Página 1 dos resultados de 89 itens digitais encontrados em 0.001 segundos

Avaliação das glândulas parótidas e submandibulares por ressonância magnética e correlação clínico-laboratorial em pacientes portadores das formas indeterminada e digestiva da doença de Chagas; Evaluation of parotid and submandibular salivary glands through magnetic resonance and clinical-laboratorial correlations in cronic form Chagas disease bearers

Leão, Eveline de Lucena Oliveira Souza
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 04/09/2009 PT
Relevância na Pesquisa
46.98%
INTRODUÇÃO: A doença de Chagas é a parasitose endêmica mais importante na América Latina. O acometimento das glândulas salivares nesta doença é ainda pouco estudado. Há estudo com portadores da doença através de sialografia convencional, o que motivou a realização deste estudo com a utilização da sialorressonância (sialo RM), por ter melhor sensibilidade e especificidade em relação a outros métodos e não ser invasiva, com o intuito de identificar alterações glandulares nos pacientes da forma indeterminada que possibilitem sua reclassificação para a forma digestiva. OBJETIVO: avaliar as alterações encontradas pela sialo RM e correlacionar com dados clínicos e laboratoriais. METODOLOGIA: Estudaram-se 180 glândulas salivares maiores em 45 pacientes pela sialo RM que foram divididos em três grupos: A portadores da doença de Chagas na forma clínica indeterminada; B portadores da doença de Chagas na forma digestiva; C controle. As idades médias encontradas foram: 48; 55 e 50 anos, respectivamente. Quanto ao sexo, 9; 11 e 10 pacientes dos grupos avaliados eram do feminino. Foram utilizadas seqüências anatômicas ponderadas em T1 e T2, e seqüências específicas para sialo RM T2 fast spin eco 2D e 3D. Realizou-se avaliação clínica específica...

Efeito terapêutico do chá verde na morfologia das glândulas submandibulares de ratos com diabetes induzido pela estreptozotocina; Therapeutic effect of green tea on the morphology of the submandibular glands streptozotocin-induced diabetic rats

Meneghetti, Isabel Cristina
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 30/07/2010 PT
Relevância na Pesquisa
57.11%
A Camellia sinensis, vem sendo amplamente estudada, em função das suas propriedades medicinais, devido aos polifenóis com funções antioxidantes, tendo seu uso propostos como terapêutica para algumas doenças metabólicas como o Diabetes mellitus. A ingestão diária de antioxidantes, principalmente com compostos fenólicos pode retardar o aparecimento destas doenças. O atual trabalho o avaliou possível efeito terapêutico do chá verde (Camellia Sinensis) em ratos diabéticos induzido pela estreptozotocina, parâmetros clínicos (peso, ingestão hídrica) e laboratoriais (glicemia de jejum, colesterol total, triglicérides, proteínas totais, albumina e uréia) esse efeito na glândula submandibular pelo método morfométrico. Cento e sessenta ratos machos com 2 meses de idade foram distribuídos inicialmente em controle (n = 80) e diabéticos (n = 80). Os animais do grupo controle água (CA) e diabético água (DA) consumiram água como dieta líquida e os animais dos grupos controle chá (CC) e diabético chá (DC) receberam apenas dieta líquida de chá verde. Os parâmetros bioquímicos e morfométricos foram avaliados nos períodos experimentais de 15, 30, 60 e 90 dias (n = 5), após a indução. Os resultados mostraram que: a) a ingestão hídrica dos animais dos grupos DA e DC foram em média 6 vezes maior em relação aos controles; b) aos 15 dias...

Sistema nervoso simpático na ativação da glândula submandibular e parótida de camundongos.; Sympathetic outflow on activation of the mouse submandibular and parotid glands.

Heluany, Cíntia Scucuglia
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 25/06/2013 PT
Relevância na Pesquisa
57.1%
Dados da literatura mostram que a inervação simpática possui papel apenas na síntese e secreção das proteínas da saliva. Neste trabalho mostramos que após o tratamento crônico com reserpina, uma droga simpatolítica, houve alteração na síntese de diferentes proteínas em glândulas submandibulares e parótidas relacionadas com vários processos biológicos e a posterior administração de agonistas de adrenoceptores reverteu esses efeitos. Além disso, na glândula parótida, a estimulação da inervação simpática é importante para o processo de exocitose das proteínas secretadas. Esses resultados sugerem que a inervação simpática possui um importante papel para a funcionalidade das glândulas salivares de camundongos, isto é, mantendo estas glândulas em constante estado de ativação, regulando a síntese de diferentes proteínas dessas glândulas ou promovendo a exocitose de proteínas da saliva. Além disso, os resultados mostram que a inervação simpática atua de maneira diferente nas glândulas submandibulares e parótidas de camundongos.; Data in literature show that sympathetic outflow has a role only in stimulating synthesis and secretion of the saliva proteins in mammals. We show that after chronic treatment with reserpine...

Efeitos da ingestão crônica de álcool na regeneração de glândula submandibular em ratos

Hartmann, Marcelo Dewes
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
46.97%
Manter uma boa saúde bucal depende, entre outros fatores, de um fluxo salivar adequado. Visto que a saliva é secretada pelas glândulas salivares, a integridade destas se faz muito importante. Sendo assim, a regeneração destas estruturas, frente a alguma perda, é essencial para o restabelecimento de suas funções fisiológicas. Sabe-se que o consumo de álcool é danoso ao organismo e traz diversas alterações, inclusive no metabolismo glandular. Este estudo investiga o efeito do álcool na regeneração da glândula submandibular (GSM) em ratos. O grupo teste (GT) ingeriu etanol a 40ºGL durante 45 dias e o grupo controle (GC) recebeu água ad libitum durante o mesmo período. Após este tempo, um terço do lobo esquerdo da GSM foi removido. Três e sete dias pós-cirúrgicos, a glândula inteira foi removida e analisada. As células características do processo inflamatório pareceram mais pronunciadas no GT ao terceiro dia, em comparação ao GC. O inverso foi observado no sétimo dia, associado com um desenvolvimento avançado do parênquima do GT. Mudanças na marcação do PAS foram observadas no GT em relação ao GC nos diferentes períodos observados. Estes achados tomados em conjunto, sugerem que provavelmente o álcool altera o processo de regeneração glandular...

Efeitos do álcool durante a regeneração da glândula submandibular de ratos

Nör, Felipe
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
57.18%
Objetivo. Esse estudo investigou, microscopicamente, o efeito da ingestão crônica de álcool na regeneração da glândula submandibular de ratos. Desenho do Estudo. Experimento Randomizado, Cego e Controlado em modelo animal. Métodos. Doze ratos machos Wistar com 60 dias de idade foram usados neste estudo. O grupo teste recebeu etanol a 40° GL e o grupo controle recebeu água ad libitum durante todo o período experimental. Um terço do lobo esquerdo da glândula submandibular foi removido. Três e 7 dias depois, toda a glândula foi excisada e analisada. Resultados. No grupo teste, aos três dias de regeneração, o processo inflamatório foi mais pronunciado em relação ao grupo controle. O aspecto inverso foi observado no sétimo dia de regeneração, associado com um desenvolvimento avançado do parênquima. Mudança na expressão da laminina foi observada no grupo teste, possivelmente causando um padrão de morfologia avançado durante a regeneração da glândula salivar, provavelmente devido aos efeitos do álcool. Conclusão. Animais que receberam etanol apresentaram alteração no padrão da regeneração glandular.; Objective. This study investigated microscopically the effect of chronic alcohol ingestion in submandibular gland regeneration in rats. Study design. Randomized...

Estudo da morfo e citodiferenciação da glândula submandibular remanescente de ratos após excisão parcial de um de seus lobos; Study of the morpho and cytodifferentiation of the submandibular gland of rats submitted to partial excision of one of its lobes

Fossati, Anna Christina Medeiros; Salgado, Felipe Lins; Gaio, Eduardo José; Bender, Anemarie da Silveira
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
56.95%
Manter uma boa saúde depende, entre outros fatores, de um fluxo salivar adequado1-3. Os danos causados por obstru- ção, traumas ou remoção cirúrgica das glândulas salivares po- derão acarretar alteração na produção salivar. Qualquer dimi- nuição no fluxo salivar trará conseqüências danosas ao organis- mo. Desenvolveu-se este trabalho com o objetivo de aprofundar o conhecimento nos mecanismos que envolvem a regenera- ção da Glândula Submandibular (GSM) de ratos submetida à excisão parcial de um de seus lobos. Forma de estudo: Ex- perimental. Material e Método: Foram utilizadas lâminas re- ferentes ao desenvolvimento glandular de ratos aos 15, 16, 17, 18 e 19 dias de vida fetal, e 20 ratos machos de 30 ou 60 dias. Após conveniente anestesia foi removido o terço inferior do lobo esquerdo da GSM de cada animal. Após a remoção, foram deixados a se recuperar por 2, 3, 7 e 15 dias. Nestes tempos determinados foram eutanaziados, as glândulas removidas, fixadas em Methacarn, incluídas em parafina, e cortes de 5 ¼m efetuados. Foi realizada coloração ou com hematoxilina/eosina ou com ácido Periódico Reativo de Schiff (PAS). Resultados: Observou-se que o processo regenerativo se instalou preco- cemente e em todos os espécimes estudados. Foi semelhante ao aspecto verificado no desenvolvimento glandular normal e mais acentuado no rato de 30 dias. A citodiferenciação repre- sentada pela marcação das mucinas neutras pelo PAS foi dis- creta inicialmente...

Influência do sistema nervoso simpático na periodontite induzida e em glândula salivar de ratos

Martins, Luana Galvão
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 79 f. : il. color.
POR
Relevância na Pesquisa
46.91%
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Pós-graduação em Biopatologia Bucal - ICT; A ação de beta-bloqueadores na melhoria da qualidade óssea e sua ação anti-inflamatória embasam a hipótese de que a modulação simpática pode influenciar a evolução da doença periodontal (DP). Estudos demonstram relação entre disfunção salivar e DP; no entanto, os efeitos da DP nas glândulas salivares, cuja secreção é controlada pelo sistema nervoso autônomo, são pouco estudados. Objetivou-se analisar os efeitos do bloqueio e da ativação de receptores beta-adrenérgicos na reabsorção alveolar na DP em ratos, assim como os efeitos da DP, associada ou não a tratamento adrenérgico, nas glândulas salivares. Foram utilizados 40 ratos divididos em quatro grupos: (1) Grupo Propranolol 0,1mg/Kg com indução de DP; (2) Grupo Isoproterenol 0,75mg/Kg e DP; (3) Grupo Controle sem DP, com administração solução fisiológica ; (4) Grupo Controle com DP, com administração solução fisiológica. Depois de 14 dias de tratamento, ocorreu a eutanásia. Removeram-se as hemimandíbulas e as glândulas submandibulares e sublinguais para análise. O suporte e a perda óssea alveolar foram determinados radiográfica e macroscopicamente. As glândulas foram pesadas...

Estudo imunohistoquimico e analise univariada dos fatores prognosticos de tumores de glandula submandibular

Fabio de Abreu Alves
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 15/03/2002 PT
Relevância na Pesquisa
47.16%
O objetivo deste trabalho foi analisar as características clínicas, histopatológicas e a expressão de marcadores imunohistoquímicos em tumores de glândula submandibular. Foram avaliados 102 tumores, sendo 61 benignos e 51 malignos. Os tumores benignos consistiram de 60 adenomas pleomorfos e 1 adenoma de células basais. Entre os malignos, 23 foram carcinomas adenóide císticos, 16 carcinomas mucoepidermóides, 4 carcinomas espinoce1ulares, 4 adenocarcinomas sem outra especificação, 1 adenocarcinoma de células basais, 1 carcinoma de ducto salivar, 1 mioepitelioma maligno e 1 carcinoma indiferenciado. A idade média dos pacientes com tumores benignos foi de 36,3 anos e 61,7% dos pacientes eram do sexo feminino. Microscopicamente, a maioria dos adenomas pleomorfos apresentava áreas mixocondróides (Subtipo II). Todos os casos foram negativos para Ki-67 e p53. Com relação aos tumores malignos, a idade média foi 55,4 anos e 64,7% dos pacientes eram do sexo masculino. No momento do diagnóstico, 64,7% dos pacientes apresentaram tumores em avançado estádio clínico, 15,7% apresentaram metástases em linfonodos regionais e 7,84% metástases à distância. As sobrevi das global e livre de doença após 10 anos foram de 26,8% e 44...

Efeito de desmineralizadores (TCA e EDTA) sobre proteinas de ultra-estrutura do pancreas e da glandula submandibular de camundongos injetados com 3H-Glicina

Luiz Fernando Beraldo
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em //1993 PT
Relevância na Pesquisa
67.16%
Neste estudo, procurou-se, através do método radioautográfico, observar os efeitos do EDT A a 4,13% e do TCA a 5% sobre as proteínas contidas nas secreções das células acinosas do pâncreas, nas células seromucosas da glândula submandibular e sobre a ultra-estrutura dessas glândulas de camundongos injetados com uma única dose de 3H-glicina e sacrificados uma hora após a injeção. As glândulas de cada animal foram divididas em pequenos fragmentos e estes, separados em 3 grupos: controles (não tratados), tratados pelo TCA e tratados com EDTA. As reações radioautográficas foram quantificadas mediante a contagem de grãos de prata reduzida sobre a secreção localizada na porção apical das células pancreáticas e sobre a secreção das células seromucosas da glândula submandibular. Os dados obtidos após as contagens dos grãos de prata mostraram, após a análise de variânciB, que não há diferenças significantes entre os três grupos. Conclui-se, assim, que tanto o TCA como o EDT A não provocam extrações de proteínas marcadas nas secreções. O TCA tem sobre o EDT A a vantagem de remover os sais minerais num intervalo de tempo mais curto, porém, a obtenção dos cortes semi-fmos no material tratado por ele é bem mais dificil. Ao microscópio eletrônico...

A expressão do inibidor de protease liberada por leucocitos (SLPI) em glandulas submandibulares de pacientes que morreram por AIDS; Expression of secretory leucocyte proteinase inhibitor (SLPI) in submandibular gland of patients that died from AIDS

Lilia Alves Rocha
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 24/02/2006 PT
Relevância na Pesquisa
46.91%
O lnibidor de Protease Liberada por Leucócitos (SLPI) é um inibidor de protease endógeno, originalmente caracterizado a partir de fluído salivar proveniente da glândula parótida. Além da ação inibitória contra o Vírus da Imunodeficiência Humana (IDV), o SLPI também possui atividades anti-bacterianase anti-rungicas. Os tecidos orais são sítios comuns de infecção em pacientes com AIDS. SLPI é expresso em glândulas submandibulares (GSM), mas existem poucos trabalhos sobre a expressão desta proteína em pacientes com infecções associadas ao HIY. O objetivo deste estudo foi analisar a expressão imunohistoquímica do SLPI em GSM de pacientes que morreram de AIDS. Foram analizadas amostras de GSM de 36 pacientes que morreram de AIDS (10 pacientes não apresentavam alterações histológicas em GSM, 10 pacientes apresentavam sialodenite, 08 pacientes apresentavam infecção por micobactérias e 08 pacientes apresentavam infecção por citomegalivírus (CMV)), e 10 pacientes IDV negativos (grupo controle). A expressão do SLPI foi quantificada nos ácinos serosos através de um analisador de imagens, com os resultados expressos em porcentagem de área corada. Foi verificada uma maior expressão de SLPI nas GSM de pacientes com AIDS apresentando infecção por CMV (~ SLPI= 37...

Ressecção subcapsular da glândula submandibular

Vieira,Mauro Becker Martins; Pereira,Rodrigo de Andrade; Santos Júnior,Nilson Barbosa dos; Pinto,Raissa Vianna
Fonte: ABORL-CCF Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial Publicador: ABORL-CCF Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/11/2001 PT
Relevância na Pesquisa
57.13%
Introdução: A cirurgia das patologias inflamatórias das glândulas salivares está associada a uma maior incidência de paralisias temporárias pós-operatórias se comparada a cirurgia dos tumores. Tal fato se deve à dissecção mais laboriosa e mais traumática dos ramos motores do nervo facial, e sua exposição ao processo inflamatório dos tecidos vizinhos. A glândula submandibular é o tecido salivar mais freqüentemente ressecado devido à patologia inflamatória e a não rara paresia temporária do ramo mandibular é fonte de desconforto para o paciente. A remoção da gordura peri-glandular com seus linfonodos não tem a mesma importância que para os tumores. Objetivo: Portanto, temos realizado para sialolitíase e sialoadenites crônicas da submandibular a ressecção subcapsular da glândula. Forma de estudo: Propectivo randomizado. Material e método: Após uma incisão cervical transversa, a cápsula é aberta na parte inferior da glândula e descolada da mesma em sentido superior. O ramo mandibular do nervo facial não é identificado e os vasos faciais são preservados após cuidadosa ligadura dos ramos para a glândula. Na suspeita de patologia neoplásica mudamos o procedimento para a cirurgia tradicional. Resultados: Nos 5 casos estudados...

Estudo da morfo e citodiferenciação da glândula submandibular remanescente de ratos após excisão parcial de um de seus lobos

Fossati,Anna C. M.; Salgado,Felipe L.; Gaio,Eduardo J.; Bender,Anemarie S.
Fonte: ABORL-CCF Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial Publicador: ABORL-CCF Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2004 PT
Relevância na Pesquisa
66.97%
Manter uma boa saúde depende, entre outros fatores, de um fluxo salivar adequado1-3. Os danos causados por obstrução, traumas ou remoção cirúrgica das glândulas salivares poderão acarretar alteração na produção salivar. Qualquer diminuição no fluxo salivar trará conseqüências danosas ao organismo. Desenvolveu-se este trabalho com o objetivo de aprofundar o conhecimento nos mecanismos que envolvem a regeneração da Glândula Submandibular (GSM) de ratos submetida à excisão parcial de um de seus lobos. FORMA DE ESTUDO: Experimental. MATERIAL E MÉTODO: Foram utilizadas lâminas referentes ao desenvolvimento glandular de ratos aos 15, 16, 17, 18 e 19 dias de vida fetal, e 20 ratos machos de 30 ou 60 dias. Após conveniente anestesia foi removido o terço inferior do lobo esquerdo da GSM de cada animal. Após a remoção, foram deixados a se recuperar por 2, 3, 7 e 15 dias. Nestes tempos determinados foram eutanaziados, as glândulas removidas, fixadas em Methacarn, incluídas em parafina, e cortes de 5 ¼m efetuados. Foi realizada coloração ou com hematoxilina/eosina ou com ácido Periódico Reativo de Schiff (PAS). RESULTADOS: Observou-se que o processo regenerativo se instalou precocemente e em todos os espécimes estudados. Foi semelhante ao aspecto verificado no desenvolvimento glandular normal e mais acentuado no rato de 30 dias. A citodiferenciação representada pela marcação das mucinas neutras pelo PAS foi discreta inicialmente...

Análise microscópica do efeito da radioterapia fracionada em glândula submandibular de rato

Vier-Pelisser,Fabiana Vieira; Amenábar,José Miguel; Cherubini,Karen; Figueiredo,Maria Antonia Zancanaro de; Yurgel,Liliane Soares
Fonte: Colégio Brasileiro de Radiologia e Diagnóstico por Imagem Publicador: Colégio Brasileiro de Radiologia e Diagnóstico por Imagem
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2005 PT
Relevância na Pesquisa
67.05%
OBJETIVO: O estudo teve por objetivo avaliar, quantitativamente, as alterações histológicas induzidas pela radioterapia sobre o parênquima e o estroma da glândula submandibular. MATERIAIS E MÉTODOS: A amostra foi constituída por 30 ratos Wistar, distribuídos em dois grupos: teste e controle. Os 15 animais do grupo-teste foram submetidos a radioterapia da região de cabeça e pescoço, na modalidade fracionada rotacional por cobalto-60, na dose de 60 Gy, realizada em frações de 2 Gy diários, por seis semanas. Decorridas 60 horas da conclusão da radioterapia, as glândulas submandibulares dos animais de ambos os grupos foram excisadas, processadas pela técnica da parafina, coradas com hematoxilina e eosina e analisadas à microscopia óptica. O volume proporcional médio correspondente ao parênquima e ao estroma glandulares foi obtido pelo método estereológico de contagem manual de pontos. RESULTADOS: O volume proporcional de ácinos no grupo irradiado (60,67% ± 6,43) foi significativamente menor que no grupo-controle (67,42% ± 10,90) (p = 0,048), entretanto, não houve diferença estatisticamente significativa entre os grupos para as variáveis parênquima, ductos e estroma (teste t de Student, p > 0,05). CONCLUSÃO: O esquema radioterápico empregado provocou atrofia acinar da glândula submandibular...

Efeitos do alcoolismo crônico e da desintoxicação alcóolica sobre a glândula submandibular de ratos: estudo morfométrico

Faustino,Simone Eloiza Sita; Stipp,Antonio Carlos Marconi
Fonte: Faculdade De Odontologia De Bauru - USP Publicador: Faculdade De Odontologia De Bauru - USP
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2003 PT
Relevância na Pesquisa
67.15%
Este estudo consiste de uma análise morfométrica de diversas estruturas parenquimatosas da glândula submandibular de ratos submetidos ao alcoolismo crônico experimental e de ratos recuperados após 30 dias de desintoxicação. Foram utilizados 3 grupos (5 animais por grupo): Controle, Alcoolizado e Desintoxicado. O fato do álcool atuar nos tecidos corporais, leva-nos a acreditar que possam ocorrer alterações na morfologia da glândula submandibular de ratos submetidos ao alcoolismo crônico. De fato, após os processos de alcoolização e desintoxicação há ocorrência de diferenças estatisticamente significantes quando confrontamos os 3 grupos entre si (dois a dois) no que se refere à massa corpórea dos animais (g) e da glândula submandibular (mg), ocorrendo, normalmente, uma redução tanto do grupo alcoolizado quanto do grupo desintoxicado em relação ao grupo controle e um significante aumento das massas corpórea e glandular do grupo desintoxicado em relação ao grupo alcoolizado. Quanto ao volume absoluto das diversas estruturas glandulares analisadas constatou-se diferenças estatisticamente significantes nos compartimentos acinar e do ducto granuloso, onde os grupos alcoolizado e desintoxicado apresentaram menor volume absoluto em relação ao grupo controle. Quanto aos outros parâmetros estereológicos estudados não houve diferenças estatisticamente significantes entre os grupos e entre as diversas estruturas glandulares analisadas.

Avaliação da influência da toxina botulínica tipo A em glândula submandibular de ratos: estudo bacteriológico

Melo, Isis Regina Cypriano de; Evêncio, Liriane Baratella (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Dissertação
BR
Relevância na Pesquisa
66.9%
Pacientes portadores de distúrbios neurológicos apresentam dificuldade de contenção de saliva, hipersalivação ou sialorréia. Uma nova opção terapêutica para o tratamento destes pacientes surge com a aplicação de toxina botulínica em glândulas salivares com objetivo de reduzir a quantidade de saliva dos mesmos. Por outro lado, sabe-se que, ao diminuir a salivação pode-se favorecer a modificação de algumas espécies bacterianas. Assim sendo este trabalho objetivou estudar a composição bacteriana da saliva de ratas quando submetidas à injeção intraglandular de toxina botulínica tipo A em glândulas submandibulares. Para tal, foram utilizadas 30 ratas albinas (Wistar), divididas em três grupos: grupo I (controle), grupo II (tratado com gelatina bovina a 0,1 ml) e grupo III (tratado com toxina botulínica 2,5U, diluído em 0,1ml de soro fisiológico). Os grupos II e III foram subdivididos de acordo com o tempo de tratamento em grupos com 15 e com 28 dias. Coletas da microbiota oral foram realizadas na saída do ducto da glândula submandibular direita através de “swab” antes, e com 15 e 28 dias após o tratamento. Os resultados mostraram que o percentual de UFCs no grupo I foi de 18%, no grupo II foi de 16% no 15º dia e 17% no 28º. No grupo III foi de 24% no 15º dia e 25% no 28º dia...

Análise microscópica do efeito da radioterapia fracionada em glândula submandibular de rato; Microscopic analysis of the effect of fractionated radiation therapy on submandibular gland of rats

Vier-Pelisser, Fabiana Vieira; Amenábar, José Miguel; Cherubini, Karen; Figueiredo, Maria Antonia Zancanaro; Yurgel, Liliane Soares
Fonte: Colégio Brasileiro de Radiologia e Diagnóstico por Imagem; Porto Alegre Publicador: Colégio Brasileiro de Radiologia e Diagnóstico por Imagem; Porto Alegre
Tipo: Artigo de Revista Científica
PT_BR
Relevância na Pesquisa
67.19%
OBJETIVO: O estudo teve por objetivo avaliar, quantitativamente, as alterações histológicas induzidas pela radioterapia sobre o parênquima e o estroma da glândula submandibular. MATERIAIS E MÉTODOS: A amostra foi constituída por 30 ratos Wistar, distribuídos em dois grupos: teste e controle. Os 15 animais do grupo-teste foram submetidos a radioterapia da região de cabeça e pescoço, na modalidade fracionada rotacional por cobalto-60, na dose de 60 Gy, realizada em frações de 2 Gy diários, por seis semanas. Decorridas 60 horas da conclusão da radioterapia, as glândulas submandibulares dos animais de ambos os grupos foram excisadas, processadas pela técnica da parafina, coradas com hematoxilina e eosina e analisadas à microscopia óptica. O volume proporcional médio correspondente ao parênquima e ao estroma glandulares foi obtido pelo método estereológico de contagem manual de pontos. RESULTADOS: O volume proporcional de ácinos no grupo irradiado (60,67% ± 6,43) foi significativamente menor que no grupo-controle (67,42% ± 10,90) (p = 0,048), entretanto, não houve diferença estatisticamente significativa entre os grupos para as variáveis parênquima, ductos e estroma (teste t de Student, p > 0,05). CONCLUSÃO: O esquema radioterápico empregado provocou atrofia acinar da glândula submandibular...

Desempenho diagnóstico da punção aspirativa por agulha fina no diagnóstico dos tumores de glândulas salivares maiores: avaliação da casuística de um centro universitário de referência oncológica

Muniz, Laís Borges
Fonte: Universidade Federal de Uberlândia Publicador: Universidade Federal de Uberlândia
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
47.17%
A punção aspirativa por agulha fina (PAAF) é uma técnica de diagnóstico utilizado nos tumores de glândulas salivares maiores (TGSM) há décadas, em várias instituições de diferentes países. O objetivo deste estudo foi avaliar o desempenho diagnóstico da PAAF em TGSM em um centro universitário de referência oncológica no Brasil e comparar os resultados entre os principais sítios anatômicos das glândulas salivares maiores. O período de análise retrospectiva revisou 32.502 exames citopatológicos, dos quais 1.793 eram da região de cabeça e pescoço e destes 183 das glândulas salivares maiores. Oitenta e um exames de TGSM continham posterior exame histopatológico. Posteriormente, as conclusões cito e histopatológicas provenientes de tais exames foram contrastadas estatisticamente para cálculo de parâmetros de desempenho diagnóstico, considerando a capacidade da PAAF em identificar natureza neoplásica ou maligna desses TGSM. Os resultados quanto a capacidade da PAAF em identificar natureza neoplásica em tumores de parótida para sensibilidade e acurácia foram iguais a 100%, enquanto, para os tumores de submandibular foram de 92,8% e 93,3%, respectivamente, e 100% para especifidade. Para a capacidade da PAAF em identificar natureza maligna em tumores de parótida os resultados obtidos foram de 93...

Estudo histopatologico, imunoistoquimico e de hibridização ?in situ? das glandulas submandibular e sublingual em pacientes autopsiados com aids em fase avançada; Histopathological, immunohistochemical, and in situ hybridization study of the submandibular and sublingual glands of autopsied patients with advanced AIDS

Jorge Esquiche Leon
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 14/02/2008 PT
Relevância na Pesquisa
47.12%
Os objetivos do presente estudo foram descrever as características histopatológicas, immunoistoquímicas e de hibridização "in situ" (HIS) das lesões encontradas nas glândulas submandibular e sublingual de pacientes autopsiados com AIDS entre 1996 e 1999 no Serviço de Verificação de Óbitos da Capital (SVOC) - Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP). Dados referentes ao gênero, idade, contagem de células TCD4 e história clínica foram obtidos dos prontuários clínicos de 105 pacientes, destes 103 casos corresponderam às glândulas submandibulares e 92 casos às sublinguais. Todas as glândulas foram examinadas macroscopicamente e no estudo histopatológico utilizamos colorações de H&E, Gomori-Grocott; Ziehl-Neelsen e Mucicarmin. Análise imunoistoquímica foi realizada para detectar os agentes infecciosos (CMV, LMP-EBV, HSV-l, HSV-2, p24-HIV e BCG) e caracterizar as sialadenites (CD3, CD4, CD8, CD20 e CD68), já a HIS analizou a presença do VEB (EBER1/2). A média de idade dos pacientes e o nível de células TCD4 nos casos das glândulas submandibular e sublingual foi de 36,62 '+ ou -' 11,18 anos e 74,37 '+ ou -' 112,82 células/'mu'L, e 35,93 '+ ou -' 0,2 anos e 78,75 '+ ou -' 118,98 células/'mu'L...

Efeitos do alcoolismo crônico e da desintoxicação alcóolica sobre a glândula submandibular de ratos: estudo morfométrico; Effects of chronic alcoholism and alcoholic detoxication on rat submandibular glands: morphometric study

Faustino, Simone Eloiza Sita; Stipp, Antonio Carlos Marconi
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Odontologia de Bauru Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Odontologia de Bauru
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/03/2003 POR
Relevância na Pesquisa
67.27%
Este estudo consiste de uma análise morfométrica de diversas estruturas parenquimatosas da glândula submandibular de ratos submetidos ao alcoolismo crônico experimental e de ratos recuperados após 30 dias de desintoxicação. Foram utilizados 3 grupos (5 animais por grupo): Controle, Alcoolizado e Desintoxicado. O fato do álcool atuar nos tecidos corporais, leva-nos a acreditar que possam ocorrer alterações na morfologia da glândula submandibular de ratos submetidos ao alcoolismo crônico. De fato, após os processos de alcoolização e desintoxicação há ocorrência de diferenças estatisticamente significantes quando confrontamos os 3 grupos entre si (dois a dois) no que se refere à massa corpórea dos animais (g) e da glândula submandibular (mg), ocorrendo, normalmente, uma redução tanto do grupo alcoolizado quanto do grupo desintoxicado em relação ao grupo controle e um significante aumento das massas corpórea e glandular do grupo desintoxicado em relação ao grupo alcoolizado. Quanto ao volume absoluto das diversas estruturas glandulares analisadas constatou-se diferenças estatisticamente significantes nos compartimentos acinar e do ducto granuloso, onde os grupos alcoolizado e desintoxicado apresentaram menor volume absoluto em relação ao grupo controle. Quanto aos outros parâmetros estereológicos estudados não houve diferenças estatisticamente significantes entre os grupos e entre as diversas estruturas glandulares analisadas.; This work is a morphometric study of several parenquimatous structures of rats' submandibular gland which were submitted to experimental cronic alcoholism and others which were recovered after detoxication during 30 days. It was used 3 groups (5 rats in each group): Control...

Growth of cell populations of the intralobular duct in the submandibular gland of the mouse during postnatal development; Crescimento das populações de células dos ductos intralobulares na glândula submandibular do camundongo durante o desenvolvimento pós-natal

Taga, Rumio; Pardini, Luiz Carlos
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Odontologia Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Odontologia
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares Formato: application/pdf
Publicado em 01/12/2002 ENG
Relevância na Pesquisa
56.91%
The growth of cell populations of intercalated ducts (ID), striated ducts (SD) and convoluted granular tubules (CGT) of the submandibular gland of the mouse was analyzed, during the period of 14 to 84 days of postnatal life, by means of morphometric methods. The absolute number of cells in each type of duct was submitted to curve fitting by means of linear regression analysis, and the obtained equations were: y = 13.22 + 0.87x for ID cells in the growth period of 14 to 84 days; y = -18.82 + 3.69x and y = 176.03 - 1.93x for SD cells in the periods of growth and decay of cells, from 14 to 35 and 35 to 84 days, respectively; and y = 90.59 + 4.60x for CGT cells in the growth period of 28 to 84 days. Based on these equations, the daily accumulation (growth rate) or loss (decaying rate) of cells in the period covered by each equation was calculated. Thus, the rate of growth of ID cells was 0.87 x 10(5) cells/day; the growth and decline rates of SD cells were 3.69 x 10(5) cells/day and -1.93 x 10(5) cells/day, respectively; and the growth rate of CGT cells was 4.60 x 10(5) cells/day. The analysis of the accumulation or loss of cells and the balance of cell populations in the various types of ducts revealed that SD cells were transformed into CGT cells and that the growth of these cells’ population also depends on the formation of new cells through proliferative activity...