Página 1 dos resultados de 21858 itens digitais encontrados em 0.044 segundos

Política de saúde e gestão no processo de (re)construção do SUS em município de grande porte: um estudo de caso de São Paulo, Brasil; Health policy and management in the (re)construction of the Unified National Health System (SUS) in a large municipality: a case study of São Paulo, Brazil

PINTO, Nicanor R. S.; TANAKA, Oswaldo Yoshimi; SPEDO, Sandra Maria
Fonte: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
55.93%
O processo de (re)construção do SUS no Município de São Paulo, Brasil, foi analisado, no período de 2001- 2008, por meio de estudo de caso, utilizando-se distintas fontes: documentos; entrevistas com informantes-chave e observação participante. Os conceitos de política de saúde e de gestão em saúde foram utilizados na qualidade de categorias analíticas. Foram selecionadas e analisadas apenas políticas priorizadas pela gestão iniciada em 2001 e que tiveram sustentação até 2008. Discutem-se desafios para a (re)construção do SUS no município relacionados com o contexto político-institucional e com mudanças de estrutura implementadas. As reorganizações da Secretaria Municipal de Saúde de São Paulo propiciaram a constituição e manutenção de dois subsistemas municipais, um hospitalar e outro ambulatorial. Negociações entre os governos municipal, estadual e federal não avançaram para que o município assumisse a gestão de fato de todo sistema de saúde, constatando-se a coexistência de três subsistemas públicos de saúde paralelos: dois municipais e um estadual. A sustentação política do Programa Saúde da Família foi associada ao fato de que esse programa não se constituiu como marca da primeira gestão municipal e...

O registro dos prontuários hospitalares como subsídio para a gestão em saúde; The hospital medical records as support for health management

Nascimento, Alexandra Bulgarelli do
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 12/11/2010 PT
Relevância na Pesquisa
65.9%
Este trabalho teve o objetivo de analisar o registro dos prontuários hospitalares como subsídio para a gestão em saúde. Foram analisados 430 prontuários de egressos de 2 hospitais públicos municipais de São Paulo internados em abril de 2010. Os resultados mostraram que os registros dos hospitais foram diferentes na maioria das variáveis estudadas, motivo pelo qual foram tratados separadamente. Observou-se que as variáveis sexo, idade, número de diagnósticos, motivo da saída, tempo de permanência e número de cuidados foram totalmente registradas. Enquanto que as variáveis pressão arterial, freqüência cardíaca, freqüência respiratória, temperatura, dor, alimentação, banho e locomoção foram parcialmente registradas. Analisando as variáveis totalmente registradas verificou-se que no Hospital A e B, respectivamente, adultos de 30 a 59 anos (35.9%, 42.3%), idosos com 60 anos ou mais (22.8%, 16.3%) e crianças menores de 4 anos (20.1%, 17.2%) foram os que mais demandaram internações. Da mesma forma, crianças (4 a 5 dias, 4 a 6 dias) e idosos (2 a 6 dias, 4 a 6 dias) necessitaram de maior tempo de permanência. No Hospital A, as doenças do aparelho respiratório (20.5%) foram as principais responsáveis pelas internações...

O uso dos sistemas de informação como ferramenta para a tomada de decisão pela gestão da saúde em municípios do sul da Bahia; The use of information systems in the decision making for the health management from several cities in South of Bahia

Pinheiro, Alba Lúcia Santos
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 08/12/2014 PT
Relevância na Pesquisa
55.99%
As informações em saúde constituem recursos primordiais para o desenvolvimento do conhecimento e para a inovação em saúde, sendo essenciais para guiar as políticas, o planejamento, a avaliação e subsidiar o processo decisório. O objetivo geral do estudo foi analisar a utilização dos Sistemas de Informação em Saúde (SIS) no processo de tomada de decisão pela gestão da saúde em municípios do sul da Bahia. Utilizou-se como referencial teórico a Gestão do Conhecimento, que possui como foco a estruturação de pessoas, processos e tecnologia para o alcance dos objetivos organizacionais. Trata-se de um estudo qualitativo, cujos sujeitos foram 16 secretários de saúde. Os dados foram coletados através de entrevista semi-estruturada e de formulário com roteiro aplicado a documentos, ambos submetidos à técnica de análise de conteúdo, modalidade temática. Dois temas emergiram das análises: "A Gestão em Saúde: um olhar na perspectiva do uso dos SIS", dividido em três subtemas inerentes às dimensões Pessoa, Processo e Tecnologia. A segunda unidade temática, "O uso dos SIS pela gestão da saúde: o contexto de documentos", concentrou-se na análise de documentos e foi dividida em duas subcategorias: "A potência do uso dos SIS para nortear as análises da situação de saúde: desafios para a gestão" e "Os distintos atores estão empoderados pelas Informações para a priorização de problemas e para a tomada de decisão?". Os principais resultados das subcategorias foram os seguintes: a dimensão pessoa apontou que os gestores não utilizam todo potencial dos SIS; há o envolvimento de diversos atores na decisão e...

A dimensão política no trabalho em saúde: o caso dos enfermeiros na Atenção Básica de Ribeirão Preto-SP; The political dimension in health work: the case of nurses in primary care, Ribeirão Preto-SP

Carneiro, Tânia Silva Gomes
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 29/09/2014 PT
Relevância na Pesquisa
55.95%
O presente estudo buscou compreender a dimensão política no trabalho do enfermeiro da atenção básica em um município paulista. Consideramos como dimensão política a relação que os trabalhadores estabelecem com a gestão pública em saúde e seus desdobramentos no trabalho na Atenção Básica nas distintas modalidades de organização da Atenção Básica (AB). Relação esta que não se limita aos espaços formais, como reuniões e normativas, mas que também se refletem nos modelos de atenção e organização do trabalho presentes nos serviços de saúde. Dessa forma, ao resgatar o caráter político da Reforma Sanitária Brasileira e o papel estratégico do SUS como política de Estado, este estudo pretende colaborar com o atual debate em torno da politização da saúde. O método utilizado para o desenvolvimento deste estudo foi o Estudo de Caso, alicerçado pela abordagem qualitativa, do tipo instrumental, a partir das seguintes fontes de dados: observação participante em cinco unidades de saúde de distintas modalidades de organização da AB, entrevista semiestruturada com oito enfermeiros, considerados informantes chaves e documentos oficiais de planejamento em saúde de instancia municipal de cinco quadriênios de gestão municipal. A coleta de dados foi realizada nos meses de outubro de 2013 a março de 2014. Foi realizada análise discursiva na perspectiva de Pêcheux com o material produzido nas entrevistas. Na análise documental...

Avaliação da gestão da atenção psicossocial na estratégia saúde da família : com a palavra os coordenadores; Evaluation of psychosocial care management in family health strategy: with word coordinators; Evaluación de la gestión de la atención psicosocial en salud de la familia: con la palabra los coordinadores

Mielke, Fernanda Barreto
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
56.02%
A reforma psiquiátrica brasileira propôs um modelo de cuidado em saúde mental denominado atenção psicossocial, que conta com serviços localizados no território de vida dos usuários com transtorno psíquico. A atenção psicossocial é, hoje, a estratégia orientadora do cuidado em saúde mental, propondo um cuidado ampliado a partir do cotidiano de vida das pessoas que dele necessitam. Com isso, a relação entre atenção psicossocial e atenção básica, especialmente a saúde da família, foi fortalecida, incluindo o cuidado em saúde mental no processo de trabalho das equipes de saúde da família. O objetivo deste estudo foi avaliar a gestão da atenção psicossocial na estratégia saúde da família, na Zona Leste do município de Porto Alegre/RS. Trata-se de um estudo avaliativo qualitativo do tipo estudo de caso, estruturado a partir dos pressupostos teóricos e metodológicos da Avaliação de Quarta Geração. O grupo de interesse foi composto pelos coordenadores das 12 unidades de saúde da família da Gerência Distrital Partenon/Lomba do Pinheiro. A coleta dos dados ocorreu por meio de observação participante, a qual totalizou 144 horas, e entrevistas individuais, a partir do círculo hermenêutico-dialético no período de setembro a novembro de 2011. A análise dos dados...

Surveillance, monitoring and reporting and contingency planning part of the National Aquatic Animal Health Management strategic plan for Sri Lanka

Marques, Ana Rita Pinheiro
Fonte: Universidade de Évora Publicador: Universidade de Évora
Tipo: Dissertação de Mestrado
ENG
Relevância na Pesquisa
65.89%
Implementing Aquatic Animal Health Management programs is of crucial importance to any country meaning to achieve and maintain the development and sustainability of their aquaculture sector. The initial approach to implementing an efficient Aquatic Animal Health Management program in Sri Lanka will rely on the development of two of its key components, namely aquatic animal disease surveillance, monitoring and reporting and the enhanced coordinated response to aquatic animal disease emergencies. The drafted framework for these two components was built upon the results from surveyed and consulted laboratories and institutions involved in aquatic animal health diagnostics and through two stakeholder meetings in order to achieve general consensus for the proposed components, focusing on maximizing the existing resources for cost efficiency. Initial drafting of a list of diseases of concern to Sri Lanka, concentrating on the diseases affecting major finfish and crustacean cultured species, and the proposed framework for a coordinated, joint approach to aquatic animal disease surveillance, monitoring and reporting will help to describe the aquatic animal disease profile in Sri Lanka, fulfilling international OIE reporting obligations while attempting to determine disease free status and the defining disease free zones...

Linking better shiftwork arrangements with safety and health management systems

Kogi,Kazutaka
Fonte: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2004 EN
Relevância na Pesquisa
65.91%
OBJECTIVE: Various support measures useful for promoting joint change approaches to the improvement of both shiftworking arrangements and safety and health management systems were reviewed. A particular focus was placed on enterprise-level risk reduction measures linking working hours and management systems. METHODS: Voluntary industry-based guidelines on night and shift work for department stores and the chemical, automobile and electrical equipment industries were examined. Survey results that had led to the compilation of practicable measures to be included in these guidelines were also examined. The common support measures were then compared with ergonomic checkpoints for plant maintenance work involving irregular nightshifts. On the basis of this analysis, a new night and shift work checklist was designed. RESULTS: Both the guidelines and the plant maintenance work checkpoints were found to commonly cover multiple issues including work schedules and various job-related risks. This close link between shiftwork arrangements and risk management was important as shiftworkers in these industries considered teamwork and welfare services to be essential for managing risks associated with night and shift work. Four areas found suitable for participatory improvement by managers and workers were work schedules...

Health management in Brazil: dialogue with public and private managers

Lorenzetti,Jorge; Lanzoni,Gabriela Marcellino de Melo; Assuiti,Luciana Ferreira Cardoso; Pires,Denise Elvira Pires de; Ramos,Flávia Regina Souza
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina, Programa de Pós Graduação em Enfermagem Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina, Programa de Pós Graduação em Enfermagem
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2014 EN
Relevância na Pesquisa
65.95%
The aim of this study was to identify the main health management issues in Brazil according to the opinion of managers who were intentionally chosen. Data was collected from July to November 2010, through key-informant interviews: two directors from national reference private hospitals, located in Southeast Brazil; and executive authorities of the Brazilian Unified Health System (SUS), one of each government level - municipal, state, and federal managers. SUS management was considered outdated; the system was defined as lacking stable funding and having flaws in planning and service assessment. Moreover, both sectors lack professionalization in management. In conclusion, SUS is still in consolidation and requires more resources, stable funding and management able to bring its principles and guidelines into reality. Management issues affect both public and private sectors and the public-private partnerships have not been oriented by public responsibility.

Food Safety and Agricultural Health Management in CIS Countries : Completing the Transition

van der Meer, Kees; Humpal, Don; de Haan, Cees; Ignacio, Laura; Qin, Xin
Fonte: World Bank, Washington, DC Publicador: World Bank, Washington, DC
Relevância na Pesquisa
65.85%
Since their independence in 1991, the CIS countries have experienced significant changes in their agriculture and food sectors. After a decade of contraction, agricultural production in most CIS countries has recovered or stabilized in the past few years. Some countries have recorded impressive rates of growth. While achieving much progress in transitioning towards the market economy and integrating into international markets, they face great challenges in further unleashing their potentials in the agriculture sector and in benefiting more from international trade. One of the remaining tasks is reforming their food safety and agricultural health management systems. This note highlights the main issues involved and outlines a reform agenda.

Smart health management for swarm-based space exploration systems

Hinchey, Mike; Vassev, Emil
Fonte: University of Limerick Publicador: University of Limerick
Tipo: Conference item; all_ul_research; none
ENG
Relevância na Pesquisa
65.88%
non-peer-reviewed; Autonomous swarm-based space exploration missions are inspired by social insects to provide a robust means of space exploration. Multiple self-organizing and autonomous spacecraft cooperate to explore deep space where a single monolithic spacecraft is impractical. Such an approach may facilitate exploration without risking human lives, and go where no man can go. The unmanned nature of such systems necessitates high levels of autonomy achieved via self-management features including health management based on automated detection, diagnosis and (re-)action that enables mitigation of adverse events during the mission. Moreover, to increase overall resilience, and ultimately the performance of the entire swarm, the health management mechanism run by an individual must be sufficiently “smart” to comply with the swarm-level goals and policies, which may lead to situations where repair is not the best solution.

Improving Aircraft Engines Prognostics and Health Management via Anticipated Model-Based Validation of Health Indicators

LAMOUREUX, Benjamin; MASSÉ, Jean-Rémi; MECHBAL, Nazih
Fonte: Prognostics journal Publicador: Prognostics journal
EN
Relevância na Pesquisa
65.87%
The aircraft engines manufacturing industry is subjected to many dependability constraints from certification authorities and economic background. In particular, the costs induced by unscheduled maintenance and delays and cancellations impose to ensure a minimum level of availability. For this purpose, Prognostics and Health Management (PHM) is used as a means to perform online periodic assessment of the engines’ health status. The whole PHM methodology is based on the processing of some variables reflecting the system’s health status named Health Indicators. The collecting of HI is an on-board embedded task which has to be specified before the entry into service for matters of retrofit costs. However, the current development methodology of PHM systems is considered as a marginal task in the industry and it is observed that most of the time, the set of HI is defined too late and only in a qualitative way. In this paper, the authors propose a novel development methodology for PHM systems centered on an anticipated model-based validation of HI. This validation is based on the use of uncertainties propagation to simulate the distributions of HI including the randomness of parameters. The paper defines also some performance metrics and criteria for the validation of the HI set. Eventually...

O desafio da descentralização do Sistema Único de Saúde em município de grande porte: o caso de São Paulo, Brasil; The challenge of decentralization of the Unified National Health System in large cities: the case of São Paulo, Brazil

SPEDO, Sandra Maria; TANAKA, Oswaldo Yoshimi; PINTO, Nicanor Rodrigues da Silva
Fonte: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
55.94%
A descentralização do Sistema Único de Saúde (SUS) ainda enfrenta importantes desafios, em particular a busca de alternativas para grandes municípios. Por se caracterizar como um processo eminentemente político, variáveis político-institucionais, dentre as quais se destaca a capacidade de gestão do nível local, são determinantes para a conformação da descentralização em cada contexto. Utilizando o referencial do triângulo de governo para avaliar a capacidade de gestão, realizou-se um estudo de caso, com o objetivo de analisar o processo de descentralização do SUS no Município de São Paulo, Brasil, a maior metrópole brasileira. Pela análise de entrevistas com gestores selecionados e documentos da gestão, identificou-se um movimento de centralização da saúde na gestão municipal 2005-2008, acompanhado do desconcerto das estruturas locorregionais da Secretaria Municipal de Saúde, o que resultou no esvaziamento técnico e político dessas instâncias. Apesar dos limites da descentralização, destaca-se sua potência enquanto estratégia operacional para alcançar os objetivos do SUS. Aponta-se a necessidade de retomar o processo de descentralização da saúde no Município de São Paulo que, além de avançar para instâncias locorregionais...

(Im)possibilidades de implementar uma direção única no SUS em município de grande porte: o caso de São Paulo, Brasil; (Im)possibilities of implementing an unified health services management in the Brazilian National Health System (SUS) in a large municipality: the case of São Paulo city, Brazil

PINTO, Nicanor R. S.; SPEDO, Sandra Maria; TANAKA, Oswaldo Yoshimi
Fonte: Faculdade de Saúde Pública, Universidade de São Paulo.Associação Paulista de Saúde Pública. Publicador: Faculdade de Saúde Pública, Universidade de São Paulo.Associação Paulista de Saúde Pública.
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
56.01%
A construção da direção única na saúde constitui-se um desafio para a gestão local do SUS, particularmente para municípios de grande porte. Este artigo analisou o processo de implementação do SUS no município de São Paulo, visando identificar estratégias para viabilizar uma direção única, no período de 2001 a 2008. Com base em um estudo de caso, foram utilizados dados obtidos de informantes privilegiados da gestão e de documentos de gestão. O conceito de integração sanitária foi utilizado como categoria analítica. Foram analisados movimentos e estratégias dos atores institucionais envolvidos diretamente na gestão do SUS, os gestores municipal e estadual. Observaram-se avanços institucionais como a municipalização das unidades básicas de saúde estaduais e a habilitação do município na gestão plena do sistema municipal. Apesar dessa condição de gestão e da identidade político-partidária entre os governos municipal e estadual desde 2005, constatou-se a coexistência de dois subsistemas públicos de saúde pouco integrados. Um municipal, que concentrava os serviços de atenção básica; outro estadual, que concentrava parte considerável dos serviços de média e alta complexidades. Instrumentos de gestão adotados...

O profissional enfermeiro e a gestão hospitalar : possibilidades e desafios; The nursing professional and the hospital management : challenges and possibilities

Flora Marta Giglio Bueno
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 28/08/2013 PT
Relevância na Pesquisa
55.94%
Este estudo buscou compreender como se dá a inserção do enfermeiro na gestão hospitalar, a partir de um contexto de mudanças do modelo assistencial e de gestão que vinha ocorrendo no local do estudo. Utilizou os conhecimentos da filosofia para destacar o saber fazer da enfermagem (téchne), mais precisamente do enfermeiro no processo do cuidar e, buscando entender a atuação do enfermeiro na gestão. Realizou-se uma reflexão teórica, utilizando o conceito de Gramsci de "intelectual orgânico" e a busca pela hegemonia cultural no processo de gerenciar o cuidado na enfermagem. Desenvolveu-se uma construção dialética entre cuidado e gestão em saúde, utilizando-se referenciais de planejamento em situação de governo de Carlos Matus e a organização da assistência de enfermagem de Florence Nighitingale, além de discutir possibilidades de reformulação do papel gerencial do enfermeiro e refletir sobre a aplicação e impacto dos novos desafios na gestão das pessoas que produzem o cuidado. Participaram dessa investigação, profissionais enfermeiros não docentes que atuam como Diretores Técnicos de Serviço de Enfermagem (cargos de representação) das áreas assistenciais e supervisores de seção de um hospital público universitário do Estado de São Paulo. Trata-se de um estudo de abordagem qualitativa e as técnicas empregadas para a coleta e organização dos dados envolveram a elaboração de um questionário auto-aplicado com questões estruturadas e semiestruturadas...

Toward utilization of data for program management and evaluation: quality assessment of five years of health management information system data in Rwanda

Nisingizwe, Marie Paul; Iyer, Hari S.; Gashayija, Modeste; Hirschhorn, Lisa R.; Amoroso, Cheryl; Wilson, Randy; Rubyutsa, Eric; Gaju, Eric; Basinga, Paulin; Muhire, Andrew; Binagwaho, Agnès; Hedt-Gauthier, Bethany
Fonte: Co-Action Publishing Publicador: Co-Action Publishing
Tipo: Artigo de Revista Científica
EN_US
Relevância na Pesquisa
65.92%
Background: Health data can be useful for effective service delivery, decision making, and evaluating existing programs in order to maintain high quality of healthcare. Studies have shown variability in data quality from national health management information systems (HMISs) in sub-Saharan Africa which threatens utility of these data as a tool to improve health systems. The purpose of this study is to assess the quality of Rwanda's HMIS data over a 5-year period. Methods: The World Health Organization (WHO) data quality report card framework was used to assess the quality of HMIS data captured from 2008 to 2012 and is a census of all 495 publicly funded health facilities in Rwanda. Factors assessed included completeness and internal consistency of 10 indicators selected based on WHO recommendations and priority areas for the Rwanda national health sector. Completeness was measured as percentage of non-missing reports. Consistency was measured as the absence of extreme outliers, internal consistency between related indicators, and consistency of indicators over time. These assessments were done at the district and national level. Results: Nationally, the average monthly district reporting completeness rate was 98% across 10 key indicators from 2008 to 2012. Completeness of indicator data increased over time: 2008...

Investing in People: Health System Strengthening Through Education

Stoertz, Aaron
Fonte: Universidade Duke Publicador: Universidade Duke
Tipo: Tese de Doutorado
Publicado em //2011
Relevância na Pesquisa
56.03%

Health system strengthening is now recognized as a pressing global health priority. Motivated and productive health workers are a critical component of health systems. Low and middle-income countries need many more health workers, but not simply more of the same. Insufficient collaboration between the health and education sectors creates a crippling mismatch between professional health service education and the realities of health service delivery. A transformative scale-up of health education is needed to increase the capacity of health systems to respond to population needs. We make the case for multi-sector innovation during the scale-up of health education-- ranging from new recruitment strategies, faculty development and curricular reform on the institutional level to cross-sector planning and investment on the national level. Such a transformation will require a broad process of multi-sector reform.

In Uganda the lack of formal health management education is a barrier to improved health systems and improved population health outcomes. Duke University partnered with executive leadership from the Ugandan Catholic and Protestant medical bureaus, the public health sector and the three leading schools of health management in Uganda to conduct a series of activities to strengthen the capacity for health management and leadership in Uganda. After a formative research process to describe the national health management training landscape...

Política, planejamento e gestão em saúde: balanço do estado da arte; Policy, planning and health management: the current understanding

Paim, Jairnilson Silva; Teixeira, Carmen Fontes
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; Formato: application/pdf; application/pdf
Publicado em 01/08/2006 POR; ENG
Relevância na Pesquisa
65.87%
O objetivo do estudo foi realizar um balanço do estado da arte da área temática Política, Planejamento e Gestão em Saúde entre 1974 e 2005. Foram recuperadas informações apresentadas em trabalhos anteriores, atualizando-as para os últimos cinco anos, considerando a produção registrada na base de dados bibliográficos LILACS. Descreveu-se a emergência de estudos e investigações em subtemas nessa área temática, procurando relacioná-los aos desdobramentos das conjunturas políticas, particularmente o processo de Reforma Sanitária, a construção do Sistema Único de Saúde e a reorientação das práticas de saúde. Discutiu-se a especificidade da produção no campo e conclui-se reiterando a necessidade de um trabalho histórico e epistemológico sobre a área no Brasil. Os desafios da prática impõem aos sujeitos, individuais e coletivos, não só perícia ténico-científica, mas sobretudo militância sociopolítica.; This work provides a literature review of Policy, Planning and Health Management between 1974 and 2005. Information is presented from previous research and publications, incorporating the production contained within the LILACS database from the last five years. The emergence of studies in these sub-themes is described in an attempt to associate them with political circumstances...

Linking better shiftwork arrangements with safety and health management systems

Kogi, Kazutaka
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/12/2004 ENG
Relevância na Pesquisa
65.89%
OBJETIVOS: Foram revisados diversas medidas de apoio úteis para incentivar abordagens conjuntas para a melhoria na organização do trabalho por turnos e os processos de gestão de saúde e segurança. As medidas para redução de risco em nível empresarial que associam horas de trabalho e processos de gestão receberam um enfoque particular. MÉTODOS: Foram analisadas as diretrizes voluntárias do setor para o trabalho noturno e em turnos em lojas de departamento e indústria química, automobilística e de equipamentos elétricos. Também foram examinados os resultados das pesquisas que levaram à formulação de medidas viáveis a serem incluídas nestas diretrizes. Em seguida, as medidas regulares de apoio foram comparadas com pontos de controle ergonômico para o trabalho de manutenção das instalações que requer turnos noturnos irregulares. Com base na análise foi criada uma lista de verificação para o trabalho noturno e em turnos. RESULTADOS: Verificou-se que tanto as diretrizes quanto os pontos de controle do trabalho de manutenção das instalações cobriram freqüentemente vários assuntos, inclusive horários de trabalho e riscos relativos ao trabalho. Este vínculo próximo entre a disposição do trabalho em turnos e a gestão de risco revelou-se importante...

(Im)possibilidades de implementar uma direção única no SUS em município de grande porte: o caso de São Paulo, Brasil; (Im)possibilities of implementing an unified health services management in the Brazilian National Health System (SUS) in a large municipality: the case of São Paulo city, Brazil

Pinto, Nicanor R. S.; Spedo, Sandra Maria; Tanaka, Oswaldo Yoshimi
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/09/2010 POR
Relevância na Pesquisa
56.01%
A construção da direção única na saúde constitui-se um desafio para a gestão local do SUS, particularmente para municípios de grande porte. Este artigo analisou o processo de implementação do SUS no município de São Paulo, visando identificar estratégias para viabilizar uma direção única, no período de 2001 a 2008. Com base em um estudo de caso, foram utilizados dados obtidos de informantes privilegiados da gestão e de documentos de gestão. O conceito de integração sanitária foi utilizado como categoria analítica. Foram analisados movimentos e estratégias dos atores institucionais envolvidos diretamente na gestão do SUS, os gestores municipal e estadual. Observaram-se avanços institucionais como a municipalização das unidades básicas de saúde estaduais e a habilitação do município na gestão plena do sistema municipal. Apesar dessa condição de gestão e da identidade político-partidária entre os governos municipal e estadual desde 2005, constatou-se a coexistência de dois subsistemas públicos de saúde pouco integrados. Um municipal, que concentrava os serviços de atenção básica; outro estadual, que concentrava parte considerável dos serviços de média e alta complexidades. Instrumentos de gestão adotados...

Linking better shiftwork arrangements with safety and health management systems

Kogi,Kazutaka
Fonte: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2004 EN
Relevância na Pesquisa
65.91%
OBJECTIVE: Various support measures useful for promoting joint change approaches to the improvement of both shiftworking arrangements and safety and health management systems were reviewed. A particular focus was placed on enterprise-level risk reduction measures linking working hours and management systems. METHODS: Voluntary industry-based guidelines on night and shift work for department stores and the chemical, automobile and electrical equipment industries were examined. Survey results that had led to the compilation of practicable measures to be included in these guidelines were also examined. The common support measures were then compared with ergonomic checkpoints for plant maintenance work involving irregular nightshifts. On the basis of this analysis, a new night and shift work checklist was designed. RESULTS: Both the guidelines and the plant maintenance work checkpoints were found to commonly cover multiple issues including work schedules and various job-related risks. This close link between shiftwork arrangements and risk management was important as shiftworkers in these industries considered teamwork and welfare services to be essential for managing risks associated with night and shift work. Four areas found suitable for participatory improvement by managers and workers were work schedules...