Página 1 dos resultados de 272 itens digitais encontrados em 0.001 segundos

A economia do poder e o poder da economia: neoliberalismo e governamentalidade em Foucault; The economy of power and the power of economy: neoliberalism and governmentality in Foucault

Santos, Eduardo Altheman Camargo
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 15/10/2013 PT
Relevância na Pesquisa
37.31%
Esta dissertação pretende compreender a analítica proposta pelo filósofo francês Michel Foucault no curso realizado no Collège de France intitulado Nascimento da Biopolítica (1978-79) a respeito da arte de governar neoliberal. Buscamos apreender a relação entre a análise do neoliberalismo e outros momentos e conceitos da produção bibliográfica foucaultiana, tais como as noções de biopolítica, de governamentalidade e de poder disciplinar. Para tal, realizamos uma incursão em diversas obras do filósofo, como As palavras e as coisas (1966), Vigiar e Punir (1975), História da Sexualidade I A vontade de saber (1976), além dos cursos Em defesa da sociedade (1975-1976) e Segurança, Território, População (1977-78). Por fim, o texto também se propõe a realizar contribuições ao estudo do neoliberalismo como um todo, explicitando as veredas abertas pela teoria de Foucault e apontando para além de um exercício de exegese teórica da experiência filosófica foucaultiana.; This dissertation aims to comprehend the analytics carried out by the French philosopher Michel Foucault in his lectures at the Collège de France entitled The Birth of Biopolitics (1978-79) regarding the neoliberal art of government. We seek to apprehend the relation between the analyses of Neoliberalism and other moments and concepts of the foucauldian bibliographical production...

A mídia como dispositivo da governamentalidade neoliberal : os discursos sobre educação nas revistas Veja, Época e Istoé; Media as a device of the neo liberal governamentality : the discourses about education in the magazines Veja, Época and IstoÉ

Gerzson, Vera Regina Serezer
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
37.69%
Nesta tese, A mídia como dispositivo da governamentalidade neoliberal – os discursos sobre educação nas revistas Veja, Época e IstoÉ, as revistas são compreendidas como dispositivos da governamentalidade neoliberal porque em seus discursos sobre educação, a racionalidade e as práticas neoliberais, constituintes do projeto político predominante nas sociedades contemporâneas, têm materialidade no texto destas mídias, produzindo discursos e enunciados vinculados com essa perspectiva econômica, política, social e cultural. Este estudo aponta o poder e as relações de poder neoliberais como práticas capilares, insidiosas, que são incorporadas nos discursos destas mídias, sem conotação repressora ou autoritária, mas como verdades que circulam nos espaços públicos, interagindo produtivamente com seus leitores. A tese inscreve-se no campo analítico dos Estudos Culturais em Educação, especialmente na vertente voltada para as análises textuais, e utiliza-se de contribuições teóricas de Michel Foucault. Ao tomar como objeto de estudo a mídia como dispositivo produtivo para a governamentalidade neoliberal, a tese investiga e demonstra que as revistas operam como via de circulação e instrumento de articulação das relações de poder-saber neoliberais. Quando abordam a educação...

Governamentalidade como ferramenta conceitual na pesquisa de políticas educacionais; Governmentality as a Conceptual Tool in Education Policy Research

Fimyar, Olena; Veiga-Neto, Alfredo José da
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
37.81%
Este artigo trata da governamentalidade, como ferramenta conceitual, na pesquisa em Ciências Humanas; particularmente, em estudos sobre políticas educacionais. Examinam-se as principais definições de governamentalidade apresentada por Foucault (1991). Argumento que a governamentalidade não constitui um enquadramento teórico fechado, mas é operacionalizada como ferramenta analítica genérica. A percepção desigual de governamentalidade nos estudos educacionais é discutida na segunda parte do ensaio. Há uma clara lacuna no estudo das políticas educacionais em contextos não-liberais na perspectiva da governamentalidade. Usando a pesquisa de Tikly (2003), aplico o conceito de "governamentalidade emergente" para uma compreensão da elaboração de políticas, como tecnologias de governo na Ucrânia pós-comunista. As possibilidades e as limitações desta tentativa teórica são discutidas na parte final do ensaio.; This paper analyses governmentality as a conceptual tool in social science research; in particular, in education policy studies. I examine the main definitions of governmentality put by Foucault (1991). I argue that governmentality does not constitute a closed theoretical framework, but rather is operationalised as a generic analytical tool. The uneven perception of governmentality in education studies is discussed in the second part of the paper. There is a clear gap in the studies of education policy in illiberal contexts through the perspective of governmentality. Taking Tikly’s (2003) research as a point of reference for my study in progress...

Encontros de aprendizagem e governamentalidade no trabalho em saúde : as residências no País das Maravilhas; Learning meetings and governmentality in the work in health : Residency Programs in the Wonderland; Encuentros de aprendizaje y gubernamentalidad en el trabajo en salud : las Residencias en el País de las Maravillas

Dallegrave, Daniela
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
37.49%
Encantada e enredada pela fabulosa história de Alice no País das Maravilhas, nesta tese se constroem três possibilidades de olhar para as Residências em Saúde. Uma primeira possibilidade é tecida com a experiência da autora, segundo suas memórias, sentimentos e afecções, registro produzido em seus “encontros” com a temática e sua pragmática. A segunda possibilidade sumariza elementos de pesquisa com base em teses e dissertações elaboradas no Brasil, no período de 1987 a 2012, sobre Residências em Área Profissional da Saúde e Médicas. A terceira possibilidade, a tecedura de um País das Maravilhas das Residências, resultado de uma pesquisa constituída por conversas. Conversas empreendidas com participantes dos Encontros – Gaúcho e Nacional – de Residências e também do X Congresso da Associação Brasileira de Saúde Coletiva, eventos ocorridos no ano de 2012. Esses participantes, os quais receberam os nomes dos habitantes do “País” de Lewis Carroll, foram conversando com este estudo sobre detalhes do País das Maravilhas das Residências. Esta pesquisa possibilitou também manifestações à provocação “como você expressaria uma experiência de aprendizagem na Residência em Saúde (imagem, som...

Governamentalidade empresarial e saberes ADM

Souza,Susane Petinelli
Fonte: Fundação Getulio Vargas, Escola de Administração de Empresas de S.Paulo Publicador: Fundação Getulio Vargas, Escola de Administração de Empresas de S.Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2013 PT
Relevância na Pesquisa
37.61%
Interessa discutir o modo pelos quais somos governados na atualidade. Um modo que parece operar por meio de determinado tipo de mentalidade que a cada dia ajuda a produzir e difundir modos de conduta. Os saberes ADM, aqueles que circulam no campo da administração, extrapolando-o, participam da produção e disseminação de uma mentalidade empresarial que, por sua vez, está na base da governamentalidade atual. O artigo abordará a noção de governo, noção que não se refere somente às estruturas políticas e à gestão do Estado, mas também aos modos de ação sobre as possibilidades de ação de outros. Em seguida, abordará a noção de governamentalidade em diferentes épocas, enfocando na governamentalidade de empresa ou empresarial uma espécie de mentalidade que governa a todos. A partir daí é possível pensar o governo que os saberes do campo da administração exercem na atualidade.

Governamentalidade e Anarqueologia em Michel Foucault

Avelino,Nildo
Fonte: Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Ciências Sociais - ANPOCS Publicador: Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Ciências Sociais - ANPOCS
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2010 PT
Relevância na Pesquisa
37.49%
Este artigo aborda as noções foucaultianas de governamentalidade e anarqueologia, enfatizando os impactos que provocaram nas reflexões do "último Foucault". Em um primeiro momento, aborda-se o deslocamento da analítica do poder de Foucault, situando sua importância nos estudos em governamentalidade e sugerindo implicações possíveis que a anarqueologia estabelece com o pensamento de Proudhon. Em seguida, discute-se a maneira pela qual a anarqueologia descreve uma genealogia das formas modernas da obediência ao problematizar a experiência da sexualidade.

Trabalho e produção de saúde: práticas de liberdade e formas de governamentalidade

Bernardes,Anita Guazzelli; Pelliccioli,Eduardo Cavalheiro; Guareschi,Neuza Maria de Fátima
Fonte: Associação Brasileira de Psicologia Social Publicador: Associação Brasileira de Psicologia Social
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2010 PT
Relevância na Pesquisa
37.31%
Este texto tem como objetivo analisar o conceito de produção de saúde, no campo da Saúde Coletiva, como o nó de uma rede de cuidados. Nó porque a produção de saúde costura a noção de sujeito na saúde com os cuidados na saúde em um campo de estranhamento. Para fazer essa discussão, este texto partirá do trabalho na saúde como um conjunto de práticas de governamentalidade que encontram na produção de saúde a conformação de práticas de liberdade. As ferramentas conceituais utilizadas para essa discussão partem da proposição foucaultiana sobre uma ontologia do presente: subjetividade, poder e verdade. Esses operadores conceituais serão articulados às ideias de trabalho afetivo e potência de vida. Como exercícios do pensamento, tomam-se, então, as discussões no campo da Saúde Coletiva: integralidade, produção de saúde, cidadania e trabalho na saúde.

Governamentalidade e democracia liberal: novas abordagens em Teoria Política

Avelino,Nildo
Fonte: Universidade de Brasília. Instituto de Ciência Política Publicador: Universidade de Brasília. Instituto de Ciência Política
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/07/2011 PT
Relevância na Pesquisa
37.31%
No curso inédito Du gouvernement des vivants (1980), Foucault introduziu o tema da anarqueologia que aborda o governo dos homens pela verdade. Este artigo procura situar a anarqueologia na contribuição mais importante de Foucault para o debate com a Teoria Política: os estudos em governamentalidade. Ao conferir maior grau de complexidade às investigações de Foucault acerca do poder, a anarqueologia possibilita repensar a força causal dos discursos na prática política e estabelecer interlocuções no debate sobre as democracias liberais e a constituição do Sujeito democrático no interior do seu campo reflexivo.

Topologias de poder: a análise de Foucault sobre o governo político para além da "governamentalidade"

Collier,Stephen J.
Fonte: Universidade de Brasília. Instituto de Ciência Política Publicador: Universidade de Brasília. Instituto de Ciência Política
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/07/2011 PT
Relevância na Pesquisa
37.31%
A publicação das conferências de Michel Foucault no Collége de France, no final da década de 1970, proporcionou uma nova compreensão sobre desenvolvimentos cruciais em sua obra tardia, inclusive o retorno a uma análise do Estado e a introdução da biopolítica como um tema central. Segundo uma interpretação dominante, essas mudanças não acarretaram uma ruptura metodológica fundamental; o enfoque desenvolvido por Foucault em seu trabalho sobre conhecimento/poder foi simplesmente aplicado a novos objetos. O presente artigo argumenta que essa leitura - marcada pelo privilégio esmagador concedido a Vigiar e punir na literatura secundária - obscurece uma modificação importante no método e no estilo de diagnóstico de Foucault, ocorrida entre a introdução da biopolítica em 1976 (Em defesa da sociedade) e as conferências de 1978 (Segurança, território e população) e 1979 (Nascimento da biopolítica). A análise inicial de Foucault sobre a biopolítica foi formulada em afirmações supreendentemente baseadas nas épocas e totalizantes sobre as formas características de poder na modernidade. Em contraste, as últimas conferências sugerem o que proponho chamar de uma análise "topológica" que examina os "padrões de correlação" em que elementos heterogêneos - técnicas...

Governamentalidade neoliberal e o desafio de uma ética/estética pós-identitária LGBT na educação

Sierra,Jamil Cabral; César,Maria Rita de Assis
Fonte: Setor de Educação da Universidade Federal do Paraná Publicador: Setor de Educação da Universidade Federal do Paraná
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2014 PT
Relevância na Pesquisa
37.31%
Este trabalho combina duas pesquisas teóricas e pretende estudar a relação que vem se estabelecendo, na atualidade, entre a ideia de diversidade sexual (e seus desdobramentos no campo da política, dos movimentos sociais e da educação) e os dispositivos anátomo-bio-políticos que configuram os atuais mecanismos de governamentalidade, os quais visam capturar as diferenças sexuais, alçando-as ao campo da normalização e da heteronormatividade. A partir desse pressuposto, o texto organiza-se em dois momentos: o primeiro deles visa mostrar como os sujeitos LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transexuais e Transgêneros) vêm sendo produzidos tomando-se como referência a "viabilidade-moral-econômica" de seus corpos e de suas práticas sexuais e afetivo-amorosas. Com esse argumento pretendemos pensar como, na contemporaneidade, as formas de governamento dos sujeitos da diversidade sexual têm se dado a partir de uma relação de parceria entre os movimentos sociais e o Estado. No segundo momento, valemo-nos da noção de ética/estética da existência em Foucault, para mostrar as tensões presentes nesse empreendimento biopolítico que promove uma espécie de captura da diferença sexual, deixando, assim, pouco espaço para a constituição de outros modos de vida. Nosso objetivo é o de promover deslocamentos em relação à lógica identitária...

O jogo produtivo da educabilidade/governamentalidade na constituição de sujeitos universitários

Silva,Roberto Rafael Dias da; Fabris,Elí Terezinha Henn
Fonte: Editora Autores Associados Publicador: Editora Autores Associados
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2010 PT
Relevância na Pesquisa
37.31%
O presente artigo resulta de uma pesquisa recente que buscava compreender alguns dos modos pelos quais os sujeitos universitários são constituídos na contemporaneidade, tomando como materialidade os cadernos "Vestibular/ZH". Consideramos, analiticamente, que a produção dos currículos escolares emerge de uma trama de relações de educabilidade e governamentalidade. Dessa forma, entendemos que os enunciados emergentes dessa mídia impressa produzem sentidos à produção dos sujeitos e também às práticas escolares contemporâneas, ao que talvez encaminhe a produção de um "currículo da conquista". Essa configuração conduz à individualização e à responsabilização dos sujeitos, mediados pela produção de uma pauta de consumo que posiciona o acesso ao saber universitário no campo individual, acesso obtido mediante competição acirrada, na qual as responsabilidades são privatizadas. Do ponto de vista teórico, operamos sob a inspiração dos estudos do filósofo Michel Foucault.

Governança e governamentalidade: relação e relevância de dois conceitos científico-sociais proeminentes na educação comparada

Amos,Karin
Fonte: Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2010 PT
Relevância na Pesquisa
37.49%
Contrapondo-se ao retrospecto da existência de uma relação volátil entre o Estado e "seu" sistema educacional, este trabalho enfoca dois conceitos que podem ser empregados como ferramentas de análise para estudar as transformações em curso. O termo "governança" está mais relacionado a aspectos técnicos: tratam-se de instrumentos e modos, procedimentos e atores, além de suas constelações e formas de cooperação. Ele concentra a pesquisa em questões como: quem oferece serviços educacionais, qual é a relação entre ensino público e privado etc. Ele também é extremamente útil na investigação da relação entre os diversos níveis de análise e provou-se particularmente importante para a compreensão teórica adequada do papel das organizações internacionais na formulação de políticas educacionais. A sociologia e a ciência política são duas disciplinas cuja associação se mostra mais notável na elaboração do conceito sob diversas perspectivas. "Governamentalidade", por sua vez, apesar de compartilhar muitas características com governança, é um termo foucautiano dedicado à geração de subjetividades distintas por meio de técnicas e modos de regulação e conduta em sentido lato. Assim, governamentalidade inclui investigações do nexo tipicamente foucautiano conhecimento/poder. Consideramos ambas as perspectivas em conjunto para discutir suas implicações para a educação comparada.

Governamentalidade e a genealogia da política

Gordon,Colin
Fonte: Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2013 PT
Relevância na Pesquisa
37.61%
O artigo oferece uma série de reflexões a respeito de uma fase dos trabalhos de Michel Foucault e de alguns de seus colaboradores apresentada no volume The Foucault effect: studies in governmentality (1991), coeditado pelo autor. Tais reflexões se organizam em três partes. Primeiro, há uma revisão de alguns aspectos das aulas de Foucault sobre governamentalidade que, por diferentes razões, foram deixados de lado quando o livro foi publicado. Em seguida, faz-se um balanço de temas importantes que, embora presentes no livro, não receberam suficiente atenção dos leitores. Finalmente, no eixo que ocupa a maior parte do artigo, examinam-se as últimas discussões de Foucault a respeito do que o autor denomina múltiplos nascimentos da política, a fim de demonstrar a continuidade da pertinência do empreendimento foucaultiano nos anos 1970, tornado possível devido à noção de governamentalidade, ao mesmo tempo tão estranha e operacional. Tal atualidade é indicada não somente pelo incremento dos estudos sobre governamentalidade após o aparecimento dos cursos que Foucault deu no Collège de France, mas principalmente pelos dilemas e aporias que a cultura política em que estamos mergulhados nos trouxe. Nesse sentido, o artigo se encerra com uma espécie de agenda de pesquisa para dar continuidade ao trabalho inacabado de Foucault...

Breve genealogia dos estudos da governamentalidade: o efeito Foucault e seus desdobramentos. Uma entrevista com Colin Gordon

Jardim,Fabiana
Fonte: Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2013 PT
Relevância na Pesquisa
37.69%
A entrevista aborda o contexto intelectual no campo da filosofia e das ciências sociais no Reino Unido, durante os anos 1970, bem como apresenta um balanço do trabalho realizado por Colin Gordon na tradução e na edição de livros em língua inglesa das pesquisas sobre poder e política que Michel Foucault empreendeu de meados dos anos 1970 até sua morte prematura, em 1984. Finalmente, procura-se avaliar os desdobramentos dessa estranha noção de governamentalidade no mundo intelectual anglófono e sua atualidade. O objetivo principal da entrevista, que foi realizada por Fabiana Jardim, professora da área de Sociologia da Educação da Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo em maio de 2013, por ocasião da presença de Colin Gordon no Brasil, foi revisitar o contexto no qual o campo dos estudos sobre governamentalidade se constituiu, de modo a colocar em perspectiva o intenso alargamento desse campo a partir da publicação, em 2004, dos cursos de Michel Foucault no Collège de France nos quais a noção aparece. Isso nos pareceu oportuno não apenas devido ao alcance dos estudos sobre governamentalidade e educação no Brasil, o que pode ser atestado pelo volume da produção - artigos, dossiês e livros - , mas também tendo em conta as apropriações que foram feitas de tal noção no campo dos estudos pós-coloniais; nesse sentido...

Pr?ticas do UNICEF e governamentalidade de crian?as de 0 a 6 anos: uma abordagem hist?rica da educa??o infantil brasileira de 1996 a 2012

FONSECA, Joyce Danielle Lima
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
37.49%
A presente pesquisa teve por objetivo historicizar a inf?ncia e pol?ticas para educa??o infantil a partir de uma an?lise das pr?ticas do UNICEF, e de outras inst?ncias da sociedade, que se empenharam em realizar uma objetiva??o da inf?ncia e educa??o infantil. Esta pesquisa se justifica pela necessidade de se desnaturalizar pr?ticas de objetiva??o da inf?ncia e educa??o infantil e da livre interven??o de organismos multilaterais no cen?rio educacional brasileiro, desconfiando do argumento da dita neutralidade que permeia algumas pr?ticas direcionadas a inf?ncia. Procurou-se tra?ar um mapa que demarque a arte de governar crian?as, governamentalidade, e seus efeitos nos processos de formula??o de pol?ticas para a educa??o brasileira no per?odo p?s LDB. Para tal an?lise foi utilizado o referencial te?rico-metodol?gico pautado na genealogia hist?rica de Michel Foucault. Foi feita uma pesquisa da literatura que utilizou autores como Foucault (1970/79), Veyne (1998), Ari?s (1981), Kramer (1995/2006), Rosemberg (2002/2003), al?m de documentos do governo federal brasileiro. Concluiu-se que a educa??o infantil emergiu como mais um dos elementos que englobam as pr?ticas de governamentalidade do UNICEF.; ABSTRACT: This research aimed to historicize childhood and policies for early childhood education as from an analysis of the practices of UNICEF...

Governança e governamentalidade: relação e relevância de dois conceitos científico-sociais proeminentes na educação comparada; Governance and governmentality: relation and relevance of two prominent social scientific concepts for comparative education

Amos, Karin
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Educação Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Educação
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; ; Formato: application/pdf; application/pdf
Publicado em 01/04/2010 POR; ENG
Relevância na Pesquisa
37.49%
Against the background of a changing relation between the state and "its" education system, the present contribution focuses on two concepts that can be used as analytical tools in order to analyze the current transformations. "Governance" is more concerned with technical issues: with instruments and modes, procedures and actors, with their constellations and forms of cooperation. It focuses research on questions such as: who provides educational services, what is the relation between public and private education etc. It is also very useful in investigating the relation between the various levels of analysis and has proven particularly useful for an adequate theoretical understanding of the role of international organizations in shaping educational policies. Sociology and political science are the two disciplines most prominently associated with elaborating the concept under various perspectives. Governmentality, on the other hand, although sharing many characteristics with governance, is a Foucauldian term concerned with the generation of different subjectivities through techniques and modes of ruling and guiding in an encompassing sense. Governmentality thus includes investigations of the typical Foucauldian knowledge/power nexus. Both perspectives are brought together to discuss the implications for comparative education.; Contrapondo-se ao retrospecto da existência de uma relação volátil entre o Estado e "seu" sistema educacional...

Governamentalidade e a genealogia da política; Governmentality and the genealogy of politics

Gordon, Colin
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Educação Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Educação
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; ; Formato: application/pdf; application/pdf
Publicado em 01/12/2013 POR; ENG
Relevância na Pesquisa
37.61%
O artigo oferece uma série de reflexões a respeito de uma fase dos trabalhos de Michel Foucault e de alguns de seus colaboradores apresentada no volume The Foucault effect: studies in governmentality (1991), coeditado pelo autor. Tais reflexões se organizam em três partes. Primeiro, há uma revisão de alguns aspectos das aulas de Foucault sobre governamentalidade que, por diferentes razões, foram deixados de lado quando o livro foi publicado. Em seguida, faz-se um balanço de temas importantes que, embora presentes no livro, não receberam suficiente atenção dos leitores. Finalmente, no eixo que ocupa a maior parte do artigo, examinam-se as últimas discussões de Foucault a respeito do que o autor denomina múltiplos nascimentos da política, a fim de demonstrar a continuidade da pertinência do empreendimento foucaultiano nos anos 1970, tornado possível devido à noção de governamentalidade, ao mesmo tempo tão estranha e operacional. Tal atualidade é indicada não somente pelo incremento dos estudos sobre governamentalidade após o aparecimento dos cursos que Foucault deu no Collège de France, mas principalmente pelos dilemas e aporias que a cultura política em que estamos mergulhados nos trouxe. Nesse sentido, o artigo se encerra com uma espécie de agenda de pesquisa para dar continuidade ao trabalho inacabado de Foucault...

Breve genealogia dos estudos da governamentalidade: o efeito Foucault e seus desdobramentos. Uma entrevista com Colin Gordon; A brief genealogy of governmentality studies: the Foucault effect and its developments. An interview with Colin Gordon

Jardim, Fabiana
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Educação Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Educação
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; Formato: application/pdf; application/pdf
Publicado em 01/12/2013 POR; ENG
Relevância na Pesquisa
37.69%
This interview approaches the intellectual context within the areas of philosophy and social sciences, in the 1970s United Kingdom, and also looks back to Colin Gordon's work as a translator and editor of Michel Foucault's researches on power and politics into English. Finally, it attempts to assess the developments of this strange notion of governmentality within the English-Speaking intellectual world and its relations to present times. The interview has taken place during Colin Gordon's visit to Brazil for the "International Seminar Max Weber and Michel Foucault: possible convergences" (May, 2013). It aims to revisit the context in which the governmentality studies have appeared as a specific field of interest and research, in order to put in perspective the progressive spread of this field since the appearance, in 2004, of both Foucault's lectures at Collége de France (Security, Territory, Population and The Birth of Biopolitics) where the notion is introduced. The possibility to know Colin Gordon's ideas about these themes seemed timely not only because of the range of governmentality studies in education in Brazil (something that can be testified by the number of articles, thematic issues and books that are appearing since the 1990s)...

Dinâmicas de poder nas organizações: A contribuição da governamentalidade

Alcadipani,Rafael
Fonte: ISPA - Instituto Superior de Psicologia Aplicada Publicador: ISPA - Instituto Superior de Psicologia Aplicada
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2008 PT
Relevância na Pesquisa
37.49%
Michel Foucault é um dos principais pensadores Ocidentais dos últimos cinquenta anos. Muito embora suas obras sejam utilizadas no campo de Estudos Organizacionais, o foco dos teóricos no campo tende a ser a questão do poder disciplinar em operação nas organizações. Dessa forma, o presente artigo tem por objetivo apresentar a noção de governametalidade nas obras de Michel Foucault e discutir as possíveis contribuições dessa noção para a compreensão das dinâmicas de poder em contexto organizacional. Para tanto, o artigo primeiro discutirá a noção de governamentalidade. Em seguida, debaterá os diferentes tipos de governamentalidade presente nas obras de Michel Foucault, para depois apresentar como essa noção poderia ser empregada para analisar relações de poder em contexto organizacional.

(Des)governos... : biopolítica, governamentalidade e educação contemporânea(Un)governing... : biopolitics, governamentality and contemporary education

César, Maria Rita de Assis
Fonte: ETD - Educação Temática Digital Publicador: ETD - Educação Temática Digital
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Avaliado pelos pares Formato: application/pdf
Publicado em 18/11/2010 POR
Relevância na Pesquisa
37.49%
Esse texto reflete sobre a institucionalização da educação no projeto da modernidade a partir de conceitos oriundos da obra de Michel Foucault, como disciplina, sociedade disciplinar e biopolítica. A partir dessa reflexão sobre a formação da instituição educacional moderna como objeto de investigação histórico e localizado temporalmente, o texto assume o desafio de pensar as transformações que ocorreram nas últimas décadas e transformaram o projeto educacional moderno, constituindo a chamada pedagogia do controle. Essa reflexão se deu a partir dos conceitos foucaultianos de governamentalidade e biopolítica, além do conceito deleuziano de sociedade de controle. Além desse diagnóstico do presente, o texto também oferece um ensaio sobre as possibilidades de uma educação a partir da diferença e da pedagogia queer.AbstractThe text reflects upon the institutionalization of modern education by taking Foucault’s concepts of discipline, disciplining society and biopolitics as its main guiding threads. Departing from this reflection on the formation of the modern educational institution, understood as the object of a historical research temporally localized, the text then aims at questioning the transformations that occurred in the last decades and that have transformed the modern educational project with the event of what could be called as control pedagogy. This aspect of the matter was discussed by means of Foucault’s concepts of governamentality and biopolitics as well as Deleuze’s concept of control society. Besides offering a diagnosis of the present...