Página 1 dos resultados de 85 itens digitais encontrados em 0.006 segundos

Biometria, dormência e germinação de sementes de Butia eriospatha (Martius ex Drude) Beccari

Santos, Bruna Ortiz dos
Fonte: Curitibanos, SC Publicador: Curitibanos, SC
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: 24 f.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
36.44%
Projeto acadêmico (graduação) - Universidade Federal de Santa Catarina. Campus Curitibanos. Ciências Rurais.; Butia eriospantha (Martius ex Drude) Beccari conhecido popularmente como butiá-da-serra é uma espécie nativa do bioma Mata Atlântica, encontrada no sul do Brasil, pertencente à família Arecaceae. Por ser uma palmeira que possui diferentes finalidades, esta passou a ser motivo de comércio ilegal nacional e internacional, e, por consequência da grande exploração e pouca regeneração natural, além da predação por bovinos e por apresentar uma germinação lenta, B. eriospatha encontra-se atualmente na lista das espécies brasileiras ameaçadas de extinção. Pouco se sabe sobre sua germinação e os mecanismos envolvidos nesse processo, assim como pouco se conhece sobre as características biométricas de seus frutos e sementes. Desse modo o principal objetivo deste trabalho é desenvolver metodologias para testes em laboratório que avaliam o processo de germinação e o vigor de sementes de B. eriospatha. Serão coletados frutos de sete matrizes (palmeiras), localizadas no município de Curitibanos/ SC, após as análises biométrica dos frutos, pirênios e sementes, serão realizados os testes de germinação...

Seleção participativa de procedências de Eugenia involucrata para fins de conservação e melhoramento na região de Curitibanos - SC

Wagner, Julia Goetten
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: 23 f.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
36.5%
Projeto acadêmico (graduação) - Universidade Federal de Santa Catarina. Campus Curitibanos. Ciências Rurais.; A cerejeira-do-mato (Eugenia involucrata DC.) é uma espécie frutífera, pertencente à família Myrtaceae. Essa espécie apresenta inúmeros potenciais não explorados, desde a comercialização de seus frutos, que são saborosos e suculentos, à utilização da sua madeira que é resistente. Além disto, suas folhas têm ação fitoterapêutica e moderada ação antioxidante, e esta espécie tem potencial paisagístico e de recuperação de áreas, entre outros. O fruto pode ser consumido in natura e tem qualidades para processamento de sorvetes, licores, sucos e geléias. Os estudos sobre a espécie se fazem necessários para mudança do quadro onde a maioria das frutíferas cultivadas é exótica. Esse estudo objetiva selecionar de forma participativa, plantas de cerejeira-do-mato com maior potencial produtivo de frutos e maximizar a capacidade produtiva da espécie. Permitindo com isto, a inserção na cadeia produtiva de frutas como fonte alternativa de renda para os produtores e contribuindo para a conservação da espécie. Para identificar o potencial de uso, realizar-se-á oficinas para formar um grupo de trabalho de seleção participativa...

Ocorrência e distribuição geográfica do bacurizeiro

Nascimento,Walnice Maria Oliveira do; Carvalho,José Edmar Urano de; Muller,Carlos Hans
Fonte: Sociedade Brasileira de Fruticultura Publicador: Sociedade Brasileira de Fruticultura
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2007 PT
Relevância na Pesquisa
36.5%
O bacurizeiro é espécie frutífera promissora, devido as amplas possibilidades que apresenta como planta de uso múltiplo (madeira e fruto), podendo vir a se constituir, em breve, em nova alternativa de cultura perene para a Amazônia. A ocorrência e a distribuição geográfica do bacurizeiro, apresentadas neste trabalho, baseiam-se em grande parte nos levantamentos sobre vegetação efetuados pela Comissão Executora do Projeto Radambrasil, por levantamentos em herbários, além de informações em inventários florísticos contidos na literatura. O objetivo deste trabalho foi registrar a distribuição geográfica do bacurizeiro, visando a estudos de disponibilidade genética e coleta de material para definir procedimentos adequados para seu cultivo e conseqüente redução de pressão sobre as populações nativas. Não existem dúvidas sobre a origem amazônica do bacurizeiro, sendo encontrado, no início do século vinte, tanto na margem esquerda como na margem direita do Rio Pará, abundante na costa sudeste da ilha do Marajó, onde se constitui em árvore característica das matas marginais. Em toda a Amazônia, a área de maior concentração da espécie é o estuário do Rio Amazonas. Do Estado do Pará, dispersou-se em direção ao nordeste do Brasil...

Teste de tetrazólio para avaliação da qualidade fisiológica em sementes de Goiabeira-serrana (Acca sellowiana O. Berg Burret)

Sarmento,Marcelo Benevenga; Silva,Ana Carolina Silveira da; Villela,Francisco Amaral; Santos,Karine Louise dos; Mattos,Letícia Cantiliano Perez de
Fonte: Sociedade Brasileira de Fruticultura Publicador: Sociedade Brasileira de Fruticultura
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2013 PT
Relevância na Pesquisa
36.44%
A goiabeira-serrana, espécie frutífera nativa do Sul do Brasil, vem mostrando- se promissora em termos ecológicos e comerciais. O trabalho objetivou avaliar a qualidade fisiológica de dois lotes de sementes de goiabeira-serrana por meio do teste de tetrazólio. O experimento foi dividido em duas etapas. Na primeira, os lotes foram submetidos aos testes de germinação, índice de velocidade de germinação, tempo médio de germinação, emergência em casa de vegetação, índice de velocidade de emergência de plântulas em casa de vegetação, tempo médio de emergência e comprimento de parte aérea. Na segunda, foi realizado o teste de tetrazólio nas concentrações de 0,5 e 1,0, e tempos de embebição (2 h e 4 h). O tratamento 0,5 TZ 4h obteve 73% de sementes viáveis (lote 2007). Para o lote 2008, não houve diferenças entre os tratamentos. O teste de germinação apresentou correlação positiva para os tratamentos 0,5 TZ 2 h e 1 TZ 2 h. Para a emergência de plântulas em casa de vegetação, houve correlação positiva para o tratamento 0,5 TZ 2 h. O teste de tetrazólio permitiu a classificação dos lotes em quatro níveis de viabilidade, confirmando a eficiência do teste na avaliação da viabilidade de sementes de goiabeira-serrana.

Qualidade fisiológica de sementes de Crataeva tapia L. submetidas a diferentes métodos de extração da mucilagem

Santos-Moura,Sueli da Silva; Alves,Edna Ursulino; Galindo,Evio Alves; Moura,Mácio Farias de; Melo,Paulo Alexandre Fernandes Rodrigues de
Fonte: Sociedade Brasileira de Fruticultura Publicador: Sociedade Brasileira de Fruticultura
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2014 PT
Relevância na Pesquisa
46.7%
Crataeva tapia L. é uma frutífera nativa, de copa arredondada e densa, cujos frutos comestíveis são ingeridos como refresco e bebida vinosa; além disso, possui características medicinais, ecológicas e econômicas pelo uso de sua madeira. Assim, objetivou-se avaliar a qualidade fisiológica de suas sementes quando submetidas a diferentes métodos de extração da mucilagem. Para tanto, foram testados os seguintes tratamentos: sementes com mucilagem - testemunha (T1), fricção das sementes em cal virgem, pó de madeira e areia (T2, T3 e T4, respectivamente), sementes com mucilagem secas ao sol e lavadas em água com fricção em peneira (T5 e T6, respectivamente) e fermentação em água por 24; 48; 72 e 96 horas (T7, T8, T9, T10, respectivamente). Após a realização dos métodos de remoção da mucilagem, as sementes foram submetidas à determinação do teor de água e a testes de germinação e vigor (primeira contagem e índice de velocidade de germinação, comprimento e massa seca de plântulas), cujo delineamento foi inteiramente ao acaso. Pelos resultados obtidos, verificou-se que o teor de água das sementes submetidas aos métodos de extração da mucilagem reduziu, sendo mais elevado nas sementes lavadas em água com fricção em peneira e na testemunha. Os métodos de extração com pó de madeira e fermentação...

Caracterização de plantas e de frutos de araticunzeiro (Annona crassiflora Mart.) nativos no Cerrado Matogrossense

Pimenta,Alex Caetano; Silva,Patricia Sedrez da Rosa e; Zuffellato-Ribas,Katia Christina; Koehler,Henrique Soares
Fonte: Sociedade Brasileira de Fruticultura Publicador: Sociedade Brasileira de Fruticultura
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2014 PT
Relevância na Pesquisa
26.44%
O araticunzeiro (Annona crassiflora Mart - Annonaceae) é uma frutífera nativa do cerrado brasileiro que necessita de estudos visando à geração de dados para subsidiar pesquisas relativas à sua domesticação. Com o presente trabalho, objetivou-se estudar uma população de araticunzeiro em relação ao diâmetro do caule e altura das plantas, à produção e às características físicas e químicas de frutos. Nas plantas, mensuraram-se diâmetro do caule, altura e produção de frutos. Nos frutos, analisaram-se os diâmetros longitudinal (DL) e transversal (DT), a relação DL/DT, as massas do fruto, da casca, da semente e da polpa, e calculou-se o rendimento de polpa. Na polpa, efetuaram-se as determinações de sólidos solúveis (SS), acidez titulável (AT), relação SS/AT, pH e umidade. As árvores possuem diâmetro do caule de 10,4±3,1 cm e altura de 3,7±0,7m com produção média de 6,0±3,6 frutos por planta. Em média, os frutos possuem DL de 14,2±1,4, DT de 15,2±2,2 e relação DL/DT de 0,9±0,1; possuem massa média de 1.565,5±508,5g, tendo as massas da casca, das sementes e da polpa médias de 662,2±198,2g, 179,8±66,2g e 723,5±276,7g, respectivamente, com rendimento médio de polpa igual a 45,9±4,7% do fruto. Na polpa...

Caracterização morfológica de frutos e sementes e desenvolvimento pós-seminal de Tamarindus indica L. - Leguminosae: caesalpinioideae

Sousa,Danielle Marie Macedo; Bruno,Riselane de Lucena Alcântara; Dornelas,Carina Seixas Maia; Alves,Edna Ursulino; Andrade,Albericio Pereira de; Nascimento,Luciana Cordeiro do
Fonte: Sociedade de Investigações Florestais Publicador: Sociedade de Investigações Florestais
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2010 PT
Relevância na Pesquisa
36.5%
O tamarindeiro (Tamarindus indica L.) pertence à família Leguminosae e é uma árvore frutífera, nativa da África tropical, de onde se dispersou por todas as regiões tropicais do mundo. A caracterização morfológica de frutos e sementes é importante para identificação das espécies, bem como serve de base para estudos que visem a maiores conhecimentos ligados à germinação e vigor. Este trabalho teve por objetivo descrever a morfologia de frutos, sementes e plântulas, bem como caracterizar o processo germinativo de Tamarindus indica L. Para o estudo do fruto, foram observados tipo, cor, dimensões, textura e consistência do pericarpo e deiscência e número de sementes por fruto. Os aspectos observados nas sementes foram: cor, dimensões, textura e consistência dos tegumentos; e forma, borda, posição do hilo e de outras estruturas presentes e características do embrião. O estádio de plântula foi considerado quando os protófilos já estavam totalmente formados. Os elementos vegetativos descritos e ilustrados foram radícula, coleto, hipocótilo, cotilédones, epicótilo, protófilos e caule. O fruto de Tamarindus indica é um legume indeiscente medindo aproximadamente 7,3 a 9,2 cm e contendo de 1 a 11 sementes. O eixo embrionário encontra-se inserido nos cotilédones...

Capacidade geral e específica de combinação de caracteres do fruto do maracujazeiro doce (Passiflora alata Curtis)

Jung,Maricelma Simiano; Vieira,Eduardo Alano; Brancker,Ademar; Nodari,Rubens Onofre
Fonte: Universidade Federal de Santa Maria Publicador: Universidade Federal de Santa Maria
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2007 PT
Relevância na Pesquisa
36.5%
O Passiflora alata Curtis é uma planta frutífera que vem despertando interesse econômico por suas características ornamentais, medicinais, organolépticas e nutricionais. Contudo, precisam ser superados alguns entraves tecnológicos em relação ao seu cultivo, tais como a ausência de cultivares que apresentem frutos com alto rendimento de polpa, casca fina e alto grau Brix. Neste trabalho, objetivou-se analisar as bases genéticas dos caracteres do fruto do maracujazeiro doce, avaliando-se sua capacidade combinatória. Para isso, foi utilizado um cruzamento dialelo parcial, envolvendo 36 F1s e os 12 genitores. Foram estimadas a Capacidade Geral de Combinação - CGC e a Capacidade específica de Combinação - CEC para os caracteres peso do fruto, peso da polpa, espessura da casca, grau Brix e rendimento de polpa. Não foram encontradas diferenças estatisticamente significativas para CGC nos caracteres: peso do fruto, peso da polpa e grau Brix. Em relação à CEC, não se encontraram diferenças estatisticamente significativas, para todos os caracteres analisados, o que demonstra haver a predominância de variabilidade para efeitos gênicos aditivos, devendo-se, por isso, fazer seleção para caracteres com maior herdabilidade. Dos genitores...

Qualidade sanitária de sementes de coquinho-azedo (Butia capitata) no Norte de Minas Gerais

Magalhães,Hélida Mara; Catão,Hugo César Rodrigues Moreira; Sales,Nilza de Lima Pereira; Lima,Norma Ferreira de; Lopes,Paulo Sérgio Nascimento
Fonte: Universidade Federal de Santa Maria Publicador: Universidade Federal de Santa Maria
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/11/2008 PT
Relevância na Pesquisa
26.44%
O coquinho-azedo (Butia capitata Mart. Becc.) é uma palmeira nativa dos cerrados brasileiros e seus frutos são fonte de alimento para seres humanos e animais. Os objetivos deste trabalho foram identificar e quantificar os microorganismos nas sementes dessa espécie, utilizando análises "blotter test" e meio Batata-dextrose-ágar (BDA). Amostras foram colhidas em Abóboras, distrito de Montes Claros, Minas Gerais (MG) e, em um esquema fatorial 2 x 2, as sementes com e sem endocarpo foram analisadas pelo "blotter test" e BDA, empregando-se o delineamento inteiramente casualisado, com 10 repetições. Essas sementes apresentaram microflora diversificada e a retirada do endocarpo não interferiu na análise microbiológica do coquinho-azedo. Mais espécies de microorganismos foram recuperadas na análise no meio BDA, com predominância de fungos Fusarium spp. e Penicillium spp., independentemente da análise. Portanto, a maior parte da microflora identificada nesse trabalho foi fúngica e o melhor teste foi o crescimento em BDA.

Efeito da escarificação e luminosidade na germinação in vitro de sementes de cagaiteira (Eugenia dysenterica DC.)

Martinotto,Cristiano; Paiva,Renato; Santos,Breno Régis; Soares,Fernanda Pereira; Nogueira,Raírys Cravo; Silva,Álvaro Augusto Naves
Fonte: Editora da Universidade Federal de Lavras Publicador: Editora da Universidade Federal de Lavras
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2007 PT
Relevância na Pesquisa
36.44%
A cagaiteira é uma espécie nativa do Cerrado com elevado potencial frutífero. Como suas sementes apresentam elevada variabilidade, sendo ainda recalcitrantes e dormentes, a germinação in vitro apresenta-se como uma alternativa para a propagação da espécie, além de permitir a obtenção de explantes juvenis para a micropropagação. Com presente trabalho, objetivou-se avaliar o efeito da escarificação e da luminosidade na germinação in vitro de sementes de cagaiteira. Sementes desprovidas do tegumento e sementes intactas foram inoculadas em meio MS e mantidas na ausência e presença de luz. Sementes desprovidas de tegumento germinadas tanto na presença quanto na ausência de luz apresentaram 86,25% e 88,25% de germinação aos 31 e 71 dias da inoculação, respectivamente. Após 150 dias de inoculação, plântulas provenientes de sementes desprovidas de tegumento, germinadas na presença e ausência de luminosidade, apresentaram 10% e 12% de anomalias, respectivamente.

Métodos de superação de dormência em sementes de croada (Mouriri elliptica Mart)

Vasconcelos,Jaqueline Martins; Cardoso,Thálita Vaz; Sales,Juliana de Fátima; Silva,Fabiano Guimarães; Vasconcelos Filho,Sebastião Carvalho; Santana,João das Graças
Fonte: Editora da Universidade Federal de Lavras Publicador: Editora da Universidade Federal de Lavras
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2010 PT
Relevância na Pesquisa
46.7%
Sementes de croada (Mouriri elliptica Mart.) Melastomataceae, espécie frutífera nativa do cerrado, foram submetidas aos seguintes tratamentos, visando a superação de dormência: pré-resfriamento a 5° C por 7 dias; pré-aquecimento em estufa com circulação de ar a 40º C por 7 dias; escarificação química em ácido sulfúrico concentrado por 5 e 15 minutos; imersão em água fervente por 5 e 15 minutos; imersão em ácido giberélico a 100 e 200 mg L-1 por 48 horas; imersão em água destilada por 24 e 48 horas; escarificação mecânica com lixa nº 80 na parte superior e oposta ao eixo embrionário e testemunha (sementes sem tratamento prévio). Quatro repetições de quinze sementes foram colocadas para germinar sobre papel umedecido com água destilada ou nitrato de potássio a 0,2%, em temperatura de 30º C em presença de luz. Foram realizadas contagens diárias do 2º dia após a implantação do experimento até a estabilização da porcentagem de germinação, que acorreu no 60º dia. A germinação foi mais rápida em sementes pré-embebidas em ácido giberélico (em substrato umedecido com água ou com solução de nitrato de potássio 0,2%), pré-embebidas em água por 24 horas, em substrato umedecido com água...

Componentes qualitativos do cajá em sete municípios do brejo paraibano

Cavalcante,Lourival Ferreira; Lima,Ely Martins de; Freire,José Lucínio de Oliveira; Pereira,Walter Esfraim; Costa,Antônio de Pádua Moura da; Cavalcante,Ítalo Herbert Lucena
Fonte: Editora da Universidade Estadual de Maringá - EDUEM Publicador: Editora da Universidade Estadual de Maringá - EDUEM
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2009 PT
Relevância na Pesquisa
36.44%
A cajazeira (Spondias mombin L.) é uma frutífera nativa com expressivo potencial agroindustrial no Nordeste brasileiro, em razão das qualidades sensoriais dos seus frutos, sendo uma espécie com possibilidade de cultivos comerciais mais extensivos. Neste sentido, objetivou-se avaliar as características físicas e químicas de frutos de cajazeira visando o consumo in natura e agroindústria oriundos de plantas espontâneas localizadas nos municípios de Alagoa Grande, Alagoa Nova, Areia, Bananeiras, Borborema, Pilões e Serraria, localizados na Microrregião do Brejo Paraibano. Os tratamentos foram representados por sete municípios, nos quais foram selecionados 5 (cinco) plantas espontâneas (repetições) e em cada uma foram colhidos 30 (trinta) frutos maduros, totalizando 150 (cento e cinqüenta) frutos por município estudado avaliados em delineamento inteiramente casualizado. Os frutos foram avaliados quanto aos atributos externos e internos: massa, diâmetro transversal e comprimento das sementes, porcentagens de polpa, casca e semente, umidade (%), teor de sólidos solúveis e pH da polpa. Conclui-se que os frutos de cajá avaliados apresentam massa variável de 8,36 a 20,4 g, com teores de sólidos solúveis e pH dentro dos padrões mercadológicos e rendimento em polpa...

Distribuição geografica mundial de Psidium cattleianum Sabine e um cecidogeno com possibilidades de utilização em controle biologico

Wikler, Charles
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
26.44%
Psidium cattleianum Sabine (Myrtaceae), araçazeiro, é uma frutífera nativa do Brasil e foi introduzida no Havaí durante o século passado onde tornou-se uma séria planta daninha invasora em todas as ilhas do arquipélago. O araçazeiro encontra-se atualmente distribuído em 31 países e seu potencial de dispersão é elevado. Foram realizadas coletas na busca de seus inimigos naturais específicos dentro de sua área nativa no estado do Paraná, Brasil. Uma espécie com potencial é Sycophila sp.(Hymenoptera, Eurytomidae) ainda em fase de descrição, faz a oviposição nos botões florais, não impede o desenvolvimento dos frutos, cujas sementes são agregadas e transformadas em galhas duras e lenhosas. Sycophila sp. ocorre no primeiro planalto e no litoral do Estado do Paraná, Brasil, nas variedades de araçazeiro de fruto amarelo e vermelho. O parasitóide do formador da galha Sycophila sp. é Torymus sp., cujo ovipositor muito longo, permite a oviposição nas sementes dos frutos onde estão as larvas de Sycophila. Ao invés da forma quase esférica da fruto normal, diferentes formas aparecem mostrando a presença de galhas dentro das frutos. Foram encontrados frutos com galhas e sementes, porém estas são inviáveis. A média de galhas por fruto nos Mananciais da Serra foi de 3...

Propagação in vitro de Anacardium othonianum rizz., uma espécie frutífera e medicinal do cerrado; In vitro propagation of Anacardium othonianum rizz., a savannah fruiting and medicinal species

ASSIS, Kerlley Cristina de
Fonte: Universidade Federal de Goiás; BR; UFG; Mestrado em Agronomia - Regional Jataí; Ciências Agrárias Publicador: Universidade Federal de Goiás; BR; UFG; Mestrado em Agronomia - Regional Jataí; Ciências Agrárias
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
26.7%
Anacardium othonianum Rizz., known as caju de árvore do cerrado, is a fruiting and medicinal species native of the savannah ecosystem, with great economic potential. Since agricultural expansion in the savannah was followed by the reduction of native vegetation, micro propagation has significantly contributed for the propagation of several species, resulting in uniform healthy seedlings for commercial plantings and the revegetation of degraded areas. This study used techniques to determine some factors affecting micro propagation of A. othonianum Rizz, since there are no reports for this species in the literature. The results indicate that storage conditions for the seeds were good to supply explants for use in the micro propagation trials for up to 275 days. The media MS (50 and 25%) and WPM (100 and 50%) were more effective for the regeneration of seedlings from nodal segments, and the best medium volume were 15 and 25 mL in test tubes containing the medium MS (50%). The culture media amended with up to 8.88 mM BAP and 4.44 mM ANA had no effect on the multiplication of nodal segments. Also, the best morpho-physiological response was obtained by inoculating the nodal segments horizontally, in the presence of light, and sucrose and the cotton plug affected the adaptation of A. othonianum Rizz. seedlings produced in vitro.; O Anacardium othonianum Rizz....

Variabilidade de plantas e progênies de populações naturais de Hancornia speciosa Gomes do Cerrado; Plants and progenies variability of Hancornia speciosa natural populations from Brazilian Cerrado

GANGA, Rita Maria Devós
Fonte: Universidade Federal de Goiás; BR; UFG; Doutorado em Agronomia; Ciências Agrárias Publicador: Universidade Federal de Goiás; BR; UFG; Doutorado em Agronomia; Ciências Agrárias
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
36.54%
The mangaba tree (Hancornia speciosa Gomes) is a fruit tree native from Brazil with potential for domestication, due to its excellent smell, flavor and texture. However, genetic conservation and breeding programs of these species are in an initial developmental phase. This way, this research aimed to characterize trees and fruits of natural populations of H. speciosa, as well as evaluate the distribution of phenotypic variability among them; evaluate progenies of mangaba trees that compose the Escola de Agronomia e Engenharia de Alimentos of Universidade Federal de Goiás (EA/UFG) germplasm collection and estimate genetic parameters for the initial development of plants in the field. Mangaba trees populations have been sampled in different locations of the Brazilian Cerrado, including the states of Goiás, Tocantins, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, and Bahia, totaling 109 mother plants of 35 populations of the botanic varieties pubescens, gardneri, speciosa and cuyabensis. In relation to the trees, plant height, stem perimeter, and number of fruits per plant were taken. From a sample of five fruits per plant, individual measures have been taken, such as: length, diameter, weight, total weight of seeds, average seed weight, pulp plus peel weight...

Caracterização do ambiente de ocorrência natural, fruto e pseudofruto de caju arbóreo do cerrado (Anacardium othonianum), fenologia e implantação de coleção na ea/ufg; Characterization of naturally occurring environment, fruit and pseudofruit “caju arbóreo do Cerrado” (Anacardium othonianum), implementation of collection at EA / UFG and phenology.

Borges, Rodrigo Tavares
Fonte: Universidade Federal de Goiás; Brasil; UFG; Programa de Pós-graduação em Agronomia (EAEA); Escola de Agronomia e Engenharia de Alimentos - EAEA (RG) Publicador: Universidade Federal de Goiás; Brasil; UFG; Programa de Pós-graduação em Agronomia (EAEA); Escola de Agronomia e Engenharia de Alimentos - EAEA (RG)
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
36.44%
The “caju arbóreo do Cerrado” (Anacardium othonianum) is a species typical of the Planalto Central, inhabits the Cerrado stricto sensu, “campo sujo” and “cerradão”, is a very productive species and its seeds germinate easily. The fruit is widely used in regional cuisine in natura, juice, candy, liquor and ice cream. However, human action, primarily through the extractivism, agricultural expansion, the city and highways, has limited the natural occurrence of “caju arbóreo do Cerrado”. What makes necessary to establish a collection for the sustainable conservation of the species. So the work was to study the sites of occurrence of natural “caju arbóreo do Cerrado”, physically and chemically characterize the fruits and cashew, establish a collection, evaluating the early development of seedlings of “caju arbóreo do Cerrado” in both nursery and field and assess the phenology of “caju arbóreo do Cerrado” trees already established. Selected 25 regions with naturally occurring “caju arbóreo do Cerrado", 23 in Goiás, Tocantins and 1 in Bahia. The characterization of naturally occurring areas of “caju arbóreo do Cerrado” was 22 areas of Goiás, characterized relief dominant type of vegetation, economic occupation and native tree species...

Efeito da escarificação e luminosidade na germinação in vitro de sementes de cagaiteira (Eugenia dysenterica DC.)

Fonte: Editora da Universidade Federal de Lavras Publicador: Editora da Universidade Federal de Lavras
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
PT
Relevância na Pesquisa
36.44%
A cagaiteira é uma espécie nativa do Cerrado com elevado potencial frutífero. Como suas sementes apresentam elevada variabilidade, sendo ainda recalcitrantes e dormentes, a germinação in vitro apresenta-se como uma alternativa para a propagação da espécie, além de permitir a obtenção de explantes juvenis para a micropropagação. Com presente trabalho, objetivou-se avaliar o efeito da escarificação e da luminosidade na germinação in vitro de sementes de cagaiteira. Sementes desprovidas do tegumento e sementes intactas foram inoculadas em meio MS e mantidas na ausência e presença de luz. Sementes desprovidas de tegumento germinadas tanto na presença quanto na ausência de luz apresentaram 86,25% e 88,25% de germinação aos 31 e 71 dias da inoculação, respectivamente. Após 150 dias de inoculação, plântulas provenientes de sementes desprovidas de tegumento, germinadas na presença e ausência de luminosidade, apresentaram 10% e 12% de anomalias, respectivamente.

Métodos de superação de dormência em sementes de croada (Mouriri elliptica Mart)

Fonte: Editora da Universidade Federal de Lavras Publicador: Editora da Universidade Federal de Lavras
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
PT
Relevância na Pesquisa
46.7%
Sementes de croada (Mouriri elliptica Mart.) Melastomataceae, espécie frutífera nativa do cerrado, foram submetidas aos seguintes tratamentos, visando a superação de dormência: pré-resfriamento a 5° C por 7 dias; pré-aquecimento em estufa com circulação de ar a 40º C por 7 dias; escarificação química em ácido sulfúrico concentrado por 5 e 15 minutos; imersão em água fervente por 5 e 15 minutos; imersão em ácido giberélico a 100 e 200 mg L-1 por 48 horas; imersão em água destilada por 24 e 48 horas; escarificação mecânica com lixa nº 80 na parte superior e oposta ao eixo embrionário e testemunha (sementes sem tratamento prévio). Quatro repetições de quinze sementes foram colocadas para germinar sobre papel umedecido com água destilada ou nitrato de potássio a 0,2%, em temperatura de 30º C em presença de luz. Foram realizadas contagens diárias do 2º dia após a implantação do experimento até a estabilização da porcentagem de germinação, que acorreu no 60º dia. A germinação foi mais rápida em sementes pré-embebidas em ácido giberélico (em substrato umedecido com água ou com solução de nitrato de potássio 0,2%), pré-embebidas em água por 24 horas, em substrato umedecido com água...

Variabilidade genética entre acessos de Umbu-Cajazeira mediante análise de marcadores ISSR

Santana,Ivonilda Barbosa Brito; Oliveira,Eder Jorge de; Soares Filho,Walter dos Santos; Ritzinger,Rogério; Amorim,Edson Perito; Costa,Maria Angélica Pereira de Carvalho; Moreira,Ricardo Franco Cunha
Fonte: Sociedade Brasileira de Fruticultura Publicador: Sociedade Brasileira de Fruticultura
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2011 PT
Relevância na Pesquisa
26.5%
A umbu-cajazeira (Spondias sp.) é uma frutífera nativa do Semiárido brasileiro, ainda em fase de domesticação, cujos frutos apresentam excelentes perspectivas de aproveitamento comercial. O objetivo deste trabalho foi caracterizar a variabilidade genética entre acessos de umbu-cajazeira pertencentes ao Banco Ativo de Germoplasma de Fruteiras Tropicais da Embrapa Mandioca e Fruticultura, por meio de marcadores moleculares ISSR (Inter Simple Sequence Repeat). Foram analisados 17 acessos de umbu-cajazeira, com 25 marcadores ISSR, os quais produziram um total de 249 bandas, sendo 201 bandas polimórficas e 48 monomórficas. As dissimilaridades genéticas entre os acessos variaram de 0,247 a 0,665, com base no coeficiente de Jaccard. O método UPGMA (Unweighted Pair-Group Method Average) agrupou os acessos em cinco grupos, sendo que 'Preciosa' e 'Suprema' foram os acessos mais similares. A maior dissimilaridade foi observada entre os acessos 'Esperança' e 'Pomar'. O alto grau de polimorfismo encontrado demonstrou a eficiência dos marcadores ISSR, indicando que estes podem ser utilizados com sucesso na caracterização molecular de germoplasma e em futuros trabalhos de melhoramento genético dessa frutífera. Existe considerável variabilidade genética entre os acessos de umbu-cajazeira presentes no BAG Fruteiras Tropicais...

GERMINAÇÃO DE SEMENTES E QUALIDADE DE MUDAS DE Plinia trunciflora (JABUTICABEIRA) EM FUNÇÃO DE DIFERENTES TRATAMENTOS PRÉ-GERMINATIVOS; Germination of seeds and seedling quality of Plinia trunciflora under different pre-germinative treatments.

Rossa, Überson Boaretto; Triches, Gilmar Paulinho; Grossi, Fernando; Nogueira, Antonio Carlos; Reissmann, Carlos Bruno; Ramos, Michele Ribeiro
Fonte: FUPEF DO PARANÁ Publicador: FUPEF DO PARANÁ
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares Formato: application/pdf
Publicado em 30/06/2010 POR
Relevância na Pesquisa
36.44%
A formação de mudas florestais de boa qualidade morfofisiológica envolve os processos de germinação de sementes, que por sua vez é dependente de potencialidades genéticas. Algumas ações no tratamento prévio de sementes podem auxiliar na germinação. Este trabalho objetivou avaliar a germinação de sementes e qualidade inicial de mudas de jabuticabeira sob diferentes tratamentos pré-germinativos: T1 – sementes completamente limpas; T2 – sementes oxidadas com o fruto macerado; T3 – sementes com polpa; e T4 – semeadura do fruto com semente. O experimento foi conduzido durante o período de outubro de 2007 a agosto de 2008. O delineamento experimental foi inteiramente casualizado, com quatro repetições. Realizou-se a avaliação da percentagem de germinação aos 40, 60 e 90 dias da semeadura, e o cálculo do índice de velocidade de emergência realizado ao final do período. Aos 306 dias após a semeadura foram avaliados os parâmetros morfológicos das mudas, suas relações e o índice de qualidade de Dickson para mudas. Comprovou-se que as sementes completamente limpas (T1) ou com endocarpo aderido (T3) foram os tratamentos prévios mais eficazes para os processos de germinação e qualidade da muda formada. Palavras-chave: Jabuticaba; frutífera nativa; propagação sexuada; produção de mudas.   Abstract Germination of seeds and seedling quality of Plinia trunciflora under different pre-germinative treatments. The formation of forest seedlings of good morphophysiological quality involves processes of seed germination...