Página 1 dos resultados de 530 itens digitais encontrados em 0.003 segundos

Avaliação dos aspectos toxicológicos dos fitoterápicos: um estudo comparativo; Evaluation of toxicological aspects of the herbal medicines:a comparative study

Turolla, Monica Silva dos Reis
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 13/04/2004 PT
Relevância na Pesquisa
37.52%
Esta Dissertação apresenta informações gerais sobre os medicamentos fitoterápicos e os aspectos toxicológicos de uma amostra de dez plantas medicinais comercializadas como medicamentos fitoterápicos no Brasil, pesquisados junto aos principais bancos de dados e fontes públicas de informação. A análise dos medicamentos fitoterápicos cobre as dimensões histórica, econômica e farmacêutica. No tocante aos aspectos toxicológicos, foram avaliados os dados de toxicidade pré-clínica de dez plantas selecionadas, e realizado um levantamento das informações publicadas para Hypericum perforatum e Piper methysticum, relacionadas ao termo toxicidade, segundo três importantes bancos de dados. Adicionalmente, este trabalho aborda as propostas para realização de ensaios de toxicidade pré-clínica para os fitoterápicos segundo a OMS e legislação brasileira, e as normas para avaliação de substâncias químicas segundo a OECD.; This thesis presents general information on herbal medicines and on the toxicological aspects of a sample of ten medicinal plants traded as herbal medicines in Brazil. The survey was carried out in the main databases and public sources of information. The analysis on the herbal medicines encompasses the historical...

Estudo da qualidade da informação constante nas bulas dos principais medicamentos fitoterápicos registrados no Brasil

Silva, Gabriela Gonçalves da
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
37.52%
Os objetivos deste trabalho foram: fazer um levantamento das dez espécies vegetais que compõem o maior número de apresentações farmacêuticas de fitoterápicos simples registradas na ANVISA; realizar o diagnóstico da oferta e da qualidade das informações contidas nas bulas das apresentações contendo as cinco espécies vegetais mais utilizadas; e definir as informações técnicas que devem estar contidas na bula de especialidades farmacêuticas que contenham como ingredientes ativos unicamente extratos preparados a partir destas espécies. O levantamento das dez espécies vegetais abrangeu o período de 01/01/1998 a 30/06/2003 e foi realizado através de consulta ao OPTLINE (www.i-helps.com). Os medicamentos fitoterápicos representam 7,76% (1888) das apresentações de registro de medicamentos no Brasil, sendo 1311 (5,38 %) apresentações de medicamentos fitoterápicos simples. Cinqüenta e oito espécies vegetais constituíam os registros de medicamentos fitoterápicos simples, sendo as dez com maior número de apresentações Ginkgo biloba L.: 302 (23,04%); Hypericum perforatum L.: 126 (9,61%); Piper methysticum F.: 87 (6,64%); Cimicifuga racemosa Nutt: 79 (6,03%); Valeriana officinalis L.: 76 (5,80%); Vitis vinifera L.: 69 (5...

Estrutura e organização da cadeia de suprimento de insumos para fitoterápicos

Biazús, Mateus Arioli
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
37.44%
A utilização de medicamentos fitoterápicos tem crescido a taxas acima da média em todo o mundo, quando comparada à dos medicamentos tradicionais, constituindo-se em uma grande oportunidade de crescimento e desenvolvimento para a indústria farmacêutica nacional. O Brasil, além de possuir a maior biodiversidade em plantas do mundo, possui um conhecimento popular em relação à propriedade medicinal de muitas ervas e plantas que poderiam balizar o desenvolvimento de novos medicamentos. Na cadeia produtiva farmacêutica, a qualidade da matéria-prima é fundamental e pode ser a diferença entre a produção de um medicamento eficaz ou não. Nesse contexto, a gestão da cadeia de suprimentos se apresenta como parte importante para a estruturação das relações e para a qualidade do desenvolvimento de tais produtos. Assim, este estudo objetiva analisar a estrutura e organização da cadeia de suprimento de insumos para fitoterápicos, procurando compreender as suas inter-relações e suas dificuldades de desenvolvimento. A pesquisa foi desenvolvida em parceria com a Escola de Administração da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) e com o projeto Centro de Estudos Avançados em Biodiversidade e Fitoprodutos (BIO-FITO) da Faculdade de Farmácia da UFRGS. Foram estudados três laboratórios situados no Rio Grande do Sul...

Efeitos antitussígenos e expectorantes de dois fitoterápicos comercializados no mercado brasileiro

Mello, Fernanda Bastos de; Mello, Joao Roberto Braga de
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
37.44%
Os efeitos antitussígenos - expectorantes de dois fitoterápicos existentes no mercado brasileiro, foram avaliados utilizando-se três modelos biológicos diferentes. Cada formulação fitoterápica, com composição diferente, apresentava o mesmo número de lote e data de fabricação. Os nomes comerciais dos fitoterápicos avaliados foram: Extrato Expectorante Salva e Xarope Expectorante e Sedativo da Tosse Fitomed. Uma espécie animal específica foi utilizada em cada modelo avaliado (n=10 animais/grupo). Foram utilizados ratos Wistar no modelo da secreção das vias aéreas, cobaios no modelo de tosse induzido por ácido cítrico e codornas japonesas na determinação da velocidade de transporte mucociliar. Os animais (um grupo/formulação) foram divididos nos dois grupos de fitoterápicos e tratados por via oral, com o equivalente a dez vezes a dose terapêutica recomendada (9mL.kg-1). Um grupo controle negativo de cada espécie foi tratado com solução fisiológica (10mL.kg-1). Um grupo controle positivo composto por cobaios utilizados no modelo de tosse induzida pelo ácido cítrico foi tratado com morfina (1mg.kg-1) por via subcutânea. No modelo onde foram utilizados ratos (secreção das vias aéreas) e codornas (determinação de velocidade de transporte mucociliar) o grupo controle positivo recebeu erdosteína por via oral (600mg.kg-1). Os resultados mostraram que as duas formulações fitoterápicas foram eficazes em inibir o reflexo da tosse induzido pelo ácido cítrico em cobaios. Nos modelos de secreção das vias aéreas em ratos e determinação da velocidade de transporte mucociliar em codornas nenhuma das duas formulações apresentou eficácia significativa.; The antitussive-expectorant effects of two phytotherapic formulations of Brazilian market were evaluated using three different biological models. Each phytotherapic formulation...

O uso de plantas medicinais e de fitoterápicos no SUS : uma revisão bibliográfica

Silvello, Camila Leidens Corrêa
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
37.44%
O uso de fitoterapia no Sistema Único de Saúde pode ser uma alternativa para redução de gastos públicos com medicamentos, além de ter eficácia comprovada, facilidade de acesso às plantas no Brasil e integração na cultura e saber popular. O objetivo do presente estudo foi conhecer a produção científica sobre a utilização de plantas medicinais e fitoterápicos no Sistema Único de Saúde brasileiro. O estudo consistiu em uma pesquisa bibliográfica, utilizando-se o referencial de Gil (1991). As buscas em bases de dados virtuais se deram em “Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde” (LILACS) e “Scientific Electronic Library Online” (SciELO). A partir da busca realizada, encontraram-se doze artigos, publicados em revistas e periódicos nacionais, presentes nas referidas bases de dados. O período das publicações encontradas foi de 1978 a julho de 2010. Com o estudo, pôde-se observar que há diferentes enfoques das publicações nacionais sobre o tema, havendo relatos de implantações já efetivadas, projetos e subsídios para tal, bem como discussões e reflexões necessárias para a ampliação do debate e divulgação sobre o assunto. Existem aspectos positivos da aproximação do meio cientifico ao saber popular...

Plantas medicinais e fitoterápicos : regulamentação sanitária e proposta de modelo de monografia para espécies vegetais oficializadas no Brasil

Carvalho, Ana Cecília Bezerra
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Tese
POR
Relevância na Pesquisa
37.77%
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ciências da Saúde, 2011.; A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) é uma autarquia subordinada ao Ministério da Saúde, encarregada da regulação e regulamentação de fitoterápicos, dentre outros produtos. Em 2006, duas importantes políticas foram publicadas para a área de plantas medicinais e fitoterápicos, a Política Nacional de Práticas Integrativas (PNPIC) no Sistema Único de Saúde (SUS) e a Política Nacional de Plantas Medicinais e Fitoterápicos (PNPMF), fazendo com que a Anvisa tivesse que atualizar seus regulamentos. O objetivo desse trabalho é analisar as modificações nas normas da Anvisa para fitoterápicos decorrentes das políticas citadas e propor um modelo de monografia para espécies vegetais medicinais. Para tanto, na parte exploratória desse trabalho, foi selecionada a abordagem qualitativa com técnica de análise documental para verificar os medicamentos fitoterápicos registrados na Anvisa, de modo a conhecer o mercado que precisava ser trabalhado e saber quais espécies vegetais nativas já possuíam registros como medicamentos fitoterápicos. Em seguida, ainda na parte exploratória, foi realizado um estudo das espécies vegetais constantes da Relação nacional de plantas medicinais de interesse ao SUS (RENISUS)...

Os fitoterápicos e a anestesia na cirurgia de ambulatório

Canário, Catarina Sofia Simão
Fonte: Universidade da Beira Interior Publicador: Universidade da Beira Interior
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /06/2011 POR
Relevância na Pesquisa
37.75%
A utilização de fitoterápicos (medicamentos à base de plantas e substâncias derivadas das plantas) para fins terapêuticos e profiláticos é uma prática frequente nas nossas sociedades. Estes produtos contêm substâncias que podem interagir com os medicamentos usados convencionalmente, nomeadamente com os anestésicos e adjuvantes da anestesia. Contudo, estudos que demonstrem estas interacções são escassos. A presente dissertação tem como objectivo estudar as interacções que podem ocorrer entre os fitoterápicos e os anestésicos, manifestadas pela ocorrência de eventos adversos no período perioperatório, no que concerne a determinadas mudanças cardiovasculares (tensão arterial e frequência cardíaca) e, também caracterizar o consumo de fitoterápicos na amostra. Recolheram-se os dados por aplicação de um inquérito aos doentes, que realizaram uma cirurgia na Unidade de Cirurgia de Ambulatório na ULS, Hospital Sousa Martins – Guarda, entre 3 de Março e 7 de Abril de 2011 e pela análise dos seus processos. Considerou-se que ocorreram eventos adversos quando estes valores diferiram em 20% ou mais do valor basal. Utilizou-se o Microsoft Office Excel 2007® para o tratamento estatístico dos dados, realizando estatística descritiva (média...

Padrão microbiano em medicamentos não estéreis de uso oral: enquadramento de produtos fitoterápicos

Fischer,Dominique Corinne Hermine; Ohara,Mitsuko Taba; Saito,Takako
Fonte: Sociedade Brasileira de Farmacognosia Publicador: Sociedade Brasileira de Farmacognosia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/1996 PT
Relevância na Pesquisa
37.44%
Faz-se uma revisão de padrões de qualidade microbiológica para medicamentos não estéreis de uso oral, matérias-primas de origem vegetal e fitoterápicos, a nível mundial e nacional, discutindo-os cronologica e comparativamente. 0 estudo crítico visa avaliar o grau de adequação desses padrões às conclições produtivas reais dos fitoterápicos, considerando a sua natureza. Os autores sugerem norma microbiológica para produtos fitoterápicos de uso oral, com o objetivo de alcançar níveis desejáveis de qualidade e garantir a segurança, eficácia a integridade do produfo final.

Análise das bulas de medicamentos fitoterápicos comercializados em Porto Alegre, RS, Brasil

Bello,C. M.; Montanha,J. A.; Schenkel,E. P.
Fonte: Sociedade Brasileira de Farmacognosia Publicador: Sociedade Brasileira de Farmacognosia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2002 PT
Relevância na Pesquisa
37.52%
Com o objetivo de avaliar a qualidade das bulas de medicamentos fitoterápicos em relação à presença das frases obrigatórias por lei, bem como de informações específicas exigidas pela legislação de medicamentos fitoterápicos, foram selecionados 65 produtos em farmácias de Porto Alegre contendo pelo menos uma das seguintes plantas medicinais: maracujá, boldo, alcachofra, guaraná e sene. Através de um formulário, analisou-se a presença das frases exigidas pela Portaria 110/97 da ANVS, que regulamenta as bulas de medicamentos, e das informações exigidas pela Resolução RDC 17/00 da ANVS, sobre registro de medicamentos fitoterápicos. A maioria dos produtos analisados não possui bula, e em nenhum deles verificou-se a presença de todas a frases e demais informações exigidas pela legislação vigente. Especialmente significante foi a inexistência de dados sobre reações adversas, contra-indicações e advertências. Foi possível concluir que as bulas de medicamentos fitoterápicos analisados não seguem as normas legais, são incompletas e deficientes de informações, podendo induzir a sérios problemas de saúde.

Perfil de utilização de fitoterápicos em farmácias comunitárias de Belo Horizonte sob a influência da legislação nacional

Ribeiro,A.Q.; Leite,J.P.V.; Dantas-Barros,A.M.
Fonte: Sociedade Brasileira de Farmacognosia Publicador: Sociedade Brasileira de Farmacognosia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2005 PT
Relevância na Pesquisa
37.52%
Um panorama do consumo de fitoterápicos em farmácias comunitárias de Belo Horizonte (MG) é utilizado neste artigo como instrumento para analisar a influência da legislação nacional sobre este mercado. Para tal, foram entrevistados indivíduos que adquiriram fitoterápicos nos estabelecimentos farmacêuticos visitados. Observa-se que, na mesma nação detentora da maior biodiversidade do planeta e privilegiada por uma cultura popular conhecedora das propriedades terapêuticas das plantas, existe uma tendência de mercado para a utilização de plantas exóticas, oriundas de países desenvolvidos. A influência da legislação brasileira de fitoterápicos, que prima pela qualidade, eficácia e segurança desses medicamentos, mas que, ao mesmo tempo, tende a proscrever as drogas nativas que fazem parte da medicina popular brasileira, é discutida nesse trabalho. Verifica-se, assim, a pertinência de se discutir o perfil de usuário de fitoterápicos à luz das normas de registro desses fármacos no país no campo da saúde pública, tendo em vista que essa legislação repercute nas estratégias e/ou empecilhos para aumentar o acesso a medicamentos pela população.

Utilização de fitoterápicos nas unidades básicas de atenção à saúde da família no município de Maracanaú (CE)

Silva,Maria Izabel G.; Gondim,Ana Paula S.; Nunes,Ila Fernanda S.; Sousa,Francisca Cléa F.
Fonte: Sociedade Brasileira de Farmacognosia Publicador: Sociedade Brasileira de Farmacognosia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2006 PT
Relevância na Pesquisa
37.63%
Diante da deficiente assistência farmacêutica brasileira, alguns estados no país vêm realizando a implantação de Programas de Fitoterapia na atenção primária à saúde. Com o objetivo de conhecer o perfil de utilização e prescrição dos fitoterápicos desenvolvidos no município de Maracanaú (CE), foram entrevistados 226 pacientes atendidos nas Unidades de Saúde da Família, cujas prescrições medicamentosas continham fitoterápicos. A prevalência de fitoterápicos nas prescrições foi de 20,6%. Nestas, foram encontrados 10 dentre os 15 fitoterápicos produzidas no município, entre cápsulas, pomadas, géis, tinturas e xarope. As principais indicações terapêuticas dos fitoterápicos foram para as afecções respiratórias, cutâneas e para o diabetes mellitus. Observou-se, desta forma, um cenário favorável ao Programa Farmácias Vivas de Maracanaú. No entanto, vale ressaltar que estudos posteriores se tornam necessários para garantir o controle de qualidade, bem como a eficácia e segurança dos fitoterápicos.

Farmacovigilância e reações adversas às plantas medicinais e fitoterápicos: uma realidade

Silveira,Patrícia Fernandes da; Bandeira,Mary Anne Medeiros; Arrais,Paulo Sérgio Dourado
Fonte: Sociedade Brasileira de Farmacognosia Publicador: Sociedade Brasileira de Farmacognosia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2008 PT
Relevância na Pesquisa
37.44%
Os fitoterápicos são utilizados por automedicação ou por prescrição médica e a maior parte não tem o seu perfil tóxico bem conhecido. Atualmente estão incorporados aos vários Programas de Fitoterapia como opção terapêutica eficaz e pouco custosa. A importância da inclusão dos fitoterápicos nos programas de farmacovigilância vem sendo reconhecida nos últimos anos por vários países da Europa, como Reino Unido e Alemanha, onde várias plantas foram submetidas à farmacovigilância e muitas delas foram retiradas do mercado devido a importantes efeitos tóxicos e risco para uso humano. O aumento no número de reações adversas reportado é possivelmente justificado pelo aumento do interesse populacional pelas terapias naturais observado nas últimas décadas. A farmacovigilância de plantas medicinais e fitoterápicos é uma preocupação emergente e através do sistema internacional será possível identificar os efeitos indesejáveis desconhecidos, quantificar os riscos e identificar os fatores de riscos e mecanismos, padronizar termos, divulgar experiências, entre outros, permitindo seu uso seguro e eficaz.

Utilização de fitoterápicos por idosos: resultados de um inquérito domiciliar em Belo Horizonte (MG), Brasil

Marliére,Lucianno D. P.; Ribeiro,Andréia Q.; Brandão,Maria das Graças L.; Klein,Carlos H.; Acurcio,Francisco de Assis
Fonte: Sociedade Brasileira de Farmacognosia Publicador: Sociedade Brasileira de Farmacognosia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2008 PT
Relevância na Pesquisa
37.67%
Os fitoterápicos constituem uma modalidade de terapia complementar ou alternativa diante das necessidades de saúde e seu uso tem sido crescente na população idosa de diversos países. Entretanto, apresentam interações medicamentosas e reações adversas importantes e sua utilização não deve ser indiscriminada. Este estudo objetivou caracterizar o perfil de utilização de fitoterápicos por aposentados e pensionistas do INSS, com 60 anos e mais, residentes em Belo Horizonte, MG. A partir do cadastro do INSS, selecionou-se uma amostra aleatória de 881 idosos para entrevista. Investigou-se a prevalência de uso de fitoterápicos e interações medicamentosas potenciais. Um total de 667 (80,3%) dos selecionados foi entrevistado. Setenta e um participantes (10,6%) utilizaram fitoterápicos nos últimos 15 dias, principalmente aqueles preparados a partir de extratos de ginkgo (41,8%), aesculus (12,3%) e isoflavonas de soja (8,2%). Mais de 60% dos fitoterápicos foram adquiridos em farmácias de manipulação. Aproximadamente 45% dos usuários de fitoterápicos estavam expostos a pelo menos uma interação medicamentosa potencial entre eles e medicamentos sintéticos, tais como entre ginkgo e diuréticos tiazídicos (14) e antiagregante plaquetário/anticoagulantes (8). São necessárias estratégias de orientação para o uso racional de fitoterápicos entre idosos...

Avaliação da adequação técnica de indústrias de medicamentos fitoterápicos e oficinais do Estado do Rio de Janeiro

Alves,Natália Dias da Costa; Santos,Tereza Cristina dos; Rodrigues,Carlos Rangel; Castro,Helena Carla; Lira,Luiz Marcelo; Dornelas,Camila Braga; Cabral,Lúcio Mendes
Fonte: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva Publicador: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2008 PT
Relevância na Pesquisa
37.44%
Neste trabalho, buscou-se determinar o perfil de indústrias farmacêuticas dedicadas à fabricação e fracionamento de medicamentos fitoterápicos e oficinais no Estado do Rio de Janeiro por informações do CVS-RJ. Foram identificadas 48 empresas com atividades relacionadas à fabricação e/ou fracionamento e distribuição de medicamentos oficinais e fitoterápicos e analisadas no grau de adequação à legislação sanitária vigente, cumprimento de boas práticas de fabricação vigentes, bem como às questões relacionadas ao registro de produtos; as principais irregularidades foram o fluxo de pessoal e controle de qualidade adequado. Constatou-se que há atualmente empresas em situação: satisfatória (29,2%), satisfatórias com restrições (10,4%), insatisfatórias (6,2%), interditadas (39,6%), e solicitantes do cancelamento do processo por não terem condições para o cumprimento da RDC nº 210/03 (14,6%). Segundo o quadro atual, ainda é grande o número de empresas com atividades relacionadas à fabricação e/ou fracionamento e distribuição de medicamentos fitoterápicos e oficinais em fase de adequação ou em condições não adequadas no Rio de Janeiro. Ao mesmo tempo, é pouco factível a adequação, frente ao tipo de produto e porte financeiro...

Pesquisa e atividades de extensão em fitoterapia desenvolvidas pela Rede FitoCerrado: uso racional de plantas medicinais e fitoterápicos por idosos em Uberlândia-MG

Machado,H.L.; Moura,V.L.; Gouveia,N.M.; Costa,G.A.; Espindola,F S.; Botelho,F.V.
Fonte: Sociedade Brasileira de Plantas Medicinais Publicador: Sociedade Brasileira de Plantas Medicinais
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2014 PT
Relevância na Pesquisa
37.44%
Este estudo objetivou realizar atividades de extensão em fitoterapia, a partir de um levantamento de dados sobre as plantas medicinais, fitoterápicos e medicamentos convencionais utilizados por 292 idosos frequentadores de um programa de Atividades Físicas e Recreativas para a Terceira Idade (AFRID), na cidade de Uberlândia-MG, utilizando como instrumento de investigação, um questionário semiestruturado. Dentre os entrevistados verificamos que 88% utilizavam medicamentos prescritos, principalmente para o controle da hipertensão. O uso de plantas medicinais foi relatado por 76,7% dos idosos, sendo as mais citadas: Cymbopogon citratus, Mentha sp., Rosmarinus officinalis, Plectranthus barbatus, Ocimum gratissimum, e Matricaria chamomilla. Dezesseis (5,5%) idosos utilizavam fitoterápicos, principalmente preparados a partir de extratos de Ginkgo biloba, Aesculus hippocastanum e Passiflora incarnata em associação com Crataegus oxyacantha e Salix alba. O uso concomitante de plantas medicinais e fitoterápicos com medicamentos convencionais foi relatado por 86,2% e 81,3% dos idosos, respectivamente. Após a análise dos dados percebemos a necessidade do desenvolvimento de ações educativas para informar e conscientizar os idosos sobre o uso da fitoterapia. Elaboramos uma caderneta e uma cartilha para promoção da difusão dessas informações e o aprimoramento do uso da fitoterapia entre os idosos e...

Ensaio de dissolução de fitoterápicos contendo Maytenus ilicifolia Mart ex Reiss (Celastraceae): validação de métodos para quantificação de catequina e epicatequina; Dissolution profiles of herbal medicines containing Maytenus ilicifolia Marth ex Reiss (Celastraceae)

LEAL, Ana Flavia Vasconcelos Borges
Fonte: Universidade Federal de Goiás; BR; UFG; Mestrado em Ciências Farmacêuticas; Ciências da Saúde - Farmácia Publicador: Universidade Federal de Goiás; BR; UFG; Mestrado em Ciências Farmacêuticas; Ciências da Saúde - Farmácia
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
37.67%
Maytenus ilicifolia Mart ex Reiss (Celastraceae) popularly known in Brazil as espinheirasanta is used against gastric disorders and ulcers. Quality of herbal medicines is essential to ensure the safety and efficacy of the drug. The dissolution test is an essential tool to assess the quality of herbal medicines in the solid dosage form for oral use. This work aimed to evaluate the dissolution behavior of eleven herbal medicines containing Maytenus ilicifolia, produced with powder or dry extract, purchased in local shops (Goiânia-GO, Brazil). Assay of catechin and epicatechin by high-pressure liquid chromatography (HPLC) and dissolution methods were validated and obtained results allowed the quantification of these markers with precision, accuracy and selectivity. The dissolution profiles have been determined adopting the following conditions: paddle apparatus at 75 rpm and HCl 0.1 M (900 mL at 37°C ± 0.5°C) as dissolution medium. Through the dissolution profiles it has been determined the mathematical model of release (first order), the percentage of catechin and epicatechin dissolved at 45 minutes and the efficiency of dissolution. Capsule containing powder showed rapid release of the markers in the medium (Q>85% in 12 minutes). Tests conducted to verify the quality of herbal medicines were average weight...

DESENVOLVIMENTO E VALIDAÇÃO DE MÉTODO ANALÍTICO DE CROMATOGRAFIA LIQUIDA DE ALTA EFICIÊNCIA E ENSAIO DE DISSOLUÇÃO PARA AVALIAÇÃO DA QUALIDADE DE FITOTERÁPICOS CONTENDO Paullinia cupana Kunth; DEVELOPMENT AND VALIDATION OF ANALYTICAL METHODS LIQUID CHROMATOGRAPHY AND HIGH PERFORMANCE TEST SOLUTION FOR QUALITY ASSESSMENT CONTAINING HERBAL cupana Kunth Paullinia

SOUSA, Sandra Alves de
Fonte: Universidade Federal de Goiás; BR; UFG; Mestrado em Ciências Farmacêuticas; Ciências da Saúde - Farmácia Publicador: Universidade Federal de Goiás; BR; UFG; Mestrado em Ciências Farmacêuticas; Ciências da Saúde - Farmácia
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
37.44%
The Herbal medicines are obtained by using only raw vegetable active. Guarana (Paullinia cupana Kunth.) is used as an invigoranting and challenging due to the presence in the seeds of methylxanthines, especially caffeine and theobromine and theophylline lesser amount, and tannins. The test is an dissolution of the tests used in assessing the quality of these medicines and throught this you can evalueted the release of the active principle from a solid form in an environment that simulates the location of its absorption. This study aimed to evaluete the behavior of dissolution of capsules and tablets containinf guarana. This study investigated initially, spectrophotometric and chromatographic methods for quantification of tannins and methylxanthines in pharmaceutical forms and the means of dissolution. The results obtained by spectophotometry showed lack of specificity of this method under our experimental conditions for quantification of methylxanthines. In the analysis of tannins, the procedure is not feasible for an routine laboratory to be long and larorious. The method by High Performance Liquid Chromatography allowed the quantification of the five markers simultaneously, with precision, accuracy, selectivity and robustness. The dissolution test using apparatus as man...

Consumo de Fitoterápicos no Distrito de Viana do Castelo

Deveza, Catarina
Fonte: Instituto Politécnico do Porto Publicador: Instituto Politécnico do Porto
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /09/2014 POR
Relevância na Pesquisa
37.44%
A fitoterapia é umas das Medicinas Alternativas e/ou Complementares mais utilizadas pela população no quotidiano. Esta terapêutica é constituída por misturas de compostos químicos, que são responsáveis pelas suas ações no organismo. Estes compostos não atuam de forma independente, mas sim por efeito aditivo, antagónico ou sinérgico, resultando numa interação dos vários constituintes e dos diversos locais de ação. Nos últimos anos ressurgiu o interesse por esta terapia nos países desenvolvidos, principalmente devido aos efeitos secundários que os medicamentos convencionais podem provocar, e também pelo uso descontrolado e abusivo de certos fármacos. Deste modo, o número de estudos científicos com plantas e seus compostos tem vindo a aumentar ao longo dos anos, fornecendo evidências científicas quanto à sua segurança, aceitabilidade, eficácia, e mostrando menos efeitos secundários que os medicamentos convencionais. Com este projeto pretende-se caraterizar o conhecimento e o consumo de fitoterápicos pela população do distrito de Viana do Castelo. Aplicou-se um estudo observacional, descritivo do tipo transversal e analítico. A população alvo do estudo é a população em geral, residente no distrito de Viana do Castelo...

Os fitoterápicos e a anestesia na cirurgia de ambulatório

Canário, Catarina Sofia Simão
Fonte: Universidade da Beira Interior Publicador: Universidade da Beira Interior
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /06/2011 POR
Relevância na Pesquisa
37.75%
A utilização de fitoterápicos (medicamentos à base de plantas e substâncias derivadas das plantas) para fins terapêuticos e profiláticos é uma prática frequente nas nossas sociedades. Estes produtos contêm substâncias que podem interagir com os medicamentos usados convencionalmente, nomeadamente com os anestésicos e adjuvantes da anestesia. Contudo, estudos que demonstrem estas interacções são escassos. A presente dissertação tem como objectivo estudar as interacções que podem ocorrer entre os fitoterápicos e os anestésicos, manifestadas pela ocorrência de eventos adversos no período perioperatório, no que concerne a determinadas mudanças cardiovasculares (tensão arterial e frequência cardíaca) e, também caracterizar o consumo de fitoterápicos na amostra. Recolheram-se os dados por aplicação de um inquérito aos doentes, que realizaram uma cirurgia na Unidade de Cirurgia de Ambulatório na ULS, Hospital Sousa Martins – Guarda, entre 3 de Março e 7 de Abril de 2011 e pela análise dos seus processos. Considerou-se que ocorreram eventos adversos quando estes valores diferiram em 20% ou mais do valor basal. Utilizou-se o Microsoft Office Excel 2007® para o tratamento estatístico dos dados, realizando estatística descritiva (média...

Programa Nacional de Plantas Medicinais e Fitoterápicos

Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos. Departamento de Assistência Farmacêutica e Insumos Estratégicos
Fonte: Ministério da Saúde (MS) Publicador: Ministério da Saúde (MS)
Tipo: Documento de governo
POT
Relevância na Pesquisa
37.58%
135 p.; Descreve o Programa Nacional de Plantas Medicinais e Fitoterápicos (PNPMF) que, em conformidade com as diretrizes e linhas prioritárias da Política Nacional de Plantas Medicinais e Fitoterápicos, estabelece ações pelos diversos parceiros, em torno de objetivos comuns voltados à garantia do acesso seguro e uso racional de plantas medicinais e fitoterápicos em nosso País, ao desenvolvimento de tecnologias e inovações, assim como ao fortalecimento das cadeias e dos arranjos produtivos, ao uso sustentável da biodiversidade brasileira e ao desenvolvimento do Complexo Produtivo da Saúde. O documento dividido em capítulos e seções, visando facilitar a compreensão do leitor, apresenta ações referenciadas pelas diretrizes correspondentes, gestores e envolvidos, prazos e recursos para a implementação da PNPMF, como também composição e atribuições do Comitê Nacional de Plantas Medicinais e Fitoterápicos responsável pelo monitoramento e avaliação do PNPMF.