Página 1 dos resultados de 818 itens digitais encontrados em 0.017 segundos

Qualidade de vida do trabalhador na Springer Carrier : uma análise dos principais programas e políticas da empresa num contexto de flexibilização do trabalho

Silva, Lisiane Vasconcellos da
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
86.18%
Contempla-se, aqui, a realização de um estudo de caso na Springer Carrier, com o propósito principal de identificar e analisar os programas direcionados para a Qualidade de Vida dos Trabalhadores. Também levando em conta a forte tendência de flexibilização das relações de trabalho no país, estuda-se Qualidade de Vida do Trabalhador com uma proposta tangencial de captar as percepções dos dirigentes empresariais, trabalhadores e representantes sindicais sobre a influência das Relações Flexíveis de Trabalho na Qualidade de Vida do Trabalhador. A Springer Carrier possui vários Programas e Políticas que têm, entre outros propósitos, aumentar e/ou melhorar a Qualidade de Vida do Trabalhador. Como resultados da pesquisa, verificou-se que tais programas foram considerados, em sua maioria, como muito importante e importante para a Qualidade de Vida, na opinião dos entrevistados. Os trabalhadores destacaram os Programas voltados para os cuidados com a saúde, ambiente de trabalho e relacionamentos. Contudo, enfatizaram a importância dos Programas e Políticas voltados à qualificação e à educação oferecidos pela Empresa e consideram o desenvolvimento profissional como uma das formas de obter melhor Qualidade de Vida. Quanto à percepção dos entrevistados sobre a influência das Relações Flexíveis de Trabalho na Qualidade de Vida do Trabalhador...

O trabalho contemporâneo e os efeitos da flexibilização no trabalho do setor administrativo

Andreazza, Jaqueline Perozzo
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
86.22%
No contexto da pós-modernidade, o trabalho contemporâneo mantém-se como referência importante pela posição que a sociedade lhe destina no ordenamento moral e social produzindo subjetividades, modos de trabalhar e de organizar a vida. A flexibilização é uma de suas principais características, e a precarização um de seus efeitos mais marcantes. Decorrente, principalmente, dos efeitos da globalização e das novas tecnologias da comunicação e da informação, a flexibilização do trabalho envolve uma série de estratégias implementadas a partir da reestruturação produtiva que visam alterar regulamentações do mercado de trabalho e de relações de trabalho. Esse estudo exploratório, enfatizando aspectos qualitativos, buscou compreender os engendramentos da subjetividade, dos modos de trabalhar e de organizar a vida num contexto de trabalho flexibilizado, analisando os efeitos da flexibilização do trabalho nos modos de trabalhar e na saúde dos trabalhadores administrativos do setor de recursos humanos da indústria metalmecânica de um pólo desenvolvido na região nordeste do Estado do Rio Grande do Sul. A análise das informações produzidas leva em consideração a análise da subjetividade, a partir da concepção foucaultiana. A saúde é entendida a partir de Canguilhem...

Limites à flexibilização do direito do trabalho no Brasil

Girotto, Luís Leonardo
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
86.15%
A presente monografia tem por objetivo analisar o fenômeno da flexibilização no Direito do Trabalho brasileiro, mais precisamente em relação aos limites de sua implantação. Para tanto, utilizou-se como metodologia a modalidade indutiva, e a pesquisa consistiu na análise documental e bibliográfica. Na conjuntura emergente, a proteção ao trabalho clássica surgida no período do “Capitalismo Organizado” perde força diante da desconstrução do grande pacto social entre Capital, Trabalho e Estado, causada pelo surgimento de novas formas de organização econômica, social, além da superação do padrão típico da relação de emprego. A partir desse contexto de transição, a flexibilização surge como medida apta a compatibilizar as relações de trabalho às contínuas evoluções econômicas e tecnológicas. Entretanto, para serem implementadas, o conteúdo destas medidas flexibilizatórias deve estar em consonância com os preceitos vigentes em nosso ordenamento justrabalhista, precipuamente em relação à dignidade da pessoa humana, fundamento da Repúlica Federativa do Brasil, aos valores da solidariedade e justiça social, os quais, em conjunto com os meta-princípios de Direito do Trabalho, adquirem caráter de norma jurídica...

Relações do trabalho e o poder da justiça do trabalho : tendências de desjudicialização no Rio Grande do Sul

Machado, Nathalia Huber
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
85.87%
Esta produção cuida do estudo das Relações de Trabalho, sua criação, evolução, e situação atual, assim como um estudo de tendências e trajetórias. Seu foco principal tem como diretriz o estudo das relações de trabalho e seu escopo de atuação, assim como a teoria de desjudicialização e flexibilização do trabalho nas últimas décadas, bem como suas causas. Serão utilizados dados recolhidos no Tribunal Regional do Trabalho e na Delegacia Regional do Trabalho, entre 1997 e 2007, tais como dissídios coletivos julgados e homologados, e negociações diretas registradas no ministerio do trabalhalho para o Rio Grande do Sul. Ademais, serão apresentadas prováveis tendências futuras para a relação do trabalho e teoria de Relação do Trabalho no RS, Brasil e no mundo. Assim como possíveis resultados dos fenômenos vistos recentemente.; This paper deals with the study of Industrial Relations, its birth, evolution, and current state, just as a study of tendencies and trajectories. Its main foccus is set on the study of industrial relations and its range of action, and also on the theory of the decreasingly participation of de judiciary power in the Labor negociations and the flexibilization of labor contracts and policies...

Flexibilização do trabalho em empresas de desenvolvimento de sistemas

Rita de Cassia Salatti
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 24/02/2004 PT
Relevância na Pesquisa
86.08%
Durante as duas últimas décadas observamos uma forte tendência de flexibilização dos vínculos contratuais e das condições de trabalho de profissionais em vários segmentos do mercado de trabalho. O objetivo desta dissertação é analisar as formas concretas que assume a flexibilização do trabalho na indústria de software, ou seja, as formas de uso do trabalho e modalidades de contratação predominantes em empresas do setor, assim como as visões de empresários e trabalhadores sobre este processo. Ela está baseada em pesquisa realizada em oito empresas nacionais de micro, pequeno e médio porte da região metropolitana de Campinas/SP entre 2003 e 2004. Apesar da centralidade do uso de recursos humanos altamente qualificados para o seu êxito, observou-se que no conjunto das empresas estudadas destaca-se a utilização de formas atípicas de contratação e a pesquisa discute todas as formas encontradas (CLT, cooperativa, pessoa jurídica, autônomo, informal, pseudo-sócio e estagiário). A competição entre empresas do mesmo segmento é forte nesse mercado e o custo fixo da empresa de desenvolvimento de sistemas se dá basicamente pelo investimento em mão-de-obra empregada. Reduzindo valores nas contratações, é possível reduzir significativamente os custos. Os empresários entrevistados temem a oscilação do mercado. Já entre os trabalhadores entrevistados observa-se a preferência pela CLT...

Imigração em Portugal : desafios para o movimento sindical em contexto de flexibilização do trabalho e do emprego

Kolarova, Marina
Fonte: ISEG - SOCIUS Publicador: ISEG - SOCIUS
Tipo: Outros
Publicado em //2009 POR
Relevância na Pesquisa
76.09%
O texto foi apresentado no X Congresso Luso-Afro-Brasileiro, Braga, em Fevereiro de 2009.; Num contexto de desregulamentação do mercado de trabalho, ligada à crescente flexibilização e precarização das relações de trabalho, de persistência da economia informal, particularmente nos sectores de maior incidência de trabalhadores imigrantes, a problemática da imigração levanta novos desafios para o movimento sindical. O sobrevalorizado papel do Estado assumido na regulação das migrações, na criação das políticas de imigração e na regulamentação do trabalho dos imigrantes; a crescente institucionalização do diálogo social, através dos vários organismos que foram criados (CICDR, COCAI) e que contam com a participação dos sindicatos; e a descredibilização dos sindicatos e das suas lutas, inclusive dentro do próprio movimento sindical, são factores que contribuem para a pouca discussão do tema. Este texto, baseado em grande parte em entrevistas semi-directivas a dirigentes sindicais e de associações de imigrantes, examina dois grupos de questões: 1. Qual é o papel dos sindicatos, enquanto voz dos trabalhadores imigrantes, que mudanças existem nas suas atitudes face à imigração? Quais as condições de trabalho dos imigrantes...

Cooperativas de trabalho de Porto Alegre e flexibilização do trabalho

Piccinini,Valmiria Carolina
Fonte: Programa de Pós-Graduação em Sociologia - UFRGS Publicador: Programa de Pós-Graduação em Sociologia - UFRGS
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2004 PT
Relevância na Pesquisa
96.13%
Neste artigo, procurou-se verificar o que representam as cooperativas de trabalho no processo de reestruturação produtiva e flexibilização do trabalho na economia brasileira e, especificamente, na gaúcha. Desenvolveu-se uma pesquisa junto às cooperativas de Porto Alegre questionando-se quanto à flexibilização do trabalho, qualidade de vida e empregabilidade. Identificaram-se, por parte dos dirigentes a valorização dos ideais cooperativistas e a preocupação com a qualidade de vida dos cooperados. Essas cooperativas, no entanto, lutam com dificuldades, decorrentes da concorrência das cooperativas de "fachada", da legislação considerada restritiva e do fato de os contratantes de seus serviços buscarem o menor custo. Grande parte é constituída de trabalhadores com baixo nível de qualificação e que encontraram no trabalho cooperativo uma alternativa ao desemprego. Mesmo apontando as dificuldades deste tipo de organização consideram como uma solução à crise econômica e de se manterem no mercado de trabalho. Foram realizados posteriormente três estudos de caso de cooperativas de trabalho de Porto Alegre e comparados entre si. Como são cooperativas com diferentes níveis de qualificação de seus associados, as perspectivas e aspirações são bastante diferenciadas.

Impacto da reestruturação produtiva no novo (e precário) mundo do trabalho : crise do sindicalismo

Hilário, Alessandra Danielle Carneiro dos Santos
Fonte: Superior Tribunal de Justiça do Brasil Publicador: Superior Tribunal de Justiça do Brasil
Tipo: Artigo de Revista Científica
PT_BR
Relevância na Pesquisa
85.96%
Trata da análise da ofensiva do capital, em estágio de mundialização, na organização do trabalho e da produção, explicitando a sua estratégia manipulatória conforme os interesses de lucratividade e maior produtividade.

A modernização da legislação do trabalho no Brasil

Costa, Danielle Lucena
Fonte: Superior Tribunal de Justiça do Brasil Publicador: Superior Tribunal de Justiça do Brasil
Tipo: Artigo de Revista Científica
PT_BR
Relevância na Pesquisa
76.08%
Trata da flexibilização dos direitos trabalhistas analisando o tema na atual conjuntura sócio-econômica brasileira.

A justiça do trabalho no panorama das novas relações sócio-econômicas

Vieira, Patrício Jorge Lobo
Fonte: Superior Tribunal de Justiça do Brasil Publicador: Superior Tribunal de Justiça do Brasil
Tipo: Artigo de Revista Científica
PT_BR
Relevância na Pesquisa
86.06%
Trata do conceito da flexibilização das leis trabalhistas no contexto do fenômeno globalização, comentando pontos relevantes relacionados à justiça do trabalho.

Novo aspecto de flexibilização no direito do trabalho garantidor do emprego

Camargo, Antônio Bonival
Fonte: Superior Tribunal de Justiça do Brasil Publicador: Superior Tribunal de Justiça do Brasil
Tipo: Artigo de Revista Científica
PT_BR
Relevância na Pesquisa
76.11%
Trata da fenômeno da flexibilização de direitos trabalhistas comparando pontos de vista na doutrina italiana e brasileira.

As transformações no mundo do trabalho

Ribeiro, Francisco
Fonte: Superior Tribunal de Justiça do Brasil Publicador: Superior Tribunal de Justiça do Brasil
Tipo: Artigo de Revista Científica
PT_BR
Relevância na Pesquisa
86%
Apresenta as modificações operadas no mundo do trabalho sob a ótica do capitalismo mundial, sobretudo no que tange à organização social do trabalho. Destaca os problemas criados pelo crescimento do setor terciário, a crescente intelectualização do trabalho e o impacto causado pelas inovações tecnológicas.

Flexibilização do Trabalho, Estrutura Ocupacional e Empregabilidade no Brasil: de 1973 a 1996

Helal, Diogo Henrique
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
PT_BR
Relevância na Pesquisa
76.07%
A empregabilidade é um fenômeno complexo, determinado por diversos fatores. Sabe-se que, ao contrário do afirmado pelos economistas, as oportunidades de emprego não são influenciadas apenas pelos elementos ligados ao capital humano do indivíduo, principalmente no atual contexto de flexibilização nas organizações e relações de trabalho. A literatura internacional afirma que outros elementos não meritocráticos (como o capital cultural e social dos indivíduos) são também relevantes no mercado de trabalho. Buscando ampliar tal discussão, esta dissertação, com base em quatro edições da PNAD/IBGE (1973, 1982, 1988 e 1996), testou a associação, bem como verificou as possíveis transformações dos efeitos das variáveis de capital humano, cultural e social dos brasileiros em sua empregabilidade formal e ocupabilidade gerencial, por meio de modelos de regressão logística. As evidências mostraram que os efeitos da escolaridade e da idade (proxy de experiência) nas variáveis dependentes se reduziram, a partir da década de 1980. Os efeitos observados do capital cultural na empregabilidade formal e ocupabilidade gerencial foram também identificados, e são de ordem eminentemente indireta, via educação, ou seja...

Flexibilização da jornada de trabalho

Shimada, Andre Sato
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: Monografia Graduação Formato: application/pdf
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
76.08%
Resumo: O presente trabalho tem como escopo elaborar uma análise da jornada 12x36 à luz do princípio protetivo. Neste sentido, buscamos expor que a recente aprovação - pelos ministros do Tribunal Superior do Trabalho - da redação de uma Súmula (nº 444) para o trato da jornada 12x36 tem a intenção de sanar algumas das controvérsias que incidem quando se visa a adoção do regime. No entanto, tal aprovação incita também a necessidade de discussão sobre a própria proteção do trabalhador ao ser submetido a uma jornada que perpassa a duração padrão da jornada diária e que, consequentemente, reflete de maneira maléfica na saúde do trabalhador. Ademais, cabe relembrar que a limitação da jornada de trabalho é, num contexto histórico, uma conquista (quiçá a maior) advinda da luta dos próprios trabalhadores frente à exploração pelos interesses de mercado. Mais que isso, a adoção do regime 12x36 invoca discussões sobre o fenômeno da flexibilização que, cada vez mais, se mostra presente na seara trabalhista e traz abordagens que expõem interesses dos empregadores, de um lado, e anseios dos trabalhadores, de outro. Outrossim, o perigoso precedente aberto na adoção da jornada 12x36 atenta para uma mister necessidade: a de constante observância do princípio da proteção pois...

A terceirização no mundo do trabalho

Pires, Fabiano
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: Monografia Graduação Formato: application/pdf
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
86%
Uma colocação no mercado de trabalho é importante preocupação para maioria da população brasileira. Autores clássicos e contemporâneos se detiveram sobre os estudo das váriaveis que influenciam esse mercado e dedicaram especial atenção à questão do desemprego. entretanto, o desemprego acabou sendo utilizado como desculpa para justificar a precarização nas relações de trabalho, para legitimar a "flexibilização". Uma das ferramentas mais empregadas pela classe patronal e até mesmo pelo poder público para realizar essa "flexibilização" tem sido a terceirização da força de trabalho. No Brasil essa ferramenta precarizadora começou de maneira precosse, ainda na ditadura militar. Na atual fase do capitalismo, que busca o lucro acima de tudo, várias tentativas de burlar a legislação trabalhista e precarizar a relação laboral têm sido tentadas. Num primeiro momento a Justiça do Trabalho repudiou a precarização gerada por meio da terceirização, mas, mais recentemente a cúpula do Judicíario trabalhista sucumbiu ao discurso neoliberal, legitimado certas formas de terceirização, o que pode ser percebido pelo conteúdo de suas Súmulas e a respeito do tema. Essa tutela acaba por revelar que a justiça do trabalho não turela o trabalhador...

O uso das tecnologias e a flexibilização do trabalho : risco de precarização?

Santana, Marina Venceslau
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: Monografia Graduação Formato: 65 p.; application/pdf
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
96.21%
Orientador: Sidnei Machado; Monografia (graduação) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Jurídicas, Curso de Graduação em Direito; Resumo: Esta pesquisa aborda o crescente uso da tecnologia, principalmente dos meios telemáticos de comunicação, nas relações de trabalho e como estes impactam no fenômeno da flexibilização. Procurou-se elaborar uma cronologia histórica sobre o fenômeno da flexibilização no mundo do trabalho, tanto em relação aos seus fundamentos econômicos e políticos, mas também confrontando-se com os sistemas de produção adotados no modo de produção capitalista. Sua compreensão deve ser realizada com cautela, pois o discurso patronal dominante apresenta a união da tecnologia com a flexibilização do trabalho como uma conquista paradigmática das novas gerações que estão entrando no mercado de trabalho. Ademais, este discurso substanciado pelos interesses do capital ainda localiza a flexibilização como um dos pilares para a sobrevivência e competitividade das empresas no mercado, de tal forma que impulsionaria também a economia. Diante desse discurso e da crescente disseminação da tecnologia nas relações laborais, impende analisar os impactos da tecnologia no movimento flexibilizatório e seus efeitos na vida pessoal do trabalhador...

Flexibilização e precarização nas relações de trabalho: um debate na esfera pública

Lima, Maria Lúcia de
Fonte: Universidade Católica de Brasília Publicador: Universidade Católica de Brasília
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: Texto
PT_BR
Relevância na Pesquisa
76.21%
Este trabalho tem como objetivo apresentar os resultados obtidos com a pesquisa Flexibilização e precarização nas relações de trabalho: Um debate na esfera pública, cujo objetivo geral foi analisar de maneira crítica o discurso do Governo acerca da flexibilização do trabalho. Para tanto, foram discutidos a) os benefícios que a flexibilização no Setor Público traz para o setor privado, b) as problemáticas que esse processo de flexibilização e precarização podem acarretar nas relações de trabalho, c) as consequências, para o Estado, das escolhas de contratações de empresas que flexibilizam o trabalho ao invés de adesão de contratação por concurso público que estabiliza o trabalho. Este estudo foi realizado através de pesquisa bibliográfica, incluindo tanto material impresso, quanto eletrônico sobre Reforma do Aparelho do Estado (BRESSER,2001), trabalho terceirizado e precarizado (ANTUNES, 2006), Contra-Reforma (BEHRING, 2008), Neoliberalismo ( HARVEY, 2012). O método de análise de dados foi uma análise de conteúdo do discurso da Reforma do Aparelho do Estado a partir dos dados sobre o mercado de trabalho do IBGE/DIEESE.; Serviço Social

Regulação das relações de trabalho no Brasil : o marco constitucional e a dinâmica pós-constituinte

Gonzalez, Roberto; Galiza, Marcelo; Amorim, Brunu; Vaz, Fábio; Parreiras, Luiz
Fonte: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) Publicador: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
Tipo: Políticas Sociais: acompanhamento e análise - Artigos
PT-BR
Relevância na Pesquisa
76.06%
Este capítulo apresenta as alterações trazidas pela CF/88, fazendo uma discussão sobre seu significado em termos dos antecedentes históricos das relações de trabalho no Brasil. Indica os principais marcos da trajetória de flexibilização do trabalho ao longo do período 1988-2008. Finalmente, traz um balanço sintético desta evolução, enfatizando a continuidade do embate entre regulação e flexibilização na conjuntura atual.; p. 85-151 : il.

Novas fronteiras de pesquisa na sociologia do trabalho; New research frontiers in the sociology of work

Ramalho, José Ricardo; Universidade Federal do Rio de Janeiro
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC)
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Formato: application/pdf
Publicado em 10/02/2009 POR
Relevância na Pesquisa
85.99%
http://dx.doi.org/10.5007/2175-7984.2008v7n13p229Um conjunto de novos temas e a exigência de novas interlocuções tem obrigado a sociologia do trabalho a repensar sua tradição teórica e disciplinar. O estudo das transformações resultantes do processo de globalização, em especial aquelas voltadas para a organização produtiva e para a flexibilização das relações de trabalho, colocou em questão a capacidade explicativa do seu corpo conceitual ao mesmo tempo em que abriu janelas de diálogo com outras perspectivas analíticas anteriormente consideradas distantes ou não pertinentes a essa área do conhecimento. A proposta deste texto é identificar e problematizar as novas fronteiras da interpretação sociológica, tomando como exemplo uma pesquisa sobre relações de trabalho e sindicato em distritos industriais brasileiros ligados ao setor automotivo.; A series of new topics and demands for new interlocutors has obliged the sociology of work to rethink its theoretical and disciplinary tradition. The study of transformations produced by globalization, particularly those geared toward productive organization and the flexibilization of labor relations, casts doubt on the explanatory ability that its conceptual stock holds...

A flexibilização do trabalho e da gestão de pessoas limitadas pela racionalidade instrumental

Loch, Clesar Luiz; UFSC - Florianópolis - SC; Correia, Guilherme Silveira; CELESC - Florianópolis - SC
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 01/01/2004 POR
Relevância na Pesquisa
76.07%
This essay aims to discuss the flexibility of work and the people’s management in a context that prevails the instrumental rationality, proper from the enterprises. The work can take positive connotations like its emancipating and transforming character, as it can takes its opposite: alienation and suffering. In the Capitalism, work is organized according to the interests of those who have capital. The people’s management is in tune with the changes in today’s capitalist economy and becomes more flexible through innovative practices, which intend to restore the subjectivity of human nature. This flexibility develops within a context in which the instrumental rationality prevails. It is believed that the people’s management, when based on a substantive view and characterized by an ethical code of conduct, with important values, tends to improve the participation of the workers. In this case, work itself could be able to develop the human potential and assume a creative, transforming and emancipating character.; Este ensaio teórico busca discutir a flexibilização do trabalho e da Gestão de Pessoas inserida num contexto em que prevalece uma racionalidade instrumental própria das organizações empresariais. O trabalho pode trazer conotações positivas...