Página 1 dos resultados de 2464 itens digitais encontrados em 0.004 segundos

Family meals and exposure to TV during dinner: association with fruit and vegetable intake among school children : Trabalho de Investigação : Refeições em família e exposição a TV durante o jantar: associação com o consumo de fruta e hortícolas em crianças em idade escolar

Jorge, Tânia de Jesus
Fonte: Porto : edição de autor Publicador: Porto : edição de autor
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 2 vols.(tese + relatório); 30 cm
ENG
Relevância na Pesquisa
37.17%
Resumo da tese: Introdução: O consumo de fruta e hortícolas é baixo em crianças na Europa. Alguns estudos recentes têm mostrado uma possível associação entre refeições em família e um maior consumo de fruta e hortícolas em crianças. A maioria dos estudos reportam-se ao jantar, poucos concernem o pequeno-almoço. Ter a televisão ligada durante as refeições tem sido apontado como tendo uma associação inversa com esse consumo. Não há informação neste tema em crianças suecas. Objectivos: Estudar a frequência das refeições em família, TV ligada durante o jantar e exposição a anúncios televisivos como possíveis factores do consumo de fruta e hortícolas em crianças suecas em idade escolar. Métodos: Estudo de desenho transversal realizado na Suécia, entre Outubro e Dezembro de 2003, integrado no estudo europeu "Pro Children", com uma amostragem randomizada de 1407 crianças suecas com 11 anos de idade, provenientes de 49 escolas, e os seus pais. A informação acerca da ingestão de fruta e hortícolas foi obtida através de um questionário 24h. A informação sobre a frequência das refeições em família, presença de TV durante o jantar, exposição a anúncios televisivos e características sócio-demográficas foram recolhidos por um questionário auto-administrado. Recorreu-se a testes não paramétricos (Mann-Whitney U e Kruskal-Wallis H) para determinar se o consumo de fruta e hortícolas era diferente entre sexos...

Desenvolvimento de uma matriz amiloproteica formatável contendo fruta

Lopes, Cláudia Marina Barbosa Senra
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
37.27%
O desenvolvimento de novos produtos é uma necessidade permanente da indústria alimentar. Neste trabalho, desenvolvido na empresa Frulact, procurou-se dar resposta ao desafio de desenvolver um produto inovador na área de preparados de fruta. Desenvolveu-se um preparado formatável contendo fruta tendo como base a tecnologia das massas alimentícias. Testouse a incorporação de fruta desidratada e de fruta no estado líquido em diferentes concentrações e avaliaram-se alguns parâmetros de qualidade das matrizes finais. Posteriormente, incorporaram-se as matrizes contendo fruta em fluidos compostos por hidrocolóides, que serviram de veículo para a sua aplicação em iogurtes, gelados e pastelaria, testando-se a introdução de aditivos e outros ingredientes nestes preparados. Após a optimização deste produto, fez-se um estudo da composição nutricional e das características físico-químicas das matrizes contendo 20, 50 e 80% de morango desidratado em comparação com a massa alimentícia sem morango adicionado. Avaliou-se a cor superficial, a cor da água de cozedura, a adesividade e a firmeza, capacidade de hidratação de cada massa e a perda de sólidos durante a cozedura. Demonstrou-se a possibilidade de produzir matrizes amiloproteicas de sêmola de trigo duro contendo até 80% de fruta desidratada e 60% de fruta no estado líquido. Os produtos finais com elevado teor de fruta mantiveram a sua estabilidade física e organoléptica quer em iogurtes e derivados...

Tratamento de efluentes da indústria de concentrados de sumos de fruta: aplicação de processos biológicos e químicos

Amor, Carlos Luís Leite
Fonte: Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro Publicador: Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
36.95%
Dissertação de Mestrado em Engenharia do Ambiente; As indústrias agro-alimentares caracterizam-se por produzirem elevadas quantidades de águas residuais nos seus processos de transformação. Os efluentes de concentrados de fruta, exemplo de águas residuais provenientes destas indústrias, encontram-se muito contaminados por matéria orgânica e sólidos em suspensão. O presente trabalho teve como objectivo geral analisar a problemática ambiental associada aos efluentes agro-alimentares. Em particular, investigou-se a tratabilidade das águas residuais de uma indústria de concentrados de fruta por aplicação de uma combinação de processos: tratamento biológico aeróbio (1ª parte) seguido de coagulação/floculação química (2ª parte). No processo biológico, utilizaram-se reactores descontínuos aos quais se adicionaram diferentes dosagens de lamas biológicas para tratar o efluente em estudo avaliando-se o efeito de diferentes tempos de arejamento. Neste processo procurou verificar-se a actuação das lamas activadas na redução da carga poluente do efluente. No processo de coagulação/floculação química, utilizou-se um sistema Jar-Test, para avaliar o efeito de distintos agentes coagulantes/floculantes: Ca(OH)2...

Avaliação do efeito da combinação de pectina, gelatina e alginato de sódio sobre as características de gel de fruta estruturada a partir de "mix" de polpa de cajá e mamão, por meio da metodologia de superfície de resposta

Carvalho,Ana Vania; Mattietto,Rafaella Andrade; Assis,Glaucy Takeda; Lourenço,Lúcia Fátima Henriques
Fonte: Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia Publicador: Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2011 PT
Relevância na Pesquisa
36.95%
Este trabalho teve por objetivo estabelecer procedimento tecnológico para produção de fruta estruturada a partir de "mix" de polpa de cajá e mamão, procurando unir as propriedades sensoriais de cada uma das frutas e potencializar as características funcionais do produto final. Avaliou-se o efeito da combinação de pectina, gelatina e alginato de sódio, via metodologia de superfície de resposta, nas características do gel de fruta. As polpas de mamão e cajá e os estruturados obtidos foram caracterizados com relação aos compostos funcionais, avaliando-se o teor de taninos e carotenóides totais, além das análises de composição centesimal, pH, acidez titulável, sólidos solúveis, açúcares, atividade de água, carboidratos e valor energético total. Os resultados obtidos através do planejamento experimental indicam que para o estruturado misto de cajá e mamão, somente o aumento da concentração de gelatina afeta a firmeza do produto final. Os estruturados de frutas desenvolvidos apresentaram boa aceitação sensorial para todos os atributos avaliados. Com relação à intenção de compra, 70% dos provadores responderam que provavelmente ou certamente, comprariam o estruturado misto de cajá e mamão se o encontrassem à venda.

Método de obtenção e análise da composição centesimal do polvilho da fruta-de -lobo(Solanum lycocarpum St. Hil)

Rocha,Denise Alvarenga; Abreu,Celeste Maria Patto de; Sousa,Raimundo Vicente de; Corrêa,Angelita Duarte
Fonte: Sociedade Brasileira de Fruticultura Publicador: Sociedade Brasileira de Fruticultura
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2012 PT
Relevância na Pesquisa
37.12%
O polvilho da fruta-de-lobo é um produto extraído da polpa da fruta-de-lobo verde (Solanum lycocarpum St. Hil), popularmente utilizado. Pouco se conhece a respeito desse polvilho, apesar de ele ser comercializado em farmácias na região de Lavras-MG, na forma de cápsulas de 300 mg. É utilizado no tratamento da diabetes e a ele são atribuídos outros efeitos terapêuticos, como a redução da obesidade e do colesterol, mas sem conhecimento científico e sem conhecer sua composição centesimal. Com o objetivo de conhecer sua composição centesimal, foram coletadas 80 frutas-de-lobo na área de pastagem do Departamento de Zootecnia, na Universidade Federal de Lavras. Foram selecionadas 61 frutas, levando em consideração o tamanho e o estádio de maturação. As frutas selecionadas foram lavadas, descascadas e picadas, as sementes retiradas, trituradas e o polvilho obtido foi filtrado, decantado, lavado com água destilada por duas vezes e seco em estufa de ventilação. A amostra foi triturada em um gral de porcelana e armazenada em um recipiente de vidro hermeticamente fechado e protegido da luz, sob temperatura ambiente. Foram realizadas as análises de composição centesimal, observando-se que, no polvilho da fruta-de-lobo...

Otimização via metodologia de superfície de respostas dos parâmetros tecnológicos para produção de fruta estruturada e desidratada a partir de polpa concentrada de mamão

Grizotto,Regina Kitagawa; Bruns,Roy Edward; Aguirre,José Maurício de; Batista,Giovani
Fonte: Sociedade Brasileira de Ciência e Tecnologia de Alimentos Publicador: Sociedade Brasileira de Ciência e Tecnologia de Alimentos
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2005 PT
Relevância na Pesquisa
36.95%
O objetivo deste trabalho foi investigar os parâmetros tecnológicos relevantes no processo de estruturação de polpa concentrada de mamão (16ºBrix), utilizando um delineamento experimental associado a Metodologia de Superfície de Respostas. Os resultados do planejamento composto central utilizado mostraram que as variáveis pectina (x1) e alginato (x2) foram estatisticamente significativas para aumentar a firmeza de fruta estrutura de mamão. Foram realizados experimentos para confirmar as previsões do modelo matemático proposto para firmeza. As frutas estruturadas obtidas com os menores níveis de pectina (7g/kg) e alginato (7g/kg) apresentaram firmeza elevada, em torno de 3,2kg, cerca de 2,4 vezes maior que o valor previsto pelo modelo, provavelmente devido a variações no pH da polpa de mamão. Os resultados mostraram ser possível produzir fruta estruturada com teor elevado de polpa de mamão concentrada (672g/kg) e quantidade mínima de sacarose (364g/kg). O glicerol (x3) na concentração de 100g/kg suprimiu a atividade de água dos géis de polpa concentrada de mamão para 0,922. A secagem (60ºC/6h) sob vácuo (0,8kgf/kg) das frutas estruturadas minimizou o problema de adesividade superficial das frutas estruturadas e...

Elaboração de farinha instantânea a partir da polpa de fruta-pão (Artocarpus altilis)

Souza,Danilo Santos; Souza,Jane Delane Reis Pimentel; Coutinho,Janclei Pereira; Ferrão,Sibelli Passini Barbosa; Souza,Tatiana Sant’Anna de; Silva,Arienilmar Araújo Lopes da
Fonte: Universidade Federal de Santa Maria Publicador: Universidade Federal de Santa Maria
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2012 PT
Relevância na Pesquisa
37.12%
Objetivou-se elaborar uma farinha instantânea utilizando do mesocarpo de fruta-pão, variedade apyrena, e avaliar sua composição físico-química, bem como desenvolver um purê a base da farinha e determinar sua aceitação sensorial por consumidores potenciais utilizando o teste de consumidor. A fruta-pão in natura apresentou valores de umidade em base úmida, pH, teor de sólidos solúveis totais e acidez total titulável aproximadamente 74,58±2,84%, 6,01±0,04, 5,6±0,01Brix e 1,64±0,01%, respectivamente, e a farinha instantânea com umidade, pH, densidade, acidez álcool solúvel e atividade de água de 9,4±0,28%, 5,55±0,2, 0,61±0,01g mL-1, 2,098±0,01% e 0,538±0,14, respectivamente. A equação adaptada de Brooker, usada para ajustar o comportamento da secagem, foi eficiente para descrever o processo de secagem da polpa de fruta-pão cozida. O purê de fruta-pão apresentou boa aceitabilidade pelos consumidores para os atributos sensoriais avaliados, exceto para a cor, sendo que a maioria declarou comprar o produto.

Potencial do latex da fruta pão (Artocarpus altilis) como agente coagulante do leite

Soares,Elisângela França; Silva,Anna Carolina da; Queiroz,Alana Emilia Soares de França; Gomes,José Erick Galindo; Herculano,Polyanna Nunes; Moreira,Keila Aparecida
Fonte: Universidade Federal de Santa Maria Publicador: Universidade Federal de Santa Maria
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2015 PT
Relevância na Pesquisa
36.95%
A fruta-pão é uma árvore exótica no Brasil, onde se aclimatou muito bem. Embora seja uma planta lactífera, o conhecimento sobre seu látex é escasso. No entanto, sabe-se que enzimas proteolíticas correspondem a mais de 50% da composição do látex em plantas lactíferas. O objetivo deste estudo foi avaliar o potencial do látex da fruta-pão (Artocarpus altilis var. Apyrena) como fonte de protease coagulante do leite e caracterizar parcialmente a enzima. A atividade proteolítica da fração de extrato bruto foi avaliada utilizando azocaseína e, para a quantificação das proteínas totais, o ácido bicinconínico (BCA). A atividade de coagulação do leite foi testada utilizando leite desnatado a 12%. A protease foi testada em diferentes condições de temperatura (35 a 80°C) e pH (5,8 a 10,7) e apresentou atividade ótima a 50°C e pH alcalino (8,5) sendo estável a estas variáveis durante 120 minutos. A atividade coagulante no leite foi diretamente proporcional à temperatura na melhor concentração de CaCl2 a 10µmol L-1. Os resultados indicam que a enzima analisada é uma possível alternativa à quimosina

Análise nutricional da fruta-de-lobo (Solanum lycocarpum St. Hil.) durante o amadurecimento

Oliveira Junior,Enio Nazaré de; Santos,Custódio Donizete dos; Abreu,Celeste Maria Patto de; Corrêa,Angelita Duarte; Santos,José Zilton Lopez
Fonte: Editora da Universidade Federal de Lavras Publicador: Editora da Universidade Federal de Lavras
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2003 PT
Relevância na Pesquisa
36.95%
Neste trabalho estudaram-se os teores de alguns nutrientes da fruta-de-lobo (Solanum lycocarpum St. Hil.) madura, comparando-os com os de outros frutos comestíveis, visando ao seu aproveitamento alimentar. Os frutos utilizados neste estudo foram colhidos de plantas nativas no município de Perdões, Minas Gerais, no estádio verde maturo e armazenados durante 18 dias à temperatura ambiente no Laboratório de Bioquímica do Departamento de Química da Universidade Federal de Lavras. As amostras foram preparadas do dia zero (dia da colheita) ao 18° dia, com intervalos de 2 dias entre os estágios de amadurecimento. O delineamento experimental utilizado foi o inteiramente casualizado com 4 repetições de 3 frutos. Os frutos foram lavados com água destilada, descascados, tendo suas polpas picadas, congeladas em nitrogênio líquido e liofilizadas até massa constante. Os teores de açúcares solúveis totais e açúcares não-redutores aumentaram gradativamente com a diminuição dos teores de amido. Os teores de vitamina C também aumentaram gradativamente durante o amadurecimento. Os teores encontrados na fruta-de-lobo de vitamina C, açúcares solúveis totais, sacarose, fósforo e ferro, comparados aos de outros frutos como abacaxi...

Avaliação crítica da legislação brasileira de sucos de fruta, com ênfase no suco de fruta pronto para beber

Ferrarezi,Alessandra Carvalho; Santos,Karina Olbrich dos; Monteiro,Magali
Fonte: Pontifícia Universidade Católica de Campinas Publicador: Pontifícia Universidade Católica de Campinas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2010 PT
Relevância na Pesquisa
37.05%
O objetivo deste trabalho foi realizar a avaliação crítica da legislação brasileira de sucos de fruta, com ênfase no suco de fruta pronto para beber. De acordo com a legislação brasileira, os sucos industrializados devem atender à legislação específica, estando de acordo com a definição e a designação que os identificam e com os parâmetros de qualidade estabelecidos, devendo também atender à legislação sobre rotulagem de alimentos embalados. Foi observado que existem lacunas na legislação brasileira de sucos que favorecem sua interpretação equivocada, além da inclusão de sucos não regulamentados no mercado. Mudanças freqüentes, e diferentes informações, nas legislações de rotulagem concomitantemente vigentes, além do uso indevido de expressões no rótulo, também podem levar à interpretação equivocada. Para que se possa conhecer e usar adequadamente a legislação é necessário torná-la clara e mantê-la constantemente atualizada. Adicionalmente, sua ampla divulgação também deverá contribuir para uma escolha consciente na hora da compra.

Avaliação preliminar in vivo do efeito hipocolesterolêmico do polvilho da fruta-de-lobo (Solanum lycocarpum A. St.-Hil.)

Rocha,D.A; Abreu,C.M.P; Sousa,R.V; Corrêa,A.D; Fonseca,E.W.N.
Fonte: Sociedade Brasileira de Plantas Medicinais Publicador: Sociedade Brasileira de Plantas Medicinais
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2012 PT
Relevância na Pesquisa
37.17%
O polvilho da fruta-de-lobo é um produto extraído da polpa da fruta-de-lobo verde (Solanum lycocarpum A. St.-Hil.), popularmente utilizado. Pouco se conhece a respeito desse polvilho, mas são atribuídos a ele vários efeitos terapêuticos, dentre eles a redução do colesterol. Este trabalho teve o objetivo de verificar a ação da administração do polvilho da fruta-de-lobo sobre animais hipercolesterolêmico. Utilizou-se 24 ratos Wistar fêmeas distribuídas em delineamento ao acaso, em três grupos contendo 8 animais em cada grupo. Estes grupos foram definidos como: controle normal (CN), controle hipocolesterolêmico (CH) e hipocolesterolêmico tratado (HT). O grupo CN recebeu dieta comercial, os grupo CH e HT receberam a dieta comercial enriquecida de colesterol e ácido cólico e o grupo HT recebeu também, 100 mg de polvilho da fruta-lobo, diariamente, por sonda orogástrica. O experimento teve uma duração de 6 semanas onde se avaliou o colesterol total sérico semanalmente, peso dos animais semanalmente e o consumo diário de ração. Ao término do experimento, foram avaliados os seguintes parâmetros: frações séricas de colesterol HDL, LDL+VLDL, peso do fígado, colesterol total hepático, lipídeos totais hepático e lâminas de microscopia foram feitas para avaliação dos hepatócitos. Não houve diferença significativa em relação ao peso corporal dos animais...

Avaliação crítica da legislação brasileira de sucos de fruta, com ênfase no suco de fruta pronto para beber.

FERRAREZI, A. C.; SANTOS, K. M. O. dos; MONTEIRO, M.
Fonte: Revista de Nutrição, Campinas, v. 23, n. 4, p. 667-677, jal./ago., 2010. Publicador: Revista de Nutrição, Campinas, v. 23, n. 4, p. 667-677, jal./ago., 2010.
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
37.05%
Resumo: O objetivo deste trabalho foi realizar a avaliação crítica da legislação brasileira de sucos de fruta, com ênfase no suco de fruta pronto para beber. De acordo com a legislação brasileira, os sucos industrializados devem atender à legislação específica, estando de acordo com a definição e a designação que os identificam e com os parâmetros de qualidade estabelecidos, devendo também atender à legislação sobre rotulagem de alimentos embalados. Foi observado que existem lacunas na legislação brasileira de sucos que favorecem sua interpretação equivocada, além da inclusão de sucos não regulamentados no mercado. Mudanças freqüentes, e diferentes informações, nas legislações de rotulagem concomitantemente vigentes, além do uso indevido de expressões no rótulo, também podem levar à interpretação equivocada. Para que se possa conhecer e usar adequadamente a legislação é necessário torná-la clara e mantê-la constantemente atualizada. Adicionalmente, sua ampla divulgação também deverá contribuir para uma escolha consciente na hora da compra.(AU) Critical assessment of the Brazilian regulations on fruit juices, with emphasis on ready-to-drink fruit juice. Abstract: The aim of this work was to critically assess the Brazilian regulations on fruit juices...

Elaboração e caracterização de fruta estruturada mista de goiaba e cajá.

SILVA, P. A.; CARVALHO, A. V.; PINTO, C. A.
Fonte: Revista de Ciências Agrárias, Belém, PA, n. 51, p. 99-113, jan./jun. 2009. Publicador: Revista de Ciências Agrárias, Belém, PA, n. 51, p. 99-113, jan./jun. 2009.
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
36.95%
O objetivo deste trabalho é estabelecer procedimento tecnológico para produção de fruta estruturada mista a partir de polpa de goiaba e cajá, unindo-se as propriedades sensoriais e nutritivas de cada uma das frutas ao produto final. Avaliou-se o efeito de diferentes proporções de polpa de goiaba e cajá nas características físico-químicas e sensoriais do produto final. Os hidrocoloides utilizados para a formação do gel foram: pectina, gelatina e alginato de sódio. Foram realizadas avaliações físicoquímicas nos frutos in natura e nos estruturados obtidos, além da análise de aceitação e a intenção de compra do produto final. Os resultados mostram ser possível produzir fruta estruturada com alta concentração de polpas de cajá e goiaba. Sensorialmente os produtos obtidos apresentaram médias de aceitação elevadas, indicando potencial de consumo na forma apresentada, sendo considerados produtos de conveniência, além de saudáveis, tendo em vista seus teores significativos de vitamina C e carotenoides totais.; 2009

Análise nutricional da fruta-de-lobo (Solanum lycocarpum St. Hil.) durante o amadurecimento

Fonte: Editora da Universidade Federal de Lavras Publicador: Editora da Universidade Federal de Lavras
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
PT
Relevância na Pesquisa
36.95%
Neste trabalho estudaram-se os teores de alguns nutrientes da fruta-de-lobo (Solanum lycocarpum St. Hil.) madura, comparando-os com os de outros frutos comestíveis, visando ao seu aproveitamento alimentar. Os frutos utilizados neste estudo foram colhidos de plantas nativas no município de Perdões, Minas Gerais, no estádio verde maturo e armazenados durante 18 dias à temperatura ambiente no Laboratório de Bioquímica do Departamento de Química da Universidade Federal de Lavras. As amostras foram preparadas do dia zero (dia da colheita) ao 18° dia, com intervalos de 2 dias entre os estágios de amadurecimento. O delineamento experimental utilizado foi o inteiramente casualizado com 4 repetições de 3 frutos. Os frutos foram lavados com água destilada, descascados, tendo suas polpas picadas, congeladas em nitrogênio líquido e liofilizadas até massa constante. Os teores de açúcares solúveis totais e açúcares não-redutores aumentaram gradativamente com a diminuição dos teores de amido. Os teores de vitamina C também aumentaram gradativamente durante o amadurecimento. Os teores encontrados na fruta-de-lobo de vitamina C, açúcares solúveis totais, sacarose, fósforo e ferro, comparados aos de outros frutos como abacaxi...

Avalia??o do efeito da combina??o de pectina, gelatina e alginato de s?dio sobre as caracter?sticas de gel de fruta estruturada a partir de "mix" de polpa de caj? e mam?o, por meio da metodologia de superf?cie de resposta

CARVALHO, Ana V?nia; MATTIETTO, Rafaella de Andrade; ASSIS, Glaucy Takeda; LOUREN?O, L?cia de F?tima Henriques
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
36.95%
Este trabalho teve por objetivo estabelecer procedimento tecnol?gico para produ??o de fruta estruturada a partir de "mix" de polpa de caj? e mam?o, procurando unir as propriedades sensoriais de cada uma das frutas e potencializar as caracter?sticas funcionais do produto final. Avaliou-se o efeito da combina??o de pectina, gelatina e alginato de s?dio, via metodologia de superf?cie de resposta, nas caracter?sticas do gel de fruta. As polpas de mam?o e caj? e os estruturados obtidos foram caracterizados com rela??o aos compostos funcionais, avaliando-se o teor de taninos e caroten?ides totais, al?m das an?lises de composi??o centesimal, pH, acidez titul?vel, s?lidos sol?veis, a??cares, atividade de ?gua, carboidratos e valor energ?tico total. Os resultados obtidos atrav?s do planejamento experimental indicam que para o estruturado misto de caj? e mam?o, somente o aumento da concentra??o de gelatina afeta a firmeza do produto final. Os estruturados de frutas desenvolvidos apresentaram boa aceita??o sensorial para todos os atributos avaliados. Com rela??o ? inten??o de compra, 70% dos provadores responderam que provavelmente ou certamente, comprariam o estruturado misto de caj? e mam?o se o encontrassem ? venda.; ABSTRACT: The objective of this work was to establish a technological procedure for producing a structured fruit product from yellow mobin and papaya purees...

Producción de Carica Papaya L, por primera vez en Chile, para suministro como fruta fresca al mercado nacional

Agricola Mana Henua Limitada; Asoc Chilena de Empresas de Tecnologias Deinformacion a G; Paulo Díaz Canales - V Región
Fonte: Corporação de Fomento da Produção Publicador: Corporação de Fomento da Produção
Tipo: Proyecto
Publicado em 05/02/2010
Relevância na Pesquisa
37.21%
El consumo de Carica Papaya en Chile es incipiente esto debido al desconocimiento que existe aun de esta variedad de fruta en el país. El consumo de esta variedad alcanza en el país a las 130 toneladas el cual en su mayor parte es producto importado principalmente por envíos provenientes de Ecuador uno de los principales productores de esta fruta a nivel mundial. En la Isla de Pascua hace dos años se inició a nivel experimental la producción de Carica Papaya para destinarla al mercado interno chileno tanto en el territorio insular como en el continente de nuestro país. La emprendedora de origen Rapa Nui, Sra. Cristina Manutomatoma es la única productora de Chile de esta fruta y ha formalizado hace un año su empresa junto a su esposo con el nombre de Agrícola Mana Henua Ltda. con el apoyo de Prodesal y la Oficina de Ciencia y Técnica de Isla de Pascua que dirige la doctora en Bilogía Sra. Aleida Labrada se ha aplicado un modelo innovativo y de vanguardia para la producción de esta fruta que es el de Unidad productora de isla de Pascua. El resultado ha sido producir una fruta de excelente calidad en cuanto a calibres y sabor. Por otro lado el costo que se puede comercializar en el mercado nacional es un 30% inferior al costo de la papaya de origen importado. En la actualidad la empresa ha estado produciendo a un nivel artesanal con una infraestructura rústica en cuanto a selección y embalaje para su venta por otro lado el número de operarios es insuficiente para iniciar una producción a mayor escala dado la falta de capital para poder invertir. La empresa pretende atender el mercado chileno a nivel continental y satisfacer plenamente el mercado de isla de Pascua competir de esta forma con la papaya importada. Durante la primera etapa de capital semilla se inició un proceso de sondeo del mercado objetivo enfocado en hoteles y restaurantes de la ciudad de Santiago la respuesta de estos potenciales clientes fue favorable. A través del capital semilla línea 1 aprobado por CORFO se ha podido dar a conocer este tipo de frutas que ya está adquiriendo hoteles de la capital a muy pequeña escala como el Sheraton San Cristóbal...

Estudio de Prefactibilidad Técnico Económico de una Planta de Fruta Mínimamente Procesada en Fresco

Caro Pardo, Gonzalo Andrés
Fonte: Universidad de Chile; CyberDocs Publicador: Universidad de Chile; CyberDocs
Tipo: Tesis
ES
Relevância na Pesquisa
37.24%
El Centro Postcosecha de la Facultad de Ciencias Agronómicas de la Universidad de Chile, se adjudicó un proyecto FONDEF que tiene como objetivo desarrollar técnicas para aumentar la vida útil de la fruta mínimamente procesada en fresco (MPF). El presente trabajo surgió de la necesidad de enlazar el proyecto mencionado con la realidad chilena y dilucidar si su producción es viable económicamente. Para entablar el enlace, se enfocó el trabajo de título como la evaluación técnico económica de una planta productora de fruta MPF. Para el desarrollo, se utilizó la metodología general de una evaluación de proyecto. Primero un estudio del mercado, luego un estudio técnico y finalmente una evaluación económica, para estimar la viabilidad del estudio. La fruta MPF consiste en fruta sin sus partes no comestibles, perfectamente lavadas, peladas y trozadas. Están listas para el consumo y uno de los valores agregado es que carece de aditivos especiales para mantener la durabilidad del producto. Tiene, además, una duración entre 7 y 14 días desde su fecha de elaboración. La variedad frutícola elegida para el desarrollo de este proyecto es el kiwi, manzana, pera y durazno. El objetivo del estudio de mercado es estimar la demanda y el precio por cada variedad y se enfocó en 2 clientes: consumidor final (a través de Supermercado) e Instituciones de Servicio Alimenticio (ISA). Para el primero...

Propagação de fruta-pão a partir de estacas de raiz.

Santana, Hugo Vieira de
Fonte: Universidade Federal do Recôncavo da Bahia Publicador: Universidade Federal do Recôncavo da Bahia
Relevância na Pesquisa
37.12%
O objetivo deste trabalho foi verificar a influência de diferentes diâmetros e de concentrações de ácido indolbutírico, no enraizamento e brotamento de estacas raiz de fruta-pão (Artocarpus altilis (Parkinson) Fosberg var. apyrena). Os experimentos foram realizados em casa de vegetação, localizada no Centro de Ciências Agrárias, Ambientais e Biológicas da Universidade Federal do Recôncavo Bahia, Município de Cruz das Almas – BA. O primeiro ensaio foi composto por cinco tratamentos (estacas de raíz de 0,25, 0,50, 1,0, 1,5 e 2,0 cm de diâmetro) em delineamento inteiramente casualizado. O segundo ensaio foi conduzido no delineamento inteiramente casualizado em esquema fatorial 2x5, sendo dois tipos de estacas de raiz (com 1,0 e 2,0 cm de diâmetro) e cinco concentrações de ácido indolbutírico (AIB) (0,0; 500; 1.000; 1.500 e 2.000 mg L-1). As características avaliadas foram o número de dias para o início do brotamento das estacas; percentagem de brotamento; número de brotos; comprimento de brotos; número de folhas; comprimento de raiz; massa seca da parte aérea; massa seca da raiz; percentagem de enraizamento e percentagem de sobrevivência, avaliadas 120 dias após o plantio, no primeiro ensaio e aos 150 dias no segundo. Os resultados mostraram que o enraizamento de estacas de fruta-pão variedade apyrena é possível a partir de estacas de raiz de 0...

AVALIAÇÃO DE CARAMBOLA ( Averrhoa carambola L.) DOS TIPOS DOCE E ÁCIDO PARA O PROCESSAMENTO DE FRUTA EM CALDA

PRATI, PATRICIA; NOGUEIRA, JOÃO NUNES; DIAS, CARLOS TADEU DOS SANTOS
Fonte: UFPR Publicador: UFPR
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 09/12/2005 POR
Relevância na Pesquisa
37.05%
Frutas dos tipos doce e ácido de carambola foram analisadas fisicamente (textura e rendimento) e quimicamente (pH, acidez total titulável, teor de ácido ascórbico e sólidos solúveis), a fim de determinar suas características para o processamento de fruta em calda. Na elaboração das frutas em calda diversos tratamentos químicos foram empregados (uso de xaropes com diferentes concentrações de sacarose, adição de pectina e CaCl2 em várias concentrações e de ácido ascórbico), visando avaliar a adequabilidade dos dois tipos de fruta de carambola ao processamento térmico. Os produtos foram submetidos à análises físicas (peso bruto, peso drenado, vácuo e textura), químicas (pH, acidez total titulável, teor de ácido ascórbico e sólidos solúveis) e sensoriais (textura, sabor e cor). Quanto ao produto obtido com as frutas doces, a adição de CaCl2 e pectina foi efetiva na manutenção de sua textura, já para os produtos obtidos com as frutas ácidas esta prática não surtiu o mesmo efeito. Os tratamentos com adição de CaCl2 mostraram-se inferiores àquele cujo xarope foi adicionado somente de pectina, evidenciando que esse componente favorece a textura de frutas ácidas processadas. Os dois tipos de carambola estudados apresentaram...

Fluctuación estacional de moscas de la fruta Anastrepha spp. y Ceratitis capitata (Wiedemann, 1824) (Diptera: Tephritidae) en trampas McPhail en Piura y en Ica, Perú

NOLASCO,Norma; IANNACONE,José
Fonte: Instituto de Ecología A.C. Publicador: Instituto de Ecología A.C.
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2008 ES
Relevância na Pesquisa
37.05%
Se realizó un estudio sobre la diversidad, la fluctuación estacional y la proporción sexual de Moscas de la fruta (Tephritidae) entre enero y diciembre del 2002, capturadas con trampas McPhail de plástico en los departamentos de Piura e Ica, Perú. En el Valle Alto Piura y en Ica en cuatro valles (Chincha, Pisco, Ica y Nazca) se evaluó el n° de moscas capturadas/trampa/semana, identificándose tres especies en común: Anastrepha distincta Greene, 1934, Anastrepha fraterculus (Wiedemann, 1830), y Ceratitis capitata (Wiedemann, 1824). En Piura se encontró exclusivamente a Anastrepha chiclayae Greene, 1934, Anastrepha obliqua (Macquart, 1835) y Anastrepha striata Schiner, 1868. En cambio en Ica exclusivamente se registró a Anastrepha serpentina (Wiedemann, 1830). Piura presentó una mayor riqueza de tephritidae en comparación a Ica. En Piura, la especie dominante y constante fue A. obliqua y en Ica fue C. capitata. El índice de diversidad de Shannon-Wiener (H') no presentó fluctuaciones estacionales en Piura; en cambio en Ica fue más alto en primavera-verano. Las poblaciones de A. fraterculus se incrementaron en el verano en Piura e Ica. En adición, para C. capitata y el total de moscas de la fruta se observó un aumento en verano en Piura y en otoño en Ica. A. obliqua en Piura no presentó fluctuaciones estacionales. Del total de especimenes capturados en Ica...