Página 1 dos resultados de 5 itens digitais encontrados em 0.007 segundos

Adaptação do modelo LINTUL (Light Interception and Utilization) para estimação da produtividade potencial da cultura de soja; Adaptation of LINTUL model (Light Interception and Utilization) to estimate soybean potential production

Corrêa, Simone Toni Ruiz
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 23/01/2009 PT
Relevância na Pesquisa
35.64%
Em 2007 o complexo de soja foi responsável por 19 por cento do total das exportações do agronegócio brasileiro, gerando mais de U$11 bilhões em divisas. Projeções indicam que até 2020 o Brasil deverá produzir 105 milhões de toneladas de soja, ou 81 por cento a mais do que a atual produção. Apesar de incidir sobre a produtividade a maior expectativa de crescimento, espera-se que a expansão significativa em área ocorra nas regiões de baixa latitude dos Cerrados, e em especial, no estado do Mato Grosso. É fundamental a determinação de estratégias que considerem produção, dimensões econômicas e ambientais. O uso da modelagem agrícola é a única forma de explorar sistematicamente o potencial produtivo em escala global e predizer produtividades futuras em determinadas condições. A utilização de computadores e banco de dados torna-se uma ferramenta cada vez mais necessária, no sentido de disponibilizar rapidamente informações de qualidade a um custo relativamente inferior, quando em comparação a experimentos de campo. O modelo LINTUL, desenvolvido pela Universidade de Wageningen, foi extensamente utilizado para predizer a produtividade potencial de culturas baseado no uso eficiente da radiação solar, sob condições ótimas de desenvolvimento. A cultura de soja...

Nutrição mineral e escleromorfismo foliar de grupos funcionais e comunidades vegetais savânicas

Souza, Marcelo Claro de
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 83 f. : tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
25.75%
Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP); Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Processo FAPESP: 10/07809-1; Processo FAPESP: 2012/13762-3; Pós-graduação em Ciências Biológicas (Biologia Vegetal) - IBRC; Savannas (located in Australia, Brazil and South Africa) hold the second largest biodiversity on the planet. These savannas have developed their vegetation structure on acidic and nutrient-poor soils, under a well-defined dry and rainy seasons. Among the limiting ecological filters, fire, soil fertility, water availability and herbivory are considered the most important ones. Other filters, which may be considered subfilters of the soil fertility are acidity and aluminum (Al) availability in the soil. Aluminum is considered a toxic element for most plant species, however savanna plants are insensitive to Al, and some species are Al-accumulators. We studied leaf nutritional status, Al accumulation and leaf scleromorphism of savanna species at three levels: regional, national and intercontinental. For national and intercontinental analysis we evaluated variations in the annual 9 rainfall, soil fertility and soil acidity. At the regional level, we compared leaf scleromorphism...

Invasão por Hovenia Dulcis Thunb. (Rhamnaceae) nas florestas do Rio Uruguai

Dechoum, Michele de Sá
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 148 p.| grafs., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
15.58%
Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Biológicas, Programa de Pós-Graduação em Ecologia, Florianópolis, 2015.; Espécies exóticas invasoras podem provocar impactos ambientais e econômicos substanciais, sendo atualmente consideradas uma das maiores ameaças à diversidade biológica em escala mundial. Invasões por plantas ocorrem como resultado da combinação de características biológicas e ecológicas das espécies introduzidas, de condições bióticas e abióticas do ambiente nos quais as espécies chegaram, e da pressão de propágulos, tanto com relação ao número do número de eventos de introdução, quanto do número e diversidade genética dos propágulos introduzidos. Ecossistemas com menor diversidade biológica e maiores intensidade e frequência de distúrbios são usualmente mais invadidos do que aqueles com baixos níveis de perturbação e maior diversidade. Hovenia dulcis, popularmente conhecida como uva-do-japão, é uma espécie arbórea decídua e zoocórica, nativa do leste asiático, descrita em literatura como espécie pioneira. Foi introduzida e mais intensamente cultivada no oeste de Santa Catarina a partir da década de 1980, quando agroindústrias da região fomentaram seu uso em granjas de suínos e aves. A espécie pode dispersar-se além de suas áreas de cultivo...

Population ecology of two species of of cave-dwelling bats : (Miniopterus-schreibersii and Myotis myotis)

Rodrigues, Maria Luísa Sequeira Viana, 1965-
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Tese de Doutorado
Publicado em //2008 ENG
Relevância na Pesquisa
35.64%
Tese de doutoramento em Biologia (Ecologia), apresentada à Universidade de Lisboa através da Faculdade de Ciências, 2008; Many bat species, particularly cave-dwellers, present an unfavourable conservation status on a global level. All bats presently considered as threatened in Portugal are cave-dwellers, which shows that the conservation of this group of species requires an active management programme. However, the planning of management measures requires a good knowledge of some aspects of the biology of species, including their population ecology. Much of this critical knowledge is still missing, as bats are among the least studied of vertebrates. To contribute to overcome this limitation, we planned four general objectives for this thesis: (1) understand bat migration patterns and their causes, (2) determine how spatial behaviour influences population structure and potential gene flow among maternity colonies, (3) determine if there are critical times during the yearly cycle of bats, and (4) understand how roosting behaviour and phenology relate to ambient and roost climate. The two first objectives were studied with Miniopterus schreibersii and the latter with Myotis myotis. We discussed the results in the perspective of planning of management measures...

Caracterizacion de la fenología de la vegetación a escala global mediante series temporales SPOT VEGETATION

Verger Ten, Aleixandre; Filella Cubells, Iolanda; Baret, Frédéric; Peñuelas, Josep
Fonte: Universidade Autônoma de Barcelona Publicador: Universidade Autônoma de Barcelona
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/acceptedVersion Formato: application/pdf
Publicado em //2015 SPA
Relevância na Pesquisa
106.1%
Altres ajuts: Programes Copernicus, le Pôle Thématique Surfaces Continentales THEIA, GIOBIO (32-566) i LONGLOVE (32-594).; La fenología de la vegetación a escala global se caracterizó a partir de series temporales del índice de área foliar (LAI) SPOT VEGETATION a 1-km de resolución espacial en el periodo 1999-2010. Los patrones espaciales de la fenología estimada a partir de datos de satélite muestran una gran consistencia con la distribución de biomas y factores climáticos. La comparación de la fenología SPOT VEGETATION con medidas in-situ para las fenofases del abedul común (Betula pendula) en Europa muestra un gran acuerdo en el gradiente latitudinal de temperatura con un descenso en la duración de la estación de crecimiento de 5 días por grado de latitud; We characterized the phenology of the vegetation at the global scale from the mean seasonal leaf area index (LAI) estimated from 1-km SPOT VEGETATION time series for 1999-2010. The satellite-derived phenology was spatially consistent with the global distributions of climatic drivers and biome land cover. The rate of change of phenological leaf development from VEGETATION data and in-situ observations for the date of phenophases of European birch forests agreed very well with latitudinal temperature with a decrease in the length of season of approximately five days per degree of latitude.