Página 1 dos resultados de 482 itens digitais encontrados em 0.001 segundos

Qualidade de vida dos doentes com fibromialgia

Novaes, Maria de Fátima Urzal Conde Cid
Fonte: Universidade de Coimbra Publicador: Universidade de Coimbra
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
37.8%
Introdução: A fibromialgia é uma causa de dor crónica de etiopatogenia desconhecida e a controvérsia de que se recobre a sua definição, abordagem e terapêutica é, do mesmo modo, cronicamente disruptiva. Os doentes fibromiálgicos experienciam, sabidamente, uma profunda afecção do quotidiano. Explorar a sua realidade é contribuir para tornar compreensível a globalidade desse mal-estar tão diversamente comunicado. A qualidade de vida é uma dimensão crescentemente relevante numa Medicina desejavelmente mais humana. A cronicidade assume-se como um factor crucial no planeamento dos cuidados de saúde e a gestão do bem-estar sobrepõe-se à imediatez de uma cura. Deste modo, é possível alcançar uma análise personalizada, realista e flexível do impacto das doenças crónicas. Esta abordagem serve com particular êxito o modelo nosológico da fibromialgia: o clínico não acompanhará uma doença, mas o doente. Objectivos: O objectivo deste trabalho é actualizar a informação científica relativa à qualidade de vida dos doentes com fibromialgia, através da revisão da literatura publicada nos últimos anos. Os estudos quantitativos e qualitativos que caracterizaram as vivências destes doentes inferiram maioritariamente sobre as dimensões da saúde mental...

Acupuntura em adolescentes com fibromialgia juvenil; Acupuncture in adolescents with juvenile fibromyalgia; Acupuntura en adolescentes con fibromialgia juvenil

Dias, Marialda Höfling P.; Amaral, Elisabete; Pai, Hong Jin; Tsai, Daniela Terumi Y.; Lotito, Ana Paola N.; Leone, Claudio; Silva, Clovis Artur
Fonte: Sociedade de Pediatria de São Paulo Publicador: Sociedade de Pediatria de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
37.69%
OBJETIVO: Descrever a utilização da acupuntura em adolescentes com fibromialgia juvenil. MÉTODOS: Estudo retrospectivo realizado em pacientes com fibromialgia juvenil (critérios do Colégio Americano de Reumatologia) submetidos a, pelo menos, 11 sessões semanais de acupuntura. As avaliações antes e após acupuntura incluíram dados demográficos, características da dor musculoesquelética, número de pontos dolorosos (NPD), escala visual analógica (EVA) de dor, algiometria e índice miálgico (IM). Durante o estudo, os pacientes puderam usar analgésicos, amitriptilina e foram orientados a praticar atividade física aeróbica. Os resultados antes e após acupuntura foram comparados pelo teste não paramétrico de Wilcoxon. RESULTADOS: Dos 38 pacientes com fibromialgia juvenil acompanhados em oito anos consecutivos, 13 tinham todas as informações nos prontuários e nas fichas de acupuntura e foram avaliados. Destes 13, sete obtiveram melhora nos três parâmetros analisados (número de pontos dolorosos, EVA de dor e IM). As medianas do número de pontos dolorosos e da EVA de dor foram significativamente maiores antes do tratamento quando comparados ao final do tratamento com as sessões de acupuntura [14 (11-18) versus 10 (0-15)...

Estudo dos traços de personalidade de pacientes com fibromialgia através do Inventário de Temperamento e Caráter de  Cloninger; Personality traits in fibromyalgia patients using the Temperament and Character Inventory of Cloninger

Santos, Danyella de Melo
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 18/05/2010 PT
Relevância na Pesquisa
37.8%
INTRODUÇÃO: Fibromialgia tem sido considerada uma síndrome, na qual a etiologia e etiopatogenia ainda permanecem pouco esclarecidas. Transtornos depressivos e ansiosos são altamente prevalentes nesses pacientes, entretanto, em relação aos aspectos da personalidade, os dados de literatura são pouco homogêneos. Poucos estudos têm investigado a relevância de fatores emocionais, incluindo aspectos da personalidade, como preditores para intensidade da dor em fibromialgia. Cloninger desenvolveu uma teoria da personalidade integrando os aspectos biológicos e psicológicos, estruturando o Inventário de Temperamento e Caráter para investigar quatro traços de temperamento (esquiva ao dano, busca de novidades, dependência de gratificação e persistência) e três traços de caráter (auto-direcionamento, cooperatividade e auto-transcendência). Estudos sugerem que o Inventário de Temperamento e Caráter possui valor preditivo, assim alterações nos traços esquiva ao dano e autodirecionamento poderiam predizer vulnerabilidade para alguns transtornos. Este estudo teve como objetivo principal investigar o valor preditivo do fator esquiva ao dano para intensidade da dor em pacientes com fibromialgia após o período de um ano a um ano e seis meses (T2) da primeira avaliação (T1). Os objetivos secundários deste estudo foram: comparar os escores de esquiva ao dano e os demais traços do Inventário de Temperamento e Caráter entre mulheres com fibromialgia e um grupo controle de mulheres sem a doença. Considerando apenas o grupo de pacientes com fibromialgia...

Efeito de exercícios na plataforma vibratória sobre a composição corporal, os sintomas, a qualidade de vida e o estresse oxidativo de mulheres com fibromialgia; Effects of the exercises on vibration plataform on body composition, symptoms, quality of life and oxidative stress in women with fibromyalgia

Francisco, Kelly Regina
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 15/10/2012 PT
Relevância na Pesquisa
37.73%
A incidência da fibromialgia na população é relativamente alta, cerca de 2%, o que implica em gastos públicos consideráveis principalmente devido a sua etiologia indefinida. Os sintomas mais comumente relatados são dor muscular, fadiga, estresse e distúrbios do sono. Considerando a escassez bibliográfica envolvendo o treinamento vibratório a pacientes com fibromialgia, bem como a possibilidade de ocorrência de lesão em grandes amplitudes de vibração e a necessidade de tratamento dessa população por toda a vida, a principal finalidade deste estudo foi avaliar a eficácia do treinamento vibratório em plataforma de baixa amplitude sobre a composição corporal, os sintomas, a qualidade de vida e o estresse oxidativo de mulheres com fibromialgia. Partiparam do estudo 38 mulheres, sendo 28 com diagnóstico de fibromialgia e 10 saudáveis. Elas foram divididas em 4 grupos: grupo controle (C), composto por pacientes com fibromialgia que não realizaram tratamento, grupo vibração e exercício I (VE I), composto por pacientes com fibromialgia que realizaram exercícios sobre a plataforma, grupo vibração e exercício II (VE II), composto por mulheres saudáveis que realizaram exercícios sobre a plataforma e grupo vibração (V)...

A influência do trauma infantil na fibromialgia em mulheres

Filippon, Ana Paula Mezacaza
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
37.78%
Fundamentação: A fibromialgia é uma doença de elevada prevalência, etiologia desconhecida e terapêuticas insatisfatórias. Apresenta grande impacto negativo na qualidade de vida e na funcionalidade durante o seu curso. Sabese que alguns estudos revelaram a associação entre a fibromialgia e história de trauma na infância em pacientes de serviços terciários, embora a natureza desta relação não seja clara. Os detalhes desta relação são desconhecidos, bem como a sua importância clínica e os fatores que a influenciam. Uma elevada prevalência de depressão tem sido observada nos paciente com fibromialgia. Estudos que avaliem a inter-relação entre fibromialgia, trauma infantil e depressão não estão disponíveis. Objetivo: Este estudo objetivou investigar a relação entre trauma na infância e perda de funcionalidade em mulheres adultas com fibromialgia. Um segundo objetivo foi determinar se havia alguma influência da depressão nesta relação. Método: Todas as mulheres que procuraram atendimento no Serviço de Dor e Medicina Paliativa do Hospital de Clínicas de Porto Alegre e receberam o diagnóstico de fibromialgia no período de abril de 2005 a junho de 2006 e de junho de 2007 a novembro de 2007 foram incluídas este estudo. A fibromialgia foi diagnosticada por médicos especialistas em dor de acordo com os critérios do Colégio Americano de Reumatologia. Pacientes com menos de 18 anos e as analfabetas foram excluídas. Um total de 145 pacientes preencheu os critérios de inclusão. Destas...

Aspectos psicológicos da fibromialgia:personalidade e história de vida

Gonzalez, Barbara, 1976-
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Tese de Doutorado
Publicado em //2014 POR
Relevância na Pesquisa
37.73%
Tese de doutoramento, Psicologia (Psicologia Clínica), Universidade de Lisboa, Faculdade de Psicologia, 2013; A fibromialgia é uma síndrome funcional crónica marcada por dor músculo-esquelética generalizada, cujas causas permanecem desconhecidas. O papel específico da dimensão psicológica nesta síndrome permanece por explicar. Segundo uma perspectiva biopsicossocial da fibromialgia, investigámos a relação entre a personalidade, os acontecimentos de vida potencialmente traumáticos, o estado de saúde física e mental, dor e incapacidade. Para tal, foram realizados dois estudos. Um estudo quantitativo, de comparação de um grupo de mulheres com fibromialgia com um grupo com artrite reumatoide e grupo saudável, relativamente à saúde física e mental autopercepcionadas, dor, personalidade, acontecimentos de vida potencialmente traumáticos e acontecimentos negativos experienciados no último ano. Um estudo qualitativo, de entrevista de história de vida a um subgrupo das mulheres com fibromialgia, com análise fenomenológica interpretativa e codificação em temas de agência e comunhão. Os principais resultados quantitativos são os seguintes: no grupo com fibromialgia, não houve relação entre os acontecimentos de vida e as variáveis de saúde; o grupo com fibromialgia esteve significativamente pior que os outros dois grupos em quase todas as variáveis; verifica-se alguma heterogeneidade no grupo com fibromialgia...

Fibromialgia :

Costa, Ângela Almeida e
Fonte: Universidade da Beira Interior Publicador: Universidade da Beira Interior
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /06/2010 POR
Relevância na Pesquisa
37.8%
Introdução: A Fibromialgia é uma síndrome dolorosa crónica, definida pela presença de dor generalizada e hipersensibilidade em pontos anatomicamente determinados. Associa-se frequentemente a fadiga, cefaleias, sono não reparador, perturbações cognitivas e alterações do humor. Estima-se que afecte 3,6% da população adulta portuguesa e discute-se a actual preparação dos clínicos gerais na sua orientação. Pretende-se com este estudo caracterizar percepções, conhecimentos e práticas clínicas dos médicos de medicina geral e familiar em relação a esta síndrome, e estimar a sua incidência nos cuidados de saúde primários. Métodos: De Janeiro a Maio de 2010, foram distribuídos 116 questionários a clínicos gerais, com 24 questões, que solicitavam dados demográficos e profissionais; percepções sobre a natureza e definição da FM; conhecimentos sobre critérios de diagnóstico, prognóstico, manifestações clínicas e eficácia de fármacos; práticas diagnósticas e terapêuticas utilizadas e comportamentos de referenciação. Resultados: 55 questionários foram devolvidos e 51 validados para análise. Estimou-se uma incidência de fibromialgia de 0,14%. Todos os médicos reconheceram-na como entidade nosológica...

Fibromialgia : do mito à realidade

Neves, João Miguel Fernandes
Fonte: Universidade da Beira Interior Publicador: Universidade da Beira Interior
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /06/2008 POR
Relevância na Pesquisa
37.73%
A fibromialgia (FM) é uma condição de dor crónica, generalizada e de difí-cil tratamento, com importante prevalência na população em geral. A fibromialgia é mais do que um estado de dor músculo-esquelética crónica, porque a maioria destes pacientes também refere fadiga, distúrbios do sono, dor visceral, intole-rância ao exercício e queixas neurológicas. É uma síndrome caracterizada mais por sintomas, sofrimento e incapacidades do que por alterações orgânicas estru-turais demonstráveis, podendo fazer parte do grupo de síndromes funcionais. Muitas tentativas para elucidar a patogenia orgânica da FM, como pesquisas em genética, aminas biogénicas, neurotransmissores, hormonas do eixo hipotálamo-hipófise-supra-renal, stress oxidativo, mecanismos de modulação da dor, sensibi-lização central e função autonómica na FM, revelam várias anormalidades, indi-cando que múltiplos factores e mecanismos podem estar envolvidos na sua pato-génese. A fibromialgia continua a ser um conceito controverso em medicina. Esta revisão crítica considera importantes contributos para as “guerras da fibromialgia”, ao longo da história mais recente, sublinhando alguns dados relevantes da inves-tigação biológica, psicológica e social. Não obstante os putativos mecanismos fisiopatológicos que determinam a sua génese ou acompanham a sua evolução temporal...

Prevalência de fibromialgia no concelho da Covilhã

Runa, Daniela de Carvalho
Fonte: Universidade da Beira Interior Publicador: Universidade da Beira Interior
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /06/2011 POR
Relevância na Pesquisa
37.75%
Introdução: A fibromialgia é uma síndrome clínica de etiologia desconhecida, caracterizada por dor generalizada crónica, fadiga crónica e distúrbios do sono. Causa um importante impacto negativo na qualidade de vida do indivíduo, o que por si só, cria a necessidade de aumentar o conhecimento acerca desta patologia. É uma situação clínica frequente, mas a sua prevalência é desconhecida. O objectivo deste estudo é estimar a prevalência de fibromialgia no concelho da Covilhã, e relacionar a mesma com variáveis socioculturais, de modo a identificar possíveis factores de risco da doença. Métodos: De Fevereiro a Abril de 2011, a versão portuguesa do London Fibromyalgia Epidemiology Study Questionnaire (LFESSQ) foi distribuída a uma amostra de conveniência de 850 utentes de cuidados de saúde primários. Para o questionário ser considerado válido todos os campos tinham que estar necessariamente preenchidos e o inquirido apresentar idade superior a 18 anos. Os utentes foram considerados como casos positivos se, de acordo com os critérios definidos do LFESSQ: (1) preenchessem somente os quatro critérios de dor (Q-4), ou (2) preenchessem ambos os quatro critérios de dor e os dois critérios de fadiga (Q-6). A prevalência de fibromialgia na amostra foi estimada aplicando o valor preditivo positivo do LFESSQ definido previamente em Portugal para este questionário. Resultados: Dos 850 questionários distribuídos...

Fibromialgia : o desafio do diagnóstico

Braga, Beatriz Pavão
Fonte: Universidade da Beira Interior Publicador: Universidade da Beira Interior
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /05/2012 POR
Relevância na Pesquisa
37.69%
Introdução: A Fibromialgia é definida como uma síndrome dolorosa crónica, que se manifesta no sistema músculo-esquelético através de dor generalizada e com múltiplos pontos anatómicos dolorosos detetáveis ao exame físico. Está muitas vezes associada a sono não reparador, fadiga, perturbações cognitivas e alterações do humor. A sua prevalência situa-se em 3,6% na população portuguesa, podendo muitos casos estar subdiagnosticados, e muitos dos doentes permanecem numa incerteza diagnóstica durante vários meses ou anos. Objetivos: Com o presente estudo pretende-se caracterizar as dificuldades sentidas no diagnóstico da Fibromialgia, quantificar a demora ocorrida na definição do diagnóstico e conhecer o procedimento seguido após o diagnóstico, pelos médicos de Medicina Geral e Familiar. Métodos: Durante os meses de Janeiro de 2010 a Fevereiro de 2012 foi aplicado um questionário a médicos de Medicina Geral e Familiar, num universo de 257 médicos, com questões que abordavam: variáveis destinadas à caracterização da amostra; variáveis destinadas a apreender o conhecimento sobre a patologia, bem como a sua dificuldade diagnóstica; variáveis destinadas à avaliação da demora na definição do diagnóstico da Fibromialgia; variáveis relativas ao procedimento após a definição do diagnóstico (tratamento e/ou referenciação). Foram distribuídos 100 formulários...

Polimorfismos dos genes do receptor de serotonina (5-HT2A) e da catecol-O-metiltransferase (COMT): fatores desencadeantes da fibromialgia?

Matsuda,Josie Budag; Barbosa,Flávia Regina; Morel,Lucas Junqueira Fernandes; França,Suzelei de Castro; Zingaretti,Sonia Marli; Silva,Lucienir Maria da; Pereira,Ana Maria Soares; Marins,Mozart; Fachin,Ana Lúcia
Fonte: Sociedade Brasileira de Reumatologia Publicador: Sociedade Brasileira de Reumatologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2010 PT
Relevância na Pesquisa
37.69%
INTRODUÇÃO: A fibromialgia é uma síndrome reumática caracterizada por dor difusa e crônica associada a fadiga, insônia, ansiedade, depressão, perda de memória e tontura. Embora os mecanismos fisiológicos que controlam a fibromialgia não tenham sido estabelecidos, fatores neuroendócrinos, genéticos ou moleculares podem estar envolvidos. OBJETIVO: O objetivo do presente estudo foi caracterizar os polimorfismos dos genes do receptor de serotonina (5-HT2A) e da catecolO-metiltransferase (COMT) em pacientes brasileiros com fibromialgia, a fim de avaliar sua participação na etiologia da doença. MATERIAL E MÉTODOS: O DNA genômico extraído de 102 amostras de sangue (51 pacientes, 51 controles) foi usado para a caracterização molecular dos polimorfismos dos genes 5-HT2A e COMT, por meio de PCR-RFLP. RESULTADOS: A análise molecular dos polimorfismos do gene 5-HT2A demonstrou frequências de 25,49% C/C, 49,02% T/C e 25,49% T/T, nos pacientes com fibromialgia, e 17,65% C/C, 62,74% T/C e 19,61% T/T, no grupo controle, não apresentando diferença significativa entre o grupo de pacientes e o grupo controle. Os polimorfismos do gene da COMT em pacientes com fibromialgia apresentaram uma frequência de 17,65% e 45,10% para os genótipos H/H e L/H...

Fibromialgia: interfaces com as LER/DORT e considerações sobre sua etiologia ocupacional

Álvares,Tatiana Teixeira; Lima,Maria Elizabeth Antunes
Fonte: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva Publicador: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/05/2010 PT
Relevância na Pesquisa
37.69%
Através da comparação de dois grupos de pacientes, um de portadores de fibromialgia com diagnóstico anterior de LER/DORT e outro com diagnóstico apenas de fibromialgia, tentou-se compreender as relações entre as duas condições e também entre a fibromialgia e o trabalho. Foi utilizado o método biográfico, através de entrevistas em profundidade e construção de casos clínicos de seis pacientes portadoras de fibromialgia, sendo três de cada grupo. Observou-se que as pacientes do primeiro grupo apresentaram clara relação entre a evolução da doença e a sobrecarga ocupacional. Já as pacientes do segundo grupo apresentaram alguns dos sintomas desde infância ou adolescência, sendo que estes ficaram ainda mais intensos após vivenciarem experiências de forte impacto emocional. Além disso, essas pacientes relatavam história familiar de sintomas semelhantes aos da fibromialgia, ao contrário do primeiro grupo. Concluiuse que, em alguns pacientes portadores de fibromialgia, a sobrecarga ocupacional constitui um importante fator etiológico, podendo ser precedida pelas LER/DORT, e, nesses casos, o diagnóstico de fibromialgia pode estar sendo utilizado como uma tentativa de desvincular o nexo dos sintomas com o trabalho...

Presença de fadiga, hiperalgesia corporal, distúrbios do humor e do sono em pacientes com migrânea, fibromialgia ou fibromigrânea

Cassiano da Silva, Louana; Moraes Valença, Marcelo (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
PT_BR
Relevância na Pesquisa
37.83%
Introdução: Fibromialgia é uma doença crônica de etiologia desconhecida que se caracteriza por dor generalizada no corpo, sensação de rigidez muscular matinal, que podem estar associadas com depressão, ansiedade, fadiga, alterações do sono e cefaleia (principalmente migrânea). Fibromialgia e migrânea são doenças comuns que acometem predominantemente mulheres e compartilham mecanismos fisiopatológicos semelhantes. A associação dessas doenças é um achado comum, denominada por alguns como fibromigrânea, por considerarem ser uma entidade nosológica única. Objetivo: O objetivo desse estudo foi determinar a presença de fadiga, hiperalgesia corporal, sintomatologia depressiva e pobre qualidade de sono entre mulheres com migrânea, fibromialgia e fibromigrânea. Método: Trata-se de um estudo observacional do tipo transversal, realizado no Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Pernambuco. Foram entrevistadas 160 mulheres com idades entre 18 e 67 anos (37±13). A mulheres que referiram dor de cabeça nos útimos três meses eram questionadas quanto as características da mesma para ser classificada como migrânea ou não de acordo a ICHD II. Após a classificação da cefaleia, utilizou-se os critérios do Colégio Americano de Reumatlogia para se classificar a fibromialgia e para contabilizar os tender points. Todas as mulheres eram questionadas quanto a percepção de fadiga e sono de pouca qualidade e sintomatologia depressiva e respondiam ao inventário de depressão de Beck. Resultados: Nas mulheres com cefaleia do tipo migranosa a presença da síndrome fibromiálgica aumenta a frequência de fadiga [cefaleia tipo migranosa 30/47 (64%) vs. fibromialgia 23/23 (100%) p<0...

Presença de fadiga, hiperalgesia corporal, distúrbios do humor e do sono em pacientes com migrânea, fibromialgia ou fibromigrânea

Silva, Louana Cassiano da; Valença, Marcelo Moraes (Orientador); Sougey, Everton Botelho (Coorientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Dissertação
BR
Relevância na Pesquisa
37.83%
Introdução: Fibromialgia é uma doença crônica de etiologia desconhecida que se caracteriza por dor generalizada no corpo, sensação de rigidez muscular matinal, que podem estar associadas com depressão, ansiedade, fadiga, alterações do sono e cefaleia (principalmente migrânea). Fibromialgia e migrânea são doenças comuns que acometem predominantemente mulheres e compartilham mecanismos fisiopatológicos semelhantes. A associação dessas doenças é um achado comum, denominada por alguns como fibromigrânea, por considerarem ser uma entidade nosológica única. Objetivo: O objetivo desse estudo foi determinar a presença de fadiga, hiperalgesia corporal, sintomatologia depressiva e pobre qualidade de sono entre mulheres com migrânea, fibromialgia e fibromigrânea. Método: Trata-se de um estudo observacional do tipo transversal, realizado no Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Pernambuco. Foram entrevistadas 160 mulheres com idades entre 18 e 67 anos (37±13). A mulheres que referiram dor de cabeça nos útimos três meses eram questionadas quanto as características da mesma para ser classificada como migrânea ou não de acordo a ICHD II. Após a classificação da cefaleia, utilizou-se os critérios do Colégio Americano de Reumatlogia para se classificar a fibromialgia e para contabilizar os tender points. Todas as mulheres eram questionadas quanto a percepção de fadiga e sono de pouca qualidade e sintomatologia depressiva e respondiam ao inventário de depressão de Beck. Resultados: Nas mulheres com cefaleia do tipo migranosa a presença da síndrome fibromiálgica aumenta a frequência de fadiga [cefaleia tipo migranosa 30/47 (64%) vs. fibromialgia 23/23 (100%) p<0...

Alterações do ácido lático em pacientes portadores de fibromialgia e migrânea durante atividade física controlada

Ribeiro, Guido Assis Cachuba de Sá
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: Teses e Dissertações Formato: application/pdf
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
37.8%
Resumo: Fibromialgia FI e a migrânea MI são doenças de alta prevalência e importante impacto sobre a qualidade de vida. Caracterizam-se por sintomas neurológicos, gastrointestinais e autonômicos. O estudo se justifica pela intenção de verificar as alterações do metabolismo do ácido lático durante atividade física controlada através da dosagem de lactato em pacientes com fibromialgia e migrânea em relação aos controles. Cento e vinte pacientes foram incluídos no estudo e divididos em seis grupos: fibromialgia FI n=20; fibromialgia com migrânea episódica FME n=20; fibromialgia com migrânea crônica FMC n=20; migrânea episódica sem fibromialgia ME n=20; migrânea crônica sem fibromialgia MC n=20 e controles sem fibromialgia e sem migrânea CO n=20. As aferições do ácido lático foram realizadas em repouso, durante atividade física aeróbica, anaeróbica e repouso pós-atividade física. Os resultados mostraram que foram encontradas alterações dos níveis de ácido lático na analise feita em todos os seis grupos agrupados n=120; relacionando o momento repouso com as outras fases da atividade física controlada, encontramos significâncias estatísticas na fase de repouso para anaeróbico e repouso para repouso pós e na fase de repouso para aeróbico não apresentou significância estatística. Na analise estatística feita na relação intergrupos houve alterações significativas na produção de ácido lático nos grupos da FI e FMC; FME e FMC; FMC com os CO. Nas investigações da produção do ácido lático intragrupos...

Qualidade do sono da pessoa portadora de fibromialgia

Ferreira, Ana Cristina Pereira Lopes; Nunes, Maria Madalena Jesus Cunha, orient.
Fonte: Instituto Politécnico de Viseu, Escola Superior de Saúde de Viseu Publicador: Instituto Politécnico de Viseu, Escola Superior de Saúde de Viseu
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2012 POR
Relevância na Pesquisa
37.75%
Curso de mestrado em enfermagem médico cirúrgica; Enquadramento: A qualidade do sono é um fator influenciador da recuperação do organismo, sendo também fundamental para o bem-estar do indivíduo e para o funcionamento adequado do seu organismo. Daí se considerar que a presença de sono não restaurador assume um papel de relevo no conjunto das manifestações da fibromialgia, porquanto esta doença complexa se caracteriza por dores músculo-esqueléticas difusas, às quais se associam múltiplos sintomas, entre os quais se destacam o sono não reparador, fadiga e rigidez matinal. Objetivos: Avaliar a qualidade do sono da pessoa portadora de fibromialgia; Explicar em que medida as variáveis sócio demográficas, a dor e o impacto da fibromialgia afetam o sono da pessoa portadora de fibromialgia. Métodos: O estudo transversal de natureza observacional assenta numa lógica de análise descritivo – correlacional e foi realizado numa amostra probabilística por conveniência, constituída por 77 pessoas portadoras de fibromialgia acompanhadas na Unidade de Dor, na Consulta de Reumatologia ou na Medicina Física de Reabilitação do CHTV, EPE. O perfil médio revela doentes do sexo feminino (98.7%), com uma média de idades de 49 anos...

Fibromialgia : do mito à realidade

Neves, João Miguel Fernandes
Fonte: Universidade da Beira Interior Publicador: Universidade da Beira Interior
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /06/2008 POR
Relevância na Pesquisa
37.73%
A fibromialgia (FM) é uma condição de dor crónica, generalizada e de difí-cil tratamento, com importante prevalência na população em geral. A fibromialgia é mais do que um estado de dor músculo-esquelética crónica, porque a maioria destes pacientes também refere fadiga, distúrbios do sono, dor visceral, intole-rância ao exercício e queixas neurológicas. É uma síndrome caracterizada mais por sintomas, sofrimento e incapacidades do que por alterações orgânicas estru-turais demonstráveis, podendo fazer parte do grupo de síndromes funcionais. Muitas tentativas para elucidar a patogenia orgânica da FM, como pesquisas em genética, aminas biogénicas, neurotransmissores, hormonas do eixo hipotálamo-hipófise-supra-renal, stress oxidativo, mecanismos de modulação da dor, sensibi-lização central e função autonómica na FM, revelam várias anormalidades, indi-cando que múltiplos factores e mecanismos podem estar envolvidos na sua pato-génese. A fibromialgia continua a ser um conceito controverso em medicina. Esta revisão crítica considera importantes contributos para as “guerras da fibromialgia”, ao longo da história mais recente, sublinhando alguns dados relevantes da inves-tigação biológica, psicológica e social. Não obstante os putativos mecanismos fisiopatológicos que determinam a sua génese ou acompanham a sua evolução temporal...

Prevalência de fibromialgia no concelho da Covilhã

Runa, Daniela de Carvalho
Fonte: Universidade da Beira Interior Publicador: Universidade da Beira Interior
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /06/2011 POR
Relevância na Pesquisa
37.75%
Introdução: A fibromialgia é uma síndrome clínica de etiologia desconhecida, caracterizada por dor generalizada crónica, fadiga crónica e distúrbios do sono. Causa um importante impacto negativo na qualidade de vida do indivíduo, o que por si só, cria a necessidade de aumentar o conhecimento acerca desta patologia. É uma situação clínica frequente, mas a sua prevalência é desconhecida. O objectivo deste estudo é estimar a prevalência de fibromialgia no concelho da Covilhã, e relacionar a mesma com variáveis socioculturais, de modo a identificar possíveis factores de risco da doença. Métodos: De Fevereiro a Abril de 2011, a versão portuguesa do London Fibromyalgia Epidemiology Study Questionnaire (LFESSQ) foi distribuída a uma amostra de conveniência de 850 utentes de cuidados de saúde primários. Para o questionário ser considerado válido todos os campos tinham que estar necessariamente preenchidos e o inquirido apresentar idade superior a 18 anos. Os utentes foram considerados como casos positivos se, de acordo com os critérios definidos do LFESSQ: (1) preenchessem somente os quatro critérios de dor (Q-4), ou (2) preenchessem ambos os quatro critérios de dor e os dois critérios de fadiga (Q-6). A prevalência de fibromialgia na amostra foi estimada aplicando o valor preditivo positivo do LFESSQ definido previamente em Portugal para este questionário. Resultados: Dos 850 questionários distribuídos...

Fibromialgia :; conhecimentos, percepções e práticas clínicas dos médicos de Medicina Geral e Familiar

Costa, Ângela Almeida e
Fonte: Universidade da Beira Interior Publicador: Universidade da Beira Interior
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /06/2010 POR
Relevância na Pesquisa
37.8%
Introdução: A Fibromialgia é uma síndrome dolorosa crónica, definida pela presença de dor generalizada e hipersensibilidade em pontos anatomicamente determinados. Associa-se frequentemente a fadiga, cefaleias, sono não reparador, perturbações cognitivas e alterações do humor. Estima-se que afecte 3,6% da população adulta portuguesa e discute-se a actual preparação dos clínicos gerais na sua orientação. Pretende-se com este estudo caracterizar percepções, conhecimentos e práticas clínicas dos médicos de medicina geral e familiar em relação a esta síndrome, e estimar a sua incidência nos cuidados de saúde primários. Métodos: De Janeiro a Maio de 2010, foram distribuídos 116 questionários a clínicos gerais, com 24 questões, que solicitavam dados demográficos e profissionais; percepções sobre a natureza e definição da FM; conhecimentos sobre critérios de diagnóstico, prognóstico, manifestações clínicas e eficácia de fármacos; práticas diagnósticas e terapêuticas utilizadas e comportamentos de referenciação. Resultados: 55 questionários foram devolvidos e 51 validados para análise. Estimou-se uma incidência de fibromialgia de 0,14%. Todos os médicos reconheceram-na como entidade nosológica...

Rendimiento cognitivo y percepción de problemas de memoria en pacientes con dolor crónico: con fibromialgia versus sin fibromialgia

Castel,A.; Cascón,R.; Salvat,M.; Sala,J.; Padrol,A.; Pérez,M.; Rull,M.
Fonte: Revista de la Sociedad Española del Dolor Publicador: Revista de la Sociedad Española del Dolor
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; journal article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion Formato: text/html; application/pdf
Publicado em 01/09/2008 SPA
Relevância na Pesquisa
37.87%
Objetivos. 1) Comparar la percepción de problemas de memoria y el rendimiento cognitivo (memoria verbal, atención concentrada, rapidez de procesamiento) en pacientes con y sin diagnóstico de fibromialgia. 2) Comparar estos mismos procesos entre pacientes con fibromialgia primaria y pacientes con fibromialgia concomitante a otras patologías de dolor crónico. Sujetos. Ciento diez pacientes de sexo femenino [21-64 años]. Edad 47.6 años. 68 pacientes con fibromialgia [28 fibromialgia primaria, 40 fibromialgia concomitante con otras patologías de dolor] y 42 pacientes con otros diagnósticos de dolor crónico. Material y método. El examen neuropsicológico se realizó de forma individual. Los problemas de memoria se evaluaron con el Cuestionario de Fallos de Memoria en la Vida Cotidiana (MFE), la memoria con el Test de Aprendizaje Verbal (TAVEC), las aptitudes perceptivas y de atención con el Test Toulouse-Piéron (TP) y la rapidez de procesamiento e interferencia con el Test de Colores y Palabras (STROOP). También se aplicó la Escala de Ansiedad y Depresión (HADS). Resultados. No hubo diferencias entre los distintos grupos en duración e intensidad del dolor, nivel de estudios o tipo de ocupación. No se encontraron diferencias significativas entre pacientes con y sin fibromialgia en ninguna de las subescalas de los tests TAVEC...