Página 1 dos resultados de 2648 itens digitais encontrados em 0.005 segundos

Gravidez: regressão e movimentos representacionais na perspectiva de Freud e Winnicott; Pregnancy: regression and representational movements in Freud and Winnicott's perspectives

Silva, Gláucia Faria da
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 13/02/2008 PT
Relevância na Pesquisa
37.29%
O que quer uma mulher... grávida? Para uma pergunta clássica, uma resposta também clássica: a saúde do bebê. Nesta pesquisa, a representação do corpo do feto foi referência para o exame dos mecanismos regressivos, presentes no discurso de três mulheres, nas últimas semanas de gestação. Foi realizada, com cada uma delas, uma entrevista semidirigida, e o discurso, analisado pelas balizas teóricas fornecidas pelas obras de Freud e Winnicott. Na gestação, à semelhança do estado de sono, parte das excitações psíquicas terá um caminho regrediente. Conceito mutável, de origem múltipla e com diversos pontos de chegada. Desde a Interpretação dos sonhos, Freud proporá inúmeras ordenações: regressão tópica, temporal, formal, da libido do ego versus libidinal, regressão ao narcisismo primário e à alucinação do desejo, regressão aos primeiros objetos versus a toda organização sexual e regressão do eu. Para Winnicott, o mecanismo refere-se à regressão do eu a estados de maior dependência e indiferenciação. A leitura de Soifer e Langer propiciou uma aproximação psicanalítica da experiência gestacional em seus aspectos fantasmáticos, regressivos e estruturantes, e o livro Obstetrícia psicossomática ampliou o campo...

Presenças de Freud na construção do pensamento de Bion na década de 50; Freuds presence in Bions thought constructs in the 1950s

Salvitti, Adriana
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 29/05/2009 PT
Relevância na Pesquisa
37.34%
Imerso na tradição de pensamento de Melanie Klein, o psicanalista Wilfred Bion inicia a construção de um pensamento clínico e teórico original sobre a psicose e sobre o funcionamento mental primitivo na década de 1950, por meio de recorrentes menções à obra de Freud. Citações e referências ao autor são feitas por Bion em diferentes textos com diferentes propósitos. Em acréscimo, a tradição de pensamento de Freud está incorporada nas observações clínicas e nos desenvolvimentos conceituais de Bion, de modo que pode ser reconhecida pelo leitor não apenas por meio das remissões explícitas a Freud. Acompanhamos a construção do pensamento de Bion nos anos 50, período que precede à formulação de sua Teoria do Pensar, apresentada nos anos 60, e no momento em que ele estava em vias de realizar a sua decolagem pessoal na psicanálise, conforme expressão de Bléandonu (1993). A partir desse acompanhamento, procuramos ressaltar o que nomeamos de presenças de Freud, e trazer a um primeiro plano de análise os conceitos, noções e ideias deste autor que estão entranhados em seus textos de maneira mais ou menos evidente. Por meio de citações, mas também de alusões, ecos, remissões, associações e aproximações a Freud...

A realidade, entre Freud e Lacan

Estevão, Ivan Ramos
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 18/05/2009 PT
Relevância na Pesquisa
37.31%
Na teoria de Freud, o conceito de realidade é central, sendo trabalhado do princípio ao fim da obra. Sustentamos que também é o caso em relação a Lacan. Articulando percepção e representação, a concepção de Freud é que a realidade se dá como atribuição de sentido. Ou seja, não há, para nós, uma realidade meramente dada: a realidade humana se constrói. Já Lacan, expressamente a partir de Freud, enfatiza a importância da relação do sujeito com o Outro na atribuição de sentido que é matriz da realidade humana. A exposição sobre Freud se vale da análise do conceito de representação e de sua importância na teoria da neurose, passando pelos conceitos de realidade psíquica, de fantasia e da teoria de constituição do indivíduo, terminando na idéia, tardia e crucial, de desamparo. Quanto a Lacan, retomamos a concepção de registro do simbólico e as concepções de significante e significado, e suas articulações com os tempos do Édipo e a constituição do sujeito. O estádio do espelho, as estruturas clínicas, a constituição do registro do imaginário e os esquemas R e L são referidos como elementos de explicitação da constituição da realidade a partir da relação com o Outro. Terminamos na referência ao registro do real a partir da introdução do objeto a. Em Freud e Lacan...

O estético e o ético na psicanálise: Freud, o sublime e a sublimação; The aesthetic and ethical in psychoanalysis: Freud, sublimation and the sublime

Rocha, Guilherme Massara
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 12/11/2010 PT
Relevância na Pesquisa
37.29%
As relações da psicanálise com as obras de arte, a filosofia da arte e as disciplinas estéticas têm sido objeto de inúmeras investigações. Desde sua invenção, a experiência artística esteve presente na argumentação metapsicológica de Freud. E se uma primeira aproximação do tema poderia sugerir que o recurso às formas artísticas ali encontraria uma função meramente expositiva, mobilizado em benefício da ilustrabilidade das teses e proposições psicanalíticas, ou debatidas sob a perspectiva de sua aptidão em demonstrar a plausibilidade das idéias freudianas, cumpre apontar para o que se possa conceber para além desse dispositivo puramente metodológico. A arte realiza na obra freudiana uma função legitimamente heurística. Em momentos decisivos do estabelecimento de determinadas teses da metapsicologia, o recurso ao debate interpretativo acerca de figuras e experiências artísticas provê aportes fundamentais para a configuração e consolidação das mesmas. Recurso esse, é bem verdade, que coexiste e articula-se com elementos extraídos das investigações clínicas de Freud, esses ainda mais frequentes e não menos importantes para os contornos da teoria psicanalítica. O conceito de sublimação é aquele que reúne...

Considerações sobre a noção de inteligência nos escritos iniciais de Freud; Considerations over intelligence notion in Freuds initial writings.

Gonçalves, Maria Margareth
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 17/06/2010 PT
Relevância na Pesquisa
37.32%
O presente trabalho tem como objetivo estudar a origem do desenvolvimento da função intelectual de acordo com as formulações elaboradas por Freud em suas primeiras obras. Para alcançarmos esse objetivo, empregamos como metodologia a pesquisa bibliográfica e o arcabouço teórico redigido por Freud. Embora Freud não tenha escrito um texto específico sobre o tema, foi se referindo ao pensamento que ele abordou as questões relativas às funções intelectuais e à aquisição do conhecimento. Ao se ocupar dos processos de pensamento, ele procurou entender como o sujeito pensa e como se organizam as estruturas que permitem essa função. Por essa via, Freud recuperou o lugar daquelas funções conhecidas como processo intelectuais superiores, que incluem a reflexão, a inferência, a recordação, a associação, a percepção, bem como a capacidade da atenção. Ao estender a noção de processos de pensamento às mais diversas formas de expressões psíquicas pensamento cognitivo, pensamento onírico, pensamento artístico , Freud marcou a originalidade de sua concepção. Pois faz todas as formas de pensamento citadas, derivarem dos processos inconscientes. É nesse sentido que Freud teoriza a existência de um processo primário que dá lugar ao processo secundário e a possibilidade desse último considerar a realidade externa. Mas...

Do Inconsciente da metapsicologia ao dispositivo clínico: uma análise institucional do discurso de Freud; From metapsychologys unconscious to clinical dispositive: a Freuds institutional analysis of discourse

Afonso, Felipe Martins
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 17/04/2015 PT
Relevância na Pesquisa
37.29%
Partindo de trabalhos recentes que analisaram os discursos de psicanalistas contemporâneos sobre seu fazer e que se orientaram segundo o método da Análise Institucional do Discurso (AID), pudemos afirmar que a teoria informa o fazer clínico da psicanálise. Isso implicou dizer também que, por via inversa, é a clínica que materializa a teoria. Dessas duas afirmações levantamos uma pergunta: como Freud formula um conceito específico dessa teoria que informa a escuta e o pensamento desses psicanalistas? Escolhemos o conceito de inconsciente, pois ele é, ao que tudo indica, o carro-chefe da metapsicologia freudiana. Assim, analisamos o texto O inconsciente de Freud pelo método da AID. Nossos resultados foram, de certa forma, surpreendentes. No que diz respeito ao lugar constituído pelo e para o conceito, verificou-se, por um lado, que o texto de Freud é um jogo constante entre mostrar o inconsciente, descobri-lo, revelá-lo, caracterizá-lo (como se o inconsciente fosse um fato, um dado da experiência), e entre demonstrá-lo, inferi-lo, hipotetizá-lo, derivá-lo (de modo teórico). Por outro lado, também pudemos verificar que o conceito de inconsciente constrói-se como em bloco, ou melhor, como um caleidoscópio; como se outros conceitos fossem exigidos para dele dar conta. No que se refere ao modo como Freud produz conhecimento...

Três metáforas de Freud na descoberta do inconsciente

Ferreira, Iara Flor Richwin
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
37.27%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Psicologia, 2010.; O escopo desta dissertação é analisar e apresentar a descoberta do inconsciente e sua progressiva conceitualização a partir da análise de três metáforas utilizadas por Freud no período compreendido entre 1892 e A Interpretação dos Sonhos (1900): 1. reino das sombras e maus espíritos, 2. metáfora histórico-arqueológica e 3. metáfora gráfica e de região jurisdicional. A metáfora do reino das sombras e maus espíritos remete à experiência originária de Freud com relação ao inconsciente, ao momento inicial da descoberta de que a consciência é lacunar e descontínua e não recobre toda a extensão do psiquismo. Essa metáfora revela importantes questões relacionadas aos fenômenos clínicos que levaram Freud à conceitualização do inconsciente psicanalítico e anuncia e prefigura vários dos sentidos que o conceito de inconsciente assume com o desenvolvimento da psicanálise. Por meio da metáfora histórico-arqueológica do segundo capítulo, acompanhamos os desdobramentos da descoberta freudiana e apresentamos a elaboração e refinamento do método psicanalítico, que permitiu a Freud maior acesso e conhecimento sobre a região inconsciente do psiquismo. A partir da combinação de metáforas gráficas – inscrição...

Entre o belo e o feio: das Unheimliche como princ?pio est?tico em Freud

MAGALH?ES, Alex Wagner Leal
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
37.29%
O presente trabalho visou estudar as considera??es est?ticas de Freud contidas no texto ?O Estranho? (1919), como tais posicionamentos promovem uma verdadeira descontinuidade no pensamento est?tico ocidental. Neste sentido, ao nos mostrar como toda produ??o art?stica tem no material inconsciente seu principal motor e fonte de inspira??o, Freud a insere no rol das demais produ??es do inconsciente (sonhos, chistes, neurose, etc). No entanto, no contexto de ?O Estranho?, Freud passa a ver a arte n?o mais como uma produ??o de um aparelho ps?quico movido pelo princ?pio do prazer, pois neste texto Freud antecipa a quest?o da puls?o de morte e o eterno retorno de materiais recalcados como funcionamento de uma subjetividade regida por um al?m do princ?pio do prazer, neste sentido, a morte, enquanto fim ?ltimo da exist?ncia passa a ser a grande t?nica das novas pesquisas freudianas, e o belo da arte estaria assim irremediavelmente implicado ? angustia e desamparo ocasionados pelo retorno do recalcado. Neste sentido, o unheimlich, enquanto sentimento de assombro e inquieta??o provocados pela puls?o demon?aca que insiste em presentificar-se, passa a ser encarado por Freud como importante princ?pio est?tico.; ABSTRACT: The present work aimed study the Freud?s esthetic considerations present in the text ?The Uncanny? (1919)...

A escrita das cartas de Freud a Fliess e a invenção da psicanalise; The writing of Freud's letters to Fliess and the invention of psychoanalysis

Vera Lucia Colucci
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 25/02/2010 PT
Relevância na Pesquisa
37.41%
Freud (1856-1939), inventor da psicanálise, foi um grande escritor de cartas. Calcula-se que ao longo de sua vida escreveu mais de 20.000 cartas. Todavia, as cartas a Fliess (Masson 1986), escritas entre 1887 e 1900 têm um lugar diferenciado das demais. No presente trabalho desenvolvemos a idéia de que a escrita das cartas a Fliess (1858-1928) são parte da invenção da psicanálise. O aforismo de Lacan "o inconsciente é estruturado como uma linguagem" impõe a consideração da divisão do sujeito Freud articulada ao seu desejo na teorização da psicanálise. A verdade buscada incessantemente por Freud levou-o à invenção psicanálise. Nesse percurso de muito trabalho e solidão intrínsecos ao objeto que não se deixa apreender, Fliess ocupou o lugar de outro semelhante, que acolhe e estimula, e também daquele que representa o saber científico. Como Freud mesmo chegou a dizer comparando-se com o trabalho do físico Einstein, que tivera Newton e tantos outros como mestres, seu trabalho era sem precedentes, Freud. Na solidão que essa condição lhe impunha, pela injunção da invenção de um saber inédito, ele tinha que supor o saber científico em algum lugar. Foi Fliess, seu amigo muito amado, o parceiro de sua incursão por territórios não nomeados e não descritos anteriormente. Joseph Breuer (1842-1925)...

Freud e a sexualidade da mulher : vida pessoal, clínica, teoria e contemporaneidade

Vieth, Giovana Duailibe de Abreu
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Tese
POR
Relevância na Pesquisa
37.32%
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Instituto de Psicologia, Programa de Pós-Graduação em Psicologia Clínica e Cultura, 2013.; O presente trabalho possui como objetivo apresentar a relação de Freud com a sexualidade da mulher, primeiramente, em três âmbitos: relações pessoais, clínico e teórico. No primeiro âmbito, a relação entre Freud e a sexualidade da mulher é discutida pela sua relação com sua filha Anna Freud. No segundo âmbito, apresenta-se a escrita do caso clínico de Anna Freud, também sua paciente. Já no terceiro âmbito, faz-se um mapeamento de ideias que versam sobre a sexualidade da mulher na obra de Freud, no sentido de apresentar a evolução teórica pela qual a obra passa ao longo do tempo. Esse percurso, em seus três primeiros âmbitos, é feito como um retorno à Freud, indispensável para se chegar ao último âmbito desse estudo, que é a psicanálise contemporânea. Nesse sentido, serão apresentadas as ideias de autores da psicanálise contemporânea sobre a crise que está na teoria e no trabalho de tratamento frente às demandas atuais. Só após essa abordagem geral da crise é que se passará para a crítica das concepções atuais acerca da sexualidade da mulher...

Pensamento, linguagem e consciência nos textos iniciais de Freud; Thought, language and consciousness in Freud's early works

Caropreso, Fátima
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 01/01/2001 POR
Relevância na Pesquisa
37.33%
O objetivo deste artigo é mostrar a relação estabelecida por Freud entre o pensamento a linguagem e a consciência nos textos: "Sobre a concepção das afasias", (Freud, 1891/1973), e "Projeto de uma psicologia", (Freud, 1895/1950). O conceito de "representação de palavra", proposto por Freud no primeiro texto, é retomado, no segundo, para explicar como é possível a rememoração consciente do pensamento. No Projeto..., Freud propõe que a consciência, inicialmente, é apenas imediata e perceptiva e que o surgimento de uma consciência mediata do pensamento depende da constituição das associações lingüísticas, ou seja, da representação de palavra. Portanto, a linguagem possibilita a rememoração e, como conseqüência disto, permite o raciocínio e o conhecimento real dos objetos. Esse vínculo estabelecido por Freud entre a linguagem e a consciência nesses dois textos iniciais é mantido ao longo de toda a sua obra.; The aim of this paper is to present the relationship proposed by Freud between thought, language and consciousness in his "On the concept of aphasia" of (Freud, 1891/1973) and "Project for a psychology", (Freud, 1895/1950). The concept of "word representation" introduced by Freud in the first text is taken up in the second in order to explain how conscious recollection of thought is possible. For Freud...

Pensamento, linguagem e consciência nos textos iniciais de Freud; Thought, language and consciousness in Freud's early works

Caropreso, Fátima
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 01/01/2001 POR
Relevância na Pesquisa
37.33%
The aim of this paper is to present the relationship proposed by Freud between thought, language and consciousness in his "On the concept of aphasia" of (Freud, 1891/1973) and "Project for a psychology", (Freud, 1895/1950). The concept of "word representation" introduced by Freud in the first text is taken up in the second in order to explain how conscious recollection of thought is possible. For Freud, consciousness is at first only immediate perception and the appearance of a mediate consciousness of thought depends on the forming of linguistic associations - in other words, on word representation. Therefore language makes recollection possible and, consequently, allows reasoning about and real knowledge of objects. This link proposed by Freud between language and consciousness in these early texts is maintained throughout his work.; O objetivo deste artigo é mostrar a relação estabelecida por Freud entre o pensamento a linguagem e a consciência nos textos: "Sobre a concepção das afasias", (Freud, 1891/1973), e "Projeto de uma psicologia", (Freud, 1895/1950). O conceito de "representação de palavra", proposto por Freud no primeiro texto, é retomado, no segundo, para explicar como é possível a rememoração consciente do pensamento. No Projeto......

A pré-história da noção de causa em Freud; La pre-historia de la noción de causa en Freud; The prehistory of the concept of causality in Freud

Calazans, Roberto; Santos, Jorge Luís Gonçalves dos
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 01/04/2007 POR
Relevância na Pesquisa
37.29%
This study shows an analysis of the prehistory of the concept of causality in Freud, since his studies with Charcot, in 1885, until the work "The interpretation of dreams", in 1900. It was verified that the function of causality could only be consolidated in Psychoanalysis if Freud would have abdicated to the principle of cause in Natural Sciences. Both the statement of a sexual perturbation in current life and the scenes of a supposed traumatic seduction should be reformulated so that, in Psychoanalysis the problematic of cause is always referred to a question elicited by desire.; Este trabalho traz uma análise da pré-história do conceito de causalidade em Freud, desde seus estudos com Charcot, em 1885, até a obra A interpretação dos sonhos, de 1900. Verifica-se que a função da causalidade só poderia ser consolidada em Psicanálise na medida em que Freud abandonasse a concepção de causa das Ciências Naturais. Tanto a afirmação de uma perturbação sexual na vida atual dos sujeitos quanto as cenas de uma suposta sedução traumática têm que ser reformuladas para que, na Psicanálise, a problemática da causa sempre esteja referida a uma questão colocada pelo desejo.; Este trabajo trae un análisis de la pre-historia del concepto de casualidad en Freud...

O método analógico em Freud; El método analógico en Freud; The analogical method in Freud

Fulgencio, Leopoldo
Fonte: Universidade de São Paulo. Instituto de Psicologia Publicador: Universidade de São Paulo. Instituto de Psicologia
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 01/12/2006 POR
Relevância na Pesquisa
37.35%
Nesta conferência pretendo mostrar que o uso de analogias e comparações do tipo "como se" corresponde a um instrumento heurístico de pesquisa, configurando um procedimento metodológico de pesquisa colocado, por Freud, no quadro das ciências da natureza. O objetivo, no seu uso, é tanto fornecer uma "regra para procurar" quanto dar a certos conceitos ou processos um conteúdo empírico não facilmente apreensível ou, até mesmo, impossível de ser encontrado. Essa concepção sobre a natureza e a função de analogias e comparações do tipo "como se" nas ciências não é uma novidade introduzida por Freud, mas sim uma prática comum nas ciências empíricas, que Freud aprendeu na sua formação como homem de ciência. Nesse sentido, depois de explicitar as concepções de Immanuel Kant e Ernst Mach sobre o uso das analogias e comparações do tipo "como se", procura-se retomar as opiniões de Freud sobre esse tema, mostrando que essas opiniões reiteram as concepções dos autores citados.; En esta conferencia me propongo demostrar que el uso de analogías y de comparaciones del tipo "como si" corresponden a un instrumento heurístico que configura un procedimiento metodológico de investigación. Este es ubicado por Freud en el cuadro de las ciencias de la naturaleza. El objetivo...

A invenção da psicanálise e a correspondência Freud/Fliess; La invención del psicoanálisis y la correspondencia Freud/Fliess; The invention of psychoanalysis and the Freud/Fliess correspondence

Vidal, Paulo Eduardo Viana
Fonte: Universidade de São Paulo. Instituto de Psicologia Publicador: Universidade de São Paulo. Instituto de Psicologia
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 01/12/2010 POR
Relevância na Pesquisa
37.35%
O presente artigo procura demonstrar que a correspondência Freud/Fliess foi um dispositivo essencial para invenção da psicanálise por Freud. A leitura das cartas nos permite acompanhar a emergência dos novosconceitos (fantasia, Édipo etc.) e como seu surgimento exigiu de Freud um percurso subjetivo que culminou na invenção do analista, lugar que não cabe na relação entre médico e paciente. O que confere portanto a essa correspondência, que Freud não quis publicar, o estatuto de resto da invenção do laço analítico.; Este artículo propone demonstrar que la correspondencia Freud/Fliesse fue un dispositivo esencial para la invención freudiana del psicoanálisis. La lectura de las cartas nos permite acompañar la emergencia de los nuevos conceptos (fantasma, Edipo, etc.) y como su surgimiento exigió de Freud un recorrido subjetivo cuja culminación fue la invención del analista, lugar extranjero a la relación médico y paciente. Lo que confiere por lo tanto a la correspondencia citada, la qual Freud no quiso publicar, el estatuto de resto de la invención del lazo analitico.; This paper aims to demonstrate that the Freud/Fliess correspondence was an important apparatus to Freud psychoanalysis invention. The letters reading allows us to follow the emergence of new concepts (phantasy...

General aspects of Winnicott’s redescription of the basic concepts of Freud’s psychoanalysis; Des aspects généraux de la redescription de Winnicott des concepts fundamentaux de la psychanalyse freudiennee; Aspectos gerais da redescrição winnicottiana dos conceitos fundamentais da psicanálise freudiana; Aspectos generales de la redescripción de Winnicott de los conceptos fundamentales del psicoanálisis de Freud

Fulgencio, Leopoldo
Fonte: Universidade de São Paulo. Instituto de Psicologia Publicador: Universidade de São Paulo. Instituto de Psicologia
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/03/2010 POR
Relevância na Pesquisa
37.32%
Neste artigo pretendo retomar uma série de resultados de pesquisas sobre as mudanças que a obra de Winnicott representa para o desenvolvimento da psicanálise, acrescentando-lhes alguns esclarecimentos, com o objetivo de indicar em que sentido Winnicott redescreveu os principais conceitos da psicanálise. A partir da caracterização, feita por Freud, da psicanálise como uma ciência que tem nos conceitos de inconsciente, sexualidade, complexo de Édipo, transferência e resistência, seus pilares empíricos procura-se mostrar que Winnicott reitera a importância desses conceitos, mas dá a eles outros sentidos. Ao final, pode-se indicar que tais modificações, associadas ao abandono da teorização metapsicológica, realizam uma mudança no quadro epistemológico da psicanálise. Com esse tipo de análise procura-se explicitar em que sentido Winnicott permanece freudiano afastando-se de Freud.; El objetivo de este artículo es examinar una serie de resultados de investigaciones acerca de los cambios que la obra de Winnicott representa para el desarrollo del psicoanálisis, añadiéndoles algunos esclarecimientos, para mostrar en qué sentido Winnicott redefinió los principales conceptos del psicoanálisis. A partir de la caracterización...

Hysteria: early theoretical formulations of Freud; Hystérie: les prémières formulations théoriques de Freud; Histeria: primeiras formulações teóricas de Freud; Histeria: primeras formulaciones teóricas de Freud

Bocca, Francisco Verardi
Fonte: Universidade de São Paulo. Instituto de Psicologia Publicador: Universidade de São Paulo. Instituto de Psicologia
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/12/2011 POR
Relevância na Pesquisa
37.37%
With the intention of presenting the evasive matter which is the hysteria, I decided to overlook it using the theories and works of Freud, assuming the period between 1886 and 1898. The hysteria, since always an heterogeneous object of multiple belongings, claimed by the natural and the supernatural, by reason and superstition, demanded an inquiry if, so often closed either in the body or in the spirit, would be whether or not a disease. We are interested in the hysteria from the treatment given by Freud. As to the reading keys that guided this research I anticipate some to the guidance of the reader: the very historical and chronological presentation of the theme and the works of Freud about it. Conceptually, the relationship between mind and body, the thesis of ideogenia in the etiology of hysteria, the gradual introduction of infantile sexuality and finally, the overcoming of the traumatic hypothesis, supported by the seduction theory, towards the admission of fantasy. All this, in order to practice an understanding on the Freudian theory which recognizes the specificity of his production from an alternative route, which does not take into account the fact of neither a rupture nor a conceptual continuity in its elaboration.; Na intenção de abordar o escorregadio tema da histeria...

Algunas consideraciones sobre el fantasma en Freud y Lacan; Some considerations about fantasy in Freud and Lacan; Quelques considérations sur le fantasme dans Freud et Lacan; Algumas considerações sobre a fantasia em Freud e Lacan

Carreira, Alessandra Fernandes
Fonte: Universidade de São Paulo. Instituto de Psicologia Publicador: Universidade de São Paulo. Instituto de Psicologia
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/06/2009 POR
Relevância na Pesquisa
37.34%
Este artículo discute algunas consideraciones acerca del fantasma en Freud y Lacan, destacando su génesis y función para el sujeto. Para eso, analisa los tres tiempos del fantasma propuestos por Freud y las dos operaciones lógicas, que componen el articulador entre el sujeto y el objeto, presentes en el matema del fantasma desarrollado por Lacan, es decir, la alienación y la separación.; Cet article discute quelques considérations de Freud et Lacan sur le fantasme, en insistant sur sa genèse et fonction pour le sujet. Pour ça, reprend les trois temps du fantasme établi par Freud et les deux opérations logiques, qui constituent l’articulateur entre le sujet et l’objet a, présents dans le matema du fantasme élaboré par Lacan, à savoir: l´aliénation et la séparation.; Este artigo discute algumas considerações de Freud e Lacan a respeito da fantasia, salientando a sua gênese e função para o sujeito. Para isso, retoma os três tempos da fantasia trazidos por Freud e as duas operações lógicas, que constituem o articulador entre o sujeito e o “objeto a”, presentes no matema da fantasia elaborado por Lacan, a saber: a alienação e a separação.; This article discuss some considerations by Freud and Lacan about the fantasy...

Kantian foundations of Freudian Psychoanalysis and the place of metapsychology in the development of psychoanalysis; Les fondements de la théorie kantienne chez Freud et la métapsychologie dans le développement de la psychanalyse; Fundamentos kantianos da psicanálise freudiana e o lugar da metapsicologia no desenvolvimento da psicanálise

Fulgencio, Leopoldo
Fonte: Universidade de São Paulo. Instituto de Psicologia Publicador: Universidade de São Paulo. Instituto de Psicologia
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/03/2007 POR
Relevância na Pesquisa
37.29%
Je prétends soutenir que les références de Freud à Kant ne concernent pas seulement à des points ou sujets spécifi ques, étant donné que Freud a construit la psychanalyse dans la tentative d’élaborer une psychologie scientifi que conformément au programme de Kant pour la recherche a priori des sciences de la nature. Ce programme fait l´objetifi cation du psychisme comme a toute autre chose étrangère à l’homme, en le naturalisant, et il propose aussi que cet objet soit recherché avec l’aide de fictions heuristiques - en particulier celles qui constituent l´hypothèse de forces qui sont en confl it, forces qui caractérisent le point de vue dynamique -, lesquelles, en dernière instance, caractérisent la théorisation du type metapsichologique dans la psychanalyse. Ces considérations posent des questions sur l’avenir de la psychanalyse pós- Freud, vu que le sol philosophique defendu par Kant a souffert sévères critiques dès le développement de la philosophie pós-Kant.; Pretendo mostrar que as referências de Freud a Kant não dizem respeito a pontos ou temas específicos, mas, sim, que Freud construiu a psicanálise na tentativa de elaborar uma psicologia científica de acordo com o programa kantiano de pesquisa a priori para as ciências da natureza. Esse programa não só objetifica o psiquismo...

A INFLUÊNCIA DA OBRA DE SIGMUND FREUD NOS ESCRITOS DE NORBERT ELIAS: ALGUMAS CONSIDERAÇÕES INTRODUTÓRIAS

Barbosa, Sergio Servulo Ribeiro
Fonte: Conexões Publicador: Conexões
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares Formato: application/pdf
Publicado em 25/09/2008 POR
Relevância na Pesquisa
37.32%
O presente texto busca tecer breves considerações sobre a influência da obra de Sigmund Freud nos escritos de Norbert Elias a partir do seu livro A busca da excitação (1992). Ao estudarmos o referido autor, notamos uma linguagem familiar nos seus textos, alguns conceitos oriundos da psicanálise nos chamam a atenção. Qual seria esta influência? E antes de qualquer coisa, será que ela existiu? Daí o objetivo foi de identificar no seu texto, possíveis influências da obra de Freud. Em relação ao contexto geral do livro de Elias (1992) gostaríamos de destacar alguns pontos semelhantes entre este livro e as obras sociológicas de Freud, principalmente o texto Mal-estar na civilização (1930). Também será importante uma leitura em outras obras importantes de Freud e que compõem o que os estudiosos da psicanálise chamam de obras sociológicas, entre elas podemos destacar Totem e tabu (1913), Psicologia de grupo e análise do ego (1921) e O futuro de uma ilusão (1927); onde muitas das idéias de Freud poderão ser mais bem compreendidas e situadas dentro da obra de Norbert Elias. Palavras-chave: Norbert Elias; Sigmund Freud; A busca da excitação; psicanálise. The present text find describe brief consideration about the influence by work of Sigmund Freud in the writes of Norbert Elias the begin of him book The quest for excitement (1992). To the we study the author...