Página 1 dos resultados de 183 itens digitais encontrados em 0.002 segundos

Avaliação do processo de fluoretação nos sistemas de abastecimento de água da região de Araçatuba, São Paulo; Evaluation of the fluoridation in the water supply systems of Araçatuba, São Paulo, Brazil

DARÉ, Flávio; DALL’AGLIO SOBRINHO, Milton; LIBÂNIO, Marcelo
Fonte: ABES Publicador: ABES
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
37.58%
O trabalho visa avaliar a efetividade da fluoretação da água de consumo nos sistemas da microrregião de Araçatuba (SP) por meio de 5.157 análises de flúor realizadas no período de 2001 a 2005. Os dados foram analisados com relação ao tipo de manancial e à estrutura dos sistemas, representada pela população dos municípios e tipo de administração. Verificou-se que 51,6% das amostras não atenderam ao padrão de fluoretação e que o maior percentual de atendimento ocorreu nos sistemas operados pela Sabesp (69%), seguidos pelos Grandes (52,1%), estatisticamente semelhantes aos Médios (51,4%), e pelos Pequenos (28%). Sistemas que utilizam água superficial apresentaram desempenho estatisticamente superior ao padrão (60%) em relação aos que utilizam água subterrânea (42,9%). Dentre os últimos, os que exploram o aquífero Guarani foram superiores (52,3%) aos outros (46,6%).; This paper focuses on the drinking-water fluoridation process in Araçatuba region water supply systems by means of 5.157 fluoride concentration data from 2001 to 2005. These data were studied based on the water source, the administration and the structure of the water supply system, according to the population of the county and the type of management. Almost half of samples did not comply the fluoridation standard and the higher compliance was verified in the water supply systems operated by Sabesp (69%)...

"A fluoretação das águas de abastecimento público no município de Ribeirão Preto (SP)" ; The fluoridation of public water supply in the city of Ribeirão Preto, SP.

Brienza, Jorge Aparecido
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 07/07/2005 PT
Relevância na Pesquisa
37.92%
No Brasil existem dificuldades para o controle da dosagem correta do flúor na água de abastecimento, ainda que sua incorporação represente um método seguro, econômico, eficaz e eficiente para reduzir os níveis de cárie dentária na população. O flúor presente constantemente na água ingerida participa dos ciclos de desmineralização e remineralização do esmalte dentário, atuando de forma terapêutica e preventiva, tendo sido atribuída à fluoretação das águas uma redução de 30 a 60% na incidência da cárie dentária. Para alcançar os efeitos preventivos, os teores adequados precisam ser mantidos permanentemente, pois a interrupção temporária ou definitiva e teores de flúor abaixo do recomendado acarretam a perda do benefício pela população. Para teores acima do recomendado, corremos o risco de desenvolver a fluorose dentária nas crianças cujos dentes estejam em formação. Este estudo propõe, através de uma metodologia qualitativa, usando como estratégia investigativa a entrevista semi-estruturada e a análise documental, conhecer como o município de Ribeirão Preto realiza o monitoramento da fluoretação das águas de abastecimento público, contextualizando-o com as políticas públicas de saúde...

Avaliação da concentração de flúor na água de abastecimento público de Bauru, antes e depois da fluoretação

Ramires, Irene
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 22/10/2004 PT
Relevância na Pesquisa
37.92%
A importância da fluoretação da água de abastecimento público na prevenção da cárie dentária é reconhecida e exaustivamente estudada desde 1945. O objetivo desta pesquisa foi o de avaliar a concentração de flúor presente na água de abastecimento público de Bauru, SP, antes e depois do processo de fluoretação. Para tanto estabeleceu-se um protocolo para a coleta de amostras de água durante três dias de uma semana, a cada três meses, durante as quatro estações do ano. As amostras foram coletas na ETA e nos 27 poços que abastecem a cidade, antes e depois da fluoretação, e em 63 pontos (residências) estabelecidos a partir do mapa onde estão definidos os 19 setores de abastecimento, com a finalidade de coletar amostras em toda a extensão da rede. A análise das amostras foi realizada em duplicata, utilizando-se o eletrodo íon-sensível (Orion 9609), acoplado ao potenciômetro (Procyon, modelo 720), adicionando 1 mL de TISAB II a 1 mL da amostra. A checagem dos resultados da análise das amostras de água foi feita através de nova leitura de 10% das amostras e com uma reprodutibilidade mínima estabelecida em 90%. Não foram observadas variações na concentração do flúor naturalmente presente na água em função da sazonalidade de cada uma das estações do ano. A concentração...

Evolução da cobertura da fluoretação da água de abastecimento público no Estado de São Paulo, Brasil, no período de 1956 a 2009; Evolution's coverage of the fluoridation of public water supply in the State of Sao Paulo, Brazil, from 1956 to 2009

Alves, Renata Ximenez
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 24/06/2010 PT
Relevância na Pesquisa
37.96%
Introdução - A cárie dentária representa, ainda, em termos de saúde bucal, o principal agravo em saúde pública no Brasil. A fluoretação da água de abastecimento público tem participação comprovada na redução dos índices de prevalência, tendo sido considerada uma das dez grandes conquistas da saúde pública do século XX. Regulamentada no país em 1974, a medida teve acentuada expansão nos anos 80, sobretudo nas regiões de maior desenvolvimento sócio-econômico, como o Estado de São Paulo. A ampliação da cobertura da fluoretação aos municípios com sistemas de tratamento de água é uma das prioridades da política nacional de saúde bucal. Objetivos - Identificar, reunir e sistematizar informações disponíveis sobre a cobertura da fluoretação e descrever sua evolução no Estado de São Paulo, no período de 1956 a 2009. Material e Método - Estudo descritivo, com utilização de dados secundários, tendo como unidade de análise os municípios do Estado de São Paulo, descrevendo um histórico da cobertura desde a instituição da medida. A apresentação dos dados é feita por meio de tabelas, gráficos e mapas temáticos, produzidos a partir de sistemas de informações geográficas. Resultados - A cobertura da fluoretação no Estado de São Paulo evoluiu de apenas um para 546 municípios...

Vigilância da fluoretação da água de abastecimento público no Município de São Paulo, no período 1990-2011; Health surveillance of drinking water fluoridation in the City of Sao Paulo, Brazil, in the period 1990-2011

Soares, Carlos Cesar da Silva
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 24/09/2013 PT
Relevância na Pesquisa
37.71%
Introdução - A política de fluoretação das águas de abastecimento público requer aplicação contínua desta medida em níveis adequados de flúor. O controle operacional é realizado pelas empresas de saneamento ao adicionar flúor às águas, cuja medida deve ser complementada pela ação dos sistemas de vigilância segundo o princípio do heterocontrole. Sistemas de vigilância lidam com informações de interesse público, nos marcos legais desenvolvidos pelos Estados. No mundo contemporâneo, tais marcos implicam contemplar o direito de acesso à informação. Objetivo - Descrever o sistema de vigilância da fluoretação da água no município de São Paulo, no período 1990-2011. Método - Pesquisa baseada em dados secundários disponibilizados pela Secretaria Municipal de Saúde de São Paulo, no período 1990-2011. Os teores de fluoreto nas amostras foram classificados segundo as dimensões de risco e benefício para fluorose e cárie dentária, avaliados concomitantemente. Adicionalmente, realizou-se revisão bibliográfica do marco legal brasileiro que trata da Lei de Acesso à Informação (LAI), tendo em vista que dados produzidos pelos sistemas de vigilância em saúde são de interesse público. Resultados - Foram analisadas 19.071 amostras. A média anual de registros identificados no período de pontos fixos atingiu 647 amostras...

Panorama, benefícios e controvérsias da fluoretação da água de abastecimento público no Brasil e no mundo : uma revisão de literatura

Eidelwein, Caroline
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
37.71%
A adição de compostos fluoretados à água de abastecimento público data desde 1945. Enquanto medida de saúde pública, visa à prevenção e redução da prevalência de uma patologia com abrangência mundial, responsável por dor, sofrimento e mutilações – a cárie dentária. Este estudo realizou uma revisão bibliográfica quanto aos principais aspectos envolvidos na fluoretação da água. Têmse atribuído à fluoretação da água características como efetividade, baixo custo relativo, diminuição das desigualdades em saúde e baixa ocorrência de efeitos adversos. Entretanto existem questionamentos sobre a real necessidade da medida, devido à disponibilidade de outras fontes de flúor e à redução da prevalência de cáries em áreas sem água fluoretada. Além disso, desde a sua implantação, há atuação de grupos oponentes e resistência política e social a sua adoção em algumas localidades. Os argumentos contrários geralmente apresentados relacionaram-se à ocorrência de fluorose dentária como efeito adverso, existência de outros potenciais efeitos adversos, considerações ambientais e econômicas, e reflexões éticas. A criação de um contexto dilemático refletiu a conformação não uniforme da medida mundialmente. Além da esperada falta de consenso...

Lei 6.050 : 25 anos de legislação sobre a fluoretação da agua em sistemas de abastecimento publico no Brasil

Ricardo Takumi Yokoyama
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 09/02/2001 PT
Relevância na Pesquisa
37.58%
Apesar de Dean ter definido em 1941 a concentração ótima de íon flúor na água de sistema de abastecimento, somente em 1974 esta medida tomou-se obrigatória no Brasil através da Lei NQ6.050. Os objetivos deste trabalho foram descrever o histórico da legislação sobre a fluoretação da água em sistema de abastecimento público no Brasil, além de verificar o conhecimento apresentado pelos coordenadores de saúde bucal a respeito desta legislação e identificar as dificuldades encontradas pelos mesmos para obedecer tais determinações legais. Para descrever o histórico utilizou-se as bases de dados MEDLlNE, Lilacs, BBO e Lex; para verificar o conhecimento aplicou-se um questionário, tendo a participação de 23 dos 25 coordenadores de saúde bucal e para identificar as dificuldades encontradas por estes profissionais realizou-se entrevistas com funcionários responsáveis pelo setor de odontologia e de vigilância sanitária da DIR XV e consultou-se informações oficiais desta instituição a respeito da fluoretação da água. Os dados coletados foram submetidos ao teste exato de Fischer bi-caudal e ao teste de proporções entre repostas corretas/respostas incorretas, ambos com ?INFINITO?=0,05. Apesar de 87,0% da amostra ter afirmado que existe uma legislação que regulamenta a adição de compostos fluoretados na água em sistemas de abastecimento público e 69...

Vigilância sanitária da fluoretação das águas de abastecimento público no município de Chapecó, SC, no período de 1995-2005

Panizzi, Mirvaine
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 144 f.| grafs., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
37.8%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde. Programa de Pós-Graduação em Saúde Pública.; Analisar a concentração de flúor na água de abastecimento público no período de 1995 a 2005 e comparar os valores observados antes e depois de uma intervenção municipal em Chapecó, SC. Métodos: Foram analisadas 989 amostras de água de abastecimento, provenientes do Sistema de Vigilância Sanitária da Fluoretação das águas do município usando um método iônico eletrodo específico. As amostras foram classificadas obedecendo a três critérios distintos, de acordo com a concentração de flúor (ppm) aferida. Analisou-se a adequação das concentrações de flúor em todo o período, e antes e após intervenção político-jurídica do município. Adicionalmente, verificou-se a tendência da cárie e fluorose dentárias em escolares de 12 anos de idade no período entre 1996 e 2005. Resultados: A concentração de flúor variou de 0,08 a 2,05 ppm; a proporção de amostras adequadas foi de 46%, 32% e 43% de acordo com os critérios utilizados, no período todo. No período anterior a intervenção municipal o percentual de amostras adequadas foi de 40%, 26% e 36%, enquanto no período posterior aumentou para 63%...

Prevenção da cárie dental: a questão da fluoretação do sal

Pinto,Vitor Gomes
Fonte: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/02/1982 PT
Relevância na Pesquisa
37.4%
Discute-se a viabilidade da utilização do sal de cozinha como veículo para o flúor no processo de prevenção da cárie no Brasil. Com base na análise do estudo da Colômbia, e na experiência brasileira com o método similar de iodação do sal, conclui-se que o emprego do sal fluoretado é válido somente em áreas restritas e sob controle técnico. A fluoretação da água constitui o método de escolha para o país, que deverá concentrar seus esforços na tentativa de sua máxima expansão.

Análise dos dados de prevalência de cárie dental na cidade de Barretos, SP, Brasil, depois de dez anos de fluoretação da água de abastecimento público

Viegas,Yvette; Viegas,Alfredo Reis
Fonte: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/1985 PT
Relevância na Pesquisa
37.4%
Foram analisados os resultados dos dados de prevalência da cárie dental de crianças de 3 a 14 anos de idade e adultos jovens de 15 a 19 anos, da cidade de Barretos, SP, Brasil. Objetivou-se verificar as reduções de cárie dental encontradas em dentes primários e permanentes durante o período de dez anos de fluoretação da água de abastecimento público. A redução observada na prevalência de cárie para os dentes primários e permanentes foi similar à constatada em outros estudos, quer no Brasil ou no Exterior. No grupo etário de 7 a 10 anos, 50% das crianças não tiveram nenhum dente permanente atacado pela cárie, e nas crianças de 3 a 5 anos, 51,6% não tiveram nenhum dente primário atacado pela cárie.

Prevalência de cárie dental em Barretos, SP, Brasil, após dezesseis anos de fluoretação da água de abastecimento público

Viegas,Yvette; Viegas,Alfredo Reis
Fonte: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/02/1988 PT
Relevância na Pesquisa
37.4%
Foram analisados os resultados dos dados de prevalência da cárie dental de crianças de 5 a 14 anos de idade, e adultos de 15 a 24 anos, da cidade de Barretos, SP, Brasil. Objetivou-se verificar as reduções de cárie dental encontradas durante o período de dezesseis anos de fluoretação da água de abastecimento público. A redução observada na prevalência de cárie foi similar à constatada em outros estudos, quer no Brasil ou no exterior. Nas crianças de 5 e 6 anos, 66,1% não tinham dentes atacados pela cárie, nas de 6 a 14 anos houve uma redução de 54% no CPO médio, nas de 12 anos o CPO médio foi igual a 3,5. Nos indivíduos de 18 anos, 72,3% tinham todos os dentes, e nos indivíduos de 15 a 24 anos houve uma redução das necessidades de dentaduras igual a 90,25%.

Heterocontrole da fluoretação da água de abastecimento público em Bauru, SP, Brasil

Ramires,Irene; Maia,Luciana Prado; Rigolizzo,Daniela dos Santos; Lauris,José Roberto Pereira; Buzalaf,Marília Afonso Rabelo
Fonte: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2006 PT
Relevância na Pesquisa
37.8%
OBJETIVO: Avaliar a fluoretação da água de abastecimento público, comparando os resultados obtidos com dados prévios de fluoretação. MÉTODOS: O estudo foi realizado de março de 2004 a 2005, na cidade de Bauru, Estado de São Paulo. Mensalmente, em datas estabelecidas por sorteio, foram coletadas 60 amostras de água nos 19 setores de abastecimento, totalizando 737 amostras. A concentração de flúor presente nas amostras de água foi determinada em duplicata, utilizando-se o eletrodo íon sensível (Orion 9609), acoplado ao potenciômetro. Uma vez analisadas, as amostras foram classificadas como aceitáveis ou inaceitáveis de acordo com a concentração de flúor. A análise estatística empregada foi do tipo descritiva. RESULTADOS: A concentração média de flúor observada nos diferentes meses de coleta variou entre 0,37 e 1,00 mg/l. Cerca de 85% das amostras foram classificadas como aceitáveis. CONCLUSÕES: Comparados com dados de estudos prévios realizados na cidade, foi observada uma melhoria nas condições de fluoretação da água de abastecimento, um ano após a implantação do heterocontrole. A implantação do monitoramento da fluoretação da água de abastecimento por sistemas de vigilância deve ser incentivada...

Avaliação do processo de fluoretação nos sistemas de abastecimento de água da região de Araçatuba, São Paulo

Daré,Flávio; Dall’Aglio Sobrinho,Milton; Libânio,Marcelo
Fonte: Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental - ABES Publicador: Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental - ABES
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2009 PT
Relevância na Pesquisa
37.58%
O trabalho visa avaliar a efetividade da fluoretação da água de consumo nos sistemas da microrregião de Araçatuba (SP) por meio de 5.157 análises de flúor realizadas no período de 2001 a 2005. Os dados foram analisados com relação ao tipo de manancial e à estrutura dos sistemas, representada pela população dos municípios e tipo de administração. Verificou-se que 51,6% das amostras não atenderam ao padrão de fluoretação e que o maior percentual de atendimento ocorreu nos sistemas operados pela Sabesp (69%), seguidos pelos Grandes (52,1%), estatisticamente semelhantes aos Médios (51,4%), e pelos Pequenos (28%). Sistemas que utilizam água superficial apresentaram desempenho estatisticamente superior ao padrão (60%) em relação aos que utilizam água subterrânea (42,9%). Dentre os últimos, os que exploram o aquífero Guarani foram superiores (52,3%) aos outros (46,6%).

A fluoretação da água de abastecimento público e seus benefícios no controle da cárie dentária: cinqüenta anos no Brasil

Ramires,Irene; Buzalaf,Marília Afonso Rabelo
Fonte: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva Publicador: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2007 PT
Relevância na Pesquisa
37.71%
A fluoretação da água de abastecimento público representa uma das principais e mais importantes medidas de saúde pública no controle da cárie dentária. O objetivo deste trabalho foi o de reafirmar, através de uma revisão de literatura, a importância e o alcance da fluoretação no controle da cárie dentária. Um dos meios mais efetivos para manter constante a presença de flúor na cavidade bucal, fundamental para controle da cárie dentária, a fluoretação da água é reconhecida como um importante fator para o declínio da prevalência da cárie dentária. Portanto, além de ser mantida, deve ser monitorada, a fim de que o teor de flúor seja mantido dentro dos padrões adequados para o controle da cárie e prevenção da fluorose dentária.

Avaliação da fluoretação da água do sistema de abastecimento público na Ilha de São Luís, Maranhão, Brasil

Carmo,Cadidja Dayane Sousa do; Alves,Cláudia Maria Coelho; Cavalcante,Paulo Roberto; Ribeiro,Cecília Cláudia Costa
Fonte: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva Publicador: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2010 PT
Relevância na Pesquisa
37.58%
O objetivo deste estudo foi avaliar os níveis de flúor na água de abastecimento público da Ilha de São Luís (MA). Aplicou-se uma amostragem estratificada, considerando-se as estações de tratamento de água (06) e os bairros abastecidos (46). A análise dos teores de flúor na água foi feita através de um eletrodo específico. A concentração nas amostras variou de 0,05 a 0,84 ppm de flúor. Apenas uma estação de tratamento (Italuís) apresentou-se dentro do limite aceitável de fluoretação. A fluoretação da água de abastecimento público na Ilha de São Luís necessita de ajustes para se obter prevenção da cárie, evidenciando a importância de um controle externo para avaliação dos teores de flúor.

Heterocontrole da fluoretação da água de abastecimento público em Bauru, SP, Brasil; External control over the fluoridation of the public water supply in Bauru, SP, Brazil

Ramires, Irene; Maia, Luciana Prado; Rigolizzo, Daniela dos Santos; Lauris, José Roberto Pereira; Buzalaf, Marília Afonso Rabelo
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; Formato: application/pdf; application/pdf
Publicado em 01/10/2006 POR; ENG
Relevância na Pesquisa
37.8%
OBJETIVO: Avaliar a fluoretação da água de abastecimento público, comparando os resultados obtidos com dados prévios de fluoretação. MÉTODOS: O estudo foi realizado de março de 2004 a 2005, na cidade de Bauru, Estado de São Paulo. Mensalmente, em datas estabelecidas por sorteio, foram coletadas 60 amostras de água nos 19 setores de abastecimento, totalizando 737 amostras. A concentração de flúor presente nas amostras de água foi determinada em duplicata, utilizando-se o eletrodo íon sensível (Orion 9609), acoplado ao potenciômetro. Uma vez analisadas, as amostras foram classificadas como aceitáveis ou inaceitáveis de acordo com a concentração de flúor. A análise estatística empregada foi do tipo descritiva. RESULTADOS: A concentração média de flúor observada nos diferentes meses de coleta variou entre 0,37 e 1,00 mg/l. Cerca de 85% das amostras foram classificadas como aceitáveis. CONCLUSÕES: Comparados com dados de estudos prévios realizados na cidade, foi observada uma melhoria nas condições de fluoretação da água de abastecimento, um ano após a implantação do heterocontrole. A implantação do monitoramento da fluoretação da água de abastecimento por sistemas de vigilância deve ser incentivada...

A fluoretação da água de abastecimento público e seus benefícios no controle da cárie dentária: cinqüenta anos no Brasil

Ramires,Irene; Buzalaf,Marília Afonso Rabelo
Fonte: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva Publicador: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2007 PT
Relevância na Pesquisa
37.71%
A fluoretação da água de abastecimento público representa uma das principais e mais importantes medidas de saúde pública no controle da cárie dentária. O objetivo deste trabalho foi o de reafirmar, através de uma revisão de literatura, a importância e o alcance da fluoretação no controle da cárie dentária. Um dos meios mais efetivos para manter constante a presença de flúor na cavidade bucal, fundamental para controle da cárie dentária, a fluoretação da água é reconhecida como um importante fator para o declínio da prevalência da cárie dentária. Portanto, além de ser mantida, deve ser monitorada, a fim de que o teor de flúor seja mantido dentro dos padrões adequados para o controle da cárie e prevenção da fluorose dentária.

Heterocontrole da fluoretação da água de abastecimento público em Bauru, SP, Brasil

Ramires,Irene; Maia,Luciana Prado; Rigolizzo,Daniela dos Santos; Lauris,José Roberto Pereira; Buzalaf,Marília Afonso Rabelo
Fonte: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2006 PT
Relevância na Pesquisa
37.8%
OBJETIVO: Avaliar a fluoretação da água de abastecimento público, comparando os resultados obtidos com dados prévios de fluoretação. MÉTODOS: O estudo foi realizado de março de 2004 a 2005, na cidade de Bauru, Estado de São Paulo. Mensalmente, em datas estabelecidas por sorteio, foram coletadas 60 amostras de água nos 19 setores de abastecimento, totalizando 737 amostras. A concentração de flúor presente nas amostras de água foi determinada em duplicata, utilizando-se o eletrodo íon sensível (Orion 9609), acoplado ao potenciômetro. Uma vez analisadas, as amostras foram classificadas como aceitáveis ou inaceitáveis de acordo com a concentração de flúor. A análise estatística empregada foi do tipo descritiva. RESULTADOS: A concentração média de flúor observada nos diferentes meses de coleta variou entre 0,37 e 1,00 mg/l. Cerca de 85% das amostras foram classificadas como aceitáveis. CONCLUSÕES: Comparados com dados de estudos prévios realizados na cidade, foi observada uma melhoria nas condições de fluoretação da água de abastecimento, um ano após a implantação do heterocontrole. A implantação do monitoramento da fluoretação da água de abastecimento por sistemas de vigilância deve ser incentivada...

Avaliação do processo de fluoretação da água de abastecimento público nos municípios pertencentes ao Grupo de Vigilância Sanitária XV-Bauru, no período de 2002 a 2011

Stancari,Regina Célia Arantes; Dias Júnior,Francisco Lopes; Freddi,Felipe Guerra
Fonte: Ministério da Saúde do Brasil Publicador: Ministério da Saúde do Brasil
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2014 PT
Relevância na Pesquisa
37.58%
OBJETIVO:avaliar a adequação da concentração de fluoreto na água fornecida pelos sistemas de abastecimento dos municípios pertencentes ao Grupo de Vigilância Sanitária da Regional XV-Bauru, conforme a legislação vigente.MÉTODOS:estudo descritivo, sobre dados da medição de fluoretos obtidos durante a execução do Programa de Vigilância da Qualidade da Água para Consumo Humano (Proágua), entre janeiro de 2002 e junho de 2011.RESULTADOS:das 8.558 amostras analisadas, 5.320 foram aprovadas, 2.519 estavam abaixo e 719 acima dos limites estabelecidos; dos 36 municípios avaliados; 9 apresentaram perfil satisfatório e 6, insatisfatório, 12, perfil variável, e 9 melhoraram o processo de fluoretação ao longo do estudo (perfil: melhoria do desempenho).CONCLUSÃO:na maioria dos locais estudados, a fluoretação da água de abastecimento público não estava adequada para garantir a efetividade da política pública de prevenção de cárie dentária, evidenciando a necessidade de melhorias no controle operacional dos sistemas.

Avaliação da fluoretação da água do sistema de abastecimento público na Ilha de São Luís, Maranhão, Brasil

Carmo,Cadidja Dayane Sousa do; Alves,Cláudia Maria Coelho; Cavalcante,Paulo Roberto; Ribeiro,Cecília Cláudia Costa
Fonte: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva Publicador: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2010 PT
Relevância na Pesquisa
37.58%
O objetivo deste estudo foi avaliar os níveis de flúor na água de abastecimento público da Ilha de São Luís (MA). Aplicou-se uma amostragem estratificada, considerando-se as estações de tratamento de água (06) e os bairros abastecidos (46). A análise dos teores de flúor na água foi feita através de um eletrodo específico. A concentração nas amostras variou de 0,05 a 0,84 ppm de flúor. Apenas uma estação de tratamento (Italuís) apresentou-se dentro do limite aceitável de fluoretação. A fluoretação da água de abastecimento público na Ilha de São Luís necessita de ajustes para se obter prevenção da cárie, evidenciando a importância de um controle externo para avaliação dos teores de flúor.