Página 1 dos resultados de 509 itens digitais encontrados em 0.003 segundos

Manipulação do genoma humano: ética e direito; Manipulation of the human genome: ethics and law

GOULART, Maria Carolina Vaz; IANO, Flávia Godoy; SILVA, Paulo Maurício; SALES-PERES, Silvia Helena de Carvalho; SALES-PERES, Arsênio
Fonte: Associação Brasileira de Pós-Graduação em Saúde Coletiva Publicador: Associação Brasileira de Pós-Graduação em Saúde Coletiva
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
66.68%
A biologia molecular tem fornecido as ferramentas básicas para os geneticistas se aprofundarem nos mecanismos moleculares que influem na variação das doenças. Deve-se destacar a responsabilidade científica e moral dos pesquisadores, uma vez que os cientistas devem imaginar as consequências morais da aplicação comercial de testes genéticos, já que esse fato envolve não só o indivíduo e suas famílias, mas toda a população. Além de ser preciso, também, fazer uma reflexão sobre como essas informações do genoma humano serão utilizadas, para o bem ou mal. O objetivo desta revisão foi trazer à luz do conhecimento dados sobre características éticas da aplicação da biologia molecular, relacionando-a com os direitos do ser humano. Após análise bibliográfica, pôde-se observar que o Projeto Genoma Humano gerou várias possibilidades, como identificação de genes associados a doenças com propriedades sinergísticas, mas modificando às vezes comportamentos ao intervir geneticamente no ser humano, trazendo benefícios ou malefícios sociais. O grande desafio é decidir o que a humanidade pretende em relação a este gigantesco salto.; The molecular biology has provided the basic tool for geneticists deepening in the molecular mechanisms that influence different diseases. It should be noted the scientific and moral responsibility of the researchers...

A institucionalização da pesquisa em genética no Brasil e seus pesquisadores: um estudo de caso do Centro de Estudos do Genoma Humano da USP; The institutionalization of the genetics research in Brazil and its researchers: a case study of the Human Genome Research Center of USP

Ferreira, Mariana Toledo
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 29/10/2013 PT
Relevância na Pesquisa
66.51%
Partindo da concepção de que a ciência é, por definição, uma atividade coletiva, organizada localmente e através de instituições, esta dissertação realiza um estudo empírico do Centro de Estudos do Genoma Humano (CEGH), situado na Universidade de São Paulo. A pergunta mais geral do trabalho diz respeito à maneira pela qual se dá a organização social da produção de conhecimento e da produção de produtores de conhecimento em uma área específica de pesquisa a genética em um país periférico. Para isso, parte-se do processo de institucionalização da pesquisa em genética no Brasil, enfatizando os arranjos entre pesquisadores, universidade e agência de fomento em três aspectos considerados essenciais à atividade científica: padrão de financiamento, padrão disciplinar e padrão de circulação internacional de ideias e pesquisadores. A preocupação central é compreender a dinâmica da disciplina, pensada como um conjunto de processos sociais de produção de conhecimentos (e não como uma lista de descobrimentos, acumuladas por homens singulares), e demonstrar como a institucionalização da pesquisa em genética foi conformando uma tradição local de pesquisa. Essa tradição servirá como pano de fundo para compreender a incorporação das mudanças na pesquisa em genética humana passagem da genética clássica à molecular nos laboratórios que atualmente compõem o CEGH e as transformações no padrão de financiamento da pesquisa. Ao olhar para o CEGH...

Biologia total : hegemonia e informação no genoma humano

Marcelo Nogueira Leite
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 09/08/2005 PT
Relevância na Pesquisa
66.63%
A tese central deste trabalho é que a aceitação pública despertada pelo Projeto Genoma Humano só se explica pelo uso político e retórico de um determinismo genético crescentemente irreconciliável com os resultados empíricos da pesquisa genômica atual. A complexidade verificada no genoma humano e em suas interações com o meio desautoriza a manutenção de uma noção simples e unidirecional de causalidade, contrariamente ao pressuposto na idéia de gene como único portador de informação, esteio da doutrina do determinismo genético. Um complexo de metáforas informacionais e/ou lingüísticas continuo vivo nos textos publicados por biólogos moleculares na literatura científica, notadamente nos artigos veiculados nos periódicos de alto impacto Nature e Science de 15 e 16 fevereiro de 2001, respectivamente. Tais metáforas inspiram um tipo de discurso ambíguo que modula nuances variadas de retórica determinista, conforme se dirija aos próprios pares ou ao público leigo" O campo da genômica ainda está longe de rejeitar a conjunção problemática das noções de gene pré-formacionista e de gene como recurso desenvo/vimenta/ na base da metáfora do gene como informação. Essa fusão inspirada pela terminologia cibernética propicia uma versão asséptica de gene...

O altar no laboratório : a ciência e o sagrado no projeto genoma humano

Sá, Guilherme José da Silva e
Fonte: Pós-Graduação em Antropologia Social da USP Publicador: Pós-Graduação em Antropologia Social da USP
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
66.51%
A linguagem adotada pelos meios de divulgação científica para se referir ao Projeto Genoma Humano (PGH) e a nova genética cunhou termos como “Livro da Vida”, “Santo Graal da Biologia”, “Linguagem de Deus”, que foram utilizados para caracterizar a importância e a dimensão do empreendimento. O uso de metáforas religiosas não se restringe aos meios de divulgação científica, e se verifica também nas declarações de políticos e cientistas influentes no Projeto. Neste trabalho exponho alguns termos e declarações a respeito do PGH que permitem pensar sobre a relação entre ciência e religião e sobre a utilização de metáforas no discurso científico. _________________________________________________________________________________ ABSTRACT; Language adopted by scientific media to refer the Human Genome Project (HGP) and the new genetics had used terms like “Book of life”, “Holly Graal of Biology”, and “Language of God”. These expressions were used to characterize the importance and the dimension of this Project (HGP). The use of religious metaphors is not restrict to scientific media, but is also seen in political and scientists speech in the context of the HGP. In this paper, I intend to show some terms cited about the HGP that are useful to think the relationship between science and religion...

Rede ONSA e o Projeto Genoma Humano do Câncer: Contribuição ao Genoma Humano

Kimura,Edna T.; Baía,Gilson S.
Fonte: Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia Publicador: Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2002 PT
Relevância na Pesquisa
66.74%
A contribuição maior da ciência brasileira ao genoma humano foi trazida pelo Projeto Genoma Humano do Câncer (Human Genome Cancer Project - HCGP) uma parceria da FAPESP e do Ludwig Institute for Cancer Research e desenvolvido por 29 diferentes laboratórios de seqüenciamento e um centro de bioinformática. Foram seqüenciados mais de 1 milhão de fragmentos gênicos expressos (expressed sequences tags, ESTs), provenientes de diferentes tumores humanos. Grande parte destes dados é de acesso público através da website do Gene Bank (www.ncbi.nlm.nig.gov), mantido pelo NCBI - National Center for Biotechnology Information. Atualmente, diversos projetos estão em desenvolvimento utilizando informações geradas no HCGP e abrangem observar a expressão diferenciada dos genes em diferentes tumores, caracterização completa de genes específicos, assim como o estudo funcional e estrutural dos produtos protéicos. É promissora a perspectiva de que num futuro próximo, diferentes resultados provenientes destas investigações possam trazer benefícios preventivos, prognósticos e clínicos em câncer e outras doenças.

O admirável Projeto Genoma Humano

Corrêa,Marilena V.
Fonte: IMS-UERJ Publicador: IMS-UERJ
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2002 PT
Relevância na Pesquisa
66.58%
Este artigo apresenta um panorama das implicações sociais, éticas e legais do Projeto Genoma Humano. Os benefícios desse megaprojeto, traduzidos em promessas de uma revolução terapêutica na medicina, não se realizarão sem conflitos. O processo de inovação tecnológica na genética traz problemas de ordens diversas: por um lado, pesquisas em consórcio, patenteamento de genes e produtos da genômica apontam interesses comerciais e dificuldades de gerenciamento dos resultados dessas pesquisas. Esses problemas colocam desafios em termos de uma possível desigualdade no acesso aos benefícios das pesquisas. Por outro lado, temos a questão da informação genética e da proteção de dados individuais sobre riscos e suscetibilidades a doenças e atributos humanos. O problema da definição de homens e mulheres em função de traços genéticos traz uma ameaça discriminatória clara, e se torna agudo em função do reducionismo genético que a mídia ajuda a propagar. As respostas a esses problemas não podem ser esperadas apenas da bioética. A abordagem bioética deve poder combinar-se a análises políticas da reprodução, da sexualidade, da saúde e da medicina. Um vastíssimo espectro de problemas como estes não pode ser discutido em profundidade em um artigo. Optou-se por mapeá-los no sentido de enfatizar em que medida...

Manipulação do genoma humano: ética e direito

Goulart,Maria Carolina Vaz; Iano,Flávia Godoy; Silva,Paulo Maurício; Sales-Peres,Silvia Helena de Carvalho; Sales-Peres,Arsênio
Fonte: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva Publicador: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2010 PT
Relevância na Pesquisa
66.68%
A biologia molecular tem fornecido as ferramentas básicas para os geneticistas se aprofundarem nos mecanismos moleculares que influem na variação das doenças. Deve-se destacar a responsabilidade científica e moral dos pesquisadores, uma vez que os cientistas devem imaginar as consequências morais da aplicação comercial de testes genéticos, já que esse fato envolve não só o indivíduo e suas famílias, mas toda a população. Além de ser preciso, também, fazer uma reflexão sobre como essas informações do genoma humano serão utilizadas, para o bem ou mal. O objetivo desta revisão foi trazer à luz do conhecimento dados sobre características éticas da aplicação da biologia molecular, relacionando-a com os direitos do ser humano. Após análise bibliográfica, pôde-se observar que o Projeto Genoma Humano gerou várias possibilidades, como identificação de genes associados a doenças com propriedades sinergísticas, mas modificando às vezes comportamentos ao intervir geneticamente no ser humano, trazendo benefícios ou malefícios sociais. O grande desafio é decidir o que a humanidade pretende em relação a este gigantesco salto.

Projeto Genoma Humano: um retrato da construção do conhecimento científico sob a ótica da revista Ciência Hoje

Góes,Andréa Carla de Souza; Oliveira,Bruno Vinicius Ximenes de
Fonte: Programa de Pós-Graduação em Educação para a Ciência, Universidade Estadual Paulista (UNESP), Faculdade de Ciências, campus de Bauru. Publicador: Programa de Pós-Graduação em Educação para a Ciência, Universidade Estadual Paulista (UNESP), Faculdade de Ciências, campus de Bauru.
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2014 PT
Relevância na Pesquisa
66.7%
Em abril de 2003, o Projeto Genoma Humano (PGH), que havia sido iniciado em 1989, foi finalizado. Objetivamos, neste trabalho, relatar a evolução do conhecimento científico que culminou na proposição da sequência de nucleotídeos do genoma humano sob a ótica da revista Ciência Hoje (CH), pioneira na popularização de ciência no Brasil. Analisamos a divulgação do PGH na revista CH de dezembro de 1984 a dezembro de 2010, intervalo que compreende: a motivação do sequenciamento do genoma humano, a fundação das instituições responsáveis pelo projeto e prosseguimento do PGH, a rivalidade com a empresa privada Celera Genomics, a publicação do primeiro rascunho, e consequências imediatas do projeto. Esperamos que a compreensão do pensamento reinante na época e dos estilos envolvidos nesse processo contribua para uma visão mais adequada da produção do conhecimento científico relacionado ao PGH e para a melhoria da educação científica de professores de biologia e de ciências.

Retórica determinista no genoma humano

Leite,Marcelo
Fonte: Universidade de São Paulo, Departamento de Filosofia Publicador: Universidade de São Paulo, Departamento de Filosofia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2006 PT
Relevância na Pesquisa
66.63%
A popularidade do Projeto Genoma Humano está intimamente relacionada com o uso político e retórico de um determinismo genético crescentemente irreconciliável com os resultados empíricos da pesquisa genômica atual. A complexidade verificada no genoma humano e em suas interações com o meio desautoriza a manutenção de uma noção simples e unidirecional de causalidade, contrariamente ao pressuposto na idéia de gene como único portador de informação, esteio da doutrina do determinismo genético. Porém, um complexo de metáforas informacionais e/ou lingüísticas continua vivo nos textos publicados por biólogos moleculares e outros pesquisadores na literatura científica, notadamente nos artigos veiculados nos periódicos de alto impacto Nature e Science de 15 e 16 de fevereiro de 2001, respectivamente. Tais metáforas inspiram um tipo de discurso ambíguo que modula nuances variadas de retórica determinista, conforme se dirija aos próprios pares ou ao público leigo. A crítica da tecnociência deve desafiar o campo da genômica a reformular drasticamente as metáforas que dão suporte a seu programa hegemônico de pesquisa.

Impacto social de las biotecnolog??as y del Proyecto Genoma Humano

Moreno Mu??oz, Miguel
Fonte: Universidade de Granada Publicador: Universidade de Granada
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
SPA
Relevância na Pesquisa
66.51%
Material de soporte para un debate interdisciplinar en el ciclo "Debates bio??ticos en una sociedad plural", celebrado en el Ateneo de La Laguna, 11 de mayo de 2005.; Esta comunicaci??n analiza el debate interdisciplinar surgido a prop??sito de algunas aplicaciones biotecnol??gicas (en particular, las derivadas del Proyecto Genoma Humano). Una primera parte recoge aspectos b??sicos de la interacci??n "ciencia, tecnolog??a y sociedad", atendiendo al desplazamiento progresivo de la concepci??n racionalista de la ciencia y la tecnolog??a que se produce a partir de 1970. A continuaci??n analizan diversos aspectos ??ticos y sociales del PGH, en diversos contextos (cl??nico, forense, social). En particular, se presta atenci??n a diversos aspectos de las pol??ticas eugen??sicas en econom??as de mercado. Pero se analizan otras cuestiones relevantes, como los desaf??os para la divulgaci??n de los avances biotecnol??gicos -a partir de ejemplos y piezas informativas concretas- y los incentivos para determinadas biopol??ticas que surgen en el nuevo escenario de aplicaciones biotecnol??gicas.; This communication discusses the interdisciplinary debate concerning some biotechnological applications (in particular, those arising from the Human Genome Project). In the first part...

El derecho internacional frente al genoma humano y la bioética

Sabogal Murcia, Leonardo
Fonte: Pontificia Universidad Javeriana Cali Publicador: Pontificia Universidad Javeriana Cali
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artículo Formato: application/pdf; application/pdf
SPA; ENG
Relevância na Pesquisa
66.63%
El genoma humano, uno de los más grandes hallazgos del siglo XX, es un fenómeno de innumerables efectos en todas las áreas de la vida. Este descubrimiento ha desencadenado distintos procesos de interrelación humana de una connotada complejidad ética y biológica. Además, a pesar de ser un concepto de investigación genuinamente científico-natural, en sus consecuencias es una categoría de impacto social, jurídico, económico y político, que debe observar con suficiente detalle. Por eso el derecho, como sistema de control, poder y orden, asume la realización de variadas interpretaciones y enfoques que le permitan regular, conforme a los valores sociales y tradiciones sociojurídicas dentro de los arquetipos nacionales, continentales y mundiales. La bioética lidera las discusiones en torno al genoma humano en el campo del derecho internacional y se ha convertido en eje transversal y en una alternativa de justicia interdisciplinaria, estrechamente ligada a los derechos humanos.   The human genome, one of the great discoveries of the 20th century, has had innumerable effects in every aspect of human life. This discovery has triggered different processes of human interaction that have proved to be ethically and biologically complex. Furthermore...

Mitos y verdades del Genoma Humano

Cramer, Paula; Iusem, Norberto Daniel
Fonte: Medicina (Buenos Aires) Publicador: Medicina (Buenos Aires)
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:ar-repo/semantics/artículo; info:eu-repo/semantics/publishedVersion Formato: application/pdf
SPA
Relevância na Pesquisa
66.66%
Nuestro genoma está formado por 1) componentes de función bioquímica conocida que ocupan un porcentaje minoritario de nuestra información genética y 2) una proporción muy elevada de elementos eventualmente móviles. La mayoría de éstos últimos se han convertido en fósiles moleculares, pero seguramente han tenido un rol en la plasticidad de nuestro genoma en el transcurrir de nuestra historia evolutiva, aunque pueden en el presente y en pequeña escala seguir teniendo efectos negativos en nuestra salud. La fracción del genoma interpretada como ocupada por “regiones intergénicas”, verdadero “DNA chatarra” si es que queremos seguir usando esta analogía, sigue disminuyendo a medida que se descubren cada vez más genes de ARN no codificante (localizados entre genes previamente conocidos) que ayudan a la célula a apagar genes circunstancialmente innecesarios. Todavía tenemos mucho que aprender sobre qué significan los tres mil millones de nucleótidos del Genoma Humano, sus modificaciones químicas adquiridas en cada tipo celular y tejido de acuerdo a estímulos externos (terreno de la epigenética), y la influencia en la expresión génica que ejerce la dinámica cromatina. Futuros avances en técnicas de Biología Molecular y en Bioinformática seguramente contribuirán al desafío...

Ética e direito na manipulação de genoma humano: os limites da genética de acordo com a declaração universal sobre genoma humano e direitos humanos e a bioética

Ribeiro, Patrícia da Silva
Fonte: Universidade Católica de Brasília Publicador: Universidade Católica de Brasília
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: Texto
PT_BR
Relevância na Pesquisa
66.76%
Este trabalho tem por objetivo discutir os princípios basilares interpostos pela Declaração Universal sobre Genoma Humano e Direitos Humanos nos procedimentos de pesquisa e manipulação genética, além de promover o seguimento de um dos procedimentos mais discutidos na era da ciência moderna, o Projeto Genoma Humano. Os benefícios trazidos pelas pesquisas genéticas promoveram esperança à sociedade, proporcionando a cura para doenças genéticas, agindo em busca da melhoria da qualidade de vida. Porém, é preciso haver a limitação na manipulação genética, uma vez que sua má manipulação pode trazer conseqüências desastrosas à humanidade, não havendo estudos suficientes para sua reparação.; This paper aims to discuss the basic principles brought by the Universal Declaration on Human Genome and Human Rights in the procedures of genetic research and manipulation, and promotes the action of one of the most discussed in the era of modern science, the Human Genome Project. The benefits brought by genetic research promoted hope for society, providing a cure for genetic diseases, acting in pursuit of improved quality of life. However, there must be a limitation on genetic manipulation, since their poor handling can have disastrous consequences for humanity...

O altar no laboratório: a ciência e o sagrado no projeto genoma humano; The altar in the laboratory: science and the sacred at the Human Genoma Project

SÁ, GUILHERME JOSÉ DA SILVA E
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Formato: application/pdf
Publicado em 30/03/2004 POR
Relevância na Pesquisa
66.58%
A linguagem adotada pelosmeios de divulgação científica para sereferir ao Projeto Genoma Humano (PGH)e a nova genética cunhou termos como“Livro da Vida”, “Santo Graal da Biologia”,“Linguagem de Deus”, que foram utilizadospara caracterizar a importância e adimensão do empreendimento. O uso demetáforas religiosas não se restringe aosmeios de divulgação científica, e se verificatambém nas declarações de políticos ecientistas influentes no Projeto. Nestetrabalho exponho alguns termos edeclarações a respeito do PGH quepermitem pensar sobre a relação entreciência e religião e sobre a utilização demetáforas no discurso científico.; Language adopted byscientific media to refer the HumanGenome Project (HGP) and the newgenetics had used terms like “Book of life”,   “Holly Graal of Biology”, and “Language        of God”. These expressions were used to         characterize the importance and the        dimension of this Project (HGP). The use       of religious metaphors is not restrict to      scientific media, but is also seen in political     and scientists speech in the context of the    HGP.   In this paper, I intend to show some  terms cited about the HGP that are useful to think the relationship between scienceand religion...

Retórica determinista no genoma humano; Determinist rethorics in the human genome

Leite, Marcelo
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/09/2006 POR
Relevância na Pesquisa
66.63%
A popularidade do Projeto Genoma Humano está intimamente relacionada com o uso político e retórico de um determinismo genético crescentemente irreconciliável com os resultados empíricos da pesquisa genômica atual. A complexidade verificada no genoma humano e em suas interações com o meio desautoriza a manutenção de uma noção simples e unidirecional de causalidade, contrariamente ao pressuposto na idéia de gene como único portador de informação, esteio da doutrina do determinismo genético. Porém, um complexo de metáforas informacionais e/ou lingüísticas continua vivo nos textos publicados por biólogos moleculares e outros pesquisadores na literatura científica, notadamente nos artigos veiculados nos periódicos de alto impacto Nature e Science de 15 e 16 de fevereiro de 2001, respectivamente. Tais metáforas inspiram um tipo de discurso ambíguo que modula nuances variadas de retórica determinista, conforme se dirija aos próprios pares ou ao público leigo. A crítica da tecnociência deve desafiar o campo da genômica a reformular drasticamente as metáforas que dão suporte a seu programa hegemônico de pesquisa.; The popularity obtained by the Human Genome Project is closely related to the political and rhetorical uses of genetic determinism...

Mapeamento do genoma humano e algumas implicações éticas

Alice Chautard–Freire–Maia, Eleidi
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 27/01/2014 POR
Relevância na Pesquisa
66.63%
Mapeamento do genoma humano significa a localização dos genes nos cromossomos e o conhecimento das distâncias físicas e genéticas que os separam, bem como o seqüenciamento do DNA de cada cromossomo. Os dois principais tipos de mapas do genoma humano são o genético e o físico. O mapa genético indica a distância entre genes, com base em análises de sua transmissão em famílias. Estes estudos descobrem com freqüência com a qual genes ligados, isto é, aquelas localizados próximos, no mesmo cromossomo, se separam durante a miose, ocasionando recombinação. A distância genética é dade em termos dessa freqüência  de recombinação em centimorgans (cM). Dizer que entre dois locos há 1cM significa que entre eles ocorre 1% de recombinação. Os mapas físicos derivam principalmente de medidas referentes às moléculas de DNA, podendo ser considerados de baixa resolução, como o citogenético baseado nas bandas cromossômicas, ou de alta resolução, como de sítios de restrição e o seqüenciamento de DNA.

OS DADOS GENÉTICOS E O DIREITO À PRIVACIDADE: a declaração universal sobre o genoma humano e os direitos humanos

Echterhoff, Gisele
Fonte: UFPR Publicador: UFPR
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares Formato: application/download
Publicado em 22/07/2009 POR
Relevância na Pesquisa
66.51%
O direito à privacidade dos dados genéticos é um trabalho que tem como escopoanalisar algumas transformações da sociedade no campo das ciências biomédicas,demonstrando que Direito deve agir como uma ferramenta eficaz para regulamentar asinovações biotecnológicas relacionadas à engenharia genética e ao projeto genomahumano. Logo, o presente trabalho demonstrará a necessária proteção dos novosdireitos inerentes à biotecnologia, dentre eles o direito à privacidade dos dadosgenéticos. Destarte se examinará os direitos da personalidade, demonstrando que estacategoria é fruto de uma mudança de paradigmas do direito contemporâneo com oreconhecimento da pessoa como o núcleo do ordenamento jurídico. Sob este enfoquese realizará um exame comparativo entre o direito à privacidade e os dados genéticos,apontando os malefícios decorrentes do acesso indiscriminado às informaçõesgenéticas e da sua utilização com intuito eugênico. Finalmente se demonstrará aimprescindibilidade de compatibilização entre o direito à privacidade...

PRINCIPIOS ÉTICOS Y JURÍDICOS DEL DERECHO GENÉTICO EN LAS DECLARACIONES INTERNACIONALES RELACIONADAS CON LAS INTERVENCIONES SOBRE EL GENOMA HUMANO

Gómez Córdoba,Ana Isabel
Fonte: Vniversitas Publicador: Vniversitas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2010 ES
Relevância na Pesquisa
66.63%
El desarrollo del conocimiento genómico aplicado a la salud humana ofrece grandes beneficios bajo la forma de medicina genómica, predictiva o reparativa; sin embargo, conlleva profundas implicaciones de índole social, política, ética, económica e ideológica, las cuales requieren un marco regulatorio, que de manera genérica se denomina derecho genético. Este artículo pretende caracterizar el derecho genético únicamente en lo referente a las intervenciones en el genoma humano en el área de la biomedicina, desde los principios éticos y jurídicos que deben hacer parte de su fundamentación filosófica, para tal fin se analizarán las más importantes declaraciones emanadas por los organismos y las asociaciones de carácter internacional relacionadas con el tema, para identificar los principios éticos y jurídicos que deben orientar la caracterización del derecho genético.

La tragedia de los anticomunes en la construcción del conocimiento del genoma humano

Osorio,Helder; Lara,Arturo
Fonte: División de Ciencias Sociales y Humanidades, UAM-Unidad Xochimilco Publicador: División de Ciencias Sociales y Humanidades, UAM-Unidad Xochimilco
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2013 ES
Relevância na Pesquisa
66.51%
El presente artículo estudia los diferentes factores dentro de los cuales los agentes relacionados con el estudio del genoma humano, al enfrentarse a la fragmentación en la propiedad intelectual, pueden (o no) lograr acuerdos de cooperación para así evitar la tragedia de los anticomunes. Se considera como factores claves: la naturaleza compleja de gen/función; la evolución de los derechos formales e informales de propiedad, y las características de los agentes.

Manipulação do genoma humano: ética e direito

Goulart,Maria Carolina Vaz; Iano,Flávia Godoy; Silva,Paulo Maurício; Sales-Peres,Silvia Helena de Carvalho; Sales-Peres,Arsênio
Fonte: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva Publicador: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2010 PT
Relevância na Pesquisa
66.68%
A biologia molecular tem fornecido as ferramentas básicas para os geneticistas se aprofundarem nos mecanismos moleculares que influem na variação das doenças. Deve-se destacar a responsabilidade científica e moral dos pesquisadores, uma vez que os cientistas devem imaginar as consequências morais da aplicação comercial de testes genéticos, já que esse fato envolve não só o indivíduo e suas famílias, mas toda a população. Além de ser preciso, também, fazer uma reflexão sobre como essas informações do genoma humano serão utilizadas, para o bem ou mal. O objetivo desta revisão foi trazer à luz do conhecimento dados sobre características éticas da aplicação da biologia molecular, relacionando-a com os direitos do ser humano. Após análise bibliográfica, pôde-se observar que o Projeto Genoma Humano gerou várias possibilidades, como identificação de genes associados a doenças com propriedades sinergísticas, mas modificando às vezes comportamentos ao intervir geneticamente no ser humano, trazendo benefícios ou malefícios sociais. O grande desafio é decidir o que a humanidade pretende em relação a este gigantesco salto.