Página 1 dos resultados de 2149 itens digitais encontrados em 0.007 segundos

Profissionalização do professor de matemática : limites e possibilidades para a formação inicial

Carneiro, Vera Clotilde Garcia
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
46.48%
O presente trabalho propõe pensar diferente o professor e sua formação, deixando emergir a figura de um novo-profissional, professor de Matemática, que está se produzindo e sendo produzido, no Brasil de hoje, na confluência de uma série de circunstâncias. Apoiando-se nos conceitos-chave e na metodologia sugeridos pelo pensador francês Michel Foucault (1926-1984), o estudo se desenvolve como uma investigação foucaultiana. Reporta-se a um corpus variado e pouco usual de documentos escritos e orais, entre eles pequenos casos e histórias de vida parciais, recolhidos devido à sua conexão estratégica e analisados na perspectiva arqueológica - desentranha-se os saberes e as verdades predominantes ou submetidas - e genealógica - procura-se, nas relações de poder, as razões do aparecimento e das transformações dos saberes -, tendo em vista a questão principal: esquadrinhar os sujeitos instituídos pelas práticas/ discursos em análise. O trabalho inclui o estudo de caso da Licenciatura em Matemática da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, não considerado pela sua singularidade mas como caso típico, marcante de um momento de mudança. O curso tem como características: um licenciando separado do bacharel, desde o início; um docente-formador da área específica com papel decisivo; o ensino considerado como objeto de investigação...

A atualização do projeto pedagógico nos cursos de formação de professores de matemática nos anos iniciais do ensino fundamental: licenciatura em pedagogia e licenciatura em matemática

Baumann, Ana Paula Purcina
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 355 p. + 1 CD-Rom
POR
Relevância na Pesquisa
46.48%
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Pós-graduação em Educação Matemática - IGCE; Esta pesquisa investiga como os cursos de Licenciatura em Matemática e em Pedagogia atualizam seus projetos de formação de professores, com o objetivo de formar o ser professor de Matemática dos anos iniciais do Ensino Fundamental.Partimos da pergunta: “Como o projeto pedagógico do curso de Licenciatura em Pedagogia e do curso de Licenciatura em Matemática realizam o ser professor de Matemática dos anos iniciais?”. A construção dos dados foi feita na cidade de Goiânia, na Universidade Federal de Goiás - UFG, por meio de entrevista com os coordenadores dos cursos de Licenciatura em Matemática e Licenciatura em Pedagogia, bem como com os professores responsáveis pelas disciplinas que discutem questões concernentes à Educação Matemática. Os alunos que estavam concluindo suas graduações, e que já tinham cursado disciplinas da área de Educação Matemática, foram convidados à participar da pesquisa e, os que aceitaram, foram entrevistados em grupo onde manteve-se um diálogo sobre o projeto do curso e a formação. Pela análise das entrevistas, são tecidas considerações acerca do trabalho desenvolvido e anunciado no Projeto Político Pedagógico desses cursos de formação de professores de Matemática. Abordamos o significado de atualização e projeto para esclarecer o modo pelo qual concebemos a atualização dos projetos pedagógicos. Foram articuladas cinco convergências que dizem sobre o curso de Licenciatura em Pedagogia...

Legitimidades possíveis para a formação matemática de professores de matemática: (ou: Assim falaram Zaratustras : uma tese para todos e para ninguém)

Santos, João Ricardo Viola dos
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 346 p.
POR
Relevância na Pesquisa
56.48%
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Pós-graduação em Educação Matemática - IGCE; O objetivo desse trabalho é o de buscar produzir possíveis legitimidades para a formação matemática de professores de matemática, em cursos de Licenciatura em Matemática. Por meio de uma abordagem qualitativa de pesquisa, tomando como fundamentações teórico-metodológicas o Modelo dos Campos Semânticos e a História Oral, foram realizados movimentos de teorizações a respeito da formação matemática de professores de matemática. Esses movimentos foram realizados nas textualizações de entrevistas realizadas com educadores matemáticos e matemáticos, e na produção de textos que apresentam considerações a respeito da problemática investigada. Um processo de teorização, tomado aqui como a intenção de produzir conhecimento por meio de um relato sistematizado de experiências, foi mobilizado para construir os movimentos e apresentar possíveis legitimidades. Nenhum dos textos e textualizações se constituem como os verdadeiros parâmetros para a estruturação da formação matemática nos cursos de Licenciatura. Cada um deles tenta produzir sentidos, olhares, espaços e possibilidades para possíveis transformações nos cursos; The purpose of this work is to produce possible legitimacy to initial mathematical preparation of mathematics teachers. The Model of Semantic Fields and Oral History are the bases for the qualitative research. The movements of theorizing...

Rastros da formação matemática na prática profissional do professor de matemática

Linardi, Patrícia Rosana
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Tese de Doutorado Formato: iv, 279 f. : il., gráfs., tabs. + 1 CD-ROM
POR
Relevância na Pesquisa
66.51%
Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq); Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Pós-graduação em Educação Matemática - IGCE; Neste trabalho buscamos e estudamos os rastros da formação matemática nas práticas de sala de aula de professores de Matemática, para, com isso, começar a preencher o vazio de pesquisas sobre a formação em conteúdo específico, identificado por Wilson et al. (2001), ao realizar cuidadosa análise da pesquisa publicada sobre formação de professores de Matemática e Ciências. O primeiro objetivo desta pesquisa é tentar identificar, na prática profissional de uma professora de matemática, traços daquilo que chamamos de a Matemática do matemático, como parte de uma investigação sobre a adequação, ou não, da formação matemática oferecida, atualmente, em quase todas as licenciaturas em matemática no Brasil (e em outros países). Para alcançar esse propósito, desenvolvemos um conjunto de instrumentos que nos permitissem realizar essa leitura. O desenvolvimento desses instrumentos é o segundo dos objetivos desta pesquisa. O suporte teórico para os procedimentos e a análise vêm do Modelo dos Campos Semânticos (LINS...

Como ensinar matemática na Escola Ativa? As orientações para o professor primário contidas nos periódicos pedagógicos do período de 1930 a 1960.

Oliveira, Priscilla
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
PT_BR
Relevância na Pesquisa
56.13%
Trabalho de conclusão de curso de Pedagogia a Distância pela Universidade Federal de Santa Maria, 23f.; Este trabalho de conclusão de curso nos revela através da leitura de revistas pedagógicas do período de 1930 a 1960, como se dava a formação matemática do professor primário. O trabalho apresenta um histórico sobre o que foi a Escola Nova, bem como classifica as orientações e atividades que os professores deveriam utilizar, nas três concepções de ensino: tradicional, intuitivo e escolanovista. Consiste igualmente em apontar as rupturas e continuidades da cultura escolar escolanovista para os dias atuais. Para tanto, foram analisadas 57 revistas pedagógicas da referida época de quatro estados brasileiros: RS, SP, RJ e MG. A pesquisa possui caráter histórico, e pode ser considerada qualitativa e bibliográfica, já que suas fontes são documentais. A técnica de análise de dados se fundamenta na utilização da metodologia histórico-cultural que tem como autores principais: Marc Bloch, Roger Chartier e Michel de Certeau. Pode-se afirmar que através desta pesquisa, percebe-se uma certa mistura de concepções educacionais presentes nas orientações pedagógicas e nas atividades elaboradas para as crianças. Apesar de a psicologia colocar a criança no centro do processo ensino/aprendizagem...

A construção de jogos de regras na formação dos professores de matemática

Spada, Arlenes Buzatto Delabary
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
46.47%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Educação, 2009.; Este estudo teve como objetivo analisar como se dá um processo de inclusão dos jogos de regras nas práticas lúdicas dos estudantes-professores do curso de Matemática, voltados para os anos finais do Ensino Fundamental, quais os aspectos relevantes a serem considerados nesse processo e suas possibilidades para favorecer a aprendizagem de matemática. Para tanto, no referencial teórico, procurou-se levantar pontos significativos do processo de formação dos professores (D’AMBRÓSIO, 2007; DELABARY, 2008; FIORENTINI, 2003), além de estabelecer-se uma diferenciação entre os termos jogo (HUIZINGA, 2007), jogo e brinquedo (BROUGÈRE, 1998; KISHIMOTO, 2008; MOURA, 2008), bem como o esclarecimento da concepção de jogo adotada nesta pesquisa (CAILLOIS, 1967; MUNIZ, 1999) e suas potencialidades educativas. Sob essa orientação, realizou-se uma pesquisa participante com dois estudantes-professores do curso de licenciatura em Matemática. Por meio dessa pesquisa, investigaram-se as concepções do ensino dessa disciplina, bem como do jogo e as suas relações com a matemática. O jogo construído foi denominado “Varal Matemático” e, após a comparação que levantou os pontos de aproximação e distanciamento desse jogo em relação aos jogos matemáticos e aos jogos de reflexão pura (MUNIZ...

Sobre o ensino superior da matemática : a geometria e os professores do 1.º ciclo : "novos desafios, velhas deficiências"

Gomes, Alexandra; Ralha, Elfrida
Fonte: Sociedade Portuguesa de Matemática Publicador: Sociedade Portuguesa de Matemática
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2005 POR
Relevância na Pesquisa
56.35%
Existe, na sociedade actual, um consenso generalizado a respeito da importância da formação (científica e pedagógica) dos professores de Matemática. No entanto este sentimento não tem sido, em Portugal, devidamente monotorizado nem no caso da formação científica nem no caso dos professores do 1.º ciclo. Apresentamos, neste artigo, um estudo que i) analisa os desafios que, na área da Matemática e de acordo com as directivas oficiais, se colocam aos professores do 1.º ciclo; ii) regista a formação matemática oferecida, em Portugal, a estes profissionais e iii) avalia as competências matemáticas de um grupo de professores e futuros professores quando nos centramos no caso dos conceitos geométricos elementares. Defendemos, como resultado da investigação, a necessidade urgente de se olhar para o conteúdo matemático como verdadeiro núcleo fundamental de qualquer programa de formação de professores do 1.º ciclo.; Different vectors of the society worldwide agree on the importance of the training (both scientifically and pedagogically) given to Mathematics teachers. However this belief has not been, in Portugal, followed by research on the implementation of correspondent means neither in the case of the scientific training of the teachers nor in the case of primary school teachers. In this article we are presenting i) an analysis of the actual official directives posed to these professionals; ii) some facts about the actual mathematical training offered by the national Institutions (both Universities and Polytechnics) and finally iii) the evaluation of mathematical competencies of a group formed by teachers and future teachers...

A matemática em ambiente virtual: potencialidades dos blogues

Carrilho, Cristina; Cabrita, Isabel
Fonte: Secção de Educação Matemática da Sociedade Portuguesa de Ciências da Educação Publicador: Secção de Educação Matemática da Sociedade Portuguesa de Ciências da Educação
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
POR
Relevância na Pesquisa
56.37%
Ao longo dos tempos, a matemática esteve sempre presente na actividade humana, tendo contribuído para o avanço do conhecimento em geral e da Ciência em particular. Por estas razões, é um imperativo que a escola faculte uma adequada formação matemática a todos os jovens, mesmos àqueles que, porventura, no final da escolaridade obrigatória, pretendam integrar o mundo do trabalho e não prosseguir os seus estudos. De acordo com o referido em Carrilho (2006), tal formação deve proporcionar o desenvolvimento de inúmeras competências, o que implica, forçosamente, a disponibilização de ambientes de aprendizagem abertos, diversificados, interactivos e cooperativos, capazes de promoverem um equilíbrio entre a construção e aplicação de conhecimentos e o desenvolvimento de capacidades, aptidões, atitudes e valores consonantes com as novas exigências que se colocam ao cidadão do século XXI. Com efeito, impõe-se uma reestruturação dos paradigmas educativos, o que, na opinião de muitos investigadores, implica uma adequada integração das novas Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC), como é o caso da Internet e da WWW em particular, em todo o processo de ensino e aprendizagem da matemática, dado que estes meios permitem inovar o ensino desta disciplina com repercussões interessantes no processo de aprendizagem. Neste cenário...

A supervisão na formação contínua de professores de matemática e o desenvolvimento profissional

Dias,Aurora; Vieira,Celina Tenreiro
Fonte: UNESP - Universidade Estadual Paulista, Pró-Reitoria de Pesquisa; Programa de Pós-Graduação em Educação Matemática Publicador: UNESP - Universidade Estadual Paulista, Pró-Reitoria de Pesquisa; Programa de Pós-Graduação em Educação Matemática
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2012 PT
Relevância na Pesquisa
56.29%
O estudo, em foco no presente atigo, teve como propósitos conhecer e compreender a visão de formadores de um programa de formação contínua em matemática acerca das suas práticas supervisivas e do seu impacto no desenvolvimento profissional dos implicados no processo supervisivo. Adoptou-se uma abordagem qualitativa, concretizada através da realização de estudos de caso de dois formadores. Os resultados obtidos, relativamente à visão dos formadores/supervisores acerca das suas práticas de supervisão, no âmbito do PFCM, levam a afirmar que as mesmas integram elementos de diferentes cenários supervisivos como o Clínico, o Reflexivo, o Pessoalista e o Ecológico. Quanto à visão dos formadores/supervisores acerca do impacto das suas práticas de supervisão no seu próprio desenvolvimento profissional e no desenvolvimento profissional dos formandos, os resultados obtidos suportam a conclusão de que na percepção dos participantes no estudo houve impacto a diferentes níveis como a formação matemática e o conhecimento profissional.

3+1 e suas (In)Variantes (Reflexões sobre as possibilidades de uma nova estrutura curricular na Licenciatura em Matemática)

Moreira,Plinio Cavalcanti
Fonte: UNESP - Universidade Estadual Paulista, Pró-Reitoria de Pesquisa; Programa de Pós-Graduação em Educação Matemática Publicador: UNESP - Universidade Estadual Paulista, Pró-Reitoria de Pesquisa; Programa de Pós-Graduação em Educação Matemática
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2012 PT
Relevância na Pesquisa
56.47%
Uma análise atenta dos currículos da formação inicial do professor de matemática no Brasil nos leva à seguinte conclusão: a licenciatura saiu do 3+1, mas o 3+1 ainda não saiu da licenciatura. No que segue, explico o que quero dizer com isso, defendo a necessidade urgente de uma efetiva superação desse esquema na formação inicial do professor e discuto as possibilidades de implementação de uma nova estrutura nos cursos de licenciatura em matemática. Este texto, escrito para a conferência de encerramento da II Escola de Inverno em Educação Matemática (Santa Maria, RS), não é um relato de pesquisa, mas as ideias aqui desenvolvidas têm seus fundamentos em parte da literatura especializada na área de formação de professores de matemática, principalmente das três últimas décadas. Num momento em que se discutem,nacionalmente, os Referenciais Curriculares para a Formação do Professor (vide Comissão Paritária SBEM-SBM), este texto chama a atenção para as dificuldades estruturais inerentes a uma concepção curricular em que a formação matemática e as discussões de questões referentes ao ensino escolar da matemática sejam vistos como blocos de formação relativamente autonomizados.

O lugar das matemáticas na Licenciatura em Matemática: que matemáticas e que práticas formativas?

Fiorentini,Dario; Oliveira,Ana Teresa de Carvalho Correa de
Fonte: UNESP - Universidade Estadual Paulista, Pró-Reitoria de Pesquisa; Programa de Pós-Graduação em Educação Matemática Publicador: UNESP - Universidade Estadual Paulista, Pró-Reitoria de Pesquisa; Programa de Pós-Graduação em Educação Matemática
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2013 PT
Relevância na Pesquisa
66.54%
Este artigo é um ensaio que tem por objetivo problematizar e discutir o lugar da matemática na formação do futuro professor, em cursos de Licenciatura em Matemática. O ensaio é organizado em torno de duas questões básicas: de que matemática estamos falando, quando dizemos que o professor precisa saber bem matemática para ensiná-la? Que práticas formativas podem contribuir para que o futuro professor possa se apropriar dessa matemática fundamental para seu trabalho profissional? Para respondê-las, foram analisadas e problematizadas as diferentes práticas sociais do educador matemático, tentando perceber, nelas, indícios do tipo de saber matemático mobilizado e requerido. A seguir, foram trazidas algumas tentativas históricas de tratar o problema da formação matemática dos professores, tendo por base Felix Klein, Richard Courant e Bento de Jesus Caraça, e algumas pesquisas brasileiras e internacionais que têm como foco de estudo a formação matemática do professor. A partir desses estudos, o artigo destaca a existência, na formação inicial do professor de matemática, de uma quase tricotomia entre formação matemática, formação didático-pedagógica e prática profissional. Para romper com essa tradição tricotômica são sugeridas algumas mudanças em relação à prática e à pesquisa sobre formação de professores tais como: a formação do professor de matemática deve orientar-se pelas diferentes práticas sociais do educador matemático; adotar...

O lugar da matemática escolar na Licenciatura em Matemática

Valente,Wagner Rodrigues
Fonte: UNESP - Universidade Estadual Paulista, Pró-Reitoria de Pesquisa; Programa de Pós-Graduação em Educação Matemática Publicador: UNESP - Universidade Estadual Paulista, Pró-Reitoria de Pesquisa; Programa de Pós-Graduação em Educação Matemática
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2013 PT
Relevância na Pesquisa
56.42%
Considerando o tema da formação matemática do futuro professor, este texto analisa a importância em se considerar os conteúdos elementares matemáticos no curso de licenciatura. Para isso, aborda a matemática escolar sob dois aspectos: epistemológico e histórico. Na abordagem, o estudo considera como aportes teóricos os textos de historiadores como André Chervel, Dominique Julia e Roger Chartier. Constituem fontes de pesquisa para a discussão estudos e investigações recentes sobre o papel da História da Matemática na formação de educadores e as potencialidades da História da educação matemática. Por fim, defende-se a inclusão da História da educação matemática como uma metodologia para a formação de professores de matemática.

O lugar da matemática na licenciatura em matemática

Moreira,Plinio Cavalcanti; Ferreira,Ana Cristina
Fonte: UNESP - Universidade Estadual Paulista, Pró-Reitoria de Pesquisa; Programa de Pós-Graduação em Educação Matemática Publicador: UNESP - Universidade Estadual Paulista, Pró-Reitoria de Pesquisa; Programa de Pós-Graduação em Educação Matemática
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2013 PT
Relevância na Pesquisa
56.34%
Este artigo, que serviu como Trabalho Encomendado do GT19 na 35ª Reunião Anual da Anped, consta de três seções. Na primeira, discutimos algumas possibilidades de abordagem do tema proposto, destacando a sua riqueza e atualidade, assim como a necessidade de se pensar o lugar da Matemática na licenciatura em conjunção com o lugar (ou lugares) dos demais saberes da formação inicial do professor de Matemática da Educação Básica. Na segunda seção, apresentamos uma síntese dos trabalhos enviados ao GT19 como contribuição para a discussão, cada um deles com sua perspectiva de abordagem do tema. Por fim, na terceira e última seção, esboçamos um quadro de referência a partir do qual se podem situar as ideias fundamentais no desenvolvimento do debate sobre o tema nas últimas três décadas. A partir dele, tecemos algumas considerações acerca das perspectivas apresentadas nos trabalhos sintetizados.

Formação inicial de professores e o curso de Pedagogia: reflexões sobre a formação matemática

Almeida,Marlisa Bernardi de; Lima,Maria das Graças de
Fonte: Programa de Pós-Graduação em Educação para a Ciência, Universidade Estadual Paulista (UNESP), Faculdade de Ciências, campus de Bauru. Publicador: Programa de Pós-Graduação em Educação para a Ciência, Universidade Estadual Paulista (UNESP), Faculdade de Ciências, campus de Bauru.
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2012 PT
Relevância na Pesquisa
56.43%
O presente artigo investiga a formação inicial matemática recebida pelos alunos concluintes do curso de Pedagogia para o exercício da docência em matemática nas séries iniciais do Ensino Fundamental, buscando levantar questionamentos e discussões referentes a essa formação. A metodologia utilizada privilegia a pesquisa qualitativa. Os resultados revelam que a formação ofertada no curso de Pedagogia relega a formação matemática para o segundo plano, sendo totalmente insuficiente para atender as necessidades da formação inicial. A investigação nos alerta que os organizadores do currículo do curso de Pedagogia precisam urgentemente repensar a forma como vem acontecendo a dinâmica de trabalho referente à formação matemática de seus alunos ao longo do curso.

A matemática na formação de professores dos anos iniciais do ensino fundamental: relações entre a formação inicial e a prática pedagógica

Cunha, Deise Rôos
Fonte: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre Publicador: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre
Tipo: Dissertação de Mestrado
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
46.49%
Nesta dissertação investigamos como o curso de Pedagogia desenvolve a formação matemática dos futuros professores dos anos iniciais da escolarização, considerando que são estes profissionais os responsáveis pelo processo de ensino formal desta disciplina no início da escolarização. Para isso, realizamos um estudo de caso qualitativo, tomando como campo empírico da pesquisa o curso de Pedagogia de uma Instituição Pública de Ensino localizada no interior do Estado de Mato Grosso. Pautamos nossa coleta de dados em: pesquisas documentais, observações em aulas das disciplinas de Matemática do referido Curso, observações em aulas ministradas por professores egressos nos anos iniciais e entrevistas com professores, alunos e professores egressos deste Curso. A formação matemática neste curso, é realizada mediante o desenvolvimento de duas disciplinas: Matemática Básica e Matemática para o Início da Escolarização, as quais são desenvolvidas de forma isoladas. A forma como a Matemática é incorporada ao currículo do curso de Pedagogia leva-nos a compreensão de que ela é vista apenas como um “suplemento” na formação do pedagogo: um “elemento de forma” que deve ser cumprido. Os resultados dessa formação refletem na prática docente dos professores egressos deste Curso no ensino da Matemática. Consequentemente foi constatada a presença de compreensões equivocadas referentes aos conceitos matemáticos e a falta de conhecimentos metodológicos para trabalhar estes conteúdos...

O vídeo como recurso didático no ensino de matemática Goiânia - Goiás 2011; El video como Recurso Didatctico em Enseño de la Matemática

SILVA, Ana Maria da
Fonte: Universidade Federal de Goiás; BR; UFG; Mestrado em Educação em Ciências e Matemática; Ciências Exatas e da Terra Publicador: Universidade Federal de Goiás; BR; UFG; Mestrado em Educação em Ciências e Matemática; Ciências Exatas e da Terra
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
46.52%
Esta busqueda trata de acercase sobre la organización de le pedagógica del profesor de maemáticas em la escuela secundária cm respecto ao uso del video em la TV Escuela. Buscamos entender las influencias de las directrizes de formación e comunicación em la educación pública en el nivel de la escuela secundaria. Nos esforzamos, de manera específica analizar las políticas públicas de formación del profesor pra el uso de las TICS, contrastar las orientaciones estabelecidas en los cursos com la prática docente de formación contínua com la práctica docente e comprobar cómo el profesor de matemáticas organiza la práctica pedagógica con video. Con estos objetivos buscamos responder la seguinte pregunta investigativa: ?Cómo el profesor de matemáticas de la escuela secundária há organizado la práctica pedagógica con el video didático, de las directrizes de formación de profesorado para el uso de las TICS en aula de clase? Se realizó en estas investigación un movimento que incluya las dimensiones macro (directrizes de la Secretaria de Educación a Distáncia del Ministerio de la Educación), meso (Supervisión de TEcnologia Educativa de la Secretaría de Estado de la Educación del Maranhão, Unidad Regional de Educación de Balsas...

AS INFLUÊNCIAS DOS FORMADORES SOBRE OS LICENCIADOS EM MATEMÁTICA DO IME-UFG; THE INFLUENCES OF TRAINERS ON THE GRADUATES IN MATHEMATICS OF IME-UFG

SANTOS, Ronan Santana dos
Fonte: Universidade Federal de Goiás; BR; UFG; Mestrado em Educação em Ciências e Matemática; Ciências Exatas e da Terra Publicador: Universidade Federal de Goiás; BR; UFG; Mestrado em Educação em Ciências e Matemática; Ciências Exatas e da Terra
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
46.53%
The aim of this search, whose central theme is training of teachers of mathematics, is to study the influences of trainers course in mathematics degree in exercise of the graduates of this course. In the case of a course of study in an institution of higher education, this research is characterized as a case study in a qualitative approach that seeks to establish relations between the uniqueness and complexity of teacher training. In the discussions were addressed various aspects of the issue: public policies for the Brazilian Education, curriculum guidelines for undergraduate courses, particularly for the degree in mathematics, knowledge and expertise relevant to teachers and dichotomies in teacher education in mathematics. The theoretical contributions substantiate that these discussions were made of contributions from various national and international researchers. Of national literature in Education: Ludke (1996), Rosa (2003), André (2007). The international literature: Shulman (1986), Zichner (1993), Marcelo García (1999) and Tardif (2004). Brazilian literature of specific IFIC s Mathematics Education: Fiorentini (2005), Lins (2005), Garnica (2006). International literature of Mathematics Education: Bridge (1992), Sztajn (2002)...

A escrita no processo de formação continua do professor de matematica

Maria Teresa Menezes Freitas
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 23/02/2006 PT
Relevância na Pesquisa
46.53%
O foco de interesse deste estudo é a formação do professor de Matemática e seu objetivo é investigar como estudantes do Curso de Licenciatura, futuros professores, participam e respondem à experiência de uma disciplina de formação matemática com uma proposta diferenciada, que privilegia o registro escrito de seus pensamentos e idéias, durante o processo de formação. A questão de investigação recebeu a seguinte formulação: Que contribuições a inserção de diferentes formas de comunicação - especialmente a escrita -, em uma disciplina de conteúdo específico (Geometria), traz à formação e ao desenvolvimento profissional do professor de Matemática? Como acontece, nesse processo, a constituição da identidade profissional? A fim de buscar compreender a experiência e o potencial formativo de outras formas de comunicação, especialmente a escrita, na formação inicial, a investigação narrativa foi eleita como método de pesquisa. Subsidiada pelos aportes teóricos dos estudos histórico-culturais da constituição do ser humano, a aproximação do movimento de formação dos alunos/professores iniciou-se no primeiro semestre de 2003, com o acompanhamento criterioso de uma turma-disciplina do Curso de Licenciatura em Matemática da Unicamp. Quatro alunos participantes foram selecionados para um acompanhamento mais pormenorizado e perspicaz...

A formação estatistica e pedagogica do professor de matematica em comunidades de pratica; The formation pedagogy and statistic of the teacher of mathematics in communities of practice

Admur Severino Pamplona
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 09/03/2009 PT
Relevância na Pesquisa
46.51%
Neste trabalho discute-se a aprendizagem-ensino da Estatística na formação do Professor de Matemática, ressaltando as práticas pedagógicas nela envolvidas. Para tanto, realizou-se uma pesquisa na qual foi utilizado um instrumento da História Oral, a "Narrativa Biográfica", para a recolha de dados. Tais narrativas foram obtidas de professores experientes que têm atuado no ensino de estatística, em cursos de formação de professores de matemática (Licenciatura em Matemática) em universidades paulistas. Como instrumento de análise, utilizou-se a "Teoria Social da Aprendizagem", de Wenger, sobre comunidade de prática, a partir da perspectiva histórico-cultural vygotskiana. Para compreender as práticas de formação pedagógicas presentes na formação estatísticas do professor de matemática, tanto alunos como professores foram considerados membros de uma mesma comunidade de prática, já que os sujeitos da pesquisa narraram suas práticas de formação tanto como alunos quanto como professores formadores. Para a análise esteve também presente pelo menos duas conjecturas: uma é "toda prática de formação estatística tem imbricada uma prática de formação pedagógica" e outra, surgida a partir dos estudos de Lee Shulman...

A forma-ação do professor que ensina matemática nos anos iniciais

Orlovski, Nelem
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: Dissertação Formato: 207f. : il., tabs.; application/pdf
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
56.44%
Orientadora : Profª. Drª. Luciane Ferreira Mocrosky; Dissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Exatas, Programa de Pós-Graduação em Educação Matemática. Defesa: Curitiba, 27/02/2014; Inclui referências; Resumo: Esta pesquisa tem por objetivo explicitar compreensões acerca do ser-professor-que-ensina-matemática-nos-anos-iniciais. Os modos de proceder são consoantes à pesquisa qualitativa, assumindo-se, nesse viés, a abordagem fenomenológica, "O que é isto, ser-professor-que-ensina-matemática-nos-anos-iniciais?" foi a interrogação orientadora do estudo que sinalizou, já de início, a relevância de dois estudos teóricos: o primeiro voltado a caracterizar as possibilidades para ser professor, mediante análise da legislação, e o segundo enfocando os modos de conceber a formação dos professores, tendo por solo autores que pesquisam o tema e que tem exercido influência nos programas de formação continuada. Avançando na compreensão do tema, buscou-se, também, conhecer "como" o professor dos anos iniciais se percebe sendo professor que ensina conteúdos matemáticos. Para tanto, foi ouvido um grupo de docentes de uma escola municipal de Curitiba que falaram livremente ao serem indagados: "Como o senhor (a) se compreende/percebe professor (a) que ensina matemática nos anos iniciais?". Os depoimentos foram transcritos e analisados fenomenologicamente. Procedeu-se...