Página 1 dos resultados de 16 itens digitais encontrados em 0.051 segundos

"Como lobo na pele de cordeiro": discursos das diferenças em textos narrativos infantis sobre a pessoa com deficiência; As wolf in sheeps clothing: discourses of the differences in childrens narrative texts about people with disabilities.

Souza, Fernanda Cristina de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 07/12/2011 PT
Relevância na Pesquisa
86.04%
As políticas da diversidade/diferença ocuparam um lugar de destaque na gestão do governo Luiz Inácio Lula da Silva (2003-2010), influenciando as políticas educacionais desse período. Na educação especial, propriamente, o discurso do direito à diferença norteou uma série de documentos de orientação técnica da Seesp/MEC e serviu como subsídio para que os sistemas de ensino organizassem estratégias de consolidação do processo de inclusão escolar de alunos com deficiência, transtornos globais do desenvolvimento e altas habilidades/superdotação. Nesse período, um exemplo de ação de governo pautada pelo princípio do direito à diferença foi a implantação do PNBE/ESP 2008 pela Seesp/MEC, em que foram indicados livros de literatura infantojuvenil para compor as bibliotecas das escolas públicas de todo o país, considerando as especificidades da população a ser contemplada pelos serviços da educação especial, no que tange à acessibilidade da leitura em diversas modalidades, entre elas: Libras, Braille, caracteres ampliados, áudio e tinta. Nesse cenário, a presente pesquisa teve como objetivo analisar os discursos sobre as diferenças, presentes nos textos narrativos infantis dos livros sugeridos pelo PNBE/ESP 2008...

As iniciativas do governo Lula da Silva para o processo de integração econômica na América do Sul

Schuck, Elena de Oliveira
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
126.09%
Esta pesquisa analisa as iniciativas de cooperação econômica e financeira do governo brasileiro durante o mandato de Lula da Silva (2003 a 2006 e 2007 a 2009), identificando os principais traços das políticas brasileiras para a integração econômica da América do Sul. A hipótese apresentada é que durante o governo de Lula da Silva, as relações com a América do Sul foram prioritárias para o Brasil, o que fez com que a cooperação econômica e financeira regional fosse ampliada e fortalecida. Durante os anos de governo Lula da Silva, percebeu-se na orientação da Política Externa uma via que priorizou as relações com os países periféricos e emergentes como forma de reduzir as assimetrias do atual sistema político e econômico internacional. Desde então, o Brasil pôde orientar e ampliar algumas iniciativas que promoveram o financiamento de curto e longo prazo, medidas necessárias para o desenvolvimento e adensamento da integração regional.; This research analyzes the economic and financial cooperation initiatives proposed by the Lula da Silva’s government through the identification of the main characteristics of the Brazilian economic integration policies to South America. The hypothesis presented relates the increase in the economic and financial cooperation in South America with the policies of regional priority for Brazil. During Lula da Silva’s government the directions of the foreign policy led to a special link with others emerging countries so that the asymmetries perceived in the international political and economic system could be reduced. Since then...

A coordenação macroeconômica e as perspectivas do Mercosul : uma abordagem da teoria interdependência desde o início do governo Lula

Celeste, Igor Isquierdo
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
126.05%
Esta pesquisa analisa os principais aspectos da coordenação macroeconômica no Mercosul e as possibilidades de evolução do bloco a partir de seu desenvolvimento. Estabelece como base teórica a Teoria da Interdependência e tem como hipótese principal a idéia de que a falta de harmonização macroeconômica do Mercosul se justifica pela existência tanto de assimetrias entre os membros, como também pela relevante falta de vontade política e pela inconsistente institucionalização características do bloco regional. Utiliza, além disso, o período do Governo Luis Inácio Lula da Silva para um estudo empírico da coordenação macroeconômica do Mercosul. Os resultados indicam que a harmonização macroeconômica no bloco ainda é pequena, não somente em relação às ações tomadas por parte dos países do Mercosul em sua direção, como também em termos de convergência de variáveis macroeconômicas ao longo dos anos analisados. Isso se justifica pelas diferenças estruturais entre os países, pela falta de ações concretas em direção a uma integração regional mais aprofundada e pelo deficiente grau de institucionalização do bloco.; This research analyzes the main aspects of macroeconomic coordination in Mercosur and its development possibilities. The theoretical foundation is based on the Interdependence Theory and the paper’s major hypothesis indicates the lack of macroeconomic harmonization in Mercosur caused by the existence of asymmetries among its members as well as the need of political will and the inconsistent institutionalization in this regional integration process. The study examines the period of Luis Inácio Lula da Silva’s Government to make an empirical analysis of macroeconomic coordination in Mercosur. The results indicate that the macroeconomic harmonization in Mercosur is still limited...

Projeção brasileira em energias renováveis : a política externa do governo Lula para os biocombustíveis

Pessuto, Niala
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
96.03%
A adoção de energias renováveis é um tema que adquiriu destaque na agenda internacional e está diretamente relacionado ao princípio de diversificação de fontes que compõe a segurança energética e também à segurança ambiental, à medida que as preocupações com o meio ambiente ganharam maior relevância através de conferências multilaterais. Diante dessa conjuntura, objetivou-se analisar como o Brasil projeta-se nesse cenário, devido à recorrente referência a um país com uma matriz energética limpa. Para tanto, analisou-se a composição da política externa brasileira a partir da compatibilização das políticas internas para a promoção das energias renováveis com as possibilidades de projeção a partir de premissas da política externa do Governo Lula. Constatou-se a utilização e a promoção dos biocombustíveis como o instrumento de política externa que melhor concilia essas esferas e com maior potencial atualmente para atender às premissas do governo em questão de desenvolvimento sustentável, inclusão social e de fortalecimento da relação com os países em desenvolvimento.; The adoption of renewable energy is a topic which is highlighted in international affairs and is directly related to diversification of sources of energy which constitutes energy security. It is also related to environmental security...

A política externa do Governo Lula : um novo pragmatismo responsável?

Tatsch, Luisa Bertuol
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
96%
Este trabalho analisa, de modo comparativo, a política externa dos governos Geisel (1974-1979) e Lula (2003-2010). Busca-se evidenciar que houve uma “continuidade matizada” na diplomacia brasileira nos dois períodos: muito embora não se vislumbre um processo sem quaisquer rupturas em termos de política externa entre 1974 e 2010, assiste-se à retomada, pelo governo Lula, de diretrizes, métodos e argumentos de política externa prevalecentes à época do governo Geisel. Assume-se que essa retomada esteve ligada a semelhanças relacionadas à concepção do interesse nacional e à adoção de uma estratégia realista de inserção internacional – a despeito de cada um dos governos deparar-se com cenários internacionais diversos e dispor de recursos de poder distintos.; This study analyses the Brazilian foreign policy under Geisel (1974-1979) and Lula (2003-2010) administrations by using the comparative method. One of the study‟s core objectives is to show that one can observe a “relative continuity” in the Brazilian diplomacy during both periods: even though one cannot observe a process without any rupture in the Brazilian foreign policy from 1974 to 2010, it is possible to verify that Lula administration resumed some guidelines...

A economia da habitação social no desenvolvimento sócioeconômico brasileiro : o caso do Programa Minha Casa Minha Vida (2007-2010)

Queiroz, Alexandre Bier
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
85.97%
O objetivo deste trabalho é mostrar a evolução das políticas de combate ao déficit habitacional no Brasil. Desde a República Velha, onde primeiro observou-se a precariedade de moradia até o segundo governo Luiz Inácio Lula da Silva quando da implantação do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) e, mais especificamente, do eixo habitacional com o Programa Minha Casa Minha Vida (PMCMV), entre os anos de 2007 e 2010, analisando o que é tido como habitação social àquelas focadas a indivíduos com renda entre 0 e 3 salários mínimos. O assunto é abordado a partir da ótica desenvolvimentista, bem como é analisado através do texto o pensamento do Nobel de Economia Amartya Sen. Trata-se de observar uma gama de modelos econômicos a partir de uma ótica mais social e focada no indivíduo. Tratando dos momentos históricos do país no tocante à habitação social, através de diversos períodos e governos, quando da primeira crise habitacional da década de 1940, as políticas de combate ao déficit habitacional implementadas através do regime militar, a partir de 1964, como a criação do Sistema Financeiro Habitacional (SFH), bem como do Banco Nacional da Habitação (BNH). O caso do Programa Minha Casa Minha Vida é o objetivo final do trabalho por neste estar exposto um modelo sustentável e condigno de lidar com a habitação social brasileira.; This essay aims towards showing the evolution of habitation deficit policies in Brazil. Since the Old Republic...

Conciliação e precarização: a política trabalhista do governo Lula (2003-2010)

Perondi, Eduardo
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: 100 f.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
65.84%
TCC (graduação) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Curso de Ciências Sociais.; O presente trabalho propõe a discussão sobre a política trabalhista elaborada pelo governo de Luiz Inácio Lula da Silva durante seus dois mandatos (2003-2006 e 2007-2010). Serão objeto de análise especialmente as mudanças e iniciativas referentes à alteração da legislação trabalhista brasileira, bem como a relação que este governo manteve com as entidades representativas de classe – os sindicatos de trabalhadores e as organizações patronais.

O processo de Bolonha, a avaliação da educação superior e algumas considerações sobre a Universidade Nova; Bologna process, higher education and a few considerations about the New University

Lima, Licínio C.; Azevedo, Mário Luiz Neves de; Catani, Afrânio Mendes
Fonte: RAIES; Uniso Publicador: RAIES; Uniso
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em /03/2008 POR
Relevância na Pesquisa
85.95%
O presente artigo analisa o que se convencionou chamar de Processo de Bolonha, isto é, a produção de uma “política pública de um meta-Estado para um meta-campo universitário”, constituindo-se em uma política educacional supranacional, comum aos estados-membros da União Européia, com vista à construção de um “espaço europeu de educação superior”. O processo político e de reformas institucionais, realizado por cada governo nacional, conduzirá ao estabelecimento efetivo do novo sistema europeu de educação superior até 2010, incluindo atualmente 45 países – todos os da UE e outros 18 países europeus não pertencentes a ela. Nesse sentido, por se tratar de um vastíssimo número de “subsistemas nacionais” e de instituições educativas, atribui-se um grande protagonismo às questões relativas à “garantia de qualidade”. Analisam-se, igualmente, as recentes transformações na educação superior no Brasil, em que o projeto da chamada “Universidade Nova” e o Programa de Apoio a Planos de Reestruturação e Expansão das Universidades Federais (REUNI) constituem-se nas manifestações mais claras do reordenamento desse nível de ensino (seguindo os parâmetros de Bolonha), que já experimentara grandes transformações nos governos de Fernando Henrique Cardoso (1995-2002) e teve prosseguimento nos governos de Luiz Inácio Lula da Silva (2003-2006; 2007)...

A política externa brasileira em relação à Àfrica : o Soft Power em ação no caso angolano

Sobreira, Shimenia Monte Claro de Araújo
Fonte: Universidade do Minho Publicador: Universidade do Minho
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2013 POR
Relevância na Pesquisa
86.07%
Dissertação de mestrado em Relações Internacionais; Esta dissertação tem por objetivo analisar e explicar as ações da política externa brasileira da perspectiva do soft power , que tem sido levadas a cabo no continente africano, durante o governo de Luís Inácio Lula da Silva (2003-2010). Num contexto de Renascimento Africano e subsequente valorização do investimento em África, o Brasil procurou aproveitar a afinidade histórica que aproximava os dois países para aprofundar as relações bilaterais. A pesquisa tem por enfoque a política de Lula da Silva em Angola, o país considerado em Brasília a porta de entrada do Brasil para África, demonstrando o crescimento dessa relação durante dois períodos do governo do presidente Lula da Silva, de 2003-2006 e 2007-2010. A dissertação retrata a exportação dos conhecimentos do Brasil para Angola que resultou em cooperação em várias áreas entre os dois Estados e principalmente a mudança do discurso do presidente Lula da Silva em relação África que se repercutiu em Angola. Finalmente, tomando como elemento de comparação a postura da China em Angola, esta pesquisa analisa as opções políticas do Brasil no território angolano para aferir a materialização do uso das ferramentas do soft power...

O processo de Bolonha, a avaliação da educação superior e algumas considerações sobre a Universidade Nova

Lima,Licínio C.; Azevedo,Mário Luiz Neves de; Catani,Afrânio Mendes
Fonte: Universidade de Sorocaba Publicador: Universidade de Sorocaba
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2008 PT
Relevância na Pesquisa
85.75%
O presente artigo analisa o que se convencionou chamar de Processo de Bolonha, isto é, a produção de uma "política pública de um meta-Estado para um meta-campo universitário", constituindo-se em uma política educacional supranacional, comum aos estados-membros da União Européia, com vista à construção de um "espaço europeu de educação superior". O processo político e de reformas institucionais, realizado por cada governo nacional, conduzirá ao estabelecimento efetivo do novo sistema europeu de educação superior até 2010, incluindo atualmente 45 países - todos os da UE e outros 18 países europeus não pertencentes a ela. Nesse sentido, por se tratar de um vastíssimo número de "subsistemas nacionais" e de instituições educativas, atribui-se um grande protagonismo às questões relativas à "garantia de qualidade". Analisam-se, igualmente, as recentes transformações na educação superior no Brasil, em que o projeto da chamada "Universidade Nova" e o Programa de Apoio a Planos de Reestruturação e Expansão das Universidades Federais (REUNI) constituem-se nas manifestações mais claras do reordenamento desse nível de ensino (seguindo os parâmetros de Bolonha), que já experimentara grandes transformações nos governos de Fernando Henrique Cardoso (1995-2002) e teve prosseguimento nos governos de Luiz Inácio Lula da Silva (2003-2006; 2007)...

O debate contemporâneo sobre a diversidade e a diferença nas políticas e pesquisas em educação

Rodrigues,Tatiane Cosentino; Abramowicz,Anete
Fonte: Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2013 PT
Relevância na Pesquisa
75.86%
O artigo proposto tem por objetivo analisar a maneira pela qual os conceitos de diferença e diversidade têm sido utilizados no debate contemporâneo brasileiro em educação e nas políticas públicas da área. Procuramos identificar as condições teóricas, as práticas e as políticas que possibilitaram a ascensão do conceito de diversidade. Acionado como slogan do primeiro mandato do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, sobretudo no que diz respeito à educação, o tema da diversidade passou por diferentes processos de apropriação nas políticas públicas. Para avaliar tais políticas, utilizamos como fontes primárias de pesquisa documentos oficiais como: o Balanço de Governo 2003-2010; o Plano Plurianual 2004-2007; as leis orçamentárias do período 2003-2006; e os relatórios de gestão do governo federal. Mostramos também, de maneira sintética, como vem sendo realizado, na educação, o debate sobre a diferença e a diversidade, com o objetivo de compreender as distinções entre as propostas pedagógicas denominadas multiculturalismo, interculturalismo e pluralismo cultural. Para tanto, realizamos um levantamento de artigos publicados em periódicos entre os anos 1990 e 2007. O levantamento indicou que essas ações estavam concentradas nos Ministérios da Cultura...

Expansão da Educação a distância no Brasil a partir dos anos 1990: o caso da universidade do Tocantins; Expansion of distance higher education in Brazil The case of the: University of Tocantin

MAIA, Maria Zoreide Britto
Fonte: Universidade Federal de Goiás; BR; UFG; Doutorado em Educação; Ciências Humanas Publicador: Universidade Federal de Goiás; BR; UFG; Doutorado em Educação; Ciências Humanas
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
76.05%
The present thesis, which is linked to the Research Area State and Educational Politics of the Graduation Program in Education of The Federal University of Goiás, analyzes the process of expansion of higher education in Brazil through distance education (EaD), during Fernando Henrique Cardoso s (1995-2002) and Luiz Inácio Lula da Silva s (2003-2010) administrations, aiming at comprehending, especially, the case of The University of Tocantins (Unitins), which in the 2000s put into work a set of actions and strategies which gave rise to an accelerated process of expansion of distance undergraduate and post-graduation programs. This research, based on the analysis of programs, projects and federal governmental actions, clearly shows that the Brazilian state has been rapidly institutionalizing and expanding distance education. It becomes evident, in this process, that the politics established by the Bureau of Distance Education/MEC, co-substantiate meaningful changes in the conceptions of distance education, access democratization, regulation, evaluation, supervision and vacancy offer quality. Taking the above into consideration, especially the actions implemented between 1995 and 2010, we opted for undertaking the Unitins case study...

O discurso de inclusão nas políticas de educação superior (2003 – 2008)

Almeida, Carina Elisabeth Maciel de
Fonte: Universidade Federal de Mato Grosso do Sul Publicador: Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
Tipo: Tese de Doutorado
POR
Relevância na Pesquisa
65.97%
Esta tese tem por objetivo analisar como o discurso de inclusão é apresentado no conjunto de documentos referentes à educação superior do Governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (2002 – 2008). A grande utilização dessa palavra (inclusão) é o que entendemos que caracteriza um „discurso de inclusão‟ e isso se fez presente em programas e projetos estatais, conforme expresso em documentos oficiais, a exemplo dos Planos Plurianuais – PPAs – tanto do primeiro mandato (2003-2006) quanto do segundo (2007-2010). A hipótese inicial era de que o discurso de inclusão aparecia nas justificativas oficiais como um discurso aleatório, em que o uso do termo „inclusão‟ consistia na mera reprodução da palavra que constava nos relatórios de organismos internacionais ou de seu uso pelos movimentos sociais. Considerando a importância atribuída ao discurso sobre a inclusão nos documentos oficiais, realizamos pesquisa bibliográfica e documental, analisamos dados estatísticos e os documentos que constituem os programas para a educação superior no Brasil, bem como leis que orientam a educação nacional, como a Constituição Federal e a LDB/1996. A análise da relação entre Estado e o discurso efetivado demonstra que o seu uso é necessário para minimizar alguns dos efeitos da desigualdade que atinge grupos considerados excluídos. Os dados investigados mostram que o Brasil é um país em desenvolvimento que...

O processo de Bolonha, a avaliação da educação superior e algumas considerações sobre a Universidade Nova; Bologna process, higher education and a few considerations about the New University

LIMA, Licínio C.; AZEVEDO, Mário Luiz Neves de; CATANI, Afrânio Mendes
Fonte: Universidade de Sorocaba Publicador: Universidade de Sorocaba
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
85.93%
O presente artigo analisa o que se convencionou chamar de Processo de Bolonha, isto é, a produção de uma "política pública de um meta-Estado para um meta-campo universitário", constituindo-se em uma política educacional supranacional, comum aos estados-membros da União Européia, com vista à construção de um "espaço europeu de educação superior". O processo político e de reformas institucionais, realizado por cada governo nacional, conduzirá ao estabelecimento efetivo do novo sistema europeu de educação superior até 2010, incluindo atualmente 45 países - todos os da UE e outros 18 países europeus não pertencentes a ela. Nesse sentido, por se tratar de um vastíssimo número de "subsistemas nacionais" e de instituições educativas, atribui-se um grande protagonismo às questões relativas à "garantia de qualidade". Analisam-se, igualmente, as recentes transformações na educação superior no Brasil, em que o projeto da chamada "Universidade Nova" e o Programa de Apoio a Planos de Reestruturação e Expansão das Universidades Federais (REUNI) constituem-se nas manifestações mais claras do reordenamento desse nível de ensino (seguindo os parâmetros de Bolonha), que já experimentara grandes transformações nos governos de Fernando Henrique Cardoso (1995-2002) e teve prosseguimento nos governos de Luiz Inácio Lula da Silva (2003-2006; 2007)...

Estratégia organizacional: a mídia como ferramenta no processo de gestão da administração pública

Freitas, André Luís de
Fonte: Universidade Católica de Brasília Publicador: Universidade Católica de Brasília
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: Texto
PT_BR
Relevância na Pesquisa
65.94%
Esta pesquisa visa descobrir se a mídia exerce influência sobre o processo de gestão dos órgãos da administração pública. Verificar a relação entre as leis ordinárias sancionadas pelo Poder Executivo Federal, sediado no Distrito Federal, e as revistas Veja publicadas no período compreendido entre 1997 e 2013 – principal periódico impresso da localidade. Para esta pesquisa de natureza conclusiva descritiva, foi adotado um roteiro para a coleta de dados e para identificação dos assuntos em destaque (Capas) das revistas Veja e das leis ordinárias sancionadas naquele período. O tema ‘corrupção’, principal assunto publicado pelas revistas Veja ao longo dos dezessete anos (1997 a 2013), norteou a análise das leis sancionadas no período. Para a fundamentação teórica da presente pesquisa foi realizada uma revisão da literatura que permitiu expandir a compreensão a respeito do poder da mídia; da relação entre a mídia e a administração pública; e das características atinentes ao gestor público. Diante dos dados obtidos e com base nos aspectos políticos envolvidos no período, tais como as diferenças entre os governos dos ex-presidentes Fernando Henrique Cardoso (1995-1998) e Luiz Inácio Lula da Silva (2003-2006 e 2007-2010) e o atual governo da presidente Dilma Vana Rousseff (desde 2011)...

O debate contemporâneo sobre a diversidade e a diferença nas políticas e pesquisas em educação; The contemporary debate on diversity and difference in education policies and studies

Rodrigues, Tatiane Cosentino; Abramowicz, Anete
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Educação Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Educação
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; ; Formato: application/pdf; application/pdf
Publicado em 01/03/2013 POR; ENG
Relevância na Pesquisa
66.06%
O artigo proposto tem por objetivo analisar a maneira pela qual os conceitos de diferença e diversidade têm sido utilizados no debate contemporâneo brasileiro em educação e nas políticas públicas da área. Procuramos identificar as condições teóricas, as práticas e as políticas que possibilitaram a ascensão do conceito de diversidade. Acionado como slogan do primeiro mandato do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, sobretudo no que diz respeito à educação, o tema da diversidade passou por diferentes processos de apropriação nas políticas públicas. Para avaliar tais políticas, utilizamos como fontes primárias de pesquisa documentos oficiais como: o Balanço de Governo 2003-2010; o Plano Plurianual 2004-2007; as leis orçamentárias do período 2003-2006; e os relatórios de gestão do governo federal. Mostramos também, de maneira sintética, como vem sendo realizado, na educação, o debate sobre a diferença e a diversidade, com o objetivo de compreender as distinções entre as propostas pedagógicas denominadas multiculturalismo, interculturalismo e pluralismo cultural. Para tanto, realizamos um levantamento de artigos publicados em periódicos entre os anos 1990 e 2007. O levantamento indicou que essas ações estavam concentradas nos Ministérios da Cultura...