Página 1 dos resultados de 381 itens digitais encontrados em 0.059 segundos

Hábitos de jovens leitores de jornais online

Amaro, Rita Emanuel Teixeira de Sousa
Fonte: [s.n.] Publicador: [s.n.]
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2009 POR
Relevância na Pesquisa
96.25%
Dissertação de Mestrado apresentada à Universidade Fernando Pessoa como parte dos requisitos para obtenção do grau de Mestre em Ciências da Comunicação, especialização em Jornalismo.; A crescente popularidade da internet e a sua disseminação de informação tem alterado o dia-a-dia das pessoas. Podemos afirmar que, actualmente, a internet é um dos principais meios de procura de informação. Os jornais online surgiram como oportunidades de exploração do novo meio, abarcando com eles as características e as valências que a web possibilita. Dentro do universo de jornais online pretendeu-se, com este estudo, medir os hábitos de leitura de jornais dos jovens universitários, bem como compreender se existem alterações nesses mesmos hábitos em função da frequência no ensino superior e após o advento da internet. Assim sendo, aplicou-se um questionário a uma amostra de conveniência de estudantes da licenciatura de Ciências da Comunicação da Universidade Fernando Pessoa. A partir dos resultados obtidos verificou-se que os jovens possuem bons hábitos de leitura. Contudo, foi também possível concluir que a leitura do jornal impresso está ainda muito incutida nos hábitos dos jovens. Quando comparados os dois suportes...

Hábitos de leitura de alunos dos 2º e 3º Ciclos do Ensino Básico e impacto na aprendizagem : concepções de alunos, professores e professores bibliotecários

Menezes, Isilda Maria Santos Leitão Menezes
Fonte: Universidade Aberta de Portugal Publicador: Universidade Aberta de Portugal
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2010 POR
Relevância na Pesquisa
106.3%
Dissertação de Mestrado em Gestão de Informação em Bibliotecas Escolares apresentada à Universidade Aberta; Este estudo tem como principal objectivo conhecer os hábitos de leitura dos alunos dos 2.º e 3.º ciclos do ensino básico e as concepções que estes alunos, os seus professores e professores bibliotecários têm acerca da importância de hábitos de leitura na aprendizagem. Assim, formulámos um conjunto de questões específicas às quais procurámos dar resposta: (i) Que concepções têm alunos, professores e professores bibliotecários sobre a leitura? (ii) Como evoluem, segundo alunos, professores e professores bibliotecários, os hábitos de leitura dos alunos? (iii) Que actividades da sala de aula e da biblioteca escolar mais contribuem para essa evolução? (iv) Qual o impacto da leitura na aprendizagem, segundo alunos, professores e professores bibliotecários? (v) Que importância têm as actividades de promoção e animação da leitura, dinamizadas pela equipa da biblioteca escolar, na aprendizagem dos alunos? O enquadramento teórico deste estudo está organizado em quatro partes: a primeira aborda a leitura como uma competência fundamental; a segunda foca hábitos de leitura e respectivo impacto na aprendizagem; a terceira diz respeito à promoção e animação da leitura; e...

A ler + em Milheirós de Poiares : um projecto em acção

Brandão, Olívia de Fátima da Rocha
Fonte: Universidade Aberta de Portugal Publicador: Universidade Aberta de Portugal
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2011 POR
Relevância na Pesquisa
96.14%
Dissertação de Mestrado em Gestão da Informação e Bibliotecas Escolares apresentada à Universidade Aberta; Na sociedade actual, a leitura é considerada um instrumento precioso e indispensável ao indivíduo que se quer activo, participante, crítico e útil, o qual exige adaptabilidade, capacidade de resposta a novas situações e construção permanente do conhecimento. Este crescente reconhecimento da importância das competências e dos hábitos de leitura no desenvolvimento dos indivíduos e das sociedades tem suscitado, a nível internacional e nacional, um investimento em práticas de promoção de leitura que procuram contrariar os níveis de leitura revelados pelos resultados dos diferentes estudos nacionais e internacionais realizados. Partindo destas premissas, o presente trabalho foca a problemática dos hábitos de leitura das crianças/dos jovens, centrando a sua abordagem no papel activo de diferentes mediadores (Biblioteca Escolar, Escola/Sala de Aula e Família) na promoção da leitura e perspectivando a importância que um projecto de leitura poderá desempenhar neste âmbito. Sabendo que uma dessas iniciativas (Projecto A Ler+) se encontra em implantação, desde o ano lectivo de 2008/2009, em alguns agrupamentos/escolas do nosso país...

Práticas e hábitos de leitura dos alunos com necessidades educativas especiais e acesso ao livro

Ribeiro, Daniela Filipa Monteiro
Fonte: Universidade do Minho Publicador: Universidade do Minho
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
Publicado em //2011 POR
Relevância na Pesquisa
96.2%
Dissertação de mestrado integrado em Psicologia (área de especialização em Psicologia Escolar e da Educação); A família e, posteriormente, a escola desempenham um papel fundamental na criação e manutenção de práticas e hábitos de leitura de uma criança. Este papel é também desempenhado pela biblioteca, um contexto determinante no desenvolvimento das práticas de leitura, uma vez que constitui um espaço privilegiado de contacto com o material escrito, dirigido a todas as faixas etárias. A exploração, utilização e manuseamento do livro são aspectos facilitadores do desenvolvimento da literacia. Dada a relevância que o livro apresenta, é fulcral que este esteja acessível a todos, incluindo aqueles com necessidades especiais. Esta acessibilidade passa pela adaptação deste material às necessidades específicas de cada indivíduo contribuindo para a sua integração social. Este trabalho visou caracterizar as práticas e hábitos de leitura dos alunos com necessidades especiais e as dificuldades que estes encontram no acesso ao livro. Deste modo, foram realizados dois estudos. No Estudo 1 procurou-se caracterizar as práticas e hábitos de leitura dos alunos como necessidades especiais, bem como as dificuldades de acesso ao livro. Integraram a amostra deste estudo 56 alunos portadores de necessidades educativas especiais...

Dificuldades e potencialidades nas competências pré-leitoras e hábitos de leitura familiar : um estudo exploratório com um grupo de crianças do ensino pré-escolar

Santos, Elvira Manuela Almeida
Fonte: Universidade Católica Portuguesa Publicador: Universidade Católica Portuguesa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em 10/10/2012 POR
Relevância na Pesquisa
106.23%
A família e a educação pré-escolar são um contexto privilegiado para a promoção de competências pré-leitoras e, que a literatura da especialidade aponta como preditores da aquisição inicial da leitura e da escrita na criança. O presente estudo procura, numa perspetiva descritiva exploratória, perceber como é que as competências pré-leitoras são influenciadas pelo meio escolar, nomeadamente pela educação pré-escolar e meio familiar da criança. Concretamente, foi nosso objetivo descrever a relação existente entre os hábitos de leitura da família e a aquisição de competências de literacia num grupo de 17 crianças que frequentavam o último ano do jardim de infância de uma IPSS do concelho da Póvoa de Varzim. Como instrumentos de recolha da informação usaram-se um questionário estruturado aos pais (adaptado de Viana, 2002) e o Teste de Identificação de Competências Linguísticas (T.I.C.L.; Viana, 2002; 2004). Os resultados indicam que a maioria das crianças frequentou o ensino pré-escolar durante 3 anos consecutivos e os pais dos nossos participantes, maioritariamente, possuíam o 2º ciclo do ensino básico. Relativamente aos hábitos de leitura familiar, uma percentagem expressiva das famílias possui uma média de 11 a 50 livros em casa...

Leitura partilhada entre o jardim de infância e a família : um projecto de intervenção

Santos, Maria Manuela de Matos Alves de Sá dos
Fonte: Escola Superior de Educação de Paula Frassinetti Publicador: Escola Superior de Educação de Paula Frassinetti
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
96.2%
Vivemos numa sociedade em que, diariamente, somos confrontados com o código escrito, num apelo constante à leitura e à decifração; paralelamente, as tecnologias assumiram um papel preponderante, desafiando-nos constantemente e levando-nos a desenvolver novas competências e literacias. O desinteresse dos jovens pela leitura, associado aos fracos resultados dos alunos portugueses em testes de literacia, remetem-nos para uma reflexão profunda pois, se pretendemos formar jovens autónomos, responsáveis e interventivos, capazes de construir conhecimento através da interacção e partilha, devemos ajudá-los a desenvolver meios de aceder à informação e transformá-la em conhecimento, e isto passa obrigatoriamente pela leitura. Assim, atendendo a que a criança é um ser social, integrada em diferentes contextos que contribuem para a sua formação, entendemos que o Jardim de Infância (complementado pela biblioteca escolar), a família e a sociedade em geral devem desenvolver esforços concertados, na promoção de hábitos de leitura e na formação de leitores competentes. Neste projecto – Leitura Partilhada entre o Jardim de Infância e a Família - pretendemos envolver os pais em actividades de promoção da leitura...

Inquérito aos hábitos de leitura

Freitas, Eduardo de; Santos, Maria de Lourdes Lima dos
Fonte: CIES-ISCTE / CELTA Publicador: CIES-ISCTE / CELTA
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em /09/1991 POR
Relevância na Pesquisa
106.16%
No resumo que aqui se apresenta de parte dos resultados de um inquérito cuja população só incluía alfabetizados, sobressai a distância entre a capacidade de ler e o hábito da leitura enquanto prática cultural. Perfis de diferentes leitores configuram-se por entre discriminações sociais, revelando diferentes graus de apetência de leituras e diferentes modos de as realizar. A este respeito mostrou-se elucidativo o recurso a tipologias - da leitura e dos leitores - associadas às variáveis de caracterização social. Ver-se-á como resultam distintas as frequências com que se pratica a leitura, distinto o volume do que se lê, distintas as modalidades que se consomem - livros, jornais, revistas - e, dentro de cada uma delas, distintos os géneros que se preferem. A utilização de indicadores de socialização primária no campo das práticas de leitura permitiu, por sua vez, avaliar o impacto das heranças de hábitos de leitura transmitidos aos inquiridos durante a infância. Sendo a leitura, hoje em dia, uma das práticas culturais mais banalizadas, obrigatoriamente difundida durante a escolaridade dos indivíduos, nem por isso ela deixa de funcionar como hábito fortemente distintivo, reproduzindo hierarquias de legitimidade socio-cultural.; This article summarizes some of the results of a survey revealing striking gap between the ability to read and the cultural practice of reading. Different profiles of readers...

Bibliografia da literatura infantil portuguesa na primeira década do século XXI e hábitos de leitura

Vieira, Sara Patrícia Marques
Fonte: Universidade da Beira Interior Publicador: Universidade da Beira Interior
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2012 POR
Relevância na Pesquisa
96.21%
O estudo valida a legitimidade da Literatura Infantil no âmbito da sala de aula, enquanto tipologia de texto capaz de fornecer aos alunos múltiplas competências que farão deles leitores autónomos e proficientes. Deste modo, torna-se indispensável consciencializar os docentes, potenciais agentes de mediação, para esta realidade, dando-lhes a conhecer o respetivo manancial à sua disposição nas nossas livrarias. Cabe ao professor do 1º ciclo entender a formação dos hábitos de leitura como um processo em que ele próprio seja um bom leitor: conheça os livros, os conteúdos e temas dos mesmos. Assim, a presente investigação tem como principais objetivos: por um lado constituir uma bibliografia da literatura infantil em Portugal na primeira década do século XXI, dando uma breve panorâmica de algumas obras e dos seus autores, fazendo uma análise aos temas que as mesmas abordam, realizando-se para o efeito uma recolha de originais dos autores portugueses; por outro lado e de forma a contribuir para a consciencialização da importância da criação de hábitos de leitura, pretendeu também verificar o contributo da leitura e da literatura infantil na formação humana e nas competências linguísticas dos alunos, no âmbito cognitivo e social. Neste caso...

Contribuição para o conhecimento dos hábitos de impressão dos docentes/investigadores do ensino superior

Rodigues, Maria Eduarda; Escola Superior Agrária/Escola Superior de Artes Aplicadas - Instituto Politécnico de Castelo Branco; Pulgarin Guerrero, Antonio; Universidad de Extremadura; Pérez Pullido, Margarita; Rodrigues, António Moitinho; Instituto Pol
Fonte: Actas do Congresso Nacional de Bibliotecários, Arquivistas e Documentalistas Publicador: Actas do Congresso Nacional de Bibliotecários, Arquivistas e Documentalistas
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; article Formato: application/pdf
Publicado em 16/07/2015 POR
Relevância na Pesquisa
96.12%
O advento da Internet e a evolução dos suportes documentais levou à alteração de comportamentos de pesquisa e impressão de documentos por parte dos docentes/investigadores das instituições de ensino superior (IES). Este estudo decorreu numa IES e pretende ajudar a compreender os hábitos de leitura e impressão de documentos científicos dos seus docentes/investigadores. A recolha de dados fez-se através da distribuição online de um questionário. Obtiveram-se 117 respostas. 100% dos respondentes referiram utilizar a Internet para pesquisar documentos científicos; a maioria dos docentes/investigadores faz leitura de artigos científicos em suporte digital e de livros de texto em suporte papel; não ocorreram diferenças evidentes quanto ao género e faixas etárias; a frequência de impressão concentra-se nos parâmetros Ocasionalmente e Frequentemente; a área das Ciências Sociais e Humanidades recolhe maior número de respostas no parâmetro Frequentemente; a área das Ciências Exatas e Engenharia recolhe maior número de repostas no parâmetro Ocasionalmente. Os resultados obtidos evidenciam uma percentagem elevada de docentes/investigadores a imprimir documentos que recolhe da Internet. O conhecimento dos hábitos de leitura e impressão de documentos pode ajudar à tomada de decisão sobre recursos e suportes de leitura a disponibilizar pelas bibliotecas aos docentes/investigadores das IES.

Hábitos de leitura em crianças e adolescentes: um estudo de caso em alunos do segundo e terceiro ciclos do Ensino Básico

Gouveia, Joana Mesquita Saldanha
Fonte: Universidade Portucalense Publicador: Universidade Portucalense
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2009 POR
Relevância na Pesquisa
96.12%
O presente estudo procura desvendar, numa perspectiva interpretativa e crítica, até que ponto os alunos do segundo e terceiro ciclos do Ensino Básico lêem por prazer, a qualquer hora e em qualquer local, fruto da sua própria vontade e iniciativa ou se, por outro lado, apenas o fazem porque são obrigados, transformando-se, assim, o deleite numa mera e custosa obrigação. No âmbito desta temática emergem questões hoje tão prementes como a responsabilidade da família, da escola e da sociedade na consecução do objectivo comum de promoção de hábitos de leitura sustentados. Neste enquadramento, registe-se a forte importância do papel da biblioteca escolar e da biblioteca pública na aquisição e estabelecimento de bons hábitos de leitura que deverão ser cultivados desde tenra idade. Começámos por nos debruçar, em termos teóricos, sobre a revisão da literatura dedicada aos assuntos em análise. Procedemos à aplicação de dois questionários que abrangeram uma amostra de 31 docentes e de 181 alunos do segundo e terceiro Ciclos do Ensino Básico da Eco-Escola. De modo a complementar o estudo, foi efectuada uma análise documental que englobou o Projecto Educativo e os instrumentos que permitem a sua operacionalização. O estudo inseriu-se numa abordagem descritiva e interpretativa...

Hábitos de leitura e sucesso escolar: um estudo de caso em alunos no final do ensino básico.

Neves, Sónia Fernandes Silva
Fonte: Universidade Portucalense Publicador: Universidade Portucalense
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2010 POR
Relevância na Pesquisa
96.21%
As rápidas e profundas mudanças que têm marcado diferentes domínios da sociedade exigem aos indivíduos competências que os tornem capazes de seleccionar e absorver a multiplicidade de informações provenientes de uma grande diversidade de meios. Portugal apresenta índices de literacia da leitura muito baixos, pelo que têm vindo a ser implementadas medidas a nível nacional, no sentido de inverter esta situação. À escola compete minimizar desigualdades advindas de contextos familiares diversos. Sendo a leitura um veículo privilegiado de desenvolvimento e humanização da sociedade, o ensino deve contribuir para o aumento dos hábitos de leitura dos alunos, promovendo a formação de leitores e contribuindo para o sucesso educativo dos alunos, preparando-os para o exercício de uma cidadania responsável e activa. Com esta investigação, desenvolvida sob a forma de estudo de caso e utilizando metodologias quantitativas e qualitativas, realizada ao nível do 9º ano, ano terminal do ensino básico, procurámos verificar qual a influência dos hábitos de leitura no sucesso escolar e determinar o papel de uma escola inserida num contexto sociocultural desfavorecido na formação de leitores. Os resultados obtidos permitiram-nos concluir que os hábitos de leitura favorecem o sucesso escolar e que...

O professor de português e a literatura: relações entre formação, hábitos de leitura e prática de ensino; High school teachers and literature: relationship between formation, reading habits and teaching practices

Oliveira, Gabriela Rodella de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 26/03/2008 PT
Relevância na Pesquisa
106.15%
Esta dissertação tem por objeto estudar as relações entre formação, hábitos de leitura e práticas do ensino de literatura dos professores de português do ensino médio da rede estadual da cidade de São Paulo. Para tanto, optou-se primeiramente por realizar uma pesquisa quantitativa com 87 docentes, a partir da qual procurou-se traçar um perfil médio do professor da rede, levando-se em consideração dados relativos a sua formação, seus hábitos de leitura, sua prática de ensino e aos principais problemas enfrentados. Numa segunda etapa, realizouse uma pesquisa qualitativa a partir de entrevistas com quatro professores dessa mesma rede, de quem também foram observadas aulas de literatura. Na análise desses depoimentos, procurou-se investigar se haveria relações entre a formação a que esses professores tiveram acesso, os hábitos de leitura por eles desenvolvidos, as concepções de literatura desses sujeitos e sua prática de ensino literário. Na combinação dos dois métodos de pesquisa, foram observados indicadores de características socioculturais dos professores num conjunto de ocorrências (quantitativa) e analisados trechos de histórias de vida em profundidade (qualitativa). Dessa forma, buscou-se contrapor a uma configuração geral do perfil médio do professor de português...

O voluntariado na promoção da leitura na biblioteca escolar

Oliveira, Soraya Marisa Rodrigues Ribeiro de
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
106.09%
Este trabalho pretende demonstrar até que ponto um projeto de voluntariado na leitura contribui para a promoção da leitura no Agrupamento de Escolas Pêro da Covilhã, em particular com a coordenação da Biblioteca Escolar, com o envolvimento da Escola e com a colaboração da família e de outros voluntários. Com a cooperação destes 3 pilares – Escola, Família e Biblioteca Escolar – a promoção da leitura e implementação de hábitos de leitura será possível. O estudo incidiu na promoção de atividades de leitura por voluntários, destinados a alunos de 3º e 4º anos. Com os voluntários da leitura – seniores ou jovens, oriundos das famílias dos alunos ou de fora destas – pretende-se promover e consolidar a leitura nos alunos, mas também valorizar o contributo de todos para o desenvolvimento das crianças, para que estas se formem adultos conscientes da importância do voluntariado, da cooperação e coordenação de esforços para a concretização de objetivos.; This work aims to demonstrate the extent to which a project in reading volunteer contributes to promoting reading in «Agrupamento de Escolas Pêro da Covilhã», in particular with the coordination of the School Library, with the involvement of the School and in collaboration with the family and other volunteers. With the cooperation of these three pillars - School...

Dinâmicas de leitura recreativa pelos alunos do ensino secundário

Almeida, Maria Alice Pereira de
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
116.17%
A leitura é parte integrante da vida do indivíduo. Ler é o resultado de uma aprendizagem contínua que se inicia muito antes da aprendizagem dos caracteres de leitura, e que se vai aperfeiçoando à medida que se adquire a capacidade de descodificar as mensagens, de interpretar e compreender o seu conteúdo. A formação do indivíduo passa necessariamente pela leitura. É importante que os jovens se envolvam nas práticas de leitura, quer estas sejam de carácter obrigatório - a nível escolar - quer sejam de leitura por prazer. O gosto e o desejo de ler leva a uma leitura prazerosa no indivíduo que a pratica. Neste trabalho, estudo de caso, pretende-se averiguar se os alunos do ensino secundário têm hábitos de leitura, se leem com gosto e qual o tempo que despendem na leitura diária. A metodologia de trabalho foi a aplicação de um inquérito por questionário a todos os alunos da Escola Básica e Secundária de Sever do Vouga do ensino regular e a análise dos dados das requisições domiciliárias correspondentes aos anos escolares 2011-2012 e 2012-2013. Da análise dos resultados obtidos foi possível concluir que os alunos do ensino secundário leem menos do que os alunos que frequentam o ensino básico, que ocupam o seu tempo livre no computador na internet a divertirem-se ou a fazerem trabalhos escolares e a ver televisão. O tempo utilizado por estes alunos para a leitura de livros não escolares ou seja leitura recreativa é muito pouco...

Hábitos de leitura dos utilizadores da Biblioteca Municipal de Estremoz

Anica, Ana Sofia Borralho
Fonte: Universidade de Évora Publicador: Universidade de Évora
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
106.2%
Nesta sociedade da informação em que se vive actualmente, a leitura ocupa um papel de destaque na vida das pessoas. Mas, apesar da função desempenhada pela leitura, são muitos os estudos, nacionais e europeus, que chegam à conclusão que os hábitos de leitura dos portugueses são praticamente inexistentes. Este estudo baseou-se num estágio realizado na Biblioteca Municipal de Estremoz, que ocorreu de 28 de Fevereiro a 23 de Maio de 2011, e que permitiu uma observação directa das actividades realizadas pelos utilizadores da instituição, o que contribuiu para uma conclusão mais completa. Ao longo do estudo pretende-se alcançar os seguintes objectivos: traçar o perfil dos utilizadores da Biblioteca Municipal de Estremoz; verificar o uso que os utilizadores fazem do espaço que têm à disposição, e quais as actividades mais praticadas pelos mesmos; identificar o tipo de actividades realizadas pela Biblioteca; analisar o número de empréstimos domiciliários efectuado pela instituição; analisar os hábitos de leitura dos utilizadores da Biblioteca; e, por fim, identificar a época do ano em que a Biblioteca tem mais movimento. A metodologia utilizada é predominantemente qualitativa, com algumas características de estudo de caso...

Dos hábitos de leitura dos professores ao sucesso escolar dos alunos: um estudo de caso no primeiro ciclo do ensino básico

Moreira, Lucinda
Fonte: Escola Superior de Educação de Paula Frassinetti Publicador: Escola Superior de Educação de Paula Frassinetti
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
106.22%
Trabalho de projeto apresentado à Escola Superior de Educação de Paula Frassinetti para obtenção do grau de Mestre em Ciências da Educação Especialização em Supervisão Pedagógica; Esta investigação tem como principais objetivos conhecer os hábitos de leitura dos professores do 1ºCiclo. Esta questão será abordada numa perspetiva educacional, como fator de desenvolvimento profissional, promotora de práticas educativas e do ensino da leitura, e, consequentemente, refletir sobre a relação que possam ter com o desempenho dos alunos. Para tal, pretendemos conhecer, analisar e interpretar três campos conceituais: a leitura, hábitos de leitura e a avaliação externa da competência. No que diz respeito à leitura, privilegiamos a leitura de livros literários, por nos parecer que está mais intimamente ligada ao prazer e ao lado afetivo do ato de ler e por percecionarmos que a escola se preocupa mais com o lado funcional da leitura, descurando o primeiro. Quanto aos hábitos de leitura, interessou-nos saber a situação atual do país. Na avaliação externa, os exames nacionais de Português do 4.º ano constituíram o enfoque do estudo. Optamos por desenvolver uma metodologia de estudo de caso, com o recurso a técnicas próprias tanto do paradigma qualitativo como do quantitativo. Para a sua concretização...

Bibliografia da literatura infantil portuguesa na primeira década do século XXI e hábitos de leitura

Vieira, Sara Patrícia Marques
Fonte: Universidade da Beira Interior Publicador: Universidade da Beira Interior
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2012 POR
Relevância na Pesquisa
96.21%
O estudo valida a legitimidade da Literatura Infantil no âmbito da sala de aula, enquanto tipologia de texto capaz de fornecer aos alunos múltiplas competências que farão deles leitores autónomos e proficientes. Deste modo, torna-se indispensável consciencializar os docentes, potenciais agentes de mediação, para esta realidade, dando-lhes a conhecer o respetivo manancial à sua disposição nas nossas livrarias. Cabe ao professor do 1º ciclo entender a formação dos hábitos de leitura como um processo em que ele próprio seja um bom leitor: conheça os livros, os conteúdos e temas dos mesmos. Assim, a presente investigação tem como principais objetivos: por um lado constituir uma bibliografia da literatura infantil em Portugal na primeira década do século XXI, dando uma breve panorâmica de algumas obras e dos seus autores, fazendo uma análise aos temas que as mesmas abordam, realizando-se para o efeito uma recolha de originais dos autores portugueses; por outro lado e de forma a contribuir para a consciencialização da importância da criação de hábitos de leitura, pretendeu também verificar o contributo da leitura e da literatura infantil na formação humana e nas competências linguísticas dos alunos, no âmbito cognitivo e social. Neste caso...

Hábitos de leitura e estudo: relação com atividades culturais e de lazer

Olinto, Gilda
Fonte: Ibict ; UFRJ/ECO Publicador: Ibict ; UFRJ/ECO
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
96.2%
Utilizando dados de um levantamento realizado em 1997 junto a estudantes de graduação em Comunicação da UFRJ e focalizando os seus hábitos de leitura e estudo, este trabalho procura identificar a relação desses hábitos com alguns fatores socioculturais. Os clássicos pressupostos de oposição entre leitura e lazer, sobretudo a oposição entre leitura e TV são discutidos, destacando-se as abordagens que prevêem a convivência entre os diversos mídia e múltiplas atividades de lazer e cultura na sociedade contemporânea. A relação entre os hábitos de leitura e estudo e outras opções na área cultural são também consideradas. As análises de dados empreendidas sugerem que um comportamento multicultural tende a prevalecer no ambiente em questão e as diversas atividades de lazer, incluindo a TV, parecem não competir com a leitura e o estudo. Além disso, o envolvimento com atividades e o desenvolvimento de gostos socialmente valorizados, como o teatro e o gosto musical mais refinado são opções que, não apenas não competem, mas está positivamente relacionados ao hábito de estudo e à leitura.

É preciso ler muito para escrever bem? Uma análise dos hábitos de leitura e domínio da escrita em textos dissertativos produzidos por universitários do agreste pernambucano

Iliovitz, Erica Reviglio; Universidade Federal Rural de Pernambuco
Fonte: Revista Horizontes de Linguistica Aplicada Publicador: Revista Horizontes de Linguistica Aplicada
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 10/04/2011 POR
Relevância na Pesquisa
96.08%
O presente texto apresenta resultados da pesquisa que investigou a relação entre hábitos de leitura e domínio da escrita de alunos do curso de Pedagogia da Universidade Federal de Pernambuco, Centro Acadêmico do Agreste - Caruaru. Com o objetivo de verificar se os alunos pressupõem a existência de uma associação direta entre as competências necessárias para ler com fluência, e aquelas necessárias para escrever de forma apropriada, foi feita uma comparação entre algumas características de textos dissertativos produzidos pelos alunos e as respostas deles em dois questionários (referentes a hábitos de leitura e concepções de escrita). Constatamos basicamente que ler muito nem sempre contribui para escrever bem. A sistematização dos resultados dessa pesquisa sinaliza que é necessário, na medida do possível, fazer um trabalho paralelo e simultâneo com estratégias de leitura e técnicas de escrita – o que se constitui num desafio permanente.  

REFLETINDO SOBRE A DIFICULDADE DE LEITURA EM ALUNOS DO ENSINO SUPERIOR: “DEFICIÊNCIA” OU SIMPLES FALTA DE HÁBITO?

Tourinho, Cleber
Fonte: Universidade Federal da Paraíba/Centro de Ciências Humanas Sociais e Agrárias Publicador: Universidade Federal da Paraíba/Centro de Ciências Humanas Sociais e Agrárias
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Avaliado por Pares Formato: application/pdf
Publicado em 06/04/2012 POR
Relevância na Pesquisa
96.08%
Este trabalho tem como objetivo realizar uma reflexão a respeito da prática da leitura por alunos da Educação Superior. Destacam-se aspectos sociais e históricos, bem como um panorama da leitura no Brasil, em que se expõe o avanço do livro e da leitura, com destaque para seus conceitos e suas funções. Estuda-se também a importância da leitura no processo educacional, salientando a interpretação, a compreensão e a intertextualidade, abordando-se nesse item o perfil do leitor brasileiro, principalmente quando ele cursa o nível superior. Relata-se a importância de um maior envolvimento dos graduandos no processo de leitura, após a reflexão sobre o pouco hábito desta entre eles e o porquê da distância entre o livro e o leitor. Observa-se que a preocupação quanto ao acesso à leitura é global, contudo, no Brasil, entre várias dificuldades, estão as questões de formação do leitor desde o âmbito familiar e escolar e a massificação e perda de qualidade do Ensino Superior atual, redundando em práticas acadêmicas de leitura mecanizadas e forçadas. Conclui-se que a criação de hábitos de leitura perpassa um ideário não apenas sociopolítico, mas também cultural, por isso é fundamental, para a construção de cidadãos críticos...