Página 1 dos resultados de 12109 itens digitais encontrados em 0.015 segundos

Flora

Aguiar, Carlos; Monteiro-Henriques, T.; Coutinho, X.; Sánchez-Mata, D.
Fonte: Instituto Politécnico de Bragança. Universidade de Coimbra Publicador: Instituto Politécnico de Bragança. Universidade de Coimbra
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
ENG
Relevância na Pesquisa
36.85%
The invaluable commented checklist of the vascular flora of the ultramafic rocks of northeastern Portugal of Pinto da Silva (1970) has been recently reviewed by Aguiar and Monteiro-Henriques (ined.). These authors’ accept 568 taxa, 29% of which (164 taxa) are new additions to the original catalogue of Pinto da Silva (1970). A subset of it with the most frequent and floristically relevant species is presented in Table 6. New additions have been highlighted with an asterisk (*). The most noticeable neophytes have been included and marked with an open rhombus (◊). A few synonyms have been added to facilitate the reading of the list of Pinto da Silva (1970). Familiar circumscription and higher taxa are according, respectively, to APG III (2009) and Chase & Reveal (2009). The main sources of infrafamiliar taxonomic information were the Flora Iberica (Castroviejo 1981+), Nova Flora de Portugal (Franco 1971; 1984; Franco & Rocha Afonso (1994; 1998), The Checklist of the Portuguese Vascular Flora (Sequeira et al. 2011) and, among others, the taxonomic revisions of Romero et al. (1988) (Agrostis), Díaz Lifante & Valdés (1996) (Asphodelus), La Guardia & Blanca (1987) (Scorzonera), Schippmann (1991) and Voght (1991) (Leucanthemum). We followed different taxonomic or nomenclatural criteria from Flora Iberica or Nova Flora de Portugal in Armeria langei subsp. marizii...

Caracterização da flora vascular e do padrão e dinâmica da paisagem na Serra do Caramulo : análise do estado de conservação de taxa prioritários

Ribeiro, Pedro Miguel da Costa
Fonte: Universidade de Coimbra Publicador: Universidade de Coimbra
Tipo: Tese de Doutorado
POR
Relevância na Pesquisa
36.74%
A gestão do território e dos recursos naturais requer dados actualizados sobre a biodiversidade, raridade e alteração da cobertura do solo. Com o propósito de facultar esta informação biológica, estudou-se, na Serra do Caramulo, especificamente, a diversidade da flora vascular, a alteração do padrão da paisagem e o estado de conservação de taxa prioritários da flora vascular. Foram herborizados e/ou reunidas citações bibliográficas e de herbário de 681 taxa, pertencentes a 383 géneros e agrupados em 102 famílias. Descreveu-se, também, um novo híbrido para a ciência, Narcissus x caramulensis P. Ribeiro, Paiva e Freitas. Alguns taxa constituem novidades fitogeográficas para Portugal e para as províncias da Beira Alta e Beira Litoral. De acordo com a bibliografia consultada, 5 taxa são endémicos de Portugal e 64 são endemismos ibéricos. A Serra contém 79 taxa introduzidos, 9 dos quais considerados invasores segundo a legislação nacional. As alterações na cobertura do solo, entre 1990 e 2004, para a área da Serra do Caramulo acima dos 400 metros, consistiram, sobretudo, num grande aumento da extensão dos eucaliptais e numa acentuada diminuição, por fragmentação, das folhosas e resinosas. A paisagem tornou-se muito fragmentada durante o período estudado. Os factores socioeconómicos podem explicar grande parte desta dinâmica. Tendo em conta a localização dos taxa prioritários na área de estudo...

Estudo da microbiota conjuntival de cães portadores de Diabetes mellitus; Conjunctival flora in dogs with Diabetes mellitus

Shimamura, Graziele Massae
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 16/12/2008 PT
Relevância na Pesquisa
36.74%
A microbiota normal exerce função protetora na superfície ocular, competindo por nutrientes e secretando substâncias com propriedades bactericidas, o que dificulta a invasão de patógenos. Animais diabéticos apresentam diferentes alterações ceratoconjuntivais, tais como maior concentração de glicose no filme lacrimal, menor quantidade e qualidade da lágrima e diminuição da sensibilidade corneal, diferenças clinicamente relevantes que podem alterar essa microbiota. Traumas oculares também podem apresentar tal alteração por promoverem a quebra da barreira de proteção da superfície ocular. A correta identificação do agente etiológico, além de proporcionar um tratamento eficiente em alterações oculares, direciona a antibioticoterapia profilática tópica nos casos cirúrgicos e evita o uso abusivo de antibióticos, o que pode levar a destruição da microbiota normal da superfície ocular, facilitando assim o crescimento de bactérias e fungos patogênicos. Com o intuito de minimizar as complicações pós-operatórias das cirurgias intra-oculares, como as facectomias, freqüentemente realizadas nos cães diabéticos por serem predispostos a apresentarem catarata, este estudo visou avaliar a prevalência dos principais microrganismos da microbiota conjuntival de cães diabéticos. Foram avaliadas as microbiotas conjuntivais de 29 cães diabéticos...

Anacardiaceae R. Br. na flora fanerogâmica do estado de São Paulo; Anacardiaceae R.Br. in the phanerogamic flora of the São Paulo state

Luz, Cíntia Luíza da Silva
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 08/02/2012 PT
Relevância na Pesquisa
36.77%
O estudo da família Anacardiaceae tem o objetivo de contribuir com o plano mais amplo do levantamento da "Flora Fanerogâmica do Estado de São Paulo", que vem sendo subsidiado pela FAPESP desde 1994 e conta com a colaboração de pesquisadores de muitas universidades e institutos de pesquisa do Estado. As Anacardiaceae compreendem cerca de 81 gêneros e 800 espécies, presentes em ambientes secos a úmidos, principalmente em terras baixas nas regiões tropicais e subtropicais em todo o mundo, estendendo-se até as regiões temperadas. No Brasil a família encontra-se representada por 14 gêneros e 57 espécies. O levantamento das espécies foi realizado baseando-se nas coleções de Anacardiaceae do Estado de São Paulo depositadas nos herbários BHCB, BOTU, ESA, HRCB, MBM, IAC, PMSP, R, RB, SP, SPF, SPFR, SPSF e UEC, expedições de campo e consultas bibliográficas. Os resultados seguem o padrão da série "Flora Fanerogâmica do Estado de São Paulo". São apresentadas chaves de identificação para gênero e espécies, descrições morfológicas, ilustrações e dados sobre distribuição geográfica, habitat, variabilidade intraespecífica, período de floração e frutificação, grau de conservação das espécies e riscos de extinção. No Estado de São Paulo...

Vaginal Flora Alterations and Clinical Symptoms in Low-Risk Pregnant Women

Gondo, Fausto; Silva, Marcia da; Polettini, Jossimara; Tristao, Andrea da R.; Peraçoli, José Carlos; Witkin, Steven S.; Rudge, Marilza Vieira Cunha
Fonte: Karger Publicador: Karger
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 158-162
ENG
Relevância na Pesquisa
36.85%
Background: To evaluate associations between alterations in vaginal flora and clinical symptoms in low-risk pregnant women. Methods: Vaginal specimens from 245 pregnant women were analyzed by microscopy for vaginal flora. Signs and symptoms of vaginal infection were determined by patient interviews and gynecologic examinations. Results: Abnormal vaginal flora was identified in 45.7% of the subjects. The final clinical diagnoses were bacterial vaginosis (21.6%), vaginal candidosis (10.2%), intermediate vaginal flora (5.2%), aerobic vaginitis (2.9%), mixed flora (2.9%) and other abnormal findings (2.9%). The percentage of women with or without clinical signs or symptoms was not significantly different between these categories. The presence of vaginal odor or vaginal discharge characteristics was not diagnostic of any specific flora alteration; pruritus was highly associated with candidosis (p < 0.0001). Compared to women with normal flora, pruritus was more prevalent in women with candidosis (p < 0.0001), while vaginal odor was associated with bacterial vaginosis (p = 0.0026). Conclusion: The prevalence of atypical vaginal flora is common in our low-risk pregnant population and is not always associated with pathology. The occurrence of specific signs or symptoms does not always discriminate between women with different types of atypical vaginal flora or between those with abnormal and normal vaginal flora. Copyright (C) 2010 S. Karger AG...

Flora e distribuição ecológica de comunidades de macroalgas lóticas de fragmentos florestais da região noroeste do estado de São Paulo

Almeida, Fernanda Vital Ramos de
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 80 f : il., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
36.74%
Pós-graduação em Ciências Biológicas (Biologia Vegetal) - IBRC; Vários estudos envolvendo flora e distribuição de comunidades de macroalgas lóticas já foram desenvolvidos na região noroeste do estado de São Paulo; entretanto, nunca foi realizada qualquer abordagem sobre macroalgas lóticas em fragmentos florestais remanescentes, aspecto mais relevante deste estudo. Foram testadas as seguintes hipóteses: (1) entre as regiões/biomas estudados no estado de São Paulo, o atual trabalho deve apresentar maior similaridade florística com Floresta Tropical, por ser mais próxima e composta também por Floresta Estacional Semidecidual; (2) características intrínsecas de cada corpo d’água devem exercer maior influência na riqueza e abundância das comunidades de macroalgas do que parâmetros mais gerais de cada fragmento, como forma, tamanho e matriz adjacente, e da ordem de grandeza do riacho e sua respectiva bacia de drenagem. Este trabalho teve como objetivo geral realizar o levantamento florístico e analisar a distribuição ecológica das comunidades de macroalgas lóticas de fragmentos florestais remanescentes de Floresta Estacional Semidecidual da região noroeste do estado de São Paulo (20o00’13”-21o37’14”S...

Flora eletrônica de um trecho do litoral norte de Sergipe, Brasil; Electronic flora of a stretch of northern coast of Sergipe State, Brazil

José Elvino do Nascimento Júnior
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 30/07/2012 PT
Relevância na Pesquisa
36.84%
O litoral do Nordeste do Brasil é caracterizo pela presença da vegetação dos tabuleiros costeiros (sobre os depósitos do Grupo Barreiras), manguezais e restingas (denominação que recebe o complexo vegetacional que ocorre sobre as areias holocênicas do litoral brasileiro). Em nosso trabalho estudamos um trecho do litoral de Sergipe no qual é encontrado principalmente restinga, distante cerca de 5 km dos tabuleiros sobre a Grupo Barreiras. As restingas não constituem uma unidade fitofisionômica homogênea, uma vez que as variações de substrato e salinidade moldam as comunidades vegetais no litoral, existindo assim uma grande variação florística e estrutural. A flora das restingas tem sido extensivamente estudada principalmente nas regiões Sudeste e Sul do Brasil, mas vários estados do Nordeste e Norte ainda possuem suas restingas praticamente desconhecidas. Esse é o caso de Sergipe, no qual foram realizadas apenas coletas esporádicas que não resultaram em trabalhos publicados. Embora muitas espécies das restingas ocorram por toda a costa brasileira, existem características peculiares a cada local, justificando assim a realização de estudos em trechos pouco conhecidos do norte-nordeste do Brasil. O objetivo principal deste trabalho foi a criação de uma Flora para um trecho do Litoral Norte de Sergipe...

Flora macrofitobêntica da Reserva Biológica do Arvoredo e ilhas circunvizinhas

Varela, Alejandro Rodolfo Donnangelo
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 44 f.| il., grafs., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
36.82%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Biológicas, Programa de Pós-Graduação em Biologia Vegetal, Florianópolis, 2010; Por ser uma das mais restritivas dentre as categorias de Unidade de Conservação (UC) da legislação brasileira, a Reserva Biológica Marinha do Arvoredo (ReBIOmar) localizada no estado de Santa Catarina representa uma importante estratégia de preservação da Flora marinha típica da província temperada quente do litoral brasileiro. O presente trabalho teve por objetivo fornecer o primeiro inventário florístico das algas bentônicas do mesolitoral das três ilhas que compõem a referida ReBIOmar e cinco ilhas circunvizinhas. Foram identificados 112 taxa infragenéricos sendo 67 Rhodophyta, 23 Chlorophyta e 22 Ochrophyta (Phaeophyceae). Os índices de diversidade e riqueza calculados apresentaram valores relativos à flora da bioregião Temperada Quente porem a flora insular mostrou-se significativamente diferente (ANOSIM, p<0,05) da flora da costa da região Sul do Brasil. As ilhas mais próximas ao continente apresentaram menor número de espécies mesmo nas ilhas compreendidas dentro do perímetro da ReBIOmar. Conclui-se que as ilhas estudadas possuem uma flora diferenciada da flora costeira da Região Sul do Brasil e que a presença da ReBIOmar do Arvoredo não influencia de forma significativa (ANOSIM...

Sinopse sobre a flora e vegetação natural do Alentejo e Algarve

Pereira, Marízia
Fonte: I Jornadas sobre a Flora e Vegetação do Sul de Portugal, Universidade de Évora Publicador: I Jornadas sobre a Flora e Vegetação do Sul de Portugal, Universidade de Évora
Tipo: Aula
POR
Relevância na Pesquisa
46.57%
O Alentejo e Algarve possuem áreas com vegetação natural de elevado interesse para a conservação da biodiversidade, tanto a nível ibérico como europeu. Estas áreas são escassas e em rápida degradação devido aos fogos, pastoreio, práticas agrícolas, cortes e desbastes, espécies exóticas, entre outros factores. Sem intervenção apropriada, a regeneração natural poderá ser nula ou reduzida. Com este trabalho pretendeu-se fazer uma abordagem geral sobre a flora e a vegetação naturais, predominantes no Alentejo e Algarve, abarcando as serras da Adiça (518m), Cercal (372m), d’Ossa (653m), Mendro (412m), Monfurado (424m), S. Mamede (1025m), Caldeirão (580m) e Monchique (902m), dos distritos de Portalegre, Évora, Beja, sul de Setúbal e Faro.

Padrões de distribuição da flora exótica em Cabo Verde: o papel dos factores antrópicos e ecológicos

Matos, Susana Cristina de Brito Correia de, 1978-
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2012 POR
Relevância na Pesquisa
36.9%
Tese de mestrado. Biologia (Ecologia e Gestão Ambiental). Universidade de Lisboa, Faculdade de Ciências, 2012; Dada a relevância a nível global do impacto da introdução de espécies exóticas, e tendo sido identificada uma grande escassez de estudos nesta área de investigação em Cabo Verde, pretendeu-se com este estudo actualizar a lista dos taxa exóticos naturalizados deste arquipélago, fornecendo dados sobre a sua distribuição, caracterização taxonómica e principais grupos funcionais. Com o objectivo de averiguar quais são os factores que influenciam os padrões de distribuição da flora exótica nestas ilhas, efectuaram-se correlações de Spearman entre o número de taxa exóticos e várias variáveis ambientais e antrópicas. Sendo conhecida a importância que os factores antrópicos têm na composição e distribuição da flora introduzida, procurou-se ainda perceber se a flora da única ilha desabitada do arquipélago (Santa Luzia) poderá ser indicadora de características invasoras das espécies introduzidas. Os resultados obtidos indicaram um total de 403 taxa exóticos, correspondendo a 55% da flora de Cabo Verde, sendo as Poaceae, Fabaceae e Asteraceae as famílias com maior número de espécies. Verificou-se também que predominam as espécies herbáceas e o tipo biológico mais frequente é o terófito. Além disso...

III Simpósio Fauna e Flora das Ilhas Atlânticas : programa, resumos e participantes

Tavares, João
Fonte: Universidade dos Açores Publicador: Universidade dos Açores
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
Publicado em 21/09/1998 ENG
Relevância na Pesquisa
36.77%
III Simpósio Fauna e Flora das Ilhas Atlânticas / III Symposium Fauna and Flora of the Atlantic Islands, Universidade dos Açores, Ponta Delgada, 21 a 25 Setembro, 1998.; Entre os dias 21 e 25 de Setembro de 1998, cerca de 350 participantes, nacionais e internacionais, alguns delegados de 20 países, reuniram-se em Ponta Delgada, ilha de São Miguel - Açores, no III Simpósio Fauna e Flora das Ilhas Atlânticas, organizado pelo Departamento de Biologia da Universidade dos Açores. Durante este estimulante evento, teve lugar a apresentação de 8 palestras, 85 comunicações orais e 105 posters sobre a Fauna e Flora das Ilhas Atlânticas, abordando em várias sessões as áreas científicas de Biogeografia, Ecologia, Taxonomia e Evolução e Conservação. Os trabalhos apresentados foram posteriormente publicados em 2000 e 2001 no Suplemento 2, Parte A e B, respectivamente, da Revista Arquipélago - Life and Marine Sciences. João Tavares, Presidente da Comissão Organizadora e Editor do livro III Simpósio Fauna e Flora das Ilhas Atlânticas / III Symposium Fauna and Flora of the Atlantic Islands. Programme, Abstracts and Participants.

Perceção da flora de uma região : o caso dos alunos da Universidade dos Açores

Pereira, Maria da Conceição
Fonte: Universidade dos Açores Publicador: Universidade dos Açores
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em 21/11/2014 POR
Relevância na Pesquisa
36.87%
Dissertação de Mestrado em Biodiversidade e Biotecnologia Vegetal.; A conservação da biodiversidade é fundamental para a regulação e manutenção dos serviços dos ecossistemas insulares. A biodiversidade constitui o alicerce para a existência de solos férteis, uma agricultura sustentável, florestas de produção equilibradas e disponibilidade de alimentos. Existem atualmente inúmeras pesquisas sobre o estado das espécies e os efeitos nefastos que as espécies introduzidas e invasoras exercem sobre nativas e endémicas. Para além dos aspetos ambientais, a flora tem uma importância económica muito relevante. O presente trabalho pretende avaliar a perceção que os alunos da Universidade dos Açores possuem acerca de alguns aspetos da flora deste arquipélago. Neste sentido, construiu-se um questionário que aborda as seguintes questões de investigação: A – "Que conceito têm os alunos sobre a origem da flora dos Açores (endémica, nativa, introduzida e invasora)?"; B – "Qual a perceção dos alunos em relação à importância da flora para a identidade, tradição e cultura açorianas?"; C – "Qual a perceção dos alunos em relação à importância económica da flora?"; D – "Qual a perceção dos alunos relativamente à importância da flora para a preservação da biodiversidade?" e E – "A perceção dos alunos em relação à flora dos Açores é afetada por fatores sociodemográficos?". O questionário foi aplicado a 309 alunos pertencentes a 14 cursos em diferentes áreas científicas. Os resultados obtidos mostraram que os discentes têm algum conhecimento acerca dos conceitos de espécie endémica...

Flora fanerogâmica da Ilha do Cardoso (São Paulo, Brasil): Liliaceae.

DUTILH, J.H.A.; ASSIS, M.C.
Fonte: In: MELO, M.M. da R.F. de; et al. (ed.). Flora Fanerogâmica da Ilha do Cardoso. São Paulo: Instituto de Botânica, 2000. Publicador: In: MELO, M.M. da R.F. de; et al. (ed.). Flora Fanerogâmica da Ilha do Cardoso. São Paulo: Instituto de Botânica, 2000.
Tipo: Capítulo em livro técnico-científico (ALICE) Formato: broch., il.; p.75-82
PT_BR
Relevância na Pesquisa
46.57%
Descreve a flora encontrada na Ilha do Cardoso, Estado de São Paulo. A família "Liliaceae" com distribuição mundial possui cerca de 280 gêneros e 4.000 espécies. As quatro espécies nativas de quatro gêneros, encontradas na Ilha do Cardoso, segundo este trabalho, pertenceriam aos grupos de famílias Alstroemeriaceae (Bomarea), Amaryllidaceae (Crinum e Hippeastrum) e Hypoxidaceae (Hypoxis), pertencente a esta família.; 2000

Influ??ncia do porta-enxerto no vigor, flora????o e produ????o do pessegueiro em duas condi????es edafoclim??ticas do Rio Grande do Sul.; Influ??ncia do porta-enxerto no vigor, flora????o e produ????o do pessegueiro em duas condi????es edafoclim??ticas do Rio Grande do Sul.

COMIOTTO, Andressa
Fonte: Universidade Federal de Pelotas; Agronomia; Programa de P??s-Gradua????o em Agronomia; UFPel; BR Publicador: Universidade Federal de Pelotas; Agronomia; Programa de P??s-Gradua????o em Agronomia; UFPel; BR
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
36.77%
This work was carried out with the objective to evaluate the vigour, flowering time, production and quality of peaches trees Maciel‟ and Chimarrita‟, on different rootstocks, in two edafoclimatic conditions in Rio Grande do Sul, Brasil. The experiment was conducted in two locations: at the Faculdade de Agronomia Eliseu Maciel, of Universidade Federal de Pelotas UFPel, in Pelotas (RS), Brasil, and at the Esta????o Experimental da Embrapa Uva e Vinho, in Bento Gon??alves (RS), Brasil, during the years 2008 and 2009. On both locations were evaluated the flowering time, grafting compatibility, trunk diameter, canopy volume, pruning weight, production, yield and yield efficiency in relation to the trunk diameter and canopy volume, fruit diameter and mass, fruit flesh firmness, soluble solid content (SS), titratable acidity (TA), SS/TA ratio, pH and external fruit color. The results showed that, regardless of where the orchard is placed, the rootstock interfere on vigour, and in phenological, productive and qualitative characteristics of peach trees Maciel‟ and Chimarrita‟. The cultivars Maciel‟ and Chimarrita‟, when grafted on Umezeiro‟ are less vigorous, in relation to that grafted on Capdeboscq‟...

Bases para la conservación de la flora protegida y hábitats prioritarios en el ámbito del sur de Albacete

Vera Pérez, Juan Bautista
Fonte: Universidade de Múrcia Publicador: Universidade de Múrcia
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
SPA
Relevância na Pesquisa
36.77%
Objetivos generales: Elaborar un documento que reúna toda la información disponible sobre la flora y la vegetación de interés para la conservación, analizando los resultados y estableciendo lugares de mayor importancia botánica. Pretendemos sean una herramienta para la Administración Regional dentro del ámbito de Castilla-La Mancha y sirva para futuros trabajos de gestión del medio natural en el territorio. Se pretende que aquellos datos relevantes sean divulgados por los medios adecuados y puestos a disposición del público en general. Material y métodos: El catálogo regional de especies amenazadas recoge los taxones observados o de los que se tiene constancia en la bibliografía y que tras una revisión crítica se consideran probables, aun cuando no hayan podido ser localizados durante los muestreos. Han sido dos las fuentes empleadas para la elaboración de este catálogo y la recopilación de la información corológica. Por un lado el Sistema de información sobre las Plantas de España (ANTHOS) y por otro la observación directa de campo, que ha primado sobre la primera a la hora de asignar topónimos y otros datos debido al objetivo primordial que es la gestión de especies y hábitats y no un catálogo florístico clásico. Para la nomenclatura taxonómica se ha seguido Flora iberica y cuando ha sido necesario...

Flora and vegetation of coastal wetlands near Tolten, Chile

Fonte: Universidade Católica de Temuco Publicador: Universidade Católica de Temuco
Tipo: Artículo de Revista
ES
Relevância na Pesquisa
36.77%
Programas de drenado ponen en serio peligro la permanencia de los humedales de Chile. Sin embargo, la flora y vegetación de estos ecosistemas han sido poco estudiadas. Este estudio clasifica los humedales de la costa de Toltén (IX Región, Chile), determinando su flora y vegetación. De acuerdo a la clasificación de la Convención de Ramsar, se determinaron 5 tipos de humedales en el área: lagunas costeras de agua dulce, ríos y arroyos permanentes, pantanos permanentes de agua dulce, pantanos estacionales de agua dulce y humedal boscoso de agua dulce (bosque pantanoso). Se trabajó con 39 censos de vegetación de acuerdo a la metodología fitosociológica de la Escuela Zürich-Montpellier, y recolecciones al azar. La flora vascular está formada por 84 especies, en las que dominan las nativas (69%). En el espectro biológico dominan los hemicriptófitos, seguidos en importancia por los fanerófitos y criptófitos, estos últimos representan a geófitos, helófitos e hidrófitos. Las especies más importantes en el humedal son Myrceugenia exsucca, Eleocharis macrostachya, Scirpus californicus, Juncus procerus, Anagallis alternifolia y E. pachycarpa. La tabla de vegetación ordenada muestra la presencia de 9 asociaciones vegetales: Juncetum procerii...

Estudo da flora bacteriana de Gram-positivo das mãos dos alunos de Enfermagem integrados nos ensinos clínicos e os conhecimentos sobre a higiene das mãos

Ribeiro, Sílvia Patrícia Guimarães
Fonte: [s.n.] Publicador: [s.n.]
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
Publicado em //2011 POR
Relevância na Pesquisa
36.88%
Trabalho apresentado à Universidade Fernando Pessoa como parte dos requisitos para obtenção do grau de Licenciada em Enfermagem; A falta de higiene das mãos ou a sua má prática constitui o principal motivo de desenvolvimento de infecções associadas aos cuidados de saúde (IACS). Para além do aumento substancial da mortalidade dos doentes internados em contexto hospitalar, as IACS constituem uma das maiores causas de morte em todo o mundo. Tendo noção da importância que a higiene das mãos constitui na actualidade desenvolveu-se o presente Projecto de Graduação subordinado ao tema “Estudo da flora bacteriana de Gram-positivo das mãos dos alunos de Enfermagem integrados nos ensinos clínicos e os conhecimentos sobre a higiene das mãos”. Este teve como principais objectivos caracterizar a flora bacteriana de Gram-positivo presente nas mãos dos alunos do CLE da UFP integrados nos EC, identificar o conhecimento dos alunos do CLE da UFP integrados nos EC acerca da higiene das mãos e descrever a relação entre a flora bacteriana de Gram-positivo das mãos dos alunos do CLE da UFP integrados nos EC e os conhecimentos sobre a higiene das mãos. Neste sentido, a investigação desenvolvida pretendeu dar resposta às questões: Qual a flora bacteriana de Gram-positivo das mãos dos alunos do CLE da UFP integrados nos EC?...

A flora do distrito de Aveiro e suas aplicações medicinais

Pinto, Patrícia Alexandra Freire
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
36.77%
O Distrito de Aveiro tem uma posição privilegiada em Portugal Continental. Este facto deve-se às suas características geomorfológicas, porque dele fazem parte desde áreas de litoral com relevos planos até áreas de interior com maiores altitudes; hidrográficas, pois dele faz parte a bacia hidrográfica do Vouga e a Ria de Aveiro, e climatéricas, pois beneficia de um clima ameno e propício ao desenvolvimento da biodiversidade florística. Os herbários são vastas colecções botânicas que possuem bastante informação e como tal difícil de gerir. No caso específico do herbário da Universidade de Aveiro (AVE), este é constituído por cerca de 13000 espécimes originais. Com o propósito de contribuir para um conhecimento da flora do distrito de Aveiro, foram informatizados espécimes existentes no AVE pertencentes às famílias Euphorbiaceae até à Asclepiadaceae, segundo a Nova Flora de Portugal (Franco, 1971), com o auxílio do programa BRAHMS. Posteriormente, realizou-se a análise dos dados obtidos tendo sido estudado o espectro taxonómico, biológico e corológico apenas dos taxa colhidos no distrito de Aveiro. Nesta análise foram considerados os 678 espécimes informatizados correspondentes a 153 taxa. A família Umbelliferae...

Caracterización de la flora con utilidad apícola en sabanas de la fuga San José del Guaviare.

Jaramillo L., Phavlevi D.
Fonte: Universidad Nacional Abierta y a Distancia UNAD Publicador: Universidad Nacional Abierta y a Distancia UNAD
Tipo: Proyecto_de_Investigacion Formato: pdf
SPA
Relevância na Pesquisa
36.77%
base de registro floral sabanas de la Fuga; En Sabanas de la Fuga existe un inventario de flora nativa y endémica que se encuentra habitualmente en periodo floral influenciado por los cambios de clima, gran porcentaje de esta flora es aprovechada por las abejas en su subsistencia, representando un valor florístico no aprovechado en otras actividades de producción animal. Con este proyecto se propende iniciar la caracterización sobre el inventario de flora con utilidad apícola en Sabanas de la Fuga. Para llevar a cabo los objetivos del proyecto, se ubico un punto de muestreo en Sabanas de la Fuga, a 2°40.16 62” de latitud Norte, 72° 14 23” de latitud Oeste, y 220 msnm, donde se concentra la mayor actividad apícola del departamento del Guaviare. En esta área se realizara un estudio de campo caracterizando y evaluando la flora con utilidad apícola.; Sheets of Fugue In an inventory of native and endemic flora commonly found in floral period influenced by climate changes, large percentage of this plant is used by the bees in their livelihood, representing an untapped floristic value in other activities animal production. This project tends to start the characterization of the inventory of flora with beekeeping utility Sheets of Fugue. To carry out the objectives of the project...

Preliminary analysis of the naturalized flora of northern Africa

Vilà, Montserrat; Meggaro, Youssef; Weber, Ewald
Fonte: Universidade Autônoma de Barcelona Publicador: Universidade Autônoma de Barcelona
Tipo: Article; info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion Formato: application/pdf
Publicado em //1999 ENG
Relevância na Pesquisa
36.77%
There is an urgent need to list regional data on alien species diversity in order to explore worldwide patterns of species invasion. In this sense, developing countries have received little attention. We have characterized the alien flora of northern Africa with regard to the taxonomic composition, life history characteristics, geographic origin and habitats invaded. A total of 343 vascular plant species from 69 families non-native to the regions were found in the literature. Alien species richness ranged from 143 (Algeria) to 60 (Tunisia). Most of these were of Mediterranean and North American origin. Over 40% of the alien species were therophytes. Crop fields, dumps and wet areas such as fresh water streams were the habitats with the higest number of aliens. About 10 % of species in the alien flora are considered to be serious plant invaders in other places of the world. Among these species there are many shrubs and trees such as Acacia and Eucalyptus. The impact of these species must be surveyed in the field.; Per tal d'establir patrons globals d'espècies invasives és necessari i urgent determinar la diversitat de la flora al·lòctona a escala regional. En aquest sentit els països en vies de desenvolupament han rebut poca atenció. Per aquest motiu...