Página 1 dos resultados de 4312 itens digitais encontrados em 0.004 segundos

Estudo da interacção do fungo saprófita Hypholoma fasciculare com microrganismos filamentosos e seu efeito no crescimento de plantas de castanheiro

Pereira, Eric Carvalho
Fonte: Instituto Politécnico de Bragança, Escola Superior Agrária Publicador: Instituto Politécnico de Bragança, Escola Superior Agrária
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
36.91%
Hypholoma fasciculare é um fungo saprófita-lenhícola muito comum nos povoamentos de Castanea sativa na região do nordeste transmontano. Nos últimos anos, esta espécie tem sido explorada como agente de controlo biológico, por ser muito combativa contra espécies patogénicas. O presente trabalho tem como objectivo geral avaliar o potencial do H. fasciculare como agente de controlo biológico; e o efeito da sua aplicação nos fungos ectomicorrízicos bem como nas plantas de castanheiro e no processo de micorrização pelo Pisolithus tinctorius. A avaliação do potencial do H. fasciculare como agente de controlo biológico, foi efectuada em condições in vitro pelo método da cultura dupla. O fungo H. fasciculare inibiu significativamente o crescimento dos patogéneos Armillaria mellea e Phytophthora cambivora, e dos fungos micorrízicos Suillus luteus e Pisolithus tinctorius. Os mecanismos adoptados pelo H. fasciculare foram “antagonismo e agonismo à distância”, respectivamente para as espécies patogénicas e micorrízicas. Neste processo parecem intervir enzimas líticas, como a amilase, celulase, lacase e lipase, produzidas pelo H. fasciculare. Observaram-se ainda alterações morfológicas no H. fasciculare possivelmente com o intuito de se tornar mais resistente à invasão da espécie interactuante e/ou mais invasivo. Pelo contrário...

Variabilidade genética do fungo Erythricium salmonicolor, agente causal da rubelose dos citros; Genetic variability of fungus Erythricium salmonicolor, causal agent of pink disease of citrus

Souza, Fernanda Luiza de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 12/04/2006 PT
Relevância na Pesquisa
37.06%
A rubelose é uma doença que atinge galhos e ramos, e é causada pelo fungo Erythricium salmonicolor, o qual infecta várias espécies vegetais, tais como citros, seringueira, e macieira. Esta doença vem chamando a atenção dos citricultores devido à redução de até 10% da produção de citros, a qual é preocupante para o Brasil, o maior produtor de laranja do mundo. Entretanto, a diversidade do fungo E. salmonicolor em cultivares brasileiras ainda não foi avaliada. Desta maneira, este trabalho teve como objetivos: i) avaliar a variabilidade genética, por meio de RAPD, de isolados do fungo E. salmonicolor provenientes de diferentes regiões citrícolas de São Paulo e Minas Gerais, ii) avaliar a compatibilidade vegetativa e fusão de hifas deste fungo e iii) selecionar bactérias endofíticas com potencial para o controle deste fungo fitopatogênico. Após a análise por RAPD, foram observados 6 grupos distintos (A, B, C, D, E, F), os quais não apresentaram correlação com o local de origem e espécie hospedeira. No teste de compatibilidade vegetativa houve encontro de hifas em todos os cruzamentos e 84% destes apresentaram fusão entre as hifas. Foi verificada compatibilidade entre linhagens, embora não tenha sido observada correlação com os haplótipos. No teste de antagonismo...

Influência da cafeína na sobrevivência de saúvas Atta sexdens rubropilosa (hymenoptera: Formicidae) e no crescimento in vitro de seu fungo mutualista; Influence of caffeine in the survival of leaf-cutting ants Atta sexdens rubropilosa (Hymenoptera: Formicidae) and to in vitro growth of the mutualistic fungus

Miyashira, Carlos Henrique
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 28/01/2008 PT
Relevância na Pesquisa
37.02%
As formigas cortadeiras (Hymenoptera-Formicidae) estão distribuídas desde o sul dos Estados Unidos até a Argentina. São herbívoros comuns de florestas que coletam material vegetal para cultivar um fungo mutualista específico. São conhecidas pelo seu papel ecológico na aeração do solo, na infiltração da água e na ciclagem de nutrientes. Atividades humanas, como o desmatamento e a agricultura, afetam o ambiente, alterando também o comportamento das saúvas, que acabam atacando os espécimes cultivados. Devido aos prejuízos causados à agricultura, novos inseticidas específicos são necessários. Muitos trabalhos têm sido desenvolvidos usando metabólitos secundários para essa finalidade. Este trabalho tem como objetivo avaliar o efeito da cafeína na mortalidade de Atta sexdens rubropilosa (Forel, 1908) e no crescimento in vitro de seu fungo mutualístico Leucoagaricus gongylophorus (Möller) Singer (Leucocoprineae: Agaricaceae), obtidos de sauveiros mantidos em laboratório. Foram utilizadas quatro concentrações de cafeína, 0,01%, 0,05%, 0,10% e 0,50%. Mortalidade das formigas foi avaliada pelo ensaio de ingestão, acrescentando a cafeína a dietas artificiais sólidas. A cafeína foi incorporada ao meio de cultura para medir a sua influência no crescimento in vitro. Independente das concentrações de cafeína...

Regulação da expressão gênica por oxigênio no fungo aquático Blastocladiella emersonii; Regulation of gene expression by oxygen in the aquatic fungus Blastocladiella emersonii

Camilo, Cesar Moisés
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 16/12/2009 PT
Relevância na Pesquisa
36.91%
Neste trabalho realizamos a análise das variações na expressão gênica global do fungo aquático Blastocladiella emersonii submetido ao estresse de carência de oxigênio (hipóxia), utilizando a técnica de microarranjos de cDNA em lâminas contendo 3773 genes distintos. Nos experimentos de hipóxia gradual (diminuição gradual da concentração de oxigênio dissolvido, seguido de reoxigenação) e hipóxia direta (diminuição direta da concentração de oxigênio dissolvido, seguido de reoxigenação) observamos que 650 genes foram diferencialmente expressos em pelo menos uma das condições de estresse e que 534 deles mostraram-se afetados (direta ou indiretamente) pela disponibilidade de oxigênio, uma vez que apresentaram recuperação (ou tendência à recuperação) da sua expressão aos níveis normais, quando as células foram reoxigenadas. Além de modular a expressão de diversos genes sem função conhecida, B. emersonii responde à hipóxia reajustando a expressão de genes responsáveis pela produção e consumo de energia. Pelo menos transcricionalmente, este fungo favorece o metabolismo anaeróbico, através da indução de genes que codificam enzimas da via glicolítica e lactato desidrogenase, ao passo que no ciclo do ácido cítrico...

Otimização das condições de cultivo e investigação das atividades citotóxica e antimicrobiana de metabólitos secundários do fungo endofítico Drechslera ravenelii; Optimization of the culture conditions and investigation of the cytotoxic and antimicrobial activities of the secondary metabolites from the endophytic fungus Drechslera ravenelii.

Silva, Eliane de Oliveira
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 08/06/2010 PT
Relevância na Pesquisa
36.82%
O interesse na obtenção de novos fármacos a partir de micro-organismos endofíticos vem crescendo, uma vez que esta é uma fonte ainda pouco explorada. Além disso, o estudo das interações entre plantas e micro-organismos tem sido amplamente discutido ao longo dos últimos anos. No presente trabalho, o fungo endofítico Drechslera ravenelii (SS33), isolado das folhas de Smallanthus sonchifolius (yacon), foi cultivado sob diferentes condições fermentativas, objetivando a determinação das melhores condições para produzir metabólitos secundários com atividades antimicrobiana e/ou citotóxica. Para tal avaliaram-se dois parâmetros: meio fermentativo e tempo de incubação. Os meios fermentativos líquidos utilizados foram Czapek e caldo de batata (PDB), sob agitação (120 RPM), cultivados por 216 e 480 horas. Também foi desenvolvida cultura por fermentação em substrato sólido, meio de arroz-aveia, durante 720 horas. Todos os cultivos foram realizados em temperatura de 30 ºC e precedidos por pré-fermentação. Dos cultivos em meio líquido foram obtidas frações em diclorometano e em acetato de etila. Já dos cultivos provenientes do meio fermentativo sólido foram obtidas frações em n-hexano, diclorometano, acetato de etila e n-butanol. Dessa forma...

Obtenção e identificação de metabólitos secundários com atividade antiparasitária produzidos pelo fungo endofítico Arthrinium state of Apiospora montagnei Sacc; Isolation and identification of secondary metabolites with antiparasitic activity from the endophytic fungus Arthrinium state of Apiospora montagnei Sacc

Ramos, Henrique Pereira
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 25/04/2013 PT
Relevância na Pesquisa
36.82%
Estimativas apontam haver no mundo 12 milhões de pessoas infectadas por diferentes espécies de Leishmania, estando 350 milhões de pessoas em situação de risco. A leishmaniose é um grave problema de saúde pública mundial e entretanto não há tratamentos eficientes para o controle desta doença. Fungos endofíticos são fontes promissoras de metabólitos secundários bioativos e isso se deve em parte a sua estreita interação com as plantas hospedeiras. Extratos de culturas do fungo Arthrinium state of Apiospora montagnei Sacc., isolado como endofítico de Smallanthus sonchifolius (yacon), demonstrou em estudos anteriores ser uma fonte promissora de metabólitos secundários distintos, apresentando atividades antibacteriana, antifúngica, citotóxica para linhagens de células tumorais e antiparasitária. Devido a elevada atividade antileishmania detectada, culturas do fungo Arthrinium state of Apiospora montagnei Sacc. foram realizadas em duas etapas distintas de cultivo. Obteve-se 1,47g de extrato AcOEt, o qual foi posteriormente fracionado por cromatografia líquida a vácuo. As frações resultantes foram fracionadas por cromatografia líquida clássica e cromatografia líquida de alta eficiência em escala preparativa. Dez substâncias foram isoladas...

Análise funcional do gene chit1 do fungo entomopatogênico Metarhizium anisopliae

Souza, Tatiana Soares Ferreira de
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
36.91%
Metarhzium anisopliae é um fungo entomopatogênico que infecta uma variedade de artrópodes. É o entomopatógeno melhor caracterizado, tendo a capacidade de penetrar ativamente através da cutícula de seus hospedeiros. Durante a infecção, Metarhizium produz hidrolases, como proteases, lípases e quitinases que auxiliam na penetração da cutícula de seus hospedeiros e também estão relacionadas ao processo de colonização. Nosso grupo de pesquisa tem se dedicado ao estudo de genes que atuam na etapa de penetração dos hospedeiros, em especial, caracterizando o sistema de degradação da quitina em M. anisopliae. Três genes que codificam quitinases já foram caracterizados em M. anisopliae: o gene chit1, que codifica uma endoquitinase de 42 kDa (BOGO, 1998), o gene chi2 que codifica uma quitinase de 42 kDa e o gene chi3 que codifica uma endo/exo quitinase de 30 kDa (SILVA et al., 2005). Entretanto, apenas a quitinase de 30 kDa foi demonstrada ser produzida durante o processo de penetração. A função dos outros dois genes não foi ainda determinada. O objetivo deste trabalho foi estudar a função do gene chit1 em M. anisopliae por meio da superexpressão da endoquitinase de 42 KDa. Neste, e em trabalhos anteriores do grupo...

Estudo funcional de genes do fungo entomopatogênico Metarhizium anisopliae

Staats, Charley Christian
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
37.06%
O fungo filamentoso Metarhizium anisopliae é o entomopatógeno melhor caracterizado em nível molecular, em especial em relação a sua patogênese, principalmente pelo isolamento de genes diferencialmente expressos durante a infecção de hospedeiros. A infecção é um processo multifatorial complexo e os genes candidatos devem ser analisados funcionalmente. Para tal, uma das estratégias mais bem sucedidas é o desenvolvimento de sistemas para a geração de mutantes nulos por inativação gênica, mediada por recombinação homóloga. Neste trabalho, esta estratégia foi aplicada ao fungo M. anisopliae por intermédio da Agro-transformação. Inicialmente, padronizamos este sistema utilizando como alvo o gene trp1 deste fungo, envolvido no anabolismo do aminoácido triptofano. Obtivemos uma freqüência de recombinação homóloga em torno de 20 % para este locus. Como a integração do DNA exógeno é majoritariamente ectópica, nos valemos desta característica para construir uma biblioteca de mutantes de inserção e procedemos a uma caracterização preliminar de conídeos de mutantes morfológicos em relação a sua sensibilidade à radiação UV-A. Mostramos assim que este sistema é aplicável para o estudo funcional de genes no fungo. Dentre os prováveis fatores envolvidos no processo de infecção de M. anisopliae estão algumas hidrolases e o nosso grupo tem se dedicado a caracterização das quitinases neste fungo. As quitinases em particular são atraentes do ponto de vista de sua função...

Estudos da função e regulação do gene CHI2 do fungo entomopatógeno Metarhizium anisopliae (Metschn.) Sorokin (1883)

Boldo, Juliano Tomazzoni
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
36.91%
O fungo Metarhizium anisopliae é amplamente estudado como modelo da interação parasita-hospedeiro em nível molecular. Este fungo tem a capacidade de infectar artrópodes suscetíveis de forma direta através de suas cutículas. Para tanto, o fungo, utiliza-se de um processo multifatorial envolvendo pressão mecânica e secreção de hidrolases. Dentre elas, destacam-se as quitinases, envolvidas tanto nos processos de morfogênese do próprio organismo quanto em processos de patogenia e nutrição. Estudos avaliando a expressão de genes possivelmente envolvidos no processo de infecção de hospedeiros ajudam a esclarecer o processo em si. Assim, quitinases são alvos de interesse para estudos de regulação e função. Neste sentido, estratégias para a geração de transformantes que não expressem ou que expressem genes em níveis aumentados são utilizados e aplicados em trabalhos deste e de outros grupos de pesquisa a fim de determinar-se o papel de genes em determinados processos. Este trabalho envolve o estudo do gene chi2, que codifica para uma quitinase (CHI2) de 42 kDa, cuja seqüência fora previamente caracterizada. Inicialmente, análises de regulação demonstraram que este gene é altamente regulado dependendo da fonte de carbono disponibilizada. Para estudar a função da quitinase CHI2...

Identificação de proteínas secretadas e quitinases do fungo entomopatogênico Metarhizium anisopliae

Beringer, Juliana da Silva
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
36.91%
Metarhizium anisopliae é considerado um organismo modelo para estudos relacionados com interações entre artrópodes e microrganismos. Durante estas interações ocorre a secreção de várias proteínas, incluindo enzimas hidrolíticas que degradam a cutícula do hospedeiro durante a etapa de penetração. As quitinases de Metarhizium vêm sendo alvo de muitos estudos, pois além de participar da degradação da cutícula, estas enzimas têm funções importantes na biologia do fungo, participando do remodelamento da parede celular. Este trabalho teve como objetivo identificar proteínas secretadas diferencialmente expressas durante o cultivo do fungo, em condições que mimetizam a interação com o hospedeiro e validar as quitinases propostas pela análise in silico do projeto genoma de M. anisopliae. Sobrenadantes de culturas do fungo na presença de glicose, quitina cristalina e N-acetilglicosamina foram analisados utilizando eletroforese uni e bidimensional seguida de análise por espectrometria de massas (MS). Através de comparação com bancos de dados (NCBI e proteínas preditas de M. anisopliae) identificamos 38 proteínas, das quais quatro são quitinases: a quitinase CHIT30 (chi3), a quitinase CHIT42 (chit1) e duas quitinases preditas pela análise in silico...

Colonização e lesão em fêmeas ingurgitadas do carrapato Rhipicephalus sanguineus causadas pelo fungo Metarhizium anisopliae

Garcia, Marcos Valerio; Monteiro, Antonio Carlos; Szabó, Matias Pablo Juan
Fonte: Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) Publicador: Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 1513-1518
POR
Relevância na Pesquisa
37.02%
O presente trabalho teve como objetivo verificar a forma de penetração do fungo Metarhizium anisopliae [METSCH. (SOROKIN, 1883)] em carrapatos da espécie Rhipicephalus sanguineus (LATREILLE, 1806), assim como as lesões infringidas nos tecidos internos do ácaro. A forma de aderência e penetração do fungo foi estudada através da microscopia eletrônica de varredura e a ação do fungo nos tecidos internos avaliada em secções histológicas convencionais. Para observação destes eventos, realizaram-se infecções experimentais em 11 grupos de fêmeas ingurgitadas do carrapato R. sanguineus contendo 12 fêmeas ingurgitadas cada. Para tal, as fêmeas ingurgitadas foram banhadas durante 3 minutos, sob agitação manual, em suspensão com concentração 108 conídios/mL. No caso dos grupos controle o banho foi realizado apenas no veículo da suspensão. Os carrapatos foram processados para histopatologia e microscopia eletrônica em diversos tempos após a infecção, a saber: 1 e 18h, e um, dois, três, quatro, cinco, seis, sete, nove e onze dias. Observou-se que a maior parte dos conídios germinou em até 18h após a inoculação e que o fungo penetrou no ácaro através do tegumento 48h após a infecção. Após a penetração...

Isolamento de fungo produtor de enzimas xilanolíticas: produção e caracterização de xilanase

Benedetti, Ana Cláudia Elias Pião
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 108 f.
POR
Relevância na Pesquisa
36.97%
Pós-graduação em Alimentos e Nutrição - FCFAR; A descoberta de resíduos agrícolas, como fonte de energia renovável tem colaborado para o desenvolvimento industrial e preservação do meio ambiente. Desta maneira, a degradação da parede celular destes resíduos tem grande importância na fabricação de pães, alimentos, bebidas, têxtil, papel e celulose entre outros produtos. A degradação enzimática destes polímeros esta se tornando uma alternativa mais atraente do que a utilização de substâncias químicas e processos mecânicos. Alguns fungos termófilos participam desta degradação enzimática, como Humicola grisea var. thermoidea, isolado do solo, é conhecido como bom produtor do complexo xilanolítico. Além deste, um fungo termófilo isolado da polpa do fruto cupuaçuzeiro em decomposição foi estudado e produziu xilanase. Esses fungos foram mantidos em meios sólidos contendo ágar e farinha de aveia. O fungo isolado da polpa do fruto cresceu em meio liquido empregando diferentes resíduos agrícolas como fonte de carbono. Dentre os vários resíduos empregados para se otimizar a produção de xilanase, o melhor foi o sabugo de milho. Esse foi utilizado nos experimentos na proporção de 1,0% (m/v), em meio líquido contendo 0...

Influencia de diferentes especies de fungo micorrizico arbuscular no desenvolvimento do crisântemo

Silveira,Adriana Parada Dias da; Lima,Ana Maria Liner Pereira
Fonte: Instituto Agronômico de Campinas Publicador: Instituto Agronômico de Campinas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/1996 PT
Relevância na Pesquisa
36.82%
Com o objetivo de verificar o desenvolvimento e florescimento do crisântemo (Dendranthema grandiflora) na presença de micorriza arbuscular, foi instalado, em casa de vegetação, um experimento, empregando-se os fungos Gigaspora margarita, Glomus leptotichum, Glomus macrocarpum e Scutellospora heterogama. Utilizou-se terra roxa estruturada, da Série Luiz de Queiroz, esterilizada (por autoclavagem) e não esterilizada. No florescimento, colheram-se as plantas e determinaram-se a altura, a matéria seca da parte aérea, a matéria fresca da raiz, o teor de P e K na parte aérea, a colonização micorrízica e o número de esporos do fungo micorrízico. O desenvolvimento e o florescimento foram favorecidos pela inoculação de G. leptotichum e G.macrocarpum, quando as plantas foram cultivadas em solo esterilizado, superando o efeito dos fungos micorrízicos nativos. Entretanto, no solo não esterilizado, a inoculação dessas espécies de fungo não promoveu aumento no desenvolvimento da planta.

Atividade predatória do fungo Monacrosporium thaumasium contra o nematóide Haemonchus contortus, após passagem pelo trato gastrintestinal de caprinos

Melo,Luciana Magalhães; Bevilaqua,Claudia Maria Leal; Araújo,Jackson Victor de; Melo,Ana Carolina Fonseca Lindoso
Fonte: Universidade Federal de Santa Maria Publicador: Universidade Federal de Santa Maria
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/02/2003 PT
Relevância na Pesquisa
36.97%
Conídios de Monacrosporium thaumasium foram administrados por via oral a caprinos para verificar a viabilidade desse fungo nematófago após passagem pelo trato gastrintestinal. Foram realizadas amostragens de fezes de 18 a 30 horas após inoculação. Constatou-se crescimento do fungo e atividade predatória contra Panagrellus spp em placas confeccionadas com fezes coletadas 21 e 24 horas após a inoculação. Houve uma redução média de 79,24% no número de larvas infectantes de Haemonchus contortus provenientes de coproculturas preparadas com fezes coletadas 24 horas após a administração do fungo. O fungo M. thaumasium manteve atividade predatória sobre H. contortus, após passagem através do trato gastrintestinal de caprinos.

Colonização e lesão em fêmeas ingurgitadas do carrapato Rhipicephalus sanguineus causadas pelo fungo Metarhizium anisopliae

Garcia,Marcos Valerio; Monteiro,Antonio Carlos; Szabó,Matias Pablo Juan
Fonte: Universidade Federal de Santa Maria Publicador: Universidade Federal de Santa Maria
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2004 PT
Relevância na Pesquisa
37.02%
O presente trabalho teve como objetivo verificar a forma de penetração do fungo Metarhizium anisopliae [METSCH. (SOROKIN, 1883)] em carrapatos da espécie Rhipicephalus sanguineus (LATREILLE, 1806), assim como as lesões infringidas nos tecidos internos do ácaro. A forma de aderência e penetração do fungo foi estudada através da microscopia eletrônica de varredura e a ação do fungo nos tecidos internos avaliada em secções histológicas convencionais. Para observação destes eventos, realizaram-se infecções experimentais em 11 grupos de fêmeas ingurgitadas do carrapato R. sanguineus contendo 12 fêmeas ingurgitadas cada. Para tal, as fêmeas ingurgitadas foram banhadas durante 3 minutos, sob agitação manual, em suspensão com concentração 108 conídios/mL. No caso dos grupos controle o banho foi realizado apenas no veículo da suspensão. Os carrapatos foram processados para histopatologia e microscopia eletrônica em diversos tempos após a infecção, a saber: 1 e 18h, e um, dois, três, quatro, cinco, seis, sete, nove e onze dias. Observou-se que a maior parte dos conídios germinou em até 18h após a inoculação e que o fungo penetrou no ácaro através do tegumento 48h após a infecção. Após a penetração...

Controle do cupim subterrâneo Heterotermes tenuis (Hagen) com iscas termitrap impregnadas com inseticidas e associadas ao fungo entomopatogênico Beauveria bassiana (Bals.) Vuill.

Almeida,José E. M.; Alves,Sérgio B.; Moino Jr.,Alcides; Lopes,Rogério B.
Fonte: Sociedade Entomológica do Brasil Publicador: Sociedade Entomológica do Brasil
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/1998 PT
Relevância na Pesquisa
36.91%
Avaliou-se o controle do cupim Heterotermes tenuis (Hagen) (Isoptera: Rhinotermitidae) utilizando-se a isca Termitrap impregnada com inseticidas em baixas concentrações e associados ou não ao fungo Beauveria bassiana (Bals.) Vuill., isolado 634 (obtido de Solenopsis invicta F. Smith) em cana-de-açúcar (híbridos de Saccharum officinarum L.). O experimento foi conduzido num canavial da Fazenda São José, no município de Rio Claro-SP, com alta infestação de cupins. Os tratamentos foram os seguintes: imidacloprid 0,01%; imidacloprid 0,01% + B. bassiana; WG 0,003%; WG 0,003% + B. bassiana; B. bassiana; e Testemunha (sem tratamento). Cada tratamento foi repetido cinco vezes. As iscas foram impregnadas com os inseticidas por imersão em água, sendo suas concentrações calculadas de acordo com o peso da isca, sendo B. bassiana aplicado em conídios puros (10(9) conídios/isca). As avaliações foram realizadas após 15, 30, 41, 63, 86 e 136 dias, aplicando-se notas para as populações encontradas. O trabalho foi conduzido entre os meses de novembro de 1996 a abril de 1997. Foi possível observar que o imidacloprid 0,01% causou a diminuição da população de H. tenuis de forma mais lenta, pois essa população somente chegou a zero na avaliação aos 30 dias. Quando fungo foi aplicado isoladamente...

Avaliação do extrato do fungo caripia montagnei e de agonistas de PPAR - α no processo inflamatório

Queiroz, Lissandra Souza
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Bioquímica; Bioquímica; Biologia Molecular Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Bioquímica; Bioquímica; Biologia Molecular
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
36.91%
The mushrooms have been object of intense research in view of its potential raising of application in different sectors of the pharmacology and alimentary industry. Among diverse bioactive composites of polyssacharides nature that exist in the fungus the glucans are much searched. These are polymers of glucose and classified as the type of glicosidic linking [α, β]. Peroxisome proliferator-activated receptors (PPARs), ranscription factors belonging to the family of nuclear receptors that bind themselves o specific agonists, have shown their importance in controlling the inflammatory process. The aim of this study was to perform a chemical characterization of extract rom the mushroom Caripia montagnei, assess its antiinflammatory and antibacterial effect and determine if this effect occurs via PPAR. This mushroom is composed of carbohydrates (63.3±4.1%), lipids (21.4l±0.9%) and proteins (2.2± 0.3%). The aqueous solution resulting from the fractionation contained carbohydrates (98.7±3.3%) and protein (1.3±0.25%). Analyses of infrared spectrophotometry and of nuclear magnetic esonance demonstrated that the extract of mushroom C. montagnei is rich in β-glucans. In hioglycolate-induced peritonitis, the C. montagnei glucans (50 mg/kg) educed the inflammatory process in 65.5±5.2% and agonists...

Caracterização Molecular e Expressão Heteróloga de um cDNA Codificante para Tiorredoxina do fungo patogênico humano Paracoccidioides brasiliensis; Cloning expression and insulin reduction activity analysis of a thioredoxin homalogue of human pathologe Paracoccidioides brasiliensis

DOMINGOS, Fernanda de Castro
Fonte: Universidade Federal de Goiás; BR; UFG; Mestrado em Biologia; Ciências Biolóicas Publicador: Universidade Federal de Goiás; BR; UFG; Mestrado em Biologia; Ciências Biolóicas
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
36.91%
The temperature-dependent dimorphic fungus Paracoccidioides brasiliensis is the etiological agent of Paracoccidioidomycosis (PCM), a human systemic mycosis highly prevalent in countries of Latin America. P. brasiliensis is subjected to different insults from human host, such as oxidative stress caused by reactive oxygen species produced by the host during the infection. Thioredoxin (TRX) is an intracellular redox protein that is required to maintain redox homeostasis in response to both reductive and oxidative stress conditions in several organisms. We report here the characterization of a 811 bp cDNA Pbtrx1, encoding a PbTRX1 of 116 amino acids, with a predicted molecular mass of 12 kDa and pI 5.2. This putative protein presented one highly conserved active site motif (WCGPC) between TRXs from several organisms. The phylogenetic analysis performed with PbTRX1 and TRXs from other organisms, putted P. brasiliensis in the fungi clade. We also performed the prediction of the secondary structure of PbTRX1 that shows a pattern characteristic of the open twisted alpha/beta, similar to TRX secondary structures described in other fungus. In order to obtain the recombinant PbTRX1, the expression construct pGEX-4T-3-trx1 was introduced into Escherichia coli cells and the expression and purification of the recombinant protein was obtained. The recPbTRX1 and PbTRX1 from yeast cells extract were found to catalyze the reduction of insulin. However the PbTRX1 from yeast cells extract treated with H2O2 showed highly insulin reduction activity than the yeast cells no treated. PbTRX1 was detected by Western blotting in the extracts from yeast cells growth and from mycelium to yeast transition. The yeast cells growth was significantly inhibited by H2O2; however the mycelium to yeast transition was little affected by this oxidant. Semi-quantitative RT-PCR was employed to analysis the expression of Pbtrx1 gene in response to H2O2. The level of Pbtrx1 transcripts was higher in yeast cells treated with H2O2 than in yeast cells no treated. To realize how P. brasiliensis deals with oxidative stress is essential to understand the mechanisms involved in its survival in the host. It may be possible that PbTRX1 enhances survival of P. brasiliensis in the host...

Secreção de enzimas mediada pelo pH do ambiente em isolados patogênicos e endofíticos do fungo Colletotrichum; Ambient pH-regulated enzime secretion in endophytic and pathogenic isolates of the fungal genus Colletotrichum

Maccheroni Jr., Walter; Araújo, Welington Luiz; Azevedo, João Lúcio
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz Publicador: Universidade de São Paulo. Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/06/2004 ENG
Relevância na Pesquisa
36.91%
In fungi a genetic system ensures that enzymes are secreted mainly at ambient pH values corresponding to their optima of activity. Although a great deal of information has been obtained concerning this environmental response, there is a lack of studies involving phytopathogenic, endophytic and entomopathogenic fungi as well as different aspects of fungus-host interactions. This study compares in a plate-clearing assays, the effect of ambient pH in the secretion of amylase, cellulase, lipase, pectinase and protease by endophytic, phytopathogenic, and entomopathogenic isolates belonging to several species of Colletotrichum. All enzymes were secreted in a pH-dependent manner by all isolates. Endophytes and pathogens showed distinct patterns of protease secretion, with optima at alkaline and acid growth conditions, respectively. In liquid medium, a Pi-repressible acid phosphatase of an endophytic isolate responded to ambient pH, having a 14-fold increase in secreted specific activity at acid pH, as compared to alkaline pH. Furthermore, part of a Colletotrichum pacC homologue gene, coding for a transcriptional factor responsible for pH-regulated gene expression, was cloned. Ambient pH seems to be a general factor controlling enzyme secretion in fungus-host interactions through a conserved genetic circuit.; Em fungos...

Ocorrência do fungo entomopatogênico Beauveria bassiana (Balsamo) Vuill. em população de Aracanthus sp. (Coleoptera: Curculionidae) em feijoeiro

Pissinati, Aline; EMBRAPA; Mikami, Adriana Yatie; EMBRAPA; Fagotti, Dáfila; EMBRAPA; Ventura, Maurício Ursi; EMBRAPA
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 01/01/2009 POR
Relevância na Pesquisa
36.91%
http://dx.doi.org/10.5007/2175-7925.2009v22n4p219Foi verificada a ocorrência natural do fungo entomopatogênico Beauveria bassiana sobre uma população de Aracanthus sp., em campo de feijoeiro, Londrina, PR. Foram realizadas quatro coletas contendo seis repetições cada. Os insetos mortos foram avaliados em relação à infecção do fungo (a cada 3 dias, por um período de 15 dias). Entre os insetos mortos observou-se que 72, 63, 84 e 79%, respectivamente em cada coleta, estavam infectados pelo fungo, indicando que este é um agente potencial de controle de Aracanthus sp.