros de maneira mais ampla. Considerou-se não apenas as taxas cobradas pela bolsa e corretora, mas também o custo de oportunidade do dinheiro destinado aos ajustes diários e a tributação incidente em mercados futuros. Como consequência dessa abordagem mais ampla, argumenta-se que os custos podem assumir caráter estocástico por dependerem da trajetória de preços a ser verificada na operação de hedge. Tal caracterização faz com que haja uma incerteza sobre seu verdadeiro valor, antes de iniciada a operação. Os cálculos dos custos de transação foram realizados através de simulação Monte Carlo, em que foram geradas diversas trajetórias de preços futuros e, para cada uma delas, calculados os respectivos custos de transação. Dessa forma, a incerteza em relação ao custo tornou-se passível de mensuração, sendo representada pelo desvio-padrão de sua distribuição de probabilidade e denominada "risco de custo". Com base nas estatísticas relacionadas aos custos de transação...

Estimação da razão ótima de hedge para dólar futuro usando um modelo M-GARCH-BEKK-Diagonal

Tanaka, Yutaro
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Dissertação
NONE
Relevância na Pesquisa
36.36%
o presente trabalho versa, fundamentalmente, sobre o entendimento da volatilidade, sua modelagem e estimação. Como objeto mais específico, tem-se a comparação de dois métodos de estimação da razão de hedge para uma carteira com dois ativos: dólar spot e dólar futuro. Usando dados para dois períodos - abril de 1995 a março de 2004 e janeiro de 1999 a 30 de março de 2004 -, a análise pelo método MGARCH-BEKK-Diagonal se mostrou superior ao MQO, no sentido de que, com o primeiro, conseguiu-se uma variação percentual negativa da variância da carteira em relação à carteira sem hedge - resultado oposto ao obtido, usando-se a outra abordagem. Sugere-se aqui que a explicação do sucesso de um modelo multivariado - extensão do modelo ARCH inicialmente proposto por Engle (1982) - deve-se a sua melhor adequação a um fato estilizado em Finanças: a concentração de volatilidade durante certos períodos, bem como ao uso de uma covariância em cuja estrutura se consideram seu caráter autoregressivo e o efeito de choques passados. A redução percentual da variância obtida indica ainda a importância do mercado futuro de dólar para a atividade de hedge e para a diminuição da incerteza.

Essays on dynamic finance = Ensaios sobre a dinâmica em finanças

Dana, Samy
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Tese de Doutorado
Relevância na Pesquisa
46.9%
O primeiro ensaio desenvolve e implementa um modelo de proteção (hedging) dinâmico considerando as chamadas de margem. O segundo ensaio trata-se de uma revisão teórica e de uma análise empírica do impacto do mercado de crédito de carbono europeu, impulsionado pelo Protocolo de Kyoto, no mercado futuro da eletricidade na Europa.

Dynamic hedging in Markov regimes

Monteiro, Wagner Oliveira
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Relevância na Pesquisa
36.81%
This dissertation proposes a bivariate markov switching dynamic conditional correlation model for estimating the optimal hedge ratio between spot and futures contracts. It considers the cointegration between series and allows to capture the leverage efect in return equation. The model is applied using daily data of future and spot prices of Bovespa Index and R$/US$ exchange rate. The results in terms of variance reduction and utility show that the bivariate markov switching model outperforms the strategies based ordinary least squares and error correction models.

Hedging de opções com ativos : base cujos preços seguem processos de difusão com salto

Ferraretto, Marcos Camasmie
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Dissertação
Relevância na Pesquisa
46.86%
Na presente dissertação foi implementado um modelo para execução de hedging de mínima variância de opções de compra européias em mercados incompletos, considerando um espaço de tempo discreto e contínuo de estados. O desempenho foi medido de forma comparativa tomando como base a popular estratégia delta-hedging em um grande número de simulações, a partir de cenários definidos com o objetivo de submeter o modelo a diversas situações. A trajetória do preço do ativo objeto foi representada por um processo de difusão com saltos, composto por duas parcelas: (i) um processo de Wiener, cuja principal característica é ser uma função contínua e diferenciável em todos os pontos, e (ii) por um processo de Poisson, responsável por inserir descontinuidades na trajetória.

Modelos dinâmicos de hedging : um estudo sobre a volatilidade

Aguirre, Guilherme Kupper Pacheco de
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Dissertação
PT_BR
Relevância na Pesquisa
46.93%
Nesta dissertação estudamos diferentes modelos de hedging para uma opção plain vanilla comprada do tipo europeu. Este estudo nos leva a uma análise onde a volatilidade é uma variável de extrema importância em todos os modelos abordados. De natureza incerta e muitas vezes incompreensível, a volatilidade é uma peça fundamental pelo sucesso ou fracasso de muitos agentes financeiros. Os modelos em que trabalhamos o hedging da opção comprada são: o modelo Black& Scholes (1976) e o moldelo de Hoggard-Whaley-Wilmott (1994). A opção analisada é referente ao ativo base Itaú PN. Trabalhamos com uma série histórica do retorno dos preços de fechamento deste ativo de 02/01/1998 até 30/05/2011 de onde extraímos os parâmetros de volatilidade utilizados para as simulações do ativo base, gerando diferentes regimes de mercado. Por fim, realizamos o hedging com diferentes freqüências de ajustes e diferentes volatilidades de hedging com os modelos mencionados acima.

Hedge de crédito através de equity: uma análise empírica com uso de ativos corporativos brasileiros

Leite, Gustavo Ribas de Almeida
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Dissertação
PT_BR
Relevância na Pesquisa
26.73%
Este trabalho tem como objetivo analisar os resultados de uma operação de hedge de um diversificado portfólio de crédito de empresas brasileiras através do uso de ativos de equity. Inicialmente, faz-se uma alusão aos principais aspectos teóricos da presente dissertação com suas definições e revisão bibliográfica. Posteriormente, são apresentados os parâmetros básicos da seleção da amostra utilizada e do período durante o qual tal estratégia de proteção será implementada.; This paper aims to analyze the results of an operation to hedge a diversified credit portfolio through the use of equity. Initially, a reference to the main theoretical aspects of this dissertation with their definitions and literature review will be made. Furthermore, there will be an explanation about the basic parameters of the selection of the sample used and the period during which such protection strategy will be implemented.

Efetividade do cross hedging dos novilhos argentinos e uruguaios no mercado futuro do boi gordo brasileiro

Oliveira Neto, Odilon José de
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Tese de Doutorado
PT_BR
Relevância na Pesquisa
46.7%
Na Argentina e no Uruguai, diversas tentativas de negociação de contratos futuros e de índice de preços de carne bovina foram frustradas ao longo dos anos, tendo os derivativos lançados fracassado, em um curto espaço de tempo, por falta de liquidez. Esse cenário, somado a outras particularidades do mercado físico da carne bovina, torna o gerenciamento de risco de preços um problema para os agentes econômicos que atuam nessa cadeia produtiva. Nesse contexto, emergiu a seguinte questão: a proteção cruzada com contratos futuros de boi gordo brasileiro da Bolsa de Valores, Mercadorias e Futuros de São Paulo (BM&FBovespa) é efetiva para a administração do risco de preços dos novilhos de corte no mercado a vista argentino e uruguaio? Com a finalidade de responder a essa questão, propôs-se a verificar se é possível mitigar o risco da volatilidade de preços no mercado a vista dos novilhos de corte argentinos e uruguaios por meio do cross hedging no mercado futuro do boi gordo brasileiro na BM&FBovespa. Para tanto, foram utilizados modelos estáticos e dinâmicos de estimação da razão de cross hedge ótima e efetividade em mitigação do risco. Os resultados do teste de hipóteses de mitigação do risco permitiram assegurar que são fortes as evidências de efetividade do mercado futuro do boi gordo brasileiro na proteção contra o risco de preços do mercado a vista dos novilhos argentinos e uruguaios. Complementarmente...

Mitigação de exposição a juros e moedas por meio de instrumento de dívidas corporativas no Brasil

Ribeiro, Paulo Sergio Oliveira
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Dissertação
PT_BR
Relevância na Pesquisa
36.6%
Este artigo busca analisar se empresas utilizam instrumentos de dívida corporativa para fazer gestão de risco tanto à exposição à taxa de juros quanto à exposição cambial. Comparamos os coeficientes de regressões para avaliar a exposição a tais fatores de risco antes e depois da emissão da dívida corporativa. Utilizamos uma amostra de emissões de debêntures de empresas brasileiras emitidas no Brasil e de bonds de empresas brasileiras emitidas em dólar. Os dados abrangem o período de janeiro de 2003 a dezembro de 2012. Não encontramos evidência do uso de instrumentos de emissão de dívida corporativa local e internacional como mecanismo de hedge à taxa de juros e à variação da taxa de câmbio. Encontramos evidência de que o derivativo para hedge cambial é utilizado pela maioria das empresas emissoras de bonds. Entretanto, não observamos o mesmo comportamento quando da exposição à taxa de juros para emissoras de dívida corporativa local.; This paper examines whether firms use debt instruments in corporate risk management to reduce the level of exposure to interest rate and foreign exchange. We compare coefficients regressions to valuate exposure to such risk factors before and after the issuance of corporate debt. We used a sample of debentures issued by Brazilian companies in Brazil and a sample of bonds in U.S dollar issued by Brazilian companies. This data set covers the period from January 2003 to December 2012. We did not find evidence of the use of local and international debt instruments issuance as corporate mechanism to hedge interest rate and exchange rate variation. We found evidence that the derivative for hedging is used by most companies issuing bonds. However...

Arbitragem estatística com opções utilizando modelo de volatilidade incerta e hedging estático

De Vita, Renato
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Dissertação
PT_BR
Relevância na Pesquisa
46.81%
Com o objetivo de identificar oportunidades de arbitragem estatística no mercado de opções brasileiro, este trabalho utiliza o modelo de volatilidade incerta e o conceito de Hedging Estático, no apreçamento de um portfólio composto por diversas opções. São também incluídos os custos de transação relacionados a estruturação de um portfólio livre de risco, obtendo assim um modelo que pode ser facilmente implementado através da utilização do método de diferenças finitas explicito. Na aplicação do modelo ao mercado de opções sobre a ação preferencial da Petrobrás (PETR4), foi estabelecido um critério para estabelecer a frequência do ajuste do delta hedge do portfólio livre de risco de maneira a não incorrer em custos de transação elevados. Foi escolhido o período entre 19/05/08 e 20/01/14 para analisar o desempenho do modelo, selecionando-se em cada data de cálculo um conjunto de 11 opções de diferentes strikes e mesmo vencimento para compor o portfólio. O modelo apresentou um bom desempenho quando desconsiderados os custos de transação na apuração do resultado da estratégia de arbitragem, obtendo na maior parte dos casos resultados positivos. No entanto, ao incorporar os custos de transação...

Hedging options in a garch environment: testing the term structure of stochastic volatility models

Engle, Robert F.; Rosenberg, Joshua
Fonte: Escola de Pós-Graduação em Economia da FGV Publicador: Escola de Pós-Graduação em Economia da FGV
Tipo: Relatório
EN_US
Relevância na Pesquisa
46.53%
This paper develops a methodology for testing the term structure of volatility forecasts derived from stochastic volatility models, and implements it to analyze models of S&P500 index volatility. U sing measurements of the ability of volatility models to hedge and value term structure dependent option positions, we fmd that hedging tests support the Black-Scholes delta and gamma hedges, but not the simple vega hedge when there is no model of the term structure of volatility. With various models, it is difficult to improve on a simple gamma hedge assuming constant volatility. Ofthe volatility models, the GARCH components estimate of term structure is preferred. Valuation tests indicate that all the models contain term structure information not incorporated in market prices.

Pricing and hedging of oil futures : a unifying approach

Buhler, Wolfgang
Fonte: Escola de Pós-Graduação em Economia da FGV Publicador: Escola de Pós-Graduação em Economia da FGV
Tipo: Relatório
EN_US
Relevância na Pesquisa
36.53%
We develop and empirically test a continuous time equilibrium model for the pricing of oil futures. The model provides a link between no-arbitrage models and expectation oriented models. It highlights the role of inventories for the identification of different pricing regimes. In an empirical study the hedging performance of our model is compared with five other one- and two-factor pricing models. The hedging problem considered is related to Metallgesellschaft´s strategy to hedge long-term forward commitments with short-term futures. The results show that the downside risk distribution of our inventory based model stochastically dominates those of the other models.

Dynamic hedging with stocastic differential utility

Bueno, Rodrigo de Losso da Silveira
Fonte: Escola de Pós-Graduação em Economia da FGV Publicador: Escola de Pós-Graduação em Economia da FGV
Tipo: Relatório
EN_US
Relevância na Pesquisa
46.79%
In this paper we study the dynamic hedging problem using three different utility specifications: stochastic differential utility, terminal wealth utility, and we propose a particular utility transformation connecting both previous approaches. In all cases, we assume Markovian prices. Stochastic differential utility, SDU, impacts the pure hedging demand ambiguously, but decreases the pure speculative demand, because risk aversion increases. We also show that consumption decision is, in some sense, independent of hedging decision. With terminal wealth utility, we derive a general and compact hedging formula, which nests as special all cases studied in Duffie and Jackson (1990). We then show how to obtain their formulas. With the third approach we find a compact formula for hedging, which makes the second-type utility framework a particular case, and show that the pure hedging demand is not impacted by this specification. In addition, with CRRA- and CARA-type utilities, the risk aversion increases and, consequently the pure speculative demand decreases. If futures price are martingales, then the transformation plays no role in determining the hedging allocation. We also derive the relevant Bellman equation for each case...

A Cédula de Produto Rural (CPR) como alternativa de financiamento e hedging de preços para a cultura da soja

Terra, Luiz Umberto
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: xiv, 111 f.| il., tabs., grafs.
POR
Relevância na Pesquisa
46.7%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico. Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção.; A Cédula de Produto Rural (CPR), surgiu em 1.994, lançada pelo Banco do Brasil S.A permitindo aos produtores rurais a venda a termo de sua produção, recebendo no ato o valor da venda e assumindo o compromisso de entregar o produto vendido, na quantidade, qualidade, local e data estabelecida no contrato. Embora surgida como alternativa de financiamento, a CPR pode ser utilizada com as funções de garantia de uma dada rentabilidade ao fixar receitas e custos e hedging de venda, tornando-se uma proteção contra variações de preços. O objetivo deste trabalho foi compreender e explicar a dinâmica da CPR. Buscou-se, ainda, sua avaliação enquanto instrumento de financiamento agro-pecuário e hedging de preços. No primeiro caso avaliou-se a evolução da emissão de CPR, utilizando-se dados fornecidos pelo Banco do Brasil S.A. Comparou-se, ainda, o custo financeiro da CPR para o produtor com o custo financeiro de taxas de capital de giro. Os dados analisados mostraram que, em 80% dos casos o custo de financiamento com CPR foi menor. Com relação ao hedging, atualizou-se os preços das Cédulas de Produto Rural...

Aplicação de estratégias de hedging com futuros no custo de combustível da Força Aérea Portuguesa

Caetano, Bruno Manuel Matos
Fonte: Instituto Superior de Economia e Gestão Publicador: Instituto Superior de Economia e Gestão
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2013 POR
Relevância na Pesquisa
36.79%
Mestrado em Contabilidade, Fiscalidade e Finanças Empresariais; No quadro da atual conjuntura económica de elevada vulnerabilidade, a gestão do risco assume um papel relevante do ponto de vista organizacional. Neste sentido, o presente trabalho tem como objetivo apresentar e discutir a análise dos efeitos da aplicação de estratégias de hedging no custo com jet fuel da Força Aérea Portuguesa (FAP), através da utilização de futuros sobre o heating oil. A aplicação desta estratégia pretende minimizar a volatilidade do preço da matéria-prima bem como reduzir o custo total decorrente do aumento de valor do combustível nos mercados, aumentado desta forma a estabilidade orçamental. Assim, foi utilizada uma metodologia ex post facto baseada no preço pago em jet fuel pela FAP (JP8 e Jet A1), no período entre Abril de 2006 e Dezembro de 2011, considerando três cenários de hedging: aquisição de futuros anual, semestral, e trimestral. Para cada cenário foi estudada a percentagem de hedging ideal. Os resultados demonstram que, genericamente, uma cobertura total das necessidades de ambos os combustíveis através da compra de contratos de futuros do heating oil permitiria uma poupança e uma menor volatilidade no preço de combustível. A aquisição anual de futuros revelou-se a opção mais consistente no quadro da gestão de risco aqui analisada...

Hedging foreign currency and interest rate risks with derivatives: how much does it increase the firm’s value?

Cunha, Florbela Galvão da
Fonte: Instituto Universitário de Lisboa Publicador: Instituto Universitário de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2009 ENG
Relevância na Pesquisa
36.8%
Mestrado em Finanças / JEL Classification: F30; G32; Traditional finance theory suggests that a company can’t increase its value by changing the riskiness. However, recent studies show that it is possible to increase the firm’s value using hedging instruments. In my research I pretend to show that hedging with derivatives increases firm’s value, as already have been demonstrated in several different markets. The sample includes the 336 non-financial firms quoted in Lisbon, Madrid and Milan stock markets at the end of 2006. This study presents empirical evidence on the valuation effects of Foreign Currency (FC) and Interest Rate (IR) hedging with derivatives, measured by Tobin’s Q. Depending on the Tobin’s Q definition, I found a 4.48%, 8.92% or 11.88% significant premium for derivative hedging firms. I also found that 91.1% hedging firms are derivative users. Sample was separate in Iberian Market (Lisbon and Madrid stock markets) and Italian (Milan stock market) subsamples. Statistical and regression methods evidence that to the Iberian firms hedging activity has more impact on firm’s value than to Italian ones. Results evidence important statistical significant premiums for foreign currency and interest rate derivative hedgers in Iberian Market...

Grau de evidenciação da contabilidade de hedge nos maiores bancos brasileiros e europeus

Aguiar, Leandro Farias
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Dissertação
PT_BR
Relevância na Pesquisa
36.6%
Ao se reportar resultados voláteis e, sem a devida evidenciação contábil (disclosure), pode-se transmitir uma imagem negativa aos investidores e levantar dúvidas em relação aos resultados futuros, a transparência e a capacidade de gerenciamento do risco por parte dos gestores das instituições financeiras. Nas últimas décadas, a utilização da contabilidade de hedge para a gestão do risco e resultado tem estado em evidência nos grandes bancos do Brasil e do exterior. Isto ocorre pois é onde se dá a convergência das demonstrações financeiras tanto em 2005 na Europa quanto em 2010 no Brasil para o novo padrão contábil internacional (IFRS) aplicado pelo IASB. Este padrão tem exigido dos bancos grandes esforços para estar em conformidade com as novas regras estabelecidas. Nesta mesma lógica, enquanto a contabilidade de hedge nos bancos assume um papel de destaque na gestão dos riscos e resultados; a divulgação precisa e concisa das demonstrações financeiras fornece aos acionistas, investidores e demais usuários importantes informações sobre o desempenho e a condução do negócio. Isto proporciona ao mercado uma melhor condição de avaliar os riscos envolvidos e de estimar os resultados futuros para a tomada de decisão de investimento. Dentro deste contexto...

Hedging of product import in the oil industry : the case of currency risk

Figueira, Raquel de Sousa Pereira Pinho
Fonte: Instituto Superior de Economia e Gestão Publicador: Instituto Superior de Economia e Gestão
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2012 ENG
Relevância na Pesquisa
36.61%
Mestrado em Finanças; Este relatório foca um caso de cobertura de risco e um contrato específico da OZ Energia para importação de Diesel, com a exposição de propostas de cobertura desses riscos através de instrumentos financeiros. Como metodologia é utilizada uma abordagem de case-study, com o enfoque na análise de um evento de negócio real, com uma extensa apresentação dos riscos de mercado, de taxa de juro, de crédito e cambial. A análise é baseada no investimento realizado em 2011. A escolha do período de tempo é justificada pela importação de combustível por parte da empresa nesse ano, o qual não foi totalmente coberto. Assim, este trabalho procura dar respostas e soluções para um hedge perfeito da posição da empresa. Diferentes estratégias são estudadas e cenários simulados com base em dados do período entre Dez-08 e Jun-12 sob dois diferentes ângulos - custo e receita. A definição da melhor estratégia é feita através da comparação para ambas as perspectivas. São ainda realizados stress tests por forma a avaliar os resultados.; In this report we focus on an hedging case and on a particular contract used by OZ Energia for Diesel import, through the identification of hedging solutions using different financial instruments. A case-study approach is used as method...