Página 1 dos resultados de 361 itens digitais encontrados em 0.002 segundos

Efeito da fragmentação florestal na predação de sementes da palmeira jerivá (Syagrus romanzoffiana) em florestas semidecíduas do estado de São Paulo. ; The effect of forest fragmentation on Syagrus romanzoffiana (palmae) seed predation in semi-deciduous forest.

Fleury, Marina
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 29/08/2003 PT
Relevância na Pesquisa
56.93%
O processo de fragmentação florestal, além do isolamento e da redução de hábitat, produz um aumento do microhábitat de borda. Este aumento leva à gradual perda de diversidade devido a alterações abióticas e bióticas fazendo com que remanescentes florestais não comportem a mesma diversidade que hábitats contínuos. O estabelecimento de espécies vegetal depende crucialmente do local onde as sementes são depositadas no ambiente, porém muito pouco se sabe sobre os efeitos da fragmentação florestal para a manutenção das características abióticas e bióticas dos microhábitats e seus efeitos na sobrevivência de sementes pós-dispersas, uma vez que a maioria dos estudos foi conduzida em florestas contínua. Este estudo teve como objetivo avaliar os efeitos da fragmentação florestal na predação de sementes da palmeira Syagrus romanzoffiana (“jerivá”) em três microhábitats (clareira, borda e interior de mata), testando oito fragmentos de Floresta Semidecídua (de 9,5 a 33.845 ha). Os objetivos deste trabalho foram os de avaliar (1) se existe diferenças bióticas e abióticas entre os microhábitats de borda, interior de mata e clareira; (2) se o tamanho do fragmento florestal exerce influência para a manutenção das características do microhábitats amostrados; (3) se os microhábitats testados diferem na sobrevivência de sementes de S. romanzoffiana pós-dispersas; (4) se o tamanho do fragmento influencia na taxa de predação de sementes; (5) quais das características estruturais avaliadas estão relacionadas com a predação de sementes de S. romanzoffiana e (6) quais as características estruturais que estão correlacionadas com o tamanho do fragmento. Foi concluído que fragmentos menores que 20 ha não possuem diferenças abióticas e bióticas por extrapolação da borda da mata a todo o fragmento...

Frugivoria e dispersão de sementes por Tapirus terrestris (Linnaeus, 1758) na paisagem fragmentada do Pontal do Paranapanema, São Paulo; Frugivory and Seed Dispersal by Tapirus terrestris (Linnaeus, 1758) at patched landscape in the Pontal do Paranapanema region, São Paulo, Brazil

Tófoli, Cristina Farah de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 28/03/2007 PT
Relevância na Pesquisa
46.82%
Tapirus terrestris (Linnaeus, 1758), o maior frugívoro do Brasil, desempenha um papel importante na dinâmica dos ambientes e é muito suscetível à perda de habitats. Devido à Floresta Estacional Semidecidual ser o ecossistema mais fragmentado e ameaçado do Domínio Florestal Atlântico do Brasil e o Pontal do Paranapanema ser igualmente constituído apenas por remanescentes florestais, as populações de antas (T. terrestris) nessa região, sentindo os efeitos dessas mudanças ambientais, podem estar reduzidas a níveis insustentáveis ao longo do tempo, e conseqüentemente, todo ecossistema pode ser prejudicado. O conhecimento da ecologia alimentar é um dos fatores mais importantes para realização de ações que visem a conservação das espécies e as interações entre plantas e animais são fundamentais para manutenção da dinâmica florestal, assim, os objetivos desse estudo foram conhecer a composição de frutos consumidos pela anta e verificar se houve variação sazonal em sua dieta e sua ação potencial como dispersor de sementes. Diante da paisagem fragmentada da região onde o estudo foi conduzido e da possibilidade dessa alteração afetar a dieta de espécies, objetivou-se verificar se a fragmentação de habitats influencia o consumo de frutos pelas antas. Para isso...

Espécies sentinelas para a Mata Atlântica: as conseqüências epidemiológicas da fragmentação florestal no Pontal do Paranapanema, São Paulo; Sentinel species for Atlantic Rainfores: epidemiological consequences of forest fragmentation in Pontal do Paranapanema, São Paulo

Nava, Alessandra Ferreira Dales
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 08/07/2008 PT
Relevância na Pesquisa
66.65%
A conservação da biodiversidade e de ecossistemas saudáveis é extremamente necessária para a saúde dos indivíduos, das populações humanas e das demais espécies encontradas na natureza. Como conseqüência desses múltiplos estresses ambientais estão certas doenças emergentes, a desestabilização de cadeias tróficas e os efeitos deletérios na saúde de populações silvestres e na ecologia dos habitats fragmentados. O objetivo principal deste estudo foi estudar as conseqüências epidemiológicas da fragmentação florestal nas populações de animais domésticos, felinos silvestres e taiassuídeos presentes no Parque Estadual Morro do Diabo e fragmentos florestais próximos, intencionando determinar o padrão de ocorrência de doenças na população silvestre. Para isso foram capturados e tiveram amostras coletadas: 39 catetos (Tayassu tajacu), 61 queixadas (Tayassu peccari), 2 jaguatiricas (Leopardus pardalis), 2 onças pardas (Puma concolor), 8 onças pintadas (Panthera onca), e 100 Rattus rattus bem como os seguintes animais domésticos: 782 bovinos, 214 caninos, 193 eqüinos, 108 ovinos, 97 suínos e 17 gatos domésticos do entorno do PEMD e fragmentos florestais. Para os animais silvestres e domésticos amostrados...

Influência de corredor florestal entre fragmentos da mata atlântica utilizando-se a avifauna como indicador ecológico; Influence of forest corridor among fragments of the atlantic rofest using avifauna as ecological indicator

Dário, Fábio Rossano
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 22/10/1999 PT
Relevância na Pesquisa
46.8%
O estudo foi realizado em área localizada na Serra do Mar, no domínio da Mata Atlântica, na formação florestal denominada Floresta Ombrófila Densa Atlântica, no Município de Paraibuna, Estado de São Paulo, Brasil, entre as coordenadas geográficas 23o 31 21 e 23o 32 36 de Latitude Sul e 45o 39 33 e 45o 41 54 de Longitude Oeste e 1.136 m de altitude. Foram estudados 3 fragmentos de vegetação natural de 46,92 ha, 4,28 ha e 26,38 ha e uma área de plantio de eucalipto adjacente, com sub-bosque bem desenvolvido, sendo a vegetação dos fragmentos, mata ciliar em estágio médio de regeneração secundária. O fragmento de menor área constitui-se num corredor de vegetação natural, interligando os 2 fragmentos maiores. O principal objetivo foi analisar os grupos de aves afetados pela fragmentação florestal e avaliar os impactos causados pela fragmentação e o isolamento destas áreas e, utilizando a avifauna como indicador ecológico, analisar a efetividade do corredor na passagem de material genético entre os fragmentos. Os métodos utilizados para o registro da avifauna foram o de observações por pontos fixos e captura e recaptura com auxilio de redes instaladas no sub-bosque dos fragmentos e do plantio de eucalipto...

Avaliação do efeito da fragmentação florestal na diversidade de carrapatos e patógenos transmitidos por carrapatos ma região do Pontal Paranapanema, SP; Evaluating the impact of forest fragmentation on prevalence and transmission of tick pathogens

Peterka, Cássio Roberto Leonel
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 12/12/2008 PT
Relevância na Pesquisa
66.9%
Avaliou-se o impacto da fragmentação florestal na diversidade de carrapatos de vida-livre e a presença de patógenos nestes carrapatos em remanescentes florestais do Pontal do Paranapanema, estado de São Paulo, Brasil. Estes fragmentos florestais abrigam uma rica e importante biodiversidade, com espécies endêmicas e ameaçadas como o mico-leão-preto (Leontopithecus chrysopygus), a anta (Tapirus terrestris), a onça pintada (Panthera onca), o macuco (Tinamus solitarius) e várias outras espécies de aves, mamíferos, répteis, anfíbios e peixes. Aproximadamente 90% das espécies de carrapatos parasitam exclusivamente hospedeiros selvagens. O restante pode ter animais domésticos e humanos como hospedeiros. Embora a maioria das pesquisas tenha sido dirigida a espécies de importância econômica, os carrapatos que parasitam animais selvagens possuem relevante papel na manutenção dos níveis de patógenos em populações de vida livre. Algumas destas espécies, por exemplo, demonstraram que podem parasitar hospedeiros não selvagens e promover o surgimento de zoonoses. Em habitats fragmentados, a diversidade de espécies vertebradas é menor se comparado a habitats com pouca alteração antrópica. Portanto, a fragmentação do habitat diminui a diversidade de espécies de carrapatos também. Para estudar a relação entre a fragmentação florestal e a ecologia das populações de carrapatos foram coletados carrapatos em 8 fragmentos florestais pelo método de arrasto de flanela e inspeção visual da vegetação. Os índices de comparação utilizados foram de similaridade de Jaccard...

Aspectos da fisiologia metabólica e do desempenho locomotor em anfíbios anuros: implicações da fragmentação ambiental; Aspects of metabolic physiology and locomotor performance in anuran amphibians: implications of habitat fragmentation

Otani, Lye
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 05/08/2011 PT
Relevância na Pesquisa
56.55%
Diversos aspectos metabólicos e comportamentais possuem uma estreita relação com as condições do ambiente, havendo um compromisso entre as condições naturais e a dinâmica de modificações sobre os organismos. Devido ao grande índice de degradação ambiental proveniente da atividade humana nos últimos tempos, populações de anfíbios têm sido particularmente mais afetadas devido a sua alta sensibilidade a alterações ambientais. Em uma paisagem fragmentada, a manutenção de metapopulações viáveis é um importante fator a persistência das populações. Dentro deste contexto, este estudo propõe investigar as relações entre a fragmentação florestal e habilidade das algumas espécies de anuros para se deslocar entre os fragmentos, ou entre estes e corpos d'água. Assim, realizamos comparações, fisiológicas e comportamentais intra e interespecífica de espécies de anuros residentes em paisagens contínuas e fragmentadas em duas localidades da Floresta Atlântica, com base em suas características morfológicas. De acordo com nossos resultados, as diferenças ambientais entre as paisagens estão relacionadas com as diferenças morfofisiológicas entre as espécies.; In the last few decades, human activity has changed environmental condition...

Efeito da fragmentação florestal no Estado de São Paulo na interação de Ficus eximia Schott e suas vespas associadas; Forest fragmentation effects on the interaction of Ficus eximia Schott and their associated wasps in the state of Sao Paulo

Teixeira, Ludmila Maria Rattis
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 17/02/2011 PT
Relevância na Pesquisa
66.76%
Frente ao intenso processo de fragmentação florestal sofrido no Brasil, este trabalho avaliou o efeito da fragmentação de Florestas Estacionais Semideciduais no Estado de São Paulo sobre a interação Ficus eximia e vespas (polinizadoras e não-polinizadoras). A abordagem foi realizada em duas escalas, (1) Na paisagem, com comparações entre os dados encontrados nas regiões de Teodoro Sampaio (menos fragmentada); Gália (intermediária) e Ribeirão Preto (mais fragmentada); e (2) Na escala local, considerando as características da paisagem no entorno das plantas amostradas. As questões investigadas foram: (a) Existe limitação de pólen em paisagens muito degradadas? (b) A estrutura da comunidade de vespas varia de acordo com o nível de fragmentação e distúrbio dos hábitats? (c) Possíveis limitações de pólen ou parasitismo por vespas não-polinizadoras comprometem os componentes primários de fecundidade das figueiras nas paisagens mais fragmentadas? Para responder tais questões, coletamos figos na fase interfloral (após a entrada da polinizadora e antes da maturação das sementes e prole) e figos em fase próxima à emergência das vespas. Os resultados mostraram que não houve indícios de limitação de vespas polinizadoras em nenhuma das paisagens estudadas. As comunidades apresentaram padrão aninhado...

Fragmentação florestal: efeitos em múltipla escala sobre a diversidade de aves em remanescentes florestais no noroeste do Estado de São Paulo

Bispo, Arthur Ângelo
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 78 f. : il.
POR
Relevância na Pesquisa
46.71%
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Pós-graduação em Biologia Animal - IBILCE; A fragmentação florestal é uma das principais ameaças a diversidade de aves sendo responsável por grande parte das extinções de espécies em florestas tropicais. Os efeitos da fragmentação florestal sobre a diversidade de espécies em remanescentes devem ser analisados em diferentes escalas com a finalidade de uma melhor interpretação de suas conseqüências sobre cada espécie ou grupo de espécies. Desta forma, este estudo procurou responder três perguntas que geraram as hipóteses de trabalho desenvolvidas em cada capítulo. 1) Quais espécies ocorrem na região noroeste do estado de São Paulo? 2) Como a paisagem do entorno dos remanescentes florestais influencia a riqueza e os grupos funcionais de aves? 3) Na escala do fragmento, como as variáveis ambientais influenciam a riqueza de espécies e a distribuição dos grupos funcionais nos remanescentes florestais? As respostas dessas perguntas seguem um gradiente de relação, de um fator regional até o local. Foram registradas 328 espécies para a região. As origens dos registros permitiram supor que os exclusivamente históricos foram de espécies que não ocorram mais localmente. Essas espécies apresentaram uma forte relação com as categorias propostas...

Fragmentação florestal afeta a distribuição e ocorrência da acarofauna (Arachnida ; Acari) associada a vegetação

Demite, Peterson Rodrigo
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 235 f : il.
POR
Relevância na Pesquisa
56.72%
Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP); Pós-graduação em Biologia Animal - IBILCE; O conhecimento atual sobre a diversidade biológica do planeta é extremamente escasso, sendo preocupante se considerarmos o atual ritmo de destruição dos ecossistemas naturais. A diversidade de espécies é ameaçada principalmente pela fragmentação e pela perda de hábitat. Com o processo da fragmentação os remanescentes ficam rodeados de matrizes de diferentes vegetações, expondo os organismos às condições de um ecossistema circunvizinho diferente. Este estudo foi realizado em 18 fragmentos florestais, nove pequenos (50 a 150 ha) e nove grandes (> 200 ha), e teve o objetivo de verificar se a fragmentação florestal afeta a acarofauna associada à vegetação. Foram selecionados e marcados em oito fragmentos, quatro pequenos e quatro grandes, dez indivíduos de Actinostemon communis (Euphorbiaceae) e dez de Trichilia casaretti (Meliaceae), sendo cinco localizados na borda, e cinco no interior dos fragmentos. A avaliação do efeito da matriz nos fragmentos foi realizada com base na acarofauna presente em A. communis em seis fragmentos, dois vizinhos para cada tipo de matriz (canavial, laranjal e áreas de pastagens). Foram amostrados em média...

Efeitos da fragmentação florestal sobre a diversidade funcional e sobre grupos funcionais de aves

Schlichting, Mariana Sant’Ana
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 72 f. : il., gráfs., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
56.71%
Pós-graduação em Biologia Animal - IBILCE; The Araucaria Forest suffered intense logging, and this fact led to the process of forest fragmentation. The imbalance caused by this process acts in different ways on species, functional groups and also on the functional diversity of birds. With the objective of evaluate the effects of forest fragmentation on species and functional groups and how this process affects the functional diversity of birds, we performed a compilation of works done in remnants of Araucaria Forest and tested (i) how species or functional groups influences the coupling between the remnants and, (ii) how processes such as the replacement of species is capable of maintaining functional traits communities. The results indicate that there are functional groups acting directly on the coupling between the remnants and that the process of species replacement is very important for the maintenance of functional traits within the community. This work also highlights the importance of species traits and functional groups to maintain the stability of the ecosystem; A Floresta com Araucária sofreu intensa exploração madeireira e, este fato ocasionou o processo de fragmentação florestal. O desequilíbrio ocasionado por este processo atua de diferentes maneiras sobre espécies...

Efeitos de fragmentação florestal na guilda de borboletas frugivoras do Planalto Atlantico Paulista

Marcio Uehara-Prado
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 08/08/2003 PT
Relevância na Pesquisa
46.82%
Os efeitos de fragmentação em guildas de borboletas Nymphalidae que se alimentam de frutas fermentadas, e a condição de indicadores ecológicos dos componentes dessa guilda, foram avaliados através de comparações entre sítios de floresta contínua (Reserva Estadual do Morro Grande, Cotia, SP) e fragmentos. Após 36.000 armadilhas/hora de amostragem, 70 espécies pertencentes a seis subfamílias de Nymphalidae foram capturadas, num total de 1810 indivíduos (661 indivíduos em 54 espécies na reserva e 1149 indivíduos em 64 espécies nos fragmentos, com 48 espécies em comum entre as paisagens). Contrário à maior parte dos estudos conhecidos com populações de borboletas, a razão sexual observada para a maioria das espécies do presente estudo não foi desviada para machos. A taxa de recaptura dos indivíduos foi baixa (menor que 30%) em ambas as paisagens. Os diferentes padrões de distribuição temporal encontrados para as subfamílias mais abundantes possivelmente estão relacionados a três fatores principais: voltinismo, disponibilidade de recursos larvais e abundância de predadores e parasitóides. A hipótese de que os indivíduos estariam distribuídos homogeneamente nas duas paisagens foi aceita em 21 das 35 espécies com abundância 2: 8 indivíduos. Das espécies restantes...

Estrutura genética populacional de Copaifera langsdorffii Desf. (Leguminosae - Caesalpinioideae) em fragmentos florestais no Pontal do Paranapanema, SP, Brasil

Martins,Karina; Santos,João Dagoberto dos; Gaiotto,Fernanda Amato; Moreno,Maria Andréia; Kageyama,Paulo Yoshio
Fonte: Sociedade Botânica de São Paulo Publicador: Sociedade Botânica de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2008 PT
Relevância na Pesquisa
46.72%
O Pontal do Paranapanema é a região mais recentemente desflorestada do Estado de São Paulo. Os efeitos da fragmentação florestal na estrutura genética de Copaifera langsdorffii Desf. foram avaliados por meio da genotipagem, com seis locos microssatélites, de pelo menos 30 indivíduos regenerantes e 30 adultos em três áreas do Pontal do Paranapanema. A amostragem compreendeu dois fragmentos localizados em assentamentos rurais, Tucano (800 ha) e Madre Cristina (300 ha); e uma população localizada em floresta contínua, no Parque Estadual do Morro do Diabo (35.000 ha). Níveis elevados de diversidade genética foram detectados tanto nos regenerantes como nos adultos. A diversidade gênica (He) variou de 0,718 a 0,835 e o número médio de alelos por loco (Â) variou de 8,67 a 11,83, mostrando que a fragmentação ainda não causou perda de alelos. As estimativas elevadas dos índices de fixação (0,183 a 0,387) foram conseqüentes da ocorrência de alelos nulos em alguns locos e de endogamia nas populações. A divergência genética foi pequena entre os adultos (R ST = 0,035), mas aumentou entre os regenerantes (R ST = 0,075). Como esperado, a fragmentação florestal está causando redução do fluxo gênico interpopulacional...

Corredores ecológicos como ferramenta para a desfragmentação de florestas tropicais.

SEOANE, C. E. S.; DIAZ, V. S.; SANTOS, T. L.
Fonte: Pesquisa Florestal Brasileira, Colombo, v. 30, n. 63, p. 207-216, ago./out. 2010. Publicador: Pesquisa Florestal Brasileira, Colombo, v. 30, n. 63, p. 207-216, ago./out. 2010.
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
56.65%
A expansão do uso e ocupação antrópica do espaço terrestre leva a uma severa fragmentação dos habitats naturais. Corredores ecológicos podem facilitar o deslocamento de organismos entre fragmentos de habitats e têm sido cada vez mais adotados como uma ferramenta para manter e restaurar a biodiversidade. A teoria da metapopulação é uma das bases para os atuais estudos sobre corredores ecológicos. Esses estudos ainda estão pouco desenvolvidos, especialmente em ecossistemas tropicais, carecendo de bases científicas sólidas para apoiar a sua utilidade. No entanto, os efeitos da fragmentação florestal são tão severos que é justificável o planejamento e a execução de medidas que busquem atenuá-las, apesar de não estarem disponíveis resultados de pesquisas que demonstrem a eficácia ou mesmo o acerto destas medidas.; 2010

Sistema de reprodução em duas populações naturais de Euterpe edulis M. sob diferentes condições de fragmentação florestal.

SEOANE, C. E. S.; SEBBENN, A. M.; KAGEYAMA, P. Y.
Fonte: Scientia Forestalis, São Paulo, n. 69, p. 13-24, dez. 2005. Publicador: Scientia Forestalis, São Paulo, n. 69, p. 13-24, dez. 2005.
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
56.54%
2005

Fragmentação florestal: redução no controle da formiga cortadeira Atta cephalotes por moscas parasitóides

Rejane de Almeida, Walkiria; Roberta Leal, Inara (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
PT_BR
Relevância na Pesquisa
56.55%
Nesse estudo nós testamos a hipótese que formigas cortadeiras (Atta sp.) sofrem um controle menos intenso das moscas Phoridae em áreas fragmentadas. Para avaliar diferenças na ação dos parasitóides devido ao efeito de borda, foram marcadas cinco colônias no interior e na borda de um fragmento de 3.000 ha (área controle). Adicionalmente, para verificar o efeito da redução e isolamento do habitat, outras cinco colônias foram marcadas em um fragmento de 300 ha. Foram realizadas perturbações nas colônias e registrada a ação desses parasitóides. Os resultados indicam maior abundância de parasitóides, menor tempo de aparecimento e maior taxa de ataque no interior da área controle. Nós concluímos que a fragmentação de habitats afeta a abundância e distribuição das moscas, bem como a taxa de ataques às formigas, podendo, dessa forma, comprometer o potencial efetivo de parasitismo. Portanto, podemos assumir que as populações de forídeos constituem um mecanismo de regulação populacional mais intenso para as colônias de Atta cephalotes em áreas mais preservadas; Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico

Fragmentação de habitats e dominação das assembléias por plantas pioneiras: evidências de uma velha paisagem da floresta atlântica nordestina

Rejane de Almeida, Wanessa; Tabarelli, Marcelo (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
PT_BR
Relevância na Pesquisa
46.65%
A fragmentação florestal tem afetado a capacidade de regeneração de espécies arbóreas nos fragmentos florestais, o que sugere que, futuramente, esses abrigarão apenas uma parcela ínfima da flora original. O presente estudo teve como objetivo comparar: (i) a riqueza da assembléia de plântulas, jovens, e adultos, (ii) avaliar se o banco de plântulas apresenta uma maior proporção de indivíduos de espécies pioneiras e com sementes pequenas, e (iii) se há uma diferenciação taxonômica entre os estágios de plântula, juvenis e adultos. Foram amostradas plântulas (indivíduos com até 50 cm de altura, sem indícios de propagação vegetativa) e juvenis (indivíduos com DAP g 2 e h 5 cm) em parcelas de 0,1 ha em 20 fragmentos com tamanhos entre 3,4 e 91,1 ha, em uma paisagem severamente fragmenta. A comparação com a flora de adultos foi possível por conta de um levantamento pretérito. Foram encontradas diferenças entre a riqueza de espécies nos três estágios ontogenéticos, com a riqueza do estágio de plântulas apresentando 27% menos espécies que a riqueza no estágio de adultos. Não foi observada diferença entre os estágios de plântulas e juvenis, nem entre juvenis e adultos. Além disso, o estágio de plântulas apresentou em média 10% mais indivíduos e 11% mais espécies arbóreas com sementes pequenas do que o estágio de juvenis. Através da técnica do NMDS...

Investigations into deforestation, forest fragmentation and the distribution of threatened plant species in the South-east of Brazil; Investigações sobre desflorestamento, fragmentação florestal e a distribuição de espécies arbóreas ameaçadas no sudeste do Brasil

Zanella, Lisiane
Fonte: Programa de Pós-Graduação em Ecologia Aplicada; UFLA; brasil; Departamento de Biologia Publicador: Programa de Pós-Graduação em Ecologia Aplicada; UFLA; brasil; Departamento de Biologia
Tipo: Tese de Doutorado
Publicado em 16/09/2015 ENG
Relevância na Pesquisa
46.95%
Land use and cover change are resulting in changes across the globe, and especially in tropical ecosystems. Investigating factors that relate to these disturbances is essential if we are to mitigate the damage they are causing to biodiversity and ecosystem services. This is especially important in the case of megadiverse and threatened tropical biomes, such as the Brazilian Atlantic Forest, considered a biodiversity hotspot. The relationships between the greatest threats to the Atlantic Forest – deforestation and forest fragmentation – and external factors that might be related to them are not currently well understood, and comprehending them is vital for the conservation of the forest’s remaining area. Equally important is identification of priority areas that need protection. Understanding the potential distribution of threatened species is a key tool for identifying those areas. This thesis aims to investigate the relationships between deforestation and forest fragmentation, and socio-economic and bio-geophysical factors in the Atlantic Forest in the state of Minas Gerais, Brazil, and to model the potential distributions of red-listed plant species, which occur in this biome, and Cerrado and Caatinga of Minas Gerais. In Chapter 2 I used random forest analysis (RF) to identify relationships between socio-economic and bio-geophysical factors...

Influência da fragmentação florestal e da estrutura da vegetação na comunidade de aves da Fazenda Figueira, Londrina - PR; Forest fragmentation and vegetational structure influence on birds communities in Figueira Farm, Londrina, PR

Marcelino, Vânia Rosseto
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 01/08/2007 PT
Relevância na Pesquisa
46.67%
Devido à fragmentação florestal do bioma Mata Atlântica, o estudo das populações da fauna e da flora se torna cada vez mais urgentes para o entendimento dos processos ecológicos que possam levar à extinção de espécies e ao desequilíbrio das comunidades. Esse entendimetno é crucial para a conservação da biota, principalmente das Florestas Estacionais Semideciduais, uma das formações mais ameaçadas no sul e sudeste brasileiro. O trabalho apresentado foi conduzido em uma fazenda de gado (23°32'S e 50°58'w) de 3.670,29 ha, sendo cerca de 1.000 ha destinados a uma reserva florestal, fragmentada em manchas de diversos tamanhos. Foram estudados a avifauna, a estrutura da vegetação de seis fragmentos e a paisagem da fazenda. Os dados foram cruzados para tentar encontrar relações entre a riqueza e a abundância da avifauna e a vegetação e a paisagem. Foram utilizados três métodos de levantamento da avifauna: trajetos, ponto-fixo e rede-neblina. Foram registradas 224 espécies de aves e 70 espécies de árvores. Realizando uma Análise de Agrupamento, os fragmentos foram divididos em pequenos, médios e grandes. Através da Análise de Correlação com o Coeficiente de Pearson, observou-se que algumas espécies de aves típicas de interior florestal estão relacionadas positivamente à densidade da cobertura vegetal e à freqüência de árvores no fragmento. Algumas espécies típicas de borda estão relacionadas a fragmentos com altura mais baixa do dossel e menor densidade da cobertura vegetal. O estudo demonstra que há grande diversidade de espécies de aves na fazenda...

Diversidade genetica de duas especies arboreas em fragmentos de Mata Atlantica; Genetic diversity of two Atlantic Forest tree species

Kaiser Dias Schwarcz
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 19/12/2008 PT
Relevância na Pesquisa
46.74%
A floresta atlântica semidecídua, um dos principais tipos de formações vegetais constituintes da Mata Atlântica Brasileira, estende-se ao longo das regiões central e sudeste do interior do país. A sua destruição tem resultado na eliminação de muitas populações e, potencialmente, na erosão da diversidade genética de diversas espécies. A área originalmente coberta pela Mata Atlântica era de cerca de 15% do território nacional, indo do atual Estado do Rio Grande do Norte até o Rio Grande do Sul, estendendo-se, nas regiões sul e sudeste, do litoral brasileiro até a Argentina e o Paraguai. Desde então, a Mata Atlântica tem sido devastada principalmente devido à exploração predatória dos recursos florestais, causando sua redução a 7,3% de sua área original, distribuídos de forma fragmentada pelo território brasileiro. No estado de São Paulo a Mata Atlântica está reduzida a menos de 5% de sua área original e em Campinas, ocupa apenas 2,42% da área municipal. O agravamento da fragmentação florestal causado pela ação humana podem alterar os fluxos de vento, radiação e água ao longo da paisagem, bem como os padrões de migração e dispersão de animais, pólen e sementes. Uma vez que a maior parte da Mata Atlântica se apresenta hoje distribuída em fragmentos descontínuos...

Mapeamento, fragmentação florestal e influência das áreas de borda para a comunidade arbórea no Alto Iguaçu - Estado do Paraná

Hentz, Ângela Maria Klein
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: Dissertação Formato: 197f. : il. algumas color., mapas, tabs., grafs.; application/pdf
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
66.78%
Orientadora : Profª. Drª. Ana Paula Dalla Corte; Co-orientadores : Prof. Dr. Carlos Roberto Sanquetta e Prof. Dr. Christopher Thomas Blum; Dissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Agrárias, Programa de Pós-Graduação em Engenharia Florestal. Defesa: Curitiba, 20/02/2015; Inclui referências; Área de concentração : Manejo florestal; Resumo: Este trabalho teve como foco avaliar a estrutura da fragmentação e os efeitos desta sobre aspectos relacionados a conservação da diversidade da Floresta Ombrófila Mista, na sub-bacia hidrográfica Alto Iguaçu, Paraná. Utilizando cenas do satélite Landsat 8 e a classificação orientada ao objeto, foram mapeadas três categorias de áreas florestais, e então foram aplicadas métricas de ecologia da paisagem. Complementarmente, analisou-se um dos aspectos da fragmentação florestal, o efeito de borda, em uma fazenda experimental de São João do Triunfo, pertencente ao projeto PELD Sítio 9. Nessa área foi avaliado o efeito de borda sobre a riqueza e abundância de indivíduos, além de outros parâmetros, utilizando para isso dados de inventários anuais (desde 1995) realizados em duas parcelas permanentes (Fogo e Imbuia) de 1 ha cada. Os indivíduos inventariados foram plotados sobre uma grade de sub parcelas correspondentes a distâncias de borda com amplitude de múltiplos de 10 metros. Em 2013 cerca de 47% da sub-bacia correspondia a áreas florestais...