Página 1 dos resultados de 302 itens digitais encontrados em 0.001 segundos

Contribuição da fixação biológica de nitrogênio, fertilizante nitrogenado e nitrogênio do solo no desenvolvimento de feijão e caupi; Contribuition of nitrogen from biological nitrogen fixation, nitrogen fertilizer and soil nitrogen on the growth of the common bean and cowpea

BRITO, Marciano de Medeiros Pereira; MURAOKA, Takashi; SILVA, Edson Cabral da
Fonte: Instituto Agronômico de Campinas Publicador: Instituto Agronômico de Campinas
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
46.87%
A fixação biológica do nitrogênio (FBN) constitui-se em uma valiosa fonte deste nutriente para o feijão comum e, sobretudo, para o feijão-caupi, tendo sua magnitude influenciada pela disponibilidade de N mineral na solução do solo. Os objetivos deste trabalho foram: avaliar os efeitos de doses de nitrogênio, na forma de uréia, sobre a fixação simbiótica de N2 em feijão comum e caupi, pela técnica isotópica, e quantificar as contribuições relativas das fontes N2-fixação simbiótica, N-solo e N-uréia no desenvolvimento do feijão comum e caupi, usando como controle a soja não nodulante. O estudo foi desenvolvido em casa de vegetação, utilizando-se vasos com 5 kg de terra, coletada de Latossolo Vermelho-Amarelo distrófico. O delineamento experimental foi em blocos casualizados em esquema fatorial 5x3x2 e três repetições. Os tratamentos compreenderam cinco doses de N, na forma de uréia: 2, 15, 30, 45 e 60 mg kg-1 de N; três épocas de amostragens de plantas: 23, 40 e 76 dias após a semeadura (DAS) e duas culturas: feijão comum e feijão caupi. A FBN decresceu com o incremento da dose de N, variando de 81,5% a 55,6% para o caupi e de 71,9% a 55,1% para o feijão comum. A FBN em caupi submetido à inoculação pode substituir totalmente a adubação nitrogenada...

Produtividade do capim-tanzânia (Panicum maximum Jacq. cv. Tanzânia) em função da lâmina de irrigação e de adubação nitrogenada.; Productivity of tanzania grass (Panicum maximum Jacq. cv. Tanzania) due to irrigation depths and nitrogen fertilizer.

Sória, Luís Geraldo Teixeira
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 12/02/2003 PT
Relevância na Pesquisa
46.87%
Objetivou-se estudar o efeito de diferentes lâminas de água aplicada e adubação nitrogenada e suas interações, durante nove ciclos de crescimento do capim Tanzânia, quantificando os fatores de crescimento, de produção, de eficiência de uso e de qualidade de forragem. A determinação de funções de produção para massa seca total, foliar e de haste , buscando encontrar o nível de máximo de produção e econômico de cada fator de produção analisado, baseou-se em um delineamento em blocos em modelo de parcela sub-sub-dividida, na qual nas parcelas foram distribuídas as diferentes lâminas de irrigação (0, 30, 70,100 e 150%CC) , nas sub-parcelas as doses de nitrogênio (0, 100, 275, 756 e 2079 kg N.ha -1 ano -1 ) e nas sub-sub-parcelas os três períodos climáticos (verão, inverno e primavera) constituídos de 3 coletas . A ocorrência da estacionalidade na produção de massa seca total em Piracicaba é algo característico da região, onde o efeito da irrigação como manejo complementar e o uso de nitrogênio para aumentar a produção do capim Tanzânia no inverno não se mostraram capazes de diminuírem o efeito de significativo dos fatores climáticos. As maiores lâminas de irrigação proporcionaram efeitos negativos sobre a produção de mateira seca...

Produção de forragem e transformações do nitrogênio do fertilizante em pastagem irrigada de capim Tanzânia. ; Herbage production and transformations of the fertilizer nitrogen in irrigated tanzania grass.

Martha Júnior, Geraldo Bueno
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 28/07/2003 PT
Relevância na Pesquisa
46.77%
Apesar de o manejo da pastagem ser um componente chave em sistemas pastoris, poucos esforços foram feitos para determinar a intensidade de pastejo adequada para pastagens tropicais, especialmente sob condições irrigadas. O atrativo econômico de sistemas de pastagens irrigadas depende da elevada produtividade da pastagem, o que significa que fertilizantes nitrogenados precisam ser utilizados. Entretanto, para estabelecer medidas efetivas visando o manejo do nitrogênio (N) é necessário entender o balanço entre entradas e saídas de N e a eficiência de ciclagem e transformações do N em sistemas de produção animal em pastejo. Nesse contexto, sete experimentos foram realizados para avaliar o efeito do resíduo pós-pastejo ou de níveis de fertilizante nitrogenado sobre a produção de forragem e a recuperação do N-fertilizante em pastagem irrigada de Panicum maximum cv. Tanzânia. O resíduo pós-pastejo para pastagem de capim Tanzânia irrigada e adubada com N durante o inverno, considerando ciclo de pastejo de 36 dias, deve ser de aproximadamente 1.900 a 2.100 kg/ha de massa seca verde. Para as estações de primavera e verão, a massa de forragem residual deve ser de cerca de 1.700 a 2.700 kg/ha de massa seca verde. Esse manejo assegurou que a produção de folhas e a relação folha/haste fossem próximas do máximo. Parcelas de 1 m 2 ...

Emissões de N2O pela parte aérea de plantas de milho (Zea mays L.); Nitrous oxide emissions from the above ground part of maize plants (Zea mays L.)

Ferrão, Gregori da Encarnação
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 08/08/2013 PT
Relevância na Pesquisa
46.87%
O óxido nitroso (N2O) é um gás traço, considerado um dos principais causadores do aquecimento global. Em solos agrícolas, a aplicação de fertilizantes nitrogenados, necessários às culturas, é a principal responsável pela formação deste gás. Internacionalmente, a metodologia mais utilizada e aceita para quantificar os fluxos totais de uma área baseia-se na alteração de concentração no interior de câmeras estáticas instaladas sobre o solo. Entretanto, diversos trabalhos sugerem que as plantas também são agentes desta dinâmica de fluxos entre o solo e a atmosfera, um fator não contabilizado na quase totalidade das pesquisas. O objetivo deste trabalho de pesquisa foi quantificar as emissões de N2O em plantas de milho simultaneamente aos fluxos provenientes do solo ao longo de um ciclo de cultivo, assim, agregar este montante potencial de emissão nas estimativas do sistema solo-planta-atmosfera. O experimento foi conduzido em delineamento inteiramente casualizado, sendo que seis Câmaras de Crescimento e Coleta (CCC's) comportaram as plantas de milho e três CCC's permaneceram sem plantas (testemunhas). Durante a coleta das amostras a atmosfera no interior das câmaras foi mantida a 28ºC ± 1 °C, a umidade relativa abaixo do ponto de saturação e a concentração de dióxido de carbono (CO2) entre 300 e 400 ppmv. As medidas de N2O provenientes da parte aérea e do solo foram determinadas durante todo o ciclo da cultura do milho (i. e. 105 dias). O fluxo de N-N2O proveniente do solo variou de 10...

Volatilização de amônia de fertilizantes nitrogenados aplicados nas culturas do trigo e do milho em sistema plantio direto no sul do Brasil; Volatilization of ammonia of fertilizer nitrogen applied in crops of wheat and corn in tillage system in southern Brazil

Viero, Fernando
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
46.99%
A volatilização de amônia é um importante fator influenciando a eficiência dos fertilizantes nitrogenados no sistema plantio direto (SPD). O objetivo da pesquisa foi avaliar a magnitude das perdas de N por volatilização de fontes nitrogenadas aplicadas nas culturas do trigo (2 safras) e do milho (2 safras) num Latossolo Bruno em SPD, na região Centro-Sul do Paraná (estudo 1), e verificar a influência da irrigação, antes e após a aplicação de N, nas perdas de N por volatilização na cultura do milho num Argissolo Vermelho em SPD na Depressão Central do Rio Grande do Sul (estudo 2). Diferentes fontes de N foram avaliadas (uréia, uréia com inibidor de urease, uréia com Cu e B, fertilizante de liberação lenta, fertilizante líquido, nitrato de amônio e sulfato de amônio), bem como diferentes manejos da uréia (aplicação pela manhã e a tarde, e incorporação mecânica). Doses de 150 e 50 kg ha-1 de N foram aplicadas nas culturas do milho e do trigo, respectivamente, em Guarapuava e 180 kg N ha-1 no milho na Depressão Central do RS. Em ambos locais, utilizouse um delineamento de blocos casualizados. A volatilização foi avaliada com o auxílio de um coletor semi-aberto estático. Na região Centro-Sul do Paraná (Latossolo Bruno)...

Maize response to nitrogen fertilization timing in two tillage systems in a soil with high organic matter content; Resposta do milho à época de aplicação do fertilizante nitrogenado em dois sistemas de cultivo num solo com alto teor de matéria orgânica

Sangoi, Luis; Ernani, Paulo Roberto; Silva, Paulo Regis Ferreira da
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
ENG
Relevância na Pesquisa
46.75%
No-tillage systems, associated to black oat as preceding cover crop, have been increasingly adopted. This has motivated anticipated maize nitrogen fertilization, transferring it from the side-dress system at the stage when plants have five to six expanded leaves to when the preceding cover crop is eliminated or to maize sowing. This study was conducted to evaluate the effects of soil tillage system and timing of N fertilization on maize grain yield and agronomic efficiency of N applied to a soil with high organic matter content. A three-year field experiment was conducted in Lages, state of Santa Catarina, from 1999 onwards. Treatments were set up in a split plot arrangement. Two soil tillage systems were tested in the main plots: conventional tillage (CT) and no-tillage (NT). Six N management systems were assessed in the split-plots: S1 – control, without N application; S2 – all N (100 kg ha-1) applied at oat desiccation; S3 – all N applied at maize sowing; S4 – all N side-dressed when maize had five expanded leaves (V5 growth stage); S5 – 1/3 of N rate applied at maize sowing and 2/3 at V5; S6 – 2/3 of nitrogen rate applied at maize sowing and 1/3 at V5. Maize response to the time and form of splitting N was not affected by the soil tillage system. Grain yield ranged from 6.0 to 11.8 t ha-1. The anticipation of N application (S2 and S3) decreased grain yield in two of three years. In the rainiest early spring season (2000/2001) of the experiment...

Fertilizante nitrogenado alternativo na produção de matéria seca, nutrientes da parte aérea e atributos químicos do solo da Brachiaria brizantha cv. Xaraés

Parra, Fabiane Bicharelli Guimarães
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 55 f. : il. + 1 CD-ROM
POR
Relevância na Pesquisa
46.75%
Pós-graduação em Ciência Animal - FMVA; O objetivo do trabalho foi analisar o Ajifer L40 como fonte alternativa de fertilizante nitrogenado na produção de matéria seca, nutrientes da folha e atributos químicos do solo da Brachiaria brizantha cv. Xaraés (capim-Xaraés). O experimento foi conduzido em área do Sindicado Rural no município de Araçatuba, localizado na região da Alta Noroeste do Estado de São Paulo, no período de outubro de 2005 a maio de 2009 em solo classificado como Latossolo Vermelho Amarelo. O delineamento experimental foi em blocos casualizados com 10 tratamentos e três repetições. Os tratamentos foram arranjados em esquema fatorial 3 x 3 + 1, sendo três doses de nitrogênio (100, 200 e 400 kg ha-1 ano-1) e três fontes (uréia, sulfato de amônio e Ajifer L40) e um tratamento adicional (testemunha com dose 0 de N). Os fertilizantes apresentaram resposta máxima média dos quatro anos de avaliação na dose de 322 kg ha-1 de N. O teor de proteína bruta na parte aérea do capim-Xaraés foi linearmente crescente até a dose de 400 kg ha-1 de N para as três fontes estudadas. O Ajifer L40 e o sulfato de amônio foram importante fonte de enxofre para a nutrição das plantas. As fontes nitrogenadas Ajifer L40 e sulfato de amônio apresentaram comportamento semelhante...

Dinâmica do carbono e rendimento de culturas em solo com histórico de aplicação de dejetos suínos e fertilizante nitrogenado mineral

Couto, Rafael da Rosa
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 107 p.| il., grafs., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
47%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Agrárias, Programa de Pós-Graduação em Agroecossistemas, Florianópolis, 2010; O presente trabalho teve como objetivo avaliar a dinâmica do carbono e o rendimento de culturas em solo submetido à aplicação de dejetos suíno em sistema de plantio direto.O experimento foi realizado em uma propriedade no município de Braço do Norte (SC), sob um solo Argissolo Vermelho. O delineamento experimental foi em blocos ao acaso e os tratamentos foram: testemunha; cama sobreposta de suínos, dejeto líquido de suínos e adubação nitrogenada mineral, todos, à exceção da testemunha, com uma e duas vezes a recomendação de N para as culturas do milho e da aveia-preta. No período de outubro de 2008 até outubro de 2009 foi coletado solo e avaliado o teor de carbono orgânico total do solo, o carbono da biomassa microbiana, a respiração e o quociente metabólico dos microrganismos do solo; o rendimento das culturas da aveia e do milho e a decomposição dos resíduos culturais da aveia. A aplicação no solo de dejeto suíno na forma líquida e solida, e de fertilizante nitrogenado mineral não afetaram o teor de carbono orgânico total no solo, e pouco influenciaram a biomassa microbiana.A respiração basal do solo...

Contribuição da fixação biológica de nitrogênio, fertilizante nitrogenado e nitrogênio do solo no desenvolvimento de feijão e caupi

Brito,Marciano de Medeiros Pereira; Muraoka,Takashi; Silva,Edson Cabral da
Fonte: Instituto Agronômico de Campinas Publicador: Instituto Agronômico de Campinas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2011 PT
Relevância na Pesquisa
46.87%
A fixação biológica do nitrogênio (FBN) constitui-se em uma valiosa fonte deste nutriente para o feijão comum e, sobretudo, para o feijão-caupi, tendo sua magnitude influenciada pela disponibilidade de N mineral na solução do solo. Os objetivos deste trabalho foram: avaliar os efeitos de doses de nitrogênio, na forma de uréia, sobre a fixação simbiótica de N2 em feijão comum e caupi, pela técnica isotópica, e quantificar as contribuições relativas das fontes N2-fixação simbiótica, N-solo e N-uréia no desenvolvimento do feijão comum e caupi, usando como controle a soja não nodulante. O estudo foi desenvolvido em casa de vegetação, utilizando-se vasos com 5 kg de terra, coletada de Latossolo Vermelho-Amarelo distrófico. O delineamento experimental foi em blocos casualizados em esquema fatorial 5x3x2 e três repetições. Os tratamentos compreenderam cinco doses de N, na forma de uréia: 2, 15, 30, 45 e 60 mg kg-1 de N; três épocas de amostragens de plantas: 23, 40 e 76 dias após a semeadura (DAS) e duas culturas: feijão comum e feijão caupi. A FBN decresceu com o incremento da dose de N, variando de 81,5% a 55,6% para o caupi e de 71,9% a 55,1% para o feijão comum. A FBN em caupi submetido à inoculação pode substituir totalmente a adubação nitrogenada...

Épocas de aplicação do fertilizante nitrogenado no sistema convencional de semeadura de arroz irrigado

Marzari,Victor; Marchezan,Enio; Silva,Leandro Souza da; Ranno,Sidnei Kuster; Santos,Fernando Machado dos; Camargo,Edinalvo Rabaiolo
Fonte: Universidade Federal de Santa Maria Publicador: Universidade Federal de Santa Maria
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2005 PT
Relevância na Pesquisa
47.15%
O nitrogênio (N) é um dos nutrientes mais importantes às plantas, mas a eficiência da adubação nitrogenada é reduzida pelos ciclos de oxidação e redução que ocorrem durante o cultivo de arroz irrigado por inundação, o que está relacionado com o modo de aplicação do fertilizante nitrogenado. O objetivo deste experimento foi avaliar diferentes épocas de aplicação e proporções da dose do fertilizante nitrogenado para o sistema convencional de produção de arroz irrigado em um Planossolo Hidromórfico no município de Santa Maria (RS). O delineamento experimental foi de blocos ao acaso com seis repetições e seis tratamentos: T1 - testemunha sem N; T2 - 45 kg ha-1 de N no início do perfilhamento (IP) e 45 kg ha-1 de N no início da diferenciação da panícula (IDP); T3 - 90 kg ha-1 de N na semeadura; T4 - 45 kg ha-1 de N na semeadura e 45 kg ha-1 de N no IP; T5 - 45 kg ha-1 de N na semeadura e 45 kg ha-1 de N no IDP; T6 - 30 kg ha-1 de N na semeadura, 30 kg ha-1 de N no IP e 30 kg ha-1 no IDP, utilizando-se uréia como fonte de N. Foram avaliados a produção de matéria seca, o teor de N no tecido e a quantidade de N absorvido em 4 épocas (no IP; aos 15 dias após a primeira aplicação de N em cobertura; no IDP; e na floração) e o rendimento de grãos. Os parâmetros avaliados durante o ciclo variaram em função da época de coleta e das quantidades de N aplicadas em cada tratamento. Entretanto...

Influência do preparo do solo e da natureza do fertilizante nitrogenado na cultura do milho

Favarin,J.L.; Fancelli,A.L.
Fonte: São Paulo - Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz" Publicador: São Paulo - Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz"
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/1992 PT
Relevância na Pesquisa
67%
Foi instalado um ensaio de campo, em solo Podzólico Vermelho-Escuro latossólico (PELa), para avaliar a influência do preparo do solo e a natureza da fonte do fertilizante nitrogenado, para adubação em cobertura, na cultura do milho. Os tipos de preparo do solo avaliados foram o convencional e o plantio direto. Em relação às fontes de nitrogênio, foram utilizadas: uma sólida, o sulfato de amônio (20%N), e outra fluida, o uran (32%N), aplicados à superfície do solo sem incorporação. A absorção de nitrogênio (mg/planta) foi determinada nas folhas, colmos, panículas e espigas, aos 53 e 67 dias após a emergência das plântulas. Na colheita, após a maturidade fisiológica, foi determinada a quantidade de nitrogênio acumulado e exportado, bem como a produção de grãos e alguns de seus componentes. O tipo de preparo do solo não apresentou influência na produção no primeiro ano de sua implantação. Entretanto, o plantio direto permitiu o aproveitamento do nitrogênio, mesmo quando se verificou redução na disponibilidade da água, estimada, através do balanço hídrico.

Cultivo de sequeiro da mamona adubada com casca de mamona e fertilizante nitrogenado

Silva,Marcos A. da; Silva,Francisco E. de A.; Nunes Júnior,Edivan da S.; Costa,Fabiana X.; Melo Filho,José S. de
Fonte: Departamento de Engenharia Agrícola - UFCG Publicador: Departamento de Engenharia Agrícola - UFCG
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2012 PT
Relevância na Pesquisa
46.75%
Objetivou-se com este trabalho avaliar o crescimento e produção da mamoneira (Ricinus communis L., cv. BRS Energia) cultivada em regime de sequeiro em função da adubação combinada de casca de mamona na forma moída e natural com doses crescentes de fertilizante nitrogenado. O experimento foi realizado entre setembro de 2009 a março de 2010, no Campus IV/UEPB. Realizou-se o plantio em vasos plásticos de 60 L preenchidos com 58 kg de solo. Utilizou-se o delineamento de blocos ao acaso em arranjo fatorial 2 x 4, sendo aplicado 3 t ha-¹ de casca de mamona em duas formas de utilização (natural e moída) e quatro doses de nitrogênio (0, 30, 60, 90 kg ha-¹), com quatro repetições totalizando 32 parcelas. Verifica-se que a adubação com a casca moída foi superior a casca natural. Para a massa seca do cacho, área foliar por planta e número de folhas a dosagem 90 kg ha-¹ de N foi superior às demais. Já para o número de nós foi a dose de 60 kg ha-¹ de N. A casca de mamona usada de forma racional, como adubo, contribui para redução de custos ao produtor e incrementos na fertilidade do solo.

Aproveitamento por soqueira de cana-de-acucar de final de safra no nitrogenio de aquamonia 15N e ureia 15N aplicado ao solo em complemento a vinhaca.

TRIVELIN, P. C. O.; VICTORIA, R. L.; RODRIGUES, J. C. S.
Fonte: Pesquisa Agropecuaria Brasileira, Brasilia, v.30, n.12, p.1375-1385,dez.1995. Publicador: Pesquisa Agropecuaria Brasileira, Brasilia, v.30, n.12, p.1375-1385,dez.1995.
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
46.87%
O aproveitamento por soqueira de cana-de-acucar de final de safra do nitrogenio da aquamonia e da ureia ao solo foi avaliado pela tecnica isotopica cm 15N. O experimento foi conduzido em area comercial de cana da variedade SP 70-1143, primeira soca, no Estado de Sao Paulo. Cada tratamento (aquamonia e ureia) contou com 19 linhas de 10m de comprimento, com espacamento de 1,4m entre linhas. Os fertilizantes nitrogenados (90kg/ha de N) foram aplicados manualmente e enterrados no fundo de sulcos de 15 cm de profundidade, distantes 25 cm dos dois lados da linha de cana, apos aplicacao na superficie do solo de vinhaca na dose de 100m3/ha. Os fertilizantes 15N foram aplicados em parcelas simples de 2 metros lineares (quatro repeticoes). Os resultados experimentais mostraram que a adubacao com uma ou outra forma de fertilizante nitrogenado nao influiu na produtividade da cana e nao houve diferenca entre as quantidades de nitrogenio derivado dos fertilizantes na parte aerea da cultura (recuperacao de 40% de N-fertilizante) apos 12 meses da adubacao (colheita final). Os resultados de N acumulou na parte aerea, em diferentes estadios de crescimento e na colheita final, indicaram forte evidencia de ocorrencia da fixacao biologica de nitrogenio (FBN)...

Avaliação da eficiência agronômica do resíduo Amiorgan® como fonte de fertilizante nitrogenado alternativa para pastagens.

OLIVEIRA, P. P. A.; PEZZOPANE, J. R. M.; BERNARDI, A. C. de C.; ESTEVES, S. N.; SOUZA, G. B. de; CAMPANA, M.
Fonte: In: REUNIÃO ANUAL DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE ZOOTECNIA, 49., Brasília, DF. A produção animal no mundo em transformação: Anais. Brasília: SBZ, 2012. Publicador: In: REUNIÃO ANUAL DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE ZOOTECNIA, 49., Brasília, DF. A produção animal no mundo em transformação: Anais. Brasília: SBZ, 2012.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
46.87%
O uso de subprodutos como fontes alternativas de nitrogênio, além da vantagem econômica pelo menor custo do insumo, ainda contribuem para eliminação de problemas ambientais. A indústria do glutamato monossódio gera alguns subprodutos que podem ser usados como fonte de N, um deles, o Amiorgan®. O objetivo desse trabalho foi avaliar o uso de Amiorgan®, como fonte de fertilizante nitrogenado alternativa em pastagens de capim- piatã. O delineamento experimental foi em blocos casualizados com quatro repetições. Os tratamentos avaliados foram combinações de três doses de N (200, 400 e 600 kg ha-1 ano-1 de N) e três fontes de fertilizantes (uréia, sulfato de amônio + uréia, amiorgan + uréia) e um tratamento adicional testemunha, que recebeu todos os nutrientes exceto N. A fertilização nitrogenada proporcionou aumento de produção de forragem para todas as fontes e doses avaliadas em relação à testemunha (sem N). Quanto à extração de nitrogênio pela parte-aérea da forragem (acima da altura do resíduo), dentro da mesma dose de nitrogênio, também não houve diferença para as fontes avaliadas. A maior extração de nitrogênio ocorreu para as doses mais altas. Na dose mais alta (600 kg ha-1 N), a mistura Amiorgan® mais uréia apresentou bons resultados quanto à produção de massa de forragem e consequentemente quanto aos índices de RAN e IEA.O fertilizante Amiorgan®...

Avaliação do resíduo Amiorgan® como fonte de fertilizante nitrogenado alternativa para pastagens. Valor nutritivo da forragem.

OLIVEIRA, P. P. A.; PEZZOPANE, J. R. M.; BERNARDI, A. C. de C.; ESTEVES, S. N.; SOUZA, G. B. de; CAMPANA, M.
Fonte: In: REUNIÃO ANUAL DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE ZOOTECNIA, 49., Brasília, DF. A produção animal no mundo em transformação: Anais. Brasília: SBZ, 2012. Publicador: In: REUNIÃO ANUAL DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE ZOOTECNIA, 49., Brasília, DF. A produção animal no mundo em transformação: Anais. Brasília: SBZ, 2012.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
47.07%
O fornecimento de nitrogênio para pastagens está diretamente relacionado com maior produção de massa e teor total de proteína bruta. A indústria do glutamato monossódico gera alguns subprodutos que podem ser usados como fonte de N, um deles, o Amiorgan®. O objetivo desse trabalho foi avaliar o uso de Amiorgan®, como fonte de fertilizante nitrogenado alternativa em pastagens de capim- piatã. O delineamento experimental foi em blocos casualizados com quatro repetições Os tratamentos avaliados foram combinações de três doses de N (200, 400 e 600 kg ha-1 ano-1 de N) e três fontes de fertilizantes (uréia, sulfato de amônio + uréia, Amiorgan® + uréia,) e um tratamento testemunha adicional que recebeu todos os nutrientes exceto N. Os teores de proteína bruta, nitrogênio e nitrogênio não proteico foram maiores nos tratamentos que receberam fertilização nitrogenada em relação à testemunha. Dentro da mesma dose de fertilizante nitrogenado não houve diferença entre as fontes de fertilizantes para teor de N e de proteína bruta. Não houve influência dos tratamentos sobre a digestiblidade ?in vitro? da matéria seca e para os teores de fibra detergente ácido. Os teores de fibra em detergente neutro foram menores para a forragem dos tratamentos Amiorgan® + uréia e sulfato de amônio + uréia na dose de 600 kg ha-1 do que para a forragem do tratamento testemunha. O fertilizante Amiorgan®...

Adubação nitrogenada totalmente na semeadura do trigo.

FOLONI, J. S. S.; BASSOI, M. C.; MOREIRA, A.; MULLER, M. M. L.; ANTONIO COSTA(3) IAPAR
Fonte: In: REUNIÃO BRASILEIRA DE FERTILIDADE DO SOLO E NUTRIÇÃO DE PLANTAS, 30.; REUNIÃO BRASILEIRA SOBRE MICORRIZAS, 14.; SIMPÓSIO BRASILEIRO DE MICROBIOLOGIA DO SOLO, 12.; REUNIÃO BRASILEIRA DE BIOLOGIA DO SOLO, 9.; SIMPÓSIO SOBRE SELÊNIO NO BRASIL, 1., 2012, Maceió. A responsabilidade socioambiental da pesquisa agrícola: anais. Viçosa: SBCS, 2012. 4 p. Trab. 2069. Publicador: In: REUNIÃO BRASILEIRA DE FERTILIDADE DO SOLO E NUTRIÇÃO DE PLANTAS, 30.; REUNIÃO BRASILEIRA SOBRE MICORRIZAS, 14.; SIMPÓSIO BRASILEIRO DE MICROBIOLOGIA DO SOLO, 12.; REUNIÃO BRASILEIRA DE BIOLOGIA DO SOLO, 9.; SIMPÓSIO SOBRE SELÊNIO NO BRASIL, 1., 2012, Maceió. A responsabilidade socioambiental da pesquisa agrícola: anais. Viçosa: SBCS, 2012. 4 p. Trab. 2069.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Formato: 1 CD-ROM.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
46.75%
Os triticultores dispõem de considerável volume de informações para definir a dose de N a ser minitrada na lavoura, contudo, tem havido pouco questionamento sobre o modo de aplicação do fertilizante nitrogenado. O trabalho teve por objetivo avaliar as fontes uréia, uréia+NBPT (inibidor de urease) e nitrato de amônio em diferentes doses aplicadas nos sulcos de semeadura do trigo, em comparação com a adubação de cobertura, em duas condições de cultivo, em regime de sequeiro e irrigado. Foram realizados dois experimentos na safra de 2011, em Ponta Grossa/PR em regime de sequeiro e solo de textura média, e em Londrina/PR com irrigação e solo argiloso, localidades representativas das macrorregiões tritícolas I e III do Paraná, respectivamente. O nitrato de amônio é a fonte mais segura para uso em adubos formulados NPK para a semeadura do trigo. A uréia nos sulcos de semeadura causa forte fitoxicidade à lavoura de trigo, e o inibidor de urease NBPT minimiza tal impacto. A adubação nitrogenada na semeadura do trigo deve contemplar doses de 20 a 40 kg N ha-1. O modo de aplicação do N no trigo, semeadura e/ou cobertura, guarda forte interação com o ambiente de cultivo.; 2012; Fertbio.

Necessidade de instrumentação para monitorar nitrato no perfil de solo, em tempo real.

PRIMAVESI, O.; PRIMAVESI, A. C. P. de A.; CAMARGO, A. C. de; PEDROSO, A. de F.
Fonte: In: SIMPÓSIO NACIONAL DE INSTRUMENTAÇÃO AGROPECUÁRIA - SIAGRO, 2., 2000, São Carlos, SP. Anais... São Carlos: Embrapa Instrumentação Agropecuária, 2000.0143-146 Publicador: In: SIMPÓSIO NACIONAL DE INSTRUMENTAÇÃO AGROPECUÁRIA - SIAGRO, 2., 2000, São Carlos, SP. Anais... São Carlos: Embrapa Instrumentação Agropecuária, 2000.0143-146
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
47%
No município de São Carlos, SP na Fazenda canchim, do Centro de Pesquisa de Pecuária do Sudeste (CPPSE/EMBRAPA), entre cotas altimétricas de 680 e 911m, sob clima tropical de altitude, e conduzido um sistema intensivo de produção de leite de bovinos a pasto, com pastejo totacionado no período das águas (out/nov-mar/abr), na cabeceira da microbacia do ribeirão Canchim. O solo e latossolo vermelho-amarelo arenoso, originalmente distrófico, manejado com tobiata (Panicum maximum), recebendo elevada dose de fertilizante nitrogenado mineral. O monitoramento de teor de nitrato em uma destas áreas revelou que: 1) os teores de nitrato variam entre 9 e 33 mg dm, faixa verificada na literatura, apesar da alta dose de fertilizante nitrogenado aplicada, 2) existe dificuldade no monitoramneto de nitrato em solos, devido a problemas com amostragem de terra, 3) ocorre grande variabilidade nos teores de nitrato em curto espaço de tempo, que necessita ser melhor estudada, para que possa haver melhor gerenciamento de atividades agrícolas de precisão.; 2000

Resíduo de couro ´wet blue´ após a extração do cromo: uso como fertilizante nitrogenado em plantação de eucalipto

Castro, Isabela Alves de
Fonte: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS; DQI - Programa de Pós-graduação; UFLA; BRASIL Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS; DQI - Programa de Pós-graduação; UFLA; BRASIL
Tipo: Dissertação
Publicado em 01/08/2014 PT_BR
Relevância na Pesquisa
56.87%
O presente trabalho trata da utilização de uma tecnologia inovadora que consiste na extração de cromo proveniente de rejeitos da indústria do couro, visando à aplicação da proteína livre de cromo (colágeno) como fertilizante nitrogenado de liberação gradual, devido ao elevado teor de nitrogênio (N) presente na forma orgânica. O rejeito industrial exige destinação adequada o que onera a cadeia produtiva, constituindo assim, um tema de grande importância ambiental, social e tecnológica. Resultados prévios mostraram elevados rendimentos agronômicos para testes em casa de vegetação em diversas culturas como trigo, arroz, pimenta, feijão e capim-elefante, com elevada capacidade de liberação do N presente no colágeno para a planta, sendo ainda que a liberação ocorreu de modo gradual. Essa característica representa uma vantagem (menores perdas de N-amônia e diminuição de parcelamentos de adubação) em relação aos fertilizantes nitrogenados convencionais. Dessa forma, estudos da viabilidade do uso desses resíduos como fonte alternativa de N para as plantas cultivadas em campo, são de grande interesse do ponto de vista da agroindústria. Assim, objetivou-se avaliar, em condições de campo, a eficiência do colágeno (resíduo wet blue após a extração de Cr pelo processo patenteado Br. n. PI 001538) como fonte de N para plantas de eucalipto em diferentes dosagens (0...

Influência do preparo do solo e da natureza do fertilizante nitrogenado na cultura do milho; Influence of soil tillage and source of nitrogen fertilizer on corn productivity

Favarin, J.L.; Fancelli, A.L.
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz Publicador: Universidade de São Paulo. Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/01/1992 POR
Relevância na Pesquisa
67%
Foi instalado um ensaio de campo, em solo Podzólico Vermelho-Escuro latossólico (PELa), para avaliar a influência do preparo do solo e a natureza da fonte do fertilizante nitrogenado, para adubação em cobertura, na cultura do milho. Os tipos de preparo do solo avaliados foram o convencional e o plantio direto. Em relação às fontes de nitrogênio, foram utilizadas: uma sólida, o sulfato de amônio (20%N), e outra fluida, o uran (32%N), aplicados à superfície do solo sem incorporação. A absorção de nitrogênio (mg/planta) foi determinada nas folhas, colmos, panículas e espigas, aos 53 e 67 dias após a emergência das plântulas. Na colheita, após a maturidade fisiológica, foi determinada a quantidade de nitrogênio acumulado e exportado, bem como a produção de grãos e alguns de seus componentes. O tipo de preparo do solo não apresentou influência na produção no primeiro ano de sua implantação. Entretanto, o plantio direto permitiu o aproveitamento do nitrogênio, mesmo quando se verificou redução na disponibilidade da água, estimada, através do balanço hídrico.; The effect of soil tillage and source of nitrogen fertilizer applied as sidedressing on corn was studied by means of a field trial conducted on a latosolic Darkred Podzolic soil (PELa). Soil tillage treatments were conventional and notillage soil seed-bed preparation. Nitrogen sources were ammonium sulfate (solid...

Epoca de aplicación y tipo de fertilizante nitrogenado sobre el patrón de acumulación de materia seca y nitrógeno del maíz en un Ultisol y un Mollisol de Venezuela¹

Delgado,Rodolfo; Velásquez,Lorenzo; Cabrera de Bisbal,Evelyn
Fonte: Instituto Nacional de Investigaciones Agrícolas INIA de Venezuela Publicador: Instituto Nacional de Investigaciones Agrícolas INIA de Venezuela
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2004 ES
Relevância na Pesquisa
46.87%
La producción de maíz, Zea mays L., y utilización de nitrógeno puede ser afectada por el tipo y época de aplicación del fertilizante nitrogenado, condiciones climáticas, y propiedades físico-químicas de los suelos. En este experimento se evaluó la respuesta del maíz a la aplicación de 120 kg N ha-1 aplicada en la forma de urea, nitrato de amonio (NA), y una fuente amoniacal (10-26-26), y a la época de aplicación del reabono en un suelo ácido de baja fertilidad (Ultisol), y en un suelo de alta a mediana fertilidad de pH neutro a alcalino (Mollisol) de El Pao y Turén, respectivamente, representativos de áreas donde normalmente se cultiva maíz en Venezuela. Generalmente se observó mayor producción de materia seca (MS), y absorción de N con la aplicación de NA. En el Mollisol la aplicación de toda la dosis de N a la siembra, y reabono a los 15 días (aplicación temprana) permitió mayor absorción de N que la aplicación tardía del fertilizante (reabono a los 25 y 35 d).