Página 1 dos resultados de 916 itens digitais encontrados em 0.003 segundos

Governança corporativa e estrutura de propriedade: determinantes e relação com o desempenho das empresas no Brasil ; Corporate governance and ownership structure: determinants and association with firm value in Brazil

Silveira, Alexandre di Miceli da
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 30/11/2004 PT
Relevância na Pesquisa
67.22%
Governança corporativa pode ser entendida como o conjunto de mecanismos de incentivo e controle, internos e externos, que visam a minimizar os custos decorrentes do problema de agência. O tema é importante por ser bem difundida a hipótese de que as práticas de governança afetam o desempenho das empresas. Esta tese tem como objetivo avaliar se os mecanismos de governança são exógenos e se exercem influência sobre o valor de mercado e a rentabilidade das companhias abertas no Brasil. A pesquisa foi dividida em três partes inter-relacionadas. A primeira parte investigou os determinantes da qualidade da governança corporativa, isto é, os fatores que fazem com que algumas empresas apresentem um nível de governança maior do que outras submetidas a um mesmo ambiente contratual. Como aproximação para a qualidade da governança corporativa, construiu-se um índice de governança para as 161 companhias componentes da amostra. O resultado principal desta primeira parte sugere que a estrutura de propriedade influencia a qualidade da governança corporativa. Especificamente, encontrou-se uma relação negativa significante entre o excesso de direito de voto em posse do acionista controlador e a qualidade da governança. Os resultados também indicaram que as empresas maiores...

Governança corporativa e custo de capital próprio no Brasil; Corporate governance and cost of equity capital in Brazil

Salmasi, Silvia Vidal
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 25/10/2007 PT
Relevância na Pesquisa
67.22%
Os mecanismos de proteção aos acionistas e credores surgiram prometendo às empresas que realizam investimentos em governança corporativa obter valorização da organização. Isto se daria porque os financiadores estariam menos expostos à expropriação do seu capital por meio de mecanismos de governança corporativa que assegurassem os seus direitos, o que facilitaria a comercialização de suas ações e títulos, o acesso ao mercado de capitais e uma redução do custo de capital, levando, assim, à valorização da empresa. Dentro deste contexto, este trabalho busca analisar a relação entre governança corporativa e o custo de capital próprio em empresas brasileiras de capital aberto. O presente estudo investiga se as empresas que adotam práticas de governança corporativa, medida pelos níveis diferenciados de governança corporativa da Bovespa, possuem um menor custo de capital próprio associado quando comparadas às empresas que não adotam tais práticas. Para o cálculo do custo de capital próprio foram utilizados o CAPM e o Modelo de Três Fatores com o intuito de verificar se a relação com as práticas de governança independe do método adotado. Utilizou-se a regressão linear múltipla para as análises estatísticas tendo como variável dependente o custo de capital próprio e as variáveis independentes de governança corporativa...

Nível de adesão de empresas latino-americanas aos princípios de governança corporativa recomendados pela Oecd; Level of Adhesion of the Latin-American Companies to the Principles of Corporate Governance Recommended by Oecd

Kitagawa, Carlos Henrique
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 22/11/2007 PT
Relevância na Pesquisa
67.17%
A governança corporativa pode ser definida como um conjunto de mecanismos cujo objetivo é de amenizar os problemas de agência. No intuito de convergir esses mecanismos para um modelo aceito internacionalmente, a Oecd criou uma lista com seus Princípios de Governança Corporativa, adotados inicialmente por cerca de 30 países membros. A partir de então, foram promovidos encontros regionais objetivando a adaptação desses princípios à realidade sócioeconômica de determinadas regiões do planeta. Uma dessas regiões foi a América Latina, onde após os encontros ocorridos no Brasil, Argentina, México e Chile, esta Instituição formulou um documento contendo as diretrizes básicas com recomendações a respeito de práticas de governança específicos para esta região. Neste sentido, o presente trabalho busca identificar o nível de adesão de empresas latino-americanas aos princípios recomendados pela Oecd para a América Latina. Para tanto, o relatório da Oecd que expõe suas recomendações de governança foram transformadas em 49 questões, subdivididas em cinco princípios. A coleta de dados se deu em duas etapas: a primeira consistiu na confrontação dessas questões com as legislações desses quatro países. A segunda etapa confronta as questões com as práticas das empresas...

Competição no mercado de produtos, governança corporativa e desempenho das companhias; Product market competition, corporate governance and organizational performance

Barros, Pedro Henrique de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 11/11/2010 PT
Relevância na Pesquisa
67.19%
Esta dissertação investiga de forma pioneira no Brasil os efeitos da competição no mercado de produtos sobre a qualidade da governança corporativa. O período de análise foi de 2005 a 2007, com uma amostra de 90 empresas no período. A pesquisa foi dividida em duas partes inter-relacionadas. A primeira investiga se as variáveis de competição no mercado de produtos impactam de forma significativa a qualidade de governança das companhias. Como aproximação da qualidade de governança, foi utilizado um índice de governança adotado pelo Instituto Brasileiro de Governança Corporativa. Como aproximação para competição no mercado de produtos, foram utilizadas diversas medidas, tais como o Índice de Herfindahl- Hirschmann, a razão de concentração das quatro principais empresas do mercado e o número de competidores. Os resultados, embora não conclusivos em virtude da ausência de significância estatística de algumas variáveis explicativas relativas à competição, sugerem no geral que a competição influencia a qualidade de governança corporativa. Em síntese, as análises indicam que quanto menor o grau de competição no mercado de produtos, menor a qualidade de governança corporativa das companhias. A segunda parte investiga se o impacto da qualidade da governança corporativa sobre o desempenho das companhias varia em função do grau de competição no mercado de produtos. No geral...

Impacto da adesão às práticas recomendadas de governança corporativa no índice de qualidade da informação contábil; Impact of the adhenrence to recommended corporate governance practices on the index of accounting information quality

Gabriel, Fabiano
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 07/12/2011 PT
Relevância na Pesquisa
67.16%
Esta pesquisa tem como objetivo avaliar o impacto da adesão às práticas recomendadas de governança corporativa sobre a qualidade da informação contábil, mensurada por meio de um índice original adaptado à realidade brasileira. Como aproximação para a qualidade da informação contábil, construiu-se o Índice de Qualidade da Informação Contábil (IQIC) para 200 companhias abertas analisadas no período de 2006 a 2009. O IQIC foi validado internamente pelo alfa de Cronbach e, externamente, por oito pesquisadores que participaram da aplicação da técnica Delphi. Para o estudo empírico, elaborou-se um modelo linear de regressão, cujos parâmetros foram estimados pelo método GMM Sistêmico, o qual permite controlar adequadamente o problema da simultaneidade entre as variáveis de governança corporativa e de qualidade da informação contábil. O modelo considerou a qualidade da informação contábil como função do nível de governança corporativa e de um conjunto de variáveis de controle, tais como: tamanho, endividamento, oportunidade de crescimento, rentabilidade, tangibilidade dos ativos e direito de controle dos três maiores acionistas. Também foram incluídas variáveis dummies setoriais e uma dummy de tempo a fim de capturar os efeitos das mudanças contábeis promovidas pela Lei 11.638/07. Os resultados confirmaram a hipótese da pesquisa de que quanto maior o nível de governança corporativa da firma...

Análise das relações entre governança corporativa e governança de tecnologia da informação em organizações brasileiras; Analysis of relationship between corporate governance and information technology governance in Brazilian organizations

Gonçalves, Andréa de Paiva
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 27/11/2012 PT
Relevância na Pesquisa
67.23%
Com o aumento da complexidade dos negócios fica claro que mecanismos de governança corporativa são necessários para proteger os investidores e os sistemas financeiros dos países. Neste ambiente de complexidade crescente as organizações fazem uso da tecnologia da informação (TI) para dar suporte e auxiliar no controle de seus negócios. Desta forma, as empresas precisam ampliar a governança corporativa já exercida nas áreas de negócio para a área de TI por meio de um modelo de governança de TI. Este estudo se justifica diante da relevância da relação entre governança corporativa e governança de TI nas organizações, visto que se observa o surgimento da necessidade de recorrer a modelos e ferramentas que auxiliem no estabelecimento desta relação, garantindo o retorno sobre os investimentos realizados na área de TI e avaliando as vantagens que o uso da tecnologia pode trazer às organizações. Como principal objetivo, este estudo buscou identificar as relações entre os níveis de maturidade de governança corporativa e de governança de tecnologia da informação em organizações que atuam no Brasil. Para tanto, foram elaborados índices para mensurar o nível de maturidade da governança corporativa (IGOVCORP) e da governança de TI (IGOVTI). Adicionalmente...

Análise dos custos das práticas de governança corporativa em cooperativas de crédito; Cost analysis of corporate governance practices in credit unions

Trindade, Luana Zanetti
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 04/06/2013 PT
Relevância na Pesquisa
67.23%
O objetivo de uma cooperativa de crédito é prestar serviços mais favoráveis, de natureza bancária, a seus associados. Com o intuito de melhorar a eficiência e transparência das cooperativas de crédito e fortalecer essas cooperativas, o Banco Central do Brasil-BACEN diagnosticou as características da governança das cooperativas de crédito e recomendou uma série de boas práticas. Para as cooperativas de pequeno porte, manter as práticas recomendadas de uma estrutura de boa governança pode ser mais difícil do que uma cooperativa de grande porte, em função dos custos associados a essas práticas. Assim, o trabalho tem como objetivo analisar os custos das práticas de compliance e disclosure da governança corporativa e analisar a percepção desses custos, segundo seus cooperados ativos. Foi realizada uma análise fatorial, utilizando-se dados do BACEN de boas práticas indicadas de governança corporativa. Como resultado, o primeiro fator agregou as variáveis de tamanho econômico da cooperativa, o segundo fator as variáveis de cooperativas com gestão tradicional e o último fator agregou as variáveis de boas práticas indicadas de governança. Os resultados indicam que tamanho econômico não está correlacionado com as boas práticas indicadas de governança corporativa indicadas pelo BACEN. Assim como o tamanho econômico também não está correlacionado com as práticas de gestão tradicional. Foi feito um estudo de caso em uma cooperativa de crédito de pequeno porte que apresenta os custos dessas práticas de governança corporativa. O resultado encontrado é que esses custos de práticas de compliance e disclosure da governança corporativa representam 0...

A lei Sarbanes Oxley : o impacto da lei na estrutura de governança corporativa

Amorim, Elizabeth Yuriko Sinto
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Dissertação
Relevância na Pesquisa
67.15%
Após uma série de escândalos e fraudes no mercado acionário norte-americano, o Congresso norte-americano decidiu promulgar a Lei Sarbanes-Oxley, em julho de 2002. A Lei, também conhecida como SarbOx ou SOx, é um extenso normativo de reformas corporativas, que estende seus domínios a importantes práticas de governança corporativa. Esse estudo teve como objetivo avaliar os artigos da lei à luz dos mecanismos de governança já existentes, a fim de detectar se a imposição de alguns mecanismos, no formato de lei, está surtindo efeito na estrutura de governança das empresas. Para isso, fomos buscar na literatura os conceitos de governança e seus mecanismos a fim de entendermos o impacto que causam na estrutura das empresas. A seguir, avaliamos os principais artigos da Lei e o exemplo do caso Enron, que foi uma das fontes inspiradoras dos legisladores – o intuito dessa pesquisa foi nos aprofundar na lei e seus artigos para que pudéssemos traçar uma relação entre a lei e os mecanismos de governança, avaliados no estudo preliminar. E, finalmente, analisamos os estudos realizados em empresas americanas, que buscavam comprovar o impacto da lei na estrutura de governança da Empresa. Complementamos essa análise com uma avaliação qualitativa...

Boas práticas de governança corporativa reduzem os riscos dos acionistas em crises econômicas?

Gonçalves, Rafael Estanislau
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Dissertação
PT_BR
Relevância na Pesquisa
67.17%
A literatura nacional e internacional indicam que boas práticas de governança corporativa estão associadas a um maior retorno e menor risco dos investidores. Essa dissertação analisa se empresas que praticam um conjunto de boas práticas de governança apresentam menor risco durante crises internacionais. Para esse estudo, analisamos o impacto de um índice de governança sobre as variáveis ligadas ao retorno das empresas durante diversas crises econômicas, entre elas, a crise mexicana, asiática, as diversas crises entre 2000 e 2002 (Argentina, crise energética no Brasil, atentados terroristas nos EUA, a crise eleitoral no Brasil e os escândalos corporativos nos EUA) e a crise do subprime americano. Os resultados encontrados indicaram que, durante a crise asiática, as empresas que adotaram melhores práticas de governança tiveram um retorno até 7% maior do que as empresas que não adotaram tais práticas, enquanto as empresas mais endividadas apresentaram menores retornos quanto maior o grau endividamento. Já as empresas que pagaram maiores dividendos em relação aos seus lucros apresentaram menor volatilidade de seus retornos neste período. Em relação aos resultados encontrados para as crises gerais e a do subprime mostraram que o beta do CAPM ainda é um modelo de apreçamento bastante utilizado e que as boas práticas de governança corporativa...

Governança corporativa em organizações de pesquisa : uma análise do Centro Nacional de Pesquisas em Energia e Materiais (CNPEM); Corporate governance in research of organizations : an analysis of the National Center for Research in Energy and Materials (CNPEM)

Luiza Maria Capanema Bezerra
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 30/09/2013 PT
Relevância na Pesquisa
67.16%
O tema deste trabalho é Governança Corporativa em organizações de pesquisa. O estudo da Governança Corporativa em organizações de pesquisa justifica-se a partir da constatação de que a competitividade de organizações de P&D não depende somente da presença de boas competências científicas ou de boa infraestrutura de pesquisa. Isto já se tornou a linha de base das organizações de alto nível. É cada vez mais necessário que essas organizações tenham modelos de gestão adequados que contribuam para a eficiência e eficácia do trabalho de pesquisa e da missão institucional. A natureza complexa e específica dos processos de ciência, tecnologia e de inovação coloca elementos que dão um caráter particular para a governança nestas organizações. A necessidade de uma maior competitividade é reflexo de vários fatores que colocam ciência e tecnologia no centro do processo de desenvolvimento. E é nesse sentido, que a GC deve ser considerada: um elemento fundamental para garantia da sustentabilidade, tendo em vista a necessidade de novas estratégias de relacionamento entre os diversos atores que compõem esse contexto institucional. Assim, a tese tem o objetivo de construir um referencial analítico para sistemas de Governança Corporativa em organizações de pesquisa. Para tanto...

Assimetria informacional, qualidade da informação contábil e governança corporativa : características institucionais e organizacionais no mercado de capitais brasileiro

Oliveira, Kallyse Priscila Soares de
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
67.16%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília/UFPB/UFRN, Programa Multiinstitucional e Inter-Regional de Pós-Graduação em Ciências Contábeis, 2013.; Um número significativo das pesquisas em Contabilidade tem se concentrado em estudar o sistema de governança corporativa e/ou qualidade das informações contábeis reportados pelas firmas. Entretanto, poucas pesquisas têm avaliado o nível de assimetria informacional existente nas negociações realizadas no mercado de ações. Assim, a literatura corrente sobre este tema não avalia, adequadamente, o comportamento da assimetria de informações no que tange a governança corporativa e a qualidade das informações contábeis. O objetivo desta pesquisa foi analisar as relações existentes entre as práticas adotadas de governança corporativa, a qualidade da informação contábil e o nível de assimetria informacional nas companhias abertas brasileiras. Para atender aos objetivos do trabalho mensurou-se a probabilidade de negociação com informação privilegiada (PIN) com base em informações intra-diárias de negociações de ações, identificou-se quais as práticas de governança adotadas pelas companhias abertas brasileiras e avaliou-se a qualidade das informações contábeis divulgadas. A assimetria informacional...

Uma análise da relação entre governança corporativa e acurácia das previsões dos analistas do mercado brasileiro

Dalmácio,Flávia Zóboli; Lopes,Alexsandro Broedel; Rezende,Amaury José; Sarlo Neto,Alfredo
Fonte: Universidade Presbiteriana Mackenzie Publicador: Universidade Presbiteriana Mackenzie
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2013 PT
Relevância na Pesquisa
67.17%
O objetivo deste artigo é investigar, sob a perspectiva da teoria da sinalização, a influência da adoção de práticas diferenciadas de governança corporativa sobre a acurácia das previsões do consenso (média das previsões dos lucros) dos analistas de investimento do mercado brasileiro. Investigou-se essa relação em virtude da ausência de uma teoria bem desenvolvida a respeito da natureza complexa e multidimensional da governança corporativa. A acurácia das previsões dos analistas foi mensurada a partir de metodologias propostas na literatura nacional e internacional. Como proxy para adoção de práticas diferenciadas de governança corporativa, foram utilizados os níveis diferenciados de governança corporativa da BM&FBovespa (Nível 1, Nível 2 e Novo Mercado). A amostra de trabalho da pesquisa foi composta por 105 empresas de capital aberto com ações negociadas na Bolsa de Valores de São Paulo e que possuíam cobertura regular dos analistas de mercado, durante o período de 2000 a 2008. Foram consideradas tanto as instituições financeiras quanto as não financeiras, totalizando 2.352 observações. De acordo com os resultados encontrados, há evidências de que a governança corporativa influencia positivamente a acurácia das previsões dos analistas de investimento. Desse modo...

Governança corporativa: geração de valor - um estudo das empresas brasileiras de capital aberto com ações negociadas na bolsa de valores de São Paulo no período 2000 até 2011

Birk, Gabriela
Fonte: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre Publicador: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre
Tipo: Dissertação de Mestrado
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
67.18%
Desde o início dos anos 1980 a Governança Corporativa vem se tornando o principal foco mundial de discussão sobre a alta gestão. No Brasil o tema ganhou repercussão a partir de 1995, ano da fundação do IBCA (Instituto Brasileiro de Conselheiros de Administração), atual IBGC (Instituto Brasileiro de Governança Corporativa). A adoção e o aprimoramento das práticas de Governança Corporativa são fundamentais para o desenvolvimento do mercado de capitais, o que é imprescindível para a competitividade e crescimento das empresas brasileiras e desenvolvimento econômico brasileiro. As práticas de Governança Corporativa visam uma maior transparência das empresas em relação ao mercado, por comprometerem-se com regras e procedimentos que não são impostos às demais empresas listadas na BOVESPA. Dessa forma, o objetivo principal desta dissertação é analisar os efeitos econômicos associados à adesão aos Níveis Diferenciados de Governança Corporativa. Neste contexto, pressupõe-se que empresas que adotam estas práticas diferenciadas tenham uma valorização substancialmente maior de suas ações em relação a aquelas que não adotam. Para isso, foi analisado o retorno acionário diário das empresas listadas na BM&FBOVESPA que adotaram aos NDGC no período de 2000 a 2011.Algumas empresas que já estavam listadas na Bolsa de Valores mudaram de segmento...

Governança corporativa nas empresas calçadistas listadas na BM&FBOVESPA e os reflexos na cotação das ações e indicadores financeiros

ORTEGA, Antonio Lima
Fonte: Universidade Municipal de São Caetano do Sul Publicador: Universidade Municipal de São Caetano do Sul
Tipo: Tese ou dissertação
PT_BR
Relevância na Pesquisa
67.17%
Dissertação de mestrado apresentada como exigência parcial para obtenção do título de Mestre em Administração, no Programa de Pós-Graduação em Administração - Mestrado da Universidade Municipal de São Caetano do Sul.; O objetivo geral, nesta pesquisa, foi analisar o comportamento dos indicadores de rentabilidade e o crescimento do valor de mercado nas empresas do ramo calçadista, listadas na BM&FBOVESPA, no período de 2004 a 2011. Sendo assim, considerou-se a seguinte hipótese: A relação entre as variáveis de desempenho financeiro e ou valor de mercado das empresas utilizadas na amostra foi significativamente positiva com as variáveis de Governança corporativa. Igualmente, empresas com melhor estrutura de Governança corporativa apresentaram melhor desempenho financeiro e maior valor de mercado. As empresas analisadas foram: Cambuci S/A, Grendene S/A, São Paulo Alpargatas S/A, Vulcabrás/Azaléia S/A. A primeira fase da pesquisa teve como foco abordar as temáticas: conceitos de Governança corporativa, abordando seus aspectos relevantes, princípios, modelos e mecanismos; assim como a Governança corporativa apresentada no Brasil e suas características fundamentais. A investigação ainda discorreu sobre o mercado de capitais brasileiro e os níveis de Governança corporativa apresentados com a inserção do Novo Mercado a partir de 2000. Na segunda fase da pesquisa as informações de volume de liquidez das ações...

As contribuições das ouvidorias para a gestão e para a governança corporativa: estudo em instituições bancárias baseado na regulamentação brasileira; Contributions of the ombudsman\'s offices to management and corporate governance: study of Banking institutions based on Brazilian regulation

Alves, Carlos André de Melo
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 05/10/2012 PT
Relevância na Pesquisa
67.16%
O objetivo geral desta pesquisa foi investigar as contribuições das ouvidorias para as atividades da gestão e dos órgãos do sistema de governança corporativa das instituições bancárias, baseado na regulamentação brasileira. A fundamentação teórica contemplou as ouvidorias, as temáticas da governança corporativa e da responsabilidade social corporativa. Realizou-se um estudo descritivo e exploratório, com abordagem qualitativa e quantitativa, segmentado em três etapas. Na primeira etapa, efetuou-se uma pesquisa de campo com coleta por questionário da opinião de 24 especialistas, possibilitando a proposição de um quadro analítico com 2 itens e 19 subitens emergentes da fundamentação teórica para caracterizar aspectos da gestão e da governança corporativa pertinentes às ouvidorias. Na segunda etapa, empregou-se o quadro proposto para analisar o conteúdo da documentação pertinente a 26 instituições bancárias da amostra intencional, selecionada por acessibilidade aos dados do 1º semestre de 2008 ao 1º semestre de 2011. Na terceira etapa, demonstrou-se a evolução dos assuntos de 1.377 reclamações pertinentes às ouvidorias das instituições da amostra, divulgadas pelo Banco Central do Brasil. Para o tratamento dos dados...

Os fatores que influenciam a implementação das boas práticas da governança corporativa nas empresas familiares

Santos, Ana Paula Azevedo de Holanda
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Dissertação
PT_BR
Relevância na Pesquisa
67.16%
Este estudo de caso tem como objetivo investigar quais são os fatores que influenciam a implementação das boas práticas da governança corporativa nas empresas familiares. A partir de uma abordagem qualitativa de pesquisa, adotou-se como método o estudo de caso único. Como instrumento de pesquisa recorreu-se a utilização de entrevistas semi-estruturadas com membros da família proprietária da segunda e terceira geração, representantes do Conselho de administração, sócios atuantes e não atuantes. Para o tratamento dos dados, recorreu-se à análise do conteúdo das entrevistas. Para fundamentar a pesquisa, houve a necessidade de uma revisão bibliográfica envolvendo governança corporativa; empresas familiares e suas particularidades; governança corporativa em empresas familiares e fatores que influenciam e dificultam o processo de implementação das boas práticas de governança corporativa à luz da literatura. A pesquisa aqui apresentada foi realizada na empresa Casa do Alemão Indústria e Comércio de Lanches LTDA, do setor alimentício, que se encontra sob comando da segunda e terceira geração da família fundadora, tendo como dominante a segunda geração. Os resultados obtidos nesta pesquisa apontam que as boas práticas de governança corporativa estão parcialmente presentes na Organização e que para uma implementação por completa...

Determinantes da qualidade da governança corporativa das companhias abertas brasileiras; Determinants of corporate governance quality of brazilian listed companies

Silveira, Alexandre Di Miceli da; Barros, Lucas Ayres Barreira de Campos
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
67.2%
Este artigo investiga os determinantes da qualidade da governança corporativa das companhias abertas brasileiras, isto é, os fatores que fazem com que algumas empresas apresentem um nível de governança corporativa maior do que outras submetidas a um mesmo ambiente contratual. Construiu-se um índice de governança corporativa com base em quatro dimensões consideradas importantes pela literatura para avaliação das práticas de governança: acesso às informações; conteúdo das informações; estrutura do conselho de administração; e estrutura de propriedade e controle. Regressões múltiplas foram aplicadas utilizando-se uma amostra de 161 empresas e um conjunto de variáveis explicativas selecionadas com base na literatura sobre o tema. Os resultados sugerem que a estrutura de propriedade influencia o nível de governança corporativa. Especificamente, encontrou-se uma relação negativa significante entre o direito de controle do acionista controlador e a qualidade da governança corporativa. A mesma relação negativa foi obtida entre o excesso de direito de controle em relação ao direito sobre o fluxo de caixa em posse do controlador e a qualidade da governança corporativa. Em outras palavras, os resultados indicam que...

Análise das práticas de governança corporativa do setor de energia elétrica brasileiro

Beys, Felipe Nemitz
Fonte: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre Publicador: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre
Tipo: Dissertação de Mestrado
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
67.21%
A governança corporativa tem adquirido uma importância crescente, por ser bem difundida a hipótese de que as empresas que aplicam as melhores práticas e políticas de governança corporativa alteram seus modelos de gestão, sua estratégia empresarial e seu desempenho, sempre em busca do aumento do valor da empresa. Este trabalho analisa se a estrutura de governança corporativa interfere no desempenho empresarial das empresas do setor elétrico. O objetivo da dissertação foi de analisar a influência das práticas de governança corporativa executadas pelas empresas do setor de energia elétrica no Brasil, nas decisões de investimentos dos acionistas. Para isso foi analisada a percepção dos investidores sobre as práticas de governança corporativa aplicadas pelas empresas e a importância que as empresas do setor elétrico estão destacando para os investidores na elaboração das práticas de governança corporativa. Tais fatores foram levantados a partir de uma revisão de literatura sobre os conceitos, dimensões e valores da governança corporativa e os modelos aplicados no Brasil e no mundo.Também foi caracterizado o setor elétrico brasileiro, incluindo os órgãos reguladores governamentais e as características do setor. O trabalho foi desenvolvido como uma pesquisa descritiva desenvolvida por meio de estudos de casos múltiplos com entrevistas a profissionais de empresas do setor elétrico e investidores. Estas entrevistas foram aplicadas de forma qualitativa e a partir de entrevista semi-estruturado. A gravação das entrevistas permitiu análises temáticas de conteúdo...

Governança corporativa, custo de capital e retorno do investimento no Brasil; Corporate governance, capital cost and return on investment in Brazil

Rogers, Pablo; Securato, José Roberto; Ribeiro, Kárem Cristina de Sousa
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/03/2008 POR
Relevância na Pesquisa
67.16%
Uma das hipóteses levantadas sobre os benefícios das boas práticas de governança corporativa é que, ao adotá-las, as empresas têm seu custo de capital reduzido e, conseqüentemente, o retorno sobre o investimento incrementado. Este trabalho tem por objetivo verificar se empresas que adotam melhores práticas de governança corporativa possuem menor custo de capital e maior retorno do investimento. Empregou-se a metodologia de Fama e French (1999) em dois mercados distintos, considerando-se as práticas de governança corporativa adotadas, identificadas pela participação das empresas no Novo Mercado e nos Níveis I e II de governança da Bovespa. Analisando-se dados trimestrais no período de dezembro de 2002 a dezembro de 2005, pode-se concluir que o custo de capital e o retorno do investimento são menores para empresas com práticas de governança corporativa superiores. Proporcionalmente, o custo de capital das empresas com práticas de governança corporativa superiores é 34,22% menor, e o retorno do investimento das empresas com práticas de governança corporativa inferiores é apenas 23% maior que o retorno do investimento das empresas com práticas de governança corporativa superiores.; One of the hypotheses regarding benefits of good corporate governance states that it reduces the cost of capital thereby enhancing the return on investment. A comparison was made of companies to examine the correlation of better corporate governance with a lower cost of capital and improved return on investment. The methodology of Fama and French (1999) was used for companies negotiated in the New Market and as well as in governance Levels I and II of Bovespa to assign a ranking according to their practices. Examining three month periods between December 2002 and December of 2005...

Os Mecanismos de Auditoria Evidenciados pelas Empresas Listadas nos Níveis Diferenciados de Governança Corporativa e no Novo Mercado da Bovespa; Audit Mechanisms Reported by Companies Listed in the Differentiated Corporate Governance Levels and in the New Market of Bovespa

Mendes De Luca, Márcia Martins; Martins, Luana Carlos; Ribeiro Maia, Anna Beatriz Grangeiro; Coelho, Antonio Carlos Dias
Fonte: Universidade Federal de Minas Gerais - Departamento de Ciências Contábeis Publicador: Universidade Federal de Minas Gerais - Departamento de Ciências Contábeis
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares; ; Formato: application/pdf
Publicado em 25/03/2010 POR
Relevância na Pesquisa
67.19%
A governança corporativa é, em geral, vista como atividade de alta gestão. Conquanto isso seja verdadeiro, em certa medida a governança corporativa só é eficaz se também produzir resultados positivos em todos os níveis da organização, incluindo-se as questões de comportamento e conduta ética nos âmbitos interno e externo. Dá-se aí a vinculação da governança corporativa com a área de auditoria. Nesse contexto, e considerando-se que a governança corporativa adota como um de seus princípios a comunicação e a transparência da gestão da empresa junto aos stakeholders, o estudo tem como objetivo geral identificar os mecanismos de auditoria que são divulgados pelas empresas listadas nos Níveis Diferenciados de Governança Corporativa 1 e 2 e no Novo Mercado da Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa). Para os fins deste estudo, considera-se mecanismos de auditoria o conjunto dos seguintes agentes no contexto da governança corporativa: o comitê de auditoria, a auditoria interna e a auditoria externa. Trata-se de investigação exploratória, de natureza qualitativa, apoiada nas técnicas de pesquisa bibliográfica e documental. Os resultados da pesquisa indicam que a evidenciação dos mecanismos de auditoria no contexto da governança corporativa ainda é incipiente nas empresas que...