Página 1 dos resultados de 2783 itens digitais encontrados em 1.580 segundos

História e Filosofia da Ciência: da Teoria para a Sala de Aula; History and Philosophy of Science: from theory to classroom activities

Vannucchi, Andrea Infantosi
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 20/01/1997 PT
Relevância na Pesquisa
105.93%
Este trabalho discute a introdução de tópicos de História e Filosofia da Ciência no ensino de Física para o segundo grau. Procurou-se dar embasamento teórico para atividades com tal temática, tanto no que diz respeito a questões metodológicas, com a análise de resultados de pesquisas em Didática das Ciências, como, também, quanto aos conteúdos histórico e filosófico. Tomando-se como tema o episódio de aperfeiçoamento da luneta no século XVII, foram elaboradas duas atividades de ensino que têm como finalidades a discussão das relações entre Ciência e Tecnologia e o papel dos referentes teóricos dos cientistas na observação e interpretação de dados. As atividades foram introduzidas em sala de aula e analisadas através de seu registro em vídeo.; The introduction of topics on history and philosophy of science in high school physics curriculum is discussed. Theoretical basis for the design of activities is presented concerning both methodological aspects, with the analysis of research on the teaching of science as, also, historical and philosophical content. Within the episode of the improvement of the telescope in the 17th century, two activities were developed, having the discussion of the relationship between science and technology and the influence of theoretical references of scientists on data observation and interpretation as themes. The activities were tried out in classroom and analysed through videotape records.

Relatos dos professores de ciências sobre a natureza da ciência e sua relação com a história e a filosofia da ciência; Report of Teachers of Science on the nature of science and its relationship with the History and Philosophy of Science.

Santana, Edson Rodrigues
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 10/12/2009 PT
Relevância na Pesquisa
106.05%
A abordagem da natureza da ciência e sua relação com a história e a filosofia da ciência, têm sido reconhecida tanto no âmbito nacional, como é possível encontra-la nos PCNs ( Parâmetros Currriculares Nacionais ), e também no contexto internacional como apresenta o Projeto 2061 produzido pela AAAS ( Associação Americana para o Progresso da Ciência ). Além destas, o tema é constante em diversas pesquisas, demonstrando assim sua relevância. Esta pesquisa procurou compreender como os professores interpretariam esta temática. O resultado demonstrou problemas com esta compreensão, ou seja, os professores não teriam estas questões bem compreendidas e, portanto as mesmas poderiam ser abordadas de formas inadequadas ou simplesmente não seriam abordadas. Há também um outro fator, pois diferentemente de outras questões relacionadas ao Ensino de Ciência como Sexualidade e Meio Ambiente, cujas mesmas são relatadas pelos professores. A temática sobre a natureza da ciência e sua conexão com a história e a filosofia da ciência, além de mal compreendidas, não haveria ainda uma clara consciência sobre a importância do assunto. Assim caberia aos cursos de formação de professores tratar a questão em duas frentes...

Bios, ética & tecnociência : contribuições da reflexão em filosofia da ciência para os pressupostos fundamentais da biotecnociência e sua gestão bioética

Cruz, Márcio Rojas da
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Tese
POR
Relevância na Pesquisa
106.06%
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Programa de Pós-Graduação em Bioética, 2011.; Com o desenrolar da história humana, a técnica, nascida para habilitar seus criadores a sanar necessidades, foi aos poucos passando a ocupar um papel de destaque em nossa civilização, impulsionada pela crença de que sempre há algo a ser melhorado e a nossa vocação é encontrar os meios que nos permitam alcançar o conhecimento e o instrumental prático para tal missão. Nesse cenário, vislumbramos o surgimento da biotecnociência moderna, que tem contribuído significativamente para o incremento no controle humano sobre a natureza. O presente estudo tem por objetivo geral analisar, com o enfoque da bioética, as reflexões em filosofia da ciência acerca da inocuidade do conhecimento, da neutralidade da ciência, da convergência na racionalidade epistêmica e do progresso, assim como relacionar estas reflexões com o processo de tomadas de decisão quanto à gestão em biotecnociência no Brasil. Os objetivos específicos são: refletir sobre a contribuição da filosofia da ciência de Thomas S. Kuhn, Paul K. Feyerabend e Karl R. Popper para os pressupostos fundamentais da atividade científica em interface com a bioética; analisar as reflexões que tratam da inocuidade do conhecimento...

A HISTÓRIA DA "HISTÓRIA DAS CIÊNCIAS" ─ PERCURSOS, IDEIAS, ACTORES, QUERELAS

Fitas, Augusto J. S.
Fonte: Seminário ABERTO do programa de Doutoramento em HISTÓRIA E FILOSOFIA DA CIÊNCIA Publicador: Seminário ABERTO do programa de Doutoramento em HISTÓRIA E FILOSOFIA DA CIÊNCIA
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
POR
Relevância na Pesquisa
105.96%
Neste seminário abordar-se-á a perspectiva histórica da «História das Ciências». Analisar-se-á a relação entre a História e a Filosofia das Ciências ao longo do percurso que permitiu a afirmação da disciplina de História e Filosofia da Ciência. A exposição divide-se em seis partes: Dos primórdios até ao século XIX – das muitas memórias ao início da história 1. A história interna das ciências e a história geral das ciências (do final do século XIX aos primordios do séc. XX) 2. Da história geral das ciências aos primeiros congressos da história da ciências (dos primórdios do século XX à década de vinte) 3. Da história geral da ciência à história das ideias e à sociologia do conhecimento (a década anterior à 2ª Guerra mundial) 4. E depois da 2ª Guerra 5. A partir da década de setenta…

História e Filosofia da Ciência (colectânea de textos)

Fitas, Augusto J. S.
Fonte: Autor Publicador: Autor
Tipo: Outros
POR
Relevância na Pesquisa
96%
1. A História da “história das ciências”– percursos, ideias, actores, querelas (Versão adaptada de uma conferência já publicada: Fitas, A.J.Santos (2009). História das Ciências: das Muitas memórias à necessidade da história. In II Jornadas de memória Militar – Os militares a ciência e as artes. Lisboa: Academia Internacional da Cultura Portuguesa. 17-39. 2. A Ciência e a Filosofia da Ciência na transição para o século XX (Fitas, A.J., Marcial. E. Rodrigues, M. Fátima Nunes, 2008,Filosofia e História da Ciência em Portugal no século XX, Lisboa, Caleidoscópio (Capítulo 1)) 3. Uma Controvérsia na História da Física (Fitas, Augusto J. Santos (1993). Uma Controvérsia na História da Física, VÉRTICE, 56: 49-71) 4. A Ciência em Portugal no século XX: a Física no período entre guerras (Fitas, Augusto J. S., e António A. P. Videira (org.), 2004, Cartas entre Guido Beck e Cientistas Portugueses, Lisboa, Instituto Piaget (Capítulos 3 e 4)) 5. Os Principia de Newton (Parte deste texto baseia-se em dois artigos já publicados: Fitas, Augusto J. Santos, 1996, Os Princípios de Newton,alguns comentários (Primeira parte, a Axiomática), Vértice,72, 61-68; Fitas, Augusto J.Santos,1996, Os Principia de Newton...

DESAFIOS E NOVOS OLHARES SOBRE A MUSEOLOGIA NO SÉCULO XXI: EXPERIÊNCIA PORTUGUESA A PARTIR DA HISTÓRIA E FILOSOFIA DA CIÊNCIA

Nunes, Maria de Fátima; Costa, Luciana Ferreira; Silva, Alan Cursin Pedreira da; Duarte, Emeide Nóbrega
Fonte: Instituto Ciências Informação. Universidade Federal Bahia Publicador: Instituto Ciências Informação. Universidade Federal Bahia
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
105.88%
As origens e práticas de ensino e investigação do único programa português que faz emergir de um lastro científico e epistemológico consagrado - História e Filosofia da Ciência - uma especialidade de doutoramento: Museologia. Através de formato em entrevista, desvelam-se os desafios e as perspectivas deste programa doutoral em Portugal e de modo internacional frente ao século XXI.

Uma revisão/discussão sobre a filosofia da ciência

Furlan,Reinaldo
Fonte: Universidade de São Paulo, Faculdade de Filosofia Ciências e Letras de Ribeirão Preto Publicador: Universidade de São Paulo, Faculdade de Filosofia Ciências e Letras de Ribeirão Preto
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2002 PT
Relevância na Pesquisa
105.95%
O objetivo deste artigo é introduzir e estimular a reflexão sobre a natureza do conhecimento científico. A intenção não é dogmática, no sentido de dizer o que é a metodologia científica, mas apresentar questões que estão na base da discussão de sua fundamentação e que rompem com a aparente certeza do senso comum sobre a natureza do conhecimento científico: a relação entre história da ciência interna e externa, a crítica à noção de indução, o papel da teoria na observação, o princípio de verificação. Privilegia-se nessa apresentação as duas principais teorias que polarizaram as discussões da filosofia da ciência nas últimas décadas, as teorias de Popper e de Kuhn sobre os fundamentos da metodologia científica.

Filosofia da ciência e ensino da ciência: uma analogia

Villani,Alberto
Fonte: Programa de Pós-Graduação em Educação para a Ciência, Universidade Estadual Paulista (UNESP), Faculdade de Ciências, campus de Bauru. Publicador: Programa de Pós-Graduação em Educação para a Ciência, Universidade Estadual Paulista (UNESP), Faculdade de Ciências, campus de Bauru.
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2001 PT
Relevância na Pesquisa
105.92%
Neste trabalho, inicialmente explicitaremos nossa compreensão do debate entre Kuhn, Popper, Lakatos e Feyerabend na Conferencia Internacional sobre Filosofia da Ciência (1965), delineando as diferenças nas posições de nossos filósofos. Em seguida apresentaremos um quadro das posições sobre o ensino de ciências, assim como nos parecem caracterizar os último 30 anos de pesquisas na área. Finalmente tentaremos uma aproximação dos dois campos, procurando salientar as implicações que a problemática filosófica teve e tem para uma maior compreensão do ensino de ciências e matemática.

O ensino de história da química: contribuindo para a compreensão da natureza da ciência

Oki,Maria da Conceição Marinho; Moradillo,Edílson Fortuna de
Fonte: Programa de Pós-Graduação em Educação para a Ciência, Universidade Estadual Paulista (UNESP), Faculdade de Ciências, campus de Bauru. Publicador: Programa de Pós-Graduação em Educação para a Ciência, Universidade Estadual Paulista (UNESP), Faculdade de Ciências, campus de Bauru.
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2008 PT
Relevância na Pesquisa
105.93%
Relata-se um estudo de caso que teve como objetivo explorar as potencialidades de aproximação entre História e Filosofia da Ciência da educação científica mediante utilização do ensino de História da Química. Visou-se auxiliar os alunos na compreensão da natureza da ciência e no aprendizado de conceitos químicos. O estudo envolveu a intervenção de uma professora/investigadora numa disciplina de História da Química e teve caráter exploratório, com abordagem de pesquisa qualitativa. A análise dos resultados utilizou o modelo misto, com categorias analíticas definidas a priori, que nortearam as dimensões epistemológicas de análise e a identificação de categorias emergentes, construídas a partir das respostas dos alunos a questionários abertos. Os resultados obtidos confirmaram a importância do espaço dessa disciplina para os alunos conhecerem a natureza da ciência, adquirindo concepções menos simplistas e mais contextualizadas sobre a ciência, apesar de alguma dificuldade na superação de concepções realistas ingênuas fortemente enraizadas em suas visões epistemológicas.

Uma filosofia da Ciência da Informação: organização dos saberes, linguagem e transgramáticas

Saldanha, Gustavo Silva
Fonte: Universidade Federal do Rio de Janeiro / Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia; BR; Ciência da Informação; Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação; UFRJ/ECO - IBICT Publicador: Universidade Federal do Rio de Janeiro / Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia; BR; Ciência da Informação; Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação; UFRJ/ECO - IBICT
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
95.99%
This research, contextualized in contemporary discussions of epistemology of Information Science, conducts a philosophical study of the field, understood in its historical development as the Organization of Knowledge, from a conceptual reflection marked by elements from the theoretical and methodological rhetoric and philology. As a method, we adopted the "Presentation Overview" model of philosophical exercise taken from philosophy of language, more specifically, the second phase of the Ludwig Wittgenstein`s thought. Taking language as a common element, analysis of these domains of knowledge, the study intended to demonstrate that the Organization of Knowledge, both for its historical characterization remote, as its scientific construction in the modern world from the nineteenth century, and also by their contemporary trends can be recognized as a science of language, and the notion of "grammar" as a structural concept. From this understanding, we can see that the Organization of Knowledge as a field of study that involves, in time, the speeches called "neo documentation", "information science", "documentation", "library", "bibliology" and acts in their daily scientific production with the development of micro-meta-discursive micro-grammar...

Revolução científica e destruição criadora: relação entre a filosofia da ciência de Thomas Kuhn e o pensamento da economia por Joseph Schumpeter

Mutlaq, Mohamed Fayeq Parrini
Fonte: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre Publicador: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre
Tipo: Dissertação de Mestrado
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
96%
A presente dissertação pretende estabelecer uma relação entre o pensamento de Thomas Kuhn na Filosofia da Ciência e o pensamento de Joseph Schumpeter para a Economia, estabelecendo um paralelismo entre os conceitos de “revolução científica” em Kuhn e “destruição criadora” em Schumpeter. Tanto Thomas Kuhn quanto Joseph Schumpeter, apesar de serem pensadores de áreas distintas, consideravam que seus campos de estudo tinham subjetividades relacionadas a aspectos humanos, sociais, e históricos, onde a organização e progresso davam-se como resultado da compreensão humana e de suas relações. Para tanto, iremos desenvolver as ideias centrais de Thomas Kuhn, como “paradigma”, “ciência normal” e “incomensurabilidade”, a partir de sua principal obra “A Estrutura das Revoluções Científicas”. Também daremos ênfase a seu contexto histórico a partir dos pensadores até ali destacados na Filosofia da Ciência, e sua resposta às principais críticas recebidas, podendo-se destacar o “relativismo” e o “irracionalismo”. Este trabalho pretende também descrever a evolução da Economia até seu estabelecimento como “ciência normal” a partir de uma perspectiva Kuhniana.Para tanto iremos ilustrar a evolução do pensamento econômico até sua formulação neoclássica...

One revision/discussion about the philosophy of science; Uma revisão/discussão sobre a filosofia da ciência

Furlan, Reinaldo
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/01/2002 POR
Relevância na Pesquisa
105.95%
O objetivo deste artigo é introduzir e estimular a reflexão sobre a natureza do conhecimento científico. A intenção não é dogmática, no sentido de dizer o que é a metodologia científica, mas apresentar questões que estão na base da discussão de sua fundamentação e que rompem com a aparente certeza do senso comum sobre a natureza do conhecimento científico: a relação entre história da ciência interna e externa, a crítica à noção de indução, o papel da teoria na observação, o princípio de verificação. Privilegia-se nessa apresentação as duas principais teorias que polarizaram as discussões da filosofia da ciência nas últimas décadas, as teorias de Popper e de Kuhn sobre os fundamentos da metodologia científica.; The objective of this paper is to stimulate the reflection on the nature of scientific knowledge. The intention is not dogmatic, in the sense of saying what is scientific methodology, rather to present the following points that are the basis for the discussion of its foundation and break up with the apparent certainty of the common sense on the nature of scientific knowledge: (1) the relationship among internal and external science history, (2) the critic to the induction notion, (3) the role of theory in observation...

One revision/discussion about the philosophy of science; Uma revisão/discussão sobre a filosofia da ciência

Furlan, Reinaldo
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/01/2002 POR
Relevância na Pesquisa
105.95%
The objective of this paper is to stimulate the reflection on the nature of scientific knowledge. The intention is not dogmatic, in the sense of saying what is scientific methodology, rather to present the following points that are the basis for the discussion of its foundation and break up with the apparent certainty of the common sense on the nature of scientific knowledge: (1) the relationship among internal and external science history, (2) the critic to the induction notion, (3) the role of theory in observation, (4) the principle of verification. In that presentation it is privileged the two main theories that polarized the discussions of philosophy of science in the last decades: the theories of Popper and Kuhn on the scientific methodology foundations.; O objetivo deste artigo é introduzir e estimular a reflexão sobre a natureza do conhecimento científico. A intenção não é dogmática, no sentido de dizer o que é a metodologia científica, mas apresentar questões que estão na base da discussão de sua fundamentação e que rompem com a aparente certeza do senso comum sobre a natureza do conhecimento científico: a relação entre história da ciência interna e externa, a crítica à noção de indução, o papel da teoria na observação...

A RACIONALIDADE TECNOCIENTÍFICA E O SEU DESAFIO À FILOSOFIA DA CIÊNCIA

Cupani, Alberto; Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Florianópolis
Fonte: UFPR Publicador: UFPR
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Formato: application/pdf
Publicado em 28/04/2015 POR
Relevância na Pesquisa
95.99%
resumo: A Filosofia da Ciência ocupa-se com a racionalidade da ciência, mas a ciência tradicional vai sendo crescentemente substituída pela tecnociência, que implica uma diferente racionalidade, ou seja, uma diferente maneira de justificar seus propósitos e métodos. Neste artigo descrevemos as origens e a evolução histórica da tecnociência e as mudanças que ela introduz na pesquisa científica, particularmente no seu ethos. Essas mudanças deveriam causar uma transformação na Filosofia da Ciência, fazendo com que inclua questões éticas e políticas junto com as epistemológicas, e que trabalhe em cooperação com outros estudos sobre a ciência.abstract: Philosophy of science deals with the rationality of science, but traditional science is increasingly replaced by technoscience, which implies a different rationality, that is, a different way of justifying its goals and methods. In this paper we describe the origins and historical evolution of technoscience, and the changes it introduces in scientific research, particularly in its ethos. Those changes should cause a transformation in the philosophy of science, making it to include ethical and political questions along with epistemological ones and to work in cooperation with other studies on science.

History and Science Philosophy in Physics Degree, a teaching proposal through the Projects Pedagogy; História e Filosofia da Ciência na Licenciatura em Física, uma proposta de ensino através da pedagogia de projetos

Raposo, Washington Luiz; Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca
Fonte: Imprensa Universitária - UFSC Publicador: Imprensa Universitária - UFSC
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 12/05/2014 POR
Relevância na Pesquisa
105.96%
In  this  paper,  we  present  a  teaching  proposal  centered  on the Projects Pedagogy brought to completion in the year 2013 with students of Physics Teachers’ Degree of the CEFET/RJ – in the Nova Friburgo Unity. In this activity, we searched for putting these students  as  protagonists  of  their  own  learning  process  and  as collaborators of others classmates in a Public High School partner of the project. The central objective of this work was to enlarge the learning  of  History  and  Philosophy  of  Science  and  Nature  of Science for these students and of the students of the High School partner in this project.    ; http://dx.doi.org/10.5007/2175-7941.2014v31n3p722Neste artigo, apresentamos uma proposta de ensino baseada na Pedagogia de Projetos levada a termo durante o ano de 2013 em uma das atividades de extensão realizadas com alunos do curso de licenciatura em Física do CEFET/RJ – UnED Nova Friburgo. Nessa atividade buscamos uma abordagem didática onde o aluno assumisse o papel de protagonista no próprio processo de aprendizagem e de colaborador no aprendizado de seus colegas de curso e de alunos de nível médio de uma escola pública parceira no projeto. O objetivo central foi tornar mais efetiva à aprendizagem de História e Filosofia da Ciência (HFC) e Natureza da Ciência (NDC) por estes licenciandos e pelos alunos da escola parceira.

History and Philosophy of Science in teaching: there are many stones on the way...; História e Filosofia da Ciência no ensino: Há muitas pedras nesse caminho...

Martins, André Ferrer Pinto; UFRN - Rio Grande do Norte
Fonte: Imprensa Universitária - UFSC Publicador: Imprensa Universitária - UFSC
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 25/08/2008 POR
Relevância na Pesquisa
96.01%
From different perspectives, the importance of History and Philosophy of Science to the research in Science teaching has been frequently detached on the literature of the area. It is almost a consensus the need to incorporate historical and philosophical elements at High School level, and this need is guiding significative part of undergraduate teacher education courses curriculum. Notwithstanding, High School teachers rarely make use of this kind of knowledge on their classes. In this paper we describe the results of an empirical diagnostic study that surveyed the experiences and difficulties faced by three study groups regarding the didactic use of History and Philosophy of Science. A questionnaire was answered by 82 people, including undergraduate students, postgraduate students and public schools teachers. Results bring to light a list of questions that goes beyond those related to production of high quality didactic material. The pedagogical knowledge of the subject, needs to be better considered on the undergraduate courses, for it seems to be a decisive step to overcome naïve conceptions about the working with History and Philosophy of Science.; A relevância da História e da Filosofia da Ciência para a pesquisa em ensino de ciências...

Investigating parameters to evaluate the literary production on History and Philosophy of Science directed to teaching and divulgation of Physics ideas of Science; Parâmetros para avaliar a produção literária em História e Filosofia da Ciência voltada para o ensino e divulgação das ideias da Física

Pena, Fábio Luís Alves; IFBA (Campus Simões Filho) e Programa de Pós-Graduação em Ensino, Filosofia e História das Ciências (UFBA/UEFS).; Teixeira, Elder Sales; UEFS (universidade Estadual de Feira de Santana) e Programa de Pós-Graduação em Ens
Fonte: Imprensa Universitária - UFSC Publicador: Imprensa Universitária - UFSC
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 17/10/2013 POR
Relevância na Pesquisa
105.91%
The present paper aims to investigate parameters to evaluate the literary production on History and Philosophy of Science (HPS) directed to teaching and divulgation of Physics ideas through positive and negative aspects showed by authors of schoolbook reviews, paradidactic, scientific publishing, articles/essays focusing on HPS. These reviews are published in national literature on research in Physics Teaching. Among the most emphasized aspects in those reviews are: primary sources analysis and historical context regarding. We conclude that the detached aspects in the reviews are good criteria/parameters to be used to evaluate the production on HPS (paradidactic, scientific publishing, articles/essays) directed, mainly, to the University.  ; http://dx.doi.org/10.5007/2175-7941.2013v30n3p471O presente trabalho tem como objetivo investigar parâmetros para avaliar a produção literária em História e Filosofia da Ciência (HFC) voltada para o ensino e divulgação das ideias da Física, a partir dos aspectos positivos e negativos apontados por autores de resenhas de livros didáticos, paradidáticos, de divulgação científica e/ou de artigos/ensaios enfocando a HFC. Tais resenhas estão publicadas na literatura nacional de pesquisa em Ensino de Física. Dentre os pontos mais acentuados nas resenhas estão: análise de fontes primárias e consideração do contexto da época. Concluímos que os pontos destacados nas resenhas constituem bons critérios/parâmetros a serem utilizados para avaliar a produção em HFC (paradidáticos...

Sociologia da ciência: realismo, idealismo e construtivismo

Gomes, Vicente de Paula; Universidade Federal do Piauí - UFPI, Departamento de Filosofia
Fonte: Revista de Filosofia Moderna e Contemporânea Publicador: Revista de Filosofia Moderna e Contemporânea
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Avaliado por Pares Formato: application/pdf
Publicado em 21/02/2014 POR
Relevância na Pesquisa
106.04%
A virada neopragmática, crítica avassaladora da função fundante dos saberes autodefendida pela filosofia, radical ao ponto de incluir a própria vertente analítica de onde se originou, é, inexoravelmente, a fronteira atual do conhecimento filosófico, o golpe do movimento neopragmático à filosofia e à razão; contudo, deve ser avaliado como positivo. Ele possibilitou o retorno à consciência das matrizes conceituais genuínas desse saber ao apontar as propostas de superação do impasse: naturalismo estrito (QUINE, 1969), naturalismo fraco (HABERMAS, 2004), idealismo objetivo (HÖSLE, 1987), contextualismo (RORTY, 1994). Contribuíram, inquestionavelmente, para esse desfecho, os estudos históricos e sociológicos da ciência pós-kuhnianos, inspirados em sua filosofia da ciência. Inserindo-se tangencialmente nesse debate, o objeto de reflexão deste estudo é contrapor o ponto de vista da sociologia da ciência ao realismo e ao idealismo. Nosso intuito é demonstrar que o construtivismo que caracteriza seu modelo de inquirição não nega, como ingênua ou maliciosamente entendem seus críticos, a função determinante da natureza na construção da ciência. A força do nosso argumento emergirá da análise realizada pelos expoentes do strong programme em sociologia da ciência...

Epistemologia ou filosofia da Ciência da Informação?; EPISTEMOLOGY OR INFORMATION SCIENCE PHILOSOPHY?; Epistemología o filosofía de la ciencia de la información?

Mostafa, Solange Puntel
Fonte: UFPB Publicador: UFPB
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 10/01/2011 POR
Relevância na Pesquisa
96.05%
Discute a proposta filosófica de Luciano Floridi para a Biblioteconomia e Ciência da Informação (BCI), bem como a reação dos teóricos da área à referida proposta. Saúda a coragem do jovem filósofo italiano oriundo da área computacional, na quebra da hegemonia epistemológica como fundamento para a BCI; mas distancia-se da filosofia da informação em favor de uma filosofia da Ciência da Informação, em que a criação de conceitos, na inspiração Deleuze-guattariana é um imperativo; assim apresenta dois conceitos filosóficos para a área de organização do conhecimento; são eles: linguagem documentária menor e classificação descritiva por afetos, dando conta de todos os elementos do conceito filosófico: o problema a que o conceito remete; os componentes do conceito; a vizinhança e seus contornos e o mais importante, o devir do conceito filosófico nas práticas científicas ou artísticas.; Discusses the philosophical proposal by Luciano Floridi for Library and Information Science (LIS) and the reaction of information theorists to the proposal. The article points out the courage of the young Italian philosopher from the computational field who breaks the hegemony of epistemology as foundation for BCI; however takes distance from the philosophy of information in favor of a philosophy of information science...

John Dewey, Filosofia da Ciência e Filosofia da Educação

Cunha, Ivan Ferreira da
Fonte: Filosofia e Educação Publicador: Filosofia e Educação
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 24/05/2015 POR
Relevância na Pesquisa
116.04%
Este artigo discute a relação entre filosofia da ciência e filosofia da educação a partir do texto de John Dewey Unity of Science as a Social Problem. Dewey propõe que o problema da unidade da ciência seja trabalhado de um ponto de vista não apenas epistemológico, mas também social. Isso é porque nosso entendimento sobre a ciência influencia a educação. A proposta de Dewey é discutida em relação às considerações de filósofos da ciência recentes, como Peter Galison e Paul Feyerabend, de que a ciência não deve ser concebida como um todo unificado.